Você está na página 1de 3

A Batalha que vive em nossa mente.

Texto Bíblico: II Coríntios 10: 3-6.

Porque, embora andando na carne, não militamos segundo a carne. Porque as


armas da nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus, para destruir
fortalezas, anulando nós sofismas e toda altivez que se levante contra o conhecimento de
Deus, e levando cativo todo pensamento à obediência de Cristo, e estando prontos para
punir toda desobediência, uma vez completa a vossa submissão.

Introdução:

Vivemos em carne e ainda sentimos os sentimentos da carne, sofremos na carne,


gememos na carne, nos desiludirmos na carne, e queremos vencer as nossas lutas na carne
porque este é o sentimento mais vivo em nós muitas das vezes, mas, contudo a Bíblia nos
diz em (Jeremias 17:5 Assim diz o SENHOR: Maldito o homem que confia no homem, faz
da carne mortal o seu braço e aparta o seu coração do SENHOR!), Deus quer que nós
vençamos as guerras por Ele (Êxodo 14: 14 O SENHOR pelejará por vós, e vós vos
calareis). Quando aprendemos confiar nEle podemos saber e ver que a nossa Batalha não é
carnal, sim espiritual, e tem como campo a mente, a nossa mente, por este motivo é que o
nosso Deus nos deu a chance de termos em nossa vida a sua armadura, e nos aconselha em
(Efésios 6:13 Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia
mau e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis.) Permanecer inabalável é
crer que Deus atua poderosamente nesta Batalha (II Coríntios 10:4-5 Porque as armas da
nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus, para destruir fortalezas,
anulando nós sofismas e toda altivez que se levante contra o conhecimento de Deus, e
levando cativo todo pensamento à obediência de Cristo...)

a) Nesta Batalha o Senhor nos protege, nos salva, nos poupa e nos livra:

Quando a Bíblia fala que as nossas armas são poderosas em Deus, nos diz que Paulo
nos diz em (Romanos 8:37 Em todas estas coisas, porém, somos mais que vencedores, por
meio daquele que nos amou.), os que confiam em Deus são mais que um vencedor, pois a
sua vitória foi dada pela próprio Deus em amor, uma vitória a onde o homem não pode
conquistar, a vitória eterna (Isaías 25:8 Tragará a morte para sempre, e, assim, enxugará
o SENHOR Deus as lágrimas de todos os rostos, e tirará de toda a terra o opróbrio do seu
povo, porque o SENHOR falou.) o Senhor promete e fala a respeito do seu povo, e não
deixa com que o inimigo roube a promessa de Deus em nossas vidas (Lucas 8:12 A que
caiu à beira do caminho são os que a ouviram; vem, a seguir, o diabo e arrebata-lhes do
coração a palavra, para não suceder que, crendo, sejam salvos.)

Por isto que o nosso Deus além de nos dá a vitória nos protege, nos salva, nos poupa
e nos livra como a águia a sua ninhada (Isaías 31:5 Como pairam as aves, assim o
SENHOR dos Exércitos amparará a Jerusalém; protegê-la-á e salvá-la-á, poupá-la-á e
livrá-la-á.) Isto nos faz despertar em meio a Batalha Espiritual, para alçarmos vôos em suas
asas (Deuteronômio 32:11 Como a águia desperta a sua ninhada e voeja sobre os seus
filhotes, estende as asas e, tomando-os, os leva sobre elas...).

b) Nesta Batalha o Senhor está presente:

A águia não se aparta do seu ninho está sempre perto para proteger, livra e salvar a
sua ninhada de ataques inesperados, assim também é o Senhor vosso Deus, (Jeremias
23:23 Acaso, sou Deus apenas de perto, diz o SENHOR, e não também de longe?) o
nosso Deus nunca esta longe e sim muito perto, porque somos feitos moradas suas (1
Coríntios 3:17 Se alguém destruir o santuário de Deus, Deus o destruirá; porque o
santuário de Deus, que sois vós, é sagrado) e por sermos sua morada não podemos ser
destruídos pelos nossos inimigos pois somos santuários de Deus.

Isto nos faz estarmos sempre na presença de Deus, e com isto Deus estará sempre
em nosso meio (Salmos 46:5 Deus está no meio dela; jamais será abalada; Deus a
ajudará desde antemanhã.) quando Deus abita em nosso meio nunca seremos abalados,
porque seremos protegidos por Ele (Salmos 91:4 Cobrir-te-á com as suas penas, e, sob
suas asas, estarás seguro; a sua verdade é pavês e escudo.), e isto quer dizer que Deus
nos livrou da sentença do jugo do inimigo (Sofonias 3:15 O SENHOR afastou as
sentenças que eram contra ti e lançou fora o teu inimigo. O Rei de Israel, o SENHOR,
está no meio de ti; tu já não verás mal algum.) e nós não veremos mais mal algum!!!
ALELUIAS !!!

c) Nesta Batalha o Senhor é a nossa fortaleza:

O mal será lançados para longe de nós, pois o nosso Deus é a nossa fortaleza
(Salmos 62:2, 6 Só ele é a minha rocha, e a minha salvação, e o meu alto refúgio; não
serei muito abalado. Só ele é a minha rocha, e a minha salvação, e o meu alto refúgio;
não serei jamais abalado.) quando lutamos com Deus temos a esperança certa de
jamais sermos abalados para a derrota, e sim elevados para a vitória porque como diz
em (Salmos 18:31-32 Pois quem é Deus, senão o SENHOR? E quem é rochedo, senão
o nosso Deus? O Deus que me revestiu de força e aperfeiçoou o meu caminho...), o
nosso Deus que fortalece o nosso caminho, e nos aperfeiçoa para a Batalha (Salmos
144:1 Bendito seja o SENHOR, rocha minha, que me adestra as mãos para a batalha e
os dedos, para a guerra...) o Senhor Deus te ensina a guerrear as guerras que Ele
autorizou a chegar a ti.

d) Nesta Batalha o Senhor nos dará a vitória pela santidade do teu povo.

Seremos adestradas para esta vitória se resistimos o Diabo (Tiago 4:7 Sujeitai-vos,
portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.), e isto significa que temos de
resistir ao pecado, ser santo, Santidade ao Senhor (Deuteronômio 23:14 Porquanto o
SENHOR, teu Deus, anda no meio do teu acampamento para te livrar e para entregar-te
os teus inimigos; portanto, o teu acampamento será santo, para que ele não veja em ti
coisa indecente e se aparte de ti.) Quando adoramos a Deus com a nossa santidade o nosso
Deus é fiel para nos entregar os inimigos em nossas mãos, pois somos povo do seu legado a
onde não habita o pecado (2 Coríntios 6:16 Que ligação há entre o santuário de Deus e os
ídolos? Porque nós somos santuário do Deus vivente, como ele próprio disse: Habitarei e
andarei entre eles; serei o seu Deus, e eles serão o meu povo) Nesta Batalha ganharemos se
formos santos.

e) Nesta Batalha vencemos na mente quando?

A santidade quer dizer morte, separação, quando vemos que esta Batalha é o que
esta mais vivo, em nossas mente, logo percebemos que só venceremos tal Batalha se
estivermos mortos (Gálatas 2:20 logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim;
e esse viver que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si
mesmo se entregou por mim.), só alcançaremos a vitória se tivermos a mente de Cristo (1
Coríntios 2:16 Pois quem conheceu a mente do Senhor, que o possa instruir? Nós, porém,
temos a mente de Cristo.) e ter esta mente é abandonar o pecado e ter a vida casta diante de
Deus, como o próprio Cristo (1 Pedro 4:1-2 ¶ Ora, tendo Cristo sofrido na carne, armai-
vos também vós do mesmo pensamento; pois aquele que sofreu na carne deixou o pecado,
para que, no tempo que vos resta na carne, já não vivais de acordo com as paixões dos
homens, mas segundo a vontade de Deus.) Não fazemos isto por sermos capazes, auto
suficientes (2 Coríntios 3:5 não que, por nós mesmos, sejamos capazes de pensar alguma
coisa, como se partisse de nós; pelo contrário, a nossa suficiência vem de Deus...),
suficientes em Deus e estamos inteiramente preparados em Deus para vencermos.

Conclusão:

Deus nos dá a chance de vencermos esta Batalha mais para isto a estrema
necessidade de tomarmos uma decisão, a decisão que Paulo descreve em (Romanos 13:12
Vai alta a noite, e vem chegando o dia. Deixemos, pois, as obras das trevas e revistamo-
nos das armas da luz.) Deixe com que Deus hoje vença a Batalha que vive em sua mente.

Feito por: Stemback; Douglas

Interesses relacionados