Você está na página 1de 5

Relatório FQ

[Escrever o subtítulo do
documento]

Relatório da aula experimental realizada no


dia 3 de Março de 2009, no laboratório de
Física, pelos seguintes alunos: Mariana,
Melanie, João Brito e Natasha

Âmbito da disciplina de Físico-química


Professor: Alfredo Rui Andrade
♣ OBJECTIVOS:
♣ Analisar transferências e transformações de energia
em sistemas;

♣ Relacionar o poder de absorção de radiação com a


natureza das superfícies;

♣ Reconhecer que a radiação incidente num corpo pode


ser parcialmente absorvida, reflectida ou transmitida;

♣ Relacionar as taxas de emissão e absorção da


radiação por um corpo com a diferença entre a sua
temperatura e a do meio ambiente que a rodeia.

♣ INTRODUÇÃO TEÓRICA:
♣ Energia: De um modo geral, a energia pode ser definida
como capacidade de realizar trabalho ou como o resultado da
realização de um trabalho. Esta pode ser melhor entendida do
que definida.
♣ Corpo negro: A radiação emitida por uma superfície ideal
(superfície capaz de absorver - e também emitir - radiação de
todos os comprimentos de onda) designa-se por radiação do
corpo negro, e à superfície ideal chama-se corpo negro.
♣ Temperatura: A Temperatura é um parâmetro físico (uma
função de estado) descritivo de um sistema que vulgarmente se
associa às noções de frio e calor, bem como às transferências
de energia térmica, mas que se poderia definir, mais
exactamente, sob um ponto de vista microscópico, como a
medida da energia cinética associada ao movimento (vibração)
aleatório das partículas que compõem o um dado sistema físico.
♣ Energia Térmica: Energia térmica é uma forma de energia
que está associada à temperatura de um corpo sólido,
microscópicos estão em constante movimento, vibração ou
rotação, de forma que possuem energia cinética. A energia
térmica de um corpo macroscópico corresponde à energia
cinética de seus constituintes microscópicos.
♣ Calor: O calor (simbolizado por Q) é a forma de inserir energia
térmica entre dois corpos que se vale da diferença de
temperaturas existente entre eles. Não é correcto afirmar que
um corpo tem mais calor que outro; o calor é uma forma de
transferir energia de um sistema para outro, sem transporte de
massa, e que não corresponde à execução de um trabalho
mecânico.
♣ Cubo de Leslie: Cubo que possui 4 faces com
características diferentes e que de pode usar em experiencias
laboratoriais para verificar, por exemplo, a lei de Stefan-
Boltzman.

♣ MATERIAL & ESQUEMA DE


MONTAGEM:
 Material: Esquema de
montagem:

 1 Cubo de Leslie;

 1 Sensor de temperatura ou
termómetro;

 1 Lâmpada de 100 W e instalação


respectiva;

 Cronómetro.

♣ REGISTOS DE OBSERVAÇÕES:
Temperatura em função do
Gráfico:

T Tempo
50
E
45
M 40 Superfíci
P 35 es:
Branca
E 30
NegraBaça
25
R NegraEspelhada
20
A 15 Metálica
T 10
U 5
R 0

TEMPO:

♣ Com esta aula experimental observamos:


 A temperatura interna do sistema em que a luz estava a
incidir sobre a face branca era mais baixa.

 A temperatura do sistema com a face preta espelhada que


estava a ser exposta à luz (fonte de energia), é mais alta do
que as restantes. Foi o sistema que absorveu mais energia e
reflectiu pouca energia.

 No sistema em que a face preta e baça foi exposta à fonte


de energia, a temperatura é média. Ou seja, entre a
temperatura do sistema com a face metálica e preta
espelhada expostas à luz, a temperatura do sistema em
questão esteve entre os dois sistemas referidos
anteriormente.

 No sistema com a face metálica exposta à fonte de energia,


a temperatura subiu bruscamente, ultrapassando, no gráfico,
as outras superfícies.

♣ DISCUSSÃO DE RESULTADOS:

Depois de fazermos gráficos conseguimos verificar, que a


superfície preta baça tem uma maior capacidade de absorção
de energia, e uma fraca capacidade de reflectir a energia
recebida, de modo que aumenta a sua energia interna, pois a
fonte de energia, ao transmitir a energia pela forma de calor, a
temperatura aumenta o que faz as partículas aumentarem a
sua agitação e desta forma a sua energia interna.

Na face branca, a temperatura não aumentou tanto, como


aconteceu com as outras faces. A face, sendo da cor branca,
reflectiu quase toda a energia recebida, não absorvendo muita
para si. Portanto a energia interna do sistema não aumentou
significativamente. Na face negra espelhada, a temperatura
aumentou um pouco mas não tanto como a face negra baça,
pois as superfícies espelhadas reflectem mais energia do que as
faces baças, embora sejam ambas negras, as suas
características, se são lisas espelhadas, ou rugosas e baças,
intervêm também na quantidade de energia que elas reflectem
e absorvem. Na face de metal foi onde se notou uma maior
subida de temperatura, porque a energia foi, na sua maioria,
absorvida e não reflectida. Contribuindo assim para um
aumento da energia interna neste sistema.

♣ CONCLUSÕES:
Com esta experiência podemos concluir que a superfície branca
possui uma cor que não absorve muita energia, mas sim reflecte
grande parte da que recebe. Em relação às outras faces é a que
absorve menos, é por isso que em locais onde o sol atinge a
superfície da terra durante uma grande parte do dia, e é forte, as
casas são pintadas de branco, para que a energia seja reflectida e
mantenha a casa a uma temperatura amena. As restantes faces
absorvem bastante energia, e por isso a sua energia aumentou.
Podemos dizer que a face metálica é a que possui uma maior
capacidade de absorção de energia, pois foi ela que teve atingiu uma
temperatura mais elevada.

♣ BIBLIOGRAFIA:

 Livro: manual. Física 10ºano, plátano editora (Ver +


Física).