Você está na página 1de 6

1.

Algo vai acontecer

Se prepare nesta hora


Algo vai acontecer
Crente que nunca deu gloria
Hoje vai se converter
Porque o Espírito Santo
Vai fazer coisas tremendas
Crente fraco ficar forte
Vai modificar a cena
Fazer crente derrotado
Receber sua vitória
Crente velho enferrujado
Sair pulando dando gloria

E quando a gloria subir


Vamos ver o céu descer
Muitas cenas do passado
Vão se repetir por que
A Mirian vai dançar
O fariseu vai correr
Davi troca a postura
Pela gloria e o poder

Gloria , gloria
Aleluia gloria a Deus
É gostoso pra quem gosta
Mas ruim pra fariseu
Quando o Espírito Santo
Apossar deste lugar
Não tem ninguém que segure
Se alguém tentar deter
Pode até se queimar

Não é proibido
Abra a boca e dê um glória
Faça tremer o inferno
E proclame sua vitória
E bota diabo besta
O mais longe que puder
Diante deste movimento
Quando o fogo está caindo
O diabo dá no pé

2. Mais que emoção


Até parece uma estrada sem saída
Até parece uma busca sem razão
Até parece um problema insolúvel
Ou uma dor que quando explode o coração
Até parece um caminho sem retorno
Que desfeito pelas lavras de um vulcão
Quando a morte tenta suplantar a vida
Um estado terminal sem regressão
Tudo isso enquanto meu Jesus não chega
Estendendo a mão

Quando ele chega a explosão de alegria


É fantástico é bem mais que emoção
É o salto da derrota pra vitória
A alegria logo estoura é explosão
Acontece tudo quando Ele chega
Estendendo a mão

Se o inimigo roubou tudo quanto tinha


E deixou dilacerado o coração
Sufocando sua vida de maneira
Que restou somente a dor da solidão
Te apresento vencedor que desconhece
Um problema que não tenha solução
Adversário a altura pra um duelo
Inimigo forte que não vai ao chão
É Jesus que vai mudar teu cativeiro
Estendendo a mão
3. O ultimo adeus

Relembrando como tudo começou


Quando a seu pai querido abandonou
Resolveu partir
Sua parte da fazenda recebeu
Sua herança tudo aquilo que era seu
E a se despedir
A tristeza tomou conta do seu lar
O seu pai sentiu ao vê-lo se ausentar
Quem sabe até chorou
Mas a sua esperança não morreu
Com certeza o seu filho se perdeu
Porem não será o ultimo adeus
Com dinheiro a amizade não faltou
E a fortuna pouco a pouco se acabou
Começou então a mendigar o pão
E difícil ficou a situação
Os amigos recusaram a ajudar
Quando a fome chegou aquele lugar
Sempre foi assim e assim será

E a porcos começou a apascentar


Nessa hora ele lembrou-se do seu lar
Seu querido pai
Onde havia abundancia de pão
E então tomou a sabia decisão
Ah eu vou voltar
Eu pequei contra o céu perante ti
Sei que não sou digno de estar aqui
E agiu assim
O seu pai de longe o reconheceu
O seu filho estava morto e reviveu
Feliz o abraçou E o recebeu
Mandou colocar anel na sua mão
Roupa nova para o seu filho se trajar
Como símbolo de reconciliação
Aliança que jamais se desfará
Mata o bezerro que eu separei
E os amigos mandam todos convidar
Sempre foi assim e assim será
Sempre foi assim e assim será
4. É necessário

É necessário remover a pedra


Para o Senhor entrar com providencia
É necessário remover a pedra
Par a o necessitado receber a benção
É necessário remover a pedra
Para o milagre acontecer agora
É necessário remover a pedra
Para ver o morto vim andando para fora

Quando Jesus chegou lá em Betânia


Havia choro e muita tristeza
O seu amigo já tinha morrido
Mas pra Jesus já não era mais o mesmo
Se aproximando Marta e Maria
Lamentando o que tinha ocorrido
Se o Senhor estivesse aqui
O meu irmão não teria morrido

Quando Jesus chegou ao cemitério


A Bíblia fala que ele chorou
A multidão que assistia tudo
Dizia entre si como Ele o amou
E Jesus disse não fique abaladas
Eu sou a vida para quem morreu
Se vocês crerem não se preocupem
Ainda hoje verão a gloria de Deus

5. No Vale

Me pergunto Senhor o porque


O que foi que fiz pra merecer
Essa dor
Que não passa de mim nem sequer
Um minuto um momento meu Deus
Que horror
Estou cansado de tanto esperar
As palavras se perdem no ar
E não sei
Se devo seguir ou parar
Mas pergunto até quando será
Que no vale da sombra da morte
Eu terei que andar

Até quando Senhor


Me responde agora
Ou me leve ou me ajude
A levar esta cruz
Por favor, não demore
Eu pertenço a ti
E não vou questionar
O que deves fazer
Pra que eu seja feliz
Vencedor é preciso
O céu intervir

Eu não tenho a resposta não sei


Se é vida pra filho de rei
Ou não sou
A minha alma está em questão
Ta valendo minha salvação
Essa dor
To cansado de tanto abafar
As palavras que perdem no ar
Eu não sei
Se devo seguir ou parar
Mas pergunto até quando será
Que no vale da sombra da morte
Eu terei que andar

6. Asas da Esperança

As manchetes dos jornais


Vão mesmo publicar
Em letras garrafais
Que desapareceu da Terra
Um povo diferente
Ninguém foi encontrado
Toda imprensa vai dizer
Não se sabe pra onde
Como, nem porque
Onde está tanta gente
Vão procurar porém
Ninguém vai ser achado
Casas faltando parentes
Congestionamentos
Carros sem ninguém
Fábricas paradas
E lojas fechadas
Sem ser feriado
Só quem não conhece a Bíblia
Vai perder o seu tempo
Procurando em vão
Enquanto isso o povo desaparecido
Já está em Sião

Voa esperança, voa em tuas asas


Leva-me pra o céu
Se a vida aqui já não está tão boa
Eu quero ir voando me encontrar com Deus
Voa esperança, voa em direção
De um novo amanhã
Já estou chegando à cidade de ouro
À nova Canaã

"E um anjo me levou em espírito e me


Mostrou a grande cidade. A sua luz era
Semelhante à uma pedra preciosíssima
E tinha um grande e alto muro todo de
Jaspe com doze portas, e nas portas
Doze anjos. A cidade era toda de ouro e
Havia nela o Rio da Água da Vida, e no
Meio da praça a árvore da vida. Ali não
Há noite, nem luz, nem sol, porque o
Senhor Deus é a própria Luz."

Muitos lares vão chorar


Lágrimas de sangue e vão se perguntar
Porque somente a gente
Se a casa da frente vazia ficou?
Sem querer acreditar correrão pra o templo
E só vão encontrar meia dúzia de gente
Céticos chorando sua grande dor
Só aí vão se dar conta
Do arrebatamento, um fato tão real
Vão desejar a morte
Do sul para o norte
E a morte estará presa
Vão gritar para os montes
Em total desespero:
"Caiam sobre nós!"
Mas a igreja querida estará na glória
Descansando em paz.

7. A Moda do Lenço

Interesses relacionados