Você está na página 1de 7

ANATOMIA APLICADA A ENFERMAGEM

Aula 07: Sistema nervoso autônomo


Livro Texto
MACHADO, A.B.M. Neuroanatomia Funcional. 2. ed.
São Paulo: Ed. Atheneu, 2002.

ATLAS
SCHUENKI et al. Atlas de Anatomia. Rio de Janeiro:
Ed. Guanabara Koogan, 2008. p. 454-461.
Divisão autônoma

• A divisão autônoma do sistema nervoso controla as funções viscerais, desde a


temperatura, como a pressão arterial, a sudorese e a micção;

• É caracterizado por atuar de forma rápida, visando a adaptação do organismo às


diferentes condições ambientais presentes;

• Essa divisão faz parte de um sistema de sinais eferentes por meio de duas vias: o
sistema nervoso simpático e o sistema nervoso parassimpático;

• Se originam da medula espinal, tronco encefálico, hipotálamo, córtex cerebral e o


córtex límbico.
Sistema nervoso simpático

• É formado por duas cadeias de gânglios simpáticos paravertebrais, se originando


da medula espinal entre T1 e L2, seguindo para os órgãos;

• Cada via deste sistema possui dois neurônios: o pré-ganglionar e o pós-ganglionar.


Sistema nervoso simpático

Funções:
• Olho: dilatação da pupila e relaxamento do músculo ciliar;
• Glândulas: vasoconstrição e secreção discreta;
• Miocárdio: aumento a frequência cardíaca e força de contração;
• Artérias coronárias: contração e dilatação;
• Brônquios: dilatação;
• Intestino: diminuição do peristaltismo;
• Fígado: liberação da glicose;
• Vesícula biliar: relaxamento;
• Rim: secreção de renina;
• Bexiga: relaxamento do detrusor e contração do trígono vesical;
• Pênis: ejaculação;
• Músculos piloeretores: contração;
• Coagulação sanguínea: aumento.
Sistema nervoso parassimpático

• É formado pelos pares de nervos cranianos OCULOMOTOR, VAGO,


VESTÍBULOCOCLEAR, GLOSSOFARÍNGEO, além de fibras do 2º e 3º segmentos
espinais sacrais;

• Assim como o SN simpático, o SN parassimpático possui neurônios pré-


ganglionares e pós-ganglionares, sendo que, nesse caso, o neurônio pré-
ganglionar vai direto de sua origem ao órgão e o pós-ganglionar da parede dos
órgãos aos tecidos.
Sistema nervoso parassimpático

Funções:
• Olho: contração da pupila e do músculo ciliar;
• Glândulas: estimulação da secreção;
• Miocárdio: redução da frequência cardíaca e da força de contração;
• Artérias coronárias: dilatação;
• Brônquios: constrição;
• Intestino: aumento do peristaltismo;
• Fígado: liberação discreta de glicogênio;
• Vesícula biliar: contração;
• Rim: sem efeito;
• Bexiga: contração do detrusor e relaxamento do trígono vesical;
• Pênis: ereção;
• Músculos piloeretores: sem efeito;
• Coagulação sanguínea: sem efeito.