Você está na página 1de 4

GABINETE DE APOIO AO ASSOCIATIVISMO

Manual de insctuções

INDÍCE

SECRETARIA GABINETE DESPORTO

CAPITULO I

CANDAIDATURAS

Artigo 1º Candidatura - Exame médico, normas e impressos

1. O Clube deverá candidatar-se ao apoio médico, através do modelo “Candidatura Apoio Médico”, que se anexa;

2. O clube deverá apresentar, devidamente preenchidos os seguintes documentos:

a)

Relação de atletas (Mod. GAA 003-A);

b)

Exame médico desportivo (Mod. Centro Medicina Desportiva)”

c)

Declarações dos pais dos atletas menores (Modelo Workdone);

d)

Ficha individual de atleta (Mod. GAA 002);

e)

Fotocópia do bilhete de identidade dos atletas e

f)

Fotografias dos atletas. (Mod. GAA 003-C)

3. Os clubes deverão requisitar os impressos de exames médicos individuais que considerarem necessários, cujo custo é de 0,60€ por unidade.

4. A candidatura deverá ser apresentada até 05 de Junho, podendo sê-lo feito já de imediato, o que consideramos conveniente.

5. O clube poderá propor as datas e os horários mais convenientes para os seus atletas, para a orientação de programação do serviço.

6. A validade do exame médico é de um ano, e perante a AFP terá de ter a data da sua realização após o dia 1 de Julho de 2009.

7. Estão isentos de apresentação de ficha individual de inscrição no GAA, os atletas que já constam do Registo Municipal, e que não se verifique alteração de dados. Será oportunamente entregue relação dos atletas contemplados com esta isenção.

Apelamos a V. Ex.ª para que formalize a sua candidatura com a maior brevidade possível. O vosso empenho será compensado futuramente.

Artigo 2º Candidatura Inscrição de atletas

1. O Clube deverá candidatar-se ao apoio à actividade regular, através do modelo GAA “Candidatura ao Apoio à Actividade Regular (Inscrição de Atletas)”, que se anexa;

2. O clube deverá apresentar, devidamente preenchidos os seguintes documentos:

a) Relação de atletas (Mod. AFP);

b) Boletins de inscrição dos atletas (Modelos 3 Masc. ou 7 Fem);

c) Fotografias dos atletas (Mod. AFP);

d) Fotocópias autenticadas dos bilhetes de identidade dos atletas, quando se tratar de cartão de

cidadão;, e) terão de juntar ainda fotocópia da cédula

f) Fotocópias autenticadas dos bilhetes de identidade do representante dos menores;

g) Cartas de desvinculação, quando necessárias e

h) Outros documentos quando forem solicitados

GABINETE DE APOIO AO ASSOCIATIVISMO

Manual de insctuções

3. Os clubes deverão requisitar os impressos AFP necessários e já referidos no número anterior.

4. Já estão disponíveis na tesouraria da AFP os novos boletins de inscrição. Os clubes que tenham em seu poder boletins antigos, deverão destruí-los de forma a evitar enganos.

5. Os custos destes impressos são os seguintes:

- Relação de atletas (ainda não disponível)

- Boletim de inscrição AFP - 1,10€ (este valor vai aumentar brevemente)

6. Escalões Idades dos jogadores

 

MASCULINOS

Código

Categoria

 

Data Nascimento

Obs

01

Sénior

1990

Inclusive

Sénior

03

Júnior

1991

- 1992

Júnior A

05

Juvenil

1993

- 1994

Júnior B

07

Iniciado

1995

- 1996

Júnior C

09

Infantil

1997

- 1998

Júnior D

11

Escola

1999

2000 - 2001

Júnior E

 

FEMININO

 

01

Sénior

1990 Inclusive

Sénior

03

Júnior

1991 1992 1993 1994 - 1995

Júnior

7. No caso das camadas jovens, o atleta só poderá participar nos jogos do escalão imediatamente a seguir, caso conste do exame médico a sua aptidão.

8. É ainda possível um atleta do escalão etário juvenil, participar nos seniores, mas neste caso, terá de ser submetido a exame médico especial, realizado pelo Centro de Medicina Desportiva, sendo o seu custo no valor aproximado a 95€, a suportar pelo clube.

9. A utilização de atleta que não tenha exame médico ou que não esteja apto a prática da modalidade, será penalizado (ver artigo 47 do R.D. da AFP.)

CAPITULO II

FILIAÇÕES

Artigo 3º Candidatura Filiações

1. O Clube deverá apresentar neste Gabinete a candidatura de filiação do clube, com a antecedência mínima de 8 dias anterior ao término do prazo constante da respectiva circular da AFP, depois de devidamente preenchida e assinada, que habitualmente é a seguinte:

Filiação em Futebol Onze ou de Sete

a) Requerimento de Filiação (Mod. 028 AFP);

b) Ficha de dados e contactos;

c) Auto de Vistoria (em triplicado)

Filiação em Futsal

a) Boletim de Filiação nas Provas de Futsal;

b) Ficha de dados e contactos;

2. É imprescindível a indicação do número de equipas a inscrever por prova.

3. Todos os impressos depois de devidamente preenchidos, devem ser carimbados e assinados por 3 elementos da Direcção do clube.

GABINETE DE APOIO AO ASSOCIATIVISMO

Manual de insctuções

4. O Pagamento das filiações terá de ser efectuado no acto da entrega da documentação.

CAPITULO III

TESOURARIA TABELAS DE PREÇOS

Artigo 4º Tabelas de Preços

1. Taxas de filiação de futebol onze e de sete:

Divisão

Valor

1ª Divisão Distrital

 

Amadores Divisão de Honra

 

Camadas Jovens

 

2. Custo de Inscrição de atletas Futebol Onze e de Sete

Escalão

Taxa Insc.

Seguro

Taxa Transf.

Cartão

Sub Total

Sub. Cat. (*)

TOTAL

Sénior

             

Júnior

             

Juvenil

             

Iniciado

             

Infantil

             

Escola

             

Subida de categoria (*) No caso de o clube concorrer ao mesmo escalão, o custo e da sua responsabilidade

3. Cartões de directores ou técnicos

Distrital

Cartão

Seguro

Total

CAPITULO IV

FORMAÇÃO

Artigo 5º Formação de técnicos e directores

1. Decidiu a Direcção da AFP que os clubes deverão dispor nos seus quadros, e por categoria, de um Massagista habilitado com o respectivo curso.

2. A indicação de Massagista, a que se refere o número anterior, entra em vigor nas próximas épocas, como abaixo se indica:

Futebol Onze, Futebol de Sete e Futsal

a) Época 2009/2010 Seniores e Juniores

b) Época 2011/2012 Juvenis e Iniciados

c) Época 2013/2014 Infantis e Escolas

3. Estão abertas as inscrições para um novo curso de massagistas, sendo possível a sua realização em Paços de Ferreira, para tanto, é necessário apresentarmos no mínimo 30 candidatos, que desde já contamos com o vosso empenho.

Requisitos necessários

GABINETE DE APOIO AO ASSOCIATIVISMO

Manual de insctuções

a) Através de impresso próprio / Ficha de Inquérito (munido de foto tipo passe)

b) Idade mínima 18 anos;

c) Escolaridade mínima obrigatória;

d) Possuir aptidão física e mental para o exercício da função;

e) Dá-se prioridade a quem já esteja a exercer as funções de massagistas mediante a

presentação de declaração de assumpção da responsabilidade de um médico

f) Os candidatos serão submetidos a uma prova de português a fim de avaliar os seus

conhecimentos;

g) Valor da inscrição - 480,00€ com IVA incluído, (este valor poderá ser alterado)

h) A Câmara comparticipará com (ver valor e indicar artº)

CAPITULO V

PARTICIPAÇÃO EM PROVAS DA AFP

Artigo 6º Deveres e obrigações a ter antes de incitar a prova

1.

Participar nos sorteios dos campeonatos, aos quais o clube concorra

2.

Inscrever os atletas na AFP.

 

a) Entregar no GAA os processos completos a que se refere a candidatura (artº nº 2)

b) Os clubes poderão ainda entregar os processos de inscrição no GAA até às 12:00 horas do

11º dia anterior à 1ª jornada, mas com agravamento de 30% sobre a taxa de inscrição, a pagar pelo clube no acto da entrega da documentação.

c)

Após a 1ª jornada, o prazo é de 11 dias anteriores ao jogo, sem agravamento.

 

3.

Inscrever delegados aos jogos, treinadores e massagistas

 

a)

Delegados terão de constar do processo dos corpos gerentes;

b)

Treinadores habilitados com curso;

c)

Massagistas um por cada escalão de seniores e juniores (Futebol Onze e Futsal)

 

Os elementos do banco, têm de permanecer, neste durante o jogo, sob pena de serem considerados ausentes, sendo o clube multado em 50€.

4.

Pedir autorização de utilização de publicidade no equipamento

a) Pedir à AFP, com antecedência mínima de 8 dias em relação ao início da prova;

b) O pedido é feito triplicado em papel timbrado do clube e impresso próprio da AFP, e individualmente por equipa;

c) Juntar fotografia da camisola, dos lados em que tenha sido estampada.

d) Exibir uma camisola por escalão

e) No caso de se manter a mesma publicidade, que já tenha sido homologada, apenas é necessário mandar ofício renovar a sua utilização.

f) Na falta de homologação da publicidade acima descrita o clube incorre na infracção do artº 72 do R.D – multa de 2.00€ a 4.00€, com redução

Interesses relacionados