Questões de Orçamento Público - Concursos Públicos

01. (Analista Judiciário ± FCC ± TRF 4ª Região/2006) O princípio da anualidade (periodicidade) estabelece que as autorizações orçamentárias e, conseqüentemente, o exercício financeiro no Brasil deve corresponder a doze meses e coincidir com ao ano civil. Contudo, constitui exceção ao princípio mencionado: a) o processo dos fundos especiais; b) os restos a pagar não-processados; c) a autorização para os créditos reabertos; d) as receitas vinculadas; e) o processamento das despesas orçamentárias de exercícios anteriores. 02. (Analista Judiciário ± FCC ± TRF 1ª Região/2006) Segundo a Lei nº 4.320/1964, o exercício financeiro abrange o período: a) contábil de execução do orçamento; b) coincidente com o ano civil; c) subseqüente à promulgação da Lei de Orçamento Anual; d) determinado pelo início da arrecadação; e) coincidente com o exercício fiscal. 03. (Auditor ± FCC ± TCM/CE/2006) O princípio que estabelece que todas as receitas e despesas do ente público devem constar na elaboração do orçamento é denominado princípio da: a) unidade. b) exclusividade. c) universalidade. d) não afetação. e) especificação. 04. (Analista Judiciário ± FCC ± TRT/2006) Em relação ao princípio orçamentário da universalidade, é correto afirmar que: a) em regra, não se inclui na lei de orçamento, normas estranhas à previsão da receita e à fixação de despesa; b) cada orçamento deve se ajustar a um método único não querendo dizer que deva compreender todas as receitas e despesas numa única peça; c) o orçamento inclui todas as receitas e despesas, quer da administração direta, quer da administração indireta; d) o orçamento deve ser expresso de forma clara, ordenada e completa, e manter o equilíbrio, do ponto de vista financeiro, entre os valores de receita; e) o orçamento inclui somente as receitas e despesas da Administração direta. 05. (Analista Judiciário ± NCE/UFRJ ± Finep/2006) Nos dispositivos referentes à Lei Orçamentária Anual na Constituição Federal de 1988, há previsão de que ela:

08. 07.a) compreenderá obrigatoriamente as receitas e despesas relativas a todos os Poderes. excluídos os órgãos que recebam apenas subvenções.MIN/2005) O princípio constitucional da Administração Pública. preconiza que o governo não absorva da coletividade mais que o necessário para o financiamento das atividades a seu cargo é o: a) da clareza. e) o orçamento inclui somente as receitas e despesas da Administração direta. b) não conterá dispositivo estranho à previsão da receita e à fixação da despesa. b) do equilíbrio. o princípio orçamentário preconiza que. c) deverá ser composta exclusivamente pelos orçamentos fiscal e da seguridade social. b) do equilíbrio. e) publicidade. b) unidade. contratos. decisões e informações em geral). cada esfera da Administração Pública deveria dispor de um orçamento que contivesse suas receitas e despesas. (Administrador ± NCE/UFRJ. desde que se refiram às dotações de pessoal. d) da publicidade. 06. d) da universalidade. c) totalidade. (Administrador ± NCE/UFRJ ± Arquivo Nacional/2006) O princípio orçamentário que. em sua expressão mais ampla. (Administrador ± NCE/UFRJ ± MIN/2005) Os princípios orçamentários são premissas e linhas norteadoras de ação a serem observadas na concepção da proposta de orçamento. cada pessoa jurídica de direito público. 09. d) anualidade. é o princípio da: a) eficiência. c) da anualidade. d) poderá sofre emendas. atos. O princípio que pressupõe que o orçamento (uno) deve compreender todas as receitas e todas as despesas é o princípio: a) da clareza. d) publicidade. c) moralidade. na Administração Pública. (Administrador ± NCE/UFRJ) ± Arquivo Nacional/2006) Na Administração Pública. nomes. c) da não-afetação. . e) da não-vinculação. que consiste no acesso difuso do público às informações relativas às atividades de Estado (fatos. e) da universalidade. é o princípio da: a) clareza. b) legalidade. e) impessoalidade.

e) da não-vinculação. B 7. b) do equilíbrio. é o princípio: a) da clareza. (Administrador ± NCE/UFRJ ± MIN/2005) Os princípios orçamentários são premissas e linhas norteadoras de ação.10. D . D 10. D 9. B 2. B 3. GABARITO 1. B 8. c) da não-afetação. a serem observadas na concepção da proposta de orçamento. C 4. de forma que não figurem de forma englobada. d) da especialização. C 5. B 6. O princípio que preconiza a identificação de cada rubrica de receita e despesa.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful