Você está na página 1de 50

Chegamos à última edição do ano! 2012 passou tão rápido. Principalmente para o mundo do entretenimento coreano.

Um mercado de música que já é habitualmente movimentado ficou ainda mais agitado este ano. Não me lembro de ter visto antes tantos debuts, comebacks e até escândalos em um ano só. Mas que fique bem claro que isso não é uma reclamação. Pelo contrário. Não sei quanto a vocês, mas uma das coisas que eu mais admiro na Coreia é a importância e espaço que ela dá a esse cenário do entretenimento. Para encerrar o agitado 2012 com chave de ouro, reunimos nesta edição alguns assuntos que movimentaram o mundo do k-pop este ano, como a cada vez mais presente notícia de relacionamentos amorosos entre artistas coreanos. Preparamos também um pequeno relato de uma das histórias mais especiais da música sul-coreana, do Super Junior. Nem de longe em poucas páginas conseguiríamos reunir tudo que de mais importante que aconteceu na trajetória do grupo, mas esperamos que gostem de relembrar um pouco da carreira dos divertidos rapazes desde seu início. Também trazemos uma entrevista exclusiva com as garotas da RaNia. Nossa equipe teve o privilégio de conhecê-las no Chile, onde estavam para se apresentar no Music Bank, e de bater um papo com as cinco talentosas e simpáticas cantoras. Esperamos que gostem de nossa quarta edição e que continuem nos acompanhando no ano que se aproxima. Vamos torcer para que 2013 seja tão movimentado e divertido no cenário do k-pop e que nosso país esteja cada vez mais aberto para receber essa cultura em seu solo. Até lá! E um feliz 2013, com muito k-pop! Abraços da editora! ^-^ ShaKin’ Pop 2012 4ª edição Outubro / novembro de 2012 Fechamento: 6 de dezembro de 2012 Belo Horizonte / MG shakinpopmagazine@gmail.com Twitter: @ShaKinPop facebook.com/ShaKinPop tumblr.com/shakinpop Editora Lily Park Designer Natasha Lee Redação Belle Lioncourt Lily Park Melody Kim Revisão Lily Park Belle Lioncourt Todas as imagens utilizadas nesta revista têm seus direitos reservados aos seus respectivos proprietários e são utilizadas apenas para efeito de divulgação, informação e resenha, exceto quando especificado o contrário Capa: Imagem Super Junior: Divulgação / SM Entertainment Imagem RaNia: Lily Park Distribuição online e gratuita

Recado da editora Saiba como foi o flashmob de “Gangnam Style” em MG O que rolou no k-pop nos últimos meses Cante “Caffeine”, junto com o YoSeob Review de “In The Wind”, do B1A4 De qual gravadora do Big Four você seria? Frases e imagens que deram o que falar Entrevista exclusiva com o grupo RaNia A onda dos cabelos coloridos Qual é o seu maknae preferido? Saiba mais sobre a carreira do Super Junior Relembre quem foi a Fin.K.L Entenda mais sobre os fã-clubes coreanos A divertida e romântica história de “Coffee Prince” Os relacionamentos amorosos que dividem opiniões no k-pop Fatos e curiosidades sobre o Big Bang Aula de coreano e curiosidades sobre Hongdae Libra, escorpião e sagitário Dois super grupos cover

Reportagem de Belle Lioncourt e Melody Kim

Na década de 20 do século passado, o ponto de trem era a principal entrada para a capital mineira. Hoje, o local abriga o metrô de Belo Horizonte e está localizado na Praça Rui Barbosa, conhecida como Praça da Estação. Além do metrô e de importância histórica significativa para a cidade, no dia 23 de setembro a praça ganhou uma nova memória para os k-poppers de Minas Gerais. Era um domingo com grande ameaça de chuva, mas isso não foi suficiente para que cerca de 120 pessoas desistissem de realizar o flashmob da canção “Gangnam Style”, do cantor PSY. Aquele não foi o primeiro flashmob de k-pop realizado em Belo Horizonte. Organizado por integrantes do grupo “K-POP MG”, a primeira movimentação foi de “Like This”, das Wonder Girls. Gravado em outra praça mineira, a Praça da Liberdade, esse encontro ocorreu totalmente no improviso, diferente de “Gangnam Style” que contou com ensaios e organização prévia. Fãs que fazem parte de grupos covers e possuem mais intimidade com os passos coreanos se disponibilizaram para ensinar a coreografia para aqueles que ainda não sabiam dançar a famosa “dança do cavalo”. A equipe da Shakin’ Pop esteve no flashmob e conversou com alguns dos idealizadores. Paula Rayssa do Carmo, integrante do grupo cover Step Gold, ajudou na coreografia e nos contou que os primeiros ensaios foram difíceis porque ninguém conhecia a dança completa, além de que para muitos aquele era o primeiro evento

do tipo. Mas ela revelou que, depois de alguns ensaios, todos já estavam dançando e se divertindo muito. Além de Paula, os preparos contaram com a ajuda do estudante de publicidade Luiz Felipe Mota. Ele é professor de dança e confessa que não conhece muito sobre o k-pop, mas está aprendendo agora e já abriu uma turma dedicada às coreografias vindas da Coreia do Sul. A música coreana ainda é novidade para Luiz e ele contou sobre a preparação. “Nunca havia feito algo do tipo então foi um desafio gerenciar as câmeras, lentes, etc. A coreografia é contagiante e mostrar isso em um espaço aberto é muito legal.” Ele também afirmou que em qualquer boate a dança seria facilmente aprendida. É o que chamam de “dança social”, explicou. O flashmob foi combinado através do Facebook e de ensaios, e teve início no horário marcado, pontualmente às 14h30, reunindo alguns curiosos que passavam pelo local. Além dos fãs de k-pop, havia muito público otaku, alguns inclusive vestindo Cosplays. Além da pontualidade, a organização foi um dos pontos altos do encontro. Havia listas para contabilizar o número de pessoas participantes e a colocação de seus nomes nos créditos do vídeo. A preocupação com o estado de conservação e limpeza da Praça e de seus patrimônios históricos também não passou despercebida. Após o flashmob, Mika, também integrante do

4

grupo cover Step Gold e uma das principais contribuintes do evento, contou que estava esperando por volta de 50 convidados e se surpreendeu com a quantidade de pessoas que vieram. “Teve muita gente que não conhecia e compareceu. Foi lindo” ela relata, chegando a se emocionar ao assistir um pedaço das filmagens. Gleison Pereira de Souza, que interpretou PSY, contou que já dança há três anos e faz parte do grupo cover BNG. Para se preparar para o flashmob ele assistiu vídeos antigos do sulcoreano. “Eu tentei passar não só a imagem do PSY, mas a minha também”, revelou. Matheus Assunção, que ficou por conta das filmagens, comentou que Mika se esforçou bastante para este evento. “Foi muito difícil, mas também muito gratificante ver o resultado final”, disse.

Foram mais de 100 pessoas reunidas para uma única razão: dançar um hit coreano. Muitos dos ali presentes nunca haviam se visto antes, mas todos estavam unidos pelo mesmo propósito. Pararam o local que antes era o portão de entrada da cidade e fizeram com que diversas pessoas que saíam do metrô ou apenas que transitavam pela região desviassem seus olhares curiosos para aqueles jovens que dançavam e se divertiam. O valor simbólico que o flashmob representa é de grande importância para mostrar o poder e a união que o k-pop cria a cada dia que passa. E se você ficou curioso para assistir, não deixe de conferir como ficou o resultado final através do vídeo no YouTube. Depois, comente com a gente o que achou: www.youtube.com/watch?v=GlpYsWhey3U

O que alguns de vocês acharam da ShaKin’ Pop...

@letmegoto505: Já disse que amo a @ShaKinPop com a capa do MBLAQ? Tem hora que paro só pra ficar olhando <333

@HillBrun Acabei a: de ler a @brunafoscarini: 3 ed da perfeita !!!. Amei a @ShaKin eu a-do-ro os testes da @ShaKinPop. me diPop esta tra as curio sidades jetoria sobre a virto muito. MAS PARA TUDO: tem promoção s 2NE1 sobre G e an dessa vez! O-M-G! E eu achando que não do Xiah gnam e o show *.* podia ficar melhor! hgirl: e@shupa ição esp Miiin: PA QUE CA a e a ed al! tomara Follow @ NA nd A 2NE1 li a segu cion KinPop É *O* ee \õ/ ja revista é sensa *-* essa ae @Sha ita 3ª DA ISSO ancas bem, a ito perfe OMG A DIVINO cial tam e vá para as b I esta mu ME qu smente A e simple o!! Parabéns ^-^ Déborah Fernandes: vista ediçã Eu li a re Adorei....^^.....e agora estou muiDiogo Mendes: Parabens, a revi to ansiosa pela próxima edista ta otima, est ou acompanhando e n p ção......obrigada pelo trabalho erco a hora de ler a proxima! Continue duro de vcs.......parabéns m assim. Obriga do.

e Fotos: B

lle Lionc

ourt

5

Até logo, líder! Mais um integrante do Super Junior entrou em hiato para cumprir o serviço militar. Dessa vez, foi o líder LeeTeuk que teve que se afastar das atividades do grupo para cumprir suas obrigações de cidadão sul-coreano. No dia 30 de outubro, o cantor se alistou na reserva 306 de Gyeonggido Uijeongbu, onde recebeu uma calorosa despedida de seus colegas de banda e vários fãs. No exército, o astro está trabalhando no setor de Relações Públicas do departamento de Defesa Nacional da Coreia. De lá, LeeTeuk divulgou uma carta para seus fãs em que se intitula o “85º recruta Park JungSu” (seu nome de batismo) e já foi escalado para participar de um musical promovido pelo exército. Enquanto isso, o Super Junior segue suas promoções sem o líder e garante que não definirá nenhum integrante para substituir o cargo. LeeTeuk deve retornar como civil em meados de 2014.

Por Lily Park

Mudança de nome Em meados de outubro, Junsu, do 2PM, surpreendeu seus seguidores no Twitter ao anunciar que mudaria seu nome. O cantor não entrou em detalhes quanto aos motivos e apenas explicou que “por razões familiares” ele passaria a usar o nome Kim MinJun, ao invés de Kim Junsu. O astro, porém, afirmou que seu nome artístico seria Jun.K, apelido que já usava para suas atividades solo e para assinar suas composições. Mais tarde, fãs assumiram que a mudança do nome teria relação com uma homenagem ao falecido pai de Junsu, quer dizer, de MinJun.

Ranking do FanCafe*

Invasão coreana

Que Justin Bieber que nada. Agora o título de vídeo mais assistido da história do YouTube pertence a ninguém menos que PSY. Isso mesmo. O vídeo mais visto da história do site é de um artista coreano. O clipe da faixa “Gangnam Style” atingiu a marca de 805 milhões de visualizações no dia 24 de novembro, ultrapassando “Baby”, de Bieber, que contava com 803 milhões. Até o fechamento desta edição, o vídeo de PSY contava com mais de 900 milhões de visualizações e não dá sinais de que vá ficar só por isso. A popularidade da música fez o astro chegar aonde nenhum outro artista coreano havia conseguido. Além de ser indicado a “Personalidade do Ano” pela revista norte-americana Time, PSY já dançou ao lado de Madonna em um show da Rainha do Pop, se apresentou e foi premiado no Europa Music Awards (EMA), da MTV, e já conquistou até mesmo o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que diz “saber fazer o famoso passo da dança do cavalo”. E esses são apenas alguns dos feitos alcançados pelo cantor, que está abrindo os olhos do mundo para a música da Coreia.

1. TVXQ (662.286 fãs) 2. Big Bang (317.854 fãs) 3. SNSD (271.198 fãs) 4. B2ST (269.568 fãs) 5. SS501 (214.810 fãs) 6. Super Junior (189.339 fãs) 7. Shinhwa (177.469 fãs) 8. INFINITE (155.874 fãs) 9. 2PM (157.708 fãs) 10. B1A4 (126.375 fãs) 11. Buzz (119.215 fãs) 12. SHINee (112.437 fãs) 13. Wonder Girls (92.180 fãs) 14. FTISLAND (90.781 fãs) 15. Block B (89.769 fãs) 16. MBLAQ (87.011 fãs) 17. 2NE1 (85.992 fãs) 18. Teen Top (76.511 fãs) 19. B.A.P (74.379 fãs) 20. H.O.T (67.405 fãs)
* O FanCafe é uma espécie de blog coreano, dedicado para determinado grupo. O ranking é baseado na quantidade de fãs cadastrados em cada FanCafe (dados do dia 30 de novembro de 2012).

6

Festa no Chile Em novembro, a América do Sul recebeu pela p um festival de krimeira vez pop. Não foi no Brasil, como tod esperávamos, e os sim na cidade d e Viña del Mar, Valparaíso, no C em hile. O palco do anfiteatro do pa Quinta Vergara rque recebeu o Music Bank, com os gru nior, MBLAQ, CN pos Super JuBLUE, After Scho ol, RaNia e Davi semanal, que est chi. O programa á levando sua tu rnê para diferent mundo, dessa ve es países pelo z optou por um tempero latino e sas influências d usou de divera cultura do Chi le para esquent Brasil não ficou ar a festa. Mas de fora na hom o enagem e foi le bela performanc mbrado em uma e de Lee Joon (M BLAQ) e KaEun que misturaram b (After School), alé e lambada enquanto danç Se Foi”, sucesso avam “Chorand do grupo brasil o eiro Kaoma. Dos palcos para o altar

N Foto: a Lee atash

Foto: Lily Park

No final de novembro, SunYe, líder da Wonder Girls, surpreendeu a todos ao anunciar seu noivado e planos próximos de casamento. A cantora anunciou os planos primeiramente por meio de sua gravadora, JYP Entertainment. “Sun, que estreou em 2007 e liderou as Wonder Girls por seis anos, recentemente comunicou a agência e as demais integrantes da Wonder Girls sobre suas intenções e, compreendendo que a decisão dela foi tomada com muita cautela, nós decidimos respeitar a sua decisão”, disse a gravadora em comunicado oficial. O casamento de Sun acontecerá no dia 26 de janeiro de 2013, às 12h30, no Hotel Lotte de Seul. Jo Kwon, do 2AM, amigo de longa data da cantora, será o oficiante da cerimônia, que será dividida em duas partes, sendo uma delas restrita para seus colegas da JYP Entertainment. Após o casamento, a líder se dedicará a família enquanto as demais integrantes se empenham em outras atividades. E outro casal que decidiu “dividir os lençóis” foi o rapper HaHa e a cantora Byul. A notícia do casamento dos artistas movimentou a mídia coreana, que acompanhou cada novidade sobre a cerimônia. O casamento aconteceu no dia 30 de novembro e foi comandado por Kim JaeDong. Kim JongKook cantou as músicas matrimôniais, enquanto artistas como SeulOng (2AM), TaeYeon e YoonA (Girls’ Generation) foram prestigiar a união do casal. Festa da música coreana Aconteceu no dia 30 de novembro a 4ª edição do M.Net Asian Music Awards (MAMA), em Hong Kong, na China. A premiação anual eleje os melhores da música coreana e asiática e reúne diferentes performances em sua cerimônia. Confira quais foram os principais prêmios distribuídos para os artistas coreanos no evento: Melhor artista iniciante feminino: Ailee Melhor artista inciante masculino: Busker Busker Melhor artista feminino: IU Melhor artista masculino: G-Dragon Melhor grupo feminino: SISTAR Melhor grupo masculino: Big Bang Melhor grupo global feminino: KARA Melhor grupo global masculino: Super Junior Melhor parceria: Trouble Maker Melhor trilha-sonora: Seo InGul & Jeong EunJi Melhor clipe: “Gangnam Style”, PSY Melhor performance de rap: Epik High Melhor performance de banda: Busker Busker Melhor dança solo: “Gangnam Style”, PSY Melhor dança de grupo masculino: “Sherlock”, SHINee Melhor dança de grupo feminino: “Eletrick Shock”, f(x) Melhor performance vocal solo: K.Will Melhor performance vocal de grupo: Davichi Música do ano: “Gangnam Style”, PSY Artista do ano: Big Bang Álbum do ano: “Sexy, Free & Single”, Super Junior

7

A.cian Goddess Miss $ BBde Girl ABLE P CON .O.P M-TIFUL 84LY CRAZYNO Wonder Boyz Baek SeungHeon MR.MR Big Star LUNAFLY The Cheers 15& TimeZ Stephanie (CSJH The Grace) 24K ATTACK TOXIC EXCITE Natthew 100% E2RE Roh JiHoon Kim SungGyu (INFINITE) THE SEEYA Lee Hi Yang YoSeob (B2ST)

8

S B2 HINe ST e / / 2 MY AM N / AM 2P Girls E / J M ’ / C Gen ang era Ge ros s G tio unS en n / uk e/ A / B1 -JAX KAR A4 / U A / -kis s/

TAHITI - ”Hasta Luego” RaNia - “Style” SPICA - “I’ll Be There”, “Lonely” TVXQ - “Catch Me”, “Humanoid” AOA - “Wannabe” Lee SeungChul - “Amateur” Ailee - “Invitation” Dal Shabet - “Have, Don’t Have” A-JAX - “2MYX” Kim JongKook - “Journey Home” Brick - “The 1st Album” LEDApple - “Let the Wind Blow” Kim Tae Woo & Duble Sidekick - “When I Look at Myself” Lee SeokHoon - “Different Goodbye” EXID - “Every Night” GaIn - “Talk About S”, “Nostalgia” Lee Hyun - “Unsophisticated” Gavy NJ - “Gavish” 10cm - “2.0” K.Will - “The 3rd Album Part 1” miss A - “Independent Women pt. III” Block B - “Blockbuster” Epik High - “99” Seo InYoung - “Let’s Dance” Jewerly - “Look At Me” HyunA - “Melting” Kim JangHoon - “Nothing” John Park - “Childlike” Crayon Pop - “Dancing Queen” B.A.P - “Stop It” J.ae - “Good Day” Urban Zakapa - “02” SMASH - “I Will Protect” FIESTAR - “We Don’t Stop” Boyfriend - “Janus” B1A4 - “In The Wind” C-Clown - “Young Love” A-PRINCE - “Hello” Son Dambi - “Dripping Tears” D-Unit - “Luv Me” Noel - “Time For Love” Byul - “Nostalgia” NS Yoon-G - “If You Love Me” (feat. Jay Park) Park JungMin - “Beautiful” Juniel - “1&1” 2PM - “2PM Clothes Album” Starship Planet - “Starship Planet 2012” Boom - “She Was Pretty” Nell - “Holding Onto Gravity”

(Composição: Yong JunHyung / Kim TaeJoo)

“Caffeine” - Yang YoSeob

Neujeonne jaya doeneunde meorissoge yangeun beolsseo da sesseo Eotteokedeun jamdeureo boryeo haetdeon syawodotto dasi haesseo Cheonjange ni eolguri jakku geuryeojigo nungameumyeon Kkeutnabeorin uri storyga damgin chaegi pyeolchyeojigo Neon tteonagan huedo nal ireoke goerophyeo Eojjeodaga naega ireokekkaji goerowo Hage doen geonji naega mwol jalmotan geonji Uriga wae ibyeoringeonjido moreuneunde Cause you’re like caffeine, Nan bamsae jam mot deulgo Simjangeun gyesok ttwigo geureodaga tto niga neomu mipgo Like caffeine meolliharyeogo haedo Ijeoboryeogo haedo geureol suga eojjeol suga eobtjanah You’re bad to me, so bad to me, oh girl you’re like caffeine (x4) Sumeul swil ttaemada niga geuripda gateun haneul arae itda Saenggakhanikka deo michinda ireomyeonseodo nan neol mot noha Jeogi changmun bakk datuneun yeonindeuri boyeo jinan uri moseup gata nunmul goyeo Ibwayo geureoji malgo geunyeol gamssajwoyo nal bwayo ireon naega eottae boinayo Neol butjabeul gihoedo naegen jul su eobseonni Geureoke swipge kkeutnabeoril gabyeoun sain Anieotjannni anim nae chakgagin geonji Uriga wae ibyeorin geonjido moreuneunde Ireoke neol miwohadagado nan Hamkkeyeotdeon sigan dorabomyeon useumi nawa Eojjeomyeon itgi sirheun geonjido molla Ani itgi sirheunga The First Collage bwa ganjikhago siLançamento: peun geonga bwa 26.11.2012 Gravadora: CUBE Entertainment

Tradução: “Cafeína” Está tarde e por mais que eu tente, Eu não consigo dormir Para tentar cair no sono, eu tomo outro banho Fico desenhando seu rosto no espelho e quando fecho os olhos Um livro com a história do fim do nosso amor se abre Desde que você se foi, você fica me torturando assim. Desde quando eu me tornei tão miserável? O que eu fiz de errado? Por que não conseguimos ficar juntos? Nem eu sei dizer Você é como cafeína, que tira meu sono à noite Meu coração continua dilacerado, eu te odeio Como cafeína, eu tento me afastar Eu tento te esquecer mas eu não consigo, não posso evitar Você é má comigo, tão má comigo, ah garota você é como cafeína (x4) Sempre que eu respiro, eu sinto a sua falta Quando eu penso que estamos vivendo sob o mesmo céu, eu fico enlouqueço ainda mais Mesmo assim, eu não consigo te esquecer Pela minha janela, eu vejo um casal brigando Eles me fazem lembrar de nossa briga e lágrimas vêm aos meus olhos Olhe, não faça isso e apenas abrace-a Olhe para mim, veja como estou agora Você não pode me dar uma chance de me prender a você? Nossa história não é algo que pode terminar tão facilmente Ou será que estou enganado? Por que não conseguimos ficar juntos? Nem eu sei dizer Mesmo te odiando assim Quando eu penso nos momentos que passamos juntos, eu sorrio Talvez eu não queira te esquecer Não, eu não quero te esquecer Eu quero me prender a você

9

B1A4 mostra prudência ao ensaiar maturidade no novo EP “In The Wind”
Por Lily Park

Desde seu debut, no ano passado, o B1A4 deixou muitos “com o pé atrás” por causa de seu visual “fofo e colorido”. Pessoalmente, a fofura do grupo nunca me incomodou a ponto de ofuscar as qualidades dos jovens cantores. Os primeiros hits do B1A4 eram divertidos e comercialmente agradáveis. Apesar de radiofônicos, os singles sempre me deixavam a impressão de que os cinco garotos musicalmente poderiam oferecer algo mais. Felizmente, eu não estava enganada. O primeiro sinal de maturidade da banda veio com a música “Baby, I’m Sorry”, com batidas mais eletrônicas e uma temática romântica um pouco mais adulta. Depois, quando todos esperavam um B1A4 ainda mais crescido, eis que o quinteto oferece a divertida “Baby Good Night”, que fez com que muitos se decepcionassem com o retorno da imagem “fofa” dos garotos. Por outro lado, prefiro ver essa faixa como uma forma “bem danadinha” de mostrar a inauguração da fase adulta do grupo, que usa seu já tradicional conceito fofo para contrastar com

B1A4 - “In The Wind” Lançamento: 12 de novembro de 2012 Gênero: k-pop, pop Gravadora: WM Entertainment

a letra da música, que fala sobre traição. No EP “In The Wind’, o B1A4 se coloca disposto a provar que consegue ir muito além de um fofo visual colorido. Logo na faixa introdutória que leva o nome do disco, a harmônica combinação de violão, piano e guitarra já indica o clima campestre do álbum e inédito na trajetória do quinteto. Perfeitamente emendada à faixa intro, o carrochefe ‘Try To Walk” é suavemente apresentado. As batidas delicadamente computadorizadas aliadas a momentos embalados apenas um violão acústico compõem a melhor faixa do disco e escolha certeira para single. Apesar do estilo mais frio, maduro e bem mais

10

consistente da faixa, “Try To Walk” remete ao estilo de falsete já usado pelo grupo em seus coloridos hits, deixando um sinal de que os jovens souberam amadurecer sem perder sua assinatura. A voz grave do rapper Baro não é ímpar, mas ela ganha um belo realce na canção, principalmente na ponte cimentada pelos vocais de SanDeul em um belo arranjo de guitarra. A faixa seguinte, “If...”, conduz com simplicidade um ligeiro flerte com o pop rock. Mas a singelidade não reduz a qualidade da canção, que harmoniza os amadurecidos vocais do grupo com uma agradável melodia. “I Won’t Do Bad Things” é introduzida com uma breve narração na voz da cantora Suzy, da miss A. O trecho, porém, poderia facilmente ser descartado e substituído por um verso cantado, que aproveitasse a potente voz da jovem artista. A canção segue com uma melodia com influências da música jazz, que soa em harmonia com as vozes do grupo. Em seguida, “What Do You Do”, em parceria com Shina-E, traz uma das surpresas mais deleitosas do disco. Com vocais afinadíssimos, o grupo conta com uma suave canção que poderia até mesmo agradar ouvidos não tão acostumados com o k-pop. O mixto de visíveis influências da black music nas técnicas de canto dos vocalistas do grupo junto a um ritmo pop retrô fazem da música uma das mais

acertadas do EP . A única balada do disco é “Be My Girl”, um dueto do líder JinYoung com JeA, da Brown Eyed Girls. A constante presença feminina no trabalho é gloriosamente encerrada com a participação de JeA, que sempre impecável, oferece uma boa dose de maturidade ao trabalho. O trabalho encerra com “In The Air”, que pouco se assemelha com as demais canções do disco. A faixa é certamente o momento menos inspirado do trabalho, mas tem seu valor, visto que é necessário agradar aqueles que são acostumados com faixas mais radiofônicas e universais. “In The Wind” vem para fazer com que aqueles que acreditavam que o B1A4 se limitava a um grupo de jovens rostinhos “fofinhos” revessem seus conceitos. O momento do amadurecimento da banda é oportuno, visto a popularidade já alcançada pelos rapazes e o atual cenário da música pop coreana, cada vez mais saturado de artistas querendo se firmar. Com esse novo trabalho, o quinteto nos instiga a conhecer seus futuros projetos e deixa uma mensagem de que ainda tem muito o que mostrar. Espera-se que o B1A4 continue a buscar por sua autenticidade musical, que é o que fará com que eles possam consolidar sua carreira.

11

Você está preparado? Aqueceu a voz e o corpo? O dia da sua audiction chegou! Ao final desse teste some os pontos e descubra a qual gravadora da “Big Four” você pertence: SM, YG, JYP ou CUBE?
Por Melody Kim

Qual das músicas abaixo você cantaria em seu teste? a) “Because of You”, do Ne-Yo b) “Where Is The Love”, do Black Eye Peas c) “Step by Step”, do New kids on the Block d) “Blow”, da Ke$ha

Qual coreografia você apresentaria em seu teste? a) “Beat It”, Michael Jackson b) “Till The World Ends”, Britney Spears c) “DJ Got Us Fallin’ In Love”, Usher d) “Low”, Flo Rida

Como você se imagina em um programa de variedades? a) Apresentando o programa. b) Participando de todas as brincadeiras. c) Participando das brincadeiras que realcem minhas qualidades. d) Não me imagino em um programa de variedades.

Para você, o chefe ideal seria: a) Companheiro, apoia qualquer nova empreitada. b) Antenado, está por dentro de tudo que eu faço. c) Descolado, me deixa a vontade. d) Rígido, como um pai.

Para qual atividade você faria uma audiction? a) Modelo b) Compositor c) Cantor d) Dançarino

Qual instrumento musical mais combina com você? a) Saxofone b) Violino c) Piano d) Flauta

12

Se fosse um k-idol, você iria preferir: a) Ser um artista solo. b) Ser integrante de um grupo muito grande. c) Ser integrante de um grupo de número par. d) Ser integrante de um grupo de número ímpar.

Se você fosse um animal, qual você gostaria de ser? a) Leão, ele é imponente. b) Coruja, ela é sabia. c) Tigre branco, ele é forte. d) Águia, ela é precisa.

Que tipo de roupa combina mais com você? a) Roupas chamativas com acessórios extravagantes. b) Roupas da moda, de preferência de um estilista conhecido. c) Jeans rasgados bem largos, regata branca e um boné. d) Roupas fofas e bem coloridas. Qual desses sapatos mais combina com você?

Você é elogiado por sua: a) Lealdade. b) Coragem. c) Criatividade. d) Beleza.

Você é criticado por: a) Não saber lidar com a popularidade. b) Por não se misturar com a turma e deixar de frequentar festas de seus amigos. c) Confiar demais nas pessoas. d) Se exibir para ganhar atenção.

O parceiro ideal é: a) Bonito e inteligente. b) Descolado e esportista. c) Fofo e carinhoso. d) Bom ouvinte e compreensivo.

13

Qual é o lugar ideal pra curtir um feriado? a) Praia b) Na casa de um amigo que organizou uma festinha c) Balada d) Parque de diversões

Como você se comporta na balada? a) Me acabo na pista de dança. b) Gosto de exibir que sou o melhor em um “dance battle”. c) Sou o DJ da balada. d) Meus pais não me deixam frequentar baladas.

Respondeu todas as perguntas? Agora confira quantos pontos correspondem a cada resposta sua e some sua pontuação. Depois, veja o resultado na próxima página.

1 3 3 2 2 1 0 0 2 3 2 3 2 1 2

0 2 0 3 0 3 3 2 0 2 1 0 1 0 1

3 1 2 1 1 0 2 1 3 1 0 2 3 2 0

2 0 1 0 3 2 1 3 1 0 3 1 0 3 3

14

De 0 a 11 pontos: você pertence à YG Entertainment A YG Entertainment surgiu em 1996. O fundador da gravadora, Yang HyunSuk, foi integrante do Seo Taiji & Boys, grupo que influenciou toda uma geração do k-pop. Alguns artistas como JinuSean e 1TYM ajudaram a firmar o nome da empresa. Dentre todas as outras gravadoras coreanas, a YG é a que se mostra mais interessada em expandir seus astros para o mercado norte-americano. Seus companheiros da YG Family são: Big Bang, 2NE1, PSY, Se7en, Tablo e mais. De 12 a 24 pontos: você pertence à JYP Entertainment A JYP Entertainment foi fundada em 1997, pelo popstar Park JinYoung. Alguns artistas como G.O.D, Rain e Park JiYoon fazem parte da história da agência. Os contratados de lá são conhecidos por manter os melhores “chocolat abs” da Coreia, além disso, a gravadora trabalha bastante o estilo de dança R&B e Hip Hop. Seus companheiros da JYP Nation são: 2PM, Wonder Girls, miss A, JJ Project e mais. De 25 a 36 pontos: você pertence à Cube Entertainment A CUBE surgiu no cenário musical sul-coreano em 2008, com Hong SeungSung na liderança. Seu rápido crescimento fez com que fosse incluída no grupo das maiores gravadoras da Coreia. Os k-idols da empresa vêm ganhando cada vez mais espaço e marcando presença nas paradas e em premiações. B2ST, 4minute e G.NA são os principais responsáveis por firmar o nome da gravadora. Outros que fazem parte do seu time da United Cube são: A-pink, BTOB e Roh JiHoon. Mais de 37 pontos: você pertence à SM Entertainment A gravadora SM Entertainment foi fundada em 1995 por Lee SooMan. Artistas como H.O.T, S.E.S e Shinhwa pertenceram a agência e ajudaram a firmar o nome da SM entre as melhores empresas da Coreia do Sul. A gravadora carrega o rótulo de contratar apenas pessoas bonitas, mas no fundo ela busca trainees que tenham talento vocal e carisma. Alguns dos seus companheiros da SM Town são: TVXQ, BoA, Super Junior, Girls’ Generation, f(x), SHINee e EXO.

15

Por Lily Park

“Eu sinceramente parabenizo o aniversário de nosso forte líder JinYoung. Obrigado por sempre passar por tanta coisa pela gente. Eu realmente a...a...amo você”, postou CNU, do B1A4

O Natal já chegou no dormitório do FTISLAND. Dá só uma olhada nessa foto que o guitarrista JongHun postou no Twitter.

Jo escreveu olitários”, d ss ga de homen e seu cole “Uma noite tar fotos ao lado d os o 2PM. Kwon ao p on e WooYoung, d nWo do 2AM Ji

SNSD e EXO-K unem forças com o TVXQ para fazer o “passo do dragão”, de “Catch Me”, hit da dupla.

16

“Nó parec s somos id tão m as? A Fei é ais bo come ntou S nita...”, tepha da C n S uma f JH, ao pos ie, ot ta sua “s o ao lado r ósia” da mis de s A.

eHyun de Da .A.P Selca , do B . e Zelo amor! <3 o É muit

que “Uma fo e no u tirei to d t pré dio erraço eitado . Pa de esta rec um v céu a flutu ia que a ”, d isse ndo n eu o S do ZE:A iWan, .

TaeYang, do Big Bang, postou fotos de uma divertida tarde na piscina ao lado de G-Dragon, em Cingapura... ... e compartilhou essa foto enquanto o famoso tatuador Anil Gupta fazia uma tatuagem em suas costas.

Pirâmide de Super Junior no Chile! =D

Eugene, Bada e Shoo se reúnem para comemorar o aniversário de 15 anos de estreia da S.E.S.

17

e eu a qu ongKi, ach H você tou Lee r essa de gun a “On per post gas , ao us cole u?” esto TISLAND de se M do F o lado a, do 2P a d . foto de ban MBLAQ e do

“Nosso lindo sobrinho”, compartilhou JaeJoong, do JYJ, no Twitter.

“Gostaria que, no futuro, as pessoas se lembrem do B2ST como um grupo de cantores, artistas. Existe esse esteriótipo de ídolos, que fazem rap porque não sabem cantar ou que são famosos por sua aparência. Eu quero quebrar esse esteriótipo.”, JunHyung, do B2ST.

“Já fazem sete anos! Foram todos vocês que me deram o melhor presente esse tempo todo. Nessa jornada, tiveram muitas pessoas que são melhores que eu, que trabalham mais arduamente que eu, mas eu fui o mais sortudo porque tive todos vocês. Neste sétimo aniversário de debut, eu digo que amo todos vocês”, HanGeng, ex-Super Junior, comemorando seu aniversário de estreia no grupo.

“Pode parecer uma desculpa, mas uma noite antes da entrevista nós passamos a noite sem dormir pois estávamos trabalhando em nossas músicas. Nossas mentes estavam embaralhadas, perdemos a linha e o que fizemos foi errado”, Zico, do Block B, sobre a polêmica entrevista que o grupo deu na Tailândia (vide primeira edição da ShaKin’ Pop).

18

“Eu tenh HyoSung o pensado em Jeon an MBLAQ tes de dormir ”, M , sobre a ir integran , do te da SECRET. s m nossa a ver co tenha a tem nad não s “Isso não tão acho que ro que o n úsicas. E ância. Só espe ões e m nç import r suas ca grande am faze por isso. Agora, oss artistas p m atenção nas ensar é eba que rec e eu consigo p er ”, Juniel, v u tudo o q eu quero escre escândae o qu músicas da sobre uestiona EunHyuk. q quando lo de IU e
“Eu fico mais bo nita de boca fe chada”, SunHwa, da SEC RET.

e cham qu ns ‘fãs’ a e somos lgu como a porqu r. graçado ue quiserem só “É en sustenta em para as. O izer o q d imag podem as vid os uma os e tem em conta de su etamente famos huca dir ters’, tom Bom ‘ha dizem não mac ingir, mas respinat ês que voc s querem cês gos ue você s ídolos que vo q aqueles a cara do s. mn do U-kis ga be am”, Eli, t eu estive l porque medo lico gera Eu tenho sica que o púb “ fazer o mú zendo a o eu não posso HongKi, fa ntã to”, gosta, e ica que eu gos s mú AND. estilo de ntman do FTISL fro

hei s não ac ntes, ma o tinha sisti a “Eu já as te porque nã n s porinteressa ”, IU, sobre filme tória muita his nográficos. “Eu pod eria perd oar uma traição mais de três vezes”, On ew, do S HINee. “Estava re cartão d parando na fat ura do m e crédit o eu percebi que tud dos últimos mese o s bebida que eu gastei fo e ”, Jang G i em eunSuk. ijá-la no do a be nior, rmina per Ju va dete “Eu esta , EunHyuk, do Su do da la ’” ‘Inkigayo resentação ao p a sobre a cantora BoA.

se osta de o que g fica até o tip le “Ele é d rosto de de tanto ucar. O mach acorda orme”, d quando vermelho bate enquanto eu se , sobre s que ele INFINITE L. n, do WooHyu ga de grupo, cole “Haru pre fe do que re as músicas do as minha s. Ela me PSY para co pe lo enquan car as músicas de to eu es dele cuto as Tablo so minhas bre sua filha Haru ”, .

19

Por Lily Park

A RaNia debutou com um estilo sexy que não foi muito bem aceito pelos coreanos. Para vocês, como a Coreia deveria lidar com essa sensualidade? Já existem muitos artistas de k-pop que usam conceitos fofos e bonitinhos. Diferente desses grupos, nós preferimos ter um estilo sexy e poderoso, pois nosso sonho é fazer parte de um grupo mundialmente reconhecido. Para tal, quais são suas principais influências musicais? Nós fomos muito influênciadas por grupos como a Pussycat Dolls e as Spice Girls por causa desse mesmo conceito, sexy e poderoso, que combina com o nosso. Quais são seus artistas e estilos musicais preferidos? T-ae: Ciara, R&B e hip-hop em geral. Xia: Beyoncé e baladas pop em geral.

Di: Nick Minaj. Riko: Avicii, Dr. Dre, música eletrônica e hip-hop em geral. Saem: Lana Del Rey e Kimbra. Qual é a maior dificuldade em ser um ídolo do k-pop? A coisa mais difícil de viver como um artista de k-pop é que o ciclo do mercado coreano é muito curto e rápido. Por exemplo, um single ou álbum só dura cinco ou seis semanas no mercado coreano então nós logo temos que preparar um próximo single o mais rápido possível. Se vocês pudessem mudar alguma coisa na indústria da música pop coreana, o que seria? A verdade é que o k-pop se tornou muito popular internacionalmente. No entanto, para se manter popular em todo mundo, muitos artistas coreanos deveriam tentar

20

não se restringir apenas à música pop, a não ser que seja um estilo pop mais americano, que é mais radiofônico em todo mundo. Mas acreditamos que os artistas de k-pop deveriam tentar encarar algumas mudanças em termo de música. Então, nós sempre continuaremos tentando reinventar nosso estilo musical. No k-pop, existem diversos grupos femininos começando sua carreira a cada ano. Quais são suas estratégias para se destacar entre tantos artistas? Nossa estratégia para ser bem sucedida é mostrar nossa autentica performance sexy e poderosa. Como foi trabalhar com Yang HyunSuk (da YG Entertaiment) e receber ajuda de artistas da YG como Tablo e G-Dragon? Foi uma experiência incrível poder trabalhar com eles. Contar com a ajuda deles nos deixou tão admiradas pois eles fazem questão de tomar conta de cada pequeno detalhe da música, do vídeo, da coreografia e até do figurino para que nosso single pudesse ser perfeitamente finalizado. A forma com que os produtores da YG trabalham foi muito bem definida, intensa e detalhada em termo de tudo que se relacionava ao nosso trabalho. Seu estilo sexy de dança e vocais poderosos se tornaram bem populares no Brasil. Os fãs adoram fazer covers de suas coreografias, especialmente da faixa “Dr. Feel Good”. Vocês esperavam ter fãs no Brasil e na América Latina? Nós nem imaginávamos isso. Apenas já tínhamos visto alguns vídeos covers de fãs dançando “Dr. Feel Good” e ficamos muito felizes com isso. No Chile, nós nos surpreendemos ao ver que os fãs sabiam as letras de nossas músicas e que eles cantaram junto com a gente. Nós imaginamos que isso seja porque seguimos um estilo de música pop mais internacional que não se restringe apenas ao k-pop. Foi no Chile que nós tivemos certeza que era uma escolha acertada seguir esse estilo mais internacional e agora vamos continuar investindo nisso. Vocês conhecem algo sobre a cultura e a música brasileira? O Samba e o festival do Carnaval são muito famosos na Coreia. O festival que acontece todo mês de fevereiro é muito bem conhecido em todo o mundo. Nós já vimos nos jornais coreanos que existe uma competição

de Samba que faz desse festival muito famoso. Sabemos também que o Brasil não é apenas o país da paixão, mas que também tem muitos jogadores de futebol famosos no mundo todo. Pelé, Ronaldinho, Kaká, Ronaldo e por aí vai... nós adoramos eles. Esperamos poder cantar para a Copa do Mundo de Futebol no Brasil depois que nos tornamos conhecidas por lá. Quais são seus principais objetivos como artistas? A partir de agora, um dos nós objetivos é conseguir mais atenção dos fãs brasileiros e fazer parte das paradas musicais no Brasil. Vocês têm planos em outras áreas do entretenimento ou já deram algum passo para o mercado internacional? Primeiramente, nós acabamos de assinar um contrato com a gravadora Universal Records nos Estados Unidos e em breve vamos para lá gravar um pequeno documentário para a MTV. Como cada uma de nós tem talentos bem diferenciados, nós temos planos de nos aventurarmos em diferentes atividades como em desfiles ou atuar em dramas e filmes. Por favor, mande uma mensagem para seus fãs no Brasil. Nós ficamos muito agradecidas e felizes de saber que existem vários fãs nos apoiando no país da paixão. Por favor, continuem nos amando e nos dando apoio para que possamos conseguir nosso objetivo de nos tornarmos famosas por aí e chegar ao topo das paradas musicais no Brasil. Vemos vocês em breve!

has do Senhor Riko e Saem mostram as fitin pela equipe ShaKin’ Pop do Bonfim, presente dado s. Fighting! em nome dos fãs brasileiro

21

Por Melody Kim

O cenário da moda k-pop no ano de 2012 ficou marcado pela “onda” dos cabelos coloridos. Diversos k-idols ousaram ao tingir as mechas com cores fantasia. “Tinta fantasia” é o nome utilizado para se referir a tons que naturalmente não são encontrados em cabelos, como rosa, verde, roxo, azul e entre outras tantas cores. Confira alguns ídolos que fizeram parte desta onda para você se inspirar!

Rookies com estilo O B.A.P fez um comeback colorido com a faixa “No Mercy”. O grupo surpreendeu o público não apenas por abandonar os fios loiros, mas também pelas cores adotadas para o novo visual. YongGuk usou cabelo roxo com a franja preta. O maknae Zelo, por sua vez, usou um rosa bem chiclete.

Wow, fantastic baby! T.O.P chamou muita atenção com o tom de azul usado durante a divulgação do disco “Alive”. G-Dragon também usou madeixas coloridas para o álbum, mas diferente de T.O.P .... ...GD não pintou os cabelos durante as promoções do álbum. Ele adquiriu as diferentes cores com o uso de extensões que podem ser trocadas rapidamente.

O reinado do vermelho Tiffany, na TaeTiSeo, Kim Boa, da SPICA, e JinYoung, do B1A4, e vários outros ídolos usaram tons intensos de vermelho.

22

No U-kiss... KiSeop usou vermelho intenso, enquanto AJ ousou ainda mais usando sobrancelhas descoloridas e listras rosas nos cabelos.

Garotas com cabelos poderosos G.NA usou mechas em um tom de rosa bem vivo. Lime fez seu debut com o grupo Hello Venus e chamou muita atenção com os cabelos verde menta. Lim, da Wonder Girls, usou chiquinhas azuis. Sandara Park além de raspar uma parte do cabelo, pintou os fios de rosa vibrante e de amarelo.

Até o B2ST se rendeu à moda! Quem diria que JunHyung apareceria com cabelos coloridos? O rapper usou um tom lilás para suas madeixas. Enquanto isso, YoSeob e HyunSeung apostaram no ruivo. DongWoon apareceu loiro mais uma vez, mas agora seus cabelos ganharam mechas azuis.

Você também quer entrar nessa onda? Confira algumas dicas: 1. Para as cores da tinta fantasia “pegarem” nos seus fios, você precisa descolorir os cabelos. Os tons coloridos só funcionam se você estiver com os cabelos loiros. 2. As tintas fantasia não estragam o cabelo. O que deixa os cabelos ressecados é a descoloração, mas pode ser resolvido com hidratações semanais. Consulte um profissional de sua confiança. 3. Qual tinta posso usar? As tintas “Jeans Color” da ALFAPARF MILANO possuem diversas cores e sua fórmula não contém amônia. Além disso, ela é perfumada e fácil de usar. Quer concorrer a dois kits com tintas “Jeans Color” das cores “deep red” e “purple”? Curta a página da ShaKin’ Pop no Facebook e saiba como.

facebook.com/ShaKinPop

23

Qual seu maknae preferido do k-pop? Ser o caçula de um grupo de k-pop se tornou praticamente uma função na banda. O mais jovem é, quase sempre, indentificado como tal e dele espera-se um comportamento mais infantil e fofo que os demais colegas. Eleja qual desses maknaes é o seu favorito. A enquete está disponível no endereço shakinpop.com e ficará aberta até a próxima edição, em março de 2013, quando divulgaremos o ranking dos mais votados!

Por Belle Lioncourt

* O ranking foi montado de acordo com o resultado de uma enquete, que ficou aberta no site da revista, entre os dias 28 de outubro e 5 de dezembro de 2012.

24

25

Por Lily Park

para a banda foi Super Junior, em referência à jovialidade e aos diferentes talentos de seus integrantes. A primeira geração do grupo, intitulada Super Junior 05, fez sua estreia nos palcos no dia 6 de novembro daquele mesmo ano, no programa Inkigayo, da SBS. LeeTeuk, KangIn, ShinDong, YeSung, EunHyuk, SungMin, DongHae, SiWon, HeeChul, KiBum, HanGeng e RyeoWook se apresentaram com sua primeira música de trabalho, “Twins (Knock Out)”. A escalação da banda era baseada em uma divisão entre seus integrantes. Cada um deles foi escolhido para o time por um diferente talento principal. O Super Junior 05 era dividido por especialistas em entretenimento (LeeTeuk, KangIn e ShinDong), dançarinos (HanGeng, EunHyuk e DongHae), cantores (YeSung, SungMin e RyeoWook) e atores (HeeChul, SiWon e KiBum). A faixa título do primeiro disco do Super Junior, porém, não foi das mais bem recebidas pelo público. Ainda naquele ano, os 12 rapazes lançaram mais um single de seu primeiro trabalho, mas conquistaram a atenção do público mesmo quando dividiram os vocais com o TVXQ no single natalino “Show Me Your Love”. A parceria com o quinteto impulsionou a carreira do grupo, que começava a cair nas graças dos fãs. O primeiro e divertido reality show estrelado pelos rapazes, o Super Junior Show, também contribuiu para a ascensão da banda. No início do ano seguinte, o Super Junior 05 continuou as promoções de seu disco com o single “Miracle”.

Com os dias contados No final de 2005, a então maior gravadora da Coreia, a SM Entertainment, colhia os frutos do sucesso do TVXQ, que figurava no topo das paradas musicais com o hit “Rising Sun”. Não satisfeita, a ambiciosa empresa se preparava para lançar mais um grupo, um projeto antigo. A ideia original era lançar o primeiro grupo masculino com formação rotativa na Coreia. Ou seja, com o passar do tempo os integrantes seriam substituídos por outros, mais jovens que os primeiros. Sistema semelhante foi usado com a boyband brasileira Dominó, os portoriquenhos do Menudos e as japonesas do Morning Musume. Além da rotatividade, o novo grupo coreano investiria não apenas na música, mas também em outras vertentes do entretenimento. 12 trainees foram então escalados para compor a primeira formação do projeto. Alguns dos escolhidos já eram conhecidos do público e outros já haviam sido cogitados para integrar outros grupos da SM Entertainment que sequer saíram do papel. O nome escolhido

26

A alegre canção agradou não apenas os coreanos, mas outros países asiáticos, que começaram a demonstrar interesse pelos 12 rapazes. A constante participação dos integrantes em programas de variedade na Coreia contribuiu para que “Miracle” fosse mais bem sucedido que os singles anteriores. Reforço ao time Enquanto isso, a SM Entertainment internamente insistia na ideia de que o grupo deveria ter uma formação rotativa e já preparava uma série de garotos que deveriam compor o Super Junior 06, a segunda geração da banda. A primeira formação em breve deveria se separar para dar espaço para os novos integrantes, enquanto os antigos deveriam ser enquadrados em outras áreas do entretenimento ou descartados pela gravadora. Ao mesmo tempo em que a SM Entertainment seguia seu plano original, o Super Junior 05 conquistava uma legião cada vez maior de fãs. Em países como a Tailândia, o grupo já havia conquistado até mesmo o primeiro lugar nas paradas musicais, um grande feito para uma época em que os grupos coreanos não eram tão difundidos em toda a Ásia quanto são atualmente. Foi esse sucesso um dos motivos que fez com que a gravadora mudasse de ideia e decidisse manter a primeira formação permanentemente na banda. O grupo passou a ser reconhecido apenas como Super Junior, sem o sufixo “05”. Porém, a empresa decidiu que mais um integrante deveria ser adicionado. Foi em maio de 2005 que KyuHyun entrou oficialmente para a escalação, se tornando o integrante mais jovem do time. A adição de KyuHyun inicialmente gerou polêmica entre

o crescente fã-clube do Super Junior. Muitos se opunham a adição de um novo integrante ao grupo. Mas tais controvérsias não impediram que o primeiro single dos 13 rapazes juntos fosse uma verdadeira febre na Coreia. A canção que foi disponibilizada para download gratuito no site da SM Entertainment se tornou o primeiro grande hit dos jovens. O single de “U” rendeu mais de 400 mil downloads em apenas cinco horas e vendeu mais de 81 mil unidades na Coreia. Foi com a canção que o grupo conquistou o primeiro lugar em programas musicais pela primeira vez. Mas o sucesso da faixa não fez apenas com que o Super Junior levasse diversos prêmios para casa. O famoso “movimento pélvico” da coreografia de “U” foi um passaporte para que o Super Junior se tornasse figurinha fácil nos holofotes coreanos e firmasse seu nome entre os principais artistas do ano. Enquanto colhiam os frutos de seu sucesso na carreira musical, os integrantes constantemente apareciam em programas de variedade, o que fez com que o ano de 2006 ficasse marcado pela imagem presente do Super Junior na televisão coreana. Os rapazes chegaram a estrelar diferentes atrações televisivas como “Full House”, “Super Adonis Camp” e o “Super Junior Mini-Drama”. Mas nem tudo foram flores para o SuJu naquele ano. Em agosto, o pai de DongHae perdeu a batalha contra o câncer e, Super Junior Debut: 06 de novembro de 2005 enquanto Cor oficial: Azul safira voltava do perolado funeral do pai Fã-clube: E.L.F Gravadora: SM Ent. (Coreia) e do amigo, Avex ENT. (Japão) HeeChul so- Fancafe: freu um grave http://cafe.daum.net/manful24 acidente. O Site oficial: http://superjunior.smtown.com

27

carro em que o cantor estava colidiu com um caminhão e o astro sofreu fraturas em sua perna que fizeram com que ele tivesse de passar por uma cirurgia de mais de seis horas. HeeChul só voltou a se apresentar com o grupo em dezembro, quando finalmente estava recuperado por completo. As hastes que foram colocadas na perna do cantor durante a cirurgia só seriam retiradas por completo dois anos depois. Hora de se dividir Apesar de tudo, 2006 se encerrou como um ano glorioso para a banda, que conquistou diversos prêmios de “Melhor Grupo estreante” nas cerimônias musicais de fim de ano da Coreia. Foi no final daquele ano que a gravadora anunciou que o Super Junior lançaria “subgrupos” que coexistiriam com a banda com sua formação completa e promoveriam diferentes conceitos. A primeira subunidade criada foi o Super Junior K.R.Y. O nome é uma referência às iniciais dos três integrantes que compõe a banda: KyuHyun, RyeoWook e YeSung. Os três principais vocalistas do grupo se reuniram para cantar baladas e canções românticas. A primeira delas, “The One I Love”, serviu de tema para o drama Hyena, da KBS. Em 2007, mais uma subunidade do Super Junior fez seu debut nos palcos coreanos. Dessa vez, o conceito da banda seria fazer divertidas canções de trot, gênero mais antigo de música popular da Coreia do Sul. A subbanda foi então nomeada Super Junior T, em referência ao nome “trot”. LeeTeuk, HeeChul, KangIn, ShinDong, EunHyuk e SungMin cantaram a empolgante “Rokkugoh!!!”, que fez a Coreia inteira cantar seus versos “ao contrário” e dançar a coreografia da música.

Porém em abril mais um acidente de carro marcou a história da banda. Na madrugada do dia 19 de abril, LeeTeuk, ShinDong, EunHyuk, KyuHyun e dois empresários da banda sofreram um grave acidente enquanto voltavam das gravações do programa de rádio “Kiss The Radio”, então apresentado por LeeTeuk e EunHyuk. O motorista do carro dirigia em alta velocidade e colidiu com uma grade na estrada, fazendo com que a van capotasse. ShinDong e EunHyuk sofreram leves ferimentos, mas LeeTeuk e principalmente KyuHyun foram gravemente feridos. LeeTeuk foi atingido por pedaços do vidro das janelas do carro e levou 170 pontos nas costas e no rosto. O líder da banda foi internado e recebeu alta quase 10 dias após o acidente. KyuHyun, que dormia no colo de ShinDong antes do acidente, foi o mais atingido e teve a coluna e os quadris fraturados. Os ferimentos chegaram a atingir os pulmões do astro, que passou alguns dias em coma. Após o acidente, foi filmado o primeiro longa metragem da banda. A comédia “Attack On The Pin-up Boys”, porém, não contou com a participação de LeeTeuk e KyuHyun, que ainda se recuperavam do acidente. O líder da banda, já recuperado, apenas fez uma pequena participação no final da trama. Nessa época, o grupo também fez uma versão de “Haengbok”, clássico do H.O.T, sem a participação do maknae. Em setembro, com os 13 integrantes novamente reunidos, o Super Junior lançou seu segundo álbum de estúdio. A faixa título “Don’t Don” mostrava um grupo bem diferente dos tempos alegres de “Miracle”. Na canção, com riffs mais pesados de guitarra, a banda cantava pela primeira vez uma letra de cunho mais social. Mas o lado mais sombrio do SuJu não durou muito e logo eles

28

lançaram outro single, a balada romântica “Marry U”. O sucesso dessas canções fez de “Don’t Don” o segundo disco coreano mais vendido de 2007 e rendeu diversos prêmios para os rapazes. No ano seguinte, a banda lançou mais duas sub-bandas. A primeira e mais polêmica delas foi o Super Junior M. O nome vem de “Mandarim”, pois o grupo foi criado com a intenção de promover apenas na China. Para o projeto, HanGeng, SiWon, DongHae, RyeoWook uniram forças com o chinês ZhouMi e o canadense Henry (que apareceu pela primeira vez tocando violino em “Don’t Don”). A controvérsia girou em torno da adição dos dois novos integrantes à sub-banda. Muitos fãs questionavam a presença dos dois cantores e incentivavam campanhas “Only 13” (“somente 13”, em tradução livre). Mesmo com as críticas, o grupo se tornou bem sucedido na China, conquistou prêmios e espaço de destaque na mídia. A outra sub-banda promoveu suas canções na Coreia e foi chamada de Super Junior Happy. Com músicas alegres e um conceito bem “fofinho”, LeeTeuk, KangIn, EunHyuk, SungMin, ShinDong e YeSung cantaram as divertidas “Cooking? Cooking!” e “Pajama Party”. Simultaneamente aos trabalhos das sub-bandas, o Super Junior fez seu primeiro show em grande escala, o “Super Show”, que seria o pontapé inicial para a primeira turnê asiática dos rapazes. As investidas no mercado internacional também foram concretizadas com o lançamento de um single no Japão e bem sucedidos eventos na terra do sol nascente. Salto para o topo Até então, o Super Junior possuía um grande número de fãs na Coreia e em vários países da Ásia, um sucesso nos tempos de “U”...

muito além do imaginado pela SM Entertainment quando projetou o grupo. Mas o sucesso veio mesmo em 2008, com o lançamento do terceiro álbum de estúdio dos 13 coreanos. A dançante faixa título “Sorry, Sorry” conquistou as paradas musicais coreanas e condecorou de vez a banda como uma das mais populares da Coreia. Com vários prêmios em seu currículo, o Super Junior comemorou o sucesso excursionando pela Ásia com a turnê “Super Show 2”, que teve seu início em julho de 2009. Mas o sucesso não impediu que a formação da banda fosse desestabilizada. O primeiro a pular fora do barco foi KiBum, que sempre preferiu suas atividades em dramas, então decidiu entrar em hiato no grupo para se dedicar a sua carreira de ator. Depois, KangIn se envolveu em um acidente de carro, quando bateu em um táxi com três passageiros e não prestou socorro. Para que o escândalo não prejudicasse sua carreira e o grupo, o cantor decidiu antecipar seu comprimento do serviço militar obrigatório de dois anos para todo homem coreano. Temporariamente sem KangIn e KiBum, o Super Junior teve sua primeira saída oficial quando HanGeng entrou com uma ação judicial pedindo o cancelamento de seu contrato com a SM Entertainment, em dezembro de 2009. O integrante chinês alegou que a gravadora o forçava a trabalhar exaustivamente e que o cumprimento de um contrato de 13 anos era ilegal. A partir daí, HanGeng foi considerado oficialmente como um ex-integrante do Super Junior e seguiu em carreira solo em seu país natal. A batalha judicial contra a gravadora duraria ainda por dois anos, período em que a corte deu ganho de causa para o cantor por duas vezes. Em ambas, a SM Entertainment entrou com recursos. Em setembro de 2011, o processo chegou ao fim quando HanGeng entrou em acordo com a empresa. Com 10 integrantes, o Super Junior lançou seu quarto disco, “Bonamana”, em 2010, e excursionou pela Ásia com a turnê “Super Show 3”. Ao lado dos colegas de gravadora, os rapazes fizeram shows nos Estados Unidos e na França com a turnê mundial da “SM Town”. O reconhecimento como um dos mais bem sucedidos grupos da Ásia era inegável. Outra sub-banda fez sua estreia no início de 2011. Era a vez da dupla EunHyuk e DongHae conquistar o público com a canção e os passos inspirados nos

29

tempos da discoteca de “Oppa, Oppa”. Logo após o lançamento do quinto disco do grupo, “Mr. Simple”, mais um integrante entrava em hiato. HeeChul também seguiu para o cumprimento de seu serviço militar obrigatório. A quarta turnê da banda veio logo em seguida, no final de 2011, quando eles viajaram o mundo por seis meses. O ano de 2012 ficou marcado na carreira da banda pelo retorno de KangIn, que completou seu serviço militar e pôde retornar para as atividades da banda. O cantor voltou à vida de civil bem a tempo do lançamento de “Sexy, Free & Single”, sexto disco do grupo. Após o fim das promoções do disco, foi a vez do líder LeeTeuk seguir para o exército. Mesmo sem o líder, os demais integrantes mantêm a promessa de manter vivo o nome do Super Junior até que todos possam se reunir novamente. Não há dúvidas de que, seja com 10, 12, 13 ou até 15 integrantes, o Super Junior garantirá que seu nome ainda seja mantido entre os mais populares artistas de k-pop nos quatro cantos do mundo. Depois de quebrar a proposta de ser um grupo rotativo e conseguir se manter no entretenimento coreano, resta saber quais serão as próximas barreiras que o grupo quebrará e o que o futuro reserva para uma das maiores bandas da Ásia.

30

Kim HeeChul Data de Nascimento: 10 de julho de 1983
Shi n (Sh Dong in D on Dat gHee) ad men e nas to ci set : 28 d e emb r de 198 o 5

YeSung (Kim JongWoon) Data de nascimento: 24 de agosto de 1984

LeeTeuk (Park JungSu) Data de nascimento: 1 de julho de 1983

HanKyung (Han Geng) Data de Nascimento: 9 de fevereiro de 1984

Choi SiWon Data de nascimento: 10 de fevereiro de 1987

Min Lee Sung e Data d to: nascimen janeiro 1 de de 1986

Cho KyuH yun Data de nasc im fever ento: 3 de eiro de 19 88

Kim ook yeoW e R d Data enscim na 1 de to: 2 de o junh 1987

EunHyuk (Lee HyukJae) Data de nascimento: 4 de abril de 1986

Kim KiBum Data de nascimento: 21 de agosto de 1987

y Lau Henr de Data inasc 11 nto: me utude o de bro KangIn 989 1 (Kim Young Woon) Data de nascimento: 17 de janeiro de 1985

Zh Da ouM na t i s a 19 cim de de en de t 19 abr o: 86 il

ae ongH Lee D de Data o: iment o nasc br outu 15 de 86 19

31

Por Melody Kim

A história da Fin.K.L começou em 1998. A gravadora DSP Entertainment, motivada a criar uma girlband, contratou quatro garotas dotadas das seguintes qualidades: boa voz e carisma. As jovens escolhidas foram Lee Hyori, Ock JuHyun, Lee Jin e Sung Yuri. O grupo foi batizado “Fin.K.L” por meio de uma enquete com o público pela internet, antes mesmo que as integrantes fossem escolhidas. O nome é uma sigla para “Fin Killing Liberty” (algo como “fim da opressão de toda liberdade”, em tradução livre). O primeiro álbum do quarteto, “Blue Rain”, se destacou por reunir baladas e ritmos R&B em um momento em que os coreanos estavam acostumados com um pop mais agitado, no estilo do trio S.E.S. A Fin.K.L conseguiu brilhar nos holofotes através os vocais de Ock JuHyun, na canção título do álbum. Outra música do CD que alcançou bons resultados foi “To My Boyfriend”. A faixa seguia o estilo de música padrão da época e conquistou o público. Foi nessa época também que o grupo fez sua estreia no Japão. Em 1999, as garotas lançaram seu o segundo álbum, “White”, com menos baladas que seu antecessor. Deste trabalho, as músicas de destaque foram “Forever Love” e “Pride”. Ainda naquele ano, o grupo lançou um disco de edição limitada, “SPECIAL”, que foi lançado no dia 24 de novembro. O álbum trazia um remake da canção “Like Na Indian Doll”, hit da cantora Nami, de 1989. O ano é marcado pela expansão do grupo para vários cantos da Ásia e pela realização do primeiro show do quarteto. As promoções do disco

foram rápidas, porém suficientes para render o prêmio Daesang (vide 1ª edição da ShaKin’ Pop) do ano para o quarteto. O terceiro álbum, “Now”, lançado em 2000, mostrava o grupo com um visual mais maduro. O resultado agradou e “Now” vendeu na época mais de 400 mil cópias No dia 13 de abril de 2001, a Fin.K.L lançou um álbum especial intitulado “Melodies & Memories”. A intenção do grupo era agradar o público adulto, com remakes de hits coreanos dos anos 80 e 90. Em 2002, o grupo lançou o seu quarto e último álbum “Forever”. A faixa-título é uma balada que fala sobre um amor perdido que mostrou em seu clipe as habilidades de atrizes das cantoras. No vídeo, elas encarnaram diversos papéis trágicos como uma prostituta, uma artista suicida, uma boxeadora que perde um dedo e uma envolvida em problemas com álcool e tóxicos. Após dois meses de divulgação do disco, o quarteto surpreendeu os fãs encerrando todas as suas atividades. Não houve uma manifestação oficial se o grupo iria continuar ou não, apenas foi anunciado que cada uma das integrantes cuidaria da sua carreira solo. Fin.K.L Debut: 1998 Separação: 2002 (reunião em 2005) Fã-clube: Pinky Cor: Vermelho

32

Lee Hyori: a irreverente A líder do grupo Fin.K.L por pouco não debutou no grupo S.E.S, da SM Entertainment. Durante um certo tempo, ela treinou na empresa de Lee SoMan, mas por razões pessoais, preferiu deixar a gravadora. Algum tempo depois, a cantora fez seu debut no Fin.K.L, sendo a última integrante a se juntar ao grupo. HyoLee seguiu carreira solo e lançou os discos “Stylish”, “Dark Angel”, “It’s Hyorish” e “H-Logic”, sempre com uma imagem sensual e irreverente que rende diversos prêmios e mantém Hyori como uma das principais artistas do cenário pop coreano. Hyori também é conhecida por estrelar diversas campanhas publicitárias de grandes marcas como Anycall e Hyundai. Além da música e de outras atividades no entretenimento, a estrela é famosa por sempre mostrar engajamento em projetos filantrópicos e por demonstrar franqueza sobre assuntos controversos. Hyori nunca deixa de manifestar sua opinião, doa a quem doer.

Lee Jin: a carismática Ao entrar para o Fin.K.L, JooHyun incentivou a amiga Lee Jin a fazer o teste para o grupo. Foi com a música “Hen Bok Han Na Reul” que a garota foi escolhida para fazer parte da girlband. Após o encerramento das atividades com o grupo Fin.K.L, Lee Jin rapidamente ganhou notoriedade por participar de diversos programas de variedades, em que se destaca até hoje.

Sung Yuri: a atriz Sung Yuri estava em uma viagem de escola quando conheceu um empresário que sugeriu fizesse um teste para entrar em um grupo. Ela foi a terceira garota a entrar para o Fin.K.L. Desde o fim do grupo, despontou para uma bem sucedida carreira de atriz e atuou em dramas como “Thousand Years Love”, “Prince’s First Love”, “One Fine Day” e “The Snow Queen.”

Ock JooHyun: a vocalista A primeira integrante do grupo, Ock Joo Hyun, foi escolhida através de um concurso de canto em um programa de rádio. A garota chamou atenção após cantar a música “Hero”, da cantora Mariah Carey. Um ano após a separação do grupo, JooHyun saiu em carreira solo e investiu em diferentes ritmos. A cantora lançou três discos e participou de diversos musicais, como “Elizabeth”, ao lado de Junsu, do JYJ.

Passado, presente e futuro Após o Fin.K.L encerrar suas atividades em grupo, cada integrante seguiu seu caminho. Mas isso não impediu que as quatro artistas fizessem pequenas reuniões ao longo dos anos. Recentemente, Hyori expressou o desejo de ver o Fin.K.L retornar como um grupo, tal qual aconteceu com o Shinhwa. Quem sabe não acontece um comeback das garotas em 2013? Vamos aguardar novas reuniões e apoiar os voos solo de cada uma das integrantes.

33

Por Lily Park

Em meados dos anos 50, nos Estados Unidos, Elvis Presley arrastava uma legião de fãs enlouquecidas por seu rebolado. No início dos anos 60, a “Beatlemania” conquistava todo o mundo, quando milhares de pessoas seguiam fielmente os passos dos quatro garotos de Liverpool. Nos anos 80, foi a vez de garotas ensandecidas lotarem shows de rock para assistir seus ídolos de cabelos compridos. O hábito dos fãs de se organizarem para acompanhar seus ídolos transcende as décadas e os diferentes estilos musicais, mas vem tomando características únicas entre os fãs da música pop coreana. Fã-clubes extremamente organizados se destacam entre o público que aprecia o k-pop. Os fã-clubes na Coreia criam uma espécie de identidade entre os fãs de um mesmo artista. “Ora, se você também ama esse artista, então fazemos parte dessa mesma comunidade” - a ideia é mais ou menos essa. Apesar desses grupos de fãs serem, na maioria das vezes, oficializados pela gravadora do artista e de ser necessário um cadastro anual para fazer parte desses fã-clubes, cada grande fã de um artista, de qualquer lugar do mundo, tende a se incluir e se sentir como parte integrante dessa complexa sociedade. Cada fã-clube coreano tem algumas características

específicas para que seus membros possam ser identificados como tal. Normalmente essas especificidades incluem uma cor e um nome inspirado em algo relacionado à banda. Isso fará com que, logo que sejam vistos, os fãs sejam reconhecidos de acordo com seus ídolos. A cor do fã-clube na maioria das vezes será expressa em um balão, que é carregado pelo fã e facilita sua identificação do fã-clube como um todo. Essa identidade pode ser notada, por exemplo, em grandes festivais com vários artistas coreanos. Os assentos são divididos por fã-clube - fãs artistas com maior número de adeptos ganham um número de lugares maior do que os iniciantes, por exemplo. A unidade da cor dos balões e das lanterninhas carregadas pelos fãs fará com que o grupo ou o cantor possa identificar seu público do palco. A adesão a esses fã-clubes se tornou algo de extrema importância para todo o sistema do entretenimento coreano e tomou proporções além das imagináveis, umas boas, outras nem tanto assim. Uma prova do reconhecimento positivo dos fã-clubes foi quando o Cassiopeia (ou seja, os fãs do TVXQ) foi incluído no Livro dos Recordes, em 2008, com mais de 800 mil membros apenas na Coreia. Além de acompanhar fielmente cada passo de seus

34

ídolos, comprar CDs, frequentar eventos e programas de TV, os fãs costumam se unir para manifestações de apoio aos artistas. Um desses movimentos mais comuns entre fãs de k-pop em todo mundo são os flashmobs. K-poppers de diferentes países aderiram à ideia de se reunir em um local público para dançar e demonstrar seu amor aos seus ídolos. Fãs de todo o mundo também costumam se reunir em mobilizações na internet. Seja para deixar o nome do ídolo entre os assuntos mais populares do Twitter ou para conseguir mais visualizações para o novo clipe dos astros no YouTube. Outra forma de demonstração de apoio aos artistas, essa exclusivamente sul-coreana, são os fanchants. Os fãs da Coreia costumam combinar frases (que normalmente incluem o nome dos artistas e partes da letra da música) para entoar em coro durante as apresentações do artista. O fanchant é algo que está presente na cultura coreana há muito tempo e é bastante apreciado pelos artistas. O público brasileiro, acostumado com manifestações mais calorosas e tipicamente brasileiras, pode estranhar um pouco os fanchants. Mas eles fazem parte de uma cultura estritamente coreana que representa a importância que eles dão a organização e de uma manifestação única de apoio. Significa que não são apenas diferentes fãs reunidos em um único lugar, mas sim uma grande comunidade que apoia um ídolo. O resultado é um coro uníssono, que sempre acaba emocionando os artistas. Os fãs também costumam tomar iniciativas sociais em nome dos seus ídolos, como mais uma forma de mostrar seu apoio incondicional. É comum que eles façam grandes doações e tomem iniciativas para causas beneficentes em nome de algum artista. Um desses exemplos mais notáveis foi quando o Seo Taiji Mania, fã-clube do roqueiro Seo Taiji, conseguiu nomear a “Floresta Seo Taiji” na Reserva Ecológica de Guapiaçu, na Mata Atlântica, no Rio de Janeiro. Mas tanta paixão pelos ídolos também tem seus reflexos negativos. Um desentendimento entre fã-clubes causou um desastroso incidente na edição de 2008 do tradicional festival coreano “Dream Concert”. Membros do fã-clube do Super Junior, o E.L.F, entraram em atrito com
Confusão no Dream Concert 2008 fez lembrar brigas em estádios de futebol

os fãs da So Nyeo Shi Dae. Tudo supostamente começou quando as garotas da banda fizeram comentários que desagradaram fãs dos garotos. A partir daí, a confusão já havia tomado conta da internet e diversos fãs se atacavam com críticas aos ídolos dos outros. Mas o desentendimento tomou proporções maiores no dia em que o Super Junior, a So Nyeo Shi Dae e outros artistas subiram ao palco no “Dream Concert” daquele ano. O festival que celebra a cultura pop se tornou um ringue de fã-clubes, em uma confusão digna de estádios de futebol brasileiros. Mas essa não foi a única vez que um festival de k-pop serviu de palco para brigas entre fãs. É frequente a discussão entre os fã-clubes pela divisão de assentos feita pela organização do evento. Uns, questionam que seu grupo terá pouco espaço. Outros, reclamam da ausência de área reservada para os fãs de seu ídolo. Sentimentos tão intensos, de paixão ou de desgosto por um ídolo coreano, acabaram provocando duas extremidades aparentemente distintas. O fanatismo exagerado de algumas pessoas culminou nas sasaengs, fãs “seguidoras de ídolos”, enquanto a revolta por algum artista acabou criando diferentes grupos de anti-fãs, ou seja, aqueles que não gostam de algum artista. As Sasaengs Antes de falar sobre as sasaengs, vamos retomar a discussão feita na primeira parte da série “A Fantástica Fábrica do K-pop” (vide 2ª edição da ShaKin’ Pop). Na Coreia, o público costuma diferenciar “cantores” de “ídolos”. Cantores são artistas com mais tempo de estrada, com notável talento musical e que normalmente

35

não fazem tanto sucesso entre os mais novos. Ídolos são todos os artistas mais conhecidos do k-pop, mais jovens, fisicamente mais atraentes e que criam diversas tendências entre o público adolescente. Por mais talentosos que sejam, dificilmente esses ídolos são vistos como cantores pelo público da Coreia. Essa diferenciação agrava a ideia de que tais ídolos sejam seres especiais, fora da realidade e distantes de qualquer escândalo. Culturalmente, para um fã no Brasil, é bem mais fácil identificar um desses jovens astros como artistas talentosos, mas também como seres com diferentes qualidades e defeitos. Infelizmente, para muitos fãs na Coreia não é tão fácil assim fazer essa distinção. A maioria tende a acreditar que seus ídolos são perfeitos e acabam se decepcionando quando o lado mais “real” deles vem à tona. Essa imagem de artista perfeito acabou fazendo com que diversas garotas se tornassem seguidoras que desejam ficar 24 horas por dia com seus amados ídolos. Esse amor obsessivo se tornou um grande problema para os k-idols, que tem frequentemente sua privacidade invadida. A vida social desses artistas acaba prejudicada e muitas vezes é inibida por conta dessa perseguição constante. A insanidade dessas fãs, as sasaengs, já tomou proporções inimagináveis. Apenas para citar alguns dos impropérios cometidos pelas sasaengs: - Enviaram cartas escritas com seu próprio sangue para Lee Joon (MBLAQ), HongKi (FTISLAND) e TaecYeon (2PM), sendo a última tendo sido escrita com sangue do período menstrual; - Perseguiram as vans de vários artistas como EXO, Big

Bang e o TVXQ, já tendo causado acidentes e ferindo artistas; - Invadiram dormitórios de artistas como B2ST, FTISLAND e Shinhwa. Essas são apenas algumas das atrocidades cometidas por essas fanáticas garotas, que invadem até mesmo os banheiros usados pelos ídolos. Talvez os artistas que mais tenham sofrido com as sasaengs sejam os integrantes do JYJ. A privacidade do trio foi invadida a tal ponto que câmeras foram instaladas pelas sasaengs no estacionamento da casa de YooChun. Outra fã obsessiva já deu um “tapa na cara” do ídolo, com a esperança de que ele sempre se lembrasse dela. Controvérsias entre o JYJ e as sasaengs trouxeram à tona os absurdos que essas garotas cometem e o assunto se tornou pauta na mídia coreana. O problema não é recente, mas apenas este ano a imprensa do país pareceu se dar conta da gravidade da situação. Em entrevistas, essas garotas explicaram sobre o complexo sistema de organização das sasaengs, em que algumas delas muitas vezes se prostituem para conseguir manter essa vida de perseguição ao ídolo. Empresários de artistas relataram que já flagraram essas fãs urinando em frente ao dormitório dos ídolos, para “marcar seu território”. Tais atitudes fazem com que os responsáveis pelos ídolos tomem medidas drásticas contra essas garotas. Essa constante perseguição faz com que as gravadoras se tornem ainda mais severas quanto à segurança de seus artistas e evitem qualquer forma de contato entre os cantores e o público. Os traumas causados pela invasão de privacidade fez com que diversos artistas se tornassem reclusos e receosos quanto ao contato com fãs. Não foram poucas as vezes que TaecYeon (2PM), LeeTeuk e HeeChul (Super Junior) e outros pediram no Twitter que os fãs respeitem seu espaço. Por sua vez, BaekHo, do NU’EST, inocentemente comentou, logo após seu debut, que talvez as sasaengs não fossem tão ruins quanto a mídia tanto divulgava na época. “Eu não acho que as sasaengs são ruins. Na minha opinião, elas fazem isso porque gostam muito de nós. É fascinante para a gente”. A recente empolgação do debut e o pouco contato com essas garotas provavelmente fez com que o jovem artista dissesse que esse tipo de comportamento de uma fã é fascinante.

Integrantes do JYJ são uns dos principais alvos das fãs sasaengs

36

artistas que já foram atacados com objetos enquanto desembarcavam em aerportos; - YunHo (TVXQ) já foi hospitalizado após receber um suco de laranja de presente de alguém que pensou ser uma fã. Na verdade, o líquido trazia cola e pedaços de vidro; - Anti-fãs do TVXQ, que se diziam fãs de Big Bang e Wonder Girls, compraram diversos ingressos para um show do quinteto da SM Entertainment sem qualquer intenção de frequentá-lo, apenas para que o estádio aparentasse estar vazio; - Fizeram petições pedindo o suicídio de diversos artistas. A verdade é que todo fã quer sim estar perto de seu ídolo, falar com ele e ter qualquer tipo de contato. O problema das sasaengs é que essa vontade de estar com os artistas transcende o esperado por um fã normal e acaba ultrapassando os limites do respeito pela pessoa que “incorpora o ídolo” que essas jovens tanto idolatram. Os anti-fãs Enquanto uma das extremidades diz gostar tanto de um ídolo a ponto de acompanhá-lo em todos os momentos, a outra vertente do extremo fanatismo afirma ter um ódio profundo por algum artista. Normalmente fãs possuem um grande esforço para prestigiar e agradar seus ídolos e o que os “anti-fãs” fazem exatamente o contrário. Como? Eles fazem de tudo para afetar, ofender e até mesmo ferir aqueles ídolos que tanto detestam. A ideia parece absurda. E na realidade é mesmo, bem pior do que se imagina. Como podem essas pessoas dedicarem seu tempo simplesmente para prejudicar artistas que não gostam? Pois é. É exatamente isso que os anti-fãs fazem. Na Coreia, por exemplo, os grupos como B2ST, Big Bang, FTISLAND e INFINITE possuem um grande número de anti-fãs. Na maioria das vezes, o que eles fazem basicamente é frequentar páginas na internet para criticar e ofender esses artistas. Infelizmente, alguns desses “haters” não se limitaram a criticar os artistas e já causaram diversos problemas, como: - Colocar vinagre em uma pistola de água e atirar nos olhos de Yoon EunHye, nos tempos da Baby V.O.X; - ChangMin (TVXQ) e JunHyung (B2ST) são alguns dos
Anti-fãs do 2PM tomaram conta das ruas em Seul em protesto contra o grupo

E a lista não para por aí. O grupo com o maior número de anti-fãs na Coreia é sem dúvida o 2PM. Os rapazes conquistaram a antipatia de um grande número de pessoas após a saída de Jay Park da banda. Parte dessas novas anti-fãs eram antes sasaengs dos artistas, que usaram informações sobre a vida pessoal dos integrantes, que haviam supostamente descoberto enquanto os perseguiam, para os atacar. As anti-fãs do sexteto da JYP Entertainment já chegaram até mesmo a enviar flores de enterro e a queimar CDs do grupo em frente à gravadora. Outro artista que passou maus bocados por causa dos anti-fãs foi HanGeng, o eterno integrante chinês do Super Junior. Enquanto trabalhava na Coreia, o astro recebeu ameaças de morte, comidas envenenadas, bebidas com ácido sulfúrico e outras atrocidades. O cantor já teve até mesmo que fazer exames de urina para provar sua inocência de acusações de que ele estaria fazendo uso de anfetaminas. Acusações feitas, é claro, por anti-fãs. Os ataques nem sempre são físicos, mas por vezes aca-

37

bam atingindo os ídolos psicologicamente. LeeTeuk (Super Junior) e Mir (MBLAQ) já se mostraram extremamente afetados pelas críticas fervorosas dessas pessoas. O que leva as sasaengs a perseguirem tanto esses ídolos, a ponto de deixarem de lado suas próprias vidas, e o que leva pessoas a dedicarem seu tempo para prejudicar tanto os artistas é algo que requer uma abordagem bem mais psicológica. O exagero desses fãs beira o fanatismo e atinge o lado “patológico” de uma obsessão por celebridades e é algo que deveria ser acompanhado de perto pela família desses jovens e pela sociedade sul-coreana. Assume-se então a ideia de que, por mais que “defendam” ideais opostos, as sasaengs e os anti-fãs não

sejam tão diferentes quanto se parece. Com a mesma facilidade em que estão perseguindo os ídolos, por menor que seja o motivo, essas obsessivas pessoas podem se voltar contra aqueles que antes idolatravam. Contudo, não é preciso nem dizer que esses dois grupos representam apenas uma parcela dos fãs coreanos. Em sua maioria, o público da Coreia do Sul é extremamente organizado e dedicado aos artistas que tanto admiram. É preciso, no entanto, ressaltar que a invasão de privacidade dos ídolos infelizmente não é um problema que se limita as fronteiras coreanas. Os artistas coreanos já enfrentaram problemas semelhantes em países como os Estados Unidos e o Chile. É necessário, no entanto, a percepção de que, por traz de cada artista, existe uma pessoa que quer e tem direito a sua privacidade.

Alguns dos principais fã-clubes coreanos:

Banda: 2PM 2NE1 4minute B2ST Big Bang BoA TVXQ FTISLAND So Nyo Shi Dae INFINITE MBLAQ SHINee Shinhwa SS501 Super Junior U-kiss Wonder Girls

Fã-clube: Hottest Blackjack 4NIA B2UTY V.I.P Jumping BoA Cassiopeia Primadonna SONE Inspirit A+ Shawol Shinhwa Changjo Triple S E.L.F Kiss Me Wonderful

Cor: Cinza metálico Rosa escuro Roxo perolado Cinza escuro -Amarelo perolado Vermelho perolado Amarelo Rosa pastel Dourado perolado metálico Chocolate perolado Azul água perolado Laranja Verde claro perolado Azul safira perolado Rosa claro Borgonha perolado

38

Por Melody Kim

Go EunChan (Yoon EunHye) é o arrimo de sua família e, para conseguir quitar suas dívidas, a garota acaba topando vários tipos de empregos. Por manter seus cabelos curtos e usar roupas largas, a jovem é constantemente confundida com um garoto. Enquanto isso, Choi HanKyul (Gong Yoo) é um rapaz sedutor e mulherengo, herdeiro de uma grande empresa de alimentos. Sua família quer, a todo custo, fazer com que o jovem se case. Para isso, logo tratam de tentar escolher uma noiva para o rapaz através de encontros às cegas. Certo dia, os caminhos dos dois jovens acabam se cruzando. Após uma série de confusões e mal-entendidos entre os dois, HanKyul, acreditando que EunChan é um rapaz, a contrata para ser um falso “amante gay”, para fugir dos encontros armados por sua família. A jovem, que havia perdido o emprego, topa se fingir de amante. Mas a pressão familiar continua e HanKyul se vê obrigado a tomar conta de um negócio recém adquirido por sua avó. A matriarca da rica família havia comprado um antigo café, para que seu irresponsável neto pudesse

pela primeira vez trabalhar e ter responsabilidades. Para não decepcionar sua avó e para impressionar a bela Han YooJu (Chae JungAhn), por quem estava interessado, HanKyul aceita tomar conta do tal café. O local então é reformado e recebe o nome de “Café Príncipe”, onde só trabalhariam rapazes. E quem vai trabalhar lá com HanKyul? EunChan, é claro, que decidiu manter a farsa de que é um garoto para se manter no emprego. Ao time de HanKyul e EunChan também se juntam os divertidos MinYeop (Lee Eun) e HaRim (Kim DongWook), o charmoso No SunKi (Kim JaeWook) e o antigo dono do café, Sr. Hong (Kim ChangWan). Estava completa a escalação do Café Príncipe, que atrairia muitas garotas para o local só para ver os belos atendentes. A partir daí, a trama se desenvolve em torno do sentimento que surge entre EunChan e HanKyul, que se descobre apaixonado pela jovem mesmo acreditando que ela é um rapaz. O protagonista tem que então lidar com esse sentimento e com sua suposta homossexualidade. Outro casal que tempera a história é Han Sung (Lee SunGyun) e

YooJu, que vivem um presente envolvido por mágoas do passado. O enredo retrata de forma intensa as relações humanas e os sentimentos de cada personagem. Uma das cenas mais emocionantes é quando HanKyul admite estar apaixonado por EunChan e ainda não sabe que ela é uma garota. O rapaz não se importa em declarar o que sente, seja por um homem ou por uma mulher. Em alguns momentos até o telespectador se convence de que EunChan é um garoto graças à perfeita interpretação de Yoon EunHye. Mas a performance de cada um dos príncipes do Café também não fica para trás e dá um gosto todo especial à divertida história. E aí? Vai uma xícara?

커피프린스 1호점 (The 1st Shop of Coffee Prince) 17 Episódios Emissora: MBC Gênero: romance, comédia Data de transmissão: 02 de julho a 27 de agosto de 2007.

39

Por Lily Park

Na Coreia, o assunto relacionamento é abordado de formas bem diferentes do que acontece no Brasil. Por lá, por exemplo, os jovens normalmente começam a se relacionar bem mais tarde do que acontece por aqui. Lógico, existem as exceções e elas não são poucas. Mas é costume ver pessoas com mais de 20 anos que nunca namoraram ninguém. Os métodos de estudo e trabalho para os coreanos são bem rígidos então não sobra muito tempo para a vida amorosa. E isso não se restringe ao mundo dos artistas. Por lá, eles não têm tanta pressa em começar a se relacionar. Agora imagine, caro leitor, esse contexto aplicado a vida de um artista que é constantemente monitorado por empresários, câmeras e fãs. Fica realmente complicado conseguir uma brecha para relacionamentos. É estranho pensar que alguns ídolos coreanos cantam sobre o amor sem sequer ter tido alguma experiência amorosa. Parece exagerado, mas é uma questão cultural aliada aos rígidos sistemas do entretenimento coreano. A questão também depende da forma com que as gravadoras regulam seus valiosos artistas. Algumas dão mais liberdade para os artistas, tanto para suas vidas pessoais, quanto profissionais. Outras monitoram até mesmo os telefonemas dos artistas e criam “regras

para namoros”. Um exemplo conhecido é a clausula nos contratos de algumas gravadoras que diz que, até certa idade, o artista não pode se envolver em relacionamentos. Por que esses artistas têm que ficar tão reclusos? Lembra da ideia de que os ídolos coreanos devem possuir uma imagem perfeita e olimpiana para seu público? Seguindo essa mesma ideia, pressupõe-se que esses artistas perfeitos sejam também livres para permear o imaginário de garotos e garotas. De que valeria um belo e talentoso artista, se não posso sonhar com ele, porque sei que ele já tem uma namorada? É essa a imagem que as empresas querem vender. A ideia de que um cantor ou uma cantora possa ser o príncipe ou a princesa dos sonhos exige que um fã acredite que esse artista está livre para conhecê-lo e se apaixonar por ele. Será que alguém conseguiria sonhar com algum dos garotos do SHINee, por exemplo, se algum deles fosse casado? As agências por trás dos grupos promovem a ideia de que os garotos sejam “homens de todas as mulheres” e as meninas sejam “mulheres de todos os homens”. Outro motivo pelo qual as gravadoras insistem em impedir que os artistas se envolvam com outras pessoas é o medo de que isso influencie negativamente em suas carreiras. Relacionamentos exigem certo tempo e um romance pode fazer com que as pessoas sejam influen-

40

ciadas por seus amantes. Tais empresários pensam que se os ídolos passarem pelas “turbulências do amor”, eles poderiam desviar de suas carreiras ou abrir mão delas. Se os ídolos não se apaixonarem, não tem risco deles arriscarem suas carreiras, é o que alguns produtores pensam. Sem namorados e namoradas, eles permanecem “casados” com as gravadoras. Por ter essa “castidade” dos artistas incentivada desde muito tempo, o público coreano se acostumou com a ideia de que esses artistas não se relacionam com outras pessoas. Pelo menos não até certa idade. Em 1999, quando rumores indicavam que Moon HeeJun, líder do H.O.T, e Kan MiYeon, da Baby V.O.X, estariam namorando, houve uma verdadeira guerra entre os fãs. “Como poderiam dois integrantes de duas das maiores bandas jovens da época estar se relacionando?”. Apesar do namoro entre os dois nunca ter sido confirmado, ele é praticamente dado como certo. O problema foi que, revoltados com a hipótese de ter perdido seu amado HeeJun para outra mulher, muitas fãs do H.O.T ameaçaram a jovem cantora. Esse é outro motivo pelo qual os ídolos não se envolvem em relacionamentos (ou não admitem se envolver): o medo da reação do público. Simples cenas românticas dos artistas em clipes e filmes já são suficientes para quebrar os corações dos fãs. Imagine então um namoro real? Logo, sempre que ídolos são questionados sobre namoros, a resposta já é previsível. Quase todos negam que estejam saindo com alguém ou comentam sobre namoros antigos. Mas a realidade nem sempre é essa. Como ninguém é de ferro, é claro que muitos deles criam meios para dar suas “fugidinhas”. A cantora Lee Hyori já confessou sobre suas estratégias de namoro com outros artistas, dos tempos em que fazia parte do grupo FinK.L. Segundo a estrela, eles “flertavam e trocavam números durantes os ensaios”. HeeJun, por sua vez, contou que nos tempos do H.O.T costumava “se encontrar as escondidas dentro das vans da gravadora”. Hyori é uma das artistas que, com sua carreira já consolidada e uma certa maturidade, já consegue falar abertamente sobre seus relacionamentos sem qualquer alarde. A sinceridade e a irreverência da musa também contribuíram para que ela hoje consiga dividir sua vida pessoal tão facilmente com seus fãs.
Hyori e s eu atua l namo Lee San rado, o músico gSoon

Porém outros veteranos do k-pop não tiveram a mesma facilidade de Hyori para assumir seus relacionamentos. O cantor Se7en confessou estar com a atriz Park HanByul apenas em maio de 2009, quando comemoravam seu sexto aniversário de namoro. O pioneiro do k-pop, o lendário Seo Taiji, conseguiu o feito de ficar casado em segredo por quase 10 anos com a atriz Lee JiAh, com quem teve dois filhos. O matrimônio só se tornou conhecido da mídia tempos depois de ter chegado ao fim, quando a atriz entrou com um processo, em 2009, contra o roqueiro pedindo pensão alimentícia. Virando o jogo Apesar de todo esse receio em assumir seus relacionamentos ou até em se envolver neles, ao que tudo indica, a situação está mudando no mundo do entretenimento coreano. A primeira surpresa veio em outubro de 2010 quando JongHyun, do SHINee, assumiu seu relacionamento com a atriz Shin SeKyung. O namoro terminou meses depois, mas o tempo foi suficiente para que algumas fãs do astro se revoltassem contra o namoro. Era como se a atriz tivesse cometido um dos “pecados capitais do k-pop”: namorar um grande ídolo. No ano seguinte, outra surpresa: JunHyung, do B2ST, e Hara, da KARA, também assumiram estar em um relacionamento. O espanto

41

e se tornou motivo de piada pela internet. A SM Entertainment, por sua vez, preferiu não dizer muito sobre o caso. Em sites e redes sociais, fãs de diferentes países comentavam como o suposto escândalo poderia até mesmo acabar com a carreira da “irmãzinha da Coreia”. E na verdade, mais uma vez, não aconteceu nenhuma reação catastrófica, como era esperado. Certamente, não foi a explicação da LOEN Entertainment que acalmou os ânimos dos internautas. Por enquanto, a melhor justificativa é que os fãs coreanos estão se acostumando com a ideia de que seus ídolos podem sim se relacionar e que isso não é o fim do mundo. Recentemente, boatos afirmavam que Zico, do Block B, e HwaYoung, ex-T-ara, estavam juntos se espalharam pela internet, graças a um famoso site de noticias sobre a música coreana. Porém, o repentino rumor de que os protagonistas de dois dos maiores escândalos de 2012 estariam juntos passou praticamente despercebido. Foi também este ano que JuHyun, do grupo estreante SPICA, assumiu estar namorando JunJin, do Shinhwa. A diferença de idade de seis anos entre o casal foi alvo de críticas, mas nada que afetasse gravemente a carreira da jovem cantora. Assim como no caso de IU e EunHyuk, a indignação dos fãs não tomou proporções tão grandes quanto na época de HeeJun e MiYeon. Até o fechamento desta edição, a última surpresa do ano foi quando SunYe, líder das Wonder Girls, anunciou estar noiva. A jovem e seu namorado, com que está há um ano, planejam se casar em janeiro de 2013. Os planos foram anunciados pela gravadora JYP Entertainment, que sempre faz questão de se manter à frente do rígido sistema do k-pop e manifestou apoio à união. O matrimônio surpreendeu a todos e fará de SunYe a primeira cantora da nova geração do k-pop a se casar. De mansinho, os jovens artistas coreanos começam a compartilhar suas vidas pessoais. Se os fãs normalmente gostam de saber de cada detalhe da vida de seus ídolos e acompanhar cada passo dado por eles, é normal que tenham também curiosidade em saber sobre a vida amorosa de cada um deles. Se o público e a mídia de fato estiverem se acostumando com isso, esses artistas não precisarão mais se privar tanto e esconder de tal forma suas vidas. Enquanto isso não se concretiza por completo, nos resta torcer para que o próximo “casal k-idol” a se assumir publicamente não cause mais uma “III Guerra Mundial” entre os coreanos.

ve se r Girls, de s Wonde vem der da SunYe, lí ar no ano que cas

dessa vez veio da reação dos fãs. Enganouse quem pensou que os fãs dos dois artistas travariam uma guerra contra o namoro. Muitos até apoiaram. A nova estratégia de, ao invés de negar o romance, assumi-lo vagarosamente ao público deu certo. Era um sinal de que a situação estava mudando e o público se colocava disposto a aceitar saber sobre a vida pessoal de seus ídolos. Mas este ano, eis que surge uma nova surpresa. Certa madrugada, a jovem cantora IU, conhecida como a “irmãzinha da Coreia”, publicou em seu Twitter uma foto em que aparece ao lado de EunHyuk, do Super Junior. Aparentemente, nada demais, a não ser pelo fato de IU estar de camisola na imagem, enquanto o rapper do SuJu aparentava estar sem camisa. Minutos depois, a foto foi removida pela jovem do microblog, mas foi tempo suficiente para que a foto se espalhasse e rendesse discussões pela internet. O que faziam os dois ídolos juntos, enquanto ela estava de camisola e ele sem camisa? A resposta parecia bem clara para a maioria, que se surpreendeu não com o possível relacionamento entre os dois, mas sim com a hipótese de a inocente IU ter dormido com o integrante do Super Junior. A LOEN Entertainment, responsável pela carreira de IU, negou o romance e afirmou que EunHyuk apenas visitou a cantora quando ela estava doente. A explicação não convenceu

42

Autênticos, talentosos e um dos grupos preferidos de k-pop em todo o mundo. Saiba mais sobre os cinco integrantes do Big Bang.
Por Lily Park

vaga no Big Bang. - Se pudesse ser outro integrante por um dia, seria T.O.P pois gosta de seu olhar carismático. , - É um grande amigo de GaIn (Brown Eyed Girls). - Detesta quando dizem que ele tem pernas curtas. - Se não fosse um cantor, gostaria de ser professor de jardim de infância. TaeYang - Se interessou em trabalhar com música quando era criança, depois de ouvir um disco do Brian McKnight. - Dança e toca piano desde muito jovem. - É o mais baixinho do grupo. - Por ser músico, se diz sensível a vozes e gosta quando a mulher tem uma voz bonita. - Gosta de ser independente e odeia quando é repreendido. - Alivia o estresse escutando música. DaeSung - Tem obsessão pelo personagem de anime Doraemon. - Segundo SeungRi, DaeSung costumava andar pelado no dormitório quando estava sozinho. - Sente orgulho de si mesmo quando consegue fazer alguém se comover com sua música. - Não sabe nadar. - Odeia quando dizem que ele ganhou peso quando se esforça para fazer uma dieta. - Antes de decidir se tornar um cantor, pensou em ser jogador de basquete, pastor e apresentador de TV. T.O.P - Perdeu 20kg em 40 dias para ser aceito na YG Entertainment. - Inicialmente, seu nome artístico seria Mark. O nome T.O.P foi uma sugestão de Se7en. - Não tem carteira de motorista. - Acha que seu diferencial é sua presença de palco e confiança em se expressar em frente às câmeras. - Tem HyunJoong (SS501) e JaeJoong (JYJ) como grandes amigos. - Se fosse mulher por um dia, compraria sapatos e usaria salto durante todo o dia.

- A meta do Big Bang durante seu debut era “surpreender o mundo”. - G-Dragon e TaeYang são amigos desde o início dos anos 2000, quando formavam a dupla GDYB e faziam participações em trabalhos de outros artistas da YG Entertainment. - Como têm o mesmo nome, T.O.P é conhecido como o “grande SeungHyun” e SeungRi como o “pequeno SeungHyun”. - Todos os integrantes têm medo de Yang HyunSuk (presidente da YG Entertainment), menos G-Dragon. G-Dragon - Começou sua carreira artística desde cedo e fez parte da versão infantil do grupo Roora. - Nasceu no mesmo dia em que começaram as Olimpíadas de Seul, 18 de agosto de 1988. - Foi trainee da SM Entertainment por cinco anos. - Disse que não pode viver sem sonhos, amigos e desafios. - Tem dois quartos só para guardar suas roupas. E ainda sobraram algumas, que ficam na casa de seus pais. - Sempre antes de fazer um show, verifica cada setor do público para garantir que todos consigam ver bem o palco. SeungRi - Participou do programa de talentos “Battle ShinHwa”. - Competiu com HyunSeung (B2ST) pela última

43

O estilo musical da região é bem diversificado, desde hip hop até DJs consagrados, de reggae ao bom e velho rock and roll. E para os fãs de música pop coreana a opção mais acertada é o clube HOOPER, o único de Hongdae que toca k-pop. Além disso, a área é famosa pela grande concentração de bandas de rock Saiba mais sobre Hongdae: a região universitária que indie e underground. A cena artística é bem conhecida, reúne os jovens e a vida noturna coreana com bandas como Somah Dat (rock e blues), Windy City Por Belle Lioncourt (reggae) e Black Bag (rock - conheça os integrantes no Se você está na Coreia do Sul e busca por agitações box abaixo). noturnas, não tenha dúvidas: Hongdae é o local. A Entretanto não é apenas durante a noite que a região região é conhecida por ser o centro da vida noturna é atraente. O centro comercial de Hongdae oferece coreana, onde se encontram diversos clubes. Desde preços razoáveis e diversidade de produtos, ótimos 2001, na última sexta-feira de cada mês, acontece o “Club Day” por lá. Trata-se de um “festival jovem”, com o para presentear os amigos. São aproximadamente 800 intuito de promover os clubes participantes. Por 15,000 vendedores circulantes e por lá você encontrará objewon (aproximadamente R$29), você adquire um bilhete tos artesanais, principalmente para o público feminino. São brincos, colares, anéis, chapeis, roupas pintadas à que dá acesso às casas participantes. Além da entramão, entre outros produtos de diferentes estilos. da, você ainda ganha um drink. É diversão garantida! Uma dica: não procure por “Hongdae” no mapa em inglês do metrô de Seul, você não encontrará. O nome “Hongdae” surgiu a partir da palavra “Hongik” em referência a uma universidade da região. A solução é procurar por “Hongik University” no mapa do metrô.

Dentre os clubes locais vale ressaltar o SK@. A casa possui uma atmosfera acolhedora, com fotos dos visitantes nas paredes como parte da decoração. Além das fotos, o público estrangeiro também deixa moedas de seu país no clube. As moedas também viram parte da decoração. Será que algum brasileiro já deixou uma moeda do nosso real na boate?

A chocoball - turma de amigos de HeeChul (SuJu), HongKi (FTISLAND), Jang GeunSuk e mais - é frequentadora assídua de Hongdae

44

Por Lily Park

Consoantes compostas: ㄲㄸㅃㅆㅉ

Vamos relembrar as letras do alfabeto coreano que aprendemos nas últimas edições? Consoantes: ㄱ (g / k), ㄴ (n), ㄷ (t / d), ㅁ (m), ㅇ (h), ㅅ (s), ㅂ (p /b), ㅈ (j / z), ㄹ (r / l), ㅋ (k soprado), ㅌ (t soprado), ㅍ (p soprado), ㅊ (j soprado), ㅎ (r “carioca”). Vogais: ㅏ (a), ㅑ (ia), ㅓ (o), ㅕ (io), ㅗ (o), ㅛ (io), ㅜ (u), ㅠ (iu), ㅡ (ü), ㅣ (i) Nessa edição, vamos aprender as consoantes e as vogais compostas. Depois, iremos treinar algumas expressões para conversação. Vogais compostas: ㅏ +ㅣ = ㅐ (e - romanizado como “ae”) ㅓ +ㅣ = ㅔ (é) ㅑ +ㅣ = ㅒ (ie) ㅕ +ㅣ = ㅖ (ié) Aplicação em palavras: Sapo - 개구리 (keguri) Pássaro - 새 (sae) Professor - 선생 (sonsaeng) ㅗ ㅗ ㅗ ㅜ ㅜ ㅜ ㅡ + + + + + + + ㅏ ㅐ ㅣ ㅓ ㅔ ㅣ ㅣ = = = = = = = ㅘ (ua) ㅙ (ue) ㅚ (ê) ㅝ (uó) ㅞ (ué) ㅟ (ui) ㅢ (üi)

As consoantes compostas são duplicações das consoantes simples. Quando duplicadas, o som se torna mais “tensionado”, ou seja, mais precisa. A pronúncia será mais forte, semelhante ao que acontece com as sílabas tônicas da língua portuguesa. Aplicação em palavras: Cereja - 버찌 (beojji) Morango - 딸기 (ttalgi) Agora que já aprendemos todas as letras e variações do alfabeto coreano, podemos começar a praticar algumas expressões. A primeira e mais básica de todas é 안녕하세요 안녕 (annyeong) significa paz, saúde, bem estar. 하세요 (haseyo) significa “você faz”, “por favor, faça”. Unindo as duas palavras, o resultado é 안녕하세요 (annyeonghaseyo). Essa é a forma mais comum de se cumprimentar alguém em coreano e pode ser usada como “Olá”, “Oi”, “Como está”, “Bom dia”, “Boa tarde”, “Boa noite”, etc. Outra expressão útil é 감사합니다. 감사 (kamsa) significa gratidão, apreço. 합니다 (hapnida) significa “eu faço”, “eu estou fazendo”. O resultado é 감사합니다 (kamsahapnida), que é a maneira de se dizer “Obrigado”. 감사합니다 pode ser usado em qualquer situação em que você queira se mostrar grato por alguma coisa. Na próxima edição, continuaremos aprendendo algumas novas expressões. Até lá!

Aplicação em palavras: Cadeira - 의자 (uija) Maça - 사과 (sagwa) Chave - 열쇠 (yeolsoe)
승호 (SeungHo )

45

Por Melody Kim

É de Libra aquele que nasceu entre 23/09 a 22/10. Key (SHINee), SeungHo (MBLAQ), Zelo (B.A.P) e JiYoon (4minute) pertencem a esta casa do zodíaco. O signo de Libra tem como características marcantes a harmonia e a organização. Não é à toa que seu símbolo é a balança. Assim como JiYoon, a libriana sabe valorizar as amizades e corre de brigas e confusões. Charme, delicadeza e estilo fazem parte do seu cotidiano. A mulher de Libra às vezes costuma mostrar um lado masculino, mas nunca deixa a feminilidade de lado. O garoto de Libra é um príncipe encantado. Zelo e Key representam fielmente a personalidade do signo. O libriano se veste bem, é romântico e extremamente carinhoso. Dramas e ciúmes não combinam com o signo. Além das características já citadas, SeungHo demonstra outro ponto forte do libriano: a diplomacia. O líder do MBLAQ já mostrou suas habilidades de se relacionar bem no mundo dos negócios, já tendo assumido o cargo de empresário de seu grupo e se dá super bem quando o assunto é coordenar a equipe. Par ideal: Gêmeos Libra também combina com: Libra, Aquário, Áries, Leão e Sagitário. Outros ídolos librianos: Taeil (Block B), T-ae e Di (RaNia), ShinDong, DongHae e Henry (Super Junior), YooBin (Wonder Girls), IlHoon (BTOB) , ChunJi (Teen Top), SunHwa (SECRET), Lay (EXO-M), Nicole (KARA), Thunder (MBLAQ), Suzy (miss A), Kota (Sunny Hill) e Stephanie (CSJH The Grace).

46

É de Escorpião aquele que nasceu entre 23/10 a 21/11. T.O.P (Big Bang), Ren (NU’EST), Miryo (Brown Eyed Girls) e BoA pertencem ao signo mais emotivo do Zodíaco. A característica mais marcante do escorpiano é a sensibilidade. Mas ele também sabe lidar com competições se mostrando sempre corajoso. Assim como BoA e Miryo, a garota de escorpião é extremamente inteligente, forte e destemida. Tem capacidade de se controlar em situações difíceis, sabe ser atraente e demonstra confiança em seus gestos. O garoto de Escorpião é ciumento e desconfiado, mas é um companheiro extremamente carinhoso. Ren mostra um lado sensível e romântico dos escorpianos. Desse tipo de rapaz você pode esperar muita fidelidade e companheirismo. T.O.P nos mostra o lado mais sedutor do signo. O homem de Escorpião é reservado, mas observa tudo que acontece em sua volta. Decidido, poderoso e criativo, o escorpiano consegue se destacar em qualquer atividade em que esteja disposto a se dedicar. Par ideal: Touro Escorpião também combina com: Escorpião, Câncer, Peixes, Virgem e Capricórnio. Outros ídolos escorpianos: Krystal (f(x)), YoungSaeng (SS501), Kris (EXO-M), G.O (MBLAQ), SE7EN, MinHwan (FTISLAND), Sandara (2NE1), Xia (RaNia), HyungSik (ZE:A), ChangJo (Teen Top), JinYoung (B1A4) e DongWan (Shinhwa).

É de Sagitário aquele que nasceu entre 22/11 a 21/12. Yuri (SNSD), JunHyung (B2ST), EunJung (T-ara) e Onew (SHINee) pertencem a esta casa do zodíaco. O signo de Sagitário tem como principais características o bom humor, positivismo e um espírito aventureiro. Assim como EunJung e Yuri, a garota de Sagitário é extremamente sincera e fala “na lata”. Por ser tão positivista, a sagitariana acaba atraindo boas energias e muitas amizades para sua vida. A sensibilidade ajuda quem é de Sagitário a se dar bem no campo das artes. Onew expressa o lado animado e generoso do signo. O garoto de sagitário sabe se mostrar sábio, possui muita energia e resistência. As pessoas regidas por este signo são independentes e criativas. JunHyung é um sagitariano nato nesse sentido. Mesmo sendo tão jovem, o rapper do B2ST conseguiu se mostrar um dos melhores compositores da Coreia e isso de deve a capacidade de reflexão com o universo e com o seu próprio eu. Par ideal: Sagitário Sagitário também combina com: Áries, Leão, Libra, Gêmeos e Aquário. Outros ídolos sagitarianos: DongWoo (INFINITE), L. Joe (Teen Top), Kevin (U-kiss), ChanYeol (EXO-K), JuHyun (SPICA), MinHyuk e EunKwang (BTOB), SiWan e HeeChul (ZE:A), MinHo (SHINee), SeungRi (Big Bang), Qri (T-ara), B-Bomb (Block B), KangHo e SungMin(CO-ED), YoonJo (Hello Venus), Xia Junsu (JYJ) e JaeJin (FTISLAND).

47

UNLOCK (Dance Crew) é um grupo de dança de Curitiba / PR formado em junho que faz covers do SHINee. A primeira apresentação dos meninos foi no Londrina Matsuri, em setembro, quando venceram o concurso de dança Sekai no Pop. Vale a pena visitar o canal do grupo! Lá já tem covers de três hits do SHINee: youtube.com/user/unlockdancecrew

O grupo Legend Kpop Cover (antigo z1), de Curitiba / PR, divulgou seu primeiro cover, de “Sherlock”, também do SHINee, e fez o maior sucesso. Os meninos têm o objetivo de representar o Brasil em outros países e têm tudo para fazer isso muito bem, né? Em breve eles postarão covers de outros artistas, então fique de olho! Conheça o Legend Kpop Cover: youtube.com/watch?v=zx0IQKKFQl4

48