Você está na página 1de 4

I- CD do Clonezilla

Esse realmente vale a pena ter. Faz uma cópia exata de uma partição ou do HD inteiro. Ele é capaz de clonar e recuperar tudo depois, da maneira exata como era antes. Vc pode clonar :

- a partição do seu Ubuntu, todo configurado e personalizado (a do Windows também).

- sua partição de dados pessoais substituindo o backup.

- seu HD inteiro.

Como usar o Clonezilla :

a)- Para gravar o CD entre no Site do Clonezilla e procure o Clonezilla Live. Existem as opções de gravar em CD/DVD ou PenDrive. Aqui usaremos a gravação em CD. Vá em Download an ISO file for CD/DVD. Eu uso aqui o Stable (Debian-based) iso/zip - Baixe a imagem iso para CD/DVD. Grave a imagem iso em CD. b)- Depois de gravar inicie pelo CD do Clonezilla. c)- Já dentro do menu do Clonezilla : escolha as opções e dê ENTER depois de cada uma. Para voltar no menu em algumas telas é possível teclando ESC ou TAB indo em Cancel. Depois digite 3 para a opção - Start Over e tecle ENTER.

Navegando pelas janelas do menu :

1ª - Escolha na primeira tela a opção : Clonezilla live (Defaults settings, VGA 800x600). 2ª - Escolha a linguagem (Espanhol para quebar o galho de quem tem dificuldade com o Inglês). 3ª - Nessa tela escolha a opção : não tocar el mapa de teclado. 4ª - Start clonezilla - iniciar clonezilla. 5ª - Escolha : Device image Disco/Partição a/desde imagem Clona a partição ou disco para ser gravado no local a ser escolhido onde permite a criação de um diretório. Obs.: Se escolher a outra opção - device-device Disco/Partição a Disco/Partição o local escolhido será todo sobrescrito pela gravação. 6ª - Escolha agora : local dev usar dispositivo local (HD, USB). 7ª - Aqui vc vai escolher o dispositivo onde será gravado (escolha uma partição, um HD ou USB). Preste bastante atenção para não errar. 8ª - Escolher agora a raiz da partição, HD ou USB - "/". 9ª - Escolher modo iniciante. 10ª - Nessa tela vc escolhe se quer salvar o disco todo - savedisk - ou uma partição separada - saveparts. É aqui também que se escolhe para restaurar - restoreparts ou

restoredisk - quando já existe o disco ou partição clonados. 11ª - Agora escolha o nome para a imagem (mantenha - img, exemplo :

Ubuntu10.04-img).

12ª - Na última tela do menu escolha finalmente a partição ou o HD que vc quer clonar dependendo do que vc escolheu em 10 - disk ou parts.

d)- Para restaurar o procedimento é o mesmo escolhendo na 10ª janela do menu, restoreparts ou restoredisk, em vez de savedisk ou saveparts.

e)- Observação muito importante : esteja bem seguro na escolha das opções principalmente na 5ª, 7ª, 8ª,10ª e 12ª, do contrário o fator "falha humana" citado no início do tópico vai agir aqui.

II- CD do Remastersys

Se o seu Ubuntu não tem jeito de inicializar e a solução é a reinstalação aqui entra o Remastersys. Cada um de nós instala o Ubuntu a sua maneira configurando e personalizando todo o sistema. Quando há necessidade de reinstalar o trabalho pode ser muito grande para voltar tudo ao que era antes, sem contar que cada instalação requer uma atualização bem demorada, principalmente para quem não tem banda larga. Quando o seu sistema estiver todo personalizado, atualizado e no ponto que vc gosta é a hora de fazer o CD do Remastersys.

Como fazer o CD do Remastersys :

(Na verdade, é possível que todo mundo precise gravar em DVD ou Pen- drive, já que a imagem iso gerada na maioria dos casos não caberá no CD).

1- O primeiro passo é instalar o Remastersys. Uma maneira simples é baixar o arquivo

(existem outras maneiras). 2- Na hora de baixar o arquivo vc tem a opção de abrir direto com o Instalador de Pacotes GDebi ou baixar e depois dar um duplo clique nele. 3- Depois de instalado vai para : Sistema > Administração > Remastersys Backup. 4- Ao abrir o programa há uma advertência de que é necessário fechar todos as janelas e desmontar redes compartilhadas. Depois disso dando OK aparece a janela principal do programa. A opção que nos interessa é a primeira : Backup | Backup Complete System including User Data Escolhendo essa opção será gerada uma imagem ISO de todo o sistema (sistema completo com a pasta pessoal e todas as configurações e programas instalados).

É criada uma pasta remastersys em /home/remastersys. A imagem a

ser gravada é custombackup.iso.

A gravação dos arquivos demora em média 20 minutos, dependendo do

tamanho do sistema. Espere o processo terminar completamente.

Obs.: a criação da pasta remastersys com arquivos temporários consome muito espaço, que pode não ser suficiente no local padrão que é a partição do Ubuntu. Para contornar isso basta escolher um local com espaço de sobra. Escolha Modify | Modify the remastersys config file to customize options e depois em Working Diretory coloque o caminho para o novo diretório. 5- Gravando a imagem custombackup.iso em CD, DVD ou Pen-drive vc tem

o seu sistema completo pronto para ser recuperado em caso de necessidade. Para recuperar seu sistema tal qual ele era antes, proceder uma instalação exatamente como se fosse o Live CD do Ubuntu. Obs.: Vc pode abrir o CD como se fosse só experimentar, para inclusive dar uma conferida se está tudo como previsto e depois dentro do próprio CD ir em Sistema > Administração > Instalar Lançamento (Release) para fazer a instalação.

6- Depois de gravar o CD, DVD ou Pen-drive se quiser liberar o espaço utilizado, principalmente se gravou na pasta /Home abra o programa e escolha

a opção :

Clean | Remove temporary files. 7- Observação importante : se o seu GRUB 2 tem um arquivo 40_custom (ou outro) personalizado, com os arquivos executáveis 10_linux e 30_os-prober inibidos (sudo chmod -x /etc/grub.d/10_linux /etc/grub.d/30_os-prober) será preciso retornar ao normal (sudo chmod +x /etc/grub.d/10_linux /etc/grub.d/30_os-prober) antes de usar o Remastersys, senão o sistema não iniciará.

III- CD do GRUB 2

Quando se fala em recuperação o primeiro pensamento é sobre o grub. É provável que todo mundo já tenha ficado sem o boot por perda do GRUB 2 na MBR. Sem boot é preciso lançar mão de Live CDs, tutoriais de recuperação do GRUB 2 e muitas vezes CDs de instalação do Windows e outros. Isso pode ser trabalhoso e muitas vezes não se tem em mãos o material

necessário. Para resolver esse problema de maneira simples, eficaz e definitiva, crie o

CD Multiboot do GRUB 2.

Se o problema é só na MBR faça o CD e dê adeus a problemas com o boot.

Passos para gravar o CD :

1- Iniciar o Ubuntu. 2- Abrir o Terminal e digitar :

sudo apt-get install grub-rescue-pc

São geradas 3 imagens em /usr/lib/grub-rescue : grub-rescue-cdrom.iso, grub-rescue-floppy.img e grub-rescue-usb.img. A que nos interessa aqui é a imagem iso do cdrom mas as outras também são válidas para quem quiser.

3- Gravar a imagem em CD usando um programa próprio para isso (Brasero por exemplo).

Como usar o CD :

1- Iniciar o computador pelo CD gravado (habilitar o boot do cdrom na BIOS). 2- O menu do GRUB 2 multiboot é parecido com o do próprio GRUB 2 do Ubuntu. 3- Dentre as várias opções de boot a que nos interessa é a segunda : GNU/Linux. 4- Escolha essa opção e tecle "e" (sem aspas) para editar o menu do GNU/Linux. 5- Aparecerá : set root=(hd0,1) linux/vmlinuz root=dev/sda1 initrd/initrd.img Aqui, se o seu Ubuntu não está nessa partição, vc deve mudar para a partição correta. Exemplo : Se o Ubuntu está em (hd0,6) set root=(hd0,6) linux/vmlinuz root=dev/sda6 initrd/initrd.img 6- Para quem não tem certeza onde está o Ubuntu tecle "c" (sem aspas) em vez de "e" (sem aspas). Aparecerá um prompt :

grub> Digite ls e tecle ENTER. Serão listadas suas partições. Veja qual é a do Ubuntu e faça como em 5. 7- Depois de colocar a partição certa do Ubuntu teclar Ctrl + x para o boot. 8- Com o Ubuntu inicializado digitar no Terminal :

sudo grub-install /dev/sda.

9- Se tem e desejar iniciar o Windows :

Escolha a opção Microsoft Windows Aqui o menu editado é :

set root=(hd0,1) chainloader +1 Se o Windows não estiver em (hd0,1) proceda como no ítem 6 para encontrar a partição dele.