Você está na página 1de 66

GIBA

A LENDA DO VÔLEI MUNDIAL DIZ ADEUS À SELEÇÃO

EMANUEL

ENTREVISTA EXCLUSIVA COM O CRAQUE DAS AREIAS

ALEXANDRE OLIVEIRA SUPERLIGA
A ATUAL TEMPORADA JÁ COMEÇOU E PROMETE MUITO EQUILÍBRIO E MUITO MAIS

O JOGADOR QUE VIROU REPÓRTER

Clique aqui
e curta a nossa página no

FACEBOOK
ASSIM VOCÊ FICA POR DENTRO

DE TUDO QUE A
PREPAROU PARA
Você

É o que nos move. Somos o foco mundial dos grandes eventos.com. O objetivo principal da revista. dois gigantes que deram a vida pelo esporte. Faça isso com a revista. médicos e outros profissionais envolvidos com o vôlei. mas estão eternizados como heróis do nosso esporte.jairsena. que é colocar grandes nomes do vôlei brasileiro e mundial para escrever textos exclusivos. trouxemos dois craques do vôlei mundial em entrevistas exclusivas. preparadores físicos.E D I T O R I A L Estamos completando um ano e isso é motivo de muita alegria e satisfação para todos os envolvidos na revista Voleishow. . Isso dará novas possibilidades de trabalho para atletas e profissionais ligados ao esporte. Aproveite cada página. Um grande abraço a todos Marcel Eickhoff Matz A revista digital VOLEISHOW é uma publicação trimestral do site VOLEISHOW. aliás. está sendo alcançado. além de todas as colunas conhecidas por vocês e de novos textos sobre o vôlei de praia. O Brasil está passando por um momento incrível no esporte. Giba e Emanuel. Sucesso no próximo ano. Se fosse um jogo. estatísticos. para entrar com tudo e jogar com alegria. bem como pelo conteúdo de anúncios publicitários. quem sabe. Aprenda um pouco mais com cada texto técnico. diríamos a você.br A VOLEISHOW não se responsabiliza por informações. Nessa edição. aumentar. A economia cresce. conseguimos consolidar a publicação como referência para os apaixonados por vôlei e principalmente para profissionais de todo o Brasil. saúde e conquistas. Em cada edição. Os investimentos no vôlei de quadra e de praia devem se manter ou. a administração desse momento é delicada e deve ser conduzida de maneira muito responsável para a manutenção do sucesso. Neste primeiro e difícil ano. As histórias deles são incríveis. conceitos e opiniões emitidos em artigos assinados por colaboradores. está sendo disponibilizada a experiência dos mais importantes técnicos. isso ninguém é. Continuem sempre lutando pelos seus objetivos e pelas vitórias. Conheça os novos jogadores que estão nessa edição. Não são unanimidades. DIREÇÃO GERAL Marcel Eickhoff Matz CREF 006871-G/RS EDITOR RESPONSÁVEL Marcel Eickhoff Matz JORNALISTA RESPONSÁVEL Marcilênio Arruda DRT/SC 01685 PROJETO GRÁFICO e DIAGRAMAÇÃO Jair Figueiredo de Sena www. Obrigado especial às empresas que apostam no projeto: vocês são fundamentais. Essa participação minimiza o problema da falta de uma literatura compatível com o sucesso do vôlei no país. cheio de paz. Desejamos a todos um ótimo 2013. Porém. leitor. O sucesso destes dois se confunde com o sucesso do vôlei brasileiro. Servir de apoio para estudantes que procuram uma literatura de qualidade nos deixa satisfeitos e com mais responsabilidade.

............................................................................................................................................................................................................................62 Eu também jogo vôlei ..........................................................................6 COLABORADORES ...................................10 SELEÇÃO VOLEISHOW .................................................42 Das quadras para a TV ................................................................................................................48 Meu treinador ...........................................................................................8 AQUECIMENTO ..................................................................................................................................................................Í N D I C E VOLEINEWS ....................................................................................................................................................................................................................................................................................................55 Fitness ............59 Arquibancada...........................................................................64 .............................................................14 HISTÓRIAS DO VÔLEI ....................................................................................................................................................................22 SUPERLIGA ..............................................................................................................................................................................52 Por dentro das regras ...............44 Toque de campeão ......................................................................................................................................................................................................................................15 CRAQUE DA QUADRA ...................................................28 ENTREVISTA EMANUEL ..............................34 E MAIS Vôlei de praia......................................................20 ENTREVISTA GIBA ........................................................................................................................................56 Planejamento .................40 Mapa do vôlei ........................................................16 VOLEISHOW ESTILO ...........49 Princípios básicos do treinamento desportivo ............................................................................

Os modelos de treinamento utilizados atualmente também deverão sofrer mudanças em breve. Nesse ano uma equipe da Finlândia veio para participar. Pelo menos na teoria. O mundial infanto masculino será disputado no México e o juvenil masculino. O campeonato todo durou oito dias e foi disputado na quadra e na areia. visto que a qualidade do passe deve cair e consequentemente o jogo pode ficar mais lento e menos agressivo. Prepare-se. Quando colocada em prática. Todos os anos são muitas histórias para contar e muitos jogos para disputar entre amigos. o torneio Master está cruzando as fronteiras e. a Sub-23. todos os anos. As outras três seleções venceram as competições continentais. Vôlei Master em Saquarema é mais uma vez um sucesso. A partir de 2013 uma nova categoria será disputada em nível mundial. A partir de 2013.VOLEI O NEWS S A suposta mudança na regra para 2013 com relação à utilização do toque para a recepção foi realmente aprovada pelo Congresso da FIVB. Foram os campeões na praia na categoria +55. O infanto feminino será na Tailândia e o juvenil feminino. 6 . Todas estão classificadas para os mundiais do ano que vem. só poderá ser executado o passe com o fundamento manchete. é o que diz a nova regra. As seleções de base do nosso país dominaram as categorias dos Campeonatos sul-americanos disputados neste ano. Sucesso que promete agitar o ano de 2013. na Turquia. Participar é pouco. Somente a nossa seleção infanto feminina foi superada no Peru pelas donas da casa. pode mudar a configuração do jogo. na República Tcheca. Afinal. pois só será aceito o fundamento toque quando este for perfeito. eles vieram para vencer. recebe até times do exterior. Isso dará mais maturidade aos jogadores antes de chegarem às seleções principais.

A primeira delas é que cada time está permitido de colocar mais um profissional da área técnica no banco de reservas. sai de outubro e passa para o mês de maio. com duração de 20 horas. Agora a ideia é promover novos encontros pelo Brasil. no Catar. além do técnico e do médico ou fisioterapeuta temos mais três profissionais ligados no jogo em cada banco. Além do título. Elas estão invertidas e com isso prometem dar menos reflexo nas marcas expostas e maior visibilidade para os anunciantes. entre em contato pelo e-mail cursodevolei@voleishow. SADA/Cruzeiro conquista a prata. foram muito bem.Superliga muda alguns detalhes que podem passar despercebidos para o grande público. Sollys vence e chega ao topo do mundo. os seguintes atletas levaram prêmios individuais: Feminino Sheilla – Maior Pontuadora Thaisa – Melhor Atacante Sheilla – Melhor Saque Camila Brait – Melhor Defesa Jaqueline – Melhor Passe Fabíola – Melhor Levantadora Camila Brait – Melhor Líbero Masculino Wallace – Melhor Saque Serginho – Melhor Defesa Serginho – Melhor Passe Willian Arjona – Melhor Levantador Serginho – Melhor Líbero 7 . O curso.br. Voleishow promove curso em Campinas-SP com sucesso absoluto. teve o número máximo de participantes e deverá acontecer novamente em 2013. A outra mudança está na configuração das placas de publicidade. Para mais informações. Nessa temporada. que está acontecendo desde o dia 23 de novembro. Os profissionais que atuam com vôlei em diversas partes do Brasil puderam conviver um pouco com o trabalho desenvolvido no alto nível por profissionais de renome no país. Chegamos às duas finais e levamos o torneio feminino. Os times brasileiros que disputaram o mundial de clubes em Doha.com. a Confederação fez algumas modificações em relação os jogos. Para o ano que vem. Ou seja. o Campeonato muda de data.

Carlos Cimino Ex-árbitro de vôlei. Talmo de Oliveira Técnico do time do SESI. atualmente é instrutor da FIVB. . Marcelo Guidotti Fisioterapeuta do time da Medley. Alexandre Oliveira Repórter do SPORTV. Marcelo Zenni Klein Estatístico da seleção juvenil do Brasil e técnico de categoria de base. Giovane Foppa Preparador físico do time Móveis Kappesberg/Canoas. Fábio Correia Preparador físico do time do Sada/Cruzeiro. Lucão Central da seleção brasileira e do RJX.C O L A B O R A D O R E S Tiago Fruges Ferreira Médico das seleções de base masculinas do Brasil e do Sollys/Nestlé Rommel Milagres Preparador físico da seleção infanto feminina e do Minas.

Clique aqui e curta a nossa página no FACEBOOK ASSIM VOCÊ FICA POR DENTRO DE TUDO QUE A PREPAROU PARA Você .

No dia que sai de casa. porque em casa eu fico mais à vontade e posso parar o filme a hora que eu quiser para pegar uma pipoquinha. quando estou indo para um jogo eu curto sair do hotel ou de casa ouvindo um samba. depois que vim morar fora do Brasil. Música sempre me faz lembrar momentos e pessoas e com essa saudade dos amigos e das pessoas que amamos. de Arlindo Cruz. Quando chego ao vestiário vou colocando um pouco de eletrônico. Um ritmo faz sucesso muito rápido e acabo escutando. As danças típicas dos lugares onde jogo é algo também muito curioso. mas acho que essas músicas representam um pouco do que eu gosto de escutar e marcaram de alguma forma a minha vida em momentos distintos. sem me preocupar em perder nenhum pedaço do filme. mas ultimamente eu tenho visto muito filmes religiosos e comédia. QUECIMENT Quando você vê filmes? Nesse ano eu estou jogando por um clube aqui na Rússia e devido a ter muita dificuldade de entender o que passa na TV por causa da língua eu estou vendo filmes o tempo todo. mesmo sem ser o meu preferido. a música acaba dando uma “vibe” gostosa. Por exemplo. Tem curiosidade por descobrir novos estilos ou cantores? Gosto muito de coisas novas.JOYCINHA Qual o tipo de filme que mais gosta? Eu gosto de muitos gêneros de filmes. É difícil fazer uma seleção. Qual o teu playlist preferido? Lanterna dos Afogados. Quais são os teus filmes preferidos? As Branquelas. pois me deixa alegre. Invictus e Os corajosos. . dos Paralamas do Sucesso. com aquela “batida” que me deixa elétrico e ao mesmo tempo focado. Ano passado foi muito engraçado ensinar os poloneses a cantar as músicas do Michel Teló e ainda ter que traduzi-las. Qual o seu ator e atriz preferido? E o ator mais bonito em sua opinião? Eu gosto muito da Sandra Bullock e do Denzel Washington. RAPHAEL MARGARIDO (VINHEDO) Que tipo de música você mais gosta? Não tenho um gênero específico. Qual a importância da música na vida de um atleta? Acho que. quando é possível. do Zezé di Carmargo. do Jeito Moleque. Acabamos por ficar mais tempo sozinhos e a música é um alimento para a alma. não tenho preconceito com nenhum gênero musical. que é um filme religioso. que para mim é o melhor. Amizade é tudo. pois sempre demonstra um pouco da personalidade do povo e eu gosto muito de conhecer. O show tem que continuar. Com certeza ajuda demais na alegria e no bom humor do dia a dia. a música com certeza começou a fazer mais parte da minha vida. O mais bonito é o Michael Ealy. do Jorge Aragão. tudo muda muito rápido. Moleque Atrevido. Hoje. depende muito do meu estado de espírito e do local em que estou. do U2. com a internet. Onde mais gosta de assistir aos filmes? Por quê? Em casa mesmo. With or Without.

da banda. com toda aquela expectativa pessoal e com a expectativa dos torcedores e fãs que nos acompanham e torcem para fazermos o melhor. o show acabou superando as minhas expectativas. É muito bom poder ter isso tão pertinho. Nessa hora eu passo a ser um espectador e posso sentir a energia do artista mais de perto. O Rio tem um leque enorme de opções de shows. onde podemos colocar em prática aquilo que amamos fazer. mas busco livros que me motivem profissionalmente ou pessoalmente. mas não dispenso um showzinho de samba e pagode. A quadra é o nosso. como os shows internacionais de R&B (Rythms and Blues). Da mesma maneira eu acredito que seja um show. É um assunto que estou descobrindo. Quando costuma a ir a shows? Vou a shows quando posso e quando tenho uma folga de treinos e jogos. Qual o melhor show que já viu? O melhor show que eu vi foi. o show da Beyonce. Acha que a emoção de um artista no palco pode ser comparada a de um atleta na quadra? Cada profissão tem o seu “palco”. Onde acha que a leitura é importante no dia a dia das pessoas? Qual a importância da leitura? A leitura é importante para manter as pessoas informadas. porém com aspectos bastante parecidos. Acredito que quando o show é único há uma preparação maior do palco. são novas experiências para as pessoas. Atualmente estou lendo um livro chamado “A essência do Texas Holden”. São ambientes completamente diferentes. AMANDA CAMPOS Qual o tipo de show que você mais gosta? Sou bastante eclética quanto à música. que eu amo. qualquer leitura é um aprendizado. já que a cidade oferece shows quase que diariamente? Muito. Eu não leio muitos livros. Morar no Rio ajuda muito nas opções. . Também gostei de ler “A cabana”. mas ainda acho que prefiro shows exclusivos. Foi demais. com certeza. de superação.CAIO DE PRÁ O que te motiva a ler? O que mais eu fico motivado a ler são livros esportivos. de técnicos vencedores. “A semente da vitória” e “Fortaleza Digital”. Qual o livro inesquecível? Acho que não tenho somente um livro inesquecível. O que busca com a leitura de um livro? O livro sempre acrescenta muita coisa. O artista a se apresentar está com o foco no próprio show e parece que a apresentação em si tem mais dedicação. Prefere um show exclusivo ou gosta de grandes festivais? Já fui a alguns festivais. li “Transformando suor em ouro” e “Cartas a um jovem atleta”. mas quando leio é indicação de alguém da família ou um amigo e então faço dessa indicação uma leitura inesquecível. Nem os grandes espetáculos. Por amar e acompanhar o trabalho dela. Foi simplesmente inesquecível. no Rio de Janeiro. de tudo. Enfim. Quais os últimos livros que leu e qual livro está lendo no momento? Gostei dos livros do Bernardinho. que é sobre pôquer. são livros que me inspiram.

.

.

sendo o melhor passador da competição. tem ajudado o time do Praia Clube a ser a sensação do início da Superliga. Quer mais para um central? Ele é o sexto maior pontuador do campeonato. a pessoa certa é o oposto. O ponteiro lidera as estatísticas da CBV com o aproveitamento de quase 56%. está muito bem no campeonato e é um forte favorito ao título. Jeffe já foi campeão pela Superliga e atuou vários anos em times do RS e de SC. na maioria deles. o time vem alternando altos e baixos. a sua liderança com o grupo o coloca nessa posição da seleção da Voleishow. Os seus pontos são. O que os torcedores do time do Banana Boat mais querem é que essa força coloque o time na semifinal. Jogador com um estilo de ataque diferente (tem a passada trocada). onde chegou em todas as finais dos campeonatos de 2012. Até o momento. mais uma vez aparece aqui na revista. Além do estilo de jogo rápido. ele está muito animado com o início da Superliga e com a campanha que vem fazendo com o time de Campinas. MURILO Mesmo com o time do SESI sofrendo um pouco no início da competição. JEFFE FOTOS DIVULGAÇÃO CBV Essa cubana que já está bem adaptada ao vôlei brasileiro. É o dono do melhor bloqueio e do melhor saque da Superliga até o momento. Ele está arrebentando com os adversários. tem mostrado um papel importante dentro do time do técnico Jarbas.SELEÇÃO VOLEISHOW O oposto do time da Medley. em ataques: quase 95%. Está difícil passar por ela! O levantador titular da seleção brasileira. começou a Superliga com todo o gás. porém a central chama atenção pela quantidade de ações no bloqueio. Ela é a maior pontuadora entre as mulheres. no qual o Bruninho joga. BRUNO . tem feito a diferença na recepção do time. RIVALDO LUCÃO Do RJX. está pontuando demais e quando o assunto é colocar a bola no chão. O recém-formado time Móveis Kappesberg/Canoas está indo muito bem e já figura como candidato a uma das vagas do playoff. O time do RJX. volta em um time com muita experiência. HERRERA BÁRBARA Central do Usiminas/Minas. depois de ter parado de atuar.

você sabe? E a colega responde como se fosse a mais inteligente do grupo: E AÍ? GARÇOM PORTUGUÊS SELF SERVICE Em Portugal. JOGADOR BONITÃO Outra envolvendo um técnico e um jogador na Europa.ISTÓRIAS DO VÔLEI A partir dessa edição. estávamos no restaurante para pedir um prato. burro. BURRO. o Preparador Físico das seleções de base do Brasil e do Minas Tênis Clube. Ninguém entendeu nada. até então. tendo uma dúvida. No próximo tempo técnico. Quando chega o cardápio.. saca no bonitão lá! O jogador saca e o jogo segue. ele precisava dar a seguinte ordem em inglês: . Perguntamos ao garçom: . burro. como quem diz: “viram..Guys. No primeiro lance do substituto. burro sortudo. como essas a seguir. é um ótimo contador de piadas. A torcida em coro: burro. se preparando para a Superliga... PALAVRAS CRUZADAS Jogadora fazendo Palavras Cruzadas no avião. em coro: burro sortudo. quarto set. o técnico questiona o atleta. Aí o jogador responde: . Essa aconteceu com um grande treinador brasileiro. eu acho muito mais bonito o jogador 8. que trabalhou durante uma temporada na Europa. fazia alguns pontos.Saudação com 3 letras. ele faz um bloqueio perfeito. nos contará algumas histórias engraçadas. pergunta para a colega ao lado: .. onde dessem para dois comerem. optamos por um bife à parmegiana. . Aí ele largou a pérola: . BURRO BURRO.Eu falei para sacar no jogador número 5. . Rommel Milagres. É claro que muitas histórias envolveram o vôlei.Como vem o bife à parmegiana? E ele. O time brasileiro estava excursionando pelo velho continente.Não. E a torcida. vocês não entendem nada”. Dando um treino de saque para os seus jogadores... Lance seguinte. de novo. – Ginásio cheio. mais um bloqueio! O técnico olha para a torcida. self service. tanto que já escreveu alguns livros sobre o assunto. sem pestanejar: . único que.Fulano. além de excelente profissional. time da casa perdendo e o técnico resolve tirar o jogador de meio.. Rommel.Sou eu mesmo que trago.Pode sacar livre. Em um jogo o técnico fala: .

empatada com 82% de aproveitamento. Pelo clube. 16 . com uma média de 4. no Qatar. O desempenho dela na competição foi de melhor defensora. foi campeã mundial em 2007. culminando com o Mundial de Clubes. na cidade de Frutal em 28/10/1988. conquistou no último ano todos os títulos possíveis. a líbero do time de OSASCO está arrebentando. Atuando pela seleção juvenil. em Doha.69 defesas por set e também o segundo melhor passe.ESSA É CRAQUE DIVULGAÇÃO SOLLYS NESTLÉ CAMILA BRAIT Nascida em Minas Gerais. O seu maior sonho como atleta é ser Campeã Olímpica e isso ela ainda vai buscar. Essa é craque.

o motivo de ele estar aqui: conquistou. Jogando pelo Trentino o Rapha.ESSE É CRAQUE DIVULGAÇÃO FIVB RAPHAEL VIEIRA Um brasileiro que é quase italiano. já conquistou inúmeros títulos. Um dos nossos melhores levantadores faz. ele já tem contrato até 2014 e com certeza vai em busca de mais títulos. o quarto título de Campeão Mundial de Clubes. Só para esclarecer. mais precisamente na Itália. É isso mesmo. no último mês de outubro. como é conhecido. há tempos. 17 . Comandante e jogador de confiança do clube. uma carreira de sucesso na Europa.

a nossa torcida é que Juliana continue brilhando com uma nova parceria.800 no ano. com a vaga garantida. Nos jogos de 2008. a paulista nascida em Santos é a bloqueadora da dupla e realizou o sonho de participar de uma olimpíada nesse ano. conquistando 5. Hepta campeã do circuito mundial de vôlei de praia. 18 .ESSA É CRAQUE DIVULGAÇÃO FIVB JULIANA A parceira de Larissa. Com 1. Isso é verdade.320 pontos e faturando em premiações a quantia de US$ 241.77m de altura. ficando com a medalha de bronze. a lesão no joelho a tirou dos jogos. Com a decisão de Larissa de afastarse das areias no próximo ano. mas Juliana é muito mais do que isso. ela segue arrasando.

título que o Brasil vinha buscando há duas gerações. o líbero da seleção infanto do Brasil vem abocanhando inúmeros títulos individuais pelos torneios em que participa com as seleções de base. o melhor passe.70m. a melhor defesa e o melhor líbero na Copa Panamericana SUB-23. ele ganhou recentemente o SulAmericano infanto no Chile. no ano de 1995. 19 . Nascido em Maringá. já que estamos falando de uma das novas promessas do vôlei nacional. Depois de ser escolhido o MVP. Isso é muito normal. Dê olho nele! Com muita atenção.ESSE É CRAQUE ARQUIVO PESSOAL ROGÉRIO BATISTA Pouca gente o conhece. porque o nosso craque tem somente 1.

FOTO REINALDO NUNES .

.

como é chamado pela própria FIVB. JULIANO BABY . Giba fechou sua participação nos Jogos Olímpicos de Londres com mais uma medalha.D I O Ó V R ÔLEI E H O NACIONAL pendura as joelheiras A maior estrela do vôlei de quadra do Brasil pendura as joelheiras com a seleção. se despede da nossa seleção. coroando uma carreira de sucesso com a camisa verde e amarela. Depois de mais de 20 anos de dedicação ao vôlei brasileiro. a terceira em olimpíadas. a lenda do vôlei mundial.

Nesse mesmo ano. Em 2004. no Paraná (1988). O líder de uma geração dourada. e logo após três meses de treinamentos. Giba assumiu o posto de capitão da nossa seleção e venceu o Pan-americano do Rio e mais uma Liga Mundial. Em 2002. Em 1995. o Sul-americano e também a Copa dos Campeões. brasileiros pelo vôlei. Começou a carreira em Londrina. Em 2006. Em 1997. E ele fez tudo isso muito bem durante os anos em que foi o nosso capitão. a seleção chegou ao tri do Campeonato Mundial de vôlei e Giba foi escolhido o MVP do campeonato. Em 1999. E fechando essa história com a seleção. Muita dedicação com os patrocinadores. Muita dedicação nos jogos. No ano seguinte. Em quase duas décadas de seleção brasileira.tirou das quadras por um ano e meio. outra Liga Mundial entrou para o currículo. Mudou-se para o vôlei do exterior em 2001 e a relação com a torcida brasileira passou a ser somente através da seleção. uma entrevista exclusiva sobre o fim da sua relação com a seleção brasileira.92m de altura. Em 2007. Em 2010. venceu mais uma Liga Mundial. Durante muito tempo a programação diária do nosso craque foi repleta de compromissos ligados ao vôlei. teve um acidente brincando de esconde-esconde que o . no ano seguinte. daqueles dos e. Em 2008. mais uma Liga Mundial e também o bi no Campeonato Mundial de vôlei. venceu a Superliga pelo Minas Muita dedicação nos treinamentos. ganhou o primeiro título com a seleção: a Copa dos Campeões. venceu o Campeonato Mundial. Em 2003. conquistou a primeira Liga Mundial. direto da Argentina. na Argentina. no Japão. Muita dedicação com os fãs pelo mundo. que nasceu em 1976. Em 1993. nos concedeu. Em 2005. conquistou mais uma Liga Mundial. chegou a final olímpica. na Itália. mas o Brasil ficou com a medalha de prata. Ocupou as posições de ponteiro e de capitão com honra desde que teve a O primeira herói oportunidade. se destacou pela alta qualidade no fundo de quadra e pela versatilidade nos ataques. Ele venceu o mundial da categoria na Turquia e foi eleito o melhor jogador. o ponteiro. Giba tem uma história que pode ser confundida com o sucesso do vôlei do nosso país. o bicampeonato também pelo time mineiro. foi reprovado na peneira do ex-Banespa. mas logo depois veio a convocação para a Seleção Brasileira Infanto. Com 1. 23 apaixonados principalmente com idade entre 20 e 35 anos. conquistou a prata no mundial da categoria Juvenil e foi convocado para a seleção principal do Brasil. conquistou a medalha de prata em Londres 2012. levou o ouro em mais uma Liga Mundial e também nos jogos olímpicos de Athenas.

CONFIRA O QUE ELE CONTOU SOBRE ESSA SUA HISTÓRIA MARAVILHOSA:
O dever com a seleção foi cumprido?
Eu acho que sim, considero bem cumprido, não só pelos títulos que ganhei, mas principalmente pelo que deixei como mentalidade.

Sofria muito com as viagens, com o tempo longe da família? Como fazia para superar esse problema?
A internet hoje é a melhor coisa para isso. Mas o coração sempre ficou apertado, principalmente por não estar presente em datas importantes da família.

Qual a maior alegria que teve durante todo esse tempo na seleção?
Cada dia da minha vida é uma alegria. Cada dia de treino com a seleção foi também, com dores ou sem. Sempre me senti muito feliz por fazer parte da equipe e por poder defender o meu país.

No que a PIRV ajudou na sua carreira?
Ela foi alguém especial para mim, como mulher, como mãe, como amiga, como companheira e como empresária. Ela fazia um pouco de tudo além de ser uma técnica bastante exigente.

O que você mudaria dentro de todo o processo?
Nada. As coisas aconteceram ao seu tempo. Rápido, mas naturalmente. Tudo o que eu passei nos anos anteriores a esse período de títulos me fortaleceu e preparou para chegar onde cheguei.

Quais os adversários mais difíceis ao longo do tempo? Quais as seleções que foram “osso duro de roer”?
Logo no começo, a Itália e Cuba eram os times a serem batidos. Cuba ainda tinha toda uma rixa latina, os jogos eram muitos quentes. Mas acredito que Rússia, Sérvia e EUA foram os mais difíceis. Hoje existem muitos times bons.

Como foi estar em vários lugares do mundo e ser o ídolo para muitas pessoas?
É muito gratificante, principalmente pela minha história de vida. Sempre ajudei e servi de exemplo para muitas pessoas com dificuldades. Servir de espelho para diversos tipos de pessoas é muito gratificante.

Já jogou em outra função na quadra?
Sim, bem no início já atuei como líbero. Não senti muita dificuldade porque é uma parte do que fizemos como ponteiro.

Quais as maiores dificuldades no dia a dia de treinamentos?
É difícil achar dificuldade com o vôlei, porque eu sempre fiz tudo isso com muita paixão. Trabalhando assim, as coisas ruins não têm como afetar o processo. Mas a maior dificuldade que passei sempre foi com relação às dores, isso sempre é uma parte ruim para qualquer atleta.

Qual a maior frustração na sua vida como atleta?
Não ver o vôlei tomar a proporção merecida depois de tantos títulos.

É uma pessoa que gosta de treinar?
Gosto muito. Muitas vezes preciso me controlar para não extrapolar. Mas para chegar a excelência, só treinando muito.
24

Durante esse tempo de seleção o que procurou passar aos mais jovens que foram chegando ano a ano?
Só queria passar as coisas que já havia aprendido, vivenciado. Ensinar o valor de vestir e o prazer de jogar com a camisa da seleção.

É uma pessoa pública. É exemplo para milhares de crianças e jovens que gostam de esporte. Como faz para passar uma imagem para essas pessoas?
Eu sempre penso em não fazer nada de errado. Preciso ser exemplo até para os meus filhos. Sei que tem milhares de pais que me usarão como exemplo para os seus filhos.

Apostaria em quem para substituir você?
Penso que o Murilo e o Bruno têm, muito forte dentro deles, o perfil de líder. E, conhecendo bem os dois, tenho certeza que será um desafio importante para eles.

Qual a sensação de ser tratado como uma lenda pela FIVB?
Realmente muito orgulho. A maior instituição do vôlei me dando tanto valor, tantos “louros”. Mas todos da nossa geração ganharam muito respeito depois dessa sequência que fizemos em 10 anos.

Como foi o início com a seleção de base? Muita coisa mudou desde o seu tempo? Quais foram as maiores dificuldades?
Era completamente diferente de hoje. Não tínhamos muito e éramos extremamente felizes com o que tínhamos. Esse é o valor que tentei passar aos mais jovens, como me perguntou antes. As dificuldades nós tirávamos de letra porque amávamos o que nós estávamos fazendo naquele momento.

Se pudesse voltar no tempo faria tudo isso novamente?
Tudo, sem dúvida, sem arrependimento de nada. Sem dor, não existe glória. Sem treino, não se faz um campeão. E sem humildade, não se faz um time.

Qual a lembrança da primeira vez que vestiu a camisa da seleção?
Eu lembro muito bem. Foi em Belo Horizonte, na AABB de lá. Foi em 1993, fiquei muito nervoso, mas consegui me sair muito bem, muito mesmo. Risos.

Acreditava nesse sucesso todo quando começou no vôlei? Em que momento da carreira percebeu que seria o cara do vôlei mundial?
Quando vencemos o mundial infanto na Turquia. Foi o momento chave da minha vida. Ali eu notei que poderia ter como profissão uma coisa que eu amava fazer.

E na seleção principal?
Foi logo depois, em 1995. Fui para um torneio preparatório para os Jogos Olímpicos de Atlanta. Para mim era tudo um sonho, pois estava ao lado dos meus grandes ídolos. Tudo foi muito rápido.

Quais os melhores amigos que formou nesse longo tempo?
Muitas pessoas passaram na minha vida, é muito difícil listar nomes. Todos os companheiros dessa geração são especiais. Mas eu tenho um lugar especial também para os novos que chegaram ao longo do tempo.

CONFIRA O QUE COMPANHEIROS E PROFISSIONAIS FALAM SOBRE O GIBA:
Rubinho
auxiliar técnico da Seleção Brasileira:
O que chama a atenção sobre ele é a forma de treinar, sempre muito intenso, pleno, sob qualquer situação, lutando por todas as bolas. Realmente muito dedicado e diferenciado. Acho que ele foi um dos maiores defensores do nosso voleibol, e do mundo também, tecnicamente superior. Creio que ele foi o símbolo dessa geração, que contou com uma junção fabulosa de vários jogadores acima dos padrões, com ele como principal referência. No ataque foi o precursor de bolas de velocidade, não atacadas antes por outros atletas, a PIPE principalmente. Uma dupla realmente fantástica com o Ricardinho. Eles revolucionaram a forma de contra-atacar, com muita velocidade, embora essa seja uma característica do levantador. Sempre tivemos uma ótima relação, somos curitibanos (já que ele adotou Curitiba como a sua cidade). Trabalhei com o Giba em 1993, no clube Curitibano, onde ele jogou a sua primeira liga nacional (como era chamada a Superliga naquela época) com 16 anos e titular da minha equipe. Naquele ano eu o mandei embora do time, pois no meio do campeonato ele foi disputar um torneio de Vôlei de Praia com mais 2 ou 3 atletas e estávamos em treinamento, mantive a minha palavra e desliguei-os do grupo. Ele fez muita falta. Durante os anos de seleção sempre nos lembrávamos desse fato, principalmente quando vencíamos algum campeonato. No ano seguinte voltamos a trabalhar juntos no Cocamar, em Maringá. Foi extremamente tranquilo. Sem mágoas sobre o que havia acontecido no ano anterior. Ele sempre foi um cara de um coração imenso, muito valoroso. O exemplo que ele deixa é de estar sempre em prontidão para o treinamento, a dedicação, de
26

fazer o momento de estar em quadra único. Independente de qualquer coisa, sempre esteve totalmente engajado nas atividades, preocupado em fazer sempre bem. Ele foi um modelo nisso. Espero que passe esse recado aos mais novos. Foi um grande orgulho ter trabalhado com ele e com os demais companheiros nesse ciclo.

Percy Oncken
técnico da Seleção Brasileira de base:
Giba foi e continuará sendo o exemplo a ser seguido por todos os jovens jogadores de voleibol, especialmente aqui nas seleções de base. A sua vida e o voleibol brasileiro se fundem, tanto um, como outro definem algumas palavras, tais como: sucesso, vitória, conquistas e tantos outros sinônimos, que podem explicar os fenômenos GIBA e voleibol. O Gilberto da seleção infanto de 1993 já explicava em como seria o GIBA, que o mundo conheceu depois. Desde infanto, foi atleta determinado, incansável, não media esforços, corria 100 por cento atrás de um dos seus sonhos, e, que naquele momento, era nosso também. Buscávamos o terceiro título mundial da categoria para o Brasil e o então Gilberto junto com Royal, Rafinha, Leonardo, Manius, Tchaka, David, Braz, Piruba, Fabio, Pahl e Roim formaram a primeira equipe de guerreiros que comandei. Eles, junto com nossa Comissão técnica (Sr. Helcio, Toninho, Serenini e Rodolfo) ganharam o mundial e de quebra Gilberto ganhou a honraria de melhor jogador da competição. Acredito que, após este ano de 1993, o mundo tenha tido a oportunidade em começar a conhecer GIBA, o que até então era privilégio só nosso. A minha relação com GIBA antecede a este período, pois os primeiros passos que ele deu no Voleibol, foram na minha cidade (Londrina)

é: OBRIGADO por tudo que fizestes em prol do nosso esporte. Sempre tivemos uma ótima relação. Giba se destacou pela incrível velocidade nos movimentos de pernas e de braços. espero que seja sempre muito feliz. o ponto forte dele sempre foi a velocidade. Conversávamos entre nós durantes os jogos que. André Heller central: Joguei com o Giba durante 12 anos na seleção e 1 ano no clube. pois passamos juntos por momentos que mudaram as nossas vidas. Pode ser um treino fora de competição. A mensagem que deixo. quando chegava um momento importante. 27 . a velocidade e capacidade mental de jogar em momentos decisivos. e Giba. era a hora de “ligar a chave” e ganhar o jogo. e. além de todas as qualidades de um campeão. bom coração e de fácil relacionamento. Tenho um carinho muito especial por ele. Obrigado por te conhecer. pois sabia que tinha que estar sempre muito bem fisicamente para poder jogar em alto nível. Ele fazia literalmente isso e acabava sendo determinante na vitória. o Canadá Country Club. A mensagem que deixo para ele é que ele tenha na vida o mesmo sucesso que teve e que nos proporcionou ter. na minha opinião. onde definitivamente apareceu para o voleibol. como atleta e líder da geração mais vitoriosa do voleibol mundial. e também o grande aprendizado deste período. Na minha opinião. foi a extrema doação de todos para conquistar os nossos objetivos. como brasileiro e apaixonado pelo voleibol. Eu o admiro muito. Um grande e carinhoso abraço. Mas para mim ele é muito melhor como pessoa. Os pontos fortes dele sempre foram. um dos melhores que eu vi jogar. Depois se mudou para Curitiba. Temos uma relação muito próxima. E a parte física nunca foi um problema para ele. Ele. nos momentos decisivos. pois foi grande. Dr. incomum em meninos de 17 anos. foi um cara sempre determinado e que buscou o melhor nível de excelência sempre. Espero que possamos nos encontrar logo e colocar o papo em dia. obrigado por fazer parte da primeira geração que trabalhei como técnico e consequentemente pelo primeiro título mundial. ele fazia a diferença com isso. ou um treino antes da final da Olimpíada que ele vai deixar até a última gota de suor na quadra. pois nesse quesito é um atleta privilegiado. Álvaro Chamecki médico da Seleção Masculina: O que mais chama a atenção no Giba como atleta é a dedicação dele aos treinamentos. crescia muito. Dar parabéns ao Giba como atleta é muito fácil. tinha uma capacidade de aglutinar e somar. num futuro próximo. A grande lembrança. pois ele é uma pessoa de bom caráter. como atleta. “oxalá” que tenhamos a felicidade de. um ser humano sensacional. apesar da distância que nossa profissão nos impõe. Lutou contra a baixa estatura com superação. revelar novos GIBAS para o voleibol brasileiro e mundial. O teu legado servirá de norte para que jovens jogadores se espelhem. Sempre tive a ideia que o Giba.e no clube que eu trabalhava à época. Maurício Lima levantador: É muito legal poder falar do campeoníssimo Giba.

como Jeffe. reaparece com o projeto encabeçado pelo campeão olímpico Paulão. e por Medley/Campinas e VIVO/ Minas. Nesse ano. Em uma temporada marcada por desistências no vôlei feminino e por uma manutenção no masculino. o jovem SESI e o estreante AMIL são os que têm mais chance de ganhar do Sollys. somente 2 equipes não chegarão à fase eliminatória. O Esporte Interativo deve continuar com as suas transmissões. que ficou fora da última edição. por canal aberto. O técnico Paulão falou sobre a expectativa da primeira Superliga na função de técnico: “Estou com um frio na barriga! Mas é muito legal esta ansiedade da primeira SUPERLIGA! O ambiente não poderia ser melhor e com certeza faremos nosso melhor. outras emissoras possam também entrar nas transmissões e. com vários jogadores campeões da própria Superliga. Já a final será disputada em jogo único. É com muita alegria que volto às quadras desse espetacular VOLEIBOL”. Enfim. Nesse sistema. passo a passo. além das finais. Isso mostra a força do vôlei dentro do país do futebol. que detém os direitos da Superliga. Quem sabe no futuro. A partir dessa fase. o canal de TV fechada Sportv deverá passar aproximadamente 100 jogos ao vivo. Rapha. 17 no masculino e 13 no feminino.A NOVA TEMPORADA da superliga Mais uma temporada do nosso maior campeonato de clubes já está acontecendo e são muitos os candidatos ao título esse ano. Com os triunfos da temporada passada e com a melhora nos plantéis. o que é pouco para o país que é campeão olímpico. os times do RJX e do SESI são os que. Entre as mulheres. No masculino. Os 12 times do masculino e os 10 do feminino irão lutar na fase classificatória por 8 vagas para os playoffs. a Superliga deste ano adota novamente o sistema de pontuação da FIVB. a bola já está no ar e a corrida pelo título já começou. os times do Sollys/Nestlé de Osasco e o Sada/Cruzeiro de Belo Horizonte continuam como favoritos. Dentinho. o processo é eliminatório e quem perder no playoff melhor de 3 jogos estará eliminado. no feminino. Este detalhe pode ter afastado alguns patrocinadores dos times menores em função da diferença na tabela de classificação. o time vencedor acumula 3 pontos por vitória de 3x0 ou 3x1 e quando a vitória for por 3x2 o time vencedor leva 2 pontos e o perdedor 1 ponto. O estado de Santa Catarina perde força com a saída da Cimed. no masculino. Esse tipo de pontuação deixou a competição mais interessante. Outros times fortes vão correr por fora e tentar a conquista. Minuzzi. O pelotão intermediário é composto por BananaBoat/Praia Clube e Minas. onde qualquer vitória dava 2 pontos ao vencedor e 1 ponto ao perdedor. . A maior quantidade de times que o nosso vôlei já teve em uma temporada foi na edição 2009/2010 quando 30 equipes participaram da competição. Esse ano. Que vença a melhor. Já o Rio Grande do Sul. com novas estratégias da CBV. O espaço na mídia está cada vez maior. A Rede Globo passará outros jogos. Xanxa. mais pessoas acompanhem o melhor esporte do Brasil. Na semifinal o processo é o mesmo. têm mais condições de complicar a vida do Sada. o tradicional time do Unilever. no feminino. porém os pequenos times ficaram muito para trás na tabela em comparação às edições anteriores. entre outros. É uma equipe experiente e sabe jogar. O time do Canoas/ LaSalle conta com um plantel experiente. na teoria. mas mesmo com um projeto menos expressivo quer buscar um lugar ao sol. Quem serão os times vencedores dessa temporada? Muito difícil apostar em uma só equipe.

Dentinho É a referência do time de Canoas. Ele bota fogo no jogo. Wallace Está voando cada vez mais alto e atacando mais forte. ao lado ao lado do levantador Marcelinho. Tudo bem que o time tem nada mais. Lorena É o cara do time do SESI. O companheiro William Arjona sabe muito bem disso e deve colocá-lo para decidir no time do Sada/Cruzeiro. Eles terão a tarefa complicada de comandar uma equipe média. que comandou a seleção colombiana de 2010 até 2012. o ponteiro tentará algo a mais com o novo time de Canoas. nada menos que Murilo. Henrique É o central mais experiente e líder do time VIVO/Minas. depois a sorte está lançada. Ao lado de Bruno. O atual campeão manteve os principais jogadores e trouxe mais um cubano para o time. Vencedor da Superliga B. O time trouxe o técnico Marcelo Fronckoviak para comandar essa verdadeira constelação. Vibrante. O técnico do time é o argentino Horácio Dileo. Serginho e Sidão entre os titulares. quer muito o título para o time carioca. Os comandados do técnico Giovane Gávio vão em busca do Bi. Vão disputar seus jogos no melhor ginásio do país. o ponteiro Leal. mas com jogadores importantes da nova geração. O técnico argentino Marcelo Mendez tem a mesma expectativa do ano passado: “vamos trabalhar para sermos campeões”. o Maracanãzinho. o time comandado pelo exjogador Paulão vai lutar por uma classificação nos playoffs. FOTOS DIVULGACÃO CBV . Esse é o quarto ano do projeto na cidade de São Paulo. Lucão É somente uma das referências do time do RJX. Thiago Alves e Dante. Mas Lorena é unanimidade com a torcida.Conheça agora algumas das estrelas do nosso campeonato e os futuros craques do Brasil.

Em mais uma temporada com o Vôlei Futuro. Tarefa muito difícil. Fernanda Garay É uma das estrelas do time de Osasco. FOTOS DIVULGACÃO CBV Fabiana É de ouro. O técnico Talmo. com o apoio de uma torcida fanática. e. além é claro da qualidade do time. é o comandante dessa máquina. outro campeão olímpico como jogador. . Fabi. Depois de duas ótimas temporadas em Araçatuba ele voltou à seleção e disputou os jogos de Londres. o time carioca vai em busca da recuperação do título. é o que pode fazer o diferencial segundo as jogadoras. Fernandinha É a jogadora de confiança do técnico José Roberto e juntos querem levar o estreante time da AMIL. que também foram campeãs olímpicas. de Campinas. A união.Ricardinho É a principal estrela desse time. o time está bem montado. nada é impossível. mesmo que o elenco tenha sofrido perdas importantes. A central que marcou o ponto final em Londres está querendo mais e agora defende o time do SESI em São Paulo. terá a missão de manter o time nas cabeças. o time do técnico Luizomar é favoritíssimo ao título. A equipe vem faturando todos os títulos possíveis e provavelmente chegará entre as finalistas de mais uma Superliga. Com reforços importantes. Fofão e Logan Tom vestem a mesma camisa. a jogadora está disposta a ajudar o time Unilever que é comandado pelo técnico Bernardinho. elas querem chegar pela primeira vez até a fase semifinal. mas para o time que já venceu sete vezes a competição. Natália Voltou. Com a base da seleção brasileira. promete belas apresentações pelo Brasil. O técnico continua sendo César Douglas. Ao lado de Dani Lins e Tandara. para uma posição de destaque na Superliga. Com poucos meses desde o surgimento. como o ponteiro Camejo. Depois do drama de um tumor na canela.

um bloqueio respeitável. Tiago Wesz (Mão) Ponteiro. Depois de tornar-se campeão mundial em 2009 com a seleção juvenil.AS PROMESSAS Eles estão a ponto de conquistar um espaço ainda maior. É grande e tem. Biotipo de jogador de vôlei ele tem. promete agarrar. Quase 2m de altura. além do ataque. estão garimpando um lugar com mais destaque e cada vez mais importância dentro de suas equipes. Mais uma temporada defendendo o time de Florianópolis. Inteligente. ataca e bloqueia. ele é o biótipo ideal. rápido e com uma boa impulsão. Se tiver uma chance. veloz e com boa capacidade de salto. magro. Ricardo Lucarelli Ponteiro do Minas. Ele está prontinho para estourar. Saca. Murilo Radke Levantador da Medley. Nenhum deles tira o olho da seleção nesse próximo ciclo olímpico. . Depois de fazer uma temporada jogando bastante pelo time da Medley. estará lá. FOTOS DIVULGACÃO CBV Thales Hoss Líbero. nesse ano ele defende o vermelho do SESI. Quem não apostaria nele? Franco Paese Oposto da Medley. em 2016. Isac Vianna Central do São Bernardo. o oposto está atacando a bola de uma maneira incrível. Quer formar a dupla com Bruno na seleção. aliás. Ele quase foi escalado para a disputa dos jogos de Londres. O líbero que foi presença de destaque nas seleções de base está mais experiente e deve mostrar seu valor. No Rio. No auge da condição física e com o aumento da experiência.

Está tendo oportunidade mesmo em time com grandes centrais. mas é comparada pelos grandes técnicos do vôlei com o Giba. FOTOS DIVULGACÃO CBV Gabriela Guimarães (Gabi) Ponteira do UNILEVER. Ana Beatriz (Bia) Central do SESI. quando evoluir mais no passe. Rosamaria Montibeller Oposta do São Caetano. Vai defender a seleção no mundial juvenil do ano que vem. no masculino. Não é grande. deve aparecer com mais frequência esse ano. Priscila Daroit Ponteira da AMIL. Com uma força de ataque muito interessante. Letícia Hage Central do Banana Boat/Praia Clube. . Criado no time. será uma forte candidata a uma vaga no Rio em 2016. a central já vem se destacando há alguns anos. com jogadoras mais experientes. Tanto que já foi escolhida como o melhor bloqueio da Superliga. Com Lucarelli. Ela ainda é juvenil. Guilherme Hage. O bloqueio é uma das suas virtudes e para uma boa central isso é um fator muito importante. mesmo não tendo saído das categorias de base. Irmã do ponteiro do time do Vôlei Futuro. Confirmada nas seleções de base do Brasil. a ponteira. depois de jogar muito bem em algumas partidas do ano passado. Não precisamos falar mais nada. a jogadora tem muita variedade nos golpes e já começa a aparecer. é a dupla de ouro do Minas.Otávio Pinto Central.

.

S I T V A E COM R T N E EMANUEL Um mito no vôlei de praia DIVULGAÇÃO FIVB .

Jogando ao lado de vários parceiros. • Eleito ‘Melhor Atacante’ do Circuito Brasileiro (1999. Depois de mais de duas décadas de dedicação e muitas vitórias na praia. respectivamente. com quem teve os melhores resultados. 2010. o final de um ciclo está a caminho. conquistando ouro. Quem sabe a despedida não f será no Rio. ele H ainda sonha em atuar por mais algum tempo. Sidney 2000. Nem ele sabe ao certo quanto tempo. Mas mesmo que isso aconteça. 2010). Que esse ciclo dure até 2016. que por sinal não tem praia e é a capital do Brasil com a temperatura mais baixa. em 2016? Confira a seguir a entrevista exclusiva com esse grande atleta. 2003). • Eleito ‘Personalidade do Ano’ do Circuito Mundial (2005. casado com a ex-jogadora Leila. 2004. bronze e prata. 2004. todos estamos na torcida. Eleito ‘Rookie of the Year’ do Circuito Americano AVP (1998). • Eleito ‘Melhor Jogador’ do Circuito Brasileiro (2003. Nascido no dia 15 de abril de 1973 na cidade de Curitiba/PR. entre DIVULGAÇÃO FIVB 35 . Emanuel várias vezes foi agraciado com premiações individuais como: • Eleito ‘Melhor Jogador’ dos Jogos Olímpicos (2004). Pequim 2008 e Londres 2012). nas três últimas edições. • Eleito ‘Melhor Jogador’ do Campeonato Mundial (2003). Atenas 2004. Emanuel foi eleito pela Federação Internacional de Voleibol (FIVB) o melhor jogador da década de 1990.2003. 2011). Esteve presente nas cinco edições dos Jogos Olímpicos que contaram com torneio de vôlei de praia (Atlanta 1996. Hoje. • Prêmio Brasil Olímpico Vôlei de Praia (COB .O vôlei de praia do Brasil está chegando ao final de uma era: a era Emanuel. 2011). • Eleito ‘Jogador Mais Inspirador’ do Circuito Mundial (2011). 2011). 2008). o sucesso maior aconteceu ao lado de Ricardo. Emanuel Fernando Scheffer Rego treinou muito e tornou-se uma das referências mundiais do esporte. Além de vários títulos. Enquanto estiver se sentindo bem para treinar garante que estiv faltará motivação. estamos mais para o final do que para o início desta carreira maravilhosa. 2005. • • Rei da Praia (2004. • Escolhido ‘Atleta da Última Década do Século’ pela FIVB. • Eleito ‘Melhor Jogador’ do Circuito Mundial (2006.

em Sidney. A minha maior frustração foi em 2000. Minha história acaba se confundindo com o vôlei de praia. Isso é ruim por um lado. A Leila já sabia como era a vida dos atletas. e que traz medalhas para o Brasil. Até porque. Eu fiz algumas escolhas. Agradeço a ela por me entender. isso me ajudou até no jogo. quando joguei ao lado de Loiola. mas são escolhas que precisam ser feitas. principalmente na parte emocional. já que a vida de jogador é realmente curta. Realmente não é fácil. ficar longe da família. o relacionamento muito melhor.Qual a avaliação da sua carreira até o momento? Se considera um dos precursores do esporte? Tenho quase vinte anos de vôlei de praia e vi o esporte crescer. O grande desafio do jogador é se manter jogando em alto nível. Me sinto muito satisfeito em ser um dos precursores. e estar com uma pessoa que já é do meio torna DIVULGAÇÃO FIVB . porque as mulheres não são só razão. o esporte era visto mais como exibição e hoje é um esporte olímpico. como por exemplo. que viajam bastante. na época em que comecei. a coisa mais difícil é a longevidade. Qual a maior dificuldade nessas duas décadas de vôlei? Teve alguma frustração? Na carreira do atleta. Éramos considerados favoritos e acabamos ficando em nono lugar nessa Olimpíada. 36 Qual a vantagem ou desvantagem de ser casado com uma atleta? Facilita muito. e das dificuldades em geral. Eu tive muita sorte.

por isso. Pra mim. sou muito crítico. acredito que o meu maior ponto forte é o trabalho em equipe.Qual é o seu próximo desafio? Primeiro continuar jogando em alto nível. Você pensa em jogar as Olimpíadas do Rio em 2016? Tenho uma visão muita característica. Outra meta é tentar evoluir um pouco mais e. Quantos parceiros você teve ao longo da carreira e qual marcou mais? Tive seis ou sete grandes parceiros que ajudaram a evoluir o meu jogo. Loiola. já é um grande desafio. Valorizo muito as pessoas que estão ao meu lado. sei tirar o máximo do meu parceiro. Não vou citar nenhum deles em específico. jogar com 39 anos no meio de garotos. tenho vontade de jogar e quero terminar minha carreira no Rio de Janeiro. vou jogando o máximo que puder. Posso dizer que o Aloisio. de fato. 37 DIVULGAÇÃO FIVB . Zé Marco. Joguei de forma diferente com cada um e isso de fato acrescentou no meu jogo. me manter jogando entre os melhores. Assim posso chegar até lá. Qual é o seu ponto forte? O trabalho em equipe. se estou conseguindo treinar e me manter em alto nível. Mas preciso ter muita consciência de que estou contribuindo. Tande e agora o Alison foram muito importantes na minha carreira. Ricardo.

seja por patrocinadores ou confederações. Acho que todas as categorias estão recebendo incentivo. A nossa credibilidade cresceu muito em nível mundial. Fora das quadras. Penso que até 2016 teremos uma evolução muito maior. O que pode se melhorar em curto prazo no vôlei de praia? Primeiro. sou mais duro. Quando estou dentro da quadra. Cada atleta tem que saber que é um produto. tentar fazer o máximo. totalmente diferente. sei o que quero fazer. VOLEISHOW . precisamos nos ver como profissionais. tem que melhorar. em Londres.Qual é o principal fator para o acerto de uma dupla? O primeiro é o objetivo. Outro é a vontade de treinar. Há uma preocupação no Comitê Olímpico (COI) em favorecer esportes que não são tão reconhecidos e isto pode nos favorecer. 38 Quem é o Emanuel dentro e fora de quadra? Tem uma diferença muito grande entre os dois. Nos últimos oito anos. foi muito importante para nós termos esta visibilidade. mais guerreiro e objetivo. sou mais amigo. O que você acha do desenvolvimento do esporte no país? Acredito que estamos no melhor momento. tivemos os maiores investimentos realizados no esporte. Porque o esporte já evoluiu muito e esta exibição. sabendo aonde se quer chegar. tranquilo. precisa falar melhor. Só o fato de treinar bastante e ter o mesmo objetivo já são fatores que indicam uma grande chance de formação uma boa dupla.

br .Do sol. somente aquilo que faz bem NOVA EMBALAGEM AEROSOL dahuer.com.

jogado com 6 proporciona ao jogador passar em jogadores.Vôlei DE PRAIA No Brasil Com o objetivo de descobrir alguns segredos dos jogadores do vôlei de praia do Brasil. nas estratégias de cada um. Vamos começ exige maior qualidade nos O vôlei de praia p fundamentos que no vôlei de quadra. Para obter sucesso na areia. a revista Voleishow entrou em uma etapa do Circuito Banco do Brasil e entrevistou a maioria dos jogadores presentes. alguns ralis sem s a especialização pode ser No vôlei de quadra. q maior em algum algu fundamento e quase nenhuma Claro que isso não é o ideal. Matematicamente estamos dividindo 3 ações Matematicam por 6 jogadores jogador na quadra e os mesmos 3 por 2 jogadores na praia. os fundamentos técnicos precisam estar bem desenvolvidos. 40 VOLEISHOW . O vôlei de quadra. Observar O hora do ataque ataqu é outro detalhe que na quadra não é usado. Estamos discutindo di esportes parecidos. Uma entrevista diferente. porém em outros. os dois jogadores têm uma participação muito maior. começar a esclarecer melhor as coisas. Esse é o primeiro detalhe desenvolvido importante. A partir dessa edição. pr participar com ações efetivas. no biotipo. você vai conferir os dados colhidos nas entrevistas. Já na praia. Os terão que executar passe e dois jogadores jogador levantamento dentro de normas mais rígidas (a partir de 2013 a regra de que na quadra quad passe usada na praia vai ser usada também o defensor adversário na na quadra). Cl acontece até no alto nível. não iguais. Focada em detalhes técnicos. Muitos atletas que começaram jogando vôlei de quadra podem estar se perguntando: será que eu tenho alguma chance de jogar vôlei de praia? Qual será o meu destino se eu mudar de esporte? A nossa pesquisa com as estrelas da praia começou começo esclarecendo justamente isso.

mas o sucesso premia quem se esforça com determinação e foco no objetivo. Como oposta. 14% dos entrevistados jogou como levantador. tanto entre os homens.33% e.33%. 28% jogou como ponta e 28% como oposto. a decisão pode ficar mais clara. como levantadora. atuaram 16% das entrevistadas.O sucesso na praia vai depender muito do esforço aplicado nos treinamentos. A vida não é fácil em nenhum dos “mundos”. 78% dos homens entrevistados responderam que já jogaram vôlei de quadra. a cair e levantar e a recuar são os primeiros ajustes que precisam ser feitos. 28% jogou como central. o processo de aprendizagem na areia é possível ser aplicado para qualquer jogador da quadra e o foco deles é nos jogadores mais altos(as) e mais fortes. 8. A posição que cada uma atuava gerou uma enorme vantagem para a ponta. Aprender a deslocar. em média. houve uma passagem ainda maior pela quadra. quanto entre as mulheres. Está pensando em migrar da quadra para a praia? Com esse texto. o equilíbrio entre as respostas foi maior do que entre as mulheres. como central. Entre as mulheres. descobrimos que as mulheres decidem atuar na praia antes que os homens. VOLEISHOW . Perguntados sobre a posição em que atuaram no vôlei de quadra. também 8. Além de mapear esse perfil. Nenhum jogador. já que 92% das jogadoras já atuaram e treinaram na quadra. Elas. Segundo alguns técnicos. começam a jogar somente vôlei de praia com 18 anos e meio. Tanto entre homens. Quando perguntado aos melhores jogadores do vôlei de praia se eles já atuaram na quadra a resposta foi sim. atuou na quadra como líbero. já que 66% atuaram nessa posição. quanto entre as mulheres. Dentre os homens que já atuaram na quadra. Os homens entram definitivamente no esporte com quase 20 anos. A maioria dos atuais jogadores de vôlei de praia do Brasil já jogou na quadra.

que é chamado de Itas Diatec Trentino. importante fato da história religiosa mundial. O ginásio conta com uma moderna engenharia e pode abrigar mais de 4 mil torcedores com a utilização de algumas arquibancadas móveis. Um complexo esportivo que fornece toda a estrutura necessária para treinar e jogar vôlei. nada menos que quatro títulos de campeão Mundial de Clubes. chamada de PallaTrento. dois Campeonatos Italianos. é realmente um dos melhores do mundo. Localizada na parte norte da Itália. 42 Nos últimos cinco anos. um tcheco. do Sul Americano e do Mundial de Clubes. sendo eles dois búlgaros. Aqui no Brasil. bem como para receber os torcedores em dia de jogo. tendo a Suíça como fronteira mais próxima. terra do atual campeão da Superliga. eles tem o comando do técnico Radostin Stoitchev. Realmente um modelo para muitos clubes brasileiros que ainda contam com ginásios muito precários. três Champions League. cidade do time do Trentino que conquistou mais um título no Mundial Interclubes. um grego. O time de Trento. A inauguração foi com o jogo entre Trentino e Padova. Vamos novamente para a Europa. o quarto seguido. Ficou famosa pelo Concílio de Trento (1545-1563). o time do Sollys/Nestlé. na cidade de Trento. chegou a hora de conhecer as cidades que servem de berço para dois dos maiores times da década. O nosso representante dentro dessa máquina é o levantador Raphael Vieira. com vitória para o time da casa por 3 sets a 2. E eles continuam fortes e atualmente estão muito bem no campeonato italiano. . Já visitamos Cuneo e agora vamos conhecer a cidade de Trento. a cidade escolhida é Osasco. um eslovaco e um brasileiro. Em 2000. É incrível. Começamos na Itália. O time profissional conta com seis estrangeiros. duas Copa Itália e uma Supercopa Italiana. que deu origem a Contra-Reforma. a cidade tem pouco mais de 115 mil habitantes. o time italiano conquistou nada mais. mais especificamente para a Itália.O VÔLEI EM OSASCO-SP e TRENTO na Itália Continuando com a nossa viagem pelo mundo do vôlei. Formado por italianos e estrangeiros. o clube inaugurou a sua arena.

A cidade de Osasco é. A comissão técnica está tendo um peso fundamental para as nossas conquistas”. Além disso. posição por posição. O primeiro passo. bem como a presença de ferrovias e hidrovias. o seu projeto de base com o vôlei feminino sempre foi um dos mais importantes do país. O time é “campeão de tudo”. sem dúvida. o projeto ficou ameaçado e. quando é dado dentro de um projeto onde existe uma equipe profissional. Outro destaque é para o nosso preparador físico Giovani Ciprandi. em 1993. o projeto ainda quer mais e hoje se destaca pelo bom trabalho desenvolvido pela comissão técnica envolvida no processo. mas finalmente. mas em 1996 mudou-se para Osasco. já que cada uma estava em um momento físico diferente e. a cidade tem como fator positivo de desenvolvimento grandes rodovias cortando a cidade. além do fácil acesso para São Paulo. O projeto esportivo começou com uma equipe de basquete feminino. A data é comemorada até hoje com muito orgulho por todos que lutam pelo progresso desta cidade. . A formação integral das atletas é o pilar fundamental do projeto. porém mantendo toda a estrutura. O time do Sollys/Netslé é a máquina de ganhar títulos da atualidade. na temporada de 2003/2004. em completo sincronismo com a sociedade”. Depois de perder o título em 2008/2009 para o time do Rexona/Ades. em 1987. em 19 de fevereiro de 1962. Com solidez e um projeto desenvolvido em longo prazo. junto com o Fernando. deixando as nossas meninas em condições de treinamento e jogo. pode encurtar o caminho para o sucesso. tendo o esporte como peçachave no desenvolvimento.a um novo patrocinador. o sucesso foi sendo trabalhado com seriedade e com profissionalismo. está fazendo um trabalho maravilhoso. Todas as equipes participam de competições oficiais pelo Brasil. mantidas pelo FINASA. Encabeçado pelo técnico Luizomar de Moura. graças 43 Parabéns Sollys/Nestlé e Itas Diatec Trentino pelos times. Localizada ao lado da capital paulista. Estamos analisando as equipes minuciosamente. O movimento de emancipação sofreu muitas contraposições e empecilhos. o time trocou de nome e passou a chamar-se FINASA/ Osasco. a cidade mantém equipe de vôlei. é uma cidade maior e tem hoje mais de 700 mil habitantes e é conhecida como cidadetrabalho. Estudamos os vídeos. junto com o nosso estatístico Fábio Simplício e o assistente técnico Jefferson Arosti. Osasco. uma das que mais tem títulos no Brasil. a 5ª maior do Estado de São Paulo e uma das mais promissoras do Brasil. as meninas têm toda a estrutura necessária para se desenvolverem como jogadoras de voleibol. Há muito tempo. é a tradução de um jogo perfeito. que é Presidente do Conselho de Administração da Organização Bradesco. com a linha de produtos Sollys. Outro fato importante é que este projeto foi o pioneiro do país a receber recursos do CONANDA. Com a mudança estrutural do banco. Desde então o time tem o patrocínio da Nestlé. o time se manteve e conquistou novos e importantes títulos. “Estimular a inclusão social de jovens. Osasco tornou-se município. que pegou um grupo heterogêneo. pelos projetos e pelas cidades em que estão inseridos. no Guarujá. na cidade de Piracicaba. trazendo jogadoras de várias partes do Brasil para compor as suas equipes. com o patrocínio e a administração do banco BCN. Atualmente. afirmou Luizomar. diz Lázaro de Mello Brandão. O time de vôlei teve início no ano de 1993. “Nós estamos estudando muito os adversários e trabalhando bastante. sempre com foco maior no feminino. e o comportamento dos rivais. após um plebiscito conturbado.

Quando ingressei no jornalismo eu não sabia que iria ter uma oportunidade na área esportiva. ex-levantador com títulos até da nossa principal competição. O sucesso pode estar em fazer o que gosta com muita sabedoria. Alê. Depois passei para a apresentação do quadro da previsão do tempo dentro dos telejornais da RBS em Florianópolis. e na seqüência. tanto que comecei fazendo na TV o programa Patrola de Santa Catarina. a Superliga. masculina e feminina. Sem saber eu agreguei conhecimento específico para a minha atual profissão jogando durante todos estes anos. Em 2011 fui a Copa do Mundo do Japão. Trabalhei nas finais de Liga Mundial e Panamericano no Rio. E meu 44 . Quando tudo me levava a crer que minha carreira era ser concorrente do Wiliam Bonner apareceu uma chance no esporte. que trata de assuntos ligados à adolescência e juventude. Fui convidado para comentar o sul-americano de vôlei masculino em Lages (SC) em 2005. Esse é Alexandre de Oliveira. O que dizer de um ex-jogador que hoje atua como repórter e apresentador esportivo. dá algumas dicas e que podem até servir de exemplo para futuros bons jornalistas. Fiz o Grand Prix feminino na China em 2009 e a Copa dos Campeões no Japão no mesmo ano. assumi como apresentador do Bom Dia SC.DAS QUADRAS PARA A TV com Alexandre de Oliveira Eu joguei vôlei de abril de 1985 (minha primeira aula de vôlei) até maio de 2005 (minha última partida de Superliga). pois seis meses depois tive uma proposta para me mudar para São Paulo e ficar exclusivamente voltado à cobertura de modalidades esportivas. A minha prática no vôlei me levou a estar presente nas transmissões de todas as finais de Superliga de 2006 a 2012. Devo ter ido bem. Em 2010 acompanhei o tri mundial da seleção masculina na Itália. como é conhecido no meio do esporte nos conta a sua história. um jornal clássico.

É preciso falar na hora certa. divulgue a modalidade. convivência com técnicos e outros atletas. O vôlei por mais vitorioso que vem sendo nesta última década. Uma transmissão de uma partida é repleta de detalhes técnicos. O vôlei me fez ter vários carimbos nos passaporte.Acredito que ter jogado me coloca num patamar diferente na relação com atletas e treinadores. o básico ou o simples. Só quando isso for refletido em números de audiência o vôlei poderá ter um atendimento igual ao futebol. Os jogadores sabem que sei identificar uma mudança tática no bloqueio. mas num programa que fala de esportes. O respeito que tenho deles faz com que possa tirar as melhores respostas. Os jogos de vôlei na TV já têm um público fiel que acompanha toda a Superliga. ainda está muito longe do futebol na questão audiência para os canais de televisão. e não apenas o óbvio. destacar o que está acontecendo em quadra e realizar boas entrevistas. . não só aos jogos. um sistema de defesa diferente ou uma imprecisão em uma combinação de jogada. a oportunidade só apareceu por conta do conhecimento que tive em 20 anos de treinamento. em Londres. E o mais importante: juntar tudo isso e passar ao telespectador. Claro. e que vai tratar de futebol e de vôlei na mesma produção ainda existe um abismo incrível no interesse dos telespectadores. mas acompanhe. ter informações relevantes. Para mudar isso é preciso que quem é fã de vôlei assista ainda mais. às vezes eles me enxergam como um deles. último trabalho foi o olímpico. seja ele um leigo ou um viciado em vôlei. de uma maneira que ele consiga entender e gostar do que vai ouvir. e talvez por isso consigo declarações. e que pude aliar com o aprendizado teórico e prático do jornalismo.

tive meus sonhos de chegar à seleção de vôlei. Enquanto esse momento não bate a sua porta o que vale é tentar. no jornalismo. algumas vezes desleal e você tem que se superar e mostrar o tempo todo competência. E isso cada um vai perceber quando esse período chegar. A frase não é nova. futuros jornalistas ou não. mas ainda há um espaço enorme para ser preenchido. correr atrás de uma paixão. faltas abonadas e aulas em horários especiais. Talvez ser igual ao futebol seja uma grande utopia. . Eu tive minhas limitações. Por isso repito: assista e faça os outros assistirem mais vôlei na TV! O que eu diria para quem quer ter uma carreira. Eu joguei até onde foi possível. é que a vida te dá o direito de tentar. mas cabe perfeitamente aqui: ler é um exercício. Não é horrível quando um astro do esporte fala errado? Hoje os clubes e colégios dão enormes oportunidades para que o aluno tenha sua vida dupla facilitada. seria: trabalhe com paixão e sem medo que dê errado. seja no esporte. a concorrência é grande. devido a cultura e paixão que o esporte da bola no pé desperta no Brasil.E não adianta achar que as emissoras não gostam de vôlei. por exemplo. com limite. Pode ter certeza que uma hora isso vai fazer falta. arriscar. não deu (mas pelo menos consegui um treino. É comprovado que atletas que tiveram mais contato com os livros têm uma capacidade de se desenvolver na modalidade com mais facilidade. Óbvio que tudo depende da vontade de querer ser um pouco mais na vida. Provas adiadas. risos). lutei enquanto foi possível e até que chegou a hora de partir para outra. Além disso. Chega um momento na vida que a idade vira um prazo e você não pode mais errar. dá sempre para mudar o rumo da história. As TVs são empresas que vão sempre tratar o esporte como um produto de venda e atender melhor quem mais compra esse produto. independentemente da área. mas só que não me frustrei porque tentei. no direito ou como corretor de imóveis. Não é fácil ser bom na profissão escolhida. Minha dica para todos. Não tem como negar que estudar é muito importante. a possibilidade de evitar constrangimentos.

.

Depois fui fazendo exercícios para melhorar a entrada de mão. se não conseguir ter uma boa leitura da equipe adversária. julgo ser o mais importante. o que fez com que minha velocidade de reação fosse melhorando com o tempo. quanto de defesa. para depois. coisa que trabalho muito até hoje. por exemplo. O bloqueio. no meu ponto de vista. que para o bloqueador de meio. trabalhem dia a dia sua técnica e estudem muito as equipes adversárias que. entrada de mão e algo que julgo o grande diferencial. fazendo com que o levantador e os atacantes adversários comecem a ter dúvidas sobre o que fazer e onde atacar. Hoje o voleibol se tornou muito rápido. até a distribuição do levantador. pegando desde as características dos atacantes. facilitando assim a sua composição.DIVULGAÇÃO FIVB Toque De CAMPEÃO das equipes adversárias. e cada vez mais você precisa ter um estudo aprofundado . pois. o bloqueio com certeza era o fundamento que eu mais tinha dificuldade. Coisas como deslocamento. Procuro sempre formar primeiro meu bloqueio. para melhorar. é o fundamento que mais possui variáveis. cada um cobrindo uma parte da quadra. tanto de bloqueio. com certeza. a leitura do levantador e da equipe adversária. pois é a parte que mais tenho dificuldade. não adianta nada você ser bom tecnicamente. com sinais. Isso faz com que cada jogador saiba qual sua prioridade e onde a defesa terá que estar caso o levantador adversário faça algo de diferente do que o bloqueio esteja priorizando. 48 POR LUCÃO Nessa edição venho falar com vocês sobre bloqueio. Quando comecei no voleibol. avisar a defesa sobre onde eles devem se posicionar. terão uma evolução significativa nos seus bloqueios. prestem atenção nos bloqueadores que vocês julguem bons. fui pegando dicas e prestando atenção no que os mais experientes faziam. E é nessa parte que uma equipe consegue ter uma evolução coletiva: quando bloqueio e defesa trabalham numa harmonia perfeita. treinei muito a parte de equilíbrio e de passadas. Através dessa leitura você consegue priorizar rede a rede o que o levantador tem feito. começando pelo deslocamento. e. Sempre tentei melhorar uma coisa de cada vez. Então é isso galera.

a diagonal e uma direção intermediária (chamada de mão) quando o jogo acontece nas extremidades da rede. que estará disposto no fundo da quadra 49 . o bloqueio pode marcar para a posição 1 ou para 5. Quando ele “queima” no meio. os bloqueadores podem. Normalmente em situações de jogo normal. deve existir uma combinação prévia com o sistema de defesa. E em algumas situações o bloqueio é simples. a dificuldade de execução já é um pouco maior. Nesse caso. Outra possibilidade é marcar de acordo com a corrida de aproximação de atacante. trabalhamos com as direções da posição 1 ou da posição 5 (veja as direções nas fotos abaixo). ou seja.O BLOQUEIO SIMPLES No vôlei de quadra. para ajudar você a executar melhor esse fundamento. ele antecipa-se e preocupa-se somente com o seu correspondente. o bloqueio pode ser triplo. executado somente por um jogador. Para marcar a primeira bola. o bloqueio ideal é o duplo. com levantamentos para a entrada ou saída. para qualquer tipo de ação. executado pelo central. A função não é fácil de executar. Esse bloqueio pode ser para marcar a primeira bola do adversário ou para a pipe. É nessa última situação que vou focar. duplo ou simples. pode ser necessário mudar o foco O objetivo do bloqueio é interceptar o ataque do adversário. Preciso primeiro deixar muito claro que. de acordo com a maior probabilidade de ataque em alguma jogada específica. Se a opção for jogar na reação. Para surpreender esse atacante. executar um bloqueio triplo. O bloqueio simples pode ser executado no meio. Quando o bloqueio é simples a superioridade do atacante é ainda maior. escolhendo ou na direção da corrida. com dois jogadores. Quando o passe ou defesa fica ruim. O bloqueador pode pegar três direções que são a paralela. ou contra essa direção. devido ao levantamento de uma bola mais alta e lenta. existem algumas possibilidades na execução do fundamento. Quando for pelo meio. o bloqueador pode se antecipar ou jogar na espera. as possibilidades de agir para uma das direções é maior. Vamos começar com o bloqueio simples no meio de rede. pois o atacante tem o controle da situação e normalmente vence o confronto. Nesse caso. na entrada e na saída. pois o bloqueador terá menos chance de sucesso. para pegar a bola que passa pelo bloqueio.

.

A sugestão nesse caso é. não se importando com a chamada de primeira bola. saltar para dentro da quadra buscando surpreender o atacante. chega bem na frente do atacante e volta com os braços para a diagonal. É importantíssimo que para todas ou quase todas as ações aja uma combinação prévia com a defesa. Enfim. pelo central. Quando o bloqueador da extremidade precisa ficar 51 também preocupado com as jogadas de primeira bola ou a pipe. sentir na pele como funcionam. como uma amortecida (veja as fotos de situações de jogo na página anterior). O sistema defensivo é composto pelo bloqueio e pela defesa no fundo da quadra e precisa de organização para que o sucesso seja alcançado. Bom jogo! . além de voltar os braços para a diagonal. invasão rápida e próxima à rede é o necessário. 6 ou 5. É possível que nesse caso o bloqueador precise ajustar as mãos para buscar outras possibilidades no bloqueio. a execução deve buscar um bom alcance de altura. pode ter três opções de acordo com a postura adquirida para o bloqueio da primeira bola. possivelmente terá dificuldade de marcar a segunda e nesse caso não adianta buscar altura. No caso de jogar na espera. o bloqueio simples combinado com o central pode dar um pouco mais de chances ao bloqueador. buscar com os braços o ataque em paralela. Outra possibilidade é chegar bem na frente do atacante e. Liberado para jogar somente com o seu correspondente é possível buscar algumas possibilidades mais agressivas de bloqueio. Quando o bloqueio queima no meio. porém detalhes como a invasão para a quadra do adversário com os braços próximos a rede e o bom alcance lateral para pegar as direções mais anguladas são também muito importantes. na última hora. Normalmente o bloqueador faz o deslocamento cruzando a passada. Neste caso. pois quanto maior for o tempo que o bloqueador necessitar. Nesse caso é possível marcar o ataque tanto para a posição 1. para depois aplicar na prática. Possivelmente essas situações menos “normais” acabam gerando mais pontos de bloqueio para a equipe do que um bloqueio padrão. no máximo dá para tentar amortecer a pipe. pode chegar mais forte na pipe. os ataques mais angulados são marcados pelo bloqueio. Quando o jogo acontece nas extremidades da rede. Esse padrão simplificado não obtém muito sucesso devido ao vigor que o atacante vem para um ataque de bola rápida. A dica é treinar todas estas possibilidades. menor serão as chances de sucesso.e trabalhar com a possibilidade de somente amortecer o ataque e tentar o contra-ataque. Essa combinação pode dar a possibilidade de antecipar o deslocamento e chegar mais inteiro no bloqueio. falamos das possibilidades sobre o bloqueio simples. Se queimar no meio. O bloqueio para a pipe. Se o central ficar parado no meio. onde o jogador enxerga o bloqueio e usa as suas variações de ataque (veja a área coberta na foto acima). Se ele acompanhar a primeira bola. possivelmente chegará com mais dificuldade no seu jogador principal. o tempo de reação vai ser muito importante.

p. Neste se inclui tanto o desenvolvimento da capacidade de adaptação ao esforço e das habilidades esportivas como também a extensão da capacidade de aprendizagem do indivíduo. O fenótipo é responsável pelo potencial ou pela evolução das capacidades envolvidas no genótipo. além do treinamento excessivo dos atletas. o treinamento deve sempre ser o mais individualizado possível. uma das Capacidades do Rendimento Esportivo é a Capacidade Biotipológica. (BENDA & GRECO. que está dividida em Capacidade constitucional Fenótipo e Capacidade constitucional Genótipo: O genótipo é o responsável pelo potencial do atleta. Isso inclui fatores como composição corporal. visando seu maior desempenho esportivo e evitando principalmente as lesões musculares e articulares. dentre outros. altura máxima esperada. 52 . Segundo Benda & Greco.OS PRINCÍPIOS BÁSICOS do Treinamento Desportivo Os princípios básicos do treinamento desportivo têm como objetivo nortear a elaboração de um treinamento que ajuste as necessidades do atleta. Princípio da Individualidade Biológica Sabemos que somos seres biologicamente diferentes e cada ser humano possui uma estrutura física e psicológica própria e. com isso. biótipo. força máxima possível e percentual de fibras musculares dos diferentes tipos. 34). 2001.

Os treinadores de diversas modalidades podem ter nas mãos uma grande ferramenta para o desenvolvimento dos atletas. técnico e tático. Relacionar as cargas de treino às fases do ciclo menstrual faz-se necessário. Essa capacidade de adaptação faz com que as espécies continuem sobrevivendo por longos períodos mesmo com grandes mudanças nos ambientes. levando em consideração uma variável que exerce influência direta no rendimento esportivo: o Ciclo Menstrual. Alguns fatores que podem exercer influência significativa na performance: Idade/Sexo. a fim de minimizar os riscos de desordens menstruais. e também com o objetivo de potencializar o desempenho motor e competitivo das atletas. As cargas de treinamento devem ser aplicadas para que haja crescimento físico.A individualidade biológica em esporte feminino tem uma importância muito grande. você decide retomar o treinamento . Princípio da Continuidade Você já deve ter iniciado uma atividade física por algumas semanas de treinamento e por algum motivo não foi possível dar continuidade. Após um período sem a prática esportiva. método e meios de treinamento. alimentação adequada. O ciclo menstrual. Cada programa de treinamento deve ter os ajustes das cargas de trabalho bem equilibradas com o tempo de recuperação. A individualidade das atletas deve ser respeitada. sem esquecer que cada indivíduo possui suas particularidades. Atletas que possuem maior rendimento. com duração aproximada de um mês. Esse princípio está ligado diretamente ao da sobrecarga. Isso faz com que os ajustes no treinamento sejam cada vez mais frequentes com a visão de um processo de acordo com o período de preparação para a competição desejada. que se torna um agente importantíssimo na evolução das cargas. promove grandes alterações nas concentrações de diversos hormônios no organismo feminino. fatores sociais e psicológicos. Importante ressaltar que a musculatura deve se manter equilibrada e bem protegida para suportar o treinamento. Princípio da Sobrecarga A carga de trabalho é a grande aliada dos treinadores para que haja o crescimento e desenvolvimento da performance dos atletas. fatores climáticos. certamente elevaram os limiares de treinamento com maior volume de trabalho. Princípio da Adaptação A natureza está em constante transformação. O organismo sempre buscará o equilíbrio (Homeostase) após uma sobrecarga de trabalho. pois cada organismo responderá de forma particular ao episódio comum a todas. Princípio da Interdependência Volume X Intensidade Duas variáveis que sempre deverão estar adequadas às fases de treinamento e orientadas pela interdependência entre si. tipo de sobrecarga e medidas de recuperação.

de qualquer atividade física. nos lembrará dos passos que devemos dar para que os atletas tenham um desenvolvimento esportivo satisfatório. O ciclista com treinamentos em bicicletas. Técnico voleibol feminino SESI SP . atacantes passadores.e sente que seu corpo não responde da mesma forma aos estímulos. que podem descobrir juntos uma melhor maneira de executar algum movimento e melhorar sua performance. jogadores que tenham rendimento satisfatório em cada posição. todo atleta necessita de uma regularidade nas atividades para que o organismo responda aos estímulos de treinamento e dê continuidade na condição física. Os atletas de voleibol utilizam o futebol como forma de aquecimento e condicionamento físico. mas não deixe de ter saúde e satisfação no que fazem a cada dia. novas técnicas e táticas no desenvolvimento das atividades. atleta. quanto do Princípio da Continuidade Princípio da Especificidade Princípio da Variabilidade Bom Treinamento a todos! Prof. com novidades nos treinamentos. bloqueadores (centrais. levantadores. Acredito que os princípios básicos do Treinamento Desportivo são importantíssimos para o desenvolvimento Princípio da Especificidade Se o objetivo do atleta é correr. cada posição exige treinamentos mais específicos de acordo com suas funções: atacantes. opostos. Da mesma forma. ao desmembrarmos. Sendo assim. cada vez mais. No voleibol não é diferente. líberos. A especificidade deve prevalecer nas modalidades esportivas. preparação física. Esse princípio depende muito da criatividade tanto do treinador. Para facilitar a lembrança dos princípios. ele deve elaborar seu treinamento com a especificidade da corrida. mas não impede a utilização de outras atividades como forma de aquecimento. podemos utilizar uma palavra que. O atleta de voleibol também não foge à regra: deve treinar voleibol. IB A S VI C E V Princípio da Individualidade Biológica Princípio da Adaptação Princípio da Sobrecarga Princípio da Interdependência Volume X Intensidade Princípio da Variabilidade Fazer a mesma atividade todos os dias certamente nos desestimulará. pontas e levantadores). A atenção a este princípio pode evitar fatores desestimulantes e possibilitar uma grande satisfação. Talmo Curto de Oliveira. descontração e motivação dos atletas. O voleibol exige. técnica e tática.

2 Penetração na quadra adversária além da linha central: 11. os juízes puniram erroneamente os jogadores Murilo Endres e depois Renato Russomano por invasões que.1 É permitido tocar a quadra adversária com o(s) pé(s). na quadra adversária. 11. não deveriam ser punidas. 11. Portanto um atleta pode cair e apoiar-se com as mãos ou qualquer parte do corpo.2. que não haverá falta. 11.2. pode cruzar por baixo da rede e saltar para a zona livre ao lado da quadra adversária.3 Um jogador pode entrar na quadra adversária depois que a bola estiver fora de jogo. sem que interfira na ação do adversário. 11.2. desde que o jogador FOTOS VOLEISHOW . desde que não interfira na ação do adversário. 11. 11. desde que isto não interfira no jogo do adversário.2 Qualquer parte do corpo.2. não apoie os pés na outra quadra. O árbitro Carlos Alberto Cimino explica item por item sobre o que diz na regra. desde que eles não interfiram com o jogo do oponente.4 Os jogadores podem penetrar na zona livre do adversário. desde que alguma parte dele(s) permaneça(m) em contato ou diretamente sobre a linha central. apoiar as mãos na outra quadra ou cair com os joelhos na quadra contrária que não será falta. poderá invadir a quadra adversária por baixo da rede. entre SESI e Medley. Exemplo: o jogador pode cair sentado na quadra adversária.2.1 É permitido penetrar no espaço adversário sob a rede.2. menos o(s) pé(s). Confira: O QUE DIZ NA REGRA (11) COM RELAÇÃO À INVASÃO NA QUADRA ADVERSÁRIA: 11.2.2. Detalhe: no primeiro jogo da final do paulista desse ano.2.2. Os dois jogadores se desequilibram em lances diferentes e ajoelharam-se na quadra do adversário. desde que o(s) pé(s) estejam em projeção sobre a linha central. A bola deverá estar fora do jogo.POR DENTRO DAS REGRAS A coluna vai novamente falar sobre uma regra onde a passagem para a quadra adversária está em questão.1 O(s) pé(s) podem tocar a linha central da quadra ou tocar a quadra adversária. Devemos ficar de olho aberto! PARA MELHORAR O ENTENDIMENTO DO TEXTO ACIMA.4 Um jogador para recuperar a bola.2.2.2.2 Tocar a quadra adversária com qualquer parte do corpo acima dos pés é permitido desde que isto não interfira com o jogo do adversário.2. O NOSSO ÁRBITRO OFICIAL EXPLICA CADA FRASE DA REGRA: 11. Foram punidos de maneira errada. um jogador pode cair e penetrar completamente na zona livre ao lado da quadra adversária.2. menos os pés. pela regra.2. porém agora dentro da quadra. desde que não interfira na ação do adversário.2.2.2 PENETRAÇÃO SOB A REDE 11. sem pisar e nem atrapalhar as jogadas. 11.3 Depois de um ataque. por baixo da rede.

N E T O M F A Í N S I I E CO R T ABDOME fortalecimento. ou o CORE. outros de estabilidade e alguns de resistência. Dessa forma. seja de membros superiores ou inferiores. temos que focar em um bom condicionamento físico e cuidar do nosso corpo para não sofrermos lesões. o Power House. Fábio Correia. A musculatura do abdome se subdivide em reto abdominal. O mais importante é poder jogar vôlei o tempo todo e por um bom tempo. lesões e recuperação. buscamos informações detalhadas sobre uma musculatura importantíssima dentro do esporte: o abdominal. Alguns movimentos necessitam de potência. O preparador físico do time do SADA/Cruzeiro. que segundo o Pilates é a origem da força. porém todos eles vão necessitar dessa região muscular. os mais variados movimentos usam a musculatura abdominal para a sua execução. lesões e recuperação dessa musculatura. Para que isso aconteça. ele é obrigado a deixar todos os treinamentos de lado. Segundo o fisioterapeuta do time da Medley. Tendo isso em vista. Isto quer dizer que qualquer movimento. quando o atleta sofre algum tipo de lesão nesse sentido. Ele nos proporciona boa postura e é o centro da força de nosso corpo. vai além nessa definição: “os músculos que compõem 56 o colete abdominal organizam e promovem controle a uma região muito importante para os movimentos humanos. quando um jogador machuca essa região precisa ficar afastado de todos os tipos de atividade durante a fase inicial do tratamento. que é a origem da força segundo o Treinamento Funcional”. o Ponto de Origem da Energia. parte dessa musculatura. O objetivo é trazer para você uma abordagem sobre fortalecimento. quanto a superior. No voleibol temos uma variedade muito grande de movimentos que solicitam tanto a musculatura inferior. segundo a Cinesiologia. nos oblíquos interno e externo e no músculo transverso. que vai durar um período diferente dependendo do tamanho da VOLEISHOW . A utilização desses músculos é tão grande que. segundo as Artes Marciais. Marcelo Guidotti. O abdome é o responsável pela saúde dos membros superiores e tórax. pois nela se localiza o Centro de Gravidade.

A fase intermediária do tratamento fica a cargo do fisioterapeuta. Segundo Marcelo “usamos os recursos de DIVULGAÇÃO CBV eletroterapia como corrente anti-inflamatória. As lesões traumáticas por contato não são muito comuns no voleibol”. Fábio destaca que “essa musculatura bem trabalhada favorece o controle motor. Segundo o médico do time do Sollys e das seleções de base masculinas do Brasil. Para minimizar esse tipo de problema e ficar todo esse tempo afastado das quadras. A lesão pode acometer o músculo reto abdominal ou os músculos oblíquos ou o transverso. o tratamento é executado com o auxílio de eletroterapia e gelo. além de medicamentos como analgésicos e anti-inflamatórios. o que otimiza o planejamento do tratamento”. que ajudam no controle da dor e do edema. é fundamental nesse período. Tiago Fruges. sem atividades físicas. Nessa fase uma massagem leve é importante para que não aconteça uma fibrose no local da lesão”. gerando uma potência ótima para a execução destes fundamentos”. Tiago Fruges comenta sobre a lesão: “os esforços repetitivos ou algum estresse agudo são fatores que podem acabar lesionando a musculatura (movimento abrupto ou movimento que exija grande amplitude de extensão ou flexão do tronco. o tratamento inicial é o uso de gelo e eletroterapia. O tamanho da lesão. “Quando um atleta está com uma lesão no abdome ele fica muito prejudicado para fazer qualquer tipo de atividade e pode ficar muitos dias parado. Normalmente um atleta com esse tipo de lesão fica de 15 a 30 dias afastado. fator fundamental para o equilíbrio e/ou estabilidade do corpo no ar. eventualmente com rotação do mesmo). são simples. mas exames de imagem como a Ultrassonografia (de preferência realizada por um radiologista especializado em patologia músculo esquelética) e Ressonância Magnética podem dar o diagnóstico mais preciso e a graduação da lesão. dependendo de inúmeros fatores. Como no vôlei muitos movimentos são executados no ar. nos fundamentos de bloqueios e levantamentos. a solicitação dessa musculatura é muito grande. “a história e um exame físico já podem dar indícios das características e da gravidade da lesão. diferente de outras partes do corpo. a idade do jogador e o local (altura) da lesão são fatores que determinam o tempo parado”. aliados a crioterapia (gelo). Quando o atleta se machuca. em que podemos adaptar algum tipo de treino para que ele não perca muito o condicionamento. Importante também na coordenação dos movimentos envolvidos em cadeias cinéticas de ataque e saque. Ficar em repouso. como por exemplo.lesão. ultrassom e o laser. Nessa fase. o treinamento deve ser levado muito a sério. Os exames mais usados para detectar lesões musculares. 57 . incluindo as do abdome.

VOLEISHOW 58 . extremamente solicitado nos movimentos do voleibol. pela variabilidade de exercícios e também pela ótima organização da musculatura abdominal transversa. importantíssima na estabilidade de espaço intervertebral L5-S1. joelhos flexionados com os pés apoiados no chão ou na parede gerando ângulo de 90° nos joelhos. como os exercícios desenvolvidos pelas estratégias: PILATES (Met Pilates: realizado em colchonetes nas aulas para grupos ou individualmente nos aparelhos específicos de Pilates) ou CORE (realizado em bola. Entretanto todas estas estratégias se tornarão interessantes desde que acompanhadas e quantificadas por profissionais devidamente qualificados”. por suas estruturas e/ou bases conceituais. pois qualquer programa de condicionamento físico ou de musculação razoável sempre apresentará uma série destinada a esta musculatura e/ou região. ou outro equipamento/ exercício desenvolvido pelo treinamento funcional). Particularmente tenho minha preferência pelo Pilates e pelo CORE. “Processos e estratégias para trabalhar esta região não faltam. como os analíticos convencionais (deitado no chão ou colchonete. até os mais elaborados e complexos. suspensão.Então. As séries de exercícios abdominais transitarão desde as mais simples. mãos à obra: o preparador físico Fábio passa algumas dicas sobre o treinamento dessa musculatura imprescindível para o bom rendimento nas quadras. as mãos atrás da cabeça e realiza-se o movimento de abdominal com a retirada dos ombros do plano do chão).

envolvendo principalmente o trabalho físico e a relação entre a comissão técnica. A partir de agora. de forma organizada. vou falar sobre planejamento de equipes de alto rendimento. locais de treinamento e equipamentos necessários para o melhor treinamento. podemos observar que planejar é ter em mente. . Estes passos iniciais nos darão a condição de montar um plano de trabalho de acordo como o material humano e condições de trabalho que possuímos. Administrativa. com a finalidade de levar a equipe (clube) ao nível de excelência proposta na sua formação. Estes processos são iniciados no momento da formação da equipe: contratação de atletas. bem como a definição das estratégias de promoção do time. um planejamento deve ser criterioso. a 59 Para tanto. planejamento: – vamos ao conceito de – Capacidade de pensar antes de agir. Marketing) pode montar seu planejamento estratégico para atingir os seus objetivos. Levantamento e ordenação de atividades e recursos que devem ser seguidos para atingir o objetivo traçado. Como venho falando nos artigos anteriores. cada segmento da equipe (Técnica. capacidade de discriminar o que vem primeiro e o que vem depois. para que se tenha o maior número de acertos possíveis. No atual nível do esporte. comissão técnica e equipes de apoio. pois estamos tratando de um investimento alto de patrocinadores e da necessidade de resultados. os processos que serão necessários serem cumpridos para se chegar a algum objetivo concreto. dialética do saber e poder.Planejamento PARA EQUIPES DE ALTO RENDIMENTO Neste último artigo sobre planejamento. vamos tratar do planejamento do trabalho de quadra. A partir destes pontos. e feito com muitas mãos. capacidade de articular pensamento e ação. Nestes dois conceitos.

massagista e todo o pessoal de apoio devem participar juntos do planejamento da equipe. auxiliar técnico. Evitar treinos concorrentes durante o mesmo período é também muito importante. Podemos chamar este primeiro momento de quantificação de treinamento. os trabalhos físicos são prioridade. todos contribuem para o melhor andamento dos trabalhos. Estes treinos serão divididos entre físicos. estatístico. uma vez que o grande objetivo do trabalho físico é deixar os atletas aptos a desempenharem. sempre levando em consideração o período em que nos encontramos. equipe médica. Assim. nas primeiras semanas. as comissões técnicas são formadas por vários profissionais. Técnico. onde cada um deles tem a sua função bem atribuída e com uma grande importância no trabalho. porém sempre tendo algum trabalho técnico envolvido. fisioterapeuta. conforme a competição vai se aproximando. O planejamento tanto da quantidade. preparador físico. assistente técnico. os treinos e jogos da modalidade. técnicos e táticos. podemos perceber a organização dos treinos em um início de temporada. os treinos físicos são em número maior e depois vai dando espaço aos treinos técnicos e táticos. Ao observarmos o quadro acima. O planejamento de trabalho de uma temporada começa por se conhecer o calendário de competições nas quais a equipe participará durante o período. ter conhecimento de cada passo a ser dado e de cada decisão a ser tomada. de acordo com o período em que se encontra a equipe. o tipo de treino (físico ou técnico) e o que será realizado em cada um deles no decorrer das semanas. Observa-se que. tendo este conhecimento e tendo suas responsabilidades bem definidas. Acredita-se que exista a necessidade de se ter trabalhos com bola desde o princípio. uma vez que a especificidade do treinamento deve ser mantida em qualquer fase do treino. Com o passar das semanas os treinos técnicos e táticos vão sendo mais usados. onde deve constar o volume e intensidade dos treinamentos a serem aplicados. quanto da qualidade dos treinos deve ser tratado em conjunto entre treinador e preparador físico. pode-se definir o ciclo de treinamento e o número de treinamentos que cada ciclo deverá ter. onde estão descritos os treinamentos a serem realizados. Hoje. com qualidade. No início da temporada. A partir do conhecimento do número de jogos e períodos em que serão disputados. . O segundo passo é a qualificação dos treinos.relação entre preparador físico e técnico é fundamental para o desenvolvimento de um planejamento adequado para o período de trabalho e a aquisição de bons resultados.

observamos a montagem de um plano de trabalho para um período de competição. No terceiro quadro. planejada e sempre um passo a frente. Nele apontamos os números de treinos da semana. Isto fará com que o sucesso esteja mais próximo. mas também na sua vida toda. Siga o caminho de forma organizada e tenha ciência dos riscos. não somente no esporte. viagens. períodos de descanso. Giovani Foppa Preparador Físico . mas de um trabalho de qualidade e de uma maior possibilidade de conquistas. planeje seu futuro. mãos é possível visualizarmos o que teremos pela frente e também fazermos uma avaliação do que foi feito no passado para possíveis correções ou mesmo servir como base para planejamento futuros. nos dará uma forte ferramenta para chegarmos a um bom resultado. onde se têm planejados os momentos de treinamentos. etc. Tendo estes vários dados em O trabalho de forma organizada. Planeje seu dia. Tenha o hábito de planejar. podemos observar a qualificação do trabalho de musculação usado nas primeiras semanas de treino. Não é garantia de títulos.No segundo quadro. jogos. tenha em mente os objetivos que deverão ser alcançados. o objetivo de cada período e as cargas utilizadas nos respectivos treinamentos. prevendo acontecimentos.

Acácio com Dani Lins Ana Claudia e Theo Ana Flávia com Bernardinho Cris com Alison Eleusa com Wallace Jaqueline com Murilo 62 .

Bernardinho e Zé Fuzil Juliane com Sheilla Taiene Silva com Bruninho 63 .Júlia com Giba Juliana com Luizão Roberto.

Clube Fonte de Campinas-SP ACM de Engenho de Dentro Equipe de Apucarana-PR Equipe AUVO de Urussanga-SC Equipe mirim feminino campeã da Taça Parana.TIJUCA Equipe Infantil do Centro de Excelência do Ibirapuera 64 .

Equipe pré mirim de SALTO Infanto feminino do Fluminense Pro Vôlei de Ijuí-RS Time AEFA Volei de Dourados-MS Time de Maravilha-SC Times finalistas do infantil feminino da Taça Parana 65 .

Interesses relacionados