Você está na página 1de 2
Proposta I LABORATÓRIO DE REDAÇÃO – 2014 1 CARRO COM SOM ALTO EM SÃO PAULO

Proposta I

LABORATÓRIO

DE REDAÇÃO

– 2014

Proposta I LABORATÓRIO DE REDAÇÃO – 2014 1 CARRO COM SOM ALTO EM SÃO PAULO SERÁ
1
1

CARRO COM SOM ALTO EM SÃO PAULO SERÁ MULTADO EM R$ 1.000

01/01/2014

Carros que estiverem com som alto em ruas, postos de gasolina e calçadas da capital serão multados em R$ 1.000 e podem ser guinchados, caso o motorista se recuse a abaixar o volume.

A regulamentação da lei que permite a punição, feita pelo prefeito Fernando Haddad (PT), saiu na edição de ontem do

“Diário Oficial” da Cidade e já está em vigor. Além da multa, que será dobrada em caso de reincidência e poderá chegar a R$ 4.000, os motoristas podem ter o equipamento de som apreendido por fiscais.

A fiscalização vai levar em conta aparelhos como rádio, televisão, vídeo, CD, DVD, MP3, iPod, celulares, gravadores,

viva-voz e instrumentos musicais. Marronzinhos, fiscais das subprefeituras e do Psiu (Programa de Silêncio Urbano) vão autuar os motoristas com o som alto. Ainda segundo o texto da regulamentação, os moradores que denunciarem veículos com o som alto precisam se identificar,

mas não terão seus nomes divulgados.

O projeto de lei foi sancionado por Haddad em maio de 2013 e é de autoria dos vereadores Alvaro Camilo (PSD), Dalton

Silvano (PV) e do senador Antonio Carlos Rodrigues (PR), que está licenciado da Câmara de São Paulo.

A intenção é acabar com os bailes funk que acontecem nas periferias da capital. Camilo é ex-comandante-geral da PM

de São Paulo. Haddad chegou a afirmar publicamente que reconhece o funk como “produção cultural de uma camada expressiva da juventude”. No entanto, afirmou que isso deve ser feito com “respeito” à vizinhança. Haddad defende que os bailes funk sejam realizados em locais fechados ou até mesmo em espaços como o Anhembi (zona norte) e centros desportivos municipais.

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2014/01/1392047-carro-com-som-alto-em-sao-paulo-sera-multado-em-r-1000.shtml

Proposta: Com base na leitura do texto motivador e nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo, em norma culta escrita da língua portuguesa, sobre a seguinte temática:

O RESPEITO PELO OUTRO: UMA CONDIÇÃO DE QUALQUER SOCIEDADE DEMOCRÁTICA.

Proposta II

Texto I

ANDERSON SILVA DEIXA HOSPITAL E PASSA VIRADA COM FAMÍLIA

01/01/2014

O acidente que marcou a última luta de Anderson Silva teve um desfecho feliz. Após fraturar a perna durante combate

com o americano Chris Weidman, na madrugada de domingo, em Las Vegas, aquele que e considerado o melhor lutador de MMA da história deixou o hospital onde estava internado em Las Vegas e passa a virada do ano com a família, em Hermosa Beach, onde mora, a Folha apurou com um membro de seu estafe. Nada mais importante para o lutador que em vez de soltar provocações aos adversários ou promessas retóricas de vitória, sempre repetia antes de suas lutas: “minha única obrigação é voltar inteiro para minha família”. Sobre o futuro de Anderson, a teleconferência na noite de anteontem, com o doutor Steven Sanders, cirurgião ortopédico do UFC, que operou Anderson, propiciou uma dica. Sanders contou que a primeira coisa que Anderson perguntou foi, “em quanto tempo poderei treinar de novo?” Segundo sua estimativa, leva entre 3 e 6 meses para o osso se recuperar e entre 6 e 9 meses para as demais partes estarem recuperadas. Em seu último ranking, divulgado ontem, o UFC manteve Anderson como primeiro do ranking, abrindo caminho para o brasileiro retornar em uma disputa de título. Weidman enfrenta em sua próxima luta outro brasileiro, Vitor Belfort. A luta ainda não tem data ou local definidos.

Belfort. A luta ainda não tem data ou local definidos. Linguagens, Códigos e suas Tecnologias O

Linguagens, Códigos e suas Tecnologias

OSG.: 078510/14

ainda não tem data ou local definidos. Linguagens, Códigos e suas Tecnologias O S G .

Laboratório de Redação – 2014

Texto II

CONDIÇÃO CLÍNICA DE SCHUMACHER É ESTÁVEL, DIZ PORTA-VOZ DO ALEMÃO

01/01/2014

Após passar apresentar uma leve melhora, o estado clínico de Michael Schumacher, 44, é estável, segundo sua porta-voz disse nesta quarta-feira. O alemão está internado no Centro Hospitalar Universitário de Grenoble, após sofrer um acidente nos Alpes franceses. Segundo Sabine Kehm, porta-voz do alemão, não houve alteração no estado clínico do ex-piloto durante a madrugada de

terça-feira para quarta-feira. “A situação dele é estável, o que neste caso pode ser considerado uma boa notícia”, disse Khem. Schumacher sofreu um traumatismo craniano no acidente de esqui. Ele chocou a cabeça com uma pedra enquanto esquiava com o filho Mick, 14, e três amigos, em Méribel, onde tem residência particular. O impacto da batida quebrou o capacete do ex-piloto.

O alemão foi internado no último domingo e já passou por duas cirurgias. A primeira delas foi em caráter emergencial,

uma vez que ele chegou ao hospital consciente, mas desorientado, com lesões no cérebro e hemorragia. A segunda foi realizada na última terça, após a condição clínica do ex-piloto apresentar leve melhora, para tratar os efeitos do sangramento interno na cabeça e diminuir a pressão intracraniana.

http://www1.folha.uol.com.br/esporte/2014

Proposta: Com base na leitura do texto motivador e nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo, em norma culta escrita da língua portuguesa, sobre a seguinte temática:

O ESPORTE E A SEGURANÇA.

Outros vestibulares

UM RECORDE DEMOCRÁTICO

O Brasil terá neste ano sua sétima eleição presidencial direta consecutiva. O vencedor tomará posse em 1- de janeiro de

2015. Quando a cerimônia for realizada, será um fato histórico inédito.

O Brasil nunca teve sete eleições presidenciais diretas consecutivas com a posse do eleito. Isso poderia ter ocorrido em

1918, mas Rodrigues Alves contraiu gripe espanhola e morreu antes de assumir.

Depois de 1918, houve poucas eleições até o golpe de 1930, que instalou Getúlio Vargas por 15 anos no poder. Passado o varguismo, o Brasil teve um espasmo democrático, de 1945 a 1964, com apenas quatro disputas diretas. Em seguida, vieram os 21 anos da ditadura militar. Pelo seu ineditismo, a disputa de outubro é um marco a ser comemorado. Por coincidência, há outra efeméride correlata no próximo dia 25, aniversário dos 30 anos do comício pelas eleições diretas realizado na praça da Sé, em São Paulo.

Já havia manifestações pelo país desde 1983. Só que a de 25 de janeiro de 1984 teve um público mais encorpado. Na

manchete da Folha no dia seguinte: “300 mil nas ruas pelas diretas”. O número estava um pouco exagerado, mas certamente

era o maior comício em muitos anos – num país que ainda vivia os estertores da ditadura militar.

O desejo de milhões de brasileiros foi frustrado naquela época. A emenda constitucional das eleições diretas não foi

aprovada pelo Congresso. Mas a semente definitiva da democracia local brotou naqueles comícios. Uma geração de cidadãos

aprendeu a ir para as ruas e a protestar gritando “Diretas-Já!”. Daqui a 12 meses, o recorde democrático na posse presidencial estará, em grande parte, realizando o sonho de todos aqueles que estiveram nas praças protestando há 30 anos.

Fernando Rodrigues Folha de SP, 01/01/2014

Proposta: Com base na leitura do texto motivador e nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo, em norma culta escrita da língua portuguesa, sobre a seguinte temática:

A DEMOCRACIA BRASILEIRA.

Erbínio: 13/01/2014 – Rev.: CM

2
2

Linguagens, Códigos e suas Tecnologias

OSG.: 078510/14

A DEMOCRACIA BRASILEIRA. Erbínio: 13/01/2014 – Rev.: CM 2 Linguagens, Códigos e suas Tecnologias OSG.: 078510/14