Você está na página 1de 60

LOGO

BRASIL BIOMASSA E ENERGIA RENOVÁVEL S.A


S.A.
Brasil Biomassa e Energia Renovável- International CMO Business Exports Biomass
Matriz Brasil Av. Cândido Hartmann, 570 24 andar Bairro Champagnat 80730-440
Curitiba Parana Fone: 41 33352284 88630864 Skype celso.marcelo.de.oliveira Url:
www.internationalrenewablesenergy.com e http://biomassbrazil.blogspot.com/
e-mail Brasil: brasilbiomassa@onda.com.br e diretoria@brasilbiomassa.com.br
Portugal: cmoconsultoria@sapo.pt Europa: internationalcmo@yahoo.co.uk USA:
brazilbiomass@aol.com

Este estudo tecnico e de propriedade exclusiva da Copyright@2009 Brasil Biomassa e Energia Renovavel e Celso
Marcelo de Oliveira nao podendo ser copiado ou utilizado de forma comercial sem autorizacao expressa do autor.
Direito de Propriedade ISBN 09 – 7635-070-X
LOGO

1 BRASIL BIOMASSA ENERGIA RENOVÁVEL

2 CONSULTORIA E PROJETOS ENERGIA RENOVÁVEL

31 CONSULTORIA E PROJETOS BIOMASSA

4 PROJETOS DE CO-
CO-GERAÇÃO DE ENERGIA

5 POTENCIALIZAÇÃO DOS RESÍDUOS

6 FUTURO DA BIOMASSA E CONCLUSÕES

2/30
LOGO

BRASIL BIOMASSA
ENERGIA RENOVÁVEL

3/30
LOGO
BRASIL BIOMASSA
Constituída em 2002 Internacional CMO Consultoria e Gestão de Negócios e Business Biomassa se especializou no domínio das
energias renováveis e a eficiência energética.
energética. Tem uma forte associação empresarial com 98 companhias internacionais em 38
países que trazem profunda e ampla experiência profissional para o desenvolvimento de projetos e negócios em energias
renováveis..
renováveis
Em 2007 associou
associou--se ao Grupo Português NorteGás para a formação da European Energy SRL que desenvolve projetos
especiais de biomassa e energia renovável na Europa.
Europa. No ano seguinte foi constituída com a Pianka Engenharia e a Civic
Corporation a Brasil Biomassa e Energia Renovável.
Renovável. O Diretor Presidente da Brasil Biomassa é o empresário e advogado Celso
Marcelo de Oliveira.
Oliveira.

No Brasil a Brasil Biomassa participa da Rede Nacional de Biomassa, em


Portugal com a Sociedade Portuguesa de Energia, na Europa com a EUBIA e
nos Estados Unidos com a American Renewables Energy. Energy. Mantemos um
intercâmbio técnico com a Renewable Energy and Energy Efficiency
Partnership * Accelerating the Deployment of Renewable Energy
Technologies:: Regional Report from the Renewable Energy and Energy
Technologies
Efficiency Partnership *Accelerating Clean Energy Technology Innovation *
Pellet Fuels Institute * Biomass Heating Fuels:
Fuels: Low Hanging Fruit for Carbon
Emissions and Energy Independence * Renewable Energy:Energy: Electricity and
Biofuels in Latin America and the Caribbean * Natural Resources Canada -
An Overview of Canada's Renewable Energy Industry * National Renewable
Energy Laboratory * International Renewable Energy Alliance * International
Energy Agency Innovative Approaches to the System Integration of
Renewable Electricity * Global Bioenergy Partnership * German Renewable
Energy Federation * European Renewable Energy Council - Renewable
energy policy in Europe - 20 % by 2020 * Energy Future Coalition New
Alliances for a New Energy Future * Business Council for Sustainable Energy
- Industry Perspectives on How the Carbon Market Can Promote Deployment
of Clean Energy Technologies.
Technologies.

4
LOGO
MISSÃO INSTITUCIONAL
MISSÃO EMPRESARIAL.
EMPRESARIAL. A Brasil Biomassa e Energia Renovável tem a missão de cooperar para o desenvolvimento de
projetos sustentáveis através de soluções para a gestão dos resíduos de uma energia renovável e da eficiência energética
pela biomassa.
biomassa. Tem a missão de difundir os projetos sustentáveis de negócios que venham em diminuir a emissão de CO CO22
na atmosfera e o uso da biomassa no Brasil como uma fonte de energia viável e sustentável.
sustentável.
VISÃO DA COMPANHIA.
COMPANHIA. Fornecer soluções energéticas baseadas em biomassa e bio-bio-combustíveis limpos e renováveis para
grandes companhias nacionais e internacionais, com intuito de mitigar o impacto que suas atividades possuem sobre o meio
ambiente através da redução de emissão dos gases de efeito estufa, gerar ganhos financeiros na sua conta de energia e
com a venda de créditos de carbono, e propiciar sua independência energética não ficando mais a mercê do mercado
petrolífero..
petrolífero

ESTRATÉGIA PROFISSIONAL.
PROFISSIONAL. Produzir transformar e
exportar/comercializar para suprimento contínuo de longo prazo,
nacional e internacionalmente, de biomassa energética para fins de
produção de energia limpa e de outros produtos oriundos da
transformação, na forma de pellets, agro pellets, briquetes e Wood
chips.. Implantar Indústrias do ramo energético alternativo.
chips alternativo. Formar e
explorar florestas homogêneas, próprias ou de terceiros, e para a
captura de COCO2
2 para garantia de uma energia limpa.
limpa. Realizar estudos,
projetos e construção em terminal portuário para viabilizar as
exportações de produtos originários de biomassa e energia renovável e
operação de centro de processamento de biomassa.
biomassa. Estudar, projetar,
executar planos e programas de pesquisa e desenvolvimento de novas
fontes de vetores de energia, diretamente ou em cooperação com
outras entidades.
entidades. Participar de pesquisas de interesse do setor
energético, ligadas à geração e distribuição de energia com uso de
biomassa, bem como de estudos de aproveitamento de reservatório
para fins múltiplos e colaborar para a preservação do meio ambiente
no exercício de suas atividades.
atividades.
5
LOGO
DIRETORIA–
DIRETORIA–PARTNER BUSINESS
BRASIL BIOMASSA E ENERGIA RENOVÁVEL

Presidente Dr
Dr.. Celso Marcelo de Oliveira
É acionista e diretor da Brasil Biomassa e Energia Renovável e da Internacional CMO Consultoria e Gestão de Negócios Ltda e da
European Energy SL. SL. É membro do Instituto Brasileiro de Direito Empresarial, Direito Bancário, Política e Direito do Consumidor,
Direito Tributário e da Academia Brasileira de Direito Tributário,
Tributário, da Câmara Portuguesa de Comércio no Sul do Brasil, American
Chamber of Commerce,
Commerce, Confederação Mundial dos Empresários das Comunidades Portuguesa.Portuguesa. Membro da European Biomass
Industry Association e Presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Biomassa e Energia Renovável.
Renovável.
Diretora Administrativa Dra
Dra.. Maria Denise Martins de Oliveira

MEMBROS PARTNER BUSINESS BRASIL BIOMASSA


SANTA CATARINA
BRASIL BIOMASSA E ENERGIA RENOVÁVEL S.A. - BMLOG LOGÍSTICA INTERNACIONAL LTDA - MADEIREIRA LUDGERO – CAVACOS
RESCAROLLI – BATTISTELA FLORESTAL – SUDATI COMPENSADOS-
COMPENSADOS-MDF – GUARARAPES COMPENSADOS-
COMPENSADOS-MDF
ILP IMBITUBA LOGÍSTICA PORTUÁRIA LTDA - ALTERNATIVA OPERAÇÕES FLORESTAIS LTDA - G PORT DESPACHO ADUANEIRO LTDA
FUMIDEX E DEDETIZAÇÃO LTDA - ARMAZENS HDO LTDA
PARANÁ
GRUPO MOURA SANTOS – CONSULADO GERAL DO SENEGAL
ESPIRITO SANTO
PARTNER IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA
RIO DE JANEIRO
PIANKA ENGENHARIA DE CORROSÃO LTDA
RIO GRANDE DO SUL
PIER TRADING - PORTO SEGURO DESPACHOS ADUANEIROS
TRANSEG LOGÍSTICA LTDA - BRASTIL AGENCIAMENTOS DE CARGAS - STIL SERVICE - MOTION AGENCIAMENTO DE CARGAS -
COTRY COMERCIAL IMPORTADORA E EXPORTADORA E ASSESSORIA ADUANEIRA.
ADUANEIRA.
PARÁ
BRIKET

6
LOGO
PARTNER INTERNACIONAL
CANADÁ – FPInnovations – Forest Engineering Research Institute of Canadá Eng. Dr. Ricado Teixeira
ESTADOS UNIDOS – ACORE – American Council on Renewable Energy EnergyProf.
Prof. Dr. Tom Weirich
ESTADOS UNIDOS – Balcones Fuel Technology Prof. Dr. Randi L. Wolf
MÉXICO – Latin American Wind and Energy Renewable Association
AssociationDr.
Dr. Mauricio Trujillo
INGLATERRA–
INGLATERRA– Skanbio Renewable Energy – Inglaterra
Inglaterra-- Finlândia - Suécia Dr. Keijo Kunttu
INGLATERRA–
INGLATERRA– Energy Net Limited Dr. Rod Cargill
ALEMANHA – Programme for Biomass & Energy – GTZ/Probec
GTZ/Probec Dr. Crispin Pemberton-
Pemberton-Pigott
ALEMANHA – Bundesverband Solarwirtschaft – Energie Forum Dr. Christian Brenning
AUSTRÁLIA – Bio Energy and Sustainable Foresty Consultants Dr. Peter Davies
AUSTRÁLIA – Biomass Energy Services – Best Energies Australia Pty Dr. Robert Downie
SINGAPURA – Inferno Global HQ – Biodiesel or Biofuel Dr. Ron Tan
JORDÂNIA – National Energy Research CenterDr.
CenterDr. Malek Kabariti
AMÉRICA
Argentina Barroman S. A. – Dario Kirschbaum
Canada Cree Industries - John O. Olsen
Canada Tally Tropicals Inc - Martin Nachim
USA Globe Trade Import Export Claudia Gale
México Asiskyb Lda Miguel Santos
EUROPA
Cyprus Energy Trading - Savvas Kassianos
Italia V & P Trading – Cristian Pauliano
Holanda Broflame Houtpellets - Henk van den Broek
Holanda Eastco International-
International- Jan Troost
Portugal – Portuguese Business Centre Intelligence
Suiça Pellets Trading - Hildebrandt Roland Winther
Alemanha – Biorema GmbH – Alexander Kunde
Dinamarca – Denergi Aps – Frank Madsen
ASIA
China Beijieg Import & Export Co - Nanning Liu
China Poerful Commercial Trading Liminted – Brella Liang
Tailândia BFB Thailand Agent – Dennis Peacock
AFRICA
South Africa Renewable Energy Engineer Technology Centre
OCEÂNIA
Austrália Bruce Manson and Associates – Bruce Manson
7
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA INDÚSTRIA BIOMASSA LOGO

A group of leading biomass companies in Brazil formed the Brazilian Association of Industry Biomass and Renewable Energy or Biomass Thermal
Energy Council dedicated to advancing the use of biomass for heat and other thermal energy applications.
applications. The founding members of ABIB include
biomass fuel producers, appliance manufacturers and distributors, and supply chain companies that represent the breadth of interests in the fast
growing biomass thermal energy industry.
industry.

Most of the woody biomass-


biomass-toto--energy plants Brazil Biomass use direct-
direct-fired system or conventional steam boiler, whereby biomass feedstock is
directly burned to produce steam leading to generation of electricity.
electricity. In a direct-
direct-fired system, biomass is fed from the bottom of the boiler and air
is supplied at the base.
base. Hot combustion gases are passed through a heat exchanger in which water is boiled to create steam.steam.

The administration of the company shall be held CEO Celso Marcelo de Oliveira Managing Director of International CMO Exports Biomass and
Wood Chips and Brazil Biomass and Renewable Energy S.A and President Brazilian Association of Industry Biomass and Renewable Energy.
Energy.

Briquette Pinus:
Pinus: 26 Industry Brazil - Production Year : 200.000 ton.
Briquette Eucalyptus:10 Industry Brazil-
Brazil-Product. Year:80.000 ton.
Briquette Bagasse Cane:04 Industry Brazil-
Brazil-Prod. Year: 36.000 ton.
Agro--Briquette: 02 Industry Brazil - Production Year : 80.000 ton.
Agro

Pellets Eucalyptus:03 Industry Brazil -Production Year:60.000 ton.


Pellets Pinus : 16 Industry Brazil - Production Year : 130.000 ton.
Pellets Bracatinga :01 Industry Brazil-
Brazil-Production Year:48.000 ton.
Pellets Bagasse Cane :01 Industry Brazil-
Brazil-Prod. Year:24.000 ton.

Wood Chips Eucalyptus: Brazil Biomass-


Biomass-Prod. Year: 400.000 ton.
Wood Chips Eucalyptus:28 Industry Brazil-
Brazil-Prod. Year:1.000.000 t
Wood Chips Eucalyptus Energy:19 Industry Prod. Year:900.000 t
Wood Chips Acácia:
Acácia: 02 Industry Brazil-
Brazil-Prod. Year: 600.000 ton.
Wood Chips Pinus:
Pinus: 96 Industry Brazil - Prod. Year: 4.000.000 ton.
Wood Chips Energy: 145 Industry Brazil - Prod. Year:4.000.000

8
LOGO
REFERÊNCIA INTERNACIONAL
EUROPEAN BIOMASS INDUSTRY ASSOCIATION “EUBIA, the European Biomass Industry Association, was established in 1996 as an
international non profit association in Brussels, Belgium.
Belgium. It groups together market forces, technology providers, and knowledge centres, all
of them active in the field of biomass.
biomass. I am writing to you on behalf of the European Biomass Industry Association and we would be
interested in developing an international partnership with the International Business CMO Biomass
Biomass.. Kind Regards,Eibhilin Manning European
Biomass Industry Association Renewable Energy House Brussels Belgium
CEBIO PORTUGAL.
PORTUGAL. A CEbio Portugal é membro da AEBIOM – European Biomass Association – organismo com sede em Bruxelas e que
congrega diversas organizações congéneres e empresas européias.
européias. Conta também já várias parcerias bilaterais e queremos manter uma
importante parceria com a sua empresa no Brasil.
Brasil. Centro para a Valorização de Resíduos – CVR – no campus de Azurém da Universidade do
Minho.. Rita Marques Presidente CEbio PT.
Minho PT.

CARMEN GERMANY Sehr geehrte Damen und Herren, wieder bei C.A.R.M.E.N.
erreichbar und kann die gesendeten Mit freundlichen Gruessen, Daniel Miller
BFBINVESTMENTS AUSTRÁLIA Dear Mr Celso Marcelo de Oliveira, BRAZIL is
now live on BFB's website
website.. A special welcome to you all in Brazil from all of us at
BFB Investments in Australia:
Australia: I shall write more to you tomorrow as it's been a
longday today.
today. Time for a break! Regards, Dennis Peacock.
Peacock. BFB Investments Pty
Ltd
Ltd.. Australia.
Australia.
SUNNA BIO RESOURCES CANADÁ. CANADÁ. Dear Sir Celso Oliveira.
Oliveira. While the Canadian
market for biomass is a growing opportunity there is as you can imagine, is a
large wood and forestry products industry currently operating in Canada and I
wonder how we can import product from Brazil and still be cost competitive.competitive.
Thank you
you.. Frank Gazzola, COO Sunna Bio- Bio-Resources Converting organics into
renewable energy
BUSINESS DEVELOP CHINA MARKET Dear Mr Celso Oliveira After view carefully
on your business, i think it will be a big opportunity in China market, and will
benefit china and Brazil, to get win-win-win situation
situation.. If your company think it is
opportunity to develop china market, and need some good guy to do, then feel
free let me know.
know. I fully support their projects and want to develop a series of
business of biomass from Brazil to China.
China. jordan zhou

9
LOGO
SUSTENTABILIDADE
Em 1992 no Rio de Janeiro, na Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, reconheceu-
reconheceu-se à importância de
assumir a idéia de sustentabilidade em qualquer programa ou atividade de desenvolvimento.
desenvolvimento. Nesse aspecto, as empresas têm um papel
extremamente relevante.
relevante. Desde então, de acordo com Desai (2005
2005)) o desenvolvimento sustentável vem emergindo como um novo paradigma
de desenvolvimento, integrando crescimento econômico, desenvolvimento social e proteção ambiental como elementos de desenvolvimento de
longo prazo interdependentes e que se suportam mutuamente.
mutuamente. E através de uma prática empresarial sustentável, percebe-
percebe-se a possibilidade de
mudança de valores e de orientação em seus sistemas operacionais, em empresas engajadas à essa idéia, com vistas à preservação do meio
ambiente..
ambiente
Estamos contribuindo para a sustentabilidade econômica e social no Brasil como exemplo de empresa preocupada com o aquecimento global. global.
Estimulamos e incentivamos os empresários do setor de madeira e celulose para uma política correta, utilizando os resíduos florestais não
aproveitáveis geram a poluição através de gases como dióxido de enxofre (SO2
(SO2), dióxido de carbono (CO2
(CO2), óxido nítrico (NO2
(NO2) e metano (CH4
(CH4).

Neste sentido atuamos com os nossos projetos de negócios no Brasil visando a


sustentabilidade::
sustentabilidade
A sustentabilidade social do nosso projeto e negócios na criação de um processo de
desenvolvimento sustentado para o pequeno empresário da região que utiliza
parcialmente a madeira para a produção de cavaco e os resíduos florestais
potencializados neste novo negócio gera uma nova fonte de recursos e o aumento na
distribuição de renda e de bens.
bens.
A sustentabilidade econômica do nosso projeto de negócios é alcançada através do
gerenciamento e alocação mais eficiente dos recursos e por um fluxo constante de
investimentos na compra dos resíduos florestais e no aumento do processo produtivo
A sustentabilidade ecológica do nosso projeto de negócios é alcançada através do
aumento da capacidade de utilização dos recursos naturais como os resíduos florestais,
na limitação do consumo de combustíveis fósseis, pela redução da geração de resíduos
e de poluição, através da conservação de energia, de recursos e da reciclagem.
reciclagem.
A sustentabilidade espacial do nosso projeto de negócios é dirigida para a obtenção de
uma configuração na região mais equilibrada e uma melhor distribuição das atividades
econômicas..
econômicas
A sustentabilidade cultural do nosso projeto de negócios inclui a procura por raízes
endógenas de processos de modernização e de sistemas florestais integrados, que
facilitem a geração de soluções específicas para a região, o ecossistema, a cultura e a
área..
área

10
PROJETO DE SUSTENTABILIDADE –AGRO BRIQUETE LOGO

Ecologicamente correto o projeto que estamos desenvolvendo em seis estados brasileiros: o agro-briquete. Este produto garante o
equilíbrio da natureza e o desenvolvimento sustentável. Utilizamos de produtos não florestais como os resíduos de casca de arroz, de
coco verde, de cacau, babaçu, cana-de-acúçar, resíduos de milho e e algodão..

11
PROJETO DE SUSTENTABILIDADE – CAPIM ELEFANTE LOGO
Estamos trabalhando no projeto de sustentabilidade do reflorestamento ou do plantio do capim elefante - miscanthus como uma
nova fonte de energia que detém uma alta produtividade e melhora a fixação do nitrogênio no ar evitando-
evitando-se a emissão de gases
causadores do efeito estufa.
estufa.
Vantagens do uso do capim elefante
elefante:: Produtividade elevada ; Crescimento Rápido (dois cortes por ano);
ano); Menores áreas e um
investimento menor;
menor; Possível mecanização e melhoramento genético futuro; futuro; Menor assimilação de Carbono e Fixação do
Nitrogênio ; Melhor Remuneração nos Projetos MDL; MDL; Economia no uso de fertilizantes;
fertilizantes; Não contaminação de aqüiferos e da
atmosfera;; Conservação de Energia e um melhor balanço energético;
atmosfera energético; Facilidade no Processo de Exportação da Biomassa e
Garantia da Compra do Produto no Mercado Internacional.
Internacional.

A Brasil Biomassa está estudando com a companhia Agripellets Ltd de


Warwickshire da Inglaterra o revolucionário projeto do Agri Wood Pellets.
Pellets.
Encontra--se em fase inicial a produção do Agri-
Encontra Agri-miscanthus pellets.
pellets.

Agri-wood pellets offer the highest net calorific value and lowest ash within
Agri-
our product range.
range. Agripellets has been able to minimize the carbon
emitted in the production of these pellets by using waste heat to dry the
wood fibre prior to pelleting.
pelleting. These pellets, derived from woody energy
crops, can qualify for additional government support if used in CHP plants
or in the production of electricity.
electricity. These pellets are suitable for all markets.
markets.

Agri-miscanthus pellets.
Agri- pellets. Miscanthus (Miscanthus X Gigantueus)
Gigantueus) is a tall C4
perennial woody grass of East Asia origin which has a high biomass yield.
yield.
After 3 to 4 years miscanthus can be harvested early spring yielding
approximately 15t
15t dry matter per hectare.
hectare. The crop has a useful life of 15
to 20 years and requires low inputs once established.
established.

Agri- Miscanthus Pellets are 10mm


Agri- 10mm in diameter and have a very similar
characteristics to Agri-
Agri- Wheat Straw Pellets, whilst comply with all
emissions regulations.
regulations.

12
LOGO
RESPONSABILIDADE AMBIENTAL
O uso dos resíduos florestais não aproveitáveis no processo industrial e os resíduos não florestais na forma de briquete, biomassa
ou pellets nos projetos desenvolvidos pela Brasil Biomassa é uma maneira inteligente de agir com a sustentabilidade e a
responsabilidade ambiental.
ambiental. Nossos produtos geram energia e valorizam o meio-meio-ambiente.
ambiente.

Aproveitamos os resíduos florestais e não florestais, desenvolvemos um processo industrial ecologicamente correto ao contrário
do carvão poluente e ainda valorizamos o ambiente saudável e o combate na emissão dos gases prejudicais ao aquecimento
global.. .
global

Eliminação incorreta atual

Acumulam nas Indústrias

Incinerados

Depositados nos Rios

Impacto Negativo Meio Ambiente


LOGO
ENERGIA SUSTENTÁVEL
A base energética que suportou nosso crescimento nestas últimas décadas apoiou-
apoiou-se fortemente no combustível fóssil, altamente
poluente desde a sua extração e com grande impacto ambiental.
ambiental. Antes dele o carvão, igualmente nocivo à saúde humana e à
natureza.. A vida moderna tem sido movida a custa de recursos esgotáveis que levaram milhões de anos para se formar e um dia
natureza
irão acabar.
acabar. O uso desenfreado desses combustíveis tem mudado substancialmente a composição da atmosfera e o equilíbrio
térmico do planeta, provocando o aquecimento global, degelo nos pólos, chuvas ácidas e o envenenamento de todo meio ambiente.
ambiente.
Surgiu uma nova esperança no fim do túnel com o desenvolvimento dessas fontes de energia alternativa e renovável como a
biomassa.. Há três aspectos importantes que devem ser salientados sobre a biomassa:
biomassa biomassa: a sua viabilidade econômica, a
sustentabilidade e a disponibilidade de recursos renováveis para a sua geração, o que varia nas diferentes regiões do globo.
globo.

Energia Renovável – Biomassa é um


Energia Sustentável Longo Tempo
Substituto aos Combustíveis Fósseis

Energia Sustentável e Limpa com o uso Projeto Ecologicamente Correto


dos Resíduos Florestais e Não Florestais

Evite o Uso de Combustíveis Poluentes Menos Riscos ao Meio Ambiente

Apoio da Europa e dos USA nos


Projetos da Brasil Biomassa
LOGO

CONSULTORIA E PROJETOS
DE ENERGIA RENOVÁVEL

A Brasil Biomassa tem um Acordo Comercial, Representação e Desenvolvimento de Negócios com exclusividade no
mercado do Brasil com a empresa Enerrgy 4 All Energias Alternativas em projeto de energia eólica, coletores solares
térmicos, painéis solares fotovoltaicos, mini hídricas e máquinas de fabricar água.
água.

15/30
ENERGIA EÓLICA LOGO
PRINCIPIO DE FUNCIONAMENTO E CARACTERÍSTICAS DAS TURBINAS DA GAMA COMFORT220 COMFORT220
A Velocidade do Vento é usada como fonte de energia para mover um gerador a baixa velocidade, de forma a produzir corrente alternada, que
posteriormente é transformada em corrente direta por um controlador de voltagem constante.
constante. A energia daí resultante é armazenada em
baterias.. A corrente direta das baterias é então transformada em alternada através de um inversor, resultando a energia que é usada em nossas
baterias
casas nas mais diversas aplicações, a este principio chamamos sistema fora da rede. rede. Para um sistema ligado é rede, a corrente alternada
produzida pela turbina, segue diretamente para um inversor que controla e estabiliza a corrente alternada.
alternada. Os produtos combinam um único e
inovador design e grande fiabilidade, que permitem excelentes performances ao nível do ruído e produção de energia com baixa rotaçãorotação.. Os
esquemas em baixo mostram- mostram-nos 2 sistemas possíveis de ligação: ligação: Sistema "On grid"grid" de ligação á rede sem Baterias
Sistema "Off Grid"
Grid" Autônomo da rede elétrica, auxiliado com baterias.
baterias.

16
ENERGIA EÓLICA LOGO
300w
Número de pás – 3 - Torre 6m
Material das pás – Fibra reforçada a plástico (FRP)
Diâmetro da turbina (m): 2.2m
Velocidade de arranque: 2.5 m/s
Gera 300w aos 7 m/s
Rotações por minuto: 400
Gerador magnético - Velocidade máxima de vento 50 m/s
Aproveitamento do vento 41%
Rendimento: 300W
Rendimento máximo: 400W
Voltagem: 24V
Amperagem: 10.7
Baterias: 12V 150AH X2 - Peso 60Kg
Material Alumínio metalizado e anti corrosivo (tipo AA)

500w
Número de pás – 3 - Torre-
Torre-6m
Material das pás – Fibra reforçada a plástico (FRP)
Diâmetro da turbina (m): 2.7m
Velocidade de arranque: 2.5 m/s
Gera 500w aos 8 m/s
Rotações por minuto: 350
Gerador magnético - Velocidade máxima de vento 50 m/s
Aproveitamento do vento 41%
Rendimento: 500W
Rendimento máximo: 600W
Voltagem: 36V
Amperagem: 11.9
Baterias: 12V 150AH X3
Peso 90Kg
Material Alumínio metalizado e anti corrosivo (tipo AA)
AA)

17
ENERGIA EÓLICA LOGO
1000w
Número de pás – 3 - Torre-
Torre- 6m
Material das pás – Fibra reforçada a plástico (FRP)
Diâmetro da turbina (m): 2.8m
Velocidade de arranque: 2.5 m/s
Gera 1000w aos 8 m/s
Rotações por minuto: 300
Gerador magnético - Velocidade máxima de vento 50 m/s
Aproveitamento do vento 41%
Rendimento: 1000W
Rendimento máximo: 1500W
Voltagem: 24V
Amperagem: 41.67
Baterias: 12V 200AH X4
Peso 100Kg
Material Alumínio metalizado e anti corrosivo (tipo AA)
AA)

2000w
Número de pás – 3 - Torre-
Torre- 8m
Material das pás – Fibra reforçada a plástico (FRP)
Diâmetro da turbina (m): 3.2m
Velocidade de arranque: 2.5 m/s
Gera 2000w aos 9 m/s
Rotações por minuto: 250
Gerador magnético - Velocidade máxima de vento 50 m/s
Aproveitamento do vento 41%
Rendimento: 2000W
Rendimento máximo: 2800W
Voltagem: 48V
Amperagem: 41.67
Baterias: 12V 200AH X10
Peso 110Kg
Material Alumínio metalizado e anti corrosivo (tipo AA)
AA)

18
ENERGIA EÓLICA LOGO
10kw
Número de pás – 3 - Torre -12m
Material das pás – Fibra reforçada a plástico (FRP)
Diâmetro da turbina (m): 7.0m
Velocidade de arranque: 3 m/s
Gera 10000w aos 10 m/s
Rotações por minuto: 160
Gerador magnético - Velocidade máxima de vento 50 m/s
Aproveitamento do vento 42%
Rendimento: 10000W
Rendimento máximo: 12000W
Voltagem: 240V
Amperagem: 35.7
Baterias: 12V 200AH X40
Peso 540Kg
Material Alumínio metalizado e anti corrosivo (tipo AA)
AA)

20kw
Número de pás – 3 - Torre – 15m
Material das pás – Fibra reforçada a plástico (FRP)
Diâmetro da turbina (m): 10.0m
Velocidade de arranque: 3 m/s
Gera 20000w aos 12 m/s
Rotações por minuto: 160
Gerador magnético - Velocidade máxima de vento 50 m/s
Aproveitamento do vento 42%
Rendimento: 20000W
Rendimento máximo: 25000W
Voltagem: 240V
Amperagem: 71.4
Baterias: 12V 200AH X80
Peso 1200Kg
Material Alumínio metalizado e anti corrosivo (tipo AA)
AA)

19
COLETORES SOLARES TÉRMICOS LOGO
Os Coletores Solares Térmicos da gama COMFORT220
COMFORT220® ® são certificados pela Keymark,
Keymark, o que demonstra o elevado padrão técnico.
técnico.
Na construção dos nossos produtos usamos tanto alumínio como o aço inoxidável.
inoxidável. O tubo de vácuo é a principal componente neste
sistema térmico de aquecimento, que consiste em 2 tubos de vidro burosilicado,
burosilicado, resistentes aos choques térmicos.
térmicos. A parte externa do
tubo interior é coberta com uma leve camada de filtro solar.
solar. O tubo interno é devidamente fechado e selado na extremidade do tubo
exterior.. O espaço que medeia estes 2 tubos é de vácuo para evitar as perdas de calor.
exterior calor. Os tubos podem obter um rácio de absorção
próximo dos 97%97%, com uma absorção média de 94%
94% e 3% a mais baixa
baixa.. Os tubos de vácuo tem 2 paredes, a de fora é transparente e
a interna tem uma cobertura escura.
escura. Dentro da parede interna, está o tubo de aquecimento.
aquecimento. Entre a transparente parede externa e a
escura parede interna, está o nível de vácuo.
vácuo.

20
PAINÉIS SOLARES FOTOVOLTAICOS LOGO
Os Painéis fotovoltaicos são amplamente aplicados em todos os sistemas solares, já que são as componentes principais do sistema
fotovoltaico.. As células solares são compostas de vários materiais semicondutores.
fotovoltaico semicondutores. Esses semicondutores, são ativados
eletronicamente quando a luz ou o calor incidem sobre eles. eles. O material mais importante é o Silício, que é o material mais abundante
na terra.
terra. As tecnologias mais comercializadas e com mais sucesso, são baseadas no Mono e Poly Cristalino. Cristalino. O Ciclo de vida das
células solares, começa com o sílica (quartzo)
(quartzo).. Sílica é dioxido de silício, que é colocado numa furnalha,
furnalha, a altas temperaturas.
temperaturas. Aí, é
purificado e obtido silício de tipo eletrônico, usado para fazer pequenos pedaços de cilício.cilício. Esses pequenos pedaços, são derretidos
num vaso, e daí surgem as células poli e mono cristalinos.
cristalinos. Durante o processo de fundição, uma pequena quantidade de Borosilico é
misturado para fazer o silicio tipo "P"
"P"..

21
MINI HÍDRICAS LOGO
A designação central mini-
mini-hidrica generalizou-
generalizou-se em Portugal para designar os aproveitamentos hidroelétricos de potência inferior a
10 Mw.
Mw. Este limite é geralmente usado internacionalmente como fronteira de separação entre as pequenas e as grandes centrais
hidroelétricas.. As primeiras, devido ao seu impacto ambiental diminuto, são consideradas centrais renováveis;
hidroelétricas renováveis; as segundas, embora
usem um recurso renovável, produzem efeitos sobre o ambiente, pelo que a sua classificação como centrais renováveis.
renováveis.

22
MÁQUINAS DE FABRICAR ÁGUA LOGO
Sabemos que a água se encontra suspensa no ar, e existem
14.
14.000 Milhões de metros cúbicos de água no ar, em diferentes
formas, sobretudo em vapor de água, mas também como nuvens
ou chuva.
chuva. A Brasil Biomassa apresenta um novo método de para
recolher água da atmosfera.
atmosfera. Há 20 anos, nada faria acreditar que
um dia iríamos pagar por água engarrafada, um preço por vezes
superior ao da gasolina.
gasolina. Mas existem alternativas, a seguir
apresentamos um sistema, que fornece água a partir do
aproveitamento do ar ar..
BENEFICIOS:: Filtragem perfeita de 6 etapas que proporciona água
BENEFICIOS
pura a 99.99.99%
99%. Não necessita de aplicação da água, pois esta
está no ar ar.. Livre de processos químicos.
químicos. Não é necessária a
instalação de fonte.
fonte. Conexão opcional à rede da água da sua
cidade, tratando-
tratando-a. Facilmente transportável.
transportável. Custo da água
diminui em 1/3
USOS:: Aplicação ininterrupta de água Fria e Quente em casa,
USOS
escritório ou empresa . Água para beber (Adultos, Crianças e
Doentes) .
SISTEMA DE FUNCIONAMENTO
1.-O ar é passado por um Filtro Eletrostático de carbono antes de
condensado e convertido em Água. Água.
2.-Mediante o esfriamento e condensação, recolocamos a água. água.
3.- Fazemos passar esta água por uma Luz Ultravioleta, que
elimina substancias nocivas.
nocivas.
4.- Filtro de Sedimentos:
Sedimentos: Filtro de 5 micros que elimina os
remanescentes de partículas estranhas.
estranhas.
5.- Filtro Pre
Pre--Carbon (Esterilizador):
(Esterilizador): Elimina, maus sabores, odor,
restos de sedimentos, herbicidas, pesticidas, restos químicos e
outros componentes orgânicos voláteis. voláteis.
6.- Filtro de Membrana UF UF:: Membrana e filtro patenteado de 0.01
micros, elimina contaminantes orgânicos e bactérias.bactérias.
7.- UV Esterilizador
Esterilizador:: UV Ultravioleta de 11 watts.
watts.
8.- Sistema de recirculação da água 24 horas horas..

23
IMPLANTAÇÃO UNIDADE BIODIESEL LOGO
A Brasil Biomassa tem um Acordo Comercial, Representação e
Desenvolvimento de Negócios com exclusividade no mercado do Brasil com
a empresa ASIA Biofueltech SDS BHD no desenvolvimento de projetos e
implantação de plantas de biodiesel.
biodiesel.

Asia BioFuelTech (ABFT)/West East Biofuels (WEB) /manufactures, markets


biodiesel systems and related systems adopting British technology
technology..
ABFT/WEB was formed to bring affordable biodiesel processing technology
especially to the Asian, Middle Eastern, United States and African countries.
countries.
Using only virgin vegetable oil or waste/recycled vegetable oil as feedstock,
our system produces clean biodiesel in a short process time.
time.
ABFT/WEB provides the right technology for small - medium scale production
of good quality biodiesel.
biodiesel.

The concept of using vegetable oil as a fuel dates back to 1895 when Dr Dr..
Rudolf Diesel developed the first diesel engine to run on vegetable oil. oil. He
demonstrated his engine at the World Exhibition in Paris in 1900 and
described an experiment using peanut oil as fuel in his engine
engine..
Biodiesel (methyl ester), a clean burning bio-
bio-fuel made purely from straight
vegetable oil (SVO) or waste vegetable oil (WVO) , is biodegradable, non-
non-toxic
and non-
non-petro based.
based. It can be used on compression-
compression-ignition engines (diesel
engines) with no modification.
modification. Clean emission, non polluting and essentially
free of sulphur and aromatics.
aromatics.
No equipment supplier can really guarantee the quality of biodiesel that
meets the different standards unless the quality of feedstock and other raw
materials are known and the process monitored carefully. carefully. There are
different recipes as guidelines but making good biodiesel may take a little
time and practice.
practice. To produce the exact requirements of EN 14214 which is
based on rapeseed and ASTM 6751 on soya is difficult for palm or coconut
methyl esters to end with these exact specifications.
specifications. We understand that
discussions are taking place to widen the requirements so that the
percentage of biodiesel(5
biodiesel(5.75%
75%) required in fossil/mineral/dino
fossil/mineral/dino/petro
/petro diesel
by a certain timeframe(2010
timeframe(2010)) can be possibly met
met..
Today blending B100 into petro diesel is common.
common. B5 is 5% biodiesel to
95%
95% petro
petro--diesel and B20 is 20%
20% biodiesel to 80%
80% petro-
petro-diesel respectively.
respectively.

24
PARTNER ESPANHA FOTOVOLTAICOS LOGO

A Brasil Biomassa tem um Acordo Comercial, Representação e Desenvolvimento de Negócios com exclusividade no mercado do
Brasil com a empresa de Madrid Espanha Solener no desenvolvimento de projetos de energia renovável.
renovável.

Soluciones Energéticas, S.A. es una empresa especializada en las energías renovables.


renovables. Diseñamos y fabricamos nuestros propios
productos y sistemas para:
para: Solar fotovoltaica:
fotovoltaica: diseñamos y fabricamos todos los equipos situados entre los paneles, las baterías
y la utilización.
utilización. Esto incluye reguladores, inversores, reactancias, controladores, sensores, equipos de telecontrol y adquisición de
datos, adaptadores de máxima potencia, estructuras metálicas.
metálicas. Eólica:
Eólica: construimos aerogeneradores con potencias hasta 15 kW
de diseño propio y sus respectivos reguladores.
reguladores. Tambien instalamos aerobombas para extracción de agua. agua. Hidráulica:
Hidráulica: fabricamos
miniturbinas de hasta 5 kW y bombas solares de muy alto rendimiento con impulsores de desplazamiento positivo muy
resistentes..
resistentes
Las aplicaciones de estos sistemas son muy variadas:
variadas: electrificación de casas de campo y chalets, sistema de bombeo para riego
y consumo humano, naves ganaderas y granjas cinegéticas, depuradoras de aguas residuales, sistemas de señalización terrestre
y marítima, repetidores (radio, televisión, teléfonos móviles), iluminación de carreteras y vallas publicitarias, etc
etc..

25/30
PARTNER ESPANHA FOTOVOLTAICOS LOGO

26
PARTNER ESPANHA FOTOVOLTAICOS LOGO

27
LOGO

CONSULTORIA ESPECIALIZADA
PROJETOS DE BIOMASSA

28/30
LOGO
DIRETRIZES GERAIS
A CMO Internacional Consultoria e Gestão de Negócios e a Brasil Biomassa Energia Renovável, são empresas especializadas em
desenvolvimento de projeto de implantação em biomassa e energia renovável atuando desde a fase do diagnóstico técnico do projeto de
negócios (instalação e implantação) até a venda internacional no mercado europeu, americano e asiático oferecendo diversos serviços
relacionados aos projetos sustentáveis com qualidades operacionais e racionalização nos processos com informações rápidas e redução de
custos administrativos.
administrativos. Nossos profissionais detém uma ampla experiência técnica e profissional, possuem conhecimentos abrangentes
adquiridos no Brasil, Europa e no Chile estando preparados para oferecer qualidade em serviços com menor custos e proporcionando vantagens
competitivas para os seus produtos no mercado internacional.
internacional. O projeto de consultoria que estamos apresentando é dividido em quatro fases.
fases.

Vantagens Gerais do Projeto de Negócios de Biomassa


 Oportunidade = Instalação Unidade de Biomassa – Wood Chips – Pellets - Briquete
 Eficiência Operacional por Especialização da Brasil Biomassa
 Avaliação do Equipamento Nacional – Projeto Integrado com Custo Reduzido
 Localização Estratégica do Projeto - Viabilidade Econômico e Financeira
Exportação - Próximo da Unidade Portuária
Mercado Interno – Próximo ao Mercado Industrial - Central Termoelétrica
 Baixo Custo de Fornecimento de Matéria
Matéria--Prima – Uso Resíduo Florestal
 Minimizar os Custo na Logística Rodoviária e Marítima
 Maior Valor Agregado do Produto e Rápido Retorno Financeiro
 Certificação Europa e Produto dentro das Diretrizes do Mercado Internacional
 Facilidade no Processo de Exportação da Biomassa
Garantia da Compra do Produto no Mercado Internacional

29
DIAGNÓSTICO TÉCNICO PROJETO LOGO

O projeto de consultoria inicia-


inicia-se com o diagnóstico técnico preliminar para a instalação de uma unidade industrial de
wood chips, wood pellets, briquete ou ainda para a instalação de uma usina de co co--geração de energia com o uso dos
resíduos florestais ou não florestais.
florestais.
Faremos com base de dados técnicos fornecidos pelo empresário e com estudos e inventários florestais uma análise
preliminar do potencial produtivo dos resíduos florestais ou não florestais a serem utilizados pela Unidade Industrial.
Industrial.
Nesta fase desenvolve o business plan e o plano diretor do negócio para a sua viabilidade econômico e financeira.
financeira.

Nesta fase de implantação o importante é uma análise dos custos básicos do processo industrial, das despesas trabalhistas e
administrativas, dos custos básicos e da definição do tipo da matéria-
matéria-prima, da logística rodoviária, do processo de trituração
dos resíduos para o uso industrial, da utilização eficiente da matéria-
matéria-prima e do armazenamento dos resíduos florestais.
florestais.
Vejamos as fotos do processo inicial em projeto desenvolvido pela Brasil Biomassa
Biomassa..

30
VIABILIDADE ECONÔMICA PROJETO LOGO

Os técnicos da Brasil Biomassa desenvolvem estudos para a viabilidade econômico e financeira para a Implantação da Unidade
Industrial.. Identificamos a quantidade total da oferta dos produtos (resíduos florestais) e que serão utilizados na unidade com um
Industrial
custo menor para o atendimento do processo industrial.
industrial.

I • Inventário dos Resíduos


Resíduos - Permite avaliar a capacidade de produção de resíduos na região próxima da unidade industrial,
disponíveis para compactação e para estimar a capacidade de produção da usina.
usina. Devemos delimitar o raio econômico viável de
100 Km para a coleta dos resíduos para alimentação do processo industrial.
industrial. Como todos resíduos vegetais podem ser
compactados, devemos fazer um levantamento de todos os resíduos disponíveis na região.região. Isto inclui os resíduos de madeira e
também os resíduos agrícolas.
agrícolas. Examinar a malha viária para recolhimento dos resíduos e os meios de transporte disponíveis em
função do tipo de resíduos.
resíduos. Analisar com apoio de laboratório de biomassa a qualidade dos resíduos, como densidade, teor de
umidade, granulometria e sua capacidade de compactação
compactação.. O teor de cinzas (minerais) é um parâmetro importante nos
combustíveis de biomassa.
biomassa.

II • Estudo de Viabilidade - Realizado na concepção da unidade industrial, levando em consideração o desenvolvimento do projeto
de venda no mercado interno ou para a exportação.
exportação. Faremos uma análise do custo de produção em função da escala de produção
energética, além das variáveis técnicas, econômicas e ambientais.
ambientais. Podemos também disponibilizar o uso para o mercado interno,
sendo consumido nas caldeiras industriais , nas industrias de laticínios, fornos de padarias, pizzarias ou mesmo no uso doméstico.
doméstico.
As caldeiras a óleo, podem ser substituídas por caldeiras alimentadas com briquetes ou pellets de resíduos vegetais, essa
substituição é extremamente vantajosa em termos ambientais.
ambientais. Além da mão-
mão-de
de--obra que não precisa ser especializada.
especializada.

A analise econômica consiste em fazer estimativas de todo o gasto envolvido com investimento inicial, operação e manutenção,
custos e receitas geradas durante um determinado período de tempo, para assim montar
montar--se o fluxo de caixa relativo a esses
investimentos, custos e receitas e determinar quais serão os indicadores econômicos com o que se espera obter com outras
alternativas de investimento deste capital.
capital.

31
LOGO
INSTALAÇÃO E EQUIPAMENTOS
A Brasil Biomassa mantém um Acordo Comercial com a Vantec Equipamentos e a Sutil Biomassa,
Biomassa, empresas especializadas na
produção industrial de equipamentos para o processo de biomassa e energia com tecnologia nacional e internacional.
internacional.
Equipamentos eficientes e com um custo acessível para o empresário brasileiro.
brasileiro.

32
ESTRATÉGIA DE VENDA - MARKETING LOGO

A Brasil Biomassa e Energia Renovável é a primeira e a única exportadora nacional de Wood chips para o
mercado internacional por container para o Oriente Médio.
Médio.

Pesquisa de Mercado.
Mercado. Temos informações atualizadas (7.000 companhias internacionais do nosso
relacionamento profissional) de quem compra, quais preços, qual o tamanho do mercado, tendências de
crescimento e panorama socioeconômico e outros dados para a viabilidade do projeto.
projeto.

Marketing. As ferramentas que o marketing da Brasil Biomassa disponibiliza para a análise de um produto
Marketing.
(madeira, toras, Wood chips, pellets e briquete) são utilizadas diariamente com os nossos trabalhos e os agentes
credenciados em 48 países (142 agentes representantes distribuidores e trading) para tornar viável o processo
de exportação.
exportação.

Logistica. Trabalhamos com o Grupo Porto Seguro que engloba a Porto Seguro Despacho Aduaneiro, a Transeg
Logistica.
logística, Brastil Agenciamentos de Cargas, Motion Agencimentos e a Cotry Comercial Importadora e Exportadora
e Assessoria Aduaneira e em conjunto com as principais tradings, empresas de despacho aduaneiro, logística e
transporte, operadores portuários e de fumigação e fito sanitário do mercado nacional e internacional.
internacional. Avaliamos
todos os custos do processo.
processo. Medidas especiais de acondicionamentos em containers,
containers, carretas, modalidade de
transporte terrestre e marítimo até os custos envolvidos na exportação.
exportação.

Negociação Internacional.
Internacional. A última etapa do nosso trabalho envolve o desenvolvimento dos novos negócios.
negócios.
Detectamos quem são os melhores distribuidores, perfil de cada empresa compradora e a sua situação
econômica.. A larga experiência nas atividades de comércio exterior (conhecemos os maiores compradores na
econômica
Europa) aliada à rede de contatos permite à Brasil Biomassa a rápida identificação de possíveis compradores
internacionais.. Temos hoje mais de 2.500 propostas comerciais internacionais para a compra de produtos de
internacionais
origem florestal ou não florestal, de biomassa e energia, Wood chips, pellets e briquetes.
briquetes.

33
LOGO
APOIO PROCESSO EXPORTAÇÃO
A CMO Internacional Consultoria e o Grupo Porto Seguro atuam no apoio aos projetos da Brasil Biomassa
Biomassa::

OPERADOR PORTUÁRIO . Encontra-


Encontra-se cadastrada e habilitada para operar navios e em operações portuárias para o apoio ao processo de
exportação..
exportação

AGÊNCIA MARITIMA.
MARITIMA. Encontra-
Encontra-se cadastrada junto a ANTAQ e habilitada para operar como Agência marítima, nos permitindo a atender navios
fazendo todo o desembaraço de entrada e saída das embarcações assim como atendimento a bordo.
bordo.

TERMINAL PORTUÁRIO . O Grupo Porto Seguro possui um terminal retro portuário na cidade de Rio Grande, contrato junto ao porto de Rio
Grande.. Atuando em Armazenamento de carga, Estufagem de conteiners,
Grande conteiners, Desovas de conteiners e Depot de conteiners para armadores

TERMINAL PORTUÁRIO (PELOTAS).


(PELOTAS). Única empresa que possui contrato
junto ao porto de Pelotas de um terminal portuário Alfandegado.
Alfandegado.

DESPACHO ADUANEIRO E ASSESSORIA INTERNACIONAL


INTERNACIONAL.. Estrutura própria
para o desenvolvimento de todo serviço de importação e exportação de
cargas (mar – ar – terra)

COTRY COMERCIAL IMPORTADORA E EXPORTADORA Atua na


Intermediação e negociação, Elaboração de contratos internacionais;
internacionais;
Exportação Importação;
Importação; Elaboração de carta de crédito;
crédito; Confecção de
documentos de exportação (Certificado de origem, certificado ministério
da Agricultura, form A, Registro de exportação, declaração despacho de
exportação, fatura, packing list etc
etc),
), Corretora de câmbio e Contração de
frete internacional

TRANSPORTADORA RODOVIÁRIA. Transporte de mercadorias (importação


e exportação)

34
LOGO

CONSULTORIA EM PROJETOS DE
CO
CO--GERAÇÃO DE ENERGIA
COM O USO DA BIOMASSA

35/30
LOGO
MATRIZ ENERGÉTICA
O Brasil ocupa a terceira posição na lista dos maiores consumidores
de biomassa para a produção de energia, depois da China e da Índia.
Índia.

No Brasil, 41%
41% da oferta interna de energia provém de fontes
renováveis, enquanto a média mundial é de 14%
14% e a média dos países
desenvolvidos é de apenas 6,7% de biomassa em sua matriz
energética..
energética

Em estudo realizado pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), do


Ministério das Minas e Energia, confirmou que a biomassa é a segunda
fonte primária de energia do País (cana
cana--de
de--acuçar 15,
15,9% e Madeira 12,
12,0%
em Total 27,
27,9%). O Balanço Energético Nacional 2008,
2008, com base no ano de
2007,, mostra que a biomassa residual por madeira representou 12,
2007 12,0% da
Matriz Energética Brasileira

Os dados do Balanço Energético Nacional mostram ainda que a oferta


interna de energia no Brasil cresceu 5,6% em 2007,
2007, passando de 226,
226,1
milhões de tep (tonelada equivalente de petróleo) em 2006 para 238,
238,8
milhões de tep em 2007.
2007.

O crescimento foi superior ao da economia no ano passado (5,4%, segundo


o IBGE).
IBGE). A oferta de energia renovável teve um crescimento em relação a
2006 de 7,6%, enquanto o incremento na oferta de energia não-
não-renovável
foi de quase 4%. As fontes renováveis tendem a ultrapassar o patamar de
50%
50% nos próximos anos.
anos. O Plano de Referência para 2030 prevê o
crescimento das fontes renováveis, após a entrada regulamentada da
energia de biomassa, na qual a cana desempenha importante e estratégico
papel, em complementação com as novas hidrelétricas.
hidrelétricas.
36
LOGO
SETOR FLORESTAL BRASILEIRO
As florestas existentes no mundo somam cerca de 4 bilhões de hectares, cobrindo aproximadamente 30%
30% da superfície terrestre do
globo (FAO, 2007)
2007). Cinco países concentram mais da metade da área florestal total – a Federação Russa, Brasil, Canadá, Estados
Unidos e China.
China.

No Brasil, cuja área territorial é de 851,


851,5 milhões de hectares, há 477,
477,7 milhões ha de cobertura florestal.
florestal. As plantações florestais,
ocupando apenas 0,67%67% do território nacional, somam 5,74 milhões ha, sendo 3,55 milhões com eucalipto;
eucalipto; 1,82 milhão com pinus e
370,,5 mil de outras espécies.
370 espécies. O setor de base florestal brasileiro tem participação significativa no Produto Interno Bruto Nacional,
representando 3,5% do PIB nacional, ou seja, US$ US$ 37,
37,3 bilhões
bilhões.. As exportações brasileiras alcançaram, em 2006,
2006, US$
US$ 137
137,,5
bilhões.. A cadeia produtiva do setor florestal em 2006 foi responsável por cerca de 6,9 milhões de empregos.
bilhões empregos. No mesmo ano, a
cadeia produtiva exclusivamente do setor de florestas plantadas (primário e transformação industrial), respondeu por 4,33 milhões
de empregos, um aumento de 6,1% em relação ao ano anterior.
anterior.

A produção de madeira em tora de florestas plantadas para uso industrial no Brasil cresceu 14%
14% no decorrer dos anos.
anos. Estima-
Estima-se
que em 2006 a produção de madeira em tora foi da ordem de 156 156,,2 milhões m3, um aumento de aproximadamente 3,6% em
relação ao ano anterior, sendo 103,
103,3 milhões m3 de eucalipto e 52,
52,9 milhões m3 de pinus.
pinus. Em 2006,
2006, o segmento de celulose e
papel apresentava uma área de aproximadamente 1,7 milhão de hectares de florestas plantadas, compreendendo espécies como: como:
eucalipto com 1,3 milhão há (78,
78,7%); pinus
pinus,, 343
343,,7 mil ha (20,
20,5%) e outras espécies com 14 mil ha (0,8%). O Brasil é um dos
maiores produtores e consumidores de carvão vegetal do mundo. mundo. Em 2006,
2006, a produção nacional de carvão vegetal foi de
aproximadamente 35,
35,1 milhões mdc, sendo 17, 17,9 milhões mdc de origem de florestas plantadas e 17,
17,2 milhões mdc de florestas
nativas..
nativas

Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Madeira Processada Mecanicamente (Abimci),


Abimci), em 2006
2006,, a produção de madeira
serrada atingiu 23,
23,8 milhões m³
m³,, predominando a madeira tropical (14,
14,7 milhões m³
m³)) frente à produção de madeira de pinus (9,1
milhões m³
m³)). O consumo em 2006 totalizou 21 milhões m³ (88,
88,4% da produção nacional).
nacional). As exportações brasileiras totalizaram
cerca de 2,9 milhões m³ no mesmo ano. ano. A produção de compensados em 2006 foi de 3,04 milhões de m3, representando uma
queda de 15,
15,1% em relação a 2005 (3,6 milhões m3). O consumo nacional, com cerca de 860 mil m3, também teve uma queda de
10,
10,8% em relação ao consumo de 2005.
2005. A produção de painéis de madeira reconstituída em 2006,
2006, foi de 4,78 milhões m3. A maior
produção de painéis de madeira foi a do aglomerado, cerca de 2,2 milhões m³ m³,, representando 46%46% do total, seguida pelo MDF,
35,
35,5%, chapa de fibra, 11,
11,2% e OSB, 7,3%. Em média, 70%
70% da madeira maciça utilizada pela indústria moveleira é proveniente de
plantios florestais.
florestais.

37
LOGO
BIOMASSA RESIDUAL
Os combustíveis mais comuns da biomassa são os resíduos agrícolas, madeira e plantas que são colhidos com o objetivo de
produzir energia.
energia. Em condições favoráveis a biomassa pode contribuir de maneira significante para com a produção de energia
elétrica.. O pesquisador Hall, através de seus trabalhos, estima que com a recuperação de um terço dos resíduos disponíveis
elétrica
seria possível o atendimento de 10%10% do consumo elétrico mundial e que com um programa de plantio de 100 milhões de
hectares de culturas especialmente para esta atividade seria possível atender 30%
30% do consumo.
consumo. A produção de energia elétrica
a partir da biomassa, atualmente, é muito defendida como uma alternativa importante para países em desenvolvimento e
também outros países.
países. Programas nacionais começaram a ser desenvolvidos visando o incremento da eficiência de sistemas
para a combustão, gaseificação e pirólise da biomassa.
biomassa.

A Brasil Biomassa e Energia Renovável esta desenvolvendo dois projetos com um grande grupo empresarial no
Brasil visando a implantação de uma usina de co
co--geração de energia com o uso dos resíduos florestais no Sul
da Bahia e em Santa Catarina.
Catarina. Acompanhe os nossos trabalhos com as fotos abaixo:
abaixo:

38
LOGO
TECNOLOGIA INTERNACIONAL
A Brasil Biomassa tem um Acordo Comercial, Representação e Desenvolvimento de Negócios com
exclusividade no mercado do Brasil com a empresa do Canadá – Wright Tech Systems Inc no
desenvolvimento de projetos de geração de energia com a tecnologia Biodryer com o uso de biomassa
residual..
residual

Ao contrário secadores convencionais que utilizam combustíveis fósseis para


transformar o material orgânico úmido em um combustível de biomassa, a
Biodryer usa o calor livre (60 ° C - 80 ° C) gerados por os microorganismos que
transformam o material orgânico em biomassa residual.
residual. Em 14 dias (reduz-
(reduz-se a
umidade de 65% 65% para 20%20% ) criando assim um valioso combustível de
biomassa (14.14.000 a 20.
20.000 kJ / kg).
kg).
Este combustível de biomassa pode ser utilizado na combustão direta e
gaseificação.. Este processo reduz os custos operacionais e emissões
gaseificação emissões,, gerar
créditos de carbono e satisfazer as metas das energias renováveis .
Wright utiliza uma equipe de especialistas ambientais, engenheiros de projeto,
gerentes de projeto, operadores de instalações e consultores financeiros para
oferecer soluções.
soluções. No núcleo do lixo orgânico para projetos de energia é a
tecnologia patenteada Biodryer ®. Wright também prevê a separação de RSU
necessário, misturar, bio-
bio-filtração e equipamentos de transporte para uma
solução de processamento completo.
completo.
O mecanismo de reciclagem é projetado para tirar os resíduos sólidos urbanos
mistos e separar os produtos orgânicos (alimentos, papel, madeira,)
madeira,) a partir de
materiais recicláveis (metais, plásticos, têxteis, vidro).
vidro). Os produtos orgânicos são
convertidos em combustível de biomassa ( "energia verde") e os materiais
recicláveis são recuperados e revendidos no mercado.
mercado. O Lodo de esgoto (bio- bio-
sólido)) e outros compostos orgânicos também podem ser transformados em
sólido
combustível de biomassa para ajudar a gerenciar os diversos fluxos de resíduos
municipais e locais.
locais. Se você está procurando uma maneira melhor de gerenciar
seus resíduos orgânicos, reduzir custos de energia, alcançar metas de energias
renováveis ou reduzir as emissões, por favor, nos manter em mente para seu
próximo projeto .
39
LOGO
TECNOLOGIA INTERNACIONAL

40
LOGO
TECNOLOGIA INTERNACIONAL

41
LOGO
CO
CO--GERAÇÃO DE ENERGIA
O nosso projeto que esta sendo desenvolvido na Bahia e Santa Catarina visando o uso da biomassa residual
não aproveitável no processo industrial como uma nova fonte de energia, tem como finalidade a
sustentabilidade, o desenvolvimento e a geração de novos empregos ao setor.
setor. Face aos problemas que o País
deverá enfrentar nos próximos anos com a oferta de energia nova no sistema nacional, e em vista da alta
dependência, a co
co--geração aparece como um vetor de solução ao ritmo de crescimento do País.
País.
O novo modelo institucional do setor elétrico, implantado pela Lei n0
10848/2004 e regulamentado pelo Decreto nº 5163/
10848/ 5163/2004
2004,, estabeleceu
as diretrizes operacionais da política energética nacional, com foco na
elevação dos níveis de eficiência e competitividade dos Sistemas
Energéticos, possibilitando assim a diversificação das fontes energéticas,
tendo ainda criado condições importantes para o avanço da oferta e da
utilização da biomassa
biomassa..

A necessidade da descentralização da produção de energia elétrica é uma


tendência mundial.
mundial. No Brasil, essa tendência possibilita cada vez mais
criar condições de oferta localizada de energia, tendo em vista que os
principais projetos de geração, a partir de fontes hidrelétricas, estão
localizados em regiões distantes dos centros de carga, exigindo elevados
investimento em linhas de transmissão e ainda aumento do risco de
interrupção operacional de grandes blocos de carga.
carga.

A co
co--geração de energia ao uso de biomassa surge então como uma
alternativa tecnológica de geração de eletricidade, que tem condições de
aumentar a confiabilidade do atual modelo de geração centralizada.
centralizada. Além
disso, a co
co--geração pelas suas características de projeto customizado e
localizado, possibilita evitar e adiar custos e investimentos adicionais nos
sistemas de transmissão e de distribuição de energia elétrica e, ainda,
minimizar impactos ambientais.
ambientais.

42
LOGO
TECNOLOGIA INTERNACIONAL
A Brasil Biomassa tem um Acordo Comercial, Representação e Desenvolvimento de Negócios com
exclusividade no mercado do Brasil com a empresa do Canadá – Aboriginal Cogeneration Corporation no
desenvolvimento de projetos de co
co--geração com o uso de biomassa residual.
residual.

A co
co--geração é também conhecida como produção combinada de calor e
eletricidade ou co
co--geração.
geração. É uma fonte eficiente e confiável para a geração de
energia renovável e energia térmica a partir de uma única fonte de combustível.
combustível.
Co
Co--geração usa o calor que está descartada outra forma de geração de energia
convencional para a produção térmica.
térmica. Por este calor de reciclagem de resíduos,
sistemas de coco--geração alcançar típico eficaz eficiência elétrica de 50-
50-70 por
cento - uma melhoria dramática sobre a eficiência média de fósseis
convencionais usinas.
usinas. A maior eficiência da co
co--geração de reduzir emissões de
óxidos de azoto, dióxido de enxofre, mercúrio e partículas de dióxido de carbono,
o principal gás com efeito de estufa associados à mudança climática.
climática.

ACC está posicionada como uma das poucas tecnologias comerciais micro
gasificação pronto no intervalo de 1 Mwe e modular no projeto, permitindo a
criação de plantas maiores.
maiores. Gaseificação é um processo que usa o calor,
pressão e vapor para converter materiais sólidos diretamente em um gás
sintético (gás de síntese).
síntese). O gás de síntese pode ser utilizado em várias
aplicações como um substituto para o gás propano ou gás natural,
especialmente quando usado em um motor de combustão interna.
interna.

O micro gasificador downdraft é um sistema fixo que utiliza a filtragem do gás de


síntese para uso em um motor de combustão interna e é considerada uma
tecnologia emergente que se refere à gaseificação de laços ferroviária
interrompida.. A tecnologia é considerada na fase de comercialização para
interrompida
biomassa lenhosa e resíduos agrícolas.
agrícolas. O downdraft fixo sistema de gaseificação
de leito foi escolhido por sua capacidade de reduzir o teor de alcatrão dos gases
de produto (gás de síntese) antes da limpeza do gás.
gás.

43
LOGO

POTENCIALIZAÇÃO DOS RESIDUOS EM


BIOMASSA–
BIOMASSA –CHIPS
CHIPS--PELLETS
PELLETS--BRIQUETE

44/30
MODELO SUSTENTÁVEL DE NEGÓCIO LOGO

Unidade Florestal SC BB Toras para Processo Celulose Resíduos Florestais - Utilização Briquete, Chips e Pellets
VANTAGENS DOS NOSSOS PRODUTOS LOGO

Biomassa – Wood Chips – Pellets – Briquete da Brasil Biomassa e de seus parceiros


comerciais são considerados um combustível que neutraliza a emissão do carbono
carbono..
Utilizamos os resíduos florestais e não florestais e os sub-
sub-produtos ou ainda o manejo
sustentável florestal
florestal..
Utilizando a Biomassa – Wood Chips – Pellets – Briquete você está estimulando a
economia nacional e a geração de empregos.
empregos.
 Moderno sistema industrial no Brasil e residencial na Europa e os Estados Unidos
utilizam a queima de energia limpa e de produtos de origem da Biomassa.
Utilização de biomassa para a geração de calor é mais eficiente do que o uso de
combustíveis fósseis, carvão e o gás natural.
Sustentabilidade na utilização da Biomassa – Wood Chips – Pellets – Briquete para a
redução dos danos ambientais e a diminuição do aquecimento global
Menor Impacto Ambiental e a Redução das Emissões de Gás Carbono.
Diminuição da dependência do uso dos Combustíveis fósseis.
Maior geração de empregos nas comunidades rurais como o uso e a potencialização
dos resíduos não florestais como uma energia renovável.
Aumento da Receita Tributária para os Municípios, Estados e o Governo Federal.

46
WOODCHIPS BRASIL BIOMASSA LOGO

Wood chips são cavacos de madeira, ou seja, lascas cisalhadas a partir de


uma tora de madeira, sempre sendo trabalhados de maneira que as fibras
da madeira estejam dentro de uma faixa de medida apropriada.
apropriada. Esta
característica garante que o processo de produção de celulose seja mais
econômico e uniforme.
uniforme. A espessura dos cavacos também é controlada e
ajustada no processo.
processo. Na produção de cavacos, é imprescindível a ausência
de contaminações, como:
como: plásticos, borrachas, metais em geral, vidros,
óleos, carvão, papéis, outros tipos de madeira e etc
etc..

Grande parte das matérias-


matérias-primas que utilizamos para a biomassa vem de
florestas certificadas
certificadas.. Sustentabilidade florestal e o atendimento das
práticas de gestão florestal para a viabilidade econômica, integridade
ecológica e justiça social.
social. Utilizamos 100
100%% da capacidade produtiva
florestal, quer para a produção do wood chips ou na utilização dos resíduos
florestais na forma de biomassa.
biomassa.

Os recursos renováveis representam cerca de 20% 20% do suprimento total de


energia no mundo, sendo 14% 14% proveniente de biomassa e 6% de fonte
hídrica.. No Brasil, a proporção da energia total consumida é cerca de 35%
hídrica 35%
de origem hídrica e 25% 25% de origem em biomassa, significando que os
recursos renováveis suprem algo em torno de 2/3 dos requisitos
energéticos do País.
País. Em condições favoráveis a biomassa pode contribuir
de maneira significante para com a produção de energia.
energia. A Brasil Biomassa
produz e exporta o Premium Wood Chips Eucalyptus
Eucalyptus..

47
LOGO
WOOD CHIPS BRASIL BIOMASSA

48
PARTNER COMERCIAL ARACRUZ LOGO

49
WOOD PELLETS LOGO

São partículas de resíduos agrícolas ou agro-


agro-florestais compactados sob a forma de um
pequeno cilindro.
cilindro. Sua principal aplicação é no aquecimento comercial e residencial de
ambientes.. Também é utilizado para a geração de energia em plantas industriais.
ambientes industriais. Os
pellets resultam de resíduos de madeiras, provenientes de fábrica de móveis e de
limpeza de florestas (biomassa) e de madeira de elevada qualidade na forma de pó ou
serragem.. Durante o processo industrial, perde água e resinas, o que confere um
serragem
potencial calórico superior e normalizado face à madeira em bruto.
bruto.

Quais as vantagens ecológicas:


ecológicas: Utilizando exclusivamente na sua constituição resíduos
de madeiras de serrarias, fábrica de móveis e de limpeza de florestas, não implica o
abate direto de qualquer árvore.
árvore. Ao dar um destino aos resíduos das limpezas das
florestas, diminui-
diminui-se o risco de incêndios florestais.
florestais. Tem menor impacto ecológico face a
combustíveis derivados do petróleo, é classificado como um combustível renovável, da
categoria da Biomassa.
Biomassa. É uma matéria-
matéria-prima disponível no nosso país (logo uma fonte de
energia endógena) A reduzida emissão de cinzas e partículas poluentes, tornam as
pellets num combustível renovável e de energia.
energia.

Quais as vantagens econômicas e funcionais dos pellets? O aspecto principal é sem


dúvida a sua funcionalidade, pelo sentido prático que proporciona o manuseamento e
armazenamento.. Utilizados em sacos de 15 kg que podem ser guardados em casa, sem
armazenamento
lixos e nem resíduos, garantindo um fácil transporte.
transporte. Acendem rapidamente (em
recuperadores automáticos) e deixam poucos resíduos de cinzas, o que facilita a limpeza,
que pode ser inclusive feita através de um aspirador (as cinzas não deixam cheiro de
chamuscado)). O menor consumo face à madeira, o custo inferior quando comparado
chamuscado
com o gás, diesel e eletricidade,
eletricidade, permite uma poupança considerável no aquecimento
seja periférico ou central.
central. Permite o conforto e beleza da madeira com uma combustão
mais limpa, eficaz e com maior aproveitamento calórico.
calórico.

50
PELLETS BRASIL BIOMASSA LOGO

51
WOOD BRIQUETE BB LOGO

A briquetagem é um processo de compactação de resíduos agrícolas e industriais, tais como


bagaço de cana.cana. O bagaco de cana transformado em briquetes substituem com enormes
vantagens a queima de óleo combustível e madeira em fornalhas, processos de gaseificação,
lareiras, etc
etc.. Os briquetes podem ser produzidos em tamanhos uniformes para facilitar o
transporte, embalagem, armazenagem, e a alimentação de fornalhas. fornalhas. Elimina os resíduos
incômodos e por vezes onerosos pelo espaço que ocupam. ocupam. A redução de volume na
transformação é na ordem de 4 a 10 vezes. vezes. Reduz a poluição ambiental, pois gera menor
quantidade de fuligem e cinzas do que o mesmo material queimado a granel. granel. A baixa umidade dos
briquetes garante um poder calorífico homogêneo, com maior temperatura de chama, que elimina
regulagens constantes na vazão de fornalhas.
fornalhas.
Vantagens do Briquete:
Briquete: Menor custo direto e indireto.
indireto. Menor mão-
mão-de
de--obra.
obra. Maior estabilidade e
rapidez na resposta da temperatura.
temperatura. Maior higiene e melhor aparência.
aparência. Produto industrializado,
disponível o ano todo.
todo. Produto ecologicamente correto.
correto. Flexibilidade de utilização:
utilização: uso doméstico
e industrial
industrial.. Gera menor poluição ao meio ambiente em relação aos seus concorrentes e Produto
fabricado através do aproveitamento de resíduos florestais.
florestais. Economia de até 70% 70% em relação ao
uso de energia elétrica ou combustíveis fósseis.
fósseis. Aquisição do produto por peso, e não por volume.
volume.
Produto padronizado, acondicionado em sacos de 25 kg. kg. Fonte renovável de matéria-
matéria-prima,
processo ecológico sustentável para geração de energia.
energia. Possibilidade de automação do processo
de alimentação do combustível.
combustível. Aquecimento com briquetes fabricados com combustível é uma
alternativa economicamente vantajosa na geração de energia e aquecimento uma vez que a
relação custo beneficio dos briquetes é até 60% 60% mais econômico que o preço de óleo BPF e ao
menos 40%
40% mais baixo que o preço da eletricidade.
eletricidade.
A Política nacional de proteção de ambiente e o IBAMA recomenda uso de biomassa como os
briquetes.. As quantidades de dióxido de carbono de combustão são iguais à quantidade de uso
briquetes
das árvores quando crescem , por isso são considerados combustível carbono neutro. neutro. Segundo a
diretiva da UE Combined Heat and Power Directive (2004 2004)) pretende substituir 18%18% até 2010 de
combustíveis fosseis na geração de energia.
energia. Além de ajudar na política de reflorestamento pois
emprega madeira de baixa qualidade e pequeno diâmetro que se abandonada no meio ambiente
emite gás metano com intensidade cerca de 21 vezes maior que o gás carbônico causador do
efeito estufa.
estufa. Sendo excelente substituto ao carvão vegetal e mineral altamente poluidor.
poluidor.

52
BRIQUETE BRASIL BIOMASSA LOGO

53
AGRO BRIQUETE BAGAÇO CANA LOGO

BRAZIL BIOMASS Moisture Specific Gravity Calorific Ash


AGRO BRIQUETTE BAGASSE SUGAR CANE Content (g/cm3) ValueKcal/K
ValueKcal /K Content
g

Agro--Briquette Bagasse Sugar Cane (LBF/UFPR)


Agro 7,36% 896,6Kg/m3 4.499 0.96%

Agro--Briquette Bagasse Sugar Cane (LBF/UFPR) 38mm


Agro 12,14% 821,0 Kg/m3 4.557 6,32%

Agro--Briquette Bagasse Sugar Cane (LBF/UFPR) 100mm


Agro 9,35% 1044 Kg/m3 4.588 8,03%

Agro--Briquette Bagasse Sugar Cane (Midwest USA)


Agro 14,49% 55,5 g/cm3 4.806 2,95%

Agro--Briquette Bagasse Sugar Cane (LBF/SFB)


Agro 26,05% ***** 4.036 3,05%

Agro--Briquette Wood and Bagasse Cane (LBF/SFB)


Agro 10,51% 0,81 g/cm3 4.640 2,82%

Residue Bagasse Sugar Cane (LMA/UFES)


(LMA/UFES) 43,00% 0,50 g/cm3 4.250 4,00%
CRÉDITO DE CARBONO LOGO
É um certificado emitido quando ocorre a redução da emissão de gases do efeito estufa (GEE), tais como:
como: dióxido de carbono, óxido nitoso,
nitoso,
metano, enxofre, hidrofluorcarbonetos,
hidrofluorcarbonetos, perfluorcarbonetos,
perfluorcarbonetos, hexafloureto de enxofre;
enxofre; por convenção, uma tonelada de dióxido de carbono
(CO ), corresponde a um crédito de carbono.
carbono. Este crédito pode ser negociado no mercado internacional, assim foi criado um mercado para
a redução de GEE dando um valor monetário à poluição.
poluição. E o crédito sendo um incentivo a diminuição desses gases.
gases.

Mercados do Protocolo de Quioto.


Quioto. Atendem a demanda dos agentes que têm compromissos de redução sob o Protocolo (chamados Países
Anexo I).
I). e não conseguem atendê -la internamente a custos compatíveis.
compatíveis. Estes mercados operam sob regras estabelecidas pela United
Nations Framework Convention on Climate Change (UNFCCC) - www
www..unfccc
unfccc..int

Produtos::
Produtos
ERUs (Emission Reduction Units)
Units) – os créditos de carbono gerados por projetos realizados em Implementação Conjunta (JI – Joint
Implementation),
Implementation ), por países que têm compromissos sob o Protocolo (chamados Países Anexo I).
I).
CERs (Certified Emission Reductions)
Reductions) – em português, RCEs (Reduções Certificadas de Emissão), os créditos de carbono gerados por
projetos em países que não têm compromissos sob o Protocolo, e enquadrados no Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (Clean
Development Mechanism - CDM).
CDM).

Mercado de Emissões da União Européia - EU Emissions Trading Scheme (EU ETS).


ETS). Estabelecido antes da entrada em vigor do Protocolo de
Quioto (1998),
1998), que foi retardada pela não ratificação imediata de países responsáveis por 55%
55% das emissões mundiais (EUA ou Rússia
tinham que ratificar, a Rússia ratificou em Novembro de 2004)
2004). Funciona com base nas regras estabelecidas pela União Européia e vale
para o atendimento aos compromissos do Protocolo de Quioto.
Quioto.
Produtos:
Produtos:
(European Union Allowances),
Allowances), gerados e comercializados apenas entre os países e empresas da Europa.
Europa.

Mercados Voluntários:
Voluntários:
São mercados e iniciativas regionais, estabelecidos em países que teriam compromissos de redução sob o Protocolo de Quioto,
Quioto, mas que
não o ratificaram, especialmente os EUA e a Austrália, cujas sociedades demandam uma atitude mais afirmativa de seus governos na
questão.. Estes mercados funcionam com regras próprias, normalmente mais flexíveis que as do Protocolo, e operam com
questão
preços mais baixos
baixos.. Como exemplos, podemos citar a CCX ( Chicago Climate Exchange
Exchange), ), a RGGI (Regional Greenhouse Gas Initiative
Initiative)) e a
NWSGGAS (New South Wales Greenhouse Gas Abatement Scheme) Scheme).
Produtos:
Produtos:
VERs (Verified Emission Reductions),
Reductions), reduções verificadas por empresa de auditoria especializada credenciada no respectivo mercado.
mercado. Os
créditos gerados por projetos brasileiros também podem ser vendidos nestes mercados.
mercados.

55
LOGO

FUTURO DA BIOMASSA
CONCLUSÕES

56/30
FUTURO DA BIOMASSA LOGO

Segundo a International Energy Association,


Association, os recursos bioenergéticos, como a
silvicultura e cultura agrícola, resíduos de biomassa e resíduos não florestais já
constituem cerca de 14 14%
% do abastecimento mundial de energia primária.
primária. Bioenergia
oferece boa relação custo-
custo-eficaz e sustentável de energia com o potencial de atender 50
50%%
da demanda energética mundial e, ao mesmo tempo reduzir as emissões de carbono dos
combustíveis fósseis
fósseis.. Assim, a biomassa pode nos ajudar a responder diretamente ao
aquecimento global
global..
A biomassa melhora a disponibilidade de energia para os países em desenvolvimento,
permitindo um baixo custo de energia, para atender às necessidades específicas das
regiões..
regiões
A necessidade de utilizar a biomassa residual nos sistemas de co- co-geração de energia
deve crescer com base nos seguintes fatores
fatores::

1. Para as indústrias implicará na procura de uma nova fonte de geração de eletricidade
e calor, especialmente como um meio para reduzir a dependência do gás natural caro e
da eletricidade
2. As termoelétricas necessitam a segurança no fornecimento e a previsibilidade da
geração de energia com o uso de uma fonte renovável como a biomassa
biomassa..
3. As indústrias e as unidades termoelétricas precisam em dispor de biomassa e
resíduos orgânicos de forma eficiente e economicamente para o processo de energia
energia..
57
FUTURO DA BIOMASSA NO BRASIL LOGO

A atividade industrial é um dos principais promotores do impacto negativo ao meio ambiente ambiente,,
pois consome 37 37%% da energia mundial e emite 50 50%% do dióxido de carbono
carbono,, 90
90%% dos óxidos de
enxofre e todos os produtos químicos que atualmente ameaçam o meio ambiente ambiente;; além de
produzir anualmente 2.100 milhões de toneladas de resíduos sólidos e 338 milhões de toneladas
de matéria residual perigosa
perigosa..
As emissões de gases efeito estufa (dióxido de carbono
carbono,, metano,
metano, CFC's e óxido nitroso
nitroso)) ocorrem
com freqüência no processo industrial em diversos segmentos
segmentos,, tais como
como:: alimentos,
alimentos, bebida
bebida,,
cimento,, papel e celulose,
cimento celulose, porcelana,
porcelana, madeireira,
madeireira, petroquímica,
petroquímica, química
química,, siderúrgica
siderúrgica,, entre
outras.. Para os setores existem diversas oportunidades para implantação de projetos
outras projetos::
• Alimentos
Alimentos:: projeto de biomassa para co-co-geração e geração de energia
energia..
• Bebida
Bebida:: substituição do óleo combustível pela queima de biomassa sólida no processo de
fabricação da cerveja
cerveja..
• Cimento
Cimento:: substituição do óleo combustível por gás natural
natural;; utilização da escória de alto-
alto-forno
para a produção de cimento
cimento..
• Papel e celulose:
celulose: mitigação do metano através do tratamento de efluentes;
efluentes; substituição de
óleo combustível por gás natural
natural;; e geração de energia a partir da biomassa
biomassa..
• Madeireira
Madeireira:: geração de energia a partir da biomassa e redução da emissão de metano metano..
• Petroquímica
Petroquímica:: substituição do combustível
combustível..
• Química
Química:: redução da emissão de N2O e substituição do combustível por gás natural natural..
• Siderúrgica
Siderúrgica:: substituição do combustível fóssil para renovável
renovável;; co-
co-geração de energia através
da implantação de sistema de recuperação de gás gás..

58
FUTURO BIOMASSA INTERNACIONAL LOGO

A biomassa é o setor de novos negócios promissores e em rápida expansão no mercado


internacional.. Segundo o relatório do IPCC e a decisão do Conselho Europeu de 2007
internacional 2007,, as
emissões de gases com efeito de estufa deve ser reduzida em 3030%%.
Mais de 100 100..000 empresas da União Européia que precisam reduzir as emissões de CO2 CO2
substituindo a queima de carvão mineral (coque) pela biomassa
biomassa.. De 2012
2012--2025 entrará em vigor
na Europa a substituição da energia não renovável por um combustível renovável aumentando
a procura pela biomassa no mercado internacional.
internacional.
O Governo da China em setembro de 2007 finalizou seu plano de longo prazo e metas para as
energias renováveis até 2020 para 1515%
%. A capacidade de produção de biomassa de geração de
energia é pequeno na China, em parte devido aos elevados custos e dificuldades de transporte
de fontes de biomassa para os locais centrais, e da necessidade de uma melhor tecnologia de
combustão.. Em 2008 a China consumiu um total de 2,46 bilhões de carvão MT.
combustão MT. Segundo o
Instituto de Pesquisas Energéticas da NDRC, enquanto o consumo continua elevado de energia é
inevitável, a China deve tomar medidas para mudar a forma de seu crescimento econômico e
aumentar substancialmente a eficiência energética da indústria chinesa e da sociedade em geral.
geral.
Em 2006 os Estados Unidos declarou metas para aumentar o uso de bio- bio-combustíveis no
transporte e em reduzir a importação do petróleo
petróleo.. O Governo dos Estados Unidos fixou as
metas de energia para 25
25%
% em 2025 e 5050%% até 2050.
2050. As fontes renováveis fornecem atualmente
cerca de seis por cento de todos os fornecimentos de energia nos Estados Unidos
Unidos.. Reduções
significativas nas emissões de dióxido de carbono provenientes da queima de combustíveis
fósseis também podem ser alcançados através do cumprimento da meta 25 25x'
x'25
25..

59
CONCLUSÕES FINAIS LOGO

O Potencial de biomassa no mundo é considerável de 5,650 MTOE/y .


 A necessidade de utilização da biomassa na Europa é alta de 600 MTOE/y e deverá
aumentar em 38
38%% até o ano de 2020
2020..
Na Europa e nos Estados Unidos o uso da biomassa como uma fonte de energia é
economicamente viável e necessária para a substituição dos combustíveis fósseis e uma
redução na emissão do gás carbono e metano que aumentam o aquecimento global
global..
O uso integrado de biomassa residual melhora o desenvolvimento da economia com a
geração de novos dividendos tributários e de empregos
empregos..
O Brasil precisa urgente de algumas medidas políticas para a acelerar a implantação de
projetos de bioenergia e no uso de biomassa residual
residual..
Na Europa para a realização dos objetivos de redução da emissão de gás carbono e dos
combustíveis fósseis é previsto que até o ano de 2020 sejam investidos mais de 174 Billion
€ em novos projetos e de incentivos ao setor industrial.
industrial.
A Brasil Biomassa e Energia Renovável e a Associação Brasileira das Indústrias de Biomassa
incentivam e apóiam as principais iniciativas no Brasil para o desenvolvimento de projetos
inovadores em energia renovável e no uso da biomassa residual
residual..

60