Você está na página 1de 5

31/01/2015

TJSE­SistemadeControleProcessual

31/01/2015 TJSE­SistemadeControleProcessual Geradaem 31/01/2015 21:00:01 TribunaldeJustiçadoEstadodeSergipe ­

Geradaem

31/01/2015

21:00:01

TribunaldeJustiçadoEstadodeSergipe

­

DECISÃOOUDESPACHO

DadosdoProcesso

Número

Classe

Competência

ProcedimentoOrdinário

2ªVaraCiveldeItabaiana

GuiaInicial

Situação

DistribuidoEm:

201510200141

ANDAMENTO

27/01/2015

DadosdaParte

REQUERENTEJOSÉVICTORMENEZESTELES

07650994546

REQUERIDO JORGECARVALHODONASCIMENTO

Advogado:ELIELMAFERREIRADASCHAGAS­

3967/SE

DECISÃO

JOSÉVICTORMENEZESTELES,assistidoporsuagenitoraALINEDASILVA MENEZES TELES, devidamente qualificados e representados por advogada legalmente habilitada, ingressaram com AÇÃO CIVIL DE OBRIGAÇÃO DE FAZER C/C PEDIDO LIMINAR, em face de JORGE CARVALHO DO NASCIMENTO,SECRETÁRIODAEDUCAÇÃODOESTADODESERGIPEe, emcaráterliminar,postulamsejaorequeridointimadoa,imediatamente,mandar fazeroexamesupletivodoensinomédioparaoautore,umavezaprovado,seja­lhe emitido o correspondente Certificado de Conclusão do Ensino Médio pela SecretariadeEstadodaEducaçãodeSergipe.

Alega o autor que é estudante e regularmente matriculado na rede pública, cursandooprimeiroanodoEnsinoMédiocomnotasquelhesaprovam,nãotendo

oanoletivode2014aindaseencerradoporcontadagrevedomagistério,oque

atrasouocalendário.

Salienta,ainda,quesesubmeteuaprovadoENEM–ExameNacionaldoEnsino Médio, tendo atingido notas que lhe colocaram em condições de aprovado no

31/01/2015

TJSE­SistemadeControleProcessual

vestibulardaUniversidadeFederaldeSergipeparaocursodeMedicina,surgindo,

assim,odesejodeingressarnaUniversidadeparafazerocursoalmejado.

Destaca, finalmente, que, para se matricular, precisa apresentar diploma de conclusãodoensinomédio,oquenãotêm,razãopelaqualrequereuaemissão antecipadadorespetivoCertificado,desdequefossesubmetidoàprova,comêxito, doSupletivodosegundograu,sendotalpleitonegadopelorequerido,porser

menorde18anos,requisitoesseessencialparaaplicaçãodosupletivodesegundo

grau.

Trouxe com a inicial, além de Instrumento de Mandato, Declaração de Hipossuficiência,CéduladeIdentidadeeCertidãodeCasamentodesuagenitora, Certidão de Nascimento, Declaração Escolar, Requerimento e Declaração de Indeferimento,ResultadodoSISUeComprovantedeResidencia.

Semprocuraradentrarnoméritodaquestão,umavezquesecogitanomomento

apenasdeumamedidadecaráterliminar,nãosepodedeixardeobservar,contudo,

queaprovadocumentaltrazidacomainicial,temocondãodetrazeraojulgador

umconvencimentoplenodaquestão,coerentequeécomaargumentaçãotrazida,

podendooJuizvislumbraragrandepossibilidadedetersidoferidodireitodo

requerente,mormenteaqueledireitodematrizconstitucional,umdosfundamentos

danossaLeiMaior,adignidadedapessoahumana.

Ora, como se sabe, a teor do que disciplina o art. 5º do Código Civil, “A menoridadecessaaosdezoitoanoscompletos,quandoapessoaficahabilitada àpráticadetodososatosdavidacivil”,estabelecendooParágrafoúnicodo aludido artigo que “Cessará para os menores, a incapacidade: I – pela concessãodospais,oudeumdelesnafaltadooutro,medianteinstrumento público,independentementedehomologaçãojudicial ”.

Éprecisamenteocasosobenfoque,podendoseconstatar,àvistadaCertidãode Nascimentodoautorque,realmenteeleémenordeidade,oqueimpossibilita,a priori, a realização do exame supletivo. No entanto, tal proibição não deve prevalecer de forma absoluta, devendo ser analisado sob o prisma dos direitos fundamentaisconstitucionais.

31/01/2015

TJSE­SistemadeControleProcessual

Logo,tendohavidoaprovaçãoanterioremprocessodeseleção(ENEM)doautor paraingressonauniversidade,taldireitonãopodeserimpedidoemrazãodaidade doautoremrealizaroexamesupletivo,podendo,perfeitamente,comofez,pleitear oseuingressonaUniversidadee,játendoobtidoêxitonaseleçãodovestibular, passaaserdireitosubjetivoseu,credenciaraoexamesupletivoparaconclusãodo

cursomédio.Nãoseolvideque,consoanteregraditadapeloart.205danossa

ConstituiçãoFederal“A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visandooplenodesenvolvimentodapessoa,seupreparoparaoexercícioda cidadaniaesuaqualificaçãoparaotrabalho”.Tolher­seessedireitoaojovem significaafrontaaumdireitoconstitucionalconsagrado.

Poroutrolado,nãosepodedeixardeconsiderarque,entreosdireitosassegurados aocidadãopelanossaCartaMagna,avulta­seaquelequelheassegura“aobtenção decertidõesemrepartiçõespúblicas,paradefesadedireitoseesclarecimento

desituaçõesdeinteressepessoal”(art.5º,XXXIV,bdaConstituiçãoFederal).

Éevidentequeanegativadecertidão,porsisó,emborarespaldadaemdispositivos daLeideDiretrizeseBaseseemResoluçõesdoConselhoNacionaldeEducação, constitui ato administrativo que merece a repulsa do Judiciário, apenas se justificando,nocasopresente,pelointentodaautoridadeeducacionalemcolaborar comamoralidadedoensino,fazendocumprirasdisposiçõeslegaisquelimitamo acessodemenoràUniversidade,porexemplo.Nocasopresente,contudo,salvo melhorjuízo,aserditadopelacontinuidadedofeito,nãosesustentaanegativaea autoridade, certamente, assim o fez apenas por obediência aos ditames legais imediatos,fugindo­lheumaanálisemaisampla,comolhosnaCartaMagna,mister própriodoPoderJudiciário.

Érelevante,pois,ofundamentoapresentadopeloautor,pois,

sendolegítimoosseusdireitos,hágrandeprobabilidadedeestaroatoderecusa

revestido,senãodeilegalidade,aomenosdeumavisãomaismodernadodireito,

fazendoperecerodireitodorequerente.

Ademais,hádeseconvirqueosefeitosprejudiciaisaoautorcomcertezasefarão

sentir,prejudicando­oemsuavidaestudantileatéprofissional,dificultandooseu

ingressonavidaacadêmica.Ademoradeumadecisãojudicial,comcerteza,fará

comquenovosefeitossurjam,certamentetrazendoelesprejuízosmaioresparao

autor,impossibilitando­odedarcontinuidadeaosseusestudos,prejuízosessesque

setornarãoirreversíveis,atrasando­lheemumbomtempo,podendoatéservirde

fatordesestimulanteparaoaperfeiçoamentoprofissionalatravésdoestudoetudo

issosemsefalarnoextremoabalopsicológicoparaaformaçãodosuplicante,ainda

31/01/2015

TJSE­SistemadeControleProcessual

adolescente,comopessoahumanaquemereceserfeliz.

Osrequisitosexigidosseencontrampreenchidospeloautor.Nãohácomonegar queofatodeseimpediraoautorodireitodefazeraprovadosupletivoespecialea consequentenegativadefornecimentodeCertidãodeConclusãodoEnsinoMédio, evidentementenahipótesedequeoautorsejaaprovadonesseteste,podeconstituir veemente atentado ao direito subjetivo de ingresso à universidade, com consequências imediatas que precisam ser estancadas. Presente se encontra, portanto, o “periculum in mora”, indispensável para a concessão da liminar pleiteada.Poroutrolado,adocumentaçãotrazidacomainicialeaassertivadeque estariam sendo contrariados dispositivos assegurados na Constituição Federal, denotamo“fumusbonijuris”aembasarapretensãodoautorporumprovimento liminar.

Ademais, a concessão “inaudita altera parte” visa evitar que se concretizem prejuízosmaioresparaoautor,repita­se,prejuízosquepoderãoserirreversíveis dada,especialmente,apremênciadetempo.

Aindaquesetratedeumprovimentoliminar,nãosepodeperderdevistaqueas razões invocadas são relevantes e exigem uma providencia judicial de caráter imediato,visandoevitarquedanosmaioresvenhamaocorreremprejuízodoautor. Por outro lado, afigura­se inquestionável que nenhum prejuízo advirá para o requeridopoisaaplicaçãodaprovadosupletivoespecialeaCertidãopretendidase lastreiamemumadecisãojudicial,semqualquerprejuízoparaorequeridoem razãodainobservânciadealgumpreceitodeordemeducacional,certosefazendo que as garantias constitucionais do cidadão prevalecem sobre essas regras da burocraciaestatal.

Isto posto, com base nas disposições legais acima mencionadas, tendo como convincentesasrazõesapresentadaspeloautor,concedo­lhealiminarpleiteadae, tendocomoreconhecidoqueoatoimpugnado,semantido,podecausarlesõesao direito do autor, DETERMINO que seja intimado o requerido, JORGE CARVALHODONASCIMENTO,ouquemsuasvezesfizer,nosentidodeque autorize o autor JOSÉ VICTOR MENEZES TELES a fazer, imediatamente, a provadosupletivodoensinomédioe,umavezaprovado,sejaemitidoemseu favorocorrespondenteCertificadodeConclusãodoEnsinoMédio,sobpenade

aplicaçãodemultadiárianovalordeR$500,00aseraplicadanodiaseguinteà

intimaçãoatéolimitedeR$20.000,00,valorestequedeveserconvertidaemfavor

doautor.

31/01/2015

TJSE­SistemadeControleProcessual

Cite­se o requerido para que, querendo, apresente resposta, no prazo legal, ressalvando­se em seu favor, conforme já ressaltado, e excusa em razão de dispositivoslegais.

Itabaiana/SE,27dejaneirode2015.

AlbertoRomeuGouveiaLeite

Juiz(a)deDireito