P. 1
QUE É A ESPIROMETRIA?

QUE É A ESPIROMETRIA?

4.8

|Views: 21.725|Likes:
Material de apresentação de aula ministrada no curso de medicina da UECE por Dr. Paulo Gurgel Carlos da Silva, médico pneumologista em Fortaleza - Brasil.
Material de apresentação de aula ministrada no curso de medicina da UECE por Dr. Paulo Gurgel Carlos da Silva, médico pneumologista em Fortaleza - Brasil.

More info:

Published by: Paulo Gurgel Carlos da Silva on Aug 18, 2008
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/07/2013

pdf

text

original

QUE É A ESPIROMETRIA?

Dr. Paulo Gurgel

“O TESTE DO SOPRO”

DEFINIÇÃO
Espirometria
(do latim spirare = respirar + metrum = medir)

é a medição do ar inalado e exalado pelos pulmões, da velocidade com que isto acontece e da sua variabilidade por fatores físicos e químicos.

PULMÃO
(plenamente insuflado)
10% 10% AR SANGUE TECIDOS

80%

1º VOLUME: CORRENTE

129 – 200 D.C. – Galeno realizou o primeiro experimento volumétrico em ventilação humana. Fazendo um jovem inspirar e expirar numa bexiga até encontrar, após um certo período, um volume de ar corrente (não medido).

VOLUME CORRENTE

VONTADE

CENTRO REPIRATÓRIO

VIGÍLIA

VOLUMES
VRI VC VRE VR

• • • •

Volume Corrente (VC) Volume de Reserva Inspiratória (VRI) Volume de Reserva Expiratória (VRE) Volume Residual (VR)

VOLUMES

CPT – CV = VR

VOLUME RESIDUAL

TÉCNICAS 1 - Pletismografia de corpo inteiro 2 - Diluição de gases 3 – De imagem

1ª CAPACIDADE: VITAL
Silhueta de J. Hutchinson (1811 – 1861) e seu espirômetro, ilustrando a posição correta para a medida da Capacidad Vital.

Th.Similowski y col. Rev Mal Respir 1997

CAPACIDADES
• • • • Capacidade Vital (CV) Capacidade Inspiratória (CI) Capacidade Residual Funcional (CRF) Capacidade Pulmonar Total (CPT)

CAPACIDADES
VRI VC VRE CRF VR CI CV CPT

• • • •

Capacidade Vital (CV) Capacidade Inspiratória (CI) Capacidade Residual Funcional (CRF) Capacidade Pulmonar Total (CPT)

O FATOR TEMPO
• • • • Ventilação Minuto (VC x FR) Ventilação Voluntária Máxima (VVM) Capacidade Vital Forçada (CVF) Volume Expiratório Forçado (VEFs)
– VEF1 – VEF6

ÍNDICE DE TIFFENEAU & PINELLI

VEF1 CVF

Provas FD

FLUXOS
Fluxo = Volume / Tempo

• Fluxos Expiratórios Forçados (FEFs) • Pico de Fluxo Expiratório (PFE) • Pico de Fluxo Inspiratório (PFI)

PFE

VALORES DE REFERÊNCIA
• • • • Sexo Estatura Idade Raça

ESPIRÔMETRO DE HUTCHINSON

ESPIRÔMETROS
DE VOLUME DE FLUXO

CURVAS

• Volume - Tempo • Fluxo - Tempo • Fluxo - Volume

CURVA VOLUME-TEMPO

CURVA FLUXO-VOLUME

FLUXO-VOLUME E VOLUME-TEMPO

CURVA FLUXO-TEMPO

Área: Volume

DISFUNÇÕES VENTILATÓRIAS
• • • •
RXT NORMAL

Obstrutiva Restritiva Mista Inespecífica

DISFUNÇÃO OBSTRUTIVA

DISFUNÇÃO RESTRITIVA

OUTRAS DISFUNÇÕES
• Mista ou Combinada
– Em doença única – Em associação de doenças

• Inespecífica

GRATO PELA ATENÇÃO
blogdopg.blogspot.com Google Docs scribd.com

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->