Você está na página 1de 16

TESTE DE CARTUCHOS DE TINTA

COM MULTÍMETRO

O presente documento é uma compilação de tudo o que está disponível na


Internet relativo a testes de cartuchos usando multímetros, motivo pelo qual
existe mais de uma forma ou representação gráfica para alguns modelos de
cartuchos.

CARTUCHO CANON BC-20


Fixe o multímetro nos pinos 3 e 4, além de 1 e
2, e veja se há corrente. Esses pinos ainda
não dão o resultado definitivo.

Porém, testando os pinos 3 e 4 você tem a


certeza de que o cartucho está
eletronicamente bom. A leitura entre o 3 e 4
deverá ficar em torno de 59 a 62 Ohms. Se
não, esqueça.

Em um cartucho colorido as leituras entre os


pinos 1 e 2 e entre 3 e 4 devem apresentar
resultado maior que 60 Ohms.

CARTUCHOS DA LEXMARK E XEROX


A leitura para um cartucho preto é ao
redor 31oms e para um cartucho
colorido 35 oms.

Com os grupos B e C a leitura entre o


alfinete chave e o "alfinete extra" é 55
oms no cartucho preto.

Nós recomendamos que você não use os alfinetes centrais debaixo dos alfinetes
chaves) de faixa do grupo C para testar uma vez que os resultados aqui não são
consistentes. Um fracasso aparecerá nos outros alfinetes.
Os dois testes abaixo se realizam com um multímetro, com sua escala colocada
no modo de teste de diodos .

As setas vermelhas indicam o terminal positivo e as pretas o terminal negativo do


multímetro. São medidas típicas, o importante é que os valores estejam próximos
ao indicado.

LEXMARK
880 880
1200 1200

1100 1100

XEROX

58 58

30 30

30 30
HP C1823
A B C D E F G

1 2x 1
2 y       2
3 3
4      4
5 5
6   6
7 7
8    8
9 9
10    10
11  11

A B C D E F G

 ponta de prova positivo


x 55 (ohms)
2x 110 (ohms)

ANTES DE TESTAR O CIRCUITO LIMPE-O COM UMA BORRACHA ESCOLAR,


"SEM APERTAR" E RETIRE OS RESIDUOS COM UM PINCEL. EVITE SOPRAR
OU USAR OS DEDOS PARA LIMPAR A ÁREA DO CIRCUITO.

COLOCAR A ESCALA DO MULTIMETRO 2000 k ohms.

Verificar o valor de "x": (A11 - D1) = ( A11 - D2 ) , esses valores devem ser
iguais, sendo o ideal 55.

Colocar a ponta de prova positiva em A11 e percorrer todos os pontos do circuito


com a ponta negativa. Onde se encontra "2x" o valor obtido deverá ser o dobro de
"x". Neste caso, 110.

Os valores para "y" deverão ser acima de 1240, podendo chegar a 1600. Um bom
multímetro apontará esse dado de maneira igual em toda a grade. Em um
aparelho mediano essa informação oscilará, o que não invalida o cartucho. O
importante é o "x" e o "2x".

SE ALGUM PONTO NÃO APRESENTAR LEITURA NÃO RECARREGUE. 


HP SÉRIE 600
1º - Selecione o multímetro em 2000 Ohms.

2º - O teste é feito entre os pontos situados dentro de cada retângulo colorido.

3º - Encoste a ponteira vermelha em cada ponto vermelho. Depois vá encostando


a ponteira preta nos pontos brancos de cada cor. Os valores deverão estar
conforme a tabela do cartucho testado. Caso os valores estejam acima ou abaixo
da tabela, descarte o cartucho, pois a impressão sairá c/ falhas. Caso o valor
encontrado seja 1, representa que tal ponto está queimado, sendo necessário
descartá-lo também.

4º - Depois você testará os pontos azuis (N+M) c/ os pontos K e L, observando a


tabela de valor p/ cada cartucho.

A C K L
P N
Q M

B D

51629 A

A + pontos brancos  035 a 037


B + pontos brancos  035 a 037
C + pontos brancos  035 a 037
D + pontos brancos  035 a 037

M + K  005 a 007
M + L  068 a 074
N + K  091 a 093
N + L  091 a 093
P + Q  042 a 045

Obs.: tenho aceitado cart. cujos valores estão entre 034 e 038, não havendo problemas.
516614 A

A + pontos brancos  035 a 037


B + pontos brancos  035 a 037
C + pontos brancos  035 a 037
D + pontos brancos  035 a 037

M + K  005 a 007
M + L  069 a 071
N + K  Não se testa estes pontos
N + L  Não se testa estes pontos
P + Q  042 a 045

Obs.: tenho aceitado cart. cujos valores estão entre 034 e 038, não havendo problemas.

649 A e 1816

A + pontos brancos  035 a 037


B + pontos brancos  035 a 037
C + pontos brancos  035 a 037
D + pontos brancos  035 a 037

M + K  Não se testa estes pontos


M + L  Não se testa estes pontos
N + K  023 a 026
N + L  087 a 090
P + Q  042 a 045

Obs.: tenho aceitado cart. cujos valores estão entre 034 e 038, não havendo problemas

A maioria dos cartuchos HP segue a configuração de circuito apresentada


abaixo. Existem várias formas de se testar eletronicamente os circuitos, como por
exemplo com o uso de multímetro ou máquinas específicas de teste. A eficiência
de cada teste depende do tipo de equipamento, da acuidade do operador e do tipo
de teste escolhido. Em geral, a eficiência é de cerca de 90% para multímetros e
cerca de 95 a 98% de eficiência em equipamentos de teste (como por exemplo
CBR-SME, Farbax, Nu-Ink entre outros)

Os cartuchos que possuem circuitos semelhantes com o mostrado na


Figura abaixo são os seguintes (todos da HP):
51608A, 51625A, 51626A, 51629A, 51633A, 51633M, 51649A, C1816A, C6614A

Para a utilização de um multímetro é necessário ajustá-lo para medição de


resistência Ôhmica (Ω), na menor escala possível (200 ou 2000).
B B

18 17 16 BB CC 29 30 31
19 20 21 13 26 34 33 32
24 23 22 14 27 35 36 37
25 12 11 15 28 50 51 38
8 9 10 49 48 47
7 6 5 44 45 46
3 4 A 43 42
2 1 40 41
AA 0 39 DD

A B A

Pontos de testes nos cartuchos baseados no circuito 626

Os circuitos de impressão baseados no diagrama acima possuem a


seguinte distribuição: 48 contatos para cada orifício de impressão, 4 são contatos
comuns e 4 são os identificadores de cartuchos. Os 48 orifícios de impressão
ativos nos cartuchos pretos, em especial são organizados em 4 grupos (ou
quadrantes), cada grupo consiste em 11 ou 13 orifícios ativos e 1 contato comum.
Esta divisão propicia 4 orifícios imprimirem ao mesmo tempo, 1 para cada
quadrante. Os cartuchos coloridos são arranjados em 3 grupos de 16 orifícios
permitindo que 3 imprimam por vez, 1 para cada cor.

Existem duas formas de tomada de resistência (Mostradas no desenho


abaixo como “A” e “B”, ambas com o mesmo tipo de resultado) – Estes testes são
chamados de testes por quadrantes e simplesmente reportam a “saúde” do
circuito interno, servindo como um teste de aceite / rejeito, mas não identifica
problemas isolados em cada um dos circuitos.

Teste A Teste B Valores aceitáveis


Pontos Pontos 629A / 6614 / 649A / 626A / 633A / 633M / 625A
C1816A 608A

0 – AA 12 – AA 34 – 37 Ω 29 – 34Ω 33 – 37Ω
15 – BB 18 – BB 34 – 37 Ω 29 – 34Ω 33 – 37Ω
28 – CC 31 – CC 34 – 37 Ω 29 – 34Ω 33 – 37Ω
39 - DD 51 – DD 34 – 37 Ω 29 – 34Ω 33 – 37Ω
Valores aceitáveis nas leituras com multímetros
Caso os cartuchos testados estejam com a marcação fora da faixa
especificada, não servem para a reciclagem, podendo ser destruídos. Não existe a
possibilidade de se recuperar cartuchos com circuitos queimados.

Detalhe: quanto mais fechada é a faixa de teste, mais preciso é o teste, e


portanto mais eficiente será sua recarga. Explicação: algumas resistências podem
estar na iminência de queimar, porém existe uma alteração nas medidas com o
multímetro. Estas mesmas resistências podem queimar assim que se instala o
cartucho na impressora, seja para teste na linha de produção, seja na impressora
do Cliente, o que é muito mais complicado. Mas não se preocupe, isto acontece, e
não há nada que se possa fazer, pelo menos por enquanto.

42

41

40

39

38
37

36
Valor
35

34
Máximo
33

32 Mínimo
31

30
29

28

27

26

25
1 3 5 7 9 11 13 15 17 19 21 23 25 27 29 31 33 35 37 39 41 43 45 47
2 4 6 8 10 12 14 16 18 20 22 24 26 28 30 32 34 36 38 40 42 44 46 48

Gráfico mostrando medições de resistência de um cartucho 51629A

Pode-se ampliar o espectro, fazendo-se sub-faixas de 2 pontos para mais


ou para menos, por exemplo: Para os 625A, a faixa mais central (34 a 37 Ohms)
seria a faixa mais criteriosa, com cartuchos com circuitos 100% bons; a segunda
faixa (32 –34 e 37 – 39) seria uma faixa de cartuchos de boa qualidade, mas não
os excelentes; e a terceira faixa (30 – 32 e 39 – 41) seria dos cartuchos
considerados razoáveis, com apenas qualidade boa para texto

Uma resistência de circuito pode tanto "abrir", com a resistência elétrica


tendendo ao infinito, (circuito aberto), quanto deixar simplesmente a corrente
elétrica passar (resistência elétrica tende a zero). Daí a necessidade de impormos
um limite superior e um inferior nos testes.

Existem alguns aparelhos sofisticados no mercado, onde se podem verificar


os valores de cada resistência mas os valores ultrapassam os 2 mil dólares FOB.
Para uma melhor visualização dos valores de resistência, pode-se utilizar
multímetros com mostradores digitais, facilmente encontrados em lojas de Material
Elétrico, custando em média R$ 40,00.

Para um teste mais específico, deve-se testar cada ponto do circuito, a fim
de certificar-se de que todas as resistências estão funcionando a contento. Para
isso, deve-se dividir o circuito nos 4 quadrantes e testar individualmente os
contatos como segue:

AA – contatos 0 a 12 (13 pontos)


BB – contatos 13 a 25 (13 pontos)
CC – contatos 26 a 38 (13 pontos)
DD – contatos 39 a 51 (13 pontos)
Porque não testar outros cartuchos? – Outros modelos utilizam uma forma
diferente de comunicação com a impressora – o envio de sinais multiplexados, ou
seja, envio de sinais com diferentes amplitudes e comprimento de onda, os quais
são interpretados de forma única pelos chips ou decodificadores presentes nas
cabeças de impressão. Com a utilização de sinais multiplexados os cartuchos
passam a ter um menor número de contatos elétricos e um maior número de
orifícios de impressão.

Os cartuchos que utilizam este tipo de circuito são os cartuchos 40A e 45A
da HP, os cartuchos Canon BC-02 e BC-20, além dos cartuchos Xerox 8R.

É possível testar estes cartuchos, mas devido a sua grande complexidade,


torna-se caro o investimento, não compensando, por hora, a aquisição dos
testadores.

HP51629, 51626, 51649 Y 51625


Medir Cores Iguais

Colocar o multímetro em posição de medida de


resistência. O valores devem estar situados
entre 30 e 40 Ohms.
HP SÉRIE 700 / 800 PRETO E COLORIDO

Observar que se deve manter a ponta vermelha do multímetro fixa no local


marcado (Punta Roja) e com a ponta preta ir tocando cada ponto, menos os em
azul (pois não tem valor a ser medido). Lembramos ainda que quanto mais baixos
forem os valores, significa que os injetores funcionam, mas com uma qualidade
inferior que irá se apresentar com uma impressão de cor mais clara que o ideal.

HP da série 500 e 600 coloridos ou pretos

Tomamos um multímetro digital com alcance de pelo menos 2M.Ω


Selecionamos o mesmo para as escalas de resistência na escala de alcance de
2000Ω (2kΩ) .Conectamos as pontas de provas nos seguintes bornes:

a)-Preta no borne COM (comum);

b)-Vermelha no borne VΩmA;


Observando os contatos do cartucho, que tomamos como exemplo, um cartuchos HP 629.
Representamos os seus respectivos contatos no esquema ao lado. Começamos a medir
assim, como mostra o esquema de pontos a serem medidos:
1- Colocamos uma das pontas de prova, não importando com a polaridade das pontas, no
ponto marcado de vermelho e a outra no ponto marcado de amarelo, então devemos ter uma
leitura ôhmica entre 32 a 37 kΩ;
2- Depois, mantemos uma das pontas no vermelho e a outra passamos para o ponto
marcado de amarelo, então deveremos receber a mesma leitura; entre 32 a 37 kΩ;
3- Agora retiramos as duas pontas de prova dos contatos já medidos, e as colocamos nos
dois contatos marcados de azul, uma em cada contato azul. Também devemos ter a mesma
leitura anterior;
4- Por fim, medimos entre os pontos marrom e magenda; mantemos uma das pontas no
marrom e passamos a que estava no magenda para o lilás. E pronto, se todos os pontos
medidos resultarem no valor acima descrito (entre 32 a 37 kΩ) este cartucho em teste
apresenta-se com o circuito em bom estado.
Lexmark ou Xerox circuito Curto

Tomamos um multímetro digital com alcance de pelo menos 2M,Ω idêntico ao usado no
exemplo anterior; selecionamos o mesmo para as escalas de resistência na escala de alcance
de 200kΩ. Conectamos as pontas de provas nos seguintes bornes:

a)-Ponta de prova preta no borne COM (comum);


b)-Ponta de prova vermelha no borne VΩmA;

Iremos fazer as primeiras leituras, que consistem em medir os pontos extremos do conjunto
de contatos elétricos do cartucho. Veja abaixo onde devemos medir e qual resultado
esperado:

Escala
Leitura Leitura retornada Descrição
Usada
Nesta medida não precisamos observar a
Bom estado polaridade das pontas de prova (vermelha ou
Leitura
200k qualquer valor, 1 preta), devemos receber qualquer valor, caso o
01
cartucho queimou valor retornado for 1 esse ponto no cartucho
queimou.
Nesta medida não precisamos observar a
Bom estado polaridade das pontas de prova (vermelha ou
Leitura
200k qualquer valor, 1 preta), devemos receber qualquer valor, caso o
02
cartucho queimou valor retornado for 1 esse ponto no cartucho
queimou.
Nesta medida não precisamos observar a
Bom estado polaridade das pontas de prova (vermelha ou
Leitura
200k qualquer valor, 1 preta), devemos receber qualquer valor, caso o
03
cartucho queimou valor retornado for 1 esse ponto no cartucho
queimou.
Nesta medida não precisamos observar a
Bom estado polaridade das pontas de prova (vermelha ou
Leitura
200k qualquer valor, 1 preta), devemos receber qualquer valor, caso o
04
cartucho queimou valor retornado for 1 esse ponto no cartucho
queimou.
Já nesta medida, devemos observar a polaridade
das pontas de prova, onde existe um traço
vermelho devemos conectar a ponta de prova
positiva (vermelha) e onde for um traço preto
devemos conectar a ponta de prova comum
(preta). Observe que nessas medidas existe
somente um traço preto e dois vermelhos, na
Bom estado
Leitura mesma leitura; isto significa que, por exemplo:
qualquer valor, 1
05 na leitura 07, conectamos a ponta de prova preta
cartucho queimou
no primeiro contato e a vermelha no terceiro da
mesma linha, abaixo. Mantemos a ponta de
prova preta no mesmo contato e conectamos a
vermelha do último contato, logo abaixo.
Fazemos assim para outras leituras abaixo.
Tendo qualquer valor o cartucho está bom e 1 o
cartuchos queimou
traço vermelho conectamos a ponta de prova
Bom estado positiva (vermelha) e no traço preto conectamos
Leitura
qualquer valor, 1 a ponta de prova comum (preta). Tendo
06
cartucho queimou qualquer valor o cartucho está bom e 1 o
cartuchos queimou
traço vermelho conectamos a ponta de prova
Bom estado positiva (vermelha) e no traço preto conectamos
Leitura
qualquer valor, 1 a ponta de prova comum (preta). Tendo
07
cartucho queimou qualquer valor o cartucho está bom e 1 o
cartuchos queimou
traço vermelho conectamos a ponta de prova
Bom estado positiva (vermelha) e no traço preto conectamos
Leitura
qualquer valor, 1 a ponta de prova comum (preta). Tendo
08
cartucho queimou qualquer valor o cartucho está bom e 1 o
cartuchos queimou
Lexmark ou Xerox Preto
13620, 13400, 108R00141
Use a escala de resistência 20k, não tem polaridade na pontas de prova
Lexmark ou Xerox Color
13619, 13400, 108R00140
Use a escala de resistência 20k, não tem polaridade na pontas de prova
CARTUCHOS 51629A E 51649ª

O teste com um multimetro deverá ser feito com a escala de resistência em x1000.
Observe na ilustração acima, que existem 2 pontos A, 2 pontos B, 2 pontos C e 2
pontos D. Meça primeiro a resistencia entre os pontos A, depois entre os pontos B,
em seguida em os pontos C e finalmente entre os pontos D (a ordem não importa).
A resistência lida deverá estar na faixa de 037 a 040 Ohms nos cartuchos com
final 629 e 649. E entre 031 a 035 ohms nos cartuchos com final 625 e 626.
Resistencia fora desta faixa ou ausencia de continuidade indicam falhas no circuito
do cartucho.
LEXMARK E XEROX

Ink Printer do Brasil


Loja virtual: www.inkprinter.com.br
E-mail: contato@inkprinter.com.br
Fones: (19) 3841.8036 (19) 3362.5202