Você está na página 1de 9
Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico – Monitoria N.Canário Verde Sistema de tratamento de esgoto

Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico – Monitoria N.Canário Verde

Sistema de tratamento de esgoto por evapotranspiração

O sistema de evapotranspiração aqui detalhado é basicamente uma trincheira impermeabilizada com concreto magro ao fundo e nas paredes. As paredes da trincheira são estruturadas com a aplicação de uma camada mais grossa de cimento sobre tela de galinheiro grampeada sobre o concreto magro. TTrata-se de um sistema fechado, onde não há infiltração no solo e as plantas realizam o processo de evapotranspiração das águas servidas. Foi projetado para atender a uma família de três pessoas, com dimensionamento superestimado que garanta o funcionamento adequado do sistema por longo tempo. A base impermeabilizada é forrada por uma camada delgada de entulho de obras e assentada sobre a base está uma série de pneus alinhados. O encanamento de esgoto (do tipo águas negras) é destinado para dentro desse tubo formado por pneus, onde acontece a digestão anaeróbica do efluente, que escorre pelos os espaços entre pneus. Saindo desse espaço, o efluente encontra barreiras de material permeável que serão naturalmente colonizadas por bactérias que complementarão a digestão. Assim, na medida em que o efluente preenche toda a bacia, ele será mineralizado e os patogênicos vão sendo eliminados, ao mesmo tempo em que as raízes das plantas no solo acima das camadas vão descendo em busca dos nutrientes disponibilizados. De baixo para cima, a bacia é preenchida com materiais de granulometria decrescente. No fundo vêm os grandes fragmentos de tijolos, telhas e pedras. Acima vêm as pedras e cacos pequenos, britas, cascalhos e seixos. Em seguida, areia com cascalho e por sobre tudo, o solo devidamente coberto por matéria orgânica (mulche). Neles serão introduzidas plantas que consumirão os nutrientes. No sistema foram plantadas bananeiras e taiobas, neste primeiro momento. São indicadas espécies com raízes rasas e folhas largas que permitam a transpiração do solo úmido. O sistema pode e deve ser intensamente plantado com essas espécies indicadas, devendo ser evitado o plantio de hortaliças e espécies de raízes profundas. Para o monitoramento da eficiência do tratamento de esgoto foram implantados três pontos de coleta do efluente, que após percorrerem as

Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico – Monitoria N.Canário Verde camadas de material

Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico – Monitoria N.Canário Verde

camadas de material granulo-decrescentes podem ser coletados para análise laboratorial. Na saída do sistema foi colocado por precaução, um cano de 50mm como “ladrão”. A ponta de dentro do sistema foi coberta por manta bidin para evitar a saída de areia ou solo. No caso de uma sobrecarga ele pode expelir o efluente previamente tratado.

Pneu Pneu 10,
Pneu
Pneu
10,

Entrada do esgoto Cano de 100mm

Cascalho

+ Areia

Brita

Entulho

do esgoto Cano de 100mm Cascalho + Areia Brita Entulho espaço vazio para digestão anaeróbica Corte

espaço vazio para digestão anaeróbica

Corte transversal

Canos de inspeção
Canos de inspeção
Entrada do esgoto
Entrada do esgoto

Tubo de saída de sobrecarga:

ladrão - 50 mm - com tela na entrada para evitar saida da areia

Corte longitudinal

Ilustração 1 - Desenho esquemático do sistema de tratamento de esgoto

Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico – Monitoria N.Canário Verde Foto 1 – Escavação da

Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico – Monitoria N.Canário Verde

de Desenvolvimento Ecológico – Monitoria N.Canário Verde Foto 1 – Escavação da bacia Foto 2 -

Foto 1 – Escavação da bacia

– Monitoria N.Canário Verde Foto 1 – Escavação da bacia Foto 2 - Isolamento hidráulico com

Foto 2 - Isolamento hidráulico com chapisco de cimento

Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico – Monitoria N.Canário Verde Foto 3 - Tela de

Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico – Monitoria N.Canário Verde

de Desenvolvimento Ecológico – Monitoria N.Canário Verde Foto 3 - Tela de galinheiro (técnica de ferro-cimento)

Foto 3 - Tela de galinheiro (técnica de ferro-cimento) grampeada na parede chapiscada

(técnica de ferro-cimento) grampeada na parede chapiscada Foto 4 - Aplicação de camada mais grossa de

Foto 4 - Aplicação de camada mais grossa de cimento

Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico – Monitoria N.Canário Verde Foto 5 - Acabamento no

Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico – Monitoria N.Canário Verde

de Desenvolvimento Ecológico – Monitoria N.Canário Verde Foto 5 - Acabamento no cimento Foto 6 -

Foto 5 - Acabamento no cimento

Monitoria N.Canário Verde Foto 5 - Acabamento no cimento Foto 6 - Base de entulho para

Foto 6 - Base de entulho para a câmara de fermentação de pneus alinhados

Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico – Monitoria N.Canário Verde Foto 7 - Preenchimento com

Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico – Monitoria N.Canário Verde

de Desenvolvimento Ecológico – Monitoria N.Canário Verde Foto 7 - Preenchimento com entulho de obras até

Foto 7 - Preenchimento com entulho de obras até o topo dos pneus

Verde Foto 7 - Preenchimento com entulho de obras até o topo dos pneus Foto 8
Verde Foto 7 - Preenchimento com entulho de obras até o topo dos pneus Foto 8

Foto 8 – Canos de monitoramento de fluídos

Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico – Monitoria N.Canário Verde Foto 9 - Instalação dos

Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico – Monitoria N.Canário Verde

de Desenvolvimento Ecológico – Monitoria N.Canário Verde Foto 9 - Instalação dos canos de monitoramento em

Foto 9 - Instalação dos canos de monitoramento em três pontos

9 - Instalação dos canos de monitoramento em três pontos Foto 10 - Cobertura da câmara

Foto 10 - Cobertura da câmara de fermentação com materiais permeáveis

Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico – Monitoria N.Canário Verde Foto 11 - Construção do

Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico – Monitoria N.Canário Verde

de Desenvolvimento Ecológico – Monitoria N.Canário Verde Foto 11 - Construção do nível superior de absorção

Foto 11 - Construção do nível superior de absorção radicular (brita)

Verde Foto 11 - Construção do nível superior de absorção radicular (brita) Foto 12 - Nível

Foto 12 - Nível de cascalho e areia

Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico – Monitoria N.Canário Verde Foto 13 - Solo coberto

Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico – Monitoria N.Canário Verde

de Desenvolvimento Ecológico – Monitoria N.Canário Verde Foto 13 - Solo coberto com matéria orgânica e

Foto 13 - Solo coberto com matéria orgânica e bananeiras e taiobas plantadas

Solo coberto com matéria orgânica e bananeiras e taiobas plantadas Foto 14 - Sistema de evapotranspiração

Foto 14 - Sistema de evapotranspiração em atividade