Você está na página 1de 2
Exercícios Você se exercita o bastante? Ao aumentar o tônus muscular e fortalecer o assoalho

Exercícios

Você se exercita o bastante?

Ao aumentar o tônus muscular e fortalecer o assoalho pélvico, os exercícios podem ajudar a reduzir as dores abdominais. A prevenção é o seu melhor tratamento para dores recorrentes. Ioga, ciclismo, dança, artes marciais, esportes regulares, e até mesmo caminhadas podem ajudar a aumentar o tônus muscular.

Exercícios gerais

Exercícios de relaxamento

Exercícios antiestresse

Exercícios gerais

Atividades para quando a dor ataca

Nos momentos de cólicas, qualquer exercício rítmico constante relaxa os músculos e diminui o desconforto. Caminhadas podem ser tudo o que você não está disposto a fazer, mas é exatamente disso que você precisa. A natação também é uma excelente maneira de aliviar suavemente as

cólicas. Além de relaxar músculos contraídos, o exercício libera a tensão que pode agravar as dores. Outras atividades de alívio de tensão que você pode realizar são os exercícios de respiração profunda

e meditação. O relaxamento acalma os músculos uterinos contraídos.

Respiração profunda

A tensão pode agravar as dores. Tente esta simples, mas poderosa técnica de redução da tensão.

Para começar, deite confortavelmente de costas e coloque uma mão no seu abdômen. Feche seus olhos e respire profundamente. Deixe sua respiração lenta e relaxada. Inale pelo seu nariz, respirando profundamente pela expansão do seu abdômen, sinta a sua mão levantar no abdômen e depois o seu peito.

Depois faça “bico” com os lábios e exale o mais lentamente possível pela sua boca. Foque toda a sua atenção na respiração. Sinta o movimento do peito e do abdômen para dentro e para fora. Bloqueie todos os outros pensamentos, sentimentos, e sensações. Se você sentir a sua atenção dispersando, traga­a de volta à respiração. Repita isto de dez a vinte vezes. Levante­se lentamente e você vai ficar impressionada o quão renovada e relaxada você vai se sentir.

Flexão pélvica

1. Fique de pé com as pernas afastadas a distância de um pé e com os joelhos flexionados. Coloque as mãos na cintura próximas aos ossos da bacia.

2. Balance sua pelve para frente e para trás de 10 a 15 vezes. Isto também pode ser feito deitando­se de costas com os joelhos dobrados. Flexione o abdômen para cima, mantendo suas nádegas no chão, e então pressione a parte estreita das costas contra o chão.

Uma simples e eficiente postura de Ioga

Sente no chão com as costas retas, seus joelhos dobrados e as solas dos pés juntas, de modo que os joelhos se dobrem para fora. Aperte as mãos em torno dos pés, e suavemente levante e abaixe os joelhos. Curve­se suavemente para frente, flexionando a cintura o máximo que puder de forma confortável. Mantenha a posição por alguns minutos e relaxe.

parceiro. Deite no chão ou na cama com os joelhos dobrados. Coloque a palma da mão direita no lado direito inferior do seu abdômen, e coloque a mão esquerda por cima. Pressione com os dedos das duas mãos, e faça pequenos movimentos circulares. Gradualmente mova suas mãos pela direita do abdômen até a cintura, depois até abaixo das costelas retornando para baixo, e atravessando o abdômen inferior.

© 2014 Boehringer Ingelheim. Todos os Direitos Reservados

SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO Buscopan, Buscopan Composto e BuscoDuo® são indicados para o alívio rápido e prolongado das cólicas, dores e desconfortos abdominais. Contraindicações: Buscopan (drágeas MS ­ 1.0367.0014.001­4; gotas MS – 1.0367.0014.002­2): alergia ou intolerância aos componentes da fórmula, miastenia gravis, megacólon, diarréia aguda ou persistente na criança, idosos sensíveis aos antimuscarínicos. Buscopan Composto (gotas: MS – 1.0367.0013.014­6; comprimidos: MS – 1.0367.0013.021­3): alergia ou intolerância aos componentes da fórmula e a analgésicos semelhantes à dipirona, asma provocada por analgésicos, granulocitopenia, deficiência na enzima glicose­6­fosfato­desidrogenase, porfiria, glaucoma, hipertrofia prostática, estenose gastrintestinal, miastenia gravis, megacólon, taquicardia, a partir de 6 meses de gestação e em gestantes sem orientação médica, crianças menores de 12 meses. BuscoDuo® (MS – 1.0367.0096.004­1): alergia ou intolerância aos componentes da fórmula, miastenia gravis, megacólon, doenças graves do fígado, glaucoma de ângulo fechado, hiperplasia prostática, íleo paralítico, estenose pilórica, crianças menores de 10 anos. SAC: 0800 701 6633