Você está na página 1de 7

PLANO DE AVALIAÇÃO Domínio D: Gestão da BE

O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares:


Metodologias de operacionalização
(parte II)

Domínio D: Gestão da BE

Fatima Cristina Peixoto 1


PLANO DE AVALIAÇÃO Domínio D: Gestão da BE

D.1. ARTICULAÇÃO DA BE COM A ESCOLA/AGRUPAMENTO. ACESSO E SERVIÇOS PRESTADOS PELA BE

Indicadores Factores Críticos de Sucesso Instrumentos de Evidências extraídas dos Instrumentos,


Recolha de Evidências a integrar no Relatório de Auto-
sugeridos avaliação

• A escola inclui a BE na formulação e • Excertos das


• A BE tem realizado reuniões com o órgão de
desenvolvimento da sua missão, princípios e determinações contidas
gestão, Pré-escolar, 1.º ciclo, departamentos
objectivos estratégicos e de aprendizagem. nos documentos
D.1.1 curriculares e com outros grupos de trabalho
• O professor bibliotecário tem assento no orientadores da escola,
que reestruturam a documentação
conselho pedagógico. que define os objectivos
Integração/ institucional, de forma a solidificar os
• São desencadeadas acções com vista à e regula o funcionamento
acção da BE objectivos da BE na instituição.
partilha, discussão e aprovação da missão e da escola/agrupamento,
na escola/ Ex.: actas das diferentes reuniões e
objectivos da BE nos órgãos de administração referentes à BE.
evidências nos documentos institucionais.
agrupamento e gestão (conselho geral, director, conselho
pedagógico) departamentos curriculares e
demais estruturas de coordenação educativa • Aspectos contidos nos
e de supervisão pedagógica. documentos que regem o
funcionamento da BE e
• O regulamento interno da escola contempla que se relacionam com
os seguintes aspectos: este item.
- Missão e objectivos da BE;
- Organização funcional do espaço;
• A BE regista todas as reuniões e actividades
- Gestão dos recursos humanos afectos à BE; • Registos de
planificadas em documentos próprios para o
- Serviços prestados à comunidade escolar no reuniões/contactos.
efeito.

Fatima Cristina Peixoto 2


PLANO DE AVALIAÇÃO Domínio D: Gestão da BE

âmbito do projecto educativo;


- Regimento e funcionamento da BE

• A BE planeia com os docentes das várias


• A BE adequa os seus objectivos, recursos e
áreas disciplinares curriculares e não
actividades ao currículo nacional, ao projecto
curriculares, actividades que se adequam com
curricular de escola e aos projectos
os objectivos do currículo nacional.
curriculares das turmas

• O plano de desenvolvimento da BE
acompanha, em termos de acção estratégica,
o projecto educativo da escola e outros
projectos.
• O PAA está de acordo com as actividades
sugeridas em Departamentos.
• O plano anual de actividades da BE relaciona-
se, em termos de objectivos operacionais, Ex.: Evidências encontradas nos inquéritos
com o apoio ao currículo, com o plano anual sob as actividades realizadas, nos relatórios e
de actividades da escola e com outros nas actas dos conselhos de turma e da
projectos em desenvolvimento. equipa.

Fatima Cristina Peixoto 3


PLANO DE AVALIAÇÃO Domínio D: Gestão da BE

• Os órgãos de administração e gestão (conselho • Documentos de • A BE desenvolve um trabalho rotineiro com o


geral, director, conselho pedagógico) apoiam as BE gestão da escola. órgão de gestão, expondo os sucessos e as
e envolvem-se na procura de soluções promotoras dificuldades. Ex.: reuniões informais, relatórios,
do seu funcionamento. • Documentos de ofícios, actas das reuniões da equipa.
• Os órgãos de administração e gestão põem em gestão da BE.
prática uma política de afectação de recursos
humanos adequada às necessidades de • Entrevista/questionári • A BE realizará a entrevista/questionário ao Director
D.1.2
desenvolvimento da BE. o ao director (CK1). (CK1) (Maio 2010).
Valorização
• Os órgãos de administração e gestão (director,
da BE pelos conselho pedagógico) e os departamentos • Excertos de actas de • A BE regista todas as apresentações dos seus
órgãos de curriculares estabelecem estratégias visando a apresentação de projectos em parceria ou não no conselho
direcção, articulação entre a BE e as demais estruturas de projectos / relatórios pedagógico e as respectivas determinações. Ex.:
administração coordenação educativa e de supervisão ao conselho registos próprios, planificação das actividades,

e gestão da pedagógica. pedagógico; relatórios, actas das reuniões da equipa e dos


• A escola contempla a BE e os seus recursos nos determinações / respectivos conselhos de turma.
escola/
projectos educativos e curriculares. recomendações do • A BE realiza estatísticas de utilização da BE. Ex.:
agrupamento
• Os órgãos de administração e gestão atribuem uma conselho pedagógico. requisições domiciliárias, multimédia, sala de aula
verba anual para renovação de equipamentos, para e faz uma estatística aproximada do uso diário dos
actualização da colecção e para funcionamento da • Registos de alunos frequentadores da BE e expõem-nas em
BE; projectos/actividades relatórios.
• A escola encara a BE como recurso fulcral no envolvendo trabalho • A BE desenvolve actividades rotineiras: Hora do
desenvolvimento do gosto pela leitura, na aquisição na/com a BE. Conto, Clube dos Amigos da Biblioteca e outras
das literacias fundamentais, na progressão nas esporádicas, como encontros com escritores,
aprendizagens e no sucesso escolar. exposições, palestras, … e divulga as actividades a
• Os docentes valorizam o papel da BE e integram-na • Estatísticas de realizar mensalmente, de forma a apoiar os
nas suas práticas de ensino/aprendizagem. utilização da BE. docentes nas suas práticas educativas.

Fatima Cristina Peixoto 4


PLANO DE AVALIAÇÃO Domínio D: Gestão da BE

• O Horário da BE acompanha todo o tempo de


• A BE funciona num horário contínuo e alargado que • Horário da BE.
permanência dos alunos na escola. (8:30h –
possibilita o acesso dos utilizadores no horário
18:30h)
lectivo e acompanha as necessidades de ocupação
em horário extra lectivo. • Estatísticas de
• A BE realiza estatísticas de utilização. Ex.:
utilização da BE.
requisições domiciliárias, requisições multimédia,
• As BE no agrupamento são geridas de forma
requisições sala de aula e faz uma estatística
integrada, rentabilizando recursos, possibilidades • Registos de
aproximada do uso diário dos alunos
de acesso a programas e projectos. reuniões/contactos.
frequentadores da BE. As estatísticas são
D.1.3 • Os recursos e serviços da BE respondem às metas
trabalhadas, apresentadas em reuniões e
Resposta da e estratégias definidas no projecto educativo,
acompanhadas de relatórios, de forma a melhorar
BE às projecto curricular e outros projectos.
os recursos.
necessidades • A BE cria condições e é usada como recurso e

da escola/ como local de lazer e de trabalho • Registos de


• A BE tem registado reuniões com departamentos
• A BE apoia os utilizadores no acesso à colecção, projectos/actividades.
agrupamento curriculares, conselho pedagógico e com outros
aos equipamentos, à leitura, à pesquisa e ao uso
grupos de trabalho e dos vários projectos
da informação.
desenvolvidos e a desenvolver. Ex.: actas das
• A BE planifica com docentes, departamentos
diferentes reuniões, relatórios, PAA.
curriculares e demais estruturas de coordenação • Questionários aos
educativa e de supervisão pedagógica. docentes (QD3).
• A BE realizará a entrevista/questionário aos
• A BE desenvolve projectos com a
docentes (QD3) (Maio 2010).
escola/agrupamento.
• A BE assume-se como pólo de fomento e de • Livro/Caixa de
• A BE disponibiliza uma caixa de sugestões bem
difusão cultural. Sugestões /
sinalizada e levanta mensalmente as sugestões
reclamações.
elaboradas (cerca de 20 sugestões / mensal).

Fatima Cristina Peixoto 5


PLANO DE AVALIAÇÃO Domínio D: Gestão da BE

• A BE implementa um sistema de auto-avaliação • Informação recolhida • A BE observa as necessidades (recursos a precisar


contínuo. com recurso ao com urgência) e analisa as actividades realizadas,
• Os órgãos de direcção, administração e gestão são sistema automatizado de forma a adequar sempre para a melhoria. Ex.:
envolvidos no processo de auto-avaliação da BE. de gestão actividades com os alunos, pedidos evidenciados
• Os instrumentos de recolha de informação são bibliográfica. pelos usuários e pelos dinamizadores deste
aplicados, de forma sistemática e no decurso do espaço. Estas evidências são formais e/ou
processo de gestão. informais, dependendo de variáveis próprias.
• A informação recolhida é analisada e os resultados
D.1.4 da análise/avaliação originam, quando necessário,
Avaliação da a redefinição de estratégias, sendo integradas no
• A BE planifica com alguns docentes actividades de
• Registos de
BE na escola/ processo de planeamento.
promoção das literacias. Ex: Projecto “Vai e Vem”
observação,
• Os resultados de auto-avaliação são divulgados
agrupamento e “Já sei ler” do PNL, Feira do Livro...
questionários,
junto dos órgãos de direcção, administração e
entrevistas ou outros
gestão (conselho geral, director, conselho
• A BE analisa a informação recolhida, tratando os
realizados no âmbito
pedagógico) estruturas de coordenação educativa e
dados de forma quantitativa e qualitativa.
da avaliação da BE.
de supervisão pedagógica, e da restante
comunidade, com o objectivo de promover e
• A BE divulga periodicamente os resultados obtidos,
valorizar as mais-valias da BE e de alterar para os
em Conselho Pedagógico, portal da escola e
pontos fracos do seu funcionamento.
• Excertos de blogue.
• São realizadas actividades de benchmarking.
• A auto-avaliação da escola integra os resultados da documentação
recolhida. • A BE regista e arquiva em dossiers toda a
auto-avaliação da BE.
documentação recolhida.

Fatima Cristina Peixoto 6


PLANO DE AVALIAÇÃO Domínio D: Gestão da BE

Documentos consultados:

- Texto da Sessão nº 4
- Carter McNamara, Basic Guide to program Evaluation, adaptado de Field Guide to Nonprofit Program Design, Marketing and
Evaluation.
- Modelo de auto-avaliação da biblioteca escolar (RBE 2009)
- Modelo para o relatório de Avaliação da BE
- Mike Eisenberg This Man wants to Change your Job

A Formanda Fátima Peixoto

Fatima Cristina Peixoto 7