Você está na página 1de 48

Ecodial Advance Calculation 4.25

Ajuda técnica

Ecodial Advance Calculation 4.25 Ajuda técnica

Ecodial Advance Calculation

Nome dos componentesEcodial Advance Calculation Indice Principais evoluções associadas ao relatório técnico Cenelec TR50480 Esquemas de

Indice

Principais evoluções associadas ao relatório técnico Cenelec TR50480Ecodial Advance Calculation Nome dos componentes Indice Esquemas de aterramento Tipos de perdas dos transformadores

Esquemas de aterramentoassociadas ao relatório técnico Cenelec TR50480 Tipos de perdas dos transformadores Coeficiente de

Tipos de perdas dos transformadoresrelatório técnico Cenelec TR50480 Esquemas de aterramento Coeficiente de simultaneidade Ks Conexão dos componentes e

Coeficiente de simultaneidade KsEsquemas de aterramento Tipos de perdas dos transformadores Conexão dos componentes e modos de exploração

Conexão dos componentes e modos de exploraçãoperdas dos transformadores Coeficiente de simultaneidade Ks Seletividade dos dispositivos de proteção Verificação

Seletividade dos dispositivos de proteçãoKs Conexão dos componentes e modos de exploração Verificação dos efeitos térmicos nos cabos Seletividade

Verificação dos efeitos térmicos nos cabosde exploração Seletividade dos dispositivos de proteção Seletividade das proteções diferenciais Filiação

Seletividade das proteções diferenciaisde proteção Verificação dos efeitos térmicos nos cabos Filiação Disjuntor e interruptor extraíveis Motorização

Filiaçãonos cabos Seletividade das proteções diferenciais Disjuntor e interruptor extraíveis Motorização dos

Disjuntor e interruptor extraíveiscabos Seletividade das proteções diferenciais Filiação Motorização dos disjuntores e interruptores Abertura à

Motorização dos disjuntores e interruptoresdiferenciais Filiação Disjuntor e interruptor extraíveis Abertura à distância dos interruptores Seccionamento

Abertura à distância dos interruptoresextraíveis Motorização dos disjuntores e interruptores Seccionamento visível Classe das proteções diferenciais

Seccionamento visívele interruptores Abertura à distância dos interruptores Classe das proteções diferenciais de corrente residual

Classe das proteções diferenciais de corrente residualà distância dos interruptores Seccionamento visível Implementação das proteções diferenciais de corrente

Implementação das proteções diferenciais de corrente residualClasse das proteções diferenciais de corrente residual Proteção diferencial-residual de alta sensibilidade

Proteção diferencial-residual de alta sensibilidadedas proteções diferenciais de corrente residual Proteção diferencial-residual de média sensibilidade

Proteção diferencial-residual de média sensibilidadeProteção diferencial-residual de alta sensibilidade Queda de tensão máxima admissível para as cargas

Queda de tensão máxima admissível para as cargasProteção diferencial-residual de média sensibilidade Tolerância de queda de tensão de um circuito Métodos de

Tolerância de queda de tensão de um circuitoQueda de tensão máxima admissível para as cargas Métodos de instalação dos cabos Seção máxima

Métodos de instalação dos cabosas cargas Tolerância de queda de tensão de um circuito Seção máxima autorizada Taxa de distorção

Seção máxima autorizadade tensão de um circuito Métodos de instalação dos cabos Taxa de distorção da terceira harmónica

Taxa de distorção da terceira harmónicade instalação dos cabos Seção máxima autorizada Escolha manual e alternativa Coeficiente de redução

Escolha manual e alternativaautorizada Taxa de distorção da terceira harmónica Coeficiente de redução adicional para sistema de

Coeficiente de redução adicional para sistema de cabeamentoda terceira harmónica Escolha manual e alternativa Casos em que é recomendada a omissão da proteção

Casos em que é recomendada a omissão da proteção contra sobrecargas por razões de segurançade redução adicional para sistema de cabeamento Fator de potência em curto-circuito em fontes BT Cálculo

Fator de potência em curto-circuito em fontes BTda proteção contra sobrecargas por razões de segurança Cálculo da impedância das fases das fontes BT

Cálculo da impedância das fases das fontes BT a partir de Ik3máx (Corrente de curto-circ uito trifásica má xima presumida) trifásica má xima presumida)

Cálculo da impedância do neutro das fontes BT a p artir de Ik1mín (Corrente de curto-circuito monofásica mínima presumida) monofásica mínima presumida)

Calculo das impedâncias do PE das fontes BT a partir de Ief(Corrente de curto-circuito monofásica mínima presumida) Cálculo da impedância do PE das fontes BT a partir

Cálculo da impedância do PE das fontes BT a partir do Ief2mínmonofásica mínima presumida) Calculo das impedâncias do PE das fontes BT a partir de Ief Ajuda

Ecodial Advance Calculation

Coerência dos parâmetros de entrada das fontes BTEcodial Advance Calculation Definição de banco de capacitores para BT Tipo de banco de capacitores para

Definição de banco de capacitores para BTCoerência dos parâmetros de entrada das fontes BT Tipo de banco de capacitores para BT Coordenação

Tipo de banco de capacitores para BTdas fontes BT Definição de banco de capacitores para BT Coordenação de disjuntor e contator da

Coordenação de disjuntor e contator da partida do motorde capacitores para BT Tipo de banco de capacitores para BT Classe de disparo da proteção

Classe de disparo da proteção térmica do motorBT Coordenação de disjuntor e contator da partida do motor Corrente de partida do motor (corrente

Corrente de partida do motor (corrente subtransitória)do motor Classe de disparo da proteção térmica do motor Sobreconjugado transitório para inversor de frequência

Sobreconjugado transitório para inversor de frequênciaCorrente de partida do motor (corrente subtransitória) Capacidade de interrupção fase/fase para um polo em

Capacidade de interrupção fase/fase para um polo em esquema de aterramento ITSobreconjugado transitório para inversor de frequência Um polo da capacidade de interrupção Fase/Neutro em

Um polo da capacidade de interrupção Fase/Neutro em esquema de aterramento TNde frequência Capacidade de interrupção fase/fase para um polo em esquema de aterramento IT Ajuda técnica

Ecodial Advance Calculation

Nome dos componentes

O nome padrão dos componentes é definido de acordo com a tabela abaixo;

Esta tabela segue as seguintes regras dependendo do tipo de componente.

Código

 

Definição

Exemplos

Ecodial componentes

 

Cabo para transporte de

   

energia para baixa tensão (1

Cabo multipolar, cabos unipolar

WD

 

000

VAC ou 1 500 VDC)

condutores isolados

Cabo e LEP

 

Barramento para distriuição de energia para baixa tensão (1

 

Barramento para

WC

 

000

VAC. or 1 500 VDC)

Barramento

distribuição

 

Barramento para distribuição

   

de energia para baixa tensão (

Barramento para

UC

1

000 VAC. or 1 500 VDC)

Barramento

distribuição

   

Conversor média tensão para baixa tensão, baixa tensão para baixa tensão.

MT/BT

Transformador para conversão

transformadores,BT/BT

TA

de energia eletromagnética

transformadores

 

Disjuntor – dispositivo de

   

QA

proteção de um circuito elétrico

Disjuntor caixa moldada, aberta

Disjuntor

 

Interruptor dispositivo que abre

   

QB

e fecha um circuito elétrico

Interruptor seccionador

Interruptor

MA

Motor

Motor elétrico, linear

motor assíncrono

GA

Gerador

Gerador de energia, motor- gerador

Gerador

EA

Lâmpada

Lâmpada fluorescente, incandescente

Lâmpada

CA

Capacitor

Banco de capacitores

Capacitor

W

Fonte de alimentação

Fonte

Fonte MT, Fonte Qualquer

AA

Carga genérica / Tomada

Ar condicionado, TV Etc e Tomadas

Carga genérica / Tomada

 

Barramento para distribuição de energia para baixa tensão (

 

LEP distribuição, LEP distribuição e prumada, LEP de iluminação e tomada

D

1

000 VAC. or 1 500 VDC)

LEP de Iluminação e tomada

Ecodial Advance Calculation

Principais evoluções associadas ao relatório técnico Cenelec TR50480

Modificação do fator de tensão c

O quadro 7 do relatório técnico Cenelec TR50480 é deduzido da tabela 1 da norma IEC 60909.

Tensão nominal

Fator de tensão

 

cmáx

cmín

100V a 1000V

1,1

0,95

Eliminação do fator de carga em vazio m

O fator de carga em vazio m presente no relatório técnico Cenelec R064-003 foi eliminado em todas

as fórmulas do relatório técnico Cenelec TR50480.

Cálculo das correntes de curto-circuito com transformadores em paralelo

O relatório técnico Cenelec TR50480 define mais precisamente o método das impedâncias para o

cálculo das correntes de curto-circuito no caso de uma instalação alimentada por transformadores em paralelo.

Alimentação

 

Alimentação BT

Alimentação MT + transformadores MT/BT em paralelo

por gerador

Z SUP

Z SUP
Z SUP
Z SUP

Z G

Z C

Z SUP

Z Z

Z

Z

Q

C

 
Z SUP Z Q Z C Z T

Z SUP

Z

Q

Z C

Z

T

 

Z

SUP

Z

C

Z

G

Z

SUP

Z

Q

Z

C

 

Z

Q

(Z

T

Z

C

)

 

Z

Q

(Z

T

Z

C

)

 

Entrada:

Z

 

Saída:

Z

   

SUP

n

T

1

SUP

n

T

n T é o número total dos transformadores que funcionam em simultâneo. Entrada: entende-se do condutor entre o transformador e o quadro principal. Saída: entende-se de qualquer instalação situada a jusante do quadro principal.

Contribuição dos motores assíncronos para as correntes de curto-circuito

O relatório técnico Cenelec TR50480 define que o coeficiente K M deve ser aplicado à impedância

(R SUP , X SUP ) devido a contribuição dos motores.

A tabela abaixo resume as condições que levam a tomar em consideração a contribuição dos

motores assíncronos no valor da corrente de curto-circuito.

Tipo de alimentação

Motor

Potência total dos motores que funcionam em simultâneo (S rM )

Coeficiente K M

 

Alimentação por transformador(es) MT/BT

Sem conversor

estático

> 25% potência total dos transformadores (S rT )

 

5

S

rT

 
     

5

S

rT

1,1 S

rM

Ecodial Advance Calculation

Esquemas de aterramento

Esquema

TN-S

O condutor neutro e o condutor de proteção são distintos.

neutro e o condutor de proteção são distintos. Esquema TN-C As funções de neutro e de

Esquema

TN-C

As funções de neutro e de condutor de proteção são combinadas num único condutor, na totalidade do esquema.

num único condutor, na totalidade do esquema. Esquema TT Massas aterradas no mesmo eletroduto de

Esquema TT

Massas aterradas no mesmo eletroduto de aterramento da alimentação, se existente; e

Massas aterradas em eletrodo(s) de aterramento próprio(s), seja porque não há eletrodo de aterramento da alimentação, seja porque o eletrodo de aterramento das massas é

independente

do eletrodo

de

aterramento

da

porque o eletrodo de aterramento das massas é independente do eletrodo de aterramento da Ajuda técnica

Ecodial Advance Calculation

alimentação.

 

Esquema IT

Esquema IT

O

neutro

pode ser ou

não

distribuído;

A

= sem

aterramento

de

alimentação;

B=

alimentação

aterrada

através de

impedância;

B.1 = massas

B.1 = massas

aterradas em

eletrodutos

separados e

independente

s do

eletroduto de

aterramento

da

alimentação;

B.2= massas

coletivamente

aterradas em

eletroduto

independente

 

do eletroduto

de

aterramento

 

da

alimentação;

 

B.3= massas

coletivamente

aterradas no

mesmo

eletroduto da

alimentação.

Ecodial Advance Calculation

Tipos de perdas dos transformadores

Transformadores imersos em óleo

A classificação das perdas dos transformadores MT/BT imersos em óleo é definida para:

transformador es MT/BT imersos em óleo é definida para: as perdas em vazio (P 0 ),

as perdas em vazio (P 0 ),

as perdas em carga (P k ). Esta classificação é comum aos transformadores isolados em óleo mineral ou em óleo k ). Esta classificação é comum aos transformadores isolados em óleo mineral ou em óleo vegetal.

Perdas em vazio (P 0 )

Perdas em carga (P k )

Máxima eficiência

Máxima eficiência

0 ) Perdas em carga (P k ) Máxima eficiência Máxima eficiência Eficiência padrão Eficiência padrão
0 ) Perdas em carga (P k ) Máxima eficiência Máxima eficiência Eficiência padrão Eficiência padrão

Eficiência padrão

Eficiência padrão

Transformadores a seco

Os transformadores a seco encapsulados estão disponíveis em 2 tipos de perdas:

perdas normais,

perdas normais,

perdas reduzidas.

perdas reduzidas.

Ecodial Advance Calculation

Coeficiente de simultaneidade Ks

A norma ABNT NBR IEC 60439-1 define os valores dos fatores de simultaneidade que podem ser

utilizados na ausência de informações mais precisas para os quadros e linhas elétricas pré- fabricadas (LEP).

O Ecodial aplica por padrão estes valores para calcular as correntes de serviço do LEP e dos

barramentos.

Barramentos do quadro de distribuição

Número de saídas

Ks

1

1

 

2-3

0,9

 

4-5

0,8

6

a 9

0,7

 

10

e mais

0,6

LEP de distribuição

Número de saídas

Ks

1

1

 

2-3

0,9

 

4-5

0,8

6

a 9

0,7

 

10

a 40

0,6

Mais de 40

0,5

Coeficiente de simultaneidade e modo de exploração

É possível definir um fator de simultaneidade nos barramentos e LEP de distribuição para cada um

dos modos de exploração. Para tal, selecionar um modo de exploração e introduzir diretamente um valor entre 0 e 1 para a propriedade Ks. Este valor é então bloqueado para o modo de exploração corrente (cadeado fechado

ao lado da propriedade

Nos outros modos de exploração, o valor de Ks continuará a ser calculado pelo Ecodial enquanto o

valor não estiver bloqueado para esses modos de exploração.

não estiver bloqueado para esses modos de exploração. ) e não será mais modificado pelo Ecodial

) e não será mais modificado pelo Ecodial em função do número de saídas.

Ecodial Advance Calculation

Conexão dos componentes e modos de exploração

Esta propriedade permite definir a posição dos disjuntores e dos interruptores (aberto/fechado) nos diferentes modos de exploração. O Ecodial permite gerenciar as condições de manobra dos componentes em função dos modos de exploração. Isto permite levar em conta as instalações alimentadas por várias fontes, por exemplo, desligar cargas em modos de explorações sazonais. No estado «fechado» o circuito a jusante do disjuntor (ou do interruptor) é alimentado no modo de exploração corrente. Quando o disjuntor ou interruptor está no estado «aberto», o circuito a jusante não é alimentado no modo de exploração corrente.

não é alimentado no modo de exploração corrente. Quando uma parte do circuito não é alimentada

Quando uma parte do circuito não é alimentada num modo de exploração, ela é representada em azul no esquema unifilar. Sendo o estado «fechado» o mais usual nas instalações, apenas o estado «aberto» é indicado no esquema unifilar.

Ecodial Advance Calculation

Seletividade dos dispositivos de proteção

Principio de verificação

Configuração do dispositivo de proteção a jusante

Configuração do dispositivo de proteção a jusante Seletividade parcial – Seletividade total Se a curva de

Seletividade parcial – Seletividade total

Se a curva de disparo da proteção a jusante cruzar a curva de não desligamento da proteção a montante, então a seletividade é dita parcial e a corrente à qual as curvas se cruzam é designada por limite de seletividade (Is).

Se o limite de seletividade for inferior ao valor da corrente de curto-circuito susceptível de se produzir no circuito protegido pela proteção a jusante, a seletividade é dita parcial.

Se o limite de seletividade for superior à maior corrente de curto-circuito susceptível de se produzir no circuito protegido pela proteção a jusante, então a seletividade é dita total no contexto da instalação.

O que fazer para obter a seletividade total

Se as curvas se cruzarem na zona de deteção por cruzamento (i.e. antes do limite instantâneo a jusante), as configurações dos dispositivos de proteção pode ser ajustada para atingir seletividade total. A utilização de unidade de disparador com retardo facilita esta operação.

Se o limite de seletividade se situar na zona das tabelas, é necessária a escolha de um calibre mais elevado para o dipositivo de proteção a montante. Neste caso, o Ecodial conservará, no entanto, a corrente lb do circuito como referência para a regulação térmica da proteção para evitar o sobredimensionamento do cabo.

Ecodial Advance Calculation

Verificação dos efeitos térmicos nos cabos

Principio de verificação

O Ecodial efetua a verificação dos efeitos térmicos nos cabos para todos os condutores do

circuito :

fase,térmic os nos cabos para todos os condutores do circuito : neutro, PE ou PEN. O

neutro,os nos cabos para todos os condutores do circuito : fase, PE ou PEN. O efeito

PE ou PEN.cabos para todos os condutores do circuito : fase, neutro, O efeito térmico é verificado se

O efeito térmico é verificado se :

A capacidade de interrupção do dispositivo deve ser no mínimo igual à corrente de curto-circuito

presumida no ponto onde for instalado. Só se admite um dispositivo com capacidade de interrupção inferior se houver, a montante, um outro dispositivo com a capacidade de interrupção necessária; neste caso, as características dos dois dispositivos devem ser coordenadas de tal forma que a energia que eles deixam passar não seja superior à que podem suportar, sem danos, o dispositivo situado a jusante e as linhas por eles protegidas. ABNT NBR 5410 § 5.3.5.5.1, IEC 60364 § 533.3.2).

NOTA Em certos casos pode ser necessário conferir as características do dispositivo de jusante quanto a esforços dinâmicos e energia de arco. Detalhes das características que necessitam coordenação devem ser obtidos com os fabricantes dos dispositivos.

A integral de Joule que o dispositivo deixa passar deve ser inferior ou igual à integral de Joule

necessária para aquecer o condutor desde a temperatura máxima para serviço contínuo até a temperatura limite de curto-circuito, o que pode ser indicado pela seguinte expressão: ABNT NBR 5410 § 5.3.5.5.2

pela seguinte expressão: ABNT NBR 5410 § 5.3.5.5.2 Onde: é a integral de Joule (energia) que

Onde:

pela seguinte expressão: ABNT NBR 5410 § 5.3.5.5.2 Onde: é a integral de Joule (energia) que

é a integral de Joule (energia) que o dispositivo de proteção deixa passar, em ampères

quadrados–segundo;

de proteção deixa passar, em ampères quadrados–segundo; é a integral de Joule (energia) capaz de elevar

é a integral de Joule (energia) capaz de elevar a temperatura do condutor desde a

temperatura máxima para serviço contínuo até a temperatura de curto-circuito, supondo-se aquecimento adiabático. O valor de k é indicado na ABNT NBR 5410 e S é a seção do condutor, em milímetros quadrados.

NOTA Para curtos-circuitos de qualquer duração em que a assimetria da corrente não seja significativa, e para curtos-circuitos assimétricos de duração 0,1 s t 5 s, pode-se escrever:

de duração 0,1 s ≤ t ≤ 5 s, pode-se escrever: onde: I é a corrente

onde:

I

é a corrente de curto-circuito presumida simétrica, em ampères, valor eficaz;

t

é a duração do curto-circuito, em segundos.

Ecodial Advance Calculation

Se esta condição não está realizada, o Ecodial verifica então que :

não está realizada, o Ecodial verifica então que : os efeitos térmicos dos cabos (i²t) para

os efeitos térmicos dos cabos (i²t) para cada um dos condutores do circuito (fase, neutro, PE ou PEN) não devem cruzar a curva t(i) da proteção.

.
.

Que fazer se o cabo não estiver protegido quanto aos efeitos térmicos

Se nenhuma das condições acima forem atendidas, há duas formas de corrigir o circuito:

:

- instalar um dispositivo de proteção regulável em que pode-se ajustar Isd menor que Ikmin,

- aumentar manualmente a seção do(s) condutor(es) não protegido(s) com a proteção existente.

Ecodial Advance Calculation

Seletividade das proteções diferenciais

Princípio de verificação

A seletividade entre as proteções diferenciais é obtida se as seguintes condições são respeitadas :

a sensibilidade da proteção a montante é superior 2x a sensibilidade da proteção a jusante, rior 2x a sensibilidade da proteção a jusante,

o tempo de corte da proteção a jusante é 1,4x maior do que o da proteção a jusante. 4x maior do que o da proteção a jusante.

Por outro lado, a proteção a jusante deve ter uma sensibilidade respeitando a seguinte condição :

- sensibilidade (In) 2x corrente de falta (Ief).

- sensibilidade (I  n) ≥ 2x corrente de falta (Ief). Seletividade parcial Quando o critério

Seletividade parcial

Quando o critério da seletividade sobre a sensibilidade não é respeitado, a seletividade Ikmín diz-se parcial.

No entanto, se o critério da seletividade sobre o tempo de corte não é respeitado, não existe seletividade entre as 2 proteções diferenciais (mesmo se o critério da seletividade sobre a sensibilidade for respeitado).

Ecodial Advance Calculation

Filiação

Parametrização padrão e parametrização individual

Na >>Configuração do projeto<< em >>Aplicar a filiação entre as proteções a jusantes e as cargas selecionada<< é possível solicitar que o sistema configure filiação para todos os dispositivos de proteção final, isto é, as proteções que alimentam diretamente as cargas. É nos circuitos finais que se encontra o maior número de saídas e, por esta razão, que o efeito filiação pode trazer os maiores benefícios. Em complemento, há um individual parâmetro para cada disjuntor da instalação em >> propriedades<< permite também ativar ou desativar, caso a caso, a procura de filiação.

Procura de filiação

Quando a filiação é solicitada para um disjuntor, o Ecodial procura verificar para este disjuntor se há soluções que funcionem em filiação com o disjuntor a montante. No caso em que o Ecodial não encontra solução em filiação com o disjuntor a montante, aparece uma mensagem de aviso na janela dos alarmes e são propostas soluções sem filiação.

Limitação para a implementação da filiação

Certas configurações de instalações eléctricas não permitem a implementação da filiação:

o disjuntor para o qual se procura a filiaç ão é alimentado por 2 circuitos

o

disjuntor para o qual se procura a filiação é alimentado por 2 circuitos em paralelo,

disjuntor para o qual se procura a filiação e o disjuntor a montante estão em

disjuntor para o qual se procura a filiação e o disjuntor a montante estão em lados distintos (a montante e a jusante) de um transformador BT/BT.

o

Disjuntor a jusante de transformadores MT/BT em paralelo

Sem filia ç ão
Sem filia ç ão

Sem filiação

Disjuntores em ambos os lados de um transformador BT/BT

Disjuntores em ambos os lados de um transformador BT/BT

Disjuntores em ambos os lados de um transformador BT/BT
MT/BT em paralelo Sem filia ç ão Disjuntores em ambos os lados de um transformador BT/BT
MT/BT em paralelo Sem filia ç ão Disjuntores em ambos os lados de um transformador BT/BT

Sem filiação

Outras configurações para as quais a filiação não é possível

Quando um disjuntor é alimentado por disjuntores diferentes segundo o modo de exploração, o Ecodial não faz a procura de filiação.

de exploração, o Ecodial não faz a pr ocura de filiação. Filia ç ão não encontrada

Filiação não encontrada

Ecodial Advance Calculation

Disjuntor e interruptor extraíveis

Quando é necessário um disjuntor ou um interruptor extraível, o Ecodial procura apenas aparelhos que tenham a possibilidade de ser instalados como extraíveis sob base ou sob chassis respectivamente, isto é, serão extraíveis independentemente do sistema de quadro em que estes serão instalados.

Se a versão extraível não for exigida, o Ecodial propõe soluções independentemente deste critério.

Na zona de >>Propriedades<<, Ecodial indica se uma versão extraível existe para cada dispositivo.

Exemplos de disjuntores extraíveis

para cada dispositivo. Exemplos de disjuntores extraíveis Disjuntor Masterpact NT extraível sob chassis Disjuntor

Disjuntor Masterpact NT extraível sob chassis

extraíveis Disjuntor Masterpact NT extraível sob chassis Disjuntor Compact NSX extraivel sob chassis Disjuntor

Disjuntor Compact NSX extraivel sob chassis

sob chassis Disjuntor Compact NSX extraivel sob chassis Disjuntor Compact NSX extraível sob base Plug-In Ajuda

Disjuntor Compact NSX extraível sob base Plug-In

Ecodial Advance Calculation

Motorização dos disjuntores e interruptores

Quando é necessário um disjuntor ou um interruptor motorizado, o Ecodial procura apenas aparelhos que tenham a possibilidade de ser motorizados.

Se a motorização não for exigida, o Ecodial propõe soluções independentemente deste critério. Na zona de >>soluções<<, o Ecodial indica se a opção existe para cada dispositivo.

Ecodial Advance Calculation

Abertura à distância dos interruptores

Quando é necessário um interruptor que permita uma abertura à distância, o Ecodial procura apenas interruptores que permitam esta capacidade. A função de abertura à distância pode ser utilizada, por exemplo, para permitir o desarme da carga.

Se esta opção não for solicitada, o Ecodial procura apenas os interruptores que não possam ser abertos à distância.

Na ausência de indicação >>(Mototização necessária - não requerida)<<, o Ecodial propõe soluções independentemente deste critério.

Em todos os casos, o Ecodial indica na zona de >>Propriedades<<, para cada aparelho, se este pode ser ou não aberto à distância.

Ecodial Advance Calculation

Seccionamento visível

Em certas aplicações, o seccionamento visível do interruptor pode ser necessário por critérios de segurança. Em um dispositivo de seccionamento visível, o operador visualiza diretamente através de uma tela transparente, a separação física dos contatos principais, em outras palavras, se os contatos estão de fato aberto. A gama Interpact INV, por exemplo, beneficia de segurança dupla: seccionamento visível e plenamente aparente.

dupla: seccionamento visível e plenamente aparente. Quando para um interruptor for necessário o seccionamento

Quando para um interruptor for necessário o seccionamento visível, o Ecodial procura apenas interruptores que tenham esta capacidade.

Se esta capacidade não for solicitada, o Ecodial procura apenas os interruptores que não oferecem o seccionamento visível.

Na ausência de indicação >>(Seccionamento visível - Qualquer)<<, o Ecodial propõe soluções independentemente deste critério.

Em todos os casos, o Ecodial indica na zona de >>Propriedades<<, para cada interruptor, se a função de seccionamento visível está disponível.

Ecodial Advance Calculation

Classe das proteções diferenciais de corrente residual

A norma IEC 60755 (Regras gerais para os dispositivos de proteção de corrente diferencial residual)

define três classes de proteção diferencial de corrente residual, segundo a característica da corrente de defeito :

 
  classe AC,

classe AC,

o

disparo é assegurado por correntes alternadas senoidais, sem componente de corrente contínua.

 
  classe A,

classe A,

o

disparo é assegurado por correntes alternadas senoidais e em correntes contínua

classe B,por correntes alternadas senoidais e em correntes contínua o disparo é assegurado por correntes idênticas às

o disparo é assegurado por correntes idênticas às do tipo A, para as correntes contínuas que podem resultar de uma retificação trifásica. (Corrente contínua pura)

Em complemento, a Schneider Electric dispõe no seu catálogo, de proteções diferenciais de corrente residual :

SI » (super imunizados) em que a imunidade aos disparos intempestivos em redes poluídas é

SI » (super imunizados) em que a imunidade aos disparos intempestivos em redes poluídas é reforçada

SiE projetada para ambientes com condições operacionais severas.

SiE projetada para ambientes com condições operacionais severas.

O quadro seguinte apresenta a classe e o nível de imunidade recomendada em função do ambiente

externo e do nível de poluição da rede eléctrica.

Classe

Risco de disparo intempestivo Corrente de fuga HF

Risco de não disparo (na presença de defeito)

 

recomendada

Corrente de

Corrente de falta com componentes continua pura

Baixa temperatura (até -25 ºC)

Atmosfera

falta com

corrosiva ou

 

componentes

presença de

pulsante

 

poeira

AC

   

 

A

 

 

SI



 

 

SiE



 

B



 

Ecodial Advance Calculation

Implementação das proteções diferenciais de corrente residual

As proteções diferenciais podem ser:

integradas no dispositivo de proteção,de corrente residual As proteções diferenciais podem ser: ou realizadas por um relé diferencial separado, associado

ou realizadas por um relé diferencial separado, associado a um toróide separado e uma bobina de (MN – Minima tensão ou MX - Abertura). bobina de (MN – Minima tensão ou MX - Abertura).

Ecodial permite a escolha entre estas 2 possibilidades. Na ausência de indicação >>(Implementação da proteção residual - Qualquer)<<, as soluções propostas serão, ao mesmo tempo, soluções integradas e separadas que são compatíveis com o aparelho de corte.

Exemplo de proteções diferenciais Proteções diferenciais integradas

 

Relés

 

diferenciais

separados

integradas   Relés   diferenciais separados Disjuntor Masterpact equipado com unidade de controle
integradas   Relés   diferenciais separados Disjuntor Masterpact equipado com unidade de controle
integradas   Relés   diferenciais separados Disjuntor Masterpact equipado com unidade de controle
integradas   Relés   diferenciais separados Disjuntor Masterpact equipado com unidade de controle

Disjuntor Masterpact equipado com unidade de controle Micrologic 7.0

Disjuntor

Disjuntor iC60

Relé Vigirex do tipo M e P

Vigicompact NSX

com bloco

 

Vigi

 

Ecodial Advance Calculation

Proteção diferencial-residual de alta sensibilidade

As situações ou aplicações descritas neste parágrafo, exigem alta sensibilidade da proteção diferencial, ou seja, em que a sensibilidade In é igual ou inferior a 30 mA. (ABNT NBR 5410

§5.1.3.2.2)

Aplicações / situação

Referências

os circuitos que sirvam a pontos de utilização situados em locais contendo banheira ou chuveiro;

ABNT NBR 5410 §5.1.3.2.2 - a)

os circuitos que alimentem tomadas de corrente situadas em áreas externas à edificação;

ABNT NBR 5410 §5.1.3.2.2 - b)

os circuitos de tomadas de corrente situadas em áreas internas que possam vir a alimentar equipamentos no exterior;

ABNT NBR 5410 §5.1.3.2.2 - c)

os circuitos que, em locais de habitação, sirvam a pontos de utilização situados em cozinhas, copas-cozinhas, lavanderias, áreas de serviço, garagens e demais dependências internas molhadas em uso normal ou sujeitas a lavagens;

ABNT NBR 5410 §5.1.3.2.2 - d)

os circuitos que, em edificações não- residenciais, sirvam a pontos de tomada situados em cozinhas, copas-cozinhas, lavanderias, áreas de serviço, garagens e, no geral, em áreas internas molhadas em uso normal ou sujeitas a lavagens.

ABNT NBR 5410 §5.1.3.2.2 - e)

Ecodial Advance Calculation

Proteção diferencial-residual de média sensibilidade

As situações ou aplicações descritas neste parágrafo, exigem média sensibilidade da proteção diferencial (ABNT NBR 5410 §5.2.2.2)

Aplicações / situação

Referências

(BE1) Proteção contra os riscos de incêndio. Esta medida é exigida nos locais com risco desprezíveis (BE2) Proteção contra os riscos de incêndio. Esta medida é exigida nos locais com risco de incêndio (BE3) Proteção contra os riscos de incêndio. Esta medida é exigida nos locais com risco de explosão

ABNT NBR 5410 §5.2.2.2 tabela 22

ABNT NBR 5410 §5.2.2.2 tabela 22

ABNT NBR 5410 §5.2.2.2 tabela 22

(BE4) Proteção contra os riscos de incêndio. Esta medida é exigida nos locais com risco de contaminação

ABNT NBR 5410 §5.2.2.2 tabela 22

Ecodial Advance Calculation

Queda de tensão máxima admissível para as cargas

Recomendações e exigências impostas pelas normas

A queda de tensão máxima admissível para as cargas varia segundo as normas de instalação. Apresentados a seguir os casos segundo ABNT NBR 5410 § 6.2.7.1

Quando

ABNT NBR 5410

calculados a partir dos terminais secundários do transformador MT/BT, no caso de transformador de propriedade da(s) unidade(s) consumidora(s);

7

% recomendado

calculados a partir dos terminais secundários do transformador MT/BT da empresa distribuidora de eletricidade, quando o ponto de entrega for aí localizado;

7

% recomendado

calculados a partir do ponto de entrega, nos demais casos de ponto de entrega com fornecimento em tensão secundária de distribuição;

5

% recomendado

calculados a partir dos terminais de saída do gerador, no caso de grupo gerador próprio.

7

% recomendado

Parametrização no software

No Ecodial, os valores padrão das quedas de tensão máxima admissíveis pelas cargas são parametrizáveis em «Configuração do projeto» em «Características das cargas». Também podemos ajustar a queda de tensão máxima admissível nas «propriedades» de cada carga «u máx. (%)»

O que fazer quando a queda de tensão acumulada de uma carga ultrapassa o valor admissível

Quando a queda de tensão acumulada calculada ultrapassa o valor máximo admissível, é gerada uma mensagem pelo Ecodial para assinalar o erro. Para eliminar este erro, é preciso reduzir as tolerâncias da queda de tensão dos circuitos a montante que alimentam a carga.

Ecodial Advance Calculation

Tolerância de queda de tensão de um circuito

O valor padrão da tolerância de queda de tensão dos circuitos pode ser ajustadol em «Configuração do projeto» para:

pode ser ajustadol em «Configuração do projeto» para: «Cabo BT» em «Queda de tensão máxima dos

«Cabo BT» em «Queda de tensão máxima dos cabos»,

«Linha elétricas pré-fabricadas» em « Valor padrão da queda de tensão máxima admissível nas LEP » . Também em « Valor padrão da queda de tensão máxima admissível nas LEP ». Também podemos ajustar a queda de tensão máxima admissível nas «propriedades» de cada cabo «u máx. (%)» e de cada LEP «u máx. (%)». Ajustando esse parâmetro permite personalizar a distribuição da queda de tensão entre os diferentes circuitos a montante de uma carga.

No exemplo abaixo, a queda de tensão calculada na carga «AA7» é de 6,06% superior
No exemplo abaixo, a queda de tensão
calculada na carga «AA7» é de 6,06% superior
ao valor máximo admissível de 6%. A
tolerância de queda de tensão dos circuitos foi
ajustada para 5%.
Escolheu-se neste cenário reduzir a tolerância
de queda de tensão do cabo WD3 a 3%.
Durante o cálculo, o Ecodial aumentou a seção
deste cabo e a queda de tensão sobre a carga
«AA 7» é agora inferior a 6% (4,98%)
u
+3,86%
u tolerancia
5%  3%
u
+ 1,93%

Para conservar uma queda de tensão máxima inferior a 6% para «AA7», é preciso reduzir as quedas de tensão nos circuitos a montante (isto é, «WD 3» e «WD 7). Para isso, basta reduzir a tolerância de queda de tensão destes circuitos. Temos dois métodos possíveis:

reduzir a tolerância para todos os circui tos a montante, o que tem como consequência

reduzir a tolerância para todos os circuitos a montante, o que tem como consequência aumentar as seções de todos os circuitos a montante,

reduzir a tolerância de apenas um dos circuitos a montante, aquele em que se deseja

reduzir a tolerância de apenas um dos circuitos a montante, aquele em que se deseja concentrar o aumento de seção.

Ecodial Advance Calculation

Métodos de instalação dos cabos

A modificação dos métodos de instalação faz-se pelo comando em «propriedades» em «Modificar método de instalação»

Na janela em «Método de instalação», a descrição é feita em duas etapas:

a descrição da situação e do sistema de instalação,

a

descrição da situação e do sistema de instalação,

definição dos parâmetros para o fator de agrupamento que dependem do método de instalação. a

definição dos parâmetros para o fator de agrupamento que dependem do método de instalação.

a

Ecodial apresenta na zona de solução desta janela:

número/referência do método de instalação,a Ecodial apresenta na zona de solução desta janela: método de referência utilizado, descrição completa do

método de referência utilizado,janela: número/referência do método de instalação, descrição completa do método de instalação,

descrição completa do método de instalação,método de instalação, método de referência utilizado, representação gráfica. o o a a Ajuda técnica Pág.

representação gráfica.método de referência utilizado, descrição completa do método de instalação, o o a a Ajuda técnica

o

o

a

a

Ecodial Advance Calculation

Seção máxima autorizada

Este parâmetro permite limitar a seção dos cabos e condutor. Para valores acima do valor autorizado, os cabos são postos em paralelo a fim de responder à seção teórica necessária para a corrente de serviço da fiação.

Ecodial Advance Calculation

Taxa de distorção da terceira harmónica

Origem do fenómeno

Quando o neutro é distribuído, as cargas não lineares podem provocar neste condutor sobrecargas grandes devido à presença da componente da terceira harmónica (H3). As cargas trifásicas equilibradas não geram harmónicas no condutor neutro. Em contrapartida, a componente da terceira harmónica pode atingir 80% da fundamental para as cargas monofásicas não lineares, tais como retificadores monofásico de ponte de díodos com filtragem capacitiva.

Retificadores monofásicos de ponte de díodos com filtragem capacitiva

monofásicos de ponte de díodos com filtragem capacitiva Esquema Forma da corrente absorvida Espectro
monofásicos de ponte de díodos com filtragem capacitiva Esquema Forma da corrente absorvida Espectro
monofásicos de ponte de díodos com filtragem capacitiva Esquema Forma da corrente absorvida Espectro

Esquema

Forma da corrente absorvida

Espectro harmónico da corrente absorvida

Em muitos dispositivos incluem um circuito deste tipo. Estes são os principais geradores de distorção da terceira harmónicas.

Área

Aparelhos

Residencial

TV, Wi-Fi, video, fornos micro-ondas, lâmpadas fluorescentes compactas, etc.

Serviços

Micro-computadores, impressoras, fotocopiadoras, máquinas de fax, etc.

Indústria

Fontes comutadas, variadores de velocidade, CLP, etc.

Impacto na seção dos cabos da proteção do condutor neutro

O

condutor neutro não pode ser comum a mais de um circuito. ABNT NBR 5410 § 6.2.6.2.1

O

condutor neutro de um circuito monofásico deve ter a mesma seção do condutor de fase. ABNT

NBR 5410 6.2.6.2.2

Quando, num circuito trifásico com neutro, a taxa de terceira harmônica e seus múltiplos for superior a 15%, a seção do condutor neutro não deve ser inferior à dos condutores de fase, podendo ser igual à dos condutores de fase se essa taxa não for superior a 33%. ABNT NBR 5410 § 6.2.6.2.3

A seção do condutor neutro de um circuito com duas fases e neutro não deve ser inferior à seção

dos condutores de fase, podendo ser igual à dos condutores de fase se a taxa de terceira harmônica

e seus múltiplos não for superior a 33%. ABNT NBR 5410 § 6.2.6.2.4

Quando, num circuito trifásico com neutro ou num circuito com duas fases e neutro, a taxa de terceira harmônica e seus múltiplos for superior a 33%, pode ser necessário um condutor neutro com seção superior à dos condutores de fase. ABNT NBR 5410 § 6.2.6.2.5

Num circuito trifásico com neutro e cujos condutores de fase tenham uma seção superior a 25 mm2, a seção do condutor neutro pode ser inferior à dos condutores de fase, sem ser inferior aos valores indicados na tabela 48, em função da seção dos condutores de fase, quando as três condições seguintes forem simultaneamente atendidas: ABNT NBR 5410 § 6.2.6.2.6

a) o circuito for presumivelmente equilibrado, em serviço normal;

b) a corrente das fases não contiver uma taxa de terceira harmônica e múltiplos superior a 15%; e

c) o condutor neutro for protegido contra sobrecorrentes conforme 5.3.2.2.

Ecodial Advance Calculation

NOTA Os valores da tabela 48 são aplicáveis quando os condutores de fase e o condutor neutro forem do mesmo metal.

Tabela 48 — Seção reduzida do condutor neutro ABNT NBR 5410 § 6.2.6.2.6

Seção dos condutores de fase mm2

Seção reduzida do condutor neutro mm2

S 25

S

35

25

50

25

70

35

95

50

120

70

150

70

185

95

240

120

300

150

400

185

Impacto sobre a escolha dos disjuntores

No caso dos cabos unipolares, apenas o condutor neutro deve ser sobredimensionado, sob condição de se utilizar um disjuntor que permita proteger um neutro sobredimensionado. Quando isso for possível, o Ecodial propõe um disjuntor equipado com um disparador 4P3d+OSN que deve verificar as duas condições:

Irneutro ≥ I Bneutro neutro IBneutro

Irfase ≥ I Bfase sendo Ir neutro ·0,63 ≥ I Bfase . fase IBfase sendo Irneutro·0,63 IBfase.

Para os disparadores 4P3d+OSN, Irfase/Irneutro é constante em 0,63.

Nota: OSN = Over Sized Neutro (Seção do neutro maior que a fase)

Ecodial Advance Calculation

Escolha manual e alternativa

O comando «Selecionar outro componete» permite acessar duas funções diferentes:

outro componete» permite acessar duas funções diferentes: a escolha de soluções alternativas que foram validadas

a escolha de soluções alternativas que foram validadas pelo Ecodial durante um cálculo.

que foram validadas pelo Ecodial durante um cálculo. escolha manual de um produto do catálogo. Este

escolha manual de um produto do catálogo. Este comando está disponível para os seguintes componentes:

a

os cabos BT,comando está disponível para os seguintes componentes: a oa barramentos – linhas elétricas pré-fabricadas (LEP),

oa barramentos – linhas elétricas pré-fabricadas (LEP),disponível para os seguintes componentes: a os cabos BT, os disjuntores, os interruptores, os dispositivos proteção

os disjuntores,oa barramentos – linhas elétricas pré-fabricadas (LEP), os interruptores, os dispositivos proteção diferenciais de

os interruptores,– linhas elétricas pré-fabricadas (LEP), os disjuntores, os dispositivos proteção diferenciais de corrente residual

os dispositivos proteção diferenciais de corrente residualpré-fabricadas (LEP), os disjuntores, os interruptores, Escolha de alternativa da solução A consulta das

Escolha de alternativa da solução

A consulta das alternativas de escolher outro componente apenas é acessível quando um cálculo é válido. Neste caso, utilizando o comando «selecionar outro componente», a janela de escolha abre-se automáticamente. A seguir, basta escolher a solução desejada, utilizando as listas de valores propostas na zona de seleção. A zona de soluções atualiza-se para apresentar a nova solução escolhida e, pela validação pelo comando «Ok», a solução fica bloqueada o que permite conservá-la para os próximos cálculos.

Escolha manual da solução

A opção de selecionar outro componente não necessita de dispor de cálculos válidos. Se não houver

cálculo válido, a janela de seleção abre-se automáticamente na vista «selecionar o componente no catalogo». Se um cálculo é valido,o Ecodial abre a janela de seleção na mesma vista «selecionar o componente no catalogo» Quando um produto é escolhido manualmente no catálogo, ele é bloqueado para conservar esta solução para os próximos cálculos.

Tratamento das soluções bloqueadas

Quando uma solução é bloqueada pelo usuário (através de uma escolha manual ou uma escolha de alternativa), o Ecodial não volta a recalcular este componente, mas procede à verificação da solução bloqueada se atende aos requisitos da eletrotécnica. Se uma das restrições não for verificada, a solução bloqueada não está conforme, os cálculos são parados e uma mensagem de erro assinala o problema encontrado. Para eliminar a incompatibilidade, basta desbloquear a solução e voltar a iniciar o cálculo.

Ecodial Advance Calculation

Coeficiente de redução adicional para sistema de cabeamento

Este coeficiente aplica-se em complemento a outros coeficientes associados ao modo de instalação. A tabela abaixo dá exemplo de valor típico a aplicar em função das condições de influências externas.

Tipo de influência

ABNT NBR4 5410 Tabela 34

(AN3) Radiação solar alta

Os cabos ao ar livre ou em condutos abertos devem ser resistentes às intempéries. A elevação da temperatura da superfície dos condutores ou cabos deve ser levada em conta nos cálculos da capacidade de condução de corrente

Ecodial Advance Calculation

Casos em que é recomendada a omissão da proteção contra sobrecargas por razões de segurança

Recomenda-se omitir o dispositivo de proteção contra sobrecargas em circuitos que alimentem equipamentos de utilização, nos casos em que o desligamento inesperado do circuito suscitar uma situação de perigo ou, inversamente, desabilitar equipamentos indispensáveis numa situação de perigo. São exemplos de tais casos: ABNT NBR 5410 § 5.3.4.4

a) circuitos de excitação de máquinas rotativas;

b) circuitos de alimentação de eletroimãs para elevação de cargas;

c) circuitos secundários de transformadores de corrente;

d) circuitos de motores usados em serviços de segurança (bombas de incêndio, sistemas de extração

de fumaça etc.).

NOTA: Nesses casos pode ser interessante prever dispositivo de sinalização de sobrecargas.

Casos em que se pode omitir a proteção contra curtos-circuitos. ABNT NBR 5410 § 5.3.5.3

Admite-se omitir a proteção contra curtos-circuitos nos casos enumerados a seguir, desde que a linha seja realizada de modo a reduzir ao mínimo o risco de curto-circuito (por exemplo, com uma proteção reforçada contra influências externas) e não se situe nas proximidades de materiais combustíveis:

a) linhas ligando geradores, transformadores, retificadores e baterias de acumuladores aos quadros

de comando ou distribuição correspondentes, estando os dispositivos de proteção localizados nesse

quadro;

b) circuitos cujo desligamento possa significar perigos para a instalação correspondente, tais como os

citados em 5.3.4.4;

c) certos circuitos de medição.

Por razões de segurança, pode ser necessário que uma aplicação tenha de assegurar o seu serviço, mesmo em condições de falha e, neste caso, a proteção contra as sobrecargas não deve ser implementada.

O Ecodial permite pedir a dispensa de proteção térmica para os disjuntores que alimentam as cargas.

Neste caso, os disjuntores propostos pelo Ecodial podem ser de 2 tipos:

disjuntor sem proteção térmica com disparador do tipo MAos disjuntores propostos pelo Ecodial podem ser de 2 tipos: disjuntor com disparador que permite inibir

disjuntor com disparador que permite inibir a proteção térmica (exemplo: Micrologic 5.0). proteção térmica (exemplo: Micrologic 5.0).

O Ecodial considera neste caso que o disjuntor e o cabo devem ser dimensionados de modo a

suportar 1,5 vezes a corrente de serviço do circuito.

Ecodial Advance Calculation

Fator de potência em curto-circuito em fontes BT

Por padrão, o Ecodial propõe os valores a partir da tabela N°11 da norma IEC 60947-2 que define as condições de ensaio para determinar a capacidade de interrupção dos disjuntores.

Correntes de curto-circuito (kA)

Fator de

potência

Ikmáx 3

 

0,9

3

< Ikmáx

4,5

0,8

4,5 < Ikmáx

6

0,7

6

< Ikmáx

10

0,5

10

< Ikmáx

20

0,3

20

< Ikmáx

50

0,25

50

< Ikmáx

0,2

Ecodial Advance Calculation

Cálculo da impedância das fases das fontes BT a partir de Ik3máx (Corrente de curto-circuito trifásica máxima presumida)

Ik3máx é usado para calcular a impedância das fases da rede a montante representada pela fonte BT:

U c  máx r Z  , L 3  I k3máx  Z
U
c
máx
r
Z
,
L
3
I
k3máx
 Z
R
 cos
,
L
L
cc
2
2
X
Z
R
.
L
L
L

Ur : tensão entre fases da fonte BT,

Ik3máx : corrente de curto-circuito trifásica máxima (A),

cmáx : fator de tensão (

coscc :

máxima (A), c máx : fator de tensão ( cos  cc : Cenelec TR50480 ),

Cenelec TR50480),

c máx : fator de tensão ( cos  cc : Cenelec TR50480 ), Fator de

Fator de portência em curto-circuito das fontes BT,

ZL

: impedância das fases (),

RL

: resistência das fases (),

XL

: indutância das fases a 60 Hz ().

Dependendo do sistema de aterramento, existem dependências entre as diferentes correntes de curto-circuito a considerar (Ik3máx, Ik1mín, Ief, Ief2mín).

O Ecodial verifica a coerência entre os parâmetros ( fontes BT).

Coerência dos parâmetros de entrada das

a coerência entre os parâmetros ( fontes BT ). Coerência dos parâmetros de entrada das Ajuda

Ecodial Advance Calculation

Cálculo da impedância do neutro das fontes BT a partir de Ik1mín (Corrente de curto-circuito monofásica mínima presumida)

Ik1mín é usado para calcular impedância do neutro (se este é distribuido) para a rede a montante representada pela fonte BT :

U r c  mín 3  Z Z  N L I k 1
U
r
c
mín
3
 Z
Z
N
L
I
k 1 mín
 Z
R
 cos
,
N
N
cc
2
2
X
Z
R
.
N
N
N

,

Ur : tensão entre fases da fonte BT (V),

cmin : fator de tensão (

Ik1mín : corrente de curto-circuito monofásica mínima (A),

coscc :

ZL : impedância das fases (), ZN : impedância do neutro (), RN : resistência do neutro (), XN : indutância do neutro a 60 Hz ().

( Ω ), X N : indutância do neutro a 60 Hz ( Ω ). Cenelec

Cenelec TR50480),

: indutância do neutro a 60 Hz ( Ω ). Cenelec TR50480 ), Fator de portência

Fator de portência em curto-circuito das fontes BT,

Estas formúlas aplicam-se igualmente ao cálculo da impedância do PEN em esquema TN-C (com neutro distribuído).

Dependendo do sistema de aterramento, existem dependências entre as diferentes correntes de curto-circuito a considerar (Ik3máx, Ik1mín, Ief, Ief2mín).

Ecodial verifica a coerência destes parâmetros ( BT).

Ecodial verifica a coerência destes parâmetros ( BT ). Coerência dos parâmetros de entrada das fontes

Coerência dos parâmetros de entrada das fontes

Ecodial Advance Calculation

Calculo das impedâncias do PE das fontes BT a partir de Ief

Ief é usado para calcular a impedância do PE nos seguintes casos :

esquema TN-S e nenhuma ligação equipotencial perto do ponto de conexão,para calcular a impedância do PE nos seguintes casos : esquema TN-C, neutro não distribuído e

esquema TN-C, neutro não distribuído e sem ligação equipotencial perto do ponto de conexão. Se houver ligação equipotencial perto do ponto de conexão, a impedância PE a montante conexão. Se houver ligação equipotencial perto do ponto de conexão, a impedância PE a montante é insignificante para todos os tipos de aterramento do sistema. No esquema TT, a impedância de PE a montante nunca é levado em conta

U U  r r   c   mín c máx 3 3
U
U 
r
r
 
c
mín
c máx
3
3
Z
-
,
PE
Ief
Ik3máx 
U
U 
r
r
c mín
c máx
3
3
R
 
-
cos
,
PE
cc
Ief
Ik3máx
 
 
2
2
X
Z
R
.
PE
PE
PE

Ur : tensão entre fases da fonte BT (V),

cmáx : fator de tensão ( cmín : fator de tensão (

coscc :

Ik3máx : corrente de curto-circuito trifásico máxima (A),

Ief : corrente de falta mínima fase/PE (A), ZPE : impedância do PE (), RPE : resistência do PE (), XPE : indutância do PE a 60 Hz ().

do PE ( Ω ), X PE : indutância do PE a 60 Hz ( Ω

Cenelec TR50480), Cenelec TR50480),

PE a 60 Hz ( Ω ). Cenelec TR50480 ), Cenelec TR50480 ), Fator de portência

Fator de portência em curto-circuito das fontes BT,

Dependendo do sistema de aterramento, existem dependências entre as diferentes correntes de curto-circuito a considerar (Ik3máx, Ik1mín, Ief, Ief2mín).

O Ecodial verifica a coerência destes parâmetros ( BT).

O Ecodial verifica a coerência destes parâmetros ( BT ). Coerência dos parâmetros de entrada das

Coerência dos parâmetros de entrada das fontes

Ecodial Advance Calculation

Cálculo da impedância do PE das fontes BT a partir do

Ief2mín

Ief2mín é usado para calcular a impedância do PE no caso do esquema das ligações IT quando não há ligação equipotencial do terra perto do ponto de conexão. Se houver ligação equipotencial perto do ponto de conexão, a impedância PE a montante é insignificante para todos os tipos de aterramento do sistema

U U  r r    c    c  mín
U
U 
r
r
 
c
 
c
mín
máx
3 3
Z
-
,
PE
 
2
 Ief2mín
Ik3máx 
U
U 
 
 
r
r
c mín
c máx
3 3
R
 
-
 cos
,
PE
cc
2
Ief2mín
Ik3máx
 
2
2
X
 Z
R
.
PE
PE
PE

3 em IT sem neutro, em IT sem neutro,

=

= 1 em IT com neutro. Ur : tensão entre fases da fonte BT (V),

cmáx : fator de tensão ( cmín : fator de tensão (

coscc :

Ik3máx : correntes de curto-circuito trifásico máximo (A),

Ief2mín : corrente de falta dupla mínimo (A), ZPE : impedância do PE (), RPE : resistência do PE (), XPE : indutância do PE a 60 Hz ().

do PE ( Ω ), X PE : indutância do PE a 60 Hz ( Ω

Cenelec TR50480), Cenelec TR50480),

PE a 60 Hz ( Ω ). Cenelec TR50480 ), Cenelec TR50480 ), Fator de portência

Fator de portência em curto-circuito das fontes BT,

Dependendo do sistema de aterramento, existem dependências entre as diferentes correntes de curto-circuito a considerar (Ik3máx, Ik1mín, Ief, Ief2mín).

O Ecodial verifica a coerência destes parâmetros ( BT).

O Ecodial verifica a coerência destes parâmetros ( BT ). Coerência dos parâmetros de entrada das

Coerência dos parâmetros de entrada das fontes

Ecodial Advance Calculation

Coerência dos parâmetros de entrada das fontes BT

O quadro abaixo resume as verificações de coerência feitas pelo Ecodial entre os parâmetros de entrada das fontes BT.

Condições a respeitar

 

Em que casos ?

Justificação

Ik1mín In

 

Para todos os esquemas de aterramento com neutro distribuído.

Ik1mín não pode ser inferior à corrente nominal.

 

Para todos os esquemas de

O

Ik3máx / Ik1mín é muito

Ik3máx

c

mín

Ik1mín

aterramento com neutro distribuído.

baixo. Isto leva a um cálculo da impedância do neutro negativa.

c

máx

If In

Esquema TN-S sem ligação equipotencial perto do ponto de conexão. TN-C.

O

valor das correntes de falta

não pode ser inferior à corrente

nominal.

Ik3máx

c

mín

If

 

Esquema TN-S sem ligação equipotencial perto do ponto de

O

Isto leva a um cálculo da impedância do PE(N) negativa.

Ik3máx / Ief é muito baixo.

c

máx

conexão. Esquema TN-C sem neutro distribuído e sem ligação equipotencial perto do ponto de conexão.

Ief2mín In

 

Esquema IT sem ligação equipotencial perto do ponto de conexão.

O

valor da corrente de falta

 

dupla não pode ser inferior à

corrente nominal.

Ik3máx

c

mín

0,5

Ief2mín

Esquema IT com neutro, mais sem ligação equipotencial perto

O

baixo. Isto leva a um cálculo da

Ik3máx / Ief2mín é muito

c

máx

do ponto de conexão.

impedância do PE negativa.

 
c 3 mín 
c
3
mín
 

Esquema IT, sem ligação de entrada equipotencial, quando

O

Ik3máx / If2mín é muito

Ik3máx

Ief2mín

baixo. Isto leva a um cálculo da

c

máx

2

o neutro não é distribuído.

impedância do PE negativa.

Ecodial Advance Calculation

Definição de banco de capacitores para BT

Princípio de verificação

Por padrão, o Ecodial propõe a necessidade de um banco de capacitores de acordo com as seguintes regras:

- Se a poência reativa à corrigir (Q a montante + Q a jusante ) é superior a 15% da potência aparente das fontes (soma da potência aparente de todas as fontes operadas simultaneamente) então o Ecodial força uma banco de capacitores automático,

- Em contra partida, pode-se usar um banco de capacitores fixo, o Ecodial propõe duas soluções fixas e automática correspondente à potência reativa à corrigir.

O princípio de verificação é utilizado para evitar sobretensões na instalação quando a potência do banco capacitor é maior em comparação com a demanda de energia. Com um banco de capacitores automático, o potência é ajustado para o nível da demanda de energia.

Exemplo de um banco de capacitores fixos

Potência apararente das fontes = 630 kVA. Potência reativa à corrigir = 46 kvar. Relação = 54 / 630 = 8,6% (< 15%), nesse caso, um banco de capacitores fixos é permitido.

nesse caso, um banco de capacitores fixos é permitido. Exemplo de um banco de capacitores automático

Exemplo de um banco de capacitores automático

Potência apararente das fontes = 250 kVA. Potência reativa à corrigir = 46 kvar. Relação = 54 / 250 = 21,6% (15%), nesse caso, um banco de capacitores automático é obrigatória, é proibido o uso de um fixo.

caso, um banco de capacitores automático é obrigatória, é proibido o uso de um fixo. Ajuda

Ecodial Advance Calculation

Tipo de banco de capacitores para BT

Princípio de verificação

O tipo de banco de capacitores é o nível que se deve suportar de distorção harmônica.

As correntes harmônicas que fluem na instalação, pode causar tensões harmônicas no nível de conexão do banco de capacitores e correntes de sobrecarga ocorrem nos capacitores nas frequências harmônicas.

Cálculo do nível de distorção harmônica Gh/Sn (Poluição da rede)

A escolha do tipo de banco de capacitores, é feita através do cálculo entre a relação Gh/Sn (Poluição

da rede), que representam o nível de distorção harmônica na instalação:

- Gh : potência aparente total (kVA) de cargas produzindo distorção harmônica conectado a jusante da BT,

- Sn /: potência aparente nominal do transformador (s).

Gh/Sn (Poluição da rede) é calculado pelo Ecodial no nível de cada banco de capacitores, tendo em conta as cargas produzindo distorção harmônica .

tendo em conta as cargas produzindo distorção harmônica . Gh/Sn (Poluição da rede) também pode ser
tendo em conta as cargas produzindo distorção harmônica . Gh/Sn (Poluição da rede) também pode ser

Gh/Sn (Poluição da rede) também pode ser dimencionado diretamente pelo usuário nas propriedades do banco de capacitores. Nesse caso, o valor inserido será bloqueado e não será mais calculado pelo Ecodial (até que seja desbloqueado).

será bloqueado e não será mais calculado pelo Ecodial (até que seja desbloqueado). Ajuda técnica Pág.

Ecodial Advance Calculation

Regras para escolha

O banco de capacitores de BT esta disponível em três níveis de distorção harmônica:

- Gh/Sn (poluição da rede) < 10%, o tipo pode ser « SDuty »,

- 10% Gh/Sn (poluição da rede) < 20 %, o tipo de tem que ser pelo menos « HDuty » (SDuty é proibido),

- Gh/Sn (poluição da rede) 20%, o tipo tem que ser pelo menos « SDuty aplicação harmônica » (SDuty and HDuty são proibidos).

Se Gh/Sn (poluição da rede) exeder 50%, um estudo específico é obrigatória para definir o tipo de banco de capacitores, pois um filtro de harmônicas pode ser instalado.

Ecodial Advance Calculation

Limite de potência reativa

Este parâmetro é usado para definir o mínimo de energia reativa que é permitido antes da necessidade de correção de potência reativa. Se o cos(fator de potência) for menor que o cos (fator de potência) alvo e a potência reativa da instalação é inferior a este limite, então um banco de capacitores não será necessário.

Para ser calculada pelo Ecodial ambas as condições devem ser seguidas;

- cos< cos alvo,

- Potência reativa à corrigir > (50 kvar por padrão).

Ecodial Advance Calculation

Coordenação de disjuntor e contator da partida do motor

Definição

Dois níveis do tipo de coordenação são definidos na norma ABNT NBR IEC 60947-4-1.

Tipo

Definição

Tipo 1

Deterioração do contator e do relé é aceitável sob duas condições:

- não há perigo para o pessoal do operaçional,

- não há perigo para quaisquer outros componentes do que o contator e o relé

Tipo 2

Apenas o mínimo de solda no contactor ou contatos de partida é permitido, os contatos devem ser facilmente separados. Seguindo os ensaios de tipo-2 de coordenação, as funções de controle e conexão devem estar plenamente operacionais.

Quando o dispositivo de manobra incluem em um único elemento disjuntor contator + relé térmico, o nível de coordenação é chamado de « coordenação total ». (IEC 60947-6)

Que tipo de coordenação é necessária?

A seleção de um tipo de coordenação depende das condições operacionais encontradas. O objetivo é atingir o melhor equilíbrio entre as necessidades do usuário e o custo da instalação.

Tipo

necessidades do usuário / custo da instalação otimizada.

Tipo 1

Serviço de manutenção qualificado, Baixo custo de conexão e de controle, Continuidade do serviço não é imperativo ou pode ser assegurada mediante a simples substituição da gaveta do motor defeituoso.

Tipo 2

Continuidade do serviço é imperativo, Serviço de manutenção limitada, Especificações que prescrevam tipo 2.

Ecodial Advance Calculation

Classe de disparo da proteção térmica do motor

As quatro classes de disparo do relé térmico são 10 A, 10, 20 and 30 (máximo de 7.2 Ir). Classes 10 e 10 A são as mais usadas. Classes 20 e 30 são reservadas para motores com difíceis condições de partida O diagrama abaixo mostra o relé térmico adequado para o momento de partida do motor.

Classe de

1,05 Ir

1,2 Ir

1,5 Ir

7,2 IR

disparo

10A

t

> 2h

t

< 2h

t

< 2 min

2

t 10 s

10

t

> 2h

t

< 2h

t

< 4 min

4

t 10 s

20

t

> 2h

t

< 2h

t

< 8 min

6

t 20 s

30

t

> 2h

t

< 2h

t

< 12 min

9

t 30 s

20 s 30 t > 2h t < 2h t < 12 min 9 ≤ t

Ecodial Advance Calculation

Corrente de partida do motor (corrente subtransitória)

Princípio de verificação

Quando a corrente subtransitória devido a partida do motor é maior do que 19 Ir, a corrente de partida deve ter um aumento de 20% para satisfazer as condições ideais de partida e de coordenação.

I partida"/I partida 19

Para 11 kW direto no motor os dispositivos de proteção são os seguinte:

Disjuntor : GV2 ME 22 Contator : LC1D25

I partida"/I partida > 19

Para 11 kW direto no motor os dispositivos de proteção são os seguinte:

Disjuntor : GV2ME 32 A Contator : LC1D32

Ecodial Advance Calculation

Sobreconjugado transitório para inversor de frequência

Alguns aplicativos podem exigir um sobreconjugado durante a etapa transitória de aceleração e desaceleração. Nesse caso, é recomendado o uso de um «forte sobreconjugado» para o inversor de frequência. Para outras aplicações, como bombas centrífugas, ventiladores, um «excesso de torque padrão» para o inversor de frequência é apropriado.

Conjugado variável

Conjugado constante

O sobreconjugado e a corrente de sobrecarga associado transitório são limitados pelo inversor de frequência para um valor típico de 1,2 a 1,4 vezes a corrente nominal durante 60s. Esta situação é relevante para bombas centrífugas, ventiladores, transportadores.

O sobreconjugado e a corrente de sobrecarga associado transitório são limitados pelo inversor de frequência para um valor típico de 1,5 a 1,7 vezes a corrente nominal durante 60s. Esta situação é relevante para britadeiras, bombas com alto torque de partida.

Ecodial Advance Calculation

Capacidade de interrupção fase/fase para um polo em esquema de aterramento IT

No esquema IT, em caso de uma segunda falha, o dispositivo de proteção deve ser capaz de interromper um curto-circuito em fase/fase da segunda falha de corrente sobre um pólo. Nesse caso o Ecodial verifica 2 condições para o dispositivo de proteção:

- A capacidade de interrupção (Icu) é maior do que a máxima corrente de curto-circuito presumida (Ik3max, Ik2max ou Ik1max),

- um dos pólos da capacidade de interrupção em fase/fase é maior do que a segunda falta de corrente eficaz.

Ik3max, Ik2max et Ik1max são calculados de acordo com o relatório técnico Cenelec TR50480.

Para a segunda falta de corrente, o Ecodial verifica se capacidade de interrupção de um o pólo fase/fase é maior do que::

- Ief2min é calculado de acordo com a Cenelec TR50480,

- 0,15 vezes o circuito tri-fásico de curto-circuito se este for menor ou igual a 10 000A,

- 0,25 vezes o circuito tri-fásico de curto-circuito se este for superior a 10 000A.

Ecodial Advance Calculation

Um polo da capacidade de interrupção Fase/Neutro em esquema de aterramento TN

Em caso de esquema de aterramento TN, o dispositivo de proteção deve ser capaz de interromper em fase/neutro a falha de corrente em um pólo O Ecodial verifica esta condição para todos os dispositivos em esquema de aterramento TN e especifica um polo para capacidade de interrupção fase/neutro quando este não é igual a capacidade de interrupção (Icu) do dispositivo de proteção.