P. 1
Apostila Desenho Geometrico Parte2

Apostila Desenho Geometrico Parte2

|Views: 855|Likes:
Publicado porspaceghost265

More info:

Published by: spaceghost265 on Nov 11, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/27/2013

pdf

text

original

FAM AC – DESENH O GEOM ETRICO E GEOM ETRIA DESCRITIVA.

Aula 5

CAPÍTULO.II Concordância:
É a reunião de duas linhas de forma que não haja inflexões nos pontos de contato. - Para concordar uma curva com um segmento de reta é necessário que o centro da curva esteja sobre a perpendicular ao segmento que passa pelo ponto de concordância. - Para concordar duas curvas é necessário que o ponto de concordância e o centro de concordância pertençam a mesma reta.
I.
Ligar duas paralelas com um arco. 1 - traçar uma reta perpendicular às retas O 2

determinando os pontos 1 e 2 - através da mediatriz destes pontos, encontrar o ponto O, que será o centro do arco de

concordância.

II.

Concordância de arco com duas retas quaisquer.

- Sejam duas retas quaisquer: s e t; - Seja o raio de concordância r; - Traçar uma reta auxiliar perpendicular à reta s, marcando nela a distância r; - Traçar s1 paralela a s com distância r; - Traçar uma reta auxiliar perpendicular à reta t, marcando nela a distância r; - Traçar t1 paralela a t com distância r; - O encontro das duas paralelas auxiliares é o centro (C) do arco concordante. - Traçar uma perpendicular à reta s, passando pelo centro (C), encontrando o ponto 1 de concordância na reta s; - Traçar uma perpendicular à reta t, passando pelo centro (C), encontrando o ponto 2 de concordância na reta t; - Centrar em (C) com abertura C1 ou C2 e traçar o arco.

P ro f. Elso n F . G . N egreiro s.

26

traçar retas perpendiculares extremidades. . centro do outro arco de concordância. e marcar a distância r.Traçar uma perpendicular à reta t.FAM AC – DESENH O GEOM ETRICO E GEOM ETRIA DESCRITIVA.Em uma reta suporte. marcar o raio r1. determinando nas suas C‘ C‘ r C D determinar sua mediatriz. .Centrar em O1.ligar uma das perpendiculares. consecutivamente. O segmento AC = r+r1.onde a mediatriz toca a outra perpendicular determina-se C ‘. 27 . Ligar duas retas convergentes com uma curva em forma de S.r1) e a reta t. passando por P. Concordância de arco com arco e reta. . com distância de r.arbitrar raio (r) desenhando um arco com raio centro sobre a sobre outra 1. encontrando o ponto 2 de concordância na circunferência. .Unir P a O1. IV. repetir a medida do perpendicular 1 a C´.Traçar uma reta paralela à reta t. Elso n F .Centrar em P. e traçar o arco concordante. com abertura P1ou P2. 1 r A B mediatriz .Seja r o raio do arco concordante. .Seja a circunferência C1(O1. . N egreiro s. marcar o raio r e. . . A interseção da paralela com o arco é o ponto P (centro do arco concordante). com abertura AC e traçar um arco. . encontrando o ponto 1 de concordância. P ro f. .Traçar uma reta perpendicular auxiliar à reta t.sejam as retas AB e CD. . Aula 5 III. G .

Ponto M = Interseção dos arcos. N egreiro s. .Sejam as circunferências C1(O1.Com a abertura OO2. Unir M a O 1. encontrando o ponto 1 de concordância na circunferência (O1. . G . . O segmento restante (CD) é a diferença r . . marcar o raio r e. .r1) e C2(O2. . P ro f.Unir M a O2. marcar o raio r2 internamente ao r.Seja o raio concordante r.Seja o raio concordante r. . centrar em O2 e traçar outro arco. centro do arco concordante. Ponto M = Interseção dos arcos . marcar o raio r1 internamente ao r. O segmento restante (AB) é a diferença r . centrar em O1 e traçar um arco.Com a abertura CD.Em uma reta suporte. r2). 28 .r2). marcar consecutivamente o raio r e o raio r2.Sejam as circunferências C1(O1. . OO2 = soma dos raios. .FAM AC – DESENH O GEOM ETRICO E GEOM ETRIA DESCRITIVA. encontrando o ponto 2 de concordância na circunferência (O2.Centrar em M com abertura M1 ou M2 e traçar o arco concordante. encontrando o ponto 2 de concordância na circunferência (O2. marcar consecutivamente o raio r e o raio r1. Concordância externa de arco com dois arcos.Unir M a O2. (DIFERENÇA DE RAIOS) .Em outra reta suporte.Unir M a O1. marcar o raio r e. Elso n F . Aula 5 V.Em uma reta suporte.r1.r2. centrar em O2 e traçar outro arco.Com a abertura AB. Concordância interna de arco com dois arcos. . em seguida. . VI. . a partir de sua origem. a partir de sua origem.Centrar em M com abertura M1 ou M2 e traçar o arco concordante. em seguida.r2). (SOMA DE RAIOS) . OO1 = soma dos raios. . .r1) e C2(O2. centrar em O1 e traçar um arco.Com a abertura OO1.Em outra reta suporte. r2). r1). r1). encontrando o ponto 1 de concordância na circunferência (O1. .

Exercícios: a) Traçar arco de concordância com a reta r. . onde AC = r + r1. T a .Seja r o raio concordante. onde EF = d1 = r . . .r2. com abertura EF e traçar um raio. B e C. . A interseção dos raios é o ponto M = centro do arco concordante.Centrar em O1. (SOMA E DIFERENÇA DOS RAIOS) . encontrando o ponto de concordância 2. marcar os pontos D. Aula 5 VII. E e F.Centrar em O2.Sejam as circunferências C1(O1. com abertura AB e traçar um raio. encontrando o ponto de concordância 1. que passe por T e tangencie a.FAM AC – DESENH O GEOM ETRICO E GEOM ETRIA DESCRITIVA. .Unir M a O2. e traçar o arco concordante. . . .Numa reta suporte. Concordância interna e externa de arco com dois arcos.Centrar em M.r1) e C2(O2. em T. através de um arco de raio 2 cm. T r b) Desenhar arco de raio 2 cm.Em outra reta suporte.r2). marcar os pontos A.Unir M a O1. com abertura M1 ou M2.

P ro f. 29 . N egreiro s. G . Elso n F .

Aula 5 c) Concordar as retas paralelas r e t por um arco.FAM AC – DESENH O GEOM ETRICO E GEOM ETRIA DESCRITIVA. 2 cm e 3 cm. N egreiro s. f) Concordar dois segmentos de reta AB e CD paralelos por uma curva sinuosa e simétrica. A B C P ro f. D 30 . e) Concordar o arco de circunferência com um arco de raio 1 cm. t r d) Concordar as duas retas com um arco de raio = 15 mm. G . Elso n F .

G . Aula 5 g) Concordar dois segmentos de reta FG e HI por uma curva sinuosa. N egreiro s. 31 . i) Concordar os dois arcos externamente através de um arco de raio = 20mm. F G I H h) Concordar o arco com a reta r através de outro arco de raio 15 mm.FAM AC – DESENH O GEOM ETRICO E GEOM ETRIA DESCRITIVA. P ro f. Elso n F .

32 . Aula 5 j) Concordar os dois arcos internamente através de um arco de raio = 45mm. N egreiro s. P ro f. k) Concordar os dois arcos internamente e externamente através de um arco de raio = 40mm.FAM AC – DESENH O GEOM ETRICO E GEOM ETRIA DESCRITIVA. G . Elso n F .

1 Curvas Espirais Espirais Verdadeiras É a curva que descreve o deslocamento de um ponto em torno de outro (pólo) afastando-se dele. 54 . que regule e estabeleça uma relação de velocidade entre o movimento circular (em torno do pólo) e retilíneo (se afastando do pólo).colegiocatanduvas. G. 9.logarítmica e hiperbólica. As espirais podem se desenvolver no sentido horário (destrógira) ou no sentido anti-horário (levógira).dividir o passo em um determinado número de partes (mínimo 8) e traçar as circunferências concêntricas correspondentes .FAMAC – DESENHO GEOMETRICO E GEOMETRIA DESCRITIVA. VIII. Elson F. São espirais verdadeiras: Espiral de Arquimedes . . e obedecendo a uma determinada lei. Negreiros.com.br/desgeo/espirais/ Prof.dividir a circunferência no mesmo número de partes. 1 1 fonte: http://www.determinar os pontos por onde passa a espiral e traçar a mão livre. Espiral de Arquimedes .

rege o conchas de 2 em abundância é uma forma que vivos como: as crescimento de muitos organismos caracóis vistas frontalmente formam espirais logarítmicas . os ciclones tropicais.FAMAC – DESENHO GEOMETRICO E GEOMETRIA DESCRITIVA. teias de aranha. relação braços dos também no existem os se formam espirais exemplos 3 logarítmicas. 4 . as pinhas. Aula 11 Espiral logarítmica Esta espiral aparece na natureza. etc. os insetos aproximam da luz segundo uma espiral logarítmica. enquanto que na espiral de Arquimedes o passo é constante. A diferença da espiral logarítmica e da espiral de Arquimedes entre é que as distâncias seus braços (passo) se incrementam em progressão geométrica. as margaridas. pois à se acostumam a voar com ângulo constante em fonte luminosa. Espiral logarítmica construída a partir de retângulos obtidos pela proporção áurea . reino vegetal também como girassóis .

shtml http://es. Elson F.pntic.formacion. 55 . G.mec.com.wikipedia.2 3 4 http://www.htm http://bonsfluidos.abril. Negreiros.es/web_espiral/matematicas/logaritmica/espiral %20logaritmica.org/wiki/Espiral_logar%C3% Dtmica A Prof.br/extra/a/beleza5.

tricêntricas ou policêntricas).htm . IX. traçar arco e encontrar 1 sobre a reta .com abertura AB e centro em A .centros . como elementos: .FAMAC – DESENHO GEOMETRICO E GEOMETRIA DESCRITIVA. calculado dividindo-se 360º pelo número de centros da espiral. (bicêntricas. traçar arco 1-2 . .amplitude – ângulo descrito pelo ponto em cada centro.es/sierrami/dematesna/dema tes23/opciones/investigacion/espirales/esp irales. 9. Aula 11 Espiral hiperbólica Esta espiral se caracteriza por ser inversa 5 a de Arquimedes. e tende a aproximar-se do pólo. Construção da espiral bicêtrica: Dados os centros A e B construir uma falsa espiral bicêntrica.2 Espirais Falsas São aquelas se aproximam das espirais verdadeiras.com abertura A2 e centro em A. sem nunca alcançálo . .é calculado multiplicando o lado do polígono de núcleo pelo número de centros.com abertura B1 e centro em B. .uma espiral falsa pode ter 2 ou mais centros.mec.pntic.passo .sobre uma reta localizar o núcleo da espiral (A e B) . traçar arco 2-3 Tem A B Sentido Horário Sentido Anti-horário 5 http://centros5.

Negreiros. G. Elson F. 56 .Prof.

traçar arco 3-4 B 3 C B 2 A 1 A 4 XI. raio 2E. traçar o arco CD. traçar arco 1-2 .5 cm). Construção da espiral de quatro centros irregular: .com abertura A3 e centro em A. no sentido horário .5 cm).prolongar os lados do triângulo ABC .com abertura B1 e centro em B.Traçar um retângulo 1234 de modo que seus lados sejam o dobro dos outros. traçar o arco DE.5 cm. B e C – vértices de um triângulo eqüilátero de lado = 0. . traçar o arco EF e assim por diante. Construção da espiral tricêntrica: Sabendo-se que a amplitude da espiral é 120º. raio 1D. traçar o arco BC. c) Construir uma espiral levógira (AH) com 4 centros (quadrado de L = 0. raio 2A. .Prolonga-se os lados deste retângulo.Centrar em 1. b) Construir uma espiral de amplitude 180º e passo 1 cm. Aula 11 X. d) Construir uma espiral destrógira (H) com 6 centros (hexágono de L = 0. raio 3B. traçar arco 2-3 . no sentido anti-horário. traçar arco C1 . traçar o arco 3A.Centrar em 2. no sentido horário. raio 4C. . traçar o arco AB. determina-se os centros (A .5 cm).com abertura AC e centro em A . .Centrar em 1.Centrar em 2. . que o passo é 1. e) Construir uma espiral de Arquimedes de passo = 5 cm.Centrar em 3. .FAMAC – DESENHO GEOMETRICO E GEOMETRIA DESCRITIVA. . .Centrar em 4. Exercícios a) Construir uma espiral de amplitude 120º e passo 3cm. raio 13.com abertura C2 e centro em C.

G. Negreiros. 5 .Prof. Elson F.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->