Você está na página 1de 7
Áreas de Conhecimento - PMBOK GESTÃO DE CUSTOS Processos necessários para assegurar que o projeto

Áreas de Conhecimento - PMBOK

Áreas de Conhecimento - PMBOK GESTÃO DE CUSTOS Processos necessários para assegurar que o projeto será

GESTÃO DE CUSTOS

Processos necessários para assegurar que o projeto será concluído com as metas de custo e orçamento planejados.

Interações entre Processos de Planejamento
Interações entre Processos
de Planejamento

1

Áreas de Conhecimento - PMBOK GESTÃO DE CUSTOS Esses processos interagem entre si e com

Áreas de Conhecimento - PMBOK

Áreas de Conhecimento - PMBOK GESTÃO DE CUSTOS Esses processos interagem entre si e com os

GESTÃO DE CUSTOS

Esses processos interagem entre si e com os processos das outras áreas de conhecimento.

Interações entre Processos de Controle
Interações entre Processos
de Controle

2

Áreas de Conhecimento - PMBOK GESTÃO DE CUSTOS
Áreas de Conhecimento - PMBOK
GESTÃO DE CUSTOS
3
3
Gestão de Custos do Projeto
Gestão de Custos do Projeto
Gestão de Custos do Projeto Processo – Planejamento dos Recursos • Objetivo Determinar os recursos (pessoas,

Processo – Planejamento dos Recursos

de Custos do Projeto Processo – Planejamento dos Recursos • Objetivo Determinar os recursos (pessoas, equipamentos,

Objetivo

Determinar os recursos (pessoas,

equipamentos, materiais) e o quantitativo de cada um que devem ser usados para executar as atividades do projeto coordenado com a estimativa de custo.

1. Estrutura Analítica do Trabaho (WBS)

2. Declaração do Escopo

3. Informações Históricas

4. Descrição da disponibilidade de recursos

5. Políticas organizacionais

6. Estimativas de duração das atividades

1. Opinião

especializada

2. Identificação das

alternativas

3. Softwares de

gerenciamento de

projetos

1. Recursos

Necessários

4

Gestão de Custos – Planejamento dos Recursos
Gestão de Custos – Planejamento dos Recursos
Gestão de Custos – Planejamento dos Recursos Entradas/Insumos • Estrutura Analítica do Projeto - É definido

Entradas/Insumos

Estrutura Analítica do Projeto - É definido na área de gerenciamento do escopo, que servirá de base para o detalhamento das atividades. O Work Breakdown Structure (WBS), ou Estrutura Analítica de Processos (EAP), consiste numa estrutura hierárquica que parte do todo (o projeto) e vai sendo refinado e detalhando a cada nível em estruturas menores, até que se alcance tarefas pequenas que possam ter seu esforço estimado e seja possível responsabilizar uma pessoa ou grupo para sua execução. É o tradicional dividir para conquistar

Informações históricas – informações sobre os tipos de recursos utilizados para trabalhos semelhantes, em projetos anteriores, se disponíveis.

5

semelhantes, em projetos anteriores, se disponíveis. 5 Gestão de Custos – Planejamento dos Recursos
Gestão de Custos – Planejamento dos Recursos
Gestão de Custos – Planejamento dos Recursos
Gestão de Custos – Planejamento dos Recursos Entradas/Insumos • Declaração do Escopo - É composto pela

Entradas/Insumos

Declaração do Escopo - É composto pela justificativa, objetivo e sumário da descrição dos produtos e subprodutos. Constitui base documental para:

– Tomada de decisões futuras sobre o projeto

– Confirmar ou desenvolver um entendimento comum sobre o escopo do projeto entre os stakeholders

Descrição das disponibilidades dos recursos – deve- se conhecer quais recursos encontram-se disponíveis para o planejamento dos recursos.

Políticas organizacionais – deve-se considerar a política da organização executora, em termos de pessoal, aluguel ou compra de equip./recursos.

Estimativas de duração das atividades

6

Gestão de Custos – Planejamento dos Recursos Ferramentas e Técnicas • Opinião especializada – qualquer
Gestão de Custos – Planejamento dos Recursos
Ferramentas e Técnicas
• Opinião especializada – qualquer grupo ou indivíduo que possua
conhecimentos ou treinamento especializado
• Identificação das alternativas – ver gerenciamento do escopo
• Software de Gerenciamento de Projetos – auxilia na organização
da disponibilidade de recursos.
Saídas/Resultados
• Recursos Necessários – descrição dos tipos e das quantidades de
recursos necessários para cada elemento do nível mais inferior da
WBS/EAP. Podem ser obtidos com a contratação de pessoal ou
aquisição de bens e/ou serviços.
W
Categorias de RH
B
Eng. SW Senior
Eng. SW Pleno
Eng. SW Jr
Especialista Doc
S
número
semanas
número
semanas
número
semanas
número
semanas
Req
1 3
2
2
3
3
1 3
Prog
1 3
3
3
Trein
1
1
1 2
7
Gestão de Custos
Processo – Estimativa de Custos
Objetivo
Desenvolver uma estimativa dos custos
necessários para completar as atividades do projeto
Estimativa Estimativa dos dos Custos Custos
Entradas Entradas
Técnicas Técnicas e e
Ferramentas
Saídas Saídas
Ferramentas
EAP
ESTIMATIVAS P/ANALOGIA
ESTIMATIVA DE
CUSTO
NECESSIDADE DE RECURSOS
ESTIMATIVAS BOTTOM-UP
DETALHES DE
TAXAS DE RECURSOS
FERRAMENTAS COMP.
SUPORTE
INFORMAÇÕES HISTÓRICAS
OUTROS MÉTODOS
PLANO GERÊN.
PLANO DE CONTAS
MODELAGEM PARAMÉTRICA
DO CUSTO
PUBLICAÇÃO DE ESTIMATIVAS
RISCOS
ESTIMATIVAS DA DURAÇÃO DAS ATIVIDADES
8
Gestão de Custos – Estimativas de Custos Entradas/Insumos
Gestão de Custos – Estimativas de Custos
Entradas/Insumos
 

Estrutura analítica do trabalho – A WBS é usada para organizar as estimativas de custos e assegurar que todo o trabalho tenha sido estimado.

Recursos necessários – ver processo anterior.

Custos unitários dos recursos Valores unitários devem ser conhecidos para se realizar as estimativas. Senão, também devem ser estimados.

Estimativa de duração das atividades – afeta diretamente a estimativa dos custos.

Publicações sobre estimativas – informações sobre estimativas de custos, disponíveis comercialmente.

Informações históricas – podem estar disponíveis nas seguintes fontes : Arquivo de Projetos; Bancos de dados comerciais sobre estimativas de custos; Conhecimentos da equipe do projeto.

Plano de contas – descreve a estrutura de códigos usada pela organização executora para registrar informações financeiras no livro caixa.

Riscos – informações a respeito do risco devem ser consideradas na formação/estimativa dos custos. Ver gerenciamento de riscos.

9

Gestão de Custos – Estimativas de Custos Ferramentas e Técnicas
Gestão de Custos – Estimativas de Custos
Ferramentas e Técnicas
 

Estimativa Análoga ou Top-Down

– Utiliza custos reais de projetos similares para estimar os custos do novo projeto;

 

– Julgamento subjetivo com relação à similaridade dos projetos;

– Usada quando não há informação suficiente para se fazer uma estimativa mais eficiente;

Funciona se os projetos forem realmente similares e se os especialistas têm conhecimento para identificar as semelhanças Ex: Tarefa A = ( Tarefa B + Tarefa C ) / 2

Vantagens

Desvantagens

Rápida

Pouca precisão

Tarefas não precisam ser identificadas

Pouca compreensão/ informação do projeto

Menor custo da estimativa

Requer muita experiência

Quando existe pouca informação para análise

Menor compromisso da equipe

10

Gestão de Custos – Estimativas de Custos
Gestão de Custos – Estimativas de Custos
Gestão de Custos – Estimativas de Custos Ferramentas e Técnicas

Ferramentas e Técnicas

 
 

Estimativa de Baixo para Cima – Botton-Up :

– Estima nos níveis mais baixos da WBS;

– O custo total do projeto é calculado pela soma dos custos individuais;

– Maior precisão, necessitando, contudo de mais tempo para elaboração das estimativas.

Vantagens

Desvantagens

Maior precisão

Mais lenta

Maior compromisso da equipe

Exige mais tempo e custo

Baseado em uma visão detalhada do projeto

Tendência ao time super-estimar

Provê uma base para monitoração e controle

Requer que o projeto esteja bem compreendido e definido.

 

11

Gestão de Custos – Estimativas de Custos Ferramentas e Técnicas
Gestão de Custos – Estimativas de Custos
Ferramentas e Técnicas
 
 

Modelos Paramétricos

 

– Gera estimativas baseada em um modelo matemático;

 

– Aplicação de parâmetros no modelo (ex.: custo por linha de código);

– É um tipo de estimativa “top-down”;

 

– É confiável quando: Os projetos envolvidos são similares; A informação histórica utilizada no desenvolvimento do modelo é confiável; O modelo é escalável, isto é, funciona tanto para pequenos como para grandes projetos.

 

Extrapolação

 

– Similar ao método análogo;

– Prototipação é uma técnica usada para auxiliar na estimativa de custos através da extrapolação;

 

– Utiliza dados reais da prototipação para extrapolar para a estimativa de custo do projeto.

Estimação da ordem de magnitude

 

– Estimativa aproximada, feita sem dados detalhados;

 

– Usada normalmente nos estágios iniciais do projeto;

– Intervalo da estimativa : -25% a +75%.

Estimação de Budget

 

– Normalmente usada para obter fundos e aprovação do projeto;

 

– Intervalo da estimativa : -10% a +25%.

 

12

Gestão de Custos – Estimativas de Custos
Gestão de Custos – Estimativas de Custos
Gestão de Custos – Estimativas de Custos Saídas • Detalhes auxiliares – devem incluir : –

Saídas

Detalhes auxiliares – devem incluir :

– WBS

– Documentação sobre a estimativa de custos

– Documentação das premissas

– Margem de erro : R$10.000,00 +/- R$ 500,00

Estimativas de Custos - São avaliações quantitativas dos prováveis custos dos recursos requeridos para implementação das atividades do projeto.

quantitativas dos prováveis custos dos recursos requeridos para implementação das atividades do projeto. 1 3

13

Gestão de Custos – Estimativas de Custos
Gestão de Custos – Estimativas de Custos
Gestão de Custos – Estimativas de Custos Saídas • Plano de gerenciamento de custos – descreve

Saídas

Plano de gerenciamento de custos – descreve como os desvios dos custos serão administrados. Pode ser formal ou informal, detalhado ou genérico. É auxiliar ao plano do projeto.

custos serão administrados. Pode ser formal ou informal, detalhado ou genérico. É auxiliar ao plano do

14