Você está na página 1de 16

Geometria I Aula 4.

Curso Turno Disciplina Carga Horária


Licenciatura Plena em Noturno Geometria I 90h
Matemática
Aula Período Data Planejamento
4.1 2.0 29/11/2006 – Andréa, Alberto
4ª. feira

Tempo Estratégia Descrição (Produção)


18:10 / 18:15
5’ Vh Abertura

18:15 / 18:50 P1 – Unidade II: Polígonos


35’ Vítor Tema 10: Pontos notáveis do triângulo
Objetivo: Definir as cevianas notáveis e suas intersecções.
(2) Cevianas
Definição
Denomina-se ceviana a qualquer segmento que une um vértice ao
lado oposto ou ao seu prolongamento.

(3) Cevianas notáveis


Mediana
Ceviana que passa pelo ponto médio.

(4) Cevianas notáveis


Bissetriz
Ceviana que divide o ângulo em outros dois congruentes.
Geometria I Aula 4.2

(5) Cevianas notáveis


Altura
Ceviana que é perpendicular.

(6) Pontos notáveis


Baricentro
Ponto de interseção das três medianas.

(7) Baricentro Passo a passo


Propriedade

O baricentro divide a mediana na razão


BG AG CG 2
= = = .
GM 1 GM 2 GM 3 1
(8) Propriedade
Demonstração

BG CG 2
= =
GM 1 GM 3 1
Geometria I Aula 4.2

(9) Aplicação
Sendo G o baricentro do triângulo, determine x, y e z .

(10) Solução
14
=2⇒ x=7
x
y
= 2 ⇒ y = 12
6
10
=2⇒ z =5
z

(11) Pontos notáveis


Incentro
Ponto de interseção das três bissetrizes

(12) Incentro Passo a passo


Propriedade
É o centro da circunferência inscrita ao triângulo.

(13) Pontos notáveis


Circuncentro
Ponto de interseção das mediatrizes.
Geometria I Aula 4.2

(14) Circuncentro
Propriedade
É o centro da circunferência que circunscreve o triângulo.

(16) Pontos notáveis


Ortocentro
Ponto de interseção das alturas.

18:50 / 19:15 P1/DL (17) Dinâmica Local


25’ Vítor 1. Sendo H o ortocentro de um triângulo ABC e BHˆ C = 150o,
determine Â.
2. Determine x e y, na figura:

19:15 / 19:20 Retorno DL (18) Solução 1 Passo a passo:


5’
Geometria I Aula 4.2

 + 150 o + 90 o + 90 o = 360 o ⇒  = 30 o

(19) Solução 2 Passo a passo:

y
= 2 ⇒ 2 x + y = 14
7− x
y+2
= 2 ⇒ 2x − y = 2
x
⎧2 x + y = 14 +
⎨ ⇒ 4 x = 16 ⇒ x = 4 ⇒ y = 6
⎩2 x − y = 2

Licenciatura em Matemática Planejamento:


Geometria I
Aula 4.2

Tempo Estratégia Descrição (Produção)


19:20 / 19:55 P2 – Unidade II: Polígonos
35’ Iêda Tema 11: Quadriláteros
Objetivo: Identificar e calcular quadriláteros.

Tanto entre os sumérios como entre os egípcios, os campos


primitivos tinham forma retangular. Também os edifícios possuíam
plantas regulares, o que obrigava os arquitetos a construírem muitos
ângulos retos (de 90º). Embora de bagagem intelectual reduzida,
aqueles homens já resolviam o problema como um desenhista de
hoje. Por meio de duas estacas cravadas na terra assinalavam um
segmento de reta. Em seguida prendiam e esticavam cordas que
funcionavam à maneira de compassos: dois arcos de circunferência
se cortam e determinam dois pontos que, unidos, secionam
perpendicularmente a outra reta, formando os ângulos retos.
O problema mais comum para um construtor é traçar, por um ponto
dado, a perpendicular a uma reta. O processo anterior não resolve
este problema, em que o vértice do ângulo reto já está determinado
de antemão. Os antigos geômetras, o solucionavam por meio de três
cordas, colocadas de modo a formar os lados de um triângulo-
retângulo.
Geometria I Aula 4.2

(3) Quadriláteros
No dia-a-dia

(4) Quadriláteros
Elementos
Vértices: A, B, C e D.
Lados: AB , BC , CD e
DA
Diagonais: AC e BD
Ângulos internos ou
ângulos do quadrilátero
^ ^ ^ ^
ABCD: A e C , B e D

(5) Quadriláteros Passo a passo


Ângulos
A soma das medidas dos ângulos interno de um quadrilátero é 360º.

Si = (n - 2).180º = (4 – 2) .180º = 2.180º = 360º

(6) Trapézio
Conceito
É o quadrilátero que apresenta somente dois lados paralelos
chamados bases.
Passo a passo

AD // BC
(7) Trapézio retângulo Passo a passo
Conceito
É aquele que apresenta dois ângulos retos.
Geometria I Aula 4.2

(8) Trapézio isósceles


Conceito
É aquele em que os lados não-paralelos são congruentes.

AB = CD

(9) Trapézio escaleno Passo a passo


Conceito
É o que tem que os lados não-paralelos não são congruentes.

AB ≠ CD

(10) Quadriláteros notáveis


Paralelogramo
É o quadrilátero que tem os lados opostos paralelos.
Passo a passo

(11) Retângulo
Conceito
É o paralelogramo em que os quatro ângulos são congruentes (retos).

(14) Losango ou rombo


Geometria I Aula 4.2

Conceito
É o paralelogramo em que os quatro lados são congruentes.
Passo a passo

(13) Quadrado Passo a passo


Conceito
É o paralelogramo em que os quatro lados e os quatro ângulos
congruentes.

(14) Propriedades
Trapézio isósceles
As diagonais de um trapézio isósceles são congruentes.
Passo a passo

Hipótese: AD ≡ BC
D ≡ C e A ≡ B.
Tese: mostrar que BD ≡ AC .

(15) Triângulo
Demonstração
Geometria I Aula 4.2

Passo a passo
AD ≡ BC
Aˆ ≡ Bˆ
AB = AB
Portanto, BD ≡ AC

(16) Propriedade 1
Paralelogramo
Os lados opostos de um paralelogramo são congruentes.
Passo a passo

(17) Propriedade 3
Paralelogramo
Cada diagonal o divide em dois triângulos congruentes.
Passo a passo

(18) Propriedade 3
Paralelogramo
As diagonais interceptam o meio.

19:55 / 20:20 P2 /DL (19) Dinâmica Local


25’ Iêda 01 – Determine o valor de x em cada um dos quadriláteros:
Geometria I Aula 4.2

(20) Dinâmica Local


02 – Determine a medida x indicada no paralelogramo abaixo.

20:20 / 20:25 Retorno (21) Solução 1 Passo a passo


5’ DL x + 47º + 72º + 81º = 360º
x + 200º = 360º
x = 360º - 200º
x = 160º
(22 ) Solução 2 Passo a passo
180º – 82º = 98º
98º + 35 º + x = 180º
x + 133º = 180º
x = 180º – 133º
x = 47º
20:25 / 20:45 Intervalo
20’
Geometria I Aula 4.3

Licenciatura em Matemática
Geometria I
Aula 4.3

Tempo Estratégia Descrição (Produção)


20:45 / 21:20 P3 – Unidade II: Polígonos
35’ Clício Tema 12: Quadriláteros
Objetivo: Estudar as propriedades de um quadrilátero e suas
diversas aplicações no cotidiano.

(2) Quadrilátero
Retângulo
No retângulo as diagonais são congruentes

(3) Quadrilátero Passo a passo


Demonstração

ABCD é retângulo ⇒ ABCD é paralelogramo


AD ≅ BC e AB ≅CD
AD é comum, A = D = 90o, AB = CD.
ΔABD ≅ ΔACD → LAL
AC = BD

(4) Quadrilátero
Retângulo
Todo paralelogramo que tem diagonais congruentes é um retângulo.

(5) Quadrilátero
Demonstração
Passo a passo
Geometria I Aula 4.3

Passo a passo
AD ≅ BC, AC ≅ DB e CD é comum
ΔBCD ≅ ΔACD → LLL
BCD ≅ ADC
ABC ≅ ADC, DAB ≅ BCD ⇒ ABCD é paralelogramo
A ≅ B ≅ C ≅ D = 90o ⇒ ABCD é retângulo

(6) Quadrilátero
Losango
Todo losango possui as diagonais perpendiculares entre si.

(7) Quadrilátero Passo a passo


Demonstração

ΔAMB ≅ ΔCMD ≅ ΔAMD ≅ ΔCMB → LLL


Ângulos de M são congruentes e iguais a 90o

(8) Quadrilátero Passo a passo


Demonstração

(9) Aplicação
Pelo ponto médio M da base BC de um triângulo isósceles ABC
traçamos os segmentos MN e MQ respectivamente paralelos aos
lados AB e AC do triângulo. Prove que APMC é um losango.

(10) Solução
Geometria I Aula 4.3

N Q

B M C
ANMQ é um losango.

(11) Quadrilátero
Losango
Todo paralelogramo que tem diagonais perpendiculares é um
losango.

(12) Quadrilátero Passo a passo


Demonstração

ΔAMB ≅ ΔCMD ≅ ΔAMD ≅ ΔCMB → LAL


AB ≅ BC ≅ CD ≅ DA

(13) Aplicação

2x

x+70o

(14) Solução Passo a passo

2x

x+70o

2x e x + 70o são congruentes


Geometria I Aula 4.3

2x = x + 70o
x = 70o

(15) Quadriláteros
Quadrado

Todo quadrado é retângulo e losango

(16) Quadriláteros Passo a passo


Demosntração

A ≅ B ≅ C ≅ D = 90o⇒ ABCD é retângulo


AB ≅ BC ≅ CD ≅ DA ⇒ ABCD é losango

(18) Aplicação
Se ABCD é quadrado e ABP é triângulo eqüilátero, determine o
valor de x.
D C

x P

A B
(19) Solução
D C

x P
x
o
60

30o

o o
60 60
A B

x + x + 30o = 180o
2x = 150o
x = 75o
(20) Quadriláteros Passo a passo
Base média
Geometria I Aula 4.3

(21) Quadriláteros Passo a passo


Base média

(22) Quadriláteros Passo a passo


Demonstração

CD // AB ⇒ BAC ≅ ACD → alternos internos


ΔAXZ ≅ ΔCDZ→ ALA
CD ≅ AX ≅ XB ⇒ BCDX é paralelogramo ⇒ XZ // BC
XZ ≅ ZD → Z é ponto médio de XD ⇒ XZ = BC/2

(23) Aplicação
Determine o valor de x na figura:

3x-5

(24) Solução Passo a passo


Geometria I Aula 4.3

3x-5

2x = 3x -5
2x – 3x = -5
-x = -5
x=5

21:20 / 21:45 P3 /DL (25) Dinâmica Local


25’ Clício 1. Verificar se as sentenças abaixo são verdadeiras ou falsas.
a) Todo quadrado é um losango
b) Todo quadrado é um retângulo
c) Todo retângulo é um paralelogramo
d) Todo losango é retângulo

(26) Dinâmica Local


Dados o quadrado e o triângulo eqüilátero abaixo, calcular, em
graus, a medida do ângulo θ.

21:45 / 21:50 Retorno (27) Solução 1 Passo a passo


5’ DL a) Todo quadrado é um losango. (V)
b) Todo quadrado é um retângulo. (V).
c) Todo retângulo é um paralelogramo. (V)
d) Todo losango é retângulo. (F)
(28) Solução 2 Passo a passo
ο
15
ο
60

θ = 15ο + 60ο = 75ο


21:50 / 22:00 Tira
10’ Dúvidas