Você está na página 1de 4

Angiografia

A Angiografia envolve o uso da imagem lactente do raio X examinar vasos sanguíneos. As imagens geradas
durante um procedimento da angiografia são sabidas como angiograma.

Primeiramente, uma agulha é colocada na artéria femoral. Todas As áreas do corpo podem ser endereçadas
deste um local. Depois Que o acesso da agulha é estabelecido, os catetes e os fios estão rosqueados através
do sistema arterial à área de alvo de interesse.

Quando a imagem lactente é executada, um media de contraste iodo-baseado está injectado geralmente no
sistema. O media destaca o sangue que move-se através das embarcações.

Os Angiograma são executados nos hospitais com os pacientes geralmente sob a anestesia local. O
procedimento pode tomar de 20 minutos a diversas horas, segundo a dificuldade do teste e quanto contraste
é exigido.

A Necessidade para a Angiografia

Se um paciente tem problemas com sua circulação, um médico pode sugerir que o paciente se submeta a
uma angiografia para determinar o que está causando os problemas. Os resultados do teste podem
igualmente ajudar o médico a desenvolver opções do tratamento.

A Angiografia pode ser usada para detectar a doença arterial significativa, que pode conduzir a
circunstâncias como o curso, o cardíaco de ataque, a gangrena, e a falha do órgão. A aparência da
angiografia coronária pode ajudar médicos a planear o tratamento de um paciente para cardíaco da angina e
do ataque.

Tipos de Angiografia

Uma variedade de procedimentos da angiografia estão disponíveis que pode ser aproveitado para
diagnosticar problemas médicos diferentes.

A angiografia do Tomografia computorizada (CTA) utiliza raios X, software, e hardware para produzir
horizontal, ou axial, imagens, ou fatias, de vasos sanguíneos para o diagnóstico.

A angiografia Coronária visualiza o interior das artérias coronárias. Estas imagens podem encontrar
estenoses nas artérias que podem ser responsáveis para a dor no peito, e que poderiam causar um cardíaco de
ataque.

Vasos sanguíneos das imagens (DSA) da angiografia da subtracção de Digitas no cérebro para verificar a
circulação sanguínea.
A angiografia do Radionuclide é um procedimento nuclear da medicina. Uma pequena quantidade de
radionuclide (produtos radiofarmacêuticos ou projétil luminoso radioactivo), auxílios o exame do tecido do
alvo. A angiografia de Descanso do radionuclide avalia as membranas cardíacas no movimento.

Imagens Pulmonaas da angiografia os vasos sanguíneos para avaliar várias condições, tais como o
aneurisma, a estenose, ou os bloqueios.

A angiografia da ressonância Magnética (MRA) usa a tintura (MRI) da ressonância magnética e do contraste
para visualizar vasos sanguíneos. Dos Médicos uso MRA frequentemente examinar o coração e outros
tecidos macios, e avaliar a circulação sanguínea.

Angiografia Renal, igualmente chamada arteriografia, imagens os vasos sanguíneos renais para detectar
alguns sinais do bloqueio ou das anomalias que afetam o fluxo sanguíneo aos rins.

Terapias da Angiografia

Durante uma angiografia, determinadas terapias podem ser executadas, como a angioplastia ou a colocação
do stent. A intervenção coronária Percutaneous (PCI), conhecida como a angioplastia coronária, é um
procedimento não-cirúrgico que abra o estreito ou artérias coronárias obstruídas.

O procedimento restaura a circulação sanguínea ao músculo de coração, que pode ter sido obstruído pelo
acúmulo da chapa. Se a chapa rompe, um coágulo de sangue pode formar em sua superfície.

Um grande coágulo tem o potencial obstruir o fluxo de sangue através de uma artéria coronária, uma causa
comum de um cardíaco de ataque. Ao longo do tempo, a chapa rompida igualmente endurece e reduz as
artérias coronárias.

O PCI pode restaurar a circulação sanguínea ao coração. Durante o procedimento, um cateter fino, flexível
com um balão em sua ponta é rosqueado através de um vaso sanguíneo à artéria afetada, guiada pela
imagem lactente do raio X.

Uma Vez Que no lugar, o balão é inflado para comprimir a chapa contra a parede da artéria. Isto restaura o
sangue corre através da artéria.

O procedimento pode aperfeiçoar os sintomas da doença cardíaca coronária, incluindo a angina. O


procedimento igualmente pode diminuir dano do músculo de coração causado por um cardíaco de ataque.

Os Stents podem ser colocados nas artérias durante o PCI. Antes Que o balão esteja inflado, um stent está
colocado em torno dele. Quando a ponta do cateter se move para o local desejado, o balão está inflado,
empurrando a chapa contra a parede da artéria. Isto alarga a artéria e as ajudas restauram a circulação
sanguínea. O balão inteiramente prolongado igualmente expande o stent, introduzindo a no lugar na artéria.
O balão é desinflado e retirado junto com o cateter. O stent permanece na artéria. Ao longo do tempo, as
pilhas vêm a tampa a malha do stent.

Complicações Potenciais

Com angiografia, os pacientes podem experimentar sangrar ou ferir onde a artéria foi entrada. Podem ter
uma reacção alérgica ao contraste. Não frequentemente, a artéria do acesso pode ser obstruída. Muito
raramente durante a angioplastia ou a colocação do stent, parte do bloqueio arterial pode interromper e viajar
a outras artérias.

Fontes

https://www.news-medical.net/health/What-is-Angiography-(Portuguese).aspx, data: 21/11/2017 as 18:53hs

Cuidados Pós-procedimento

Nesta área, você tem acesso à informações relevantes sobre alguns cuidados a serem tomados, após os
procedimentos. Qualquer dúvida, entre em contato.

Cateterismo Cardíaco via artéria radial (punho)

Não flexionar o punho, mantendo esticado por 3 horas.

Evitar levantar peso até 2 dias após o cateterismo.

Fazer curativo diário (utilizar Band-aid), verificando na ferida cirúrgica: rubor (vermelhidão), calor, dor e
sangramento.

Verificar a coloração das mãos e dedos, atentando-se para cianose (cor roxa) e diminuição ou ausência de
pulsação.

Realizar pequenos movimentos com os dedos e a mão (abrir e fechar) freqüentemente.

Em caso de dor, palidez ou esfriamento da mão, telefonar para hemodinâmica.

Cateterismo Cardíaco via artéria braquial (região da dobra do braço)

Não flexionar o braço, mantendo esticado por 3 horas,

Evitar levantar peso até 2 dias após o cateterismo.

Fazer curativo diário (utilizar gaze e micropore), verificando na ferida cirúrgica: rubor (vermelhidão), calor,
dor e sangramento.

Manter o local sempre limpo e seco.


Verificar a coloração das mãos e dedos, atentando-se para cianose (cor roxa) e diminuição ou ausência de
pulsação.

Realizar pequenos movimentos com os dedos e a mão (abrir e fechar) freqüentemente.

Retirar os pontos após 8 dias (Unidade de Saúde, hospital ou nesse serviço).

Em caso de dor, palidez ou esfriamento da mão, telefonar para hemodinâmica.

Cateterismo Cardíaco ou Arteriografia via femoral (Virilha)

Manter curativo compressivo por 24 horas.

Repouso absoluto no leito por 12 horas.

Após a alta, repouso relativo por 3 dias.

É proibido: subir escadas por 1 dia e dirigir por 3 dias após o exame.

Não levantar peso por 2 dias.

Lavar diariamente o local com água e sabão, cobrir com band-aid por 2 dias e após este período, deixar
descoberto.

Manter o local sempre limpo e seco.

Verificar a coloração dos pés e dedos, atentando-se para cianose (cor roxa) e diminuição ou ausência de
pulsação.

Em caso de dor, palidez, esfriamento da perna, pé e aumento do volume da coxa, telefonar para
hemodinâmica.

É normal o aparecimento de um pequeno nódulo endurecido no local da punção, desde que não seja
doloroso. Este nódulo desaparece em cerca de 15 dias.

No caso de equimose (região da punção arroxeado) passar hirudoid três vezes ao dia.

Fonte: http://www.cimap.com.br/info2.php