Você está na página 1de 46

RELATÓRIO DE ATIVIDADES

RENOVO
“Ajudando pessoas a ajudar pessoas.”

Janeiro à Setembro de 2.006

Pág 1
Renovo

 Informações gerais

 Projetos desenvolvidos

 Resultados financeiros

 Anexos

Pág 2
Apresentação

O Instituto RENOVO é uma pessoa jurídica de direito


privado, sem fins lucrativos, devidamente constituída, em 28
de abril de 2003, com o Estatuto registrado no “ Registro
Privado de Pessoas Jurídicas”, na cidade de Campinas, São
Paulo, sob no 192602 e inscrito no CNPJ sob
no05.751.745/0001-06. Sua sede social é na cidade de
Campinas-SP, à Avenida Diogo Álvares, no1065, Parque São
Quirino, Campinas-SP.

Somos comprometidos com a promoção e dignidade do ser


humano, visando a melhoria da qualidade de vida,
preparando-o para o exercício da cidadania, com projetos de
educação complementar, geração de emprego e de renda,
com a valorização de princípios como: dignidade, caráter,
respeito, solidariedade, justiça e legalidade.

Pág 3
Nossos Objetivos
• Participar de forma ativa na comunidade e estabelecer um
diálogo aberto formando vínculos baseados em confiança;
• Realizar a promoção da assistência social, da cultura com
responsabilidade e criatividade, competência e caráter;
• Desenvolver programas de promoção gratuita da educação e da
saúde, em parceria com instituições públicas e privadas,
religiosas e autônomas;
• Gerar condições para o sustento alimentar e nutricional para
pessoas necessitadas;
• Promover a defesa, preservação e conservação do meio
ambiente e promoção do desenvolvimento sustentável;
• Criar programas de voluntariado para o desenvolvimento
econômico e social de combate à pobreza;
• Valorizar a ética, a paz, a cidadania, os direitos humanos, a
democracia e outros valores universais;
• Criar condições para a transformação prática da vida com o
comprometimento de comunhão mútua, no serviço ao próximo.
Pág 4
Missão e Valores
Missão
Nossa missão é atuar junto a famílias desfavorecidas,
através de ações abrangentes, que valorizem o ser
humano e fortaleçam os vínculos familiares, priorizando
a formação integral de crianças e adolescentes, com
dignidade e cidadania.

Valores
• Dignidade humana é a nossa certeza;
• Agilidade nas soluções é a nossa meta;
• Transparência nas ações é nosso compromisso;
• Compaixão cristã é nossa motivação;
• Esperança por tempos melhores é nossa expectativa.

Pág 5
Selo de Qualidade: Transparência
Renovo
Além do desenvolvimento de projetos próprios, nosso objetivo é
divulgar organizações sociais e projetos sócio-educativos criando
laços solidários com a sociedade e com os investidores em
Responsabilidade Social do 2o Setor.

O Selo vem fortalecer o trabalho das organizações que com o trabalho


voluntário e parcerias estão transformando cenários e concretizando
sonhos na busca de soluções que não precisam ser grandiosas, mas
eficientes, e farão a diferença.

Todos os projetos apoiados pelo RENOVO serão reconhecidos


publicamente através do Selo de Qualidade e Transparência, que é
um reconhecimento do trabalho realizado por pessoas e entidades
comprometidas por uma causa social.

Além de trazer segurança para as pessoas que queiram participar


como voluntárias ou colaboradoras, o Selo é uma garantia do caráter
de compromisso e seriedade em trabalhos avaliados pelo RENOVO
que, periodicamente, estará acompanhando os trabalhos certificados.
Pág 6
Estrutura Diretiva Voluntária

Conselho Diretor
• Presidente: Sigrid Mecchi Gouvêa
• Diretor Financeiro: Newton R.B. Oppermann
• Diretora Administrativa: Sylvia Helena Heinrich

Conselho Fiscal
• Titulares:
Alexandre Sanvido Ferreira, Márcio José Ferreira,
Eder Jorge Giraldi Filho
• Suplentes:
Roberto C. Rosa, Eunice Adriano, César R. do
Val.

Pág 7
Principais Objetivos 2006

 Implantação de uma sede;

 Início de Ação Comunitária RENOVO em uma


área carente da cidade de Campinas;
 Recadastramento de Associados e Voluntários;

 Criação de um Networking RENOVO;

 Captação de Recursos para projetos sócio-


educacionais.

Pág 8
Sede Renovo

Em março de 2006 foi inaugurada a


sede do RENOVO, na avenida Diogo
Álvares, no1065, Parque São Quirino,
em Campinas-SP, fone 019-3256-
4742.
Este imóvel está localizado em uma
região populacional que atinge mais
de 12 mil pessoas, classes C e D,
dos seguintes Núcleos Residenciais:
Vila Nogueira, Moscou, Cafezinho,
Gênesis e dos Bairros: Parque São
Quirino,Jd Santana, Jd Nilópolis e
parte da Vila Nogueira.

Pág 9
Renovo

 Informações gerais

 Projetos desenvolvidos

 Resultados financeiros

 Anexos

Pág 10
Áreas de Atuação

ATIVIDADES INTERNAS

Atividade Sócio Atividades


Educacionais educacionais de Atividades de Atividade Psico-
com crianças adolescentes, trabalhos terapêutica de
para o jovens e adultos manuais e ajuda e
desenvolvimento desfavorecidos artesanatos orientação a
de habilidades que buscam desenvolvidos adolescentes.
manuais e aprendizagem e por jovens e
artísticas aperfeiçoamento adultos
profissional.

APRENDENDO
ESCOLA DE A CUIDAR
ARTE ELETRICIDADE GRUPO DE
ARTESANATO
INCLUSÃO BÁSICA JOVENS
DIGITAL INCLUSÃO
DIGITAL

Pág 11
Áreas de Atuação

APOIOS EXTERNOS

Serviço social de
ajuda Parceria,
Atividades
humanitária para Patrocínio e
educacionais de
comunidades Apoio para
adolescentes
desfavorecidas, projetos de
desfavorecidos
oferecendo pessoas físicas e
que buscam
recursos jurídicas na área
acesso ao
materiais e social
ensino técnico.
humanitários

ASSOCIAÇÃO
PROJETO EVANGÉLICA
PROJETO BENEFICENTE
MISSIONÁRIO
ALPHA DAVID ROWE
POÇÃO

Pág 12
Sede Renovo
O RENOVO já está atendendo um grande número de
pessoas, através do trabalho voluntário nas seguintes
atividades:
Tempo de Utilização Número
Projeto Coordenador(a)
da Sede de Alunos

Aprendendo a Cuidar Geralda 8 horas / semana 19

Artesanato Adriana 6 horas / semana 8

Eletricidade Básica Roberto 3 horas / semana 12

Escola de Artes Lenora 20 horas /semana 30

Grupo de Jovens Izabel 1 h e meia / semana 8

Inclusão Digital Crianças Maria do Céu 2 h e meia / semana 28

Inclusão Digital Adultos Aldo Neto 1 h e meia / semana 9

Paralelamente, o RENOVO organizou outros eventos em sua


sede: Bazares Semanais/Mensais, Escola Bíblica de Férias,
Aulas Especiais de “Mão na Massa” e na Comunidade, o
Arraial Missionário e o coffee break do Encontro de Mulheres.
Pág 13
Aprendendo a Cuidar
Coordenação
Geralda Francisca de Araújo
geralda@heinrich.com.br
Fone: (19) 3256-4742 / (19) 9179-9431

Visão
Resgatar a auto-estima de gestores de Serviços Gerais,
profissão normalmente desvalorizada e desqualificada não
só por parte dos empregadores como pelos próprios
servidores, mas tão necessária para o bom funcionamento
da infra-estrutura de toda e qualquer instituição.

Pág 14
Aprendendo a Cuidar
Objetivos
Objetivo Geral:
Capacitar mulheres sócio-economicamente desfavorecidas que
desejam tornarem-se ou aperfeiçoarem-se na gestão de serviços
gerais industriais, hospitalares ou domésticos, proporcionando
conhecimentos teóricos e práticos para o desempenho da função
com excelência.

Objetivos Específicos:
• Através do curso, capacitar mulheres para adquirir conhecimentos
teóricos e práticos fundamentais no cuidado de terceiros.
• Incentivar a aprendizagem de pratos culinários, visando possibilitar
a geração ou incrementação da renda familiar;
• Ressaltar a importância do papel dos Gestores de Serviços
Gerais frente à sociedade, valorizando o seu trabalho e
orientando-os para a realização prática de cuidados básicos
essenciais para a prevenção de acidentes e doenças dos clientes,
bem como o cuidado com sua própria saúde no desempenho da
função;
• Transmitir valores éticos, de boa prática de relacionamento.
Pág 15
Aprendendo a Cuidar
Principais Atividades realizadas
• Cuidado com a saúde; prevenção de acidentes e de
doenças;
• Culinária básica; cuidados com congelamento e
conservação de alimentos, decoração de pratos;
• Elaboração de cardápios especiais;
• Ornamentação de ambientes e de mesas: disposição de
talheres e pratos;
• Noções básicas de gerenciamento de ambientes de
trabalho doméstico, industrial ou hospitalar;
• Arrumação e limpeza geral de ambientes de trabalho e
de roupas.
Parcerias:
• Lions Clube “Campinas Carlos Gomes”
(empréstimo de equipamentos para as aulas)
• Nutrim (doação de EPIs para demonstração) Pág 16
Aprendendo a Cuidar
Principais resultados quantitativos
• Período das atividades Jun – Set /06
• Horas aulas por semana 8 horas
• Horas por aula 2 horas
• Número médio de alunos por aula 14 alunos
• Número de voluntários participantes 5 voluntários

Necessidade financeira próximo trimestre:


Tipos de gasto Outubro Novembro Dezembro Total
Transportes 175 175 175 525
Material pedagógico 500 500 500 1.500
Total 675 675 675 2.025

Pág 17
Artesanato

Coordenação
Adriana Soares de Campos Rissone
adrianascr@terra.com.br
3289-8974

Objetivo
Resgatar a dignidade de mulheres donas de casa,
aposentadas ou desempregadas através de cursos para
capacitação de artesãos, visando possibilitar a geração ou
incrementação da renda familiar.

Pág 18
Artesanato

Principais atividades realizadas


• Crochê
• Tricô
• Macramé
• Oficina de Customização
• Bijouteria

Principais resultados quantitativos


• Período das atividades Jun - Set /06
• Número de aulas disponibilizadas no período 13 aulas
• Horas por aula 2 horas
• Número médio de alunos por aula 8 alunos
• Número de voluntários participantes 5 voluntários

Pág 19
Artesanato

Necessidade financeira próximo trimestre:


Tipos de gasto Outubro Novembro Dezembro Total
Material pedagógico 150 150 100 400
Despesas treinamento -
Outros gastos eventuais -
Total 150 150 100 400

Pág 20
Eletricidade Básica

Coordenação
Roberto Egon Heinrich
roberto.heinrich@terra.com.br
Fone: (19) 2103-9469 / (19) 8165-9725

Visão:
Apresentar a adolescentes e adultos a oportunidade de
conhecer uma ciência, seja para o despertar do
interesse em caso dos adolescentes que ainda não
decidiram suas carreiras profissionais, seja como a
oferta de mais uma habilidade ou meio de aumento da
renda familiar.

Pág 21
Eletricidade Básica
Objetivos
• Transmitir conhecimentos básicos de Eletricidade a homens e
mulheres, adolescentes ou adultos, através de atividades teóricas
e práticas, capacitando-os para a inserção nessa área do
mercado de trabalho.

• Trabalhar com adultos e adolescentes de risco provenientes de


famílias carentes.

• Desenvolver dignidade e amor próprio, através de mais um meio


de subsistência.

Principais atividades realizadas


Noções de eletricidade. Experiências práticas (laboratório). Pequenos
cálculos e fórmulas. Noções de dimensionamento, especificações e
quantidades de materiais elétricos. Noções de instalação e manutenção
elétrica para edificações e sistemas de: residência, comércio e industria.
Exercícios e esclarecimentos. Estudos de casos apresentados pelos
alunos.
Pág 22
Eletricidade Básica
Principais resultados quantitativos
• Período das atividades Ago – Nov /06
• Número de aulas disponibilizadas no período 29 aulas
• Horas por aula 1,5 horas
• Número médio de alunos por aula 5 alunos
• Número de voluntários participantes 1 voluntário

Necessidade financeira próximo trimestre:


Tipo de gasto Outubro Novembro Dezembro Total
Material didático 300 300 300 900
Total 300 300 300 900

Outras informações relevantes


Os gastos destinam-se à compra de materiais elétricos para uso
em bancada (laboratório). Os instrumentos de medidas para as
aulas práticas estão sendo fornecidos, até então, por empréstimo
do professor voluntário.

Pág 23
Escola de Artes
Coordenação
Lenora Gouvea de Oliveira
lenora@chacaraprimavera.org.br
Fone: 019 3289-8974.

Visão
Acreditar no valor de cada criança e na potencialidade que ela tem
de desenvolver: criatividade, capacidade de resolver problemas,
confiança para lidar com as diferenças que nos cercam, noção de
novas possibilidades e auto-estima a partir do aprendizado das artes.

Missão
Trabalhar com crianças provenientes de famílias de baixa renda que
enfrentam uma realidade familiar e escolar precárias e sem
oportunidades de desenvolver diferentes formas de conhecimento e
de linguagens que não lhes estão acessíveis e que têm potencial,
como quaisquer outros indivíduos, de desenvolver sensibilidade,
confiança e auto-estima.
Pág 24
Escola de Artes
Objetivos
• Trabalhar com crianças em situação de risco provenientes de famílias
carentes.
• Dar a oportunidade para que essas crianças experimentem e
desenvolvam habilidades na área das artes plásticas, música, dança e
teatro.
• Garantir que as crianças recebam suporte emocional para a construção
de uma auto-imagem positiva e reconhecimento de seu valor.
• Mostrar às crianças que elas fazem parte de um contexto social, têm
responsabilidade sobre ele e podem contribuir para transformá-lo.
• Transmitir valores éticos e morais fundamentais para o desenvolvimento
da boa cidadania.

Principais atividades realizadas


• Desenho, Pintura e Colagem;
• Música: Flauta e Violão;
• Dança: Coreografia;
• Teatro;
• Reflexões com ensinos da Bíblia em todas as aulas.

Pág 25
Escola de Artes
Principais resultados quantitativos
• Período das atividades Jun – Set /06
• Número de aulas disponibilizadas no período 69 aulas
• Horas por aula 2 horas
• Número médio de alunos por aula 15 alunos
• Número de voluntários participantes 7 voluntários

Necessidade financeira próximo trimestre:


Tipos de gasto Outubro Novembro Dezembro Total
Colaborador 1.440 1.440 1.440 4.320,00
Lanches e refeições 100 100 100 300,00
Material pedagógico 300 300 300 900,00
Total 1.840 1.840 1.840 5.520,00

Outras informações relevantes


Durante a segunda semana de Julho foi realizada uma Escola Bíblica de
Férias. Este trabalho totalizou o número de 51 horas de trabalho. Na
terceira e quarta semana foram ministradas somente as aulas de Volley,
que seguiram com sua programação normal: 4 aulas.
Pág 26
Inclusão Digital: Crianças
Coordenação
Maria do Céu Lopes Heinrich
mceu.idt@terra.com.br
Fone: 019 21039469 - cel.: 81659724

Visão
Dar condições de acesso e uso de tecnologia da informação e
comunicação a indivíduos economicamente desfavorecidos,
integrando-os à sociedade de forma mais justa e igualitária,
permitindo a construção de uma sociedade de informação que
contemple a participação de todos os brasileiros.

Missão
Instruir pessoas digitalmente excluídas, familiarizando-as com o
computador e conhecimentos mínimos de informática que lhe
permitam fazer uso desse meio de comunicação.

Pág 27
Inclusão Digital: Crianças
Objetivos
• Trabalhar com crianças em situação de risco provenientes de
famílias carentes;
• Dar a oportunidade para que essas crianças experimentem e
desenvolvam habilidades nas áreas da tecnologia da informática,
linguagem falada e escrita, tendo sempre em vista as diferenças
inerentes a cada criança como indivíduo;
• Oferecer situação de aprendizagem de maneira lúdica e
prazerosa, incentivando a criatividade e o aperfeiçoamento
individual de cada criança.
• Incentivar as crianças a serem agentes de mudança como
colegas, amigos e homens socialmente ativos no futuro.

Principais atividades realizadas


• Desenhos utilizando a ferramenta Paint;
• Escrita no Word, ditado na língua portuguesa;
• Ensino do uso do computador e programas afins

Pág 28
Inclusão Digital: Crianças
Principais resultados quantitativos
• Período das atividades Mai – Out /06
• Número de aulas disponibilizadas no período 18 aulas p/mês
• Horas por aula 2,5 horas
• Número médio de alunos por aula 8 - 10 alunos
• Número de voluntários participantes 1 voluntário

Necessidade financeira próximo trimestre:


Tipos de Gasto Outubro Novembro Dezembro Total
Impressão colorida 50 200 - 250
Participação em concurso - - 200 200
Total 50 200 200 450

Outras informações relevantes


Vale ressaltar que todas as crianças e o voluntário estão sempre dispostos
a estar na sala de aula, mesmo contendo, até esta data, somente 4
computadores (há 33 inscritos e, aproximadamente, uma média de 25 a 28
crianças que freqüentam regularmente as quatro classes). Os alunos
sugeriram fazer um concurso de desenhos e trabalharão o tema do Natal.
Todos os que participarem serão premiados.
Pág 29
Projeto Alpha
Coordenação
Bruno Ferraz Henriques
bfherinques@yahoo.com.br
Fone: 019 9182-1101

Missão
Nossa missão é dar condições para que pessoas menos
favorecidas possam se integrar melhor e de forma mais justa
na sociedade brasileira.

Objetivo:
Temos como objetivo atender jovens que pretendem
concorrer a uma vaga em um Curso Técnico e não tem
condições de pagar um cursinho comercial, e nem se sentem
preparados.

Pág 30
Projeto Alpha
Objetivos
• São oferecidas 15 vagas para alunos da rede pública de
ensino;
• O cursinho tem início em maio e término em novembro,
com pausa para férias em julho;
• As aulas são no período da tarde, com duração de três
horas – das 15 às 18 horas;
• Há possibilidade de serem implementadas aulas de tira-
dúvidas aos sábados pela manhã;
• Como colaboradores diretos do cursinho tem-se em
média 10 professores, 2 ou 3 plantonistas, 2 auxiliares
didáticos e 3 divulgadores. São 20 colaboradores diretos
em média.

Pág 31
Projeto Alpha
Principais resultados quantitativos
• Período das atividades Mai – Nov /06
• Número de aulas disponibilizadas no período 20 aulas p/mês
• Horas por aula 3 horas
• Número médio de alunos por aula 15 alunos
• Número de voluntários participantes 20 voluntários

Necessidade financeira próximo trimestre:


Tipos de gasto Outubro Novembro Dezembro Total
Material pedagógico 200 200 200 600
Total 200 200 200 600

Outras informações relevantes


O projeto teve inicio em 2005 com 10 professores voluntários
(todos alunos da Unicamp) e 15 alunos, sendo que nossa
primeira vitória foi a entrada de 1 aluno em 10o. Lugar no Curso
de Telecomunicações no Cotuca.
Pág 32
Outros Projetos
GRUPO DE JOVENS
Izabel Afonso Ferreira
izabelraf@gmail.com
S Fone: 019 3254 1984 – 9735 5400
RNO
E
INT
INCLUSÃO DIGITAL DE ADULTOS
Aldo Neto (Alemão) / José Eduardo Leme
tumolin@yahoo.com.br
Zedu_leme@hotmail.com

PROJETO MISSIONÁRIO POÇÃO


Kleber Dias Sardim / Sara Marina Sardim
kleberesara@uol.com.br
O S Fone: 019 30295163
TE RN
EX
ASSOCIAÇÃO EVANGÉLICA DAVID ROWE
Steve P. Rowe
associacao_davidrowe@zipmail.com.br
Fone: 019 3249-2034
Pág 33
Renovo

 Informações gerais

 Projetos desenvolvidos

 Resultados financeiros

 Anexos

Pág 34
Demonstração de Resultado
JAN – SET /06
JANEIRO A JUNHO A
RESULTADO TOTAL
MAIO SETEMBRO

RECEITA
Doações em Geral 4.109,93 5.154,20 9.264,13
Doação Chácara Primavera 3.003,00 9.084,00 12.087,00
Doação Grão de Mostarda para EA* 9.051,24 9.051,24
Receita com Bazar 4,10 328,23 332,33
Receita com Arraial Missionário 2.056,97 2.056,97
Receita / Despesas Financeiras 41,48 174,32 215,80
RECEITA TOTAL 7.158,51 25.848,96 33.007,47

DESPESAS COM A SEDE 3.995,87 6.603,57 10.599,44


Aluguel 3.124,16 3.828,18 6.952,34
Água, Luz e Telefone 187,89 659,10 846,99
Escritório e Uso Comum 39,41 94,30 133,71
Manutenção 344,41 20,00 364,41
Salário e Encargos 1.125,63 1.125,63
Eventos 876,36 876,36
Doações Diversas 300,00 300,00

DESPESAS COM PROJETOS 734,68 8.748,65 9.483,33


Aprendendo a Cuidar 569,88 1.187,01 1.756,89
Escola de Artes 6.772,34 6.772,34
Projeto Alpha 600,00 600,00
Inclusão Digital 46,80 46,80
Artesanato 164,80 142,50 307,30

DESEPESA TOTAL 4.730,55 15.352,22 20.082,77

RESULTADO 2.427,96 14.324,92 12.924,70


Pág 35
Renovo

 Informações gerais

 Projetos desenvolvidos

 Resultados financeiros

 Anexos

Pág 36
Dia das Mães

Pág 37
Arraial Missionário

Pág 38
Campanha do Agasalho

Pág 39
Aprendendo a cuidar (Etiqueta)

Pág 40
Aprendendo a cuidar (Aula de Trufa)

Pág 41
Aprendendo a cuidar (Para adolescentes)

Pág 42
Aprendendo a cuidar (Artesanato)

Pág 43
Escola Bíblica de Férias

Pág 44
Escola Bíblica de Férias

Pág 45
Pág 46