Você está na página 1de 12

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS – FISPQ

Data de emissão: 29/03/2010

Revisão: 3

Revisado em: 06/12/2012

Pagina de 1 a 12

PU COLOR TINTA SOLV COMPONENTE A

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS – FISPQ

   

Data de emissão: 29/03/2010

Revisão: 3

Revisado em: 06/12/2012

Pagina de 1 a 12

 

1

– IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA

 

NOME DO PRODUTO: PU COLOR TINTA – COMPONENTE A

FABRICANTE: POLIPISO DO BRASIL ENDEREÇO: AVENIDA GERALDO ANTÔNIO TRALDI, Nº 400. DISTRITO INDUSTRIAL COSMO FUZARO – DESCALVADO – SP – CEP: 13.690-970 TELEFONE: (19) 3593-0008 FAX: (19) 3593-1440 E-MAIL: atendimento@polipiso.com.br

 

2

– IDENTIFICAÇÃO DE PERIGOS

 
 

Perigos mais importantes:

 

Produto inflamável. Toxidade dos vapores.

 

Efeitos adversos à saúde humana:

 

Ingestão: Pode produzir irritação na boca e garganta. Ingestão de pequenas quantidades pode causar dor de cabeça, desmaios e náuseas. Grandes quantidades ingeridas podem levar a perda da consciência. Olhos: Vapores e o contato do produto com os olhos podem causar conjuntivite química. Pele: Pode causar ressecamentos, fissuras, irritações e dermatite de contato. Inalação: Pode causar irritação das vias respiratórias, além de dores de cabeça, tontura, falta de ar, desmaio e náuseas. Exposição repetitiva ou prolongada aos vapores pode causar irritação na garganta, irritação nos olhos e dor de cabeça.

 

Efeitos ambientais:

 
 

Por ser insolúvel, o produto pode permanecer nas águas, podendo afetar o ecossistema.

 
 

Perigos físicos/químico:

 
 

Inflamabilidade.

 

Perigos específicos:

 

Liquido inflamável.

 

Classificação do produto químico:

 

Liquido inflamável. Produto classificado de acordo com a Diretiva 67/548/EEC e com a NR-20da Portaria nº. 3.214 de 08/06/78.

 

Visão geral de emergência:

 
 

S2: Manter fora do alcance das crianças. S15/16: Manter afastado do calor e de qualquer chama ou fonte de faísca.

 

3

– COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE OS INGREDIENTES

 

Tipo de produto: Preparado Natureza química: Poliester

 

PRODUTO

 

CAS - Nº

FRASE

SIMBOLO

Resina Poliéster

Na

Na

Na

F; Xn; Xi

Na

 

Dióxido de titânio

112-24-3

37

Xi

Barita

7727-43-7

Na

Xilol

1330-20-7

10-20/21

Butil glicol

111-76-2

20/21/22-37

Xn

4

– MEDIDAS DE PRIMEIROS-SOCORROS

 
 

Inalação:

 

Remova a pessoa afetada para um local ventilado. Se houver dificuldade respiratória administrar oxigênio e procurar auxilio médico.

 
 

Contato com a pele:

 

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS – FISPQ

Data de emissão: 29/03/2010

Revisão: 3

Revisado em: 06/12/2012

Pagina de 1 a 12

Lavar a região com bastante água e sabão, por pelo menos 15 minutos. Remover as roupas e sapatos contaminados. Se a irritação persistir, procurar orientações médica.

  • Contato com os olhos: Lavar com água corrente limpa por no mínimo 15 minutos com as pálpebras invertidas, verificar o movimento dos olhos para todas as direções. Se a vítima não tolerar luz direta, vedar os olhos. Procurar um oftalmologista.

  • Ingestão: Não induzir ao vômito, manter a pessoa em repouso. Procurar atendimento médico.

  • Quais ações devem ser evitadas: Manter contato direto sobre a pele.

  • Proteção do prestador: Em todos os casos, procurar atendimento médico. No caso de um acidente de grandes proporções, o prestador de socorro deverá estar com todos os EPI’s necessários. Retirar a roupa contaminada.

  • Notas para o Médico: Tratamento sintomático. Contate o CEATOX (Centro de Toxicologia) – Tel.: 0800-148110.

  • 5 – MEDIDAS DE COMBATE A INCÊNDIO

    • Meios apropriados de extinção: Usar água, pó químico seco, CO 2 , ou espuma.

    • Meios não apropriados de extinção: Jato direto de água sobre o produto em chamas pode não extinguir o fogo e provocar o alastramento de material e das chamas.

    • Proteção especial para os bombeiros: Proteção completa para fogo. Equipamento autônomo para respiração.

    • Produtos de decomposição perigosos: Pode gerar gases tóxicos a queima.

  • 6 – MEDIDAS DE CONTROLE PARA DERRAMAMENTO OU VAZAMENTO

    • Precauções gerais: Isolar a área, sinalizar o perigo para o trânsito e avisar as autoridades locais competentes. Eliminar toda a fonte de ignição ou calor, não fumar ou provocar faíscas. Evitar contato com os olhos, pele e inalação.

    • Precauções individuais: Usar botas, luvas e aventais de PVC, óculos de segurança e proteção respiratória adequada.

    • Precauções ambientais: Impedir que o produto ou as águas de atendimento atinjam cursos d’água e ou bueiros. Circundar as poças com dique de terra, areia ou similar.

    • Métodos de limpeza: Recolher mecanicamente o material e armazenar em recipiente devidamente rotulado para posterior incineração.

  • 7 – MANUSEIO E ARMAZENAMENTO

    • Manuseio: Utilizar equipamento de proteção individual (EPI) para evitar contato prolongado com a pele, olhos, mucosas e trato respiratório.

    • Armazenagem:

  • Manter as embalagens fechadas e em local fresco, seco e bem ventiladas.

    FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS – FISPQ

    Data de emissão: 29/03/2010

    Revisão: 3

    Revisado em: 06/12/2012

    Pagina de 1 a 12

    Afastar qualquer fonte de calor, ignição ou chamas. Evitar materiais incompatíveis como ácidos e materiais oxidantes.

    • 8 – CONTROLES DE EXPOSIÇÃO E PROTEÇÃO INDIVIDUAL

      • Medidas de Controle de Engenharia: Local com ventilação ou exaustão apropriada.

      • Limites de exposição ocupacional: Não especificado pela OSHA.

      • Proteção respiratória: Em ambientes fechados, muito contaminados, utilizar equipamento respiratório autônomo, ou máscara semi facial com filtro contra vapores ácidos.

      • Proteção das mãos: Luvas de PVC ou borracha. Não são recomendadas luvas de couro.

      • Proteção dos olhos: Óculos de segurança para produtos químicos.

      • Proteção da pele: Avental de PVC quando houver possibilidade de contato com o produto.

      • Medidas de higiene: Lavar as mão s após o manuseio do produto.

  • 9 – PROPRIEDADES FÍSICAS E QUÍMICAS

    • Estado físico: Liquido

    • Forma: Viscosa

    • Cor: Varias

    • Odor: Característico

    • Ponto de fulgor: 32°C

    • Peso específico: 1,190 g/cm 3

    • 10 – ESTABILIDADE E REATIVIDADE

      • Instabilidade: Produto estável, em condições de armazenamento recomenda.

      • Reações perigosas: Nenhum quando o material é armazenado, aplicado e processado corretamente.

      • Materiais incompatíveis: Ácidos fortes, Agentes oxidantes.

      • Produtos perigosos da decomposição: Podem liberar gases tóxico s durante a queima.

      • Informações gerais: Produto estável.

  • 11 – INFORMAÇÕES TOXICOLÓGICAS

    • Informações de acordo com as deferentes vias de exposições:

    • Toxidade aguda:

    Não especificado pela legislação brasileira.

     
    • No trabalho com o produto, recomenda-se que seja observada a toxicidade dos ingredientes:

    Xilol:

    oral LD50 (rato)

    5000 mg/kg

    Resina Epóxi:

    oral LD50 (rato)

    > 5000 mg/kg

    Efeito local:

    O produto pode causar irritação.

    FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS – FISPQ

    Data de emissão: 29/03/2010

    Revisão: 3

    Revisado em: 06/12/2012

    Pagina de 1 a 12

    • 12 – INFORMAÇÕES ECOLÓGICAS

      • Efeitos Ambientais, Comportamentos e Impactos do Produto

      • Mobilidade: Todas as medidas devem ser tomadas respeitando as exigências dos órgãos ambientais locais.

      • Persistência / Degradabilidade: Produto não degradável.

      • Impacto ambiental: Produto insolúvel em água.

  • 13 – CONSIDERAÇÕES SOBRE TRATAMENTO E DISPOSIÇÃO

    • Descarte: Descarte em aterros industriais, incineração, ou outro meio, de acordo com a legislação ambiental e regulamentações locais.

    • Embalagem usada: A embalagem pode ser reciclada por recicladores licenciados pelo órgão ambiental local. Resíduo s do produto devem ter disposição do produto.

  • 14 – INFORMAÇÕES SOBRE TRANSPORTE

  • Produto de transporte não perigoso, conforme decreto nº 96044 de 18 de maio de 1988, completando para portaria nº. 291 de 31 de maio de 1988, que baixas instruções complementares ao regulamento de transporte de produtos perigosos.

    • Terrestres: Número da ONU 1263 Classe de risco 3.0 Número de risco 30 Grupo de embalagem III Nome para embarque: Tinta.

    • Marítimos / Fluviais: IMDG/GGVSea/ONU 1263 Classe de risco 3.3 Número de risco 30 Grupo de embalagem: III EmS 3-05 MFAG 310, 313 Nome para embarque: Tinta

    • Aéreo: Número da ONU 1263 Classe de risco 3.3 Número de risco 30 Grupo de embalagem: III Nome para embarque: Tinta

    • 15 – REGULAMENTAÇÕES

      • Classificação conforme NFPA:

    • Saúde:

    2

    • Inflamabilidade: 1

    • Reatividade 0

    • Nacionais:

    • Internacionais:

    OSHA Hazard Comunication Standard (29CFR1910.120) hazard class: Irritant

    FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS – FISPQ

    Data de emissão: 29/03/2010

    Revisão: 3

    Revisado em: 06/12/2012

    Pagina de 1 a 12

    16 – OUTRAS INFORMAÇÕES

    OS DADOS E INFORMAÇÕES AQUI TRANSCRITOS SE REVESTEM DE CARÁTER MERAMENTE COMPLEMENTAR, FORNECIDOS DE BOA FÉ, E SÃO BASEADOS NO NOSSO CONHECIMENTO DO PRODUTO NA DATA DA PUBLICAÇÃO. NENHUMA GARANTIA É DADA SOBRE O RESULTADO DA APLICAÇÃO DESTES DADOS E INFORMAÇÕES, NÃO EXIMINDO OS USUÁRIOS DE SUAS RESPONSABILIDADES EM QUALQUER FASE DO MANUSEIO DO PRODUTO. PREVALECE SOBRE OS DADOS AQUI CONTIDOS O DISPOSTO NOS REGULAMENTOS GOVERNAMENTAIS EXISTENTES.

    FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS – FISPQ

    Data de emissão: 29/03/2010

    Revisão: 3

    Revisado em: 06/12/2012

    Pagina de 1 a 12

    PU COLOR TINTA SOLV COMPONENTE B

    FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS – FISPQ

    Data de emissão: 29/03/2010

    Revisão: 3

    Revisado em: 06/12/2012

    Pagina de 1 a 12

    • 1 – IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA

    NOME DO PRODUTO: PU COLOR TINTA – COMPONENTE B

    FABRICANTE: POLIPISO DO BRASIL ENDEREÇO: AVENIDA GERALDO ANTÔNIO TRALDI, Nº 400. DISTRITO INDUSTRIAL COSMO FUZARO – DESCALVADO – SP – CEP: 13.690-970 TELEFONE: (19) 3593-0008 FAX: (19) 3593-1440 E-MAIL: atendimento@polipiso.com.br

    • 2 – IDENTIFICAÇÕES DE PERIGOS

      • Perigos mais importantes: Produto inflamável. Toxidade dos vapores.

      • Efeitos adversos à saúde humana:

      • Olhos: Vapores e o contato do produto com os olhos podem causar conjuntivite química.

      • Pele: Pode causar irritações e dermatite de contato.

      • Inalação: Pode causar irritação das vias respiratórias, além de dores de cabeça, tontura, falta de ar, desmaio e náuseas.

  • 3 – COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE OS INGREDIENTES

  • Tipo de produto: Preparado Natureza química: Poliisocianato alifático

    PRODUTO

    CAS - Nº

    FRASE - R

    SIMBOLO

    Poliisocianato alifático

    28182-81-2

    43

    Xi

    Hexametilenodiisocianato

    822-06-0

    23- 36/37/38-42-43

    Xn

    Xilol

    1330-20-7

    10-20/21-38

    Xn; Xi

    Acetato de Metoxipropilacetato

    108-65-6

    36

    Xi

    Acetato de butila

    123-86-4

    10

    F; Xn

    • 4 – MEDIDAS DE PRIMEIROS-SOCORROS

      • Informações genéricas: Em caso de qualquer duvida ou quando os sintomas persistirem, procurar cuidados médicos. Nunca administre qualquer tipo de substância via oral em pessoa inconsciente.

      • Inalação: Remova a pessoa afetada para um local ventilado. Se houver dificuldade respiratória administrar oxigênio e procurar auxilio médico.

      • Contato com a pele: Lavar a região com bastante água e sabão, por pelo menos 15 minutos. Remover as roupas e sapatos contaminados. Se a irritação persistir, procurar orientações médicas.

      • Contato com os olhos: Lavar com água corrente limpa por no mínimo 15 minutos com as pálpebras invertidas, verificar o movimento dos olhos para todas as direções. Se a vítima não tolerar luz direta, vedar os olhos. Procurar um oftalmologista.

      • Ingestão: Não induzir ao vômito, manter a pessoa em repouso. Procurar atendimento médico.

      • Quais ações devem ser evitadas: Manter contato direto sobre a pele.

      • Proteção do prestador:

    FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS – FISPQ

    Data de emissão: 29/03/2010

    Revisão: 3

    Revisado em: 06/12/2012

    Pagina de 1 a 12

    Em todos os casos, procurar atendimento médico. No caso de um acidente de grandes proporções, o prestador de socorro deverá estar com todos os EPI’s necessários. Retirar a roupa contaminada.

    • Notas para o Médico: Tratamento sintomático. Contate o CEATOX (Centro de Toxicologia) – Tel.: 0800-148110.

    • 5 – MEDIDAS DE COMBATE A INCÊNDIO

      • Meios apropriados de extinção: Usar água, pó químico seco, CO 2 , ou espuma.

      • Meios não apropriados de extinção: Jato direto de água sobre o produto em chamas pode não extinguir o fogo e provocar o alastramento de material e das chamas.

      • Proteção especial para os bo mbeiros: Proteção completa para fogo. Equipamento autônomo para respiração.

      • Produtos de decomposição perigosos: O fogo vai produzir uma densa fumaça preta contendo produtos de combustão perigosos. A exposição a estes produtos tóxicos de decomposição pode ser prejudicial à saúde. Usar equipamentos apropriados de respiração. Resfriar os recipientes fechados com água para evitar a propagação do fogo e a explosão dos recipientes com o aumento da temperatura. Não permitir o escoamento dos produtos de combate do fogo e nem dos resíduos do incêndio para esgotos ou cursos de água. Para limpeza do local consulte a item 6. A queima do produto poderá produzir gases perigosos: CO 2, CO e óxidos de nitrogênio.

  • 6 – MEDIDAS DE CONTROLE PARA DERRAMAMENTO OU VAZAMENTOS

    • Precauções gerais: Isolar a área, sinalizar o perigo para o trânsito e avisar as autoridades locais competentes. Eliminar toda a fonte de ignição ou calor, não fumar ou provocar faíscas. Evitar contato com os olhos, pele e inalação.

    • Precauções Pessoais: Manter afastado de qualquer fonte de ignição, prover ventilação suficiente, manter afastadas pessoas não participantes.

    • Precauções ambientais: Evitar a penetração em rede de esgotos

    • Método para limpeza: Cobrir a superfície afetada com aglutinante (por ex. areia, serragem, aglutinante à base de hidrato de silicato de cálcio), recolhendo o material após cerca de 1 hora para recipientes de resíduos, não vedar (liberação de dióxido de carbono). Manter o grau de umidade e colocar por alguns dias ao ar livre em local protegido. Remoção somente para incineração (ver item 13).

  • 7 – MANUSEIO E ARMAZENAMENTO

    • Manuseio: Utilizar equipamento de proteção individual (EPI) para evitar contato prolongado com a pele, olhos, mucosas e trato respiratório. Afastar qualquer fonte de calor, ignição ou chamas. Prover ventilação suficiente ou aspiração no local de trabalho. No caso de aplicação a pistola, é necessário aspirar o ar e usar proteção respiratória autônoma. Evitar contato com a pele e os olhos. Procedimentos tais como: lixamento, soldagem, remoção por fogo ou calor de superfícies pintadas, podem gerar pó, fuligem ou fumaça nocivas ao ser humano. Nesses casos, trabalhar em áreas bem ventiladas, usar equipamento de proteção individual (respiratório) adequado, quando necessário.

    • Armazenagem: Manter as embalagens fechadas e em local fresco, seco e bem ventiladas. Evitar aquecimento superior a 50°C.

  • 8 – CONTROLES DE EXPOSIÇÃO E PROTEÇÃO INDIVIDUAL

  • FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS – FISPQ

    Data de emissão: 29/03/2010

    Revisão: 3

    Revisado em: 06/12/2012

    Pagina de 1 a 12

    Despir-se da roupa suja e molhada. Guardar a roupa de trabalho separadamente da roupa comum. Lavar as mãos antes das pausas e ao final do expediente. Manter afastado de alimentos.

    • Ventilação: Providenciar ventilação adequada. Poderá ser utilizado um sistema de exaustão local, com boa eliminação geral dos vapores. Se estas medidas não forem suficientes para manter as concentrações de vapores dos solventes abaixo do limite de exposição (vide item 2), deverão ser utilizados os Equipamentos de Proteção Individual apropriados. É necessária proteção contra explosões. Prover ventilação ou exaustão suficiente. Usar Aterramento.

    • Equipamentos de proteção pessoal recomendados: Quando forem detectadas concentrações de vapores orgânicos superiores ao limite suportado pelos trabalhadores, estes devem utilizar equipamentos de proteção respiratória certificados pelo Ministério do Trabalho.

    • Proteção pessoal:

    • Respiratória: Proteção autônoma ou, somente em curto prazo, filtro de combinação A2-P2. No caso de hipersensibilidade das vias respiratórias, desaconselha-se a trabalhar com o produto.

    • Pele: Os trabalhadores devem vestir roupas apropriadas para evitar o contato direto com a pele. As roupas e sapatos devem ser preferencialmente anti-estáticas, feitas com fibra natural ou fibra sintética resistente a altas temperaturas ou que não aderem ao corpo com a ação da temperatura. Todas as partes do corpo devem ser muito bem lavadas após o contato com o produto.

    • Olho: Óculos de segurança, máscara facial panorâmica.

    9 – PROPRIEDADES FÍSICAS E QUÍMICAS

    Estado físico:

    • Liquido

    • Incolor a amarelo pálido

    Cor:

    • Aromático

    Odor:

    • Ponto de fulgor: 38°C

    • 1,030 g/cm 3

    Peso específico:

    Flash Point:

    • 1,6°C

    • 10 – ESTABILIDADE E REATIVIDADE

    Estável nas condições de armazenagem e manuseio recomendadas (veja item 7). Quando exposto a alta temperatura pode produzir produtos perigosos de decomposição como Monóxido e Dióxido de Carbono (CO e CO 2 ), fumos e óxidos de nitrogênio, assim como ácido cianídrico, aminas, alcoóis e água. Manter longe de agentes oxidantes fortes, fortemente alcalinos e materiais ácidos. Nessa circunstância poderá produzir reações exotérmicas que produzem calor.

    • 11 – INFORMAÇÕES TOXICOLÓGICAS

      • Informações de acordo com as deferentes vias de exposições: Informações referentes à antiga forma de fornecimento (ca. de 75% em 2 -etoxietilacetato / xileno 1:1)

      • Toxicidade aguda; DL50 oral, rato : > 5.000 mg/kg CL50 inalativo, rato: 400 a 425 mg como aerosol / m3, exposição 4 h.

      • Tolerância pela pele e pelas mucosas, coelhos: Pele - 4 h de exposição - vermelhidão leve, queimadura superficial. Olhos - vermelhidão leve (análises próprias) As análises de toxicidade aguda e subcrônica abaixo foram efetuadas no produto Diisocianato alifático (produto do mesmo tipo isenta de solventes, com viscosidade relativamente baixa):

      • Toxicidade subaguda por inalação, ratazana: Concentrações de ensaio - 3,7 ; 17,5 e 76,6 mg aerosol/m3.

    FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS – FISPQ

    Data de emissão: 29/03/2010

    Revisão: 3

    Revisado em: 06/12/2012

    Pagina de 1 a 12

    Tempo de exposição - 3 semanas (6 h / dia ; 5 dias/semana). 3,7 mg/m3 - tolerada sem qualquer lesão (NOEL). 17,5 e 76,6 mg/m3 - aumento de peso dos pulmões, alterações inflamatórias pronunciadas nos órgãos respiratórios. Todas as alterações não são específicas, pelo que são atribuídas ao potencial de irritação primária do produto. Excetuando-se os órgãos respiratórios, não se verificaram sintomas de lesões.

    • Toxicidade subcrônica por inalação, ratazana: Concentração de ensaio - 0,4 ; 3,4 e 21,0 mg aerosol/m3. Tempo de exposição - 13 semanas (6h/dia ; 5 dias/semana). DECD N° 413; 1988 3,4 mg/m3 - tolerada sem qualquer lesão (NOEL). 21,0 mg/m3 - aumento de peso dos pulmões. Nada indica que há alterações histopatológicas das vias superiores e centrais. Alterações não específicas nos órgãos inferiores respiratórios, atribuídas ao potencial de irritação primária do produto. Não se verificaram sintomas de lesões de órgãos, exceto os respiratórios.

    • Teste de salmonelas/microssomas (teste ames):

    Nenhuma indicação de mutagenidade. Os hidrocarbonetos aromáticos - como xileno - irritam a pele e as mucosas, e têm efeitos narcóticos, quando inalados em altas concentrações.

    • Características especiais/efeitos: Em casos de exposição excessiva - sobretudo na aplicação a pistola sem medidas de proteção (ver item 8) - é possível a irritação dos olhos, do nariz e das vias respiratórias e o aparecimento retardado de transtornos (asma, dificuldades de respiração, tosse). Pessoas hipersensíveis também podem reagir com irritações no caso de concentração de isocianato muito reduzida, mesmo inferior ao valor TLV (MAK). No caso de contato prolongado com a pele, são possíveis efeitos de irritação e curtimento. Xilol: oral LD50 (rato) 5000 mg/kg

    • 12 – INFORMAÇÕES ECOLÓGICAS

      • Evitar a penetração em cursos de água, redes de esgoto e no solo. O produto não é miscível com água. Em contato com água, a resina transforma-se na superfície limite numa substância sólida, de alto ponto de fusão e insolúvel (pol i uréia). A reação produz anidrido carbônico. Esta reação é estimulada através de substâncias tenso ativas (por ex: líquidos) ou por solventes solúveis em água.

      • Classe de perigo à água (WGK) : 2 = perigoso à água (classificação própria). 1-metoxipropilacetato -2 = WGK 1 - ligeiramente perigoso. Xileno = WGK 2 - perigoso à água.

  • 13 – CONSIDERAÇÕES SOBRE TRATAMENTO E DISPOSIÇÃO

    • Métodos de tratamento e disposição

    • Lixo: Poderá ser incinerado em estação de queima controlada, observando-se as prescrições locais.

    • Embalagens vazias: Retirar resíduos do produto na parede da embalagem mediante uma mistura de isopropanol, amoníaco e água.

  • 14 – INFORMAÇÕES SOBRE TRANSPORTE

    • Declaração na expedição por via terrestre: RESINA SINTÉTICA 67,5% EM XILENO/METOXIPROPILACETATO/ACETATO DE BUTILA Inflamável. Ponto de fulgor 38 °C Proteger da umidade Irrita a pele e os olhos e vias respiratórias Manter afastado de alimentos

    • Terrestre: ADR/RID/GGVS

  • FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS – FISPQ

    Data de emissão: 29/03/2010

    Revisão: 3

    Revisado em: 06/12/2012

    Pagina de 1 a 12

    Classe: 3

    Guia UN n°: 1866

    Grupo da Embalagem: III Nome do transporte: UN 1866 - Resina, Solução, Inflamável.

    • Marítimo:

     

    IMDG/GGVSee

    Classe: 3.3 UN n°: 1866

    Grupo da Embalagem: III

    Rótulo:

    Nome próprio da remessa:

    UN 1866 - Resina, Solução, Inflamável

    EMS:

    MFAG: Poluente marinho: Não

    • Aéreo:

    IATA/ICAO Classe: 3 UN n°: 1866

    Grupo da Embalagem: II Rótulo: 3

    • 15 – REGULAMENTAÇÕES

      • As informações apresentadas neste item estão regulamentadas de acordo com a Norma NBR 14725 da ABNT.

      • Outras frases específicas:

    P 91 - Contém isocianatos. Verificar as informações descritas pelo fabricante.

    VbF (Regulamentação Alemã sobre líquidos inflamáveis) : classe A II Todas as regulamentações nacionais existentes sobre manipulação de isocianatos e solventes deverão ser observadas. TLV : HDI = 0,005 PPM (ml/m3), correspondente a 0,035 mg/m3 Xileno = 100 ppm (ml/m3), correspondente a 435 mg/m3 Metoxipropilacetato = não estabelecido STEL (Short Term Exposition Level) : - ACGIH 89

    Xileno = 150 ppm, podendo ser ultrapassado até 15 min., 4 vezes por turno - Valor MAK (TRgS 900) HDI = 0,01 ppm Xileno = 100 ppm

    • Emissão segundo as Instruções Técnicas Alemãs sobre poluição do ar:

    Xileno - classe II 1-metoxipropilacetato -2 - classe III (possibilidade de classificação)

    • 16 – OUTRAS INFORMAÇÕES

    OS DADOS E INFORMAÇÕES AQUI TRANSCRITOS SE REVESTEM DE CARÁTER MERAMENTE COMPLEMENTAR, FORNECIDOS DE BOA FÉ, E SÃO BASEADOS NO NOSSO CONHECIMENTO DO PRODUTO NA DATA DA PUBLICAÇÃO. NENHUMA GARANTIA É DADA SOBRE O RESULTADO DA APLICAÇÃO DESTES DADOS E INFORMAÇÕES, NÃO EXIMINDO OS USUÁRIOS DE SUAS RESPONSABILIDADES EM QUALQUER FASE DO MANUSEIO DO PRODUTO. PREVALECE SOBRE OS DADOS AQUI CONTIDOS O DISPOSTO NOS REGULAMENTOS GOVERNAMENTAIS EXISTENTES.