P. 1
Resumão farmacologia - parte 1

Resumão farmacologia - parte 1

|Views: 387|Likes:
Publicado porJúlio Cesar Gomes

More info:

Published by: Júlio Cesar Gomes on Mar 21, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/11/2014

pdf

text

original

1

RESUMÃO FARMACOLOGIA PARTE 1
Farmacologia: é a ciência que estuda como os medicamentos interagem com os organismos vivos por meio de processos químicos.
y y

Farmacocinética: O que o organismo faz sobre a droga Farmacodinâmica: O que a droga faz no organismo

Farmacocinética Absorção - Para chegar na circulação sanguínea o fármaco deve passar por alguma barreira
dada pela via de administração, que pode ser: cutânea, subcutânea, respiratória, oral, retal, muscular. Ou pode ser inoculada diretamente na circulação pela via intravenosa, sendo que neste caso não ocorre absorção, pois não transpassa nenhuma barreira, caindo diretamente na circulação. A absorção (nos casos que existe barreira) do fármaco, é como já foi citado anteriormente, fundamental para seu efeito no organismo.

Distribuição - Uma vez na corrente sanguínea o fármaco, por suas características de tamanho
e peso molecular, carga elétrica, pH, solubilidade, capacidade de união a proteínas se distribui pelos distintos compartimentos corporais.

Metabolismo - Muitos fármacos são transformados no organismo por ação enzimática. Essa
transformação pode consistir em degradação (oxidação, redução, hidrólise), ou em síntese de novas substâncias como parte de uma nova molécula (conjugação). O resultado do metabolismo pode ser a inativação completa ou parcial dos efeitos do fármaco ou pode ativar a droga como nas "pródrogas" p.ex: sulfas.

Excreção - Finalmente, o fármaco é eliminado do organismo por meio de algum órgão excretor.
Os principais são rins e fígado p.ex: através da bile, mas também são importantes a pele, as glândulas salivares e lacrimais, ocorre também a excreção pelas fezes.

Farmacodinâmica
Podemos considerar farmacodinâmica como o estudo do efeito da droga nos tecidos.

da maior parte das glândulas e órgãos que compõem o corpo humano. como as reduções do ritmo cardíaco e da pressão arterial . já que é a ele que compete a regulação da atividade . e parcialmente no sistema nervoso simpático. O Sistema nervoso simpático Prepara o organismo para uma emergência. SNP Voluntário ou Somático t f i tí l i t i t t . O sistema nervoso autônomo é o responsável pela manutenção do equilíbrio fisiológico e homeostasia do meio interno. Sistema Nervoso Periférico tit í l li f t i t t là i t .2 Sistema Nervoso Sistema Nervoso Periférico Sistema Nervoso Central Autônomo Somático Parassimpático Simpático y y y y y y O Sistema Nervoso Central é responsável por receber e processar informações.involuntária e inconsciente . para luta ou para fuga. Ação Di et : Acetilcolina Betanecol Carbacol Nicotina Ação indi et : Neostigmina Fisiostigmina Paration Mation D E G F A BA@ Colin #&$ 5 & 4!) #3 1 & & 2#$" 1# %! 1 ) $ 0) $ #('&% $#" !  £¤ ¦ £¨ £¢ £§ ¥©  ¨ ¥¥ © § ¥  ¤ ©¢ £¥£ ©¤  © ¥ ¥ £   ¢©¤ £¢ ¡ £¤¦ ¦ ¥ © ¥£¥£ ©¤ ¥£ ¤  © ¥£ ©¤ ¥£ ©¨ £§ ¦ ¥¤ £¢ ¡   i os -> Drogas D C G F 9 87 6 . at am asi amente no sistema arassimpáti o. O Sistema Nervoso Parassimpático estimula principalmente atividades relaxantes.

Uso Clinico y y y y y y Tratamento de glaucoma e xerostamia Esvaziamento de bexiga pós operatório Estimular o intestino Miastenia gravis Alzaimer Retenção de urina Bloqu ador s Colinérgicos y y y y y y Atropina Escopolamina Oxibutinina Tolterodina Dasifenacina Ipratropil Usos Clínicos-> y y y y Asma/DPO -> Ipratropil por inalação Antispasmodico (intenso uso do intestino) -> Oxibutinina Incontinência urinaria Batimento cardíaco lento Adr nérgicos -> Drogas que atuam basicamente no sistema simpático. M dicam ntos m ¹ Aumento da pressão / Cai insulina Cat colaminas: M dicam ntos m ¹ Acelera o coração M dicam ntos m ² Abre os bronquios N o Cat colaminas: R R R R Adr nalina Noradr nalina Dopamina Dobutamina F nil fina Ef drina Anf tamina Q Q Q Q Q R S Q Q I H Q H R R P R Q .3 Farmacocinética: y y Ação Direta -> São Pouco absorvidos Ação Indireta-> São prontamente absorvidos / eficazes em todas as vias.

parada cardíaca. para o coração acelerar. ou sofreu algum tipo de acidente e esta com a pressão sistólica abaixo de 90) Dobutamina-> ¹. palidez. tremor das mãos. hiperglicemia e ansiedade. neurose isquêmica. U T . aumento da pressão Efeitos colaterais: taquicardia. broncodilatação. Dopamina-> ¹. hipertensão. reações alérgicas graves. Melhor pra quem está em choque (quando uma pessoa que esta com algum tipo de doença. Uso Clinico: Hipotensão. Efeitos Colaterais: Arritmia Uso clinico: Insuficiência cardíaca e chagas Salbutamol -> ².4 Adr nalina-> Atua no e no Efeitos colaterais: Taquicardia (batimento rápido do coração). vômitos. Uso Clinico: Bronco espasmo. relaxamento uterino. Uso Clinico: asma. parto prematuro. hipertensão. náuseas. Efeitos Colaterais: mesmo de adrenalina. Noradr nalina-> Mesma coisa da adrenalina.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->