Você está na página 1de 28

EPR 340 Engenharia de Segurança do Trabalho

EPR 340 Engenharia de Segurança do Trabalho

Verão 2010 (Ahh! O Calor!!!) HIGIENE DO TRABALHO

Prof. Marcelo Coelho (MSc.) Coordenador. Luciano José Minette (DSc.)

Refletindo

Quanto tempo da vida passamos trabalhando???

Se considerarmos que um brasileiro médio começa a trabalhar aos 20 anos de idade e se aposenta com aproximadamente 60 anos então:

Trabalhamos por 40 anos

Descontando 30 dias de férias a cada ano trabalhado, feriados etc;

Trabalhamos, na realidade, aproximadamente 37 anos Ou aproximadamente 13.505 dias

Trabalhamos em média 8 horas por dia, então:

Trabalhamos aproximadamente 67.525 horas Um brasileiro vive em média 67 anos (24.455 dias ou 586.920 horas), então Trabalhamos aproximadamente 11,5% de todo a nossa vida

Higiene do trabalho

Condições externas influenciam nosso bem estar físico e mental. A essas condições externas dá-se o nome de meio ambiente e são sob essas condições que vivemos; Ao contrário do que possa parecer, a higiene do trabalho não trata apenas da limpeza do ambiente de trabalho, porém busca considerar as influências, relacionadas com o desempenho das atividades de trabalho, que afetam as condições de saúde dos indivíduos;

Higiene do trabalho

Nem sempre foi assim

1920

1942

CLT

1950/60

Tempo

Higiene do trabalho

Na realidade ambientes de trabalho ruins geram grandes problemas e podem causar prejuízos econômicos grandes.

Problema 1; Graves problemas;

trabalho ruins geram grandes problemas e podem causar prejuízos econômicos grandes. Problema 1 ; Graves problemas

Conceitos

“Higiene do trabalho é a ciência e a arte que trata do reconhecimento, avaliação e controle dos riscos ocupacionais” (American Industrial Hygiene Association)

É o conjunto de normas e procedimentos que visa a proteção da integridade física e mental do trabalhador, preservando-o dos riscos de saúde inerentes às tarefas do cargo e do ambiente físico onde são executadas” (CHIAVENATTO, 1995)

Objetivos

Eliminar ou minimizar as causas de doenças profissionais; Reduzir os efeitos prejudiciais provocados pelo trabalho em pessoas doentes ou portadoras de deficiências físicas; Prevenção do agravamento de doenças e lesões; Manutenção da saúde dos trabalhadores; Aumentar a produtividade por meio de controle do ambiente de trabalho; Tornar o ambiente agradável e satisfatório para os trabalhadores.

Higiene x Segurança do trabalho

A higiene do trabalho é voltada para os riscos do ambiente (que podem causar doenças de trabalho) Já a Segurança do trabalho se concentra na prevenção e controle dos riscos operacionais.

concentra na prevenção e controle dos riscos operacionais. ( ) A higiene do trabalho propõe-se a

(

)

na prevenção e controle dos riscos operacionais. ( ) A higiene do trabalho propõe-se a reduzir

A higiene do trabalho propõe-se a reduzir os riscos profissionais Condições inseguras que podem afetar a saúde do Trabalhador)

Acidentes de trabalho

Segundo a Previdência Social, os acidentes de trabalho podem ser divididos em três tipos:

Acidentes de trajeto: ocorrido no trajeto entre a residência do trabalhador e o local de trabalho e nos horários de refeição; Acidentes tipo: provenientes da ação profissional realizada pelo trabalhador; Doenças de trabalho: qualquer tipo de doença provocada pelas condições de trabalho de algum ramo da atividade.

Ato inseguro e condição insegura

Os acidentes podem ocorrer por atos inseguros ou condições inseguras:

Ato inseguro: é a maneira como as pessoas se expõem ao perigo. Podem ser conscientes, inconscientes ou circunstancial. Condição insegura: qualquer irregularidade, falha ou defeito que põem em risco a integridade física ou saúde das pessoas e a própria segurança das instalações e equipamentos. Exemplo:

Ao passar pela mata Joãozinho se depara com seu arqui-rival!

Ao passar pela mata Joãozinho se depara com seu arqui-rival! Claro que eu lembro! Foi uma

Claro que eu lembro! Foi uma bela pedrada!

Ora vejam só! Quem é vivo sempre aparece!!! Lembra desse dente aqui???

Claro que eu lembro! Foi uma bela pedrada! Ora vejam só! Quem é vivo sempre aparece!!!

Por sorte, sim! Só um pouco Machucado!!!

Por sorte, sim! Só um pouco Machucado!!!

Causas de acidentes de trabalho:

Por atos inseguros:

Usar máquinas sem habilitação ou autorização; Lubrificar ou ajustar máquinas em movimento; Não usar EPI; Manipulação insegura de agentes químicos; Brincadeiras e exibicionismos; Desinteresse pelo trabalho; Excesso de confiança; Tentativa de ganhar tempo; Improvisação de ferramentas;

Ato inseguro! Esse termo está correto?

Na verdade não; Esse termo foi excluído na NR 1 por tanto não existe mais; Entende-se que o trabalhador não se auto-sabotaria. Portanto, quando comete essas atitudes não pode ser culpado.

Ato inseguro! Esse termo está correto?

Art. 1º - Alterar os itens 1.7 e 1.8 da Norma Regulamentadora n.º 1 (NR-1), aprovada

pela Portaria MTb/SSMT n.º 06, de 09/03/1983, que passam a vigorar com a seguinte redação:

“1.7 Cabe ao empregador:

b)elaborar ordens de serviço sobre segurança e saúde no trabalho, dando ciência aos empregados por comunicados, cartazes ou meios eletrônicos;

e)determinar os procedimentos que devem ser adotados em caso de acidente ou doença

a)cumprir as disposições legais e regulamentares sobre segurança e saúde do trabalho,

relacionada ao trabalho.”

“1.8 Cabe ao empregado:

inclusive as ordens de serviço expedidas pelo empregador;

Por condições inseguras

Falta de proteção em máquinas e equipamentos; Proteções inadequadas ou defeituosas; Deficiência em maquinaria; Falta de ordem; Escassez de espaço; Passagens perigosas; Iluminação e ventilação inadequada; Desorganização ou indisciplina; Falta ou não liberação de verba; Falhas de projetos; Desvios ou improvisações nos projetos;

Higiene do trabalho

É uma ciência que trata do reconhecimento, avaliação e controle dos agentes agressivos possíveis de levar o empregado a adquirir doença profissional, quais sejam:

Agentes físicos: ruído, calor, radiações, frio, vibrações e umidade;

Agentes químicos: poeira, gases e vapores, névoas e fumos;

Agentes biológicos: microorganismos (vírus, bactérias etc.);

Agentes

Ergonômicos:

Relacionada

fatores

fisiológicos

com

psicológicos.

e

Envolve a interação Homem/Trabalho, incluindo o design, planejamento de instalações, organização, ferramentas, etc.

Basicamente adapta oTRABALHO ao homem.

Higiene do trabalho

O objetivo final da Higiene do Trabalho é a eliminação, nos locais de trabalho, de todos os fatores de risco ambientais

Eliminar tudo o que pode afetar a saúde.

Ter saúde é ter equilíbrio e bem estar físico, mental e social

Saúde física

Funcionamento adequado das diferentes partes do corpo Órgãos / tecidos / células

Saúde mental

Equilíbrio intelectual e emocional

Saúde social

Bem estar na relação com os outros

Agentes ambientais: Reconhecimento, avaliação e controle

Os riscos ocupacionais englobam os agentes ambientais gerados no, ou pelo trabalho e que podem causar doença ou desconforto significativo e ineficiência entre os trabalhadores ou entre os cidadãos da comunidade envolvente, sejam eles:

Físicos; Químicos; Biológicos. Ergonômicos.

Agentes Físicos - Ruído

“Sensação sonora indesejável”.

Avaliação

A unidade de avaliação do ruído é o decibel (DB). Os níveis de ruído contínuo ou intermitente devem ser medidos em decibéis (dB) com instrumento de nível de pressão sonora operando no circuito de compensação "A" e circuito de resposta lenta (SLOW). Os níveis de ruído de impacto devem ser medidos no circuito de resposta rápida (FAST) e circuito de compensação "C". Neste caso, o limite de tolerância será de 120 dB(C).

As atividades ou operações que exponham os trabalhadores, sem proteção adequada, a níveis de ruído de impacto superiores a 130 dB(C), medidos no circuito de resposta rápida (FAST), oferecerão risco grave e iminente.

Agentes Físicos - Calor

A exposição ao calor deve ser avaliada através do "Índice de Bulbo Úmido Termômetro de Globo" - IBUTG definido pelas equações que se seguem:

Ambientes internos ou externos sem carga solar:

IBUTG = 0,7 tbn + 0,3 tg Ambientes externos com carga solar:

IBUTG = 0,7 tbn + 0,1 tbs + 0,2 tg

onde:

tbn = temperatura de bulbo úmido natural tg = temperatura de globo tbs = temperatura de bulbo seco. Os aparelhos que devem ser usados nesta avaliação são: termômetro de bulbo úmido natural, termômetro de globo e termômetro de mercúrio comum.

Agentes Físicos - Vibrações

As atividades e operações que exponham os trabalhadores, sem a proteção adequada, às vibrações localizadas ou de corpo inteiro, serão caracterizadas como insalubres, através de perícia realizada no local de trabalho. A perícia, visando à comprovação ou não da exposição, deve tomar por base os limites de tolerância definidos pela Organização Internacional para a Normalização - ISO, em suas normas ISO 2631 e ISO/DIS 5349 ou suas substitutas. 2.1. Constarão obrigatoriamente do laudo da perícia:

3. A insalubridade, quando constatada, será de grau médio.

Agentes Físicos – Calor e Frio

AmbientesTérmicos Fatores que definem os ambientes térmicos:

Temperatura do ar; Umidade do ar; i Calor Radiante;

M

t

ã

d

ov men aç o

o ar;

Trabalho em temperaturas extremas o trabalho em ambientes particularmente quentes ou frios trazem riscos à saúde dos trabalhadores

Trabalho em temperaturas elevadas durante o trabalho físico no calor, constata-se que a capacidade muscular se reduz, o rendimento decai e a atividade mental se altera, apresentando perturbação da coordenação sensório-motora. Trabalho em baixas temperaturas Os efeitos sobre a saúde do trabalhador frente a um ambiente de trabalho com baixas temperaturas são enregelamento dos membros devido a má circulação do sangue; ulcerações decorrentes da necrose dos tecidos expostos; redução das habilidades motoras como a destreza e a força, da capacidade de pensar e julgar; tremores, alucinações e a inconsciência. Avaliação Temperatura do ar (Tar); Umidade do ar (UR umidade relativa do ar); Movimentação do ar (Var) e Calor radiante

Agentes Químicos

São as diversas substâncias, compostos ou produtos que possam penetrar no organismo pela via respiratória, nas formas de poeiras, fumos, névoas, neblinas, gases ou vapores, ou que, pela natureza da atividade de exposição, possam ter contato ou ser absorvido pelo organismo através da pele ou por ingestão. Avaliação Coletar o agente para que seja enviado a um laboratório especializado que determinará a concentração do mesmo.

Agentes Ergonômicos

São as condições de trabalho em desacordo com as características psicofisiológicas dos trabalhadores, não proporcionando um máximo de conforto, segurança e desempenho eficiente das tarefas dos trabalhadores.

Essas condições de trabalho incluem:

aspectos relacionados ao levantamento, transporte e descarga de materiais, ao mobiliário, aos equipamentos às condições ambientais do posto de trabalho e à própria organização do trabalho

Agentes Biológicos

São microorganismos que podem "contaminar" o trabalhador e são, basicamente, as bactérias, fungos, parasitas, protozoários, vírus, entre outros. Avaliação são avaliados biologicamente e em laboratórios apropriados através da coleta de sangue, fezes, urina ou outro meio de pesquisa nos empregados.