Você está na página 1de 4

Escola Secundária de Bocage

Curso de Técnicos de Apoio à Infância


Turma I do 10º ano
Disciplina: TPIE
Professor/a: Fátima Campos

Título do trabalho
O direito das crianças

15 De Setembro de 2008
Ano lectivo 2008/2009
1.Toda a criança tem o direito de brincar, porque faz
parte da aprendizagem e da sua educação. Ao brincar a
criança desenvolve todos os seus sentidos como a
percepção ou o raciocinio.

2. A criança tem direito a condições de aprendizagem e à


educação gratuita porque a aprendizagem começa pelos
pais e passa pelas instituições pré – escolares sendo
estes os responsáveis pela sua educação e orientação.

3. A criança tem direito a condições de protecção


porque deve ser sempre a primeira a ser socorrida
em qualquer situação adversa
recebendo o auxilio necessario.

4. A criança tem direito a ser ouvida , dar opinião e a não ser


oprimida, sendo assim compreendida pelos pais e pela
sociedade desenvolvendo assim a sua personalidade.

5. A criança tem o direito de ser protegida de


qualquer tipo de descriminação tendo assim o
direito à igualdade seja ao nivel da cor, raça,
situação económica entre outros.

Página 2 de 4
6. As crianças devem ser instruídas a desenvolver os seus gostos e hábitos de modo
progressivo com o fim de aumentar os seus niveis fisicos, mentais e
psicologicos, dispondo assim de oportunidades para fazer o que mais a estimula.

7. As crianças têm o direito à alimentação, moradia e


cuidados médicos porque só assim poderá crescer de forma
saudável. É indispensável um local para viver, condições
higienicas, alimentares e médicas adequadas.

8. As crianças têm direito a sua identidade a partir do


momento que nasce sendo-lhe atribuido um nome e
uma nacionalidade

9. As crianças têm direito a ser informadas


sobre os perigos da sociedade de modo a
compreenderem desde cedo o que está
certo e errado como por exemplo nunca
falar com estranhos.

Página 3 de 4
10. As crianças têm direito a ser respeitadas e amadas crescendo assim num bom
ambiente sendo abulida a crueldade e a exploração.

Página 4 de 4