Você está na página 1de 17

Limite retenção de PIS/COFINS/CSLL – V1.

00

FUNÇÃO: LIMITE PARA RETENÇÃO DE PIS/COFINS/CSLL - EMS5.................................................................2


OBJETIVO: ...........................................................................................................................................................................2
CONSIDERAÇÕES:..................................................................................................................................................................2
REGRA DE NEGÓCIO:.............................................................................................................................................................2
IMPLEMENTAÇÕES:.................................................................................................................................................................3
Primeira Liberação (Janeiro/2005):............................................................................................................................4
Manutenção de Fornecedores......................................................................................................................................... ...........4
Manutenção Fornecedor Financeiro.......................................................................................................................... ................5
Implantação de Títulos ................................................................................................................................................ .............5
Atualização do Cadastro de Fornecedores ....................................................................................................................... .........5
Relatório Retenções PIS/COFINS/CSLL ............................................................................................................. ...................6
Segunda Liberação (Março/2005):............................................................................................................................11
Manutenção de Impostos............................................................................................................................................... ..........11
Implantação de Títulos e Faturas ................................................................................................................................... .........12
Pagamento de Títulos (Lote ou Borderô)............................................................................................................................... ..12
Implantação de Antecipações e Pagamentos Extra-Fornecedor ................................................................................ ..............13
Estorno de Cheque............................................................................................................................................... ...................13
Estorno de Borderô........................................................................................................................................... ......................14
Estorno de Pagamento Extra-Fornecedor............................................................................................................. ...................15
Estorno de Títulos/Movimentos......................................................................................................................... .....................15
Data de Vencimento dos Impostos PIS, COFINS e CSLL............................................................................................. ..........15
Alteração de Títulos............................................................................................................................................... .................15
Manutenção de Acumulados PIS, COFINS e CSLL.......................................................................................................... ......16
Rotinas não Tratadas............................................................................................................................................. ..................16
Programas Criados – primeira liberação:.................................................................................................................16
Programas Alterados – primeira liberação...............................................................................................................16
Programas Alterados – segunda liberação:...............................................................................................................17

Página 1 / 17
Limite retenção de PIS/COFINS/CSLL – V1.00

Função: Limite para Retenção de PIS/COFINS/CSLL - EMS5

Objetivo:
Tratar, no módulo de Contas a Pagar, o limite de retenção de PIS/COFINS/CSLL, segundo a Lei 10.925.
A lei 10.925 estabelece que os valores de PIS/COFINS/CSLL para pessoa Jurídica, devem ser acumulados pela data de
pagamento, até o valor de 5000,00 (não ocorrendo retenção de impostos). Acima deste valor, os impostos deverão ser
retidos.
O acúmulo será mensal, sendo que o pagamento do imposto gerado será quinzenal. Isto significa que acumula dentro do
mês, mas gera o pagamento quinzenalmente. A cada mês, o acumulado inicia do zero novamente.

Considerações:
- DELTA: É imprescindível que sejam atualizadas as alterações de dicionário, liberadas para esta implementação. O
delta do dicionário foi disponibilizado nos pacotes de atualização do produto liberados do dia 26/11/2004, conforme
segue:
EMS503  5.03W.H.11
EMS504  5.04W.E.34
EMS505  5.05W.B.86

Regra de Negócio:

Para uma perfeita utilização da rotina e a obtenção do resultado esperado, algumas considerações deverão ser
observadas e validadas antes da efetivação do processo.
1º Deve ser marcado o flag “Retém PIS/COFINS/CSLL Pagto” na manutenção de fornecedores ou na manutenção de
fornecedor financeiro (botão impostos) ou pelo programa especial “apb407za”. Este procedimento se faz necessário
para que seja feito de forma correta o acumulo dos valores para o controle do valor mínimo de R$ 5000,00 pagos no
mês, caso contrario, os valores não serão acumulados, causando problemas na base de calculo dos demais títulos pagos
no mês, e consequentemente no valor do(s) imposto(s) calculado(s).
OBS: O calculo da data de vencimento do imposto será quinzenal ,e seguira com base na data do lote ou do borderô de
pagamento, com exceção de Antecipações e Pagamentos Extra-Fornecedores que tiveram o imposto vinculado na
implantação, pois os mesmo já irão acumular os valores neste momento. Aconselhamos que os impostos para
Antecipações e Pagamentos Extra-Fornecedores sejam vinculados apenas no pagamento (borderô ou lote de
pagamento), para que seja evitado um possível acumulo de valores em duplicidade.

2º Para cada imposto do tipo PIS/COFINS/CSLL, deve-se implantar apenas uma classificação de imposto, sendo que
seria importante, mas não obrigatório que o código do imposto seja igual ao da classificação para que sejam evitados
possíveis enganos, já que o acumulo para este tipo de imposto será feito apenas pelo código do imposto, diferente do

Página 2 / 17
Limite retenção de PIS/COFINS/CSLL – V1.00

“IR” que é feito pelo código do imposto e pela classificação do imposto. Quando for feito esse cadastro não pode ser
esquecido de informar no campo Base Inic Retenção o valor inicial que será considerado para que ocorra a retenção,
sendo que os valores inferiores serão acumulados no pagamento até que seja atingido este valor limite para que se inicie
a retenção. Estes impostos devem ser vinculados aos seus respectivos fornecedores no cadastro de fornecedor financeiro
(pessoa jurídica), como também não deve ser esquecido o flag “acumula dados DIRF” no cadastramento destes
impostos., sendo que a forma de retenção dos mesmos deve ser sempre do tipo direta, e não pela utilização de tabela
progressiva.

3º Na implantação de títulos do tipo normal, serão vinculados os impostos, mas não irá ocorrer a retenção dos mesmos
(caso no fornecedor esteja parametrizado para reter no pagamento), e sim será gravado o rendimento tributável que será
sugerido no pagamento do título. Para que ocorra a retenção, é obrigatória a vinculação do imposto no pagamento
novamente, sendo opcional a vinculação do mesmo para títulos do tipo normal na implantação, se não for informado na
implantação o único problema será de ser sugerido um valor de rendimento tributável que não necessariamente é o valor
correto. Já para títulos do tipo antecipação e pagamento extra-fornecedor, caso a vinculação seja feita na implantação o
acumulo já ira ocorrer neste momento (implantação), por este motivo aconselhamos que a vinculação seja feita apenas
no pagamento (borderô ou lote de pagamento), evitando possíveis problemas; como por exemplo o acumulo de valores
em duplicidade.

4º Ao vincular um título a um lote ou a um borderô e tendo este título imposto vinculado no pagamento irá ocorrer o
acumulo dos respectivos valores.

5º Para conferencia pode ser emitido o relatório (prgfin/apb/apb348aa.r) ou, após o pagamento a conferência poderá ser
feita através da consulta de movimento de títulos do contas a pagar.

Importante: Como a liberação destas funcionalidades está sendo feita durante o mês em curso, pode ocorrer de
pagamentos já terem sido realizados para determinados fornecedores, neste caso, haverá a necessidade ainda de
conferências pois os valores já pagos não estão nos acumulados, isto quer dizer que o valor do rendimento tributável
sugerido nos próximos pagamentos poderá não ser o valor correto, neste caso, poderá ser feita manutenção nos
acumulados do fornecedor para os valores já pagos (pagamentos feitos antes desta liberação/atualização de programas
para atender a lei 10.925). Se isto não for possível, o que irá acontecer é do valor a ser sugerido como rendimento
tributável não ser o valor correto, neste caso, poderá ser alterado o mesmo para o valor correto quando da vinculação do
imposto no próximo pagamento do fornecedor. Resumindo, o controle do valor mínimo de retenção somente será eficaz
a partir do mês de abril, pois neste caso os acumulados já serão gerados a partir do primeiro dia (caso haja pagamentos).

Para mais detalhes do processo, solicitamos que seja feita a leitura dos tópicos que seguem:

Implementações:
Para atender às alterações previstas na legislação, referentes à retenção de impostos PIS, COFINS e CSLL, foram
efetuadas diversas implementações no módulo de Contas a Pagar, alterando rotinas já existentes e também criando
novas rotinas.
Essas implementações foram liberadas em duas etapas, as quais estarão sendo descritas nas páginas seguintes:

Página 3 / 17
Limite retenção de PIS/COFINS/CSLL – V1.00

Primeira Liberação (Janeiro/2005):

Manutenção de Fornecedores
Foi incluído o parâmetro “Retém PIS/COFINS/CSLL Pagto” no cadastro de fornecedores. Quando esse parâmetro
estiver assinalado, significa que na implantação de títulos (On-Line ou via API), os impostos do tipo “Imposto COFINS
PIS CSLL Retido” informados não serão retidos no momento da implantação, sendo que a base de retenção dos mesmos
será armazenada no sistema para ser posteriormente utilizada, quando esses impostos forem novamente vinculados no
pagamento do título.
Este parâmetro só estará habilitado quando o fornecedor for uma pessoa jurídica. Caso o usuário altere o mesmo, será
apresentada a seguinte mensagem em tela, alertando que a alteração irá interferir no valor dos Rendimentos Tributáveis
acumulados para o cálculo dos impostos:

MSG: “Confirma Alteração do Parâmetro de Retenção PIS/COFINS/CSLL ? ”


HLP: “A alteração desse parâmetro interfere no acúmulo dos valores de Rendimento Tributáveis, utilizados no
cálculo de impostos do tipo PIS/COFINS/CSLL, quando esses forem retidos no pagamento.”.

Página 4 / 17
Limite retenção de PIS/COFINS/CSLL – V1.00

Manutenção Fornecedor Financeiro


O parâmetro “Retém PIS/COFINS/CSLL Pagto” foi incluído também nas telas de ‘Inclui’, ‘Modifica’ e ‘Detalhe’ do
Fornecedor Financeiro. Para isso, os atributos ‘Credita PIS’ e ‘Credita COFINS’ da tela foram substituídos por um
botão com o label “Impostos”, o qual dá acesso a uma tela que contém, além desses atributos, também os atributos
‘Controla Limite Max. INSS’ e ‘Retém PIS/COFINS/CSLL Pagto’. Caso o usuário altere o mesmo, será apresentada a
mesma mensagem mencionada na Manutenção de Fornecedores.

Implantação de Títulos
Na implantação de títulos (via API), será feito o tratamento do novo parâmetro “Retém PIS/COFINS/CSLL Pagto” do
cadastro de fornecedores, sendo que se esse parâmetro estiver assinalado e forem informados impostos desse tipo para
os títulos, os mesmos não serão retidos no momento da implantação. Os impostos informados serão armazenados no
sistema, para que os valores dos mesmos possam ser apresentados no novo relatório de Retenções PIS/COFINS/CSLL.
Dessa forma, quando uma nota for implantada no recebimento, os impostos de PIS, COFINS e CSLL deverão ser
informados normalmente, sempre que houver incidência dos mesmos. Na integração com o Contas a Pagar será
observado o parâmetro mencionado, para reter ou não o valor desses impostos na implantação dos títulos.

Atualização do Cadastro de Fornecedores


Está sendo disponibilizado o programa especial ‘prgfin/apb/apb407za.r’, o qual deve ser executado a partir do menu
‘Opções / Executar Programa’ (Alt + Ctrl + X). Por esse programa o usuário poderá alterar o cadastro de fornecedores,
informando faixas de seleção de Grupos e ou de Fornecedores.

Página 5 / 17
Limite retenção de PIS/COFINS/CSLL – V1.00

Para a seleção dos fornecedores, o usuário poderá ainda parametrizar se deverão ser considerados apenas os
fornecedores que possuem impostos do tipo PIS/COFINS/CSLL vinculados. Nos registros contidos na faixa informada
será atualizado o parâmetro “Retém PIS/COFINS/CSLL Pagto”, marcando o mesmo como “Sim”.
Somente serão alterados os fornecedores que forem pessoa jurídica, os fornecedores pessoa física serão desconsiderados
na seleção. Ao final da execução dessa rotina, será apresentado um relatório contendo os fornecedores que foram
atualizados. Este programa especial somente irá atualizar o parâmetro “Retém PIS/COFINS/CSLL Pagto”, marcando o
mesmo como “Sim”, e não tem como desfazer o processo. Caso seja necessário, o processo terá que ser feito fornecedor
a fornecedor na Manutenção de Fornecedor Financeiro (botão “Impostos”) ou na Manutenção de Fornecedores. Cabe
salientar que esta alteração interfere no acumulo dos valores de Rendimento Tributáveis.

Obs: Essa atualização irá ocorrer apenas no EMS5, não será efetuada integração com o EMS2. Para que o cadastro de
emitentes do EMS2 seja atualizado, após executado o programa especial de ‘Atualização do Cadastro de Fornecedores’,
sugerimos que seja executada a rotina do produto ‘Geração Cliente/Fornecedor/Representante (ufn705aa)’, ou ainda
executar essa mesma rotina diretamente no EMS2, já que a mesma também foi disponibilizada para esse produto.

Relatório Retenções PIS/COFINS/CSLL


Para auxiliar o usuário a controlar no EMS5 o acúmulo das retenções dos fornecedores, dentro da nova legislação em
vigor, foi desenvolvido um novo relatório (prgfin/apb/apb348aa.r), onde podem ser consultadas as retenções de PIS,
COFINS e CSLL efetuadas para os documentos do tipo “Normal” e “Antecipações”.

O relatório tem faixas de estabelecimento, fornecedor, grupo fornecedor, data de pagamento e data de previsão de
pagamento. Também poderão ser selecionadas uma a uma as espécies de documento origem (títulos) a considerar para
a emissão do relatório, sendo que serão selecionáveis apenas as espécies do tipo Normal e Antecipação.

Também existe opção para Listar Documentos do tipo: ‘Normal’, ‘Antecipação’ ou ‘Ambos’. Quando Não for marcada
a opção ‘Ambos’, as espécies do tipo de documento que NÃO foi selecionado não serão impressas no relatório, mesmo
que o usuário tenha selecionado uma a uma as espécies desse tipo na Página Seleção. O relatório não considera
Pagamentos Extra-Fornecedor.

Página 6 / 17
Limite retenção de PIS/COFINS/CSLL – V1.00

Existe uma opção em tela chamada: Considera ‘Pagamentos’, ‘Em aberto’ ou ‘Ambos’.
A faixa de seleção por Data Pagamento é utilizada para rastrear os pagamentos, e somente será habilitada quando a
opção seja Considera Pagamentos ou Ambos.
A faixa de seleção por data de Previsão de Pagamento é utilizada para rastrear os títulos em aberto, e somente será
habilitada quando a opção seja Considera Em Aberto ou Ambos.

Também poderão ser selecionadas uma a uma as espécies de imposto a considerar para a emissão do relatório, sendo
que serão selecionáveis apenas as espécies que estiverem informadas como Espécie de um imposto retido.

Para a seleção dos fornecedores, o usuário poderá ainda parametrizar se deverão ser considerados apenas os
fornecedores que possuem impostos do tipo PIS/COFINS/CSLL vinculados, caso este não esteja marcado irá apresentar
todos os títulos que possuem ou não alguma retenção desde que a opção apenas fornecedores que retém
PIS/COFINS/CSLL no pagamento não esteja marcada, caso contrário ira listar apenas os títulos dos fornecedores que
possuem o fleg “Retém PIS/COFINS/CSLL no pagamento” igual a “sim”. Também poderá parametrizar se devem ser
considerados aqueles cujo tipo de fornecimento seja ‘Produtos’, ‘Serviços’ ou ‘Ambos’.

No relatório são impressos 2 (dois) layoutes diferenciados para cada fornecedor: Pagamentos e Títulos em Aberto,
conforme o parâmetro Considera (Pagamentos, Em aberto, Ambos) e somente se existirem Pagamentos e/ou Títulos em
Aberto conforme as faixas de seleção.

O critério para classificação é por fornecedor e por mês. Dentro do mesmo mês, os documentos serão ordenados por
Data Pagamento (no layout de Pagamentos) e por Data Prev Pagamento (no layout de Títulos Em Aberto).
Em cada layout haverá totalização por mês. No lado esquerdo do relatório (documentos) será totalizado o campo: Vlr
Pagamento/Saldo. No lado direito, todos os valores de impostos serão totalizados, sendo que haverá uma linha para
totalizar cada combinação de Espécie / Imposto / Classificação do Imposto.
Caso o usuário selecione a opção considera ‘Ambos’, será também apresentada uma totalização geral (Pagamentos
Efetuados e Saldo em Aberto).

Página 7 / 17
Limite retenção de PIS/COFINS/CSLL – V1.00

Relatório de Conferência Retenções PIS, COFINS e CSLL

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Página: 1
< Empresa > Conferência Retenções PIS, COFINS e CSLL
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 14/03/2005 - 00:00

Fornecedor: 999.999.999 - xxxxxxxxx.xxxxxxxxx.xxxxxxxxx.xxxxxxxxx. Grupo: xxxx Tipo Fornecimento: xxxxxxxxx.

Pagamentos Efetuados - Mês 99/9999


------------------------ Documentos ---------------------- ----------------------- Impostos do Título ------------------------
Est Esp Ser Título /P Data Pagto Vlr Pagamento Esp Imposto Class Base Retenção Vlr Reter Pgto Vlr já Retido
--- --- --- ---------- -- ---------- -------------- --- ------- ----- -------------- -------------- --------------
xxx xxx xxx xxxxxxxxxx xx 99/99/9999 >>>.>>>.>>9,99 xxx xxxxx xxxxx >>>.>>>.>>9,99 >>>.>>>.>>9,99 >>>.>>>.>>9,99
xxx xxx xxx xxxxxxxxxx xx 99/99/9999 >>>.>>>.>>9,99 xxx xxxxx xxxxx >>>.>>>.>>9,99 >>>.>>>.>>9,99 >>>.>>>.>>9,99
yyy yyyyy yyyyy >>>.>>>.>>9,99 >>>.>>>.>>9,99 >>>.>>>.>>9,99
zzz zzzzz zzzzz >>>.>>>.>>9,99 >>>.>>>.>>9,99 >>>.>>>.>>9,99
xxx xxx xxx xxxxxxxxxx xx 99/99/9999
>>>.>>>.>>9,99
xxx xxx xxx xxxxxxxxxx xx 99/99/9999
>>>.>>>.>>9,99 xxx xxxxx xxxxx >>>.>>>.>>9,99 >>>.>>>.>>9,99 >>>.>>>.>>9,99
--------------- --------------- --------------- ---------------
Total Pagamentos Efetuados no Mês 99/9999: >>>>.>>>.>>9,99 xxx xxxxx xxxxx >>>>.>>>.>>9,99 >>>.>>>.>>9,99 >>>>.>>>.>>9,99
yyy yyyyy yyyyy >>>>.>>>.>>9,99 >>>.>>>.>>9,99 >>>>.>>>.>>9,99
zzz zzzzz zzzzz >>>>.>>>.>>9,99 >>>.>>>.>>9,99 >>>>.>>>.>>9,99

Títulos em Aberto - Mês 99/9999


------------------------ Documentos ---------------------- ----------------------- Impostos do Título ------------------------
Est Esp Ser Título /P Prev Pagto Saldo Esp Imposto Class Base Retenção Vlr Reter Pgto Vlr já Retido
--- --- --- ---------- -- ---------- -------------- --- ------- ----- -------------- -------------- --------------
xxx xxx xxx xxxxxxxxxx xx 99/99/9999 >>>.>>>.>>9,99 xxx xxxxx xxxxx >>>.>>>.>>9,99 >>>.>>>.>>9,99 >>>.>>>.>>9,99
xxx xxx xxx xxxxxxxxxx xx 99/99/9999 >>>.>>>.>>9,99 xxx xxxxx xxxxx >>>.>>>.>>9,99 >>>.>>>.>>9,99 >>>.>>>.>>9,99
yyy yyyyy yyyyy >>>.>>>.>>9,99 >>>.>>>.>>9,99 >>>.>>>.>>9,99
zzz zzzzz zzzzz >>>.>>>.>>9,99 >>>.>>>.>>9,99 >>>.>>>.>>9,99
xxx xxx xxx xxxxxxxxxx xx 99/99/9999
>>>.>>>.>>9,99
--------------- --------------- --------------- ---------------
Total em Aberto c/ Prev Pagto Mês 99/9999: >>>>.>>>.>>9,99 xxx xxxxx xxxxx >>>>.>>>.>>9,99 >>>.>>>.>>9,99 >>>>.>>>.>>9,99
yyy yyyyy yyyyy >>>>.>>>.>>9,99 >>>.>>>.>>9,99 >>>>.>>>.>>9,99
zzz zzzzz zzzzz >>>>.>>>.>>9,99 >>>.>>>.>>9,99 >>>>.>>>.>>9,99

Total Pagos/Em Aberto no Mês 99/9999 : >>>>.>>>.>>9,99 xxx xxxxx xxxxx >>>>.>>>.>>9,99 >>>.>>>.>>9,99 >>>>.>>>.>>9,99
yyy yyyyy yyyyy >>>>.>>>.>>9,99 >>>.>>>.>>9,99 >>>>.>>>.>>9,99
zzz zzzzz zzzzz >>>>.>>>.>>9,99 >>>.>>>.>>9,99 >>>>.>>>.>>9,99

Última página ----------------------------------------------------------------------------------------------- APB????? - 5.01.00.001

Página 8 / 17
Limite retenção de PIS/COFINS/CSLL – V1.00

Em seguida são apresentados os detalhes das colunas impressas em cada um dos layoutes:

Layout Pagamentos Efetuados

(Documentos - lado esquerdo)

Est, Esp, Ser, Titulo, /P - chave do título


Data Pagto - Data do referido pagamento
Vlr Pagamento - Valor bruto do pagamento. Não inclui desconto, abatimento, juros, multa.

(Impostos do Titulo - lado direito)

Esp - espécie do documento de imposto


Imposto - código do tipo de imposto
Class - classificação do imposto
Base Retenção - valor que compõe a base de cálculo do imposto. A princípio a base de cálculo seria o
valor pago, salvo exceções onde no módulo de Recebimento for informada uma base de cálculo diferente.
Para pagamentos parciais, o valor Base Retenção é calculado proporcionalmente ao valor líquido do título
(valor original menos os impostos que já foram efetivamente retidos).
Vlr Reter Pagto - Valor de imposto a reter no pagamento, conforme informado no módulo de
Recebimento ou diretamente na implantação de título no módulo de contas a pagar. Para pagamentos
parciais, o Vlr Reter Pagto é calculado proporcionalmente ao valor líquido do título (valor original menos
os impostos que já foram efetivamente retidos).
Vlr já Retido - Valor de imposto que já foi efetivamente retido no sistema.

Layout Títulos em Aberto

(Documentos - lado esquerdo)

Est, Esp, Ser, Titulo, /P - chave do título


Prev Pagto - Data prevista de pagamento do título
Saldo - Saldo em aberto do título.

(Impostos do Titulo - lado direito)

Esp - espécie do documento de imposto


Imposto - código do tipo de imposto
Class - classificação do imposto
Base Retenção - valor que compõe a base de cálculo do imposto. A princípio a base de cálculo seria o
valor original do título, salvo exceções onde no módulo de Recebimento for informada uma base de
cálculo diferente.
Para títulos que já tiveram pagamentos parciais, o valor Base Retenção é calculado proporcionalmente ao
saldo e ao valor líquido do título (valor original menos os impostos que já foram efetivamente retidos).
Vlr Reter Pagto - Valor de imposto a reter no pagamento, conforme informado no módulo de
Recebimento ou diretamente na implantação de título no módulo de contas a pagar. Para títulos que já
tiveram pagamentos parciais, o Vlr Reter Pagto é calculado proporcionalmente ao saldo e ao valor líquido
do título (valor original menos os impostos que já foram efetivamente retidos).
Vlr já Retido - Valor de imposto que já foi efetivamente retido no sistema.

Página 9 / 17
Limite retenção de PIS/COFINS/CSLL – V1.00

Exemplos:

Titulo sem imposto retido na implantação

Um documento é implantado via Recebimento, onde são informados os impostos PIS, COFINS e CSLL,
porém o fornecedor informado está parametrizado para reter PIS/COFINS/CSLL no pagamento.
Neste exemplo vamos focar apenas o imposto de PIS.

Movimentos da nota no contas a pagar:


Valor Original  1.000,00
Baixa no período  800,00
Saldo em aberto  200,00

Impostos da nota no contas a pagar:


Base Calculo PIS  1.100,00 (Base de calculo foi informada ou já existe acumulo )
Valor PIS  46,50

Se for marcado para considerar ‘Ambos’ (Pagamentos/Em Aberto) este documento será impresso nos dois
layoutes, pois possui pagamento no período e também possui saldo em aberto a vencer no período.
No relatório será impresso:

Pagamentos Efetuados - Mês 99/9999

Vlr Pagamento Imposto Base Retenção Vlr Reter Pgto Vlr já Retido
-------------- ------- -------------- -------------- --------------
800,00 PIS 880,00 37,20 0,00

Títulos em Aberto - Mês 99/9999

Saldo Imposto Base Retenção Vlr Reter Pgto Vlr já Retido


-------------- ------- -------------- -------------- --------------
200,00 PIS 220,00 9,30 0,00

Titulo com imposto retido na implantação

Um documento é implantado via Recebimento, onde são informados os impostos PIS, COFINS e CSLL,
sendo que o fornecedor informado NÃO está parametrizado para reter PIS/COFINS/CSLL no pagamento.
Neste exemplo vamos focar apenas o imposto de PIS.

Movimentos da nota no contas a pagar:


Valor Original  1.000,00
Impostos Retidos  30,00 (PIS, COFINS, CSLL,IR, INSS, ..)
Valor Liquido  970,00
Baixa no período  800,00
Saldo em aberto  170,00

Impostos da nota no contas a pagar::


Base Calculo PIS  1.100,00
Valor PIS  5,00

Se for marcado para considerar ‘Ambos’ (Pagamentos/Em Aberto) este documento será impresso nos dois
layout, pois possui pagamento no período e também possui saldo em aberto a vencer no período.
No relatório será impresso:

Página 10 / 17
Limite retenção de PIS/COFINS/CSLL – V1.00

Pagamentos Efetuados - Mês 99/9999

Vlr Pagamento Imposto Base Retenção Vlr Reter Pgto Vlr já Retido
-------------- ------- -------------- -------------- --------------
800,00 PIS 907,22 4,12 4,12

Títulos em Aberto - Mês 99/9999

Saldo Imposto Base Retenção Vlr Reter Pgto Vlr já Retido


-------------- ------- -------------- -------------- --------------
170,00 PIS 192,78 0,88 0,88

Segunda Liberação (Março/2005):

Manutenção de Impostos
Na manutenção de impostos foi incluído o campo “Base Início Retenção” que informará o valor de
Rendimento Tributável a partir do qual o imposto deverá ser retido. Este campo estará habilitado somente
para impostos do tipo “Imposto COFINS PIS CSLL Retido”.
Para os impostos desse tipo, serão desabilitados os seguintes campos referentes ao cálculo da Data de
Vencimento: (Período / Início Período / Num Dias). Isso pelo fato de que a data de vencimento para esses
impostos, será sempre o terceiro dia útil da semana subseqüente ao pagamento do título fato gerador do
imposto, quando o fornecedor for ‘Pessoa Física’, ou o último dia útil da semana subseqüente à quinzena em
que ocorrer o pagamento do título fato gerador do imposto, quando o fornecedor for ‘Pessoa Jurídica’.

Página 11 / 17
Limite retenção de PIS/COFINS/CSLL – V1.00

Implantação de Títulos e Faturas


Na implantação de títulos (On-Line) e na implantação de faturas, será tratado o novo parâmetro “Retém
PIS/COFINS/CSLL Pagto” do cadastro de fornecedores, sendo que se esse parâmetro estiver assinalado e
forem informados impostos do tipo PIS/COFINS/CSLL, os mesmos não serão retidos no momento da
implantação. Os impostos informados serão armazenados no sistema, para que a base de retenção seja
sugerida caso os impostos sejam vinculados no pagamento do título, e também para que o valor dos mesmos
possa ser apresentado no Relatório de Retenções PIS/COFINS/CSLL.

Pagamento de Títulos (Lote ou Borderô)


Na inclusão de itens em Lotes ou Borderôs de pagamento (On-Line ou via API), quando o usuário vincular
um imposto do tipo PIS/COFINS/CSLL em um título cujo fornecedor esteja parametrizado para reter esses
imposto no pagamento, o imposto será retido/acumulado da seguinte forma:

Base de retenção do pagamento: Quando o imposto já tiver sido vinculado na implantação do título, a
base de retenção será o rendimento tributável que foi informado e armazenado pelo sistema, proporcional
ao valor do pagamento em relação ao Valor Original do título, líquido da soma do valor dos movimentos
de AVA a menor, relativo a retenções de impostos.
Exemplo: Valor original do título: 2.000,00
Rendimento tributável informado na implantação: 1.800,00
Movimento de AVA a menor referente à retenção de demais impostos: 150,00
a) Valor do Pagamento: 1.850,00 (Pgto Total)
Base Retenção  1.800,00 / ((2.000,00 – 150,00) / 1.850,00) = 1.800,00
b) Valor do Pagamento: 1.200,00 (Pgto Parcial)
Base Retenção  1.800,00 / ((2.000,00 – 150,00) / 1.200,00) = 1.167,56
Quando o imposto não tiver sido informado na implantação, a base de retenção será o próprio valor do
pagamento.

Rendimento Tributável: Será a base de retenção do pagamento que está sendo efetuado, somada ao valor
acumulado de base de retenção para o imposto em questão, de pagamentos efetuados no mês da Data de
Transação (*) do Lote ou do Borderô.
Exemplo: Base de Retenção do Pagamento: 1.800,00
Base de Retenção Acumulada no mês: 5.600,00
Rendimento Tributável  7.400,00

(*) A base de retenção será acumulada pela data de transação do lote ou do borderô de pagamento, e não
pela data de confirmação dos mesmos, que será a data da baixa. Esse procedimento será adotado pelo fato
de que os valores acumulados devem ser tratados no momento em que cada item é incluído no Lote ou no
Borderô, sendo que nesse momento não é possível saber em qual data ocorrerá a confirmação do
pagamento.

Imposto Calculado: Será a aplicação da alíquota do imposto sobre o valor do rendimento tributável
apresentado.
Exemplo: Rendimento Tributável: 7.400,00
Alíquota do imposto: 6%
Imposto Calculado  444,00

O valor do imposto será calculado somente se o valor do rendimento tributável for maior do que o valor
parametrizado no cadastro de impostos, como valor a partir do qual o imposto deverá ser retido. Caso
contrário o valor do imposto calculado será 0 (zero).

Página 12 / 17
Limite retenção de PIS/COFINS/CSLL – V1.00

Imposto já Recolhido: Será o valor de imposto calculado, acumulado no mês da data de transação do
Lote ou do Borderô.

Valor do Imposto: Será o valor de imposto calculado menos o valor de imposto já recolhido.

Os valores do ‘Rendimento Tributável’ e do ‘Imposto já Recolhido’, serão acumulados por: Empresa,


Fornecedor, Imposto, Mês e Ano, não observando o código de classificação do imposto, sendo assim para
cada imposto do tipo PIS/COFINS/CSLL deve-se implantar apenas uma classificação de imposto, sendo que
seria importante, mas não obrigatório que o código do imposto seja igual ao da classificação para que sejam
evitados possíveis enganos, já que o acumulo para este tipo de imposto será feito apenas pelo código do
imposto, diferente do “IR” que é feito pelo código do imposto e pela classificação do imposto . Esse acúmulo,
será efetuado já no momento em que o imposto for vinculado ao item do lote ou do borderô de pagamento.
Caso o imposto seja desvinculado do item de pagamento, ou o item de pagamento seja excluído, o valor da
base de retenção e do imposto serão diminuídos dos respectivos valores acumulados, mas os títulos incluídos
após este que foi excluído e que tiveram retenção, permanecerão com a base de calculo antiga e
consequentemente o valor do imposto errado. Para que seja feita a correção basta antes de confirmar o
pagamento ir a rotina de pagamento lote ou do borderô, botão alteração, impostos desvincular o imposto e
vincular novamente. Pode ser verificado que a base de cálculo e o imposto foram recalculados.
Se tiverem sido informados na implantação do título, impostos que não tenham sido retidos devido o
fornecedor estar parametrizado para reter no pagamento, e caso algum desses impostos não seja vinculado no
pagamento do título, será apresentada uma mensagem ao usuário, informando que esses impostos informados
não estarão sendo retidos.

Implantação de Antecipações e Pagamentos Extra-Fornecedor


Na implantação de Antecipações e Pagamentos Extra-Fornecedor (On-Line ou via API), os impostos do tipo
PIS/COFINS/CSLL informados serão retidos já na implantação, independente se o fornecedor estiver ou não
parametrizado para reter esses impostos somente no pagamento.
Caso o fornecedor esteja parametrizado para reter no pagamento, os impostos retidos serão acumulados pela
Data de Emissão informada, sendo que a forma de retenção e acumulo será a mesma descrita para os
processos de pagamento de documentos.
Caso a Antecipação ou o Pagamento Extra-Fornecedor pendente seja excluído, o valor da base de retenção e
do imposto serão diminuídos dos respectivos valores acumulados.

Importante: Considerando a característica da implantação de Pagamentos Extra-Fornecedor e de


Antecipações, onde os impostos informados serão imediatamente vinculados ao título, independente do
parâmetro do fornecedor, é aconselhável que, nos casos em que o pagamento dos mesmos for efetuado via
“Cheque” ou “Borderô”, os impostos do tipo PIS/COFINS/CSLL sejam informados apenas na inclusão desses
documentos no Lote ou no Borderô de pagamento.
Caso o imposto já tenha sido vinculado na implantação do PEF ou da antecipação e o mesmo seja vinculado
novamente no pagamento irá ocorrer o acumulo de valores em duplicidade.

Estorno de Cheque
Na rotina de Estorno de Cheque, quando marcada a opção “Estorna Cheque”, o valor da base de retenção e do
imposto referentes aos impostos do tipo PIS/COFINS/CSLL vinculados, serão diminuídos dos respectivos
valores acumulados.

Página 13 / 17
Limite retenção de PIS/COFINS/CSLL – V1.00

Estorno de Borderô
Na rotina de Estorno de Borderô, quando marcada a opção “Estorna Borderô”, o valor da base de retenção e
do imposto referentes aos impostos do tipo PIS/COFINS/CSLL vinculados, serão diminuídos dos respectivos
valores acumulados.

Página 14 / 17
Limite retenção de PIS/COFINS/CSLL – V1.00

Estorno de Pagamento Extra-Fornecedor


Na rotina de Estorno de PEF, o valor da base de retenção e do imposto referentes aos impostos do tipo
PIS/COFINS/CSLL vinculados, serão diminuídos dos respectivos valores acumulados.

Estorno de Títulos/Movimentos
No estorno do movimento de implantação de títulos do tipo “Antecipação”, o valor da base de retenção e do
imposto referentes aos impostos do tipo PIS/COFINS/CSLL vinculados, serão diminuídos dos respectivos
valores acumulados.
Já para títulos normais não irá interferir nos valores acumulados, pois o acúmulo ocorre somente no
pagamento do título.

Data de Vencimento dos Impostos PIS, COFINS e CSLL


Quando o fornecedor do título fato gerador for uma pessoa Jurídica, a data de vencimento dos títulos de
impostos do tipo PIS, COFINS e CSLL, será o último dia útil da semana subseqüente à quinzena em que o
pagamento estiver sendo efetuado.
Exemplo: Título fato gerador pago em 10/09/2004
Data de Vencimento do Título de Imposto  24/09/2004.

Na rotina de vinculação de impostos ao título, a data de vencimento do imposto será calculada com base na
Data de Vencimento do título fato gerador (quando a retenção ocorrer na implantação) ou com base na Data
de Transação do Lote ou do Borderô de Pagamento (quando a retenção ocorrer no pagamento).

Nas implantações de títulos via API, caso a data de vencimento para os impostos do tipo PIS/COFINS/CSLL
vinculados não seja informada, a mesma será calculada com base na Data de Vencimento do título fato
gerador.

Na alteração de títulos do Contas a Pagar, quando for alterada a data de vencimento de um título que tenha
impostos do tipo PIS, COFINS e CSLL vinculados, será também alterada a data de vencimento dos títulos
desses impostos, mediante confirmação do usuário.
Para isso foi alterada a API de alteração de títulos, e também a mensagem de confirmação da alteração da data
de vencimento de impostos (PIS, COFINS e CSLL), apresentada na tela da rotina de Alteração de Títulos.

Na ocorrência de pagamento de títulos com impostos vinculados, em data diferente da data de vencimento, as
datas de vencimento dos títulos de impostos do tipo PIS/COFINS/CSLL serão também alteradas, mediante
confirmação do usuário.

Alteração de Títulos
Na alteração de títulos, foi incluído um botão que dá acesso a uma rotina, onde o usuário poderá manutenir
(incluir, alterar e excluir) os impostos informados na implantação do título, para serem retidos no pagamento.
Esse botão só estará habilitado se o fornecedor do título estiver parametrizado para reter PIS/COFINS/CSLL
no pagamento, e também se o título ainda possuir saldo em aberto.

Só poderá ser alterado ou excluído um imposto, se o mesmo ainda não tiver sido vinculado em nenhum
pagamento parcial do título.

Página 15 / 17
Limite retenção de PIS/COFINS/CSLL – V1.00

Manutenção de Acumulados PIS, COFINS e CSLL


A rotina de manutenção de Acumulados (prgfin/apb/apb503aa.r), foi criada para possibilitar ao usuário
manutenir os valores acumulados de ‘Rendimento Tributável’ e de ‘Imposto já Recolhido’, referente aos
impostos do tipo PIS/COFINS/CSLL retidos para o fornecedor, por empresa, mês e ano.

Rotinas não Tratadas


No momento não estaremos efetuando tratamento de PIS, COFINS e CSLL em relação ao Pagamento via
Encontro de Contas, pois atualmente não é possível vincular impostos nesse tipo de pagamento.
O único tratamento que será efetuado é que, ao incluir no lote de Encontro de Contas um título para o qual
tenha sido informado na implantação um ou mais impostos do tipo PIS/COFINS/CSLL, para serem retidos no
pagamento, será apresentada uma mensagem, alertando ao usuário que deveria ser vinculado imposto no
pagamento do título, e que, no entanto isso não será possível no processo de pagamento via Encontro de
Contas.

Programas Criados – primeira liberação:


apb348aa - rpt_tit_ap_imptos - 5.01.00.000
apb407za - fnc_fornecedor_pis_cofins_csll - 1.00.00.000
tcfin255 - Create/compl_retenc_impto_pagto - 5.06.00.000
tdfin255 - Delete/compl_retenc_impto_pagto - 5.06.00.000
twfin255 - Write/compl_retenc_impto_pagto - 5.06.00.000

Programas Alterados – primeira liberação


acr902zb - api_integr_acr_renegoc_2 1.00.00.012
apb327za - fnc_fornecedor_lay_import 1.00.00.023
apb380aa - rpt_imposto_retencao_inss 5.01.00.005
apb705zb - fnc_atualiza_fatura 1.00.05.041
apb717ea - mod_tit_ap_alteracao_base 1.00.01.059
apb721aa - bas_tit_ap_estorno 1.00.01.051
apb739za - fnc_lote_impl_tit_ap_atualiza 1.00.02.097
apb740za - fnc_impto_impl_pend_ap_retidos 1.00.00.065
apb794za - fnc_verificar_impto_vincul_refer 1.00.00.004
apb796zc - fnc_gerar_impto_api_impl_pagto 1.00.00.023
apb902ze - api_integr_apb_pagto_4 1.00.00.017
apb905zc - api_antecip_pef_pend_1 5.01.00.066
apb924za - api_imposto_validacao_inss 5.01.00.005
dcf752za - fnc_fornecedor_import_ems 1.00.00.053
eec705za - fnc_func_financ_import 5.02.00.021
ufn003ea - mod_fornec_financ 1.00.01.046
ufn003ia - det_fornec_financ 1.00.00.019
ufn003za - fnc_fornec_financ 1.00.01.066
ufn701za - fnc_cliente_import_ems 1.00.00.046
ufn712ze - fnc_exp_nf_servicos_emit_terceiros 1.00.00.003
ufn912za - fnc_conver_505_506_apb 1.00.00.010
utb031aa - bas_fornecedor 1.00.00.017
utb031ab - rpt_fornecedor_copia 1.00.00.008
utb031ca - add_fornecedor 1.00.00.046
utb031ea - mod_fornecedor 1.00.01.037
utb031ia - det_fornecedor 1.00.00.008
utb045pa - rnl_fornecedor_import_mg 1.00.00.014
utb045za - fnc_mga_emit_import_mg 1.00.00.016
utb704zc - fnc_gera_tt_clien_fornec_integr_3 1.00.00.040
utb765zl - api_atualizar_cliente_fornecedor_l 1.00.00.050
utb784pa - rnl_mga_emit_cliente_import 1.00.00.024
utb916za - fnc_conver_505_506_utb 1.00.00.006

Página 16 / 17
Limite retenção de PIS/COFINS/CSLL – V1.00

Programas Alterados – segunda liberação:


apb012za - fnc_atualiza_acumulados_pessoa 1.00.00.018
apb408za - fnc_imposto_data_vencto 5.01.00.000
apb409za - fnc_acum_impto_pagto 5.03.00.001
apb410za - fnc_acum_impto_pagto_estorn 5.03.00.001
apb411za - fnc_impto_impl_pend_ap_acum_pagto 5.01.00.000
apb412za - fnc_atualiz_valor_impto_acum_pagto 1.00.00.000
apb502ba - bas_compl_retenc_impto_pagto 5.03.00.000
apb502ca - add_compl_retenc_impto_pagto 5.03.00.000
apb502ea - mod_compl_retenc_impto_pagto 5.03.00.000
apb502ga - era_compl_retenc_impto_pagto 5.03.00.000
apb502ia - det_compl_retenc_impto_pagto 5.03.00.000
apb503aa - bas_acum_impto_pagto 5.03.00.000
apb503ca - add_acum_impto_pagto 5.03.00.000
apb503ea - mod_acum_impto_pagto 5.03.00.000
apb503ga - era_acum_impto_pagto 5.03.00.000
apb503ia - det_acum_impto_pagto 5.03.00.000
apb701ca - add_antecip_pef_pend 1.00.01.037
apb701eb - mod_antecip_pef_pend_base 1.00.01.083
apb701ga - era_antecip_pef_pend 1.00.00.023
apb702ca - add_antecip_pef_pend_pef 1.00.06.093
apb702ea - mod_antecip_pef_pend_pef 1.00.04.087
apb702ga - era_antecip_pef_pend_pef 1.00.00.025
apb702zb - fnc_gerar_pagto_extra_fornec 1.00.00.012
apb710zc - fnc_item_bord_ap_inclui_indiv 1.00.00.132
apb710zd - fnc_item_bord_ap_elimina 1.00.01.023
apb710zk - fnc_impto_vincul_fornec 1.00.00.010
apb711zb - fnc_item_lote_pagto_inclui_indiv 1.00.02.084
apb711ze - fnc_item_lote_pagto_elimina 1.00.00.028
apb711zf - fnc_item_lote_pagto_mod 1.00.01.005
apb716zb - fnc_bxa_tit_ap 1.00.01.092
apb717ea - mod_tit_ap_alteracao_base 1.00.01.062
apb721za - fnc_tit_ap_estorno 1.00.06.017
apb723za - fnc_cheq_ap_estorno 1.00.05.098
apb724za - fnc_bord_ap_estorno 1.00.05.107
apb725za - fnc_fatur_ap_estorno 1.00.02.080
apb734za - fnc_tit_ap_elimina_faixa 1.00.01.061
apb735zc - fnc_enctro_ctas_inclui_cjto 1.00.00.031
apb735zd - fnc_enctro_ctas_inclui_indiv 1.00.00.035
apb740za - fnc_impto_impl_pend_ap_retidos 1.00.00.067
apb740zb - fnc_impto_impl_pend_ap_retidos_mod 1.00.00.008
apb740ze - fnc_impto_impl_pend_ap_retid_mod_jurid 1.00.01.009
apb740zf - fnc_impto_impl_pend_ap_tab_prgssiv 5.01.01.017
apb751ab - bas_enctro_cta_estorno 1.00.00.075
apb762zc - api_atualizar_msg_pagto_edi 1.00.01.094
apb767zf - api_integr_ap_alter_tit_ap_4 1.00.00.027
apb768za - api_integr_apb_estorn_cancel 1.00.03.123
apb773za - api_integracao_faturamento_apb 1.00.00.080
apb793za - fnc_estorna_pef_apl_apb 1.00.00.007
apb795za - fnc_gerar_antecip_pef_apb 1.00.00.027
apb796za - fnc_gerar_impto_vincul_tit_ap_antec 1.00.00.022
apb796zb - fnc_gerar_impto_pagto_extra_fornec 1.00.00.009
apb796zc - fnc_gerar_impto_api_impl_pagto 1.00.00.025
apb900zf - api_tit_ap_cria_3 1.00.00.046
apb902ze - api_integr_apb_pagto_4 1.00.00.020
apb905zc - api_antecip_pef_pend_1 5.01.00.068
apb920za - fnc_integr_cambio_ems2_apb 1.00.00.013
tcfin257 - create/acum_impto_pagto 5.06.00.001
tcfin265 - create/impto_pagto 5.06.00.001
tdfin257 - delete/acum_impto_pagto 5.06.00.001
tdfin265 - delete/impto_pagto 5.06.00.001
twfin257 - write/acum_impto_pagto 5.06.00.001
twfin265 - write/impto_pagto 5.06.00.001
utb085aa - bas_imposto 1.00.00.005
utb085ca - add_imposto 1.00.00.013
utb085ea - mod_imposto 1.00.00.011
utb085ia - det_imposto 1.00.00.004

Página 17 / 17