Você está na página 1de 8
CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

TERMO DE REFERÊNCIA

 
CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS TERMO DE REFERÊNCIA

22/05/2013

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

TERMO DE REFERÊNCIA

PADRONIZAÇÃO, MARCA, AMOSTRA, PARCELAMENTO E FRACIONAMENTO, GARANTIA, PRAZO DE VIGÊNCIA E DE EXECUÇÃO

 

HAROLDO FREIRE

Procurador do Estado

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

TERMO DE REFERÊNCIA

PRINCÍPIOS ESPECÍFICOS

PRINCÍPIO DA LEGALIDADE:

O administrador só pode fazer aquilo que a lei autoriza, e o particular pode fazer tudo que a lei não proíbe.

(CF art. 5º, II e Competência Jurídica das instituições e cargos públicos)

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS TERMO DE REFERÊNCIA CF LEIS DECRETOS RESOLUÇÕES, Pirâmide de Kelsen PORTARIAS,
CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS
TERMO DE REFERÊNCIA
CF
LEIS
DECRETOS
RESOLUÇÕES,
Pirâmide de Kelsen
PORTARIAS,
INSTRUÇÕES
NORMATIVAS
ATO
ADMINISTRATIVO
CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

 

TERMO DE REFERÊNCIA

CF LEIS DECRETOS RESOLUÇÕES, PORTARIAS, INSTRUÇÕES NORMATIVAS ATO ADMINISTRATIVO
CF
LEIS
DECRETOS
RESOLUÇÕES,
PORTARIAS,
INSTRUÇÕES
NORMATIVAS
ATO
ADMINISTRATIVO

Interpretação:

Judiciário

Controle Externo:

TCU, TCE

Controle Interno:

Contabilidade, Auditoria,

Assessoria Jurídica

 

Administração

22/05/2013

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

TERMO DE REFERÊNCIA

ATO ADMINISTRATIVO

ELEMENTOS VINCULADOS:

Competência, Finalidade, e Forma.

ELEMENTOS DISCRICIONÁRIOS:

Motivo e Objeto

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

TERMO DE REFERÊNCIA

PRINCÍPIOS ESPECÍFICOS

IMPESSOALIDADE:

Nenhuma clausula ou exigência pode beneficiar determinado licitante.

ISONOMIA:

Tratamento não discriminatório.

ECONOMICIDADE:

Busca da melhor relação custo/benefício.

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

TERMO DE REFERÊNCIA

PRINCÍPIOS ESPECÍFICOS

COMPETITIVIDADE:

LL 3, §1, I: É vedado aos agentes públicos:

admitir, prever, incluir ou tolerar, nos atos de convocação, cláusulas ou condições que comprometam, restrinjam ou frustrem o seu caráter competitivo, inclusive nos casos de sociedades cooperativas, e estabeleçam preferências ou distinções em razão da naturalidade, da sede ou domicílio dos licitantes ou de qualquer outra circunstância impertinente ou irrelevante para o específico objeto do contrato, ressalvado o disposto nos §§ 5 o a 12 deste artigo e no art. 3 o da Lei 8.248/91

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

TERMO DE REFERÊNCIA

 

PADRONIZAÇÃO

LL 15, I: As compras, sempre que possível, deverão atender ao princípio da padronização, que imponha compatibilidade de especificações técnicas e de desempenho, observadas, quando for o caso, as condições de manutenção, assistência técnica e garantia oferecidas.

22/05/2013

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

TERMO DE REFERÊNCIA

 

PADRONIZAÇÃO

Padronização é regra.

OBJETIVOS:

Racionalização da atividade administrativa Economicidade na manutenção Otimização de Treinamentos Simplificação na Gestão

Princípios da Universalidade e Competitividade

 

X

Princípios da Eficiência e Economicidade

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

TERMO DE REFERÊNCIA

 

PADRONIZAÇÃO

• É possível com justificativa técnica • Padronização exige processo administrativo prévio: Comissão de Padronização, Parecer Técnico, Transparência, Publicidade, Aprovação da Autoridade.

 

Padronização de Marca

X

Padronização de Modelo

X

Padronização de Características Técnicas

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

TERMO DE REFERÊNCIA

 

PADRONIZAÇÃO

• Fixação de prazo de duração.

• Padronização não dispensa prova da economicidade e atualidade do objeto na contratação. • A Padronização não exclui a licitação. • A Padronização só deve ser desobedecida após sua desconstituição.

Precauções:

Registro no INPI ou equivalente.

Compromisso de preço, não descontinuação, manutenção.

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

TERMO DE REFERÊNCIA

 

MARCA

• LL 15, §7, I: Nas compras deverão ser observadas, ainda a especificação completa do bem a ser adquirido sem indicação de marca.

• LL 25, I: É inexigível a licitação quando houver inviabilidade de competição, em especial para aquisição de materiais, equipamentos, ou gêneros que só possam ser fornecidos por produtor, empresa ou Representante comercial exclusivo, vedada a preferência de marca, devendo a comprovação de exclusividade ser feita através de atestado fornecido pelo órgão de registro do comércio do local em que se realizaria a licitação ou a obra ou o serviço, pelo Sindicato, Federação ou Confederação Patronal, ou, ainda, pelas entidades equivalentes

22/05/2013

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

TERMO DE REFERÊNCIA

 

MARCA

• O que se veda é a preferência subjetiva e arbitrária. É possível a indicação de marca com justificativa técnica, calcada em parâmetros objetivos.

• TCU: Marca pode ser utilizada como referência técnica ou de qualidade. • Utilização de termos como “ou similar”, “ou equivalente”, “ou de melhor qualidade”.

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

TERMO DE REFERÊNCIA

 

MARCA

• Seleção de marca não evita a licitação, pois podem existir vários fornecedores.

• Garantia e Indicação de Marca: Mesmo nesse caso deve haver análise técnico-financeira.

TCU: A indicação de marca somente é aceitável para fins de padronização, quando o objeto possuir características e especificações exclusivas, mediante a apresentação de justificativa fundamentada em razões

de ordem técnica. Acórdão TCU 62/2007 Plenário

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

TERMO DE REFERÊNCIA

 

MARCA

• A exigência contida em edital de licitação de que periféricos (teclado, mouse e monitor) tenham o mesmo fabricante que os de desktops e estações de trabalho a serem adquiridos afronta o disposto no art. 3º, § 1º, I, da LL.

Acórdão n.º 2403/2012-Plenário, TC-032.116/2011-0, relator Min. José Jorge,

5.9.2012

• O estabelecimento de especificações técnicas idênticas às ofertadas por determinado fabricante, da que resultou a exclusão de todas as outras marcas do bem pretendido, sem justificativa consistente, configura afronta ao disposto

no LL 15, §7. TCU, Inf. LC 101/2012

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

TERMO DE REFERÊNCIA

 

AMOSTRA

LL 43, IV: A licitação será processada e julgada com observância dos seguintes procedimentos: verificação da conformidade de cada proposta com os requisitos do edital e, conforme o caso, com os preços correntes no mercado ou fixados por órgão oficial competente, ou ainda com os constantes do sistema de registro de preços, os quais deverão ser devidamente registrados na ata de julgamento, promovendo-se a desclassificação das propostas desconformes ou incompatíveis

22/05/2013

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

TERMO DE REFERÊNCIA

 

AMOSTRA

• Mecanismo de aferição da adequação e qualidade do objeto. • Podem ser requisitadas para a elaboração de testes e ensaios, desde que previsto no edital. • Devem ser descritos os critérios de análise da amostra. • Guardar a amostra para confrontação com o objeto entregue.

• TCU: A exigência de amostra ou protótipos deve ser feita apenas ao licitante provisoriamente em primeiro lugar

(e não a todos), de forma previamente disciplinada e detalhada no edital.

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

TERMO DE REFERÊNCIA

PARCELAMENTO e FRACIONAMENTO

LL 15, IV: As compras, sempre que possível, deverão ser subdivididas em tantas parcelas quantas necessárias para aproveitar as peculiaridades do mercado, visando economicidade.

LL 23, §1: As obras, serviços e compras efetuadas pela administração serão divididas em tantas parcelas quantas se comprovarem técnica e economicamente viáveis, procedendo-se à licitação com vistas ao melhor aproveitamento dos recursos disponíveis no mercado e à ampliação da competitividade, sem perda da economia de escala.

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

TERMO DE REFERÊNCIA

PARCELAMENTO e FRACIONAMENTO

• O Fracionamento deve ser via instrumental de se obter

melhores ofertas. Visa aumentar a competitividade.

Quebra do Objeto em Lotes: Economicidade, Competitividade, Universalidade e Função Regulatória das Licitações.

• Contraposição dos Princípios da Eficiência, Proporcionalidade (É o meio mais adequado? Há meio menos oneroso?).

Comprovar viabilidade técnico-econômica.

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

 

TERMO DE REFERÊNCIA

 

PARCELAMENTO e FRACIONAMENTO

• É lícito o agrupamentos em lotes de itens a serem

adquiridos por meio de pregão, desde que possuam

mesma natureza e que guardem relação entre si.

(

)

estabeleceu o agrupamento dos itens de mobiliários

(estações de trabalho, mesas diversas, gaveteiros, armários

variados e estantes) em lotes. (

)

tal medida visou à

padronização do design e do acabamento dos diversos

móveis que comporão os ambientes da AGU” e objetivou

garantir um mínimo de estética e identidade visual

apropriada” ( ) ...

 

22/05/2013

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

TERMO DE REFERÊNCIA

 

PARCELAMENTO e FRACIONAMENTO

(

)

se buscou evitar o aumento do número de fornecedores,

com o intuito de preservar o máximo possível a rotina das

unidades, que são afetadas por eventuais descompassos no

fornecimento dos produtos por diferentes fornecedores”.

Acrescentou que “lidar com um único fornecedor diminui o

custo administrativo de gerenciamento de todo o processo

de contratação: (

).

O aumento da eficiência administrativa

do setor público passa pela otimização do gerenciamento

de seus contratos de fornecimento. (

...

)

Acórdão 861/2013-Plenário, TC 006.719/2013-9, relatora Min. Ana Arraes,

10.4.2013.

 
CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

 

TERMO DE REFERÊNCIA

 

PARCELAMENTO e FRACIONAMENTO

A inserção, em mesmo lote, de itens usualmente

produzidos por empresas de ramos distintos restringe o

caráter competitivo da licitação.

 

(

)

Pregão Eletrônico nº 38/REPO/2012, que tem por objeto a

contratação, de empresa especializada para o fornecimento de

sistema organizacional (

...

)

para biblioteca (

...

)

Destaque-se,

entre as ocorrências identificadas, o agrupamento, em único

lote, de software para gestão de arquivos e de arquivos físicos

(arquivo deslizante e demais acessórios).

 

Acórdão 964/2013-Plenário, TC 046.443/2012-6, relator Min. Raimundo Carreiro, 17.4.2013.

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

TERMO DE REFERÊNCIA

PARCELAMENTO e FRACIONAMENTO

LL 23, §2: Na execução de obras e serviços e nas

compras de bens, parceladas nos termos do

parágrafo anterior, a cada etapa ou conjunto de etapas

da obra, serviço ou compra, há de corresponder

licitação distinta, preservada a modalidade pertinente

para a execução do objeto em licitação.

Lotes licitados contemporaneamente

 

e na mesma modalidade.

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

TERMO DE REFERÊNCIA

 

GARANTIA

• LL 56: A critério da autoridade competente, em

cada caso, e desde que prevista no instrumento

convocatório, poderá ser exigida prestação de

garantia nas contratações de obras, serviços e

compras.

LL 55,VI: Garantias servem para assegurar a plena

execução do contrato.

• LL 80, III: Garantias servem para ressarcimento da

Administração, e dos valores das multas e

indenizações a ela devidos.

22/05/2013

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

TERMO DE REFERÊNCIA

 

GARANTIA

• Garantia é encargo econômico-financeiro para o

particular, deve ser exigida quando necessário.

• A modalidade de garantia é escolha do particular,

mas a Administração deve verificar sua idoneidade.

• A liberação da garantia ocorre ao fim da execução

e depende da manifestação da Fiscalização.

• Garantia Técnica: A garantia intrínseca do produto.

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

TERMO DE REFERÊNCIA

 

GARANTIA

• LL 56, §1: Modalidades de Garantia:

I - caução em dinheiro ou em títulos da dívida pública (cadastrados e idôneos); II - seguro-garantia (verificar com SUSEP); III - fiança bancária.

LL 56, §2: A garantia máxima de 5% do valor do contrato e terá seu valor atualizado nas mesmas condições daquele, ressalvado o §3. LL 56, §3: Para obras, serviços e fornecimentos de grande vulto envolvendo alta complexidade técnica e riscos financeiros consideráveis, demonstrados através de parecer tecnicamente aprovado pela autoridade competente, o limite de garantia previsto no parágrafo anterior poderá ser elevado para até 10%. Dec. RJ 3.149/80, art. 47, §2, 1: obras: ???

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

TERMO DE REFERÊNCIA

PRAZO DE VIGÊNCIA E DE EXECUÇÃO

LL 57: Prazos de duração dos contratos.

Vigência dos Créditos Orçamentários Serviços Contínuos: 60 meses Aluguel de Equipamentos e Software: 48 meses Dispensa: 120 meses

LL 57, §1: Os prazos de início de etapas de execução,

de conclusão e de entrega admitem prorrogação, desde

que ocorram eventos provocados pela Administração

ou CFFM.

Prorrogação: Justificada, autorizada e prevista

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

TERMO DE REFERÊNCIA

PRAZO DE VIGÊNCIA E DE EXECUÇÃO

Prazo de Execução:

Ultrapassado significaria Mora

Prazo de Vigência:

Extingue o contrato. Ultrapassado significaria Inadimplência e Rescisão.

Contratos de Execução Continuada: A execução do objeto se repete (Ex.: dedetizar todo mês), e a vigência determina por quanto tempo a execução deve ser realizada.

Contratos de Execução Instantânea: A execução do objeto finaliza o contrato. A vigência limita o tempo para execução.

Contrato de Obra por Escopo: O decurso do prazo de vigência não finaliza o contrato. A execução total do objeto é que finaliza o contrato.

22/05/2013

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE PREGOEIROS

TERMO DE REFERÊNCIA

HAROLDO SANTAROSA FREIRE

hsfreire@pge.rj.gov.br