MUNDO BIPOLAR - GUERRA FRIA

O filme Rocky IV mostra a oposição entre o sistema capitalista (EUA OESTE) e o Sistema socialista
(URSS - LESTE)
Guerra fria.
A Guerra Fria é a designação dada ao conflito político-ideológico entre os Estados Unidos (EUA),
defensores do capitalismo, e a União Soviética (URSS), defensora do socialismo, compreendendo o
período entre o final da Segunda Guerra Mundial e a extinção da União Soviética. É chamada "fria"
porque não houve qualquer combate físico, embora o mundo todo temesse a vinda de um novo
combate mundial por se tratar de duas potências com grande arsenal de armas nucleares. Norteamericanos e soviéticos travaram uma luta ideológica, política e econômica durante esse período. Se um
governo socialista fosse implantado em algum país do Terceiro Mundo, o governo norte-americano via aí
logo uma ameaça aos seus interesses; se um movimento popular combatesse um governo alinhado aos
EUA, logo receberia apoio soviético.
Mundo bipolar.
Um mundo bipolar Durante quatro décadas, foi a ordem internacional marcada por uma
bipolaridade: duas superpotências controlavam direta ou indiretamente inúmeros Estados abrigados em
suas áreas de influência. É claro que cada Estado tinha seu governo e suas instituições. Mas sua
autonomia ficava de certa forma, limitada pelo jogo estratégico da superpotência que o dominava. Faziam
parte desse jogo, por exemplo, as manobras que Estados Unidos e União Soviética articulavam para
manter o bloco unido e sob o seu comando, ou para conquista Estados que estavam do outro lado. A
bipolaridade, isto é, a divisão do mundo em dois pólos de poder antagônicas foi uma das características
mais marcantes da Guerra Fria.
Mundo Multipolar
Após a queda do regime socialista, diversos países se aproximaram do mundo capitalista com a
finalidade de ingressar nesse sistema e alcançar uma integração no Mercado. No entanto, isso não tem
sido uma tarefa fácil, em virtude da complexidade que envolve a transição de um regime para outro. Os
países que se encontram nessa fase devem submeter a vários anos de adaptação para o novo regime. Isso
porque as mudanças executadas englobam fatores políticos, econômicos e sociais.
O que acontece na maioria das vezes com esses países é o surgimento de problemas que
anteriormente não possuíam; dentre eles: inflação dos preços, desemprego, salários baixos, ascensão da
desigualdade social, violência, criminalidade e diversos outros.
Com o declínio do regime socialista em âmbito global, o capitalismo despontou hegemonicamente
como sistema político-econômico mundial. No período da Guerra Fria existiam duas potências mundiais:
Estados Unidos e União Soviética. Naquele momento, o mundo era considerado bipolar. Mas após tais
acontecimentos históricos, o mundo passou a ter uma nova organização geopolítica, de forma que há
distintos centros de poder, exercendo influência no campo político, econômico e militar, isto é, um mundo
multipolar.
Hoje, a principal potência militar, econômica e política é os Estados Unidos, essa nação superou em todos
os aspectos os soviéticos após o seu declínio, e assim é responsável pela maioria das intervenções de
caráter militar no globo.
No campo econômico, o Japão atualmente ocupa a condição de segunda potência mundial. Sua
ascensão financeira ocorreu a partir do término da Segunda Guerra Mundial. A aplicação de medidas
direcionadas à saúde e educação resultou em crescimento acelerado de sua economia.
A Europa é considerada também como uma potência econômica, condição que resultou do sucesso
da União Européia, o principal bloco econômico do planeta, que tem como principais líderes Alemanha,
França e Inglaterra.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful