Você está na página 1de 29
Fenômenos de Transporte FET - Aula 01 - Fundamentos dos Fenômenos de Transporte FET -
Fenômenos de Transporte
FET - Aula 01 - Fundamentos dos
Fenômenos de Transporte
FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo
1
Sumário 1. Introdução 1. Definição de Fluidos 2. Sistemas e Unidades 3. Equações Básicas 2.
Sumário 1. Introdução 1. Definição de Fluidos 2. Sistemas e Unidades 3. Equações Básicas 2.
Sumário 1. Introdução 1. Definição de Fluidos 2. Sistemas e Unidades 3. Equações Básicas 2.

Sumário

1.

Introdução

1. Definição de Fluidos

2. Sistemas e Unidades

3. Equações Básicas

2.

Conceitos Básicos

1. Definição e Propriedades dos Fluidos

2. Densidade, Viscosidade e Pressão

3. Campo de Velocidades e Tensões

4. Fluido Newtoniano e Não-Newtoniano

5. Classificação do Escoamento dos Fluidos

e Não-Newtoniano 5. Classificação do Escoamento dos Fluidos FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José

FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo

2

1. Introdução Fenômenos de Transporte Transporte de Quantidade de Movimento (Momento) Mecânica dos Fluídos
1. Introdução Fenômenos de Transporte Transporte de Quantidade de Movimento (Momento) Mecânica dos Fluídos
1. Introdução Fenômenos de Transporte Transporte de Quantidade de Movimento (Momento) Mecânica dos Fluídos

1. Introdução

Fenômenos de Transporte

Transporte de Quantidade de Movimento (Momento)

Mecânica dos Fluídos Mecânica dos Solos

Transporte de Massa (Difusão)

Destilação, Absorção e Extração Difusão, Adsorção

Absorção e Extração Difusão, Adsorção Transporte de Energia Transferência de Calor FET -

Transporte de Energia

Transferência de Calor

FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo

3

1. Introdução Aplicações Previsões meteorológicas (calor, pressão, difusão) Resfriamento de componentes
1. Introdução Aplicações Previsões meteorológicas (calor, pressão, difusão) Resfriamento de componentes
1. Introdução Aplicações Previsões meteorológicas (calor, pressão, difusão) Resfriamento de componentes

1. Introdução

Aplicações

Previsões meteorológicas (calor, pressão, difusão)

Resfriamento de componentes eletrônicos

Poluição atmosférica (dispersão)

Eng. Civil (hidrologia, hidráulica, solos e refrigeração)

Veículos (arraste, refrigeração, motores)

Eng. Mecânica (usinagem, máquinas, tratamentos térmicos)

Operações Unitárias da Industria Química

tratamentos térmicos) Operações Unitárias da Industria Química FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo

FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo

4

1. Introdução Fenômenos de Transporte se caracterizam por: Transporte de uma grandeza Quantidade de movimento,
1. Introdução Fenômenos de Transporte se caracterizam por: Transporte de uma grandeza Quantidade de movimento,
1. Introdução Fenômenos de Transporte se caracterizam por: Transporte de uma grandeza Quantidade de movimento,

1. Introdução

Fenômenos de Transporte se caracterizam por:

Transporte de uma grandeza

Quantidade de movimento, calor ou massa,

Presença de uma “força” motriz (diferença de pressão, temperatura ou concentração)

Tendência ao equilíbrio

Presença de uma “resistência” ao movimento

Viscosidade, Condutividade, Difusividade

A relação entre força motriz e resistência determinam a taxa de transferência

força motriz e resistência determinam a taxa de transferência FET - Fenômenos de Transporte - Prof.

FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo

5

1. Introdução Exemplo: duas regiões com temperaturas diferentes T T 1 T 2 Área x
1. Introdução Exemplo: duas regiões com temperaturas diferentes T T 1 T 2 Área x
1. Introdução Exemplo: duas regiões com temperaturas diferentes T T 1 T 2 Área x

1. Introdução

Exemplo: duas regiões com temperaturas diferentes

Exemplo: duas regiões com temperaturas diferentes T T 1 T 2 Área x Q calor FET

T

T 1

T 2 Área x
T
2
Área
x

Q

calor

FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo

6

1. Introdução Exemplo: relação entre velocidade e altura no escoamento de um líquido FET -
1. Introdução Exemplo: relação entre velocidade e altura no escoamento de um líquido FET -
1. Introdução Exemplo: relação entre velocidade e altura no escoamento de um líquido FET -

1. Introdução

Exemplo: relação entre velocidade e altura no escoamento de um líquido

relação entre velocidade e altura no escoamento de um líquido FET - Fenômenos de Transporte -
relação entre velocidade e altura no escoamento de um líquido FET - Fenômenos de Transporte -

FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo

7

1. Introdução Processos de transferência podem ocorrer simultaneamente Destilação, tratamento térmico,
1. Introdução Processos de transferência podem ocorrer simultaneamente Destilação, tratamento térmico,
1. Introdução Processos de transferência podem ocorrer simultaneamente Destilação, tratamento térmico,

1. Introdução

Processos de transferência podem ocorrer simultaneamente

Destilação, tratamento térmico, refrigeração

Muitas vezes é possível analisar os fenômenos separadamente. Observa-se que estes obedecem às leis físicas comuns e são descritos por equações matemáticas similares

Lei de Newton, Lei de Fourier, Lei de Fick

matemáticas similares Lei de Newton, Lei de Fourier, Lei de Fick FET - Fenômenos de Transporte

FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo

8

1. Introdução Fenômenos de Transporte é a transferência de uma grandeza física de um ponto
1. Introdução Fenômenos de Transporte é a transferência de uma grandeza física de um ponto
1. Introdução Fenômenos de Transporte é a transferência de uma grandeza física de um ponto

1. Introdução

Fenômenos de Transporte é a transferência de uma grandeza física de um ponto para outro no espaço e no tempo

Quantidade de Movimento,

Calor ou

Massa

Leis matemáticas empíricas deduzidas por pessoas e épocas diferentes

São aceitas sem demonstração

Podem ser usadas para a construção de modelos matemáticos mais complexos

usadas para a construção de modelos matemáticos mais complexos FET - Fenômenos de Transporte - Prof.

FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo

9

1. Introdução Mecânica dos Fluídos É a ciência que trata do comportamento dos fluidos em
1. Introdução Mecânica dos Fluídos É a ciência que trata do comportamento dos fluidos em
1. Introdução Mecânica dos Fluídos É a ciência que trata do comportamento dos fluidos em

1. Introdução

Mecânica dos Fluídos

É a ciência que trata do comportamento dos fluidos em repouso e em movimento.

Transporte de quantidade de movimento nos fluidos

Os princípios e conceitos básicos da Mecânica dos Fluidos são essenciais na análise e projeto de sistemas no quais um fluido é o meio atuante.

e projeto de sistemas no quais um fluido é o meio atuante. FET - Fenômenos de

FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo

10

1. Introdução Campo da Mecânica dos Fluidos O comportamento de um furacão O fluxo de
1. Introdução Campo da Mecânica dos Fluidos O comportamento de um furacão O fluxo de
1. Introdução Campo da Mecânica dos Fluidos O comportamento de um furacão O fluxo de

1. Introdução

Campo da Mecânica dos Fluidos

O comportamento de um furacão O fluxo de água através de um canal Desenvolvimento do coração-pulmão artificial As características aerodinâmicas de um avião supersônico Barragens, solos e dutos Turbinas, lubrificação, Tubulações, bombas, ventiladores, tanques e vasos.

Tubulações, bombas, ventiladores, tanques e vasos. FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo 11

FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo

11

1.1 Definição de Fluido (Clássicas) Sólidos Moléculas ou cristais oscilam em torno de posições fixas
1.1 Definição de Fluido (Clássicas) Sólidos Moléculas ou cristais oscilam em torno de posições fixas
1.1 Definição de Fluido (Clássicas) Sólidos Moléculas ou cristais oscilam em torno de posições fixas

1.1 Definição de Fluido (Clássicas)

Sólidos

Moléculas ou cristais oscilam em torno de posições fixas Tem forma e volume fixos

Líquidos

Moléculas trocam de posição. Possuem força de interação forte Tem volume definido e toma a forma do recipiente.

Gases

Forças fracas de atração Tem o volume e a forma do recipiente que o contém

de atração Tem o volume e a forma do recipiente que o contém FET - Fenômenos

FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo

12

1.1 Definição de Fluido A principal distinção entre sólido e fluido, é pelo comportamento em
1.1 Definição de Fluido A principal distinção entre sólido e fluido, é pelo comportamento em
1.1 Definição de Fluido A principal distinção entre sólido e fluido, é pelo comportamento em

1.1 Definição de Fluido

A principal distinção entre sólido e fluido, é pelo comportamento em face às forças externas Sólidos

apresentam deformação finita quando submetidos a esforços cisalhantes (equilíbrio estático).

Fluidos

se deformam continuamente quando submetidos a um esforço tangencial (equilíbrio dinâmico).

submetidos a um esforço tangencial (equilíbrio dinâmico). FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo

FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo

13

Sólidos Fluidos FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo 14
Sólidos Fluidos FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo 14
Sólidos Fluidos FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo 14

Sólidos

Sólidos Fluidos FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo 14

Fluidos

FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo 14
FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo
14
Sólidos Fluidos FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo 14
Pressão e Tensão de cisalhamento Pressão média ( P ) e Tensão de cisalhamento média
Pressão e Tensão de cisalhamento Pressão média ( P ) e Tensão de cisalhamento média
Pressão e Tensão de cisalhamento Pressão média ( P ) e Tensão de cisalhamento média

Pressão e Tensão de cisalhamento

Pressão média (P) e Tensão de cisalhamento média ( )

média ( P ) e Tensão de cisalhamento média ( ) Fn = Força normal (na
média ( P ) e Tensão de cisalhamento média ( ) Fn = Força normal (na
média ( P ) e Tensão de cisalhamento média ( ) Fn = Força normal (na

Fn = Força normal (na direção perpendicular)

Fτ = Força tangencial (na direção tangencial) e

A = área

FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo

15

Pressão e Tensão de cisalhamento Uma força de cisalhamento é a componente tangencial da força
Pressão e Tensão de cisalhamento Uma força de cisalhamento é a componente tangencial da força
Pressão e Tensão de cisalhamento Uma força de cisalhamento é a componente tangencial da força

Pressão e Tensão de cisalhamento

Uma força de cisalhamento é a componente tangencial da força que age sobre a superfície, e dividida pela área da superfície dá origem à tensão de cisalhamento média sobre a área. A força normal é a componente perpendicular da força que age sobre um superfície, dividida pela área da superfície dá origem à pressão média sobre a área.

da superfície dá origem à pressão média sobre a área . FET - Fenômenos de Transporte

FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo

16

Pressão e Tensão de cisalhamento FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo 17
Pressão e Tensão de cisalhamento FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo 17
Pressão e Tensão de cisalhamento FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo 17

Pressão e Tensão de cisalhamento

FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo
FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo

17

Pressão e Tensão de cisalhamento Os fluidos para os quais a taxa de deformação é
Pressão e Tensão de cisalhamento Os fluidos para os quais a taxa de deformação é
Pressão e Tensão de cisalhamento Os fluidos para os quais a taxa de deformação é

Pressão e Tensão de cisalhamento

Os fluidos para os quais a taxa de deformação é diretamente proporcional à tensão de cisalhamento são chamados newtonianos. Tem-se então:

du

=

dy

= tensão de cisalhamento du/dy = taxa de deformação

= coeficiente de proporcionalidade

du/dy = taxa de deformação = coeficiente de proporcionalidade FET - Fenômenos de Transporte - Prof.

FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo

18

1.2 Sistemas e Unidades Dimensão: São conceitos básicos de medidas tais como: comprimento (L) massa
1.2 Sistemas e Unidades Dimensão: São conceitos básicos de medidas tais como: comprimento (L) massa
1.2 Sistemas e Unidades Dimensão: São conceitos básicos de medidas tais como: comprimento (L) massa

1.2 Sistemas e Unidades

Dimensão:

São conceitos básicos de medidas tais como:

comprimento (L) massa (M) força (F) tempo (T) temperatura ( )

Unidades:

São as diversas maneiras através das quais se pode expressar as dimensões

comprimento: centímetro (cm); pé (ft); polegada (in); massa: grama (g); libra massa (lbm); tonelada (ton);

(in); massa : grama (g); libra massa (lbm); tonelada (ton); FET - Fenômenos de Transporte -

FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo

19

1.2 Sistemas e Unidades Sistemas de unidades: conjunto organizado e coerente de unidades para descrever
1.2 Sistemas e Unidades Sistemas de unidades: conjunto organizado e coerente de unidades para descrever
1.2 Sistemas e Unidades Sistemas de unidades: conjunto organizado e coerente de unidades para descrever

1.2 Sistemas e Unidades

Sistemas de unidades: conjunto organizado e coerente de unidades para descrever todas as grandezas

Sistema Internacional Sistema Métrico Técnico Sistema Americano de Engenharia CGS

Métrico Técnico Sistema Americano de Engenharia CGS FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo

FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo

20

1.2 Sistemas e Unidades Sistema Internacional de Unidades (SI) Evolução do Sistema Métrico Composto por
1.2 Sistemas e Unidades Sistema Internacional de Unidades (SI) Evolução do Sistema Métrico Composto por
1.2 Sistemas e Unidades Sistema Internacional de Unidades (SI) Evolução do Sistema Métrico Composto por

1.2 Sistemas e Unidades

Sistema Internacional de Unidades (SI) Evolução do Sistema Métrico

Composto por 7 unidades de base

Sistema decimal de múltiplos

Unicidade, uniformidade e coerência

O SI é o sistema oficial no Brasil

uniformidade e coerência O SI é o sistema oficial no Brasil FET - Fenômenos de Transporte

FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo

21

1.2 Sistemas e Unidades   SISTEMA SISTEMA   GRANDEZA INTERNACIONAL INGLÊS CGS Comprimento
1.2 Sistemas e Unidades   SISTEMA SISTEMA   GRANDEZA INTERNACIONAL INGLÊS CGS Comprimento
1.2 Sistemas e Unidades   SISTEMA SISTEMA   GRANDEZA INTERNACIONAL INGLÊS CGS Comprimento

1.2 Sistemas e Unidades

 

SISTEMA

SISTEMA

 

GRANDEZA

INTERNACIONAL

INGLÊS

CGS

Comprimento

metro (m)

pé (ft)

cm

Massa

quilograma (kg)

libra (lb)

g

Força

newton (N)

libraforça (lbf)

dina

Tempo

segundo (s)

segundo (s)

segundo (s)

Temperatura

K ou (ºC)

R ou (ºF)

ºC

segundo (s) Temperatura K ou (ºC) R ou (ºF) ºC FET - Fenômenos de Transporte -

FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo

22

1.2 Sistemas e Unidades Sistema Internacional (SI)   BÁSICAS GRANDEZA UNIDADE SÍMBOLO DIMENSÃO
1.2 Sistemas e Unidades Sistema Internacional (SI)   BÁSICAS GRANDEZA UNIDADE SÍMBOLO DIMENSÃO
1.2 Sistemas e Unidades Sistema Internacional (SI)   BÁSICAS GRANDEZA UNIDADE SÍMBOLO DIMENSÃO

1.2 Sistemas e Unidades Sistema Internacional (SI)

 

BÁSICAS

GRANDEZA

UNIDADE

SÍMBOLO

DIMENSÃO

Comprimento

metro

m

L

Massa

quilograma

kg

M

Tempo

segundo

s

T

Temperatura

kelvin

K

 

Quant. Matéria

mol

mol

N

Corrente elétrica

ampère

A

I

Intensidade luminosa

candela

cd

J

ampère A I Intensidade luminosa candela cd J FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José

FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo

23

1.2 Sistemas e Unidades Sistema Internacional (SI)   DERIVADAS   GRANDEZA UNIDADE SÍMBOLO
1.2 Sistemas e Unidades Sistema Internacional (SI)   DERIVADAS   GRANDEZA UNIDADE SÍMBOLO
1.2 Sistemas e Unidades Sistema Internacional (SI)   DERIVADAS   GRANDEZA UNIDADE SÍMBOLO

1.2 Sistemas e Unidades Sistema Internacional (SI)

 

DERIVADAS

 

GRANDEZA

UNIDADE

SÍMBOLO

DIMENSÃO

 

OBS

 

Volume

metro cúbico

m

3

L

3

 

Velocidade

metro por segundo

m/s

L/T

 

Aceleração

metro por segundo ao quadrado

m/s 2

L/T 2

 

Força

newton

N

ML/T 2

 

F = ma

 

Pressão

pascal

Pa

M/T 2 L

 

P

= F/A

Energia

joule

J

ML

2 /T 2

E

= ½ mv 2

Potência

watt

W

ML

2 /T 3

 

P

= E/

t

Densidade

quilograma por metro cúbico

kg/m 3

M/L 3

 

d = m/V

FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo

24

por metro cúbico kg/m 3 M/L 3   d = m/V FET - Fenômenos de Transporte
1.2 Sistemas e Unidades Consistência Dimensional Só podemos somar e subtrair grandezas com as mesmas
1.2 Sistemas e Unidades Consistência Dimensional Só podemos somar e subtrair grandezas com as mesmas
1.2 Sistemas e Unidades Consistência Dimensional Só podemos somar e subtrair grandezas com as mesmas

1.2 Sistemas e Unidades

Consistência Dimensional

Só podemos somar e subtrair grandezas com as mesmas dimensões

Para unidades diferentes, com as mesmas dimensões, a operação pode ser efetuada mediante a transformação de unidades.

2 m + 40 cm (dois termos com dimensão de comprimento)

2 m = 200 cm então, 2 m + 40 cm = 200 cm + 40 cm = 240 cm.

2 m = 200 cm então, 2 m + 40 cm = 200 cm + 40

FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo

25

1.2 Sistemas e Unidades Homogeneidade Dimensional Toda equação deve ser dimensionalmente homogênea, ou seja, todos
1.2 Sistemas e Unidades Homogeneidade Dimensional Toda equação deve ser dimensionalmente homogênea, ou seja, todos
1.2 Sistemas e Unidades Homogeneidade Dimensional Toda equação deve ser dimensionalmente homogênea, ou seja, todos

1.2 Sistemas e Unidades

Homogeneidade Dimensional

Toda equação deve ser dimensionalmente homogênea, ou seja, todos os termos de ambos os lados de equação precisam ter as mesmas dimensões e, portanto, unidades.

Consideremos a equação:

v

=

v 0

+

(m/s) = (m/s) +

a

.

t

(m/s 2 ).(s)

m/s

= m/s

+

m/s

unidades

L/T

=

L/T

+

L/T

dimensões

m/s unidades L/T = L/T + L/T dimensões FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José

FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo

26

1.3 Equações Básicas Uma análise de qualquer problema em Mecânica dos Fluidos, necessariamente se inicia,
1.3 Equações Básicas Uma análise de qualquer problema em Mecânica dos Fluidos, necessariamente se inicia,
1.3 Equações Básicas Uma análise de qualquer problema em Mecânica dos Fluidos, necessariamente se inicia,

1.3 Equações Básicas

Uma análise de qualquer problema em Mecânica dos Fluidos, necessariamente se inicia, quer diretamente ou indiretamente, com a definição das leis básicas que governam o movimento do fluido. Estas leis são independentes da natureza de um fluido particular:

Conservação da Massa Segunda Lei de Newton do Movimento Primeira Lei da Termodinâmica Segunda Lei da Termodinâmica

Primeira Lei da Termodinâmica Segunda Lei da Termodinâmica FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José

FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo

27

1.3 Equações Básicas 1 – Lei de Conservação da Massa Equação da Continuidade 2 –
1.3 Equações Básicas 1 – Lei de Conservação da Massa Equação da Continuidade 2 –
1.3 Equações Básicas 1 – Lei de Conservação da Massa Equação da Continuidade 2 –

1.3 Equações Básicas

1 – Lei de Conservação da Massa

Equação da Continuidade

2 – Segunda Lei de Newton do Movimento

Equação da Quantidade de Movimento

3 – Primeira e Segunda Lei da Termodinâmica

Equação da Energia

Outras Leis (auxiliares)

Lei de Hooke Lei da Viscosidade de Newton Lei dos Gases Perfeitos

Hooke Lei da Viscosidade de Newton Lei dos Gases Perfeitos FET - Fenômenos de Transporte -

FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo

28

Equações Básicas para um Sistema (sem entrada ou saída de massa) Lei da Conservação de
Equações Básicas para um Sistema (sem entrada ou saída de massa) Lei da Conservação de
Equações Básicas para um Sistema (sem entrada ou saída de massa) Lei da Conservação de

Equações Básicas para um Sistema (sem entrada ou saída de massa)

Lei da Conservação de massa

dm

dt

= 0

Segunda Lei de Newton (quantidade de movimento)

∑ m a . F ext =
m a
.
F ext =

=

m

) dv d ( m v . = dt dt
)
dv
d
( m v
.
=
dt
dt

A primeira lei da termodinâmica (conservação da energia)

A primeira lei da termodinâmica (conservação da energia) & dE dt q & W = FET

& dE

dt

q & W =

FET - Fenômenos de Transporte - Prof. José Calvelo

29