Você está na página 1de 6

EXCELENTISSIMO SENHOR DOURTOR JUIZ DE DIREITO DA VARA

DO TRABALHO DE AÇAILÂNDIA - MA.

ANTÔNIO RAFAEL DA SILVA ASSUNÇÃO,


brasileiro, casado, vigilante, RG nº 035380452008-6 – SSP/MA, CPF nº
048.802.863-97, PORTADOR DA CTPS nº 000069341 Série 00034MA,
cadastrado no PIS/PASEP sob o nº 160.59833.44.7, natural de Açailândia/MA,
nascido em 07/10/1990, filho de Francisco Lima de Assunção e Rosenilde
Moura da Silva, residente na Rua Omoldir Medeiros, nº 63, Residencial JK,
Bom Jesus das Selvas/MA, CEP: 65395-000, Celular: (98) 98871-0122, E-mail:
rafapgdoexalta@hotmail.com, por seus advogados e bastantes procuradores,
infra-assinados, com endereço profissional rua São Luís, nº 139-A, centro, nesta
cidade, onde recebe intimações e avisos, vem respeitosamente à presença de
Vossa Excelência, com fulcro no art. 840 da CLT, propor:

RECLAMATÓRIA TRABALHISTA

Em face de POTENCIAL SEGURANÇA E


VIGILÂNCIA, CNPJ nº 05.121.169/0001-13, situada na Rua Pedreiras, nº 16,
Turu, São Luís/MA, tendo por base os seguintes fundamentos fáticos e de
direito:

DA GRATUIDADE DE JUSTIÇA

Rua São Luís, nº 139-A, Centro, Açailândia-Maranhão, CEP: 65930-000.


Fones: (99) 3538-1439 / (99) 99167-1202
E-mail: dr.glenes@hotmail.com
Inicialmente, o Autor afirma, sob as penas da lei, e nos
exatos termos do art. 790, §3º, da CLT, OJ 304 da SDI-1 do TST, bem como dos
artigos 98 e 99 c/c art. 105, todos do Código de Processo Civil, que não possui
recursos suficientes para pagar as custas, as despesas processuais e os
honorários advocatícios, pelo que faz jus à GRATUIDADE DA JUSTIÇA.

DA CONTRATUALIDADE

O Reclamante foi admitido em dia 01 de Setembro de


2014 por contrato de experiência de 45 (quarenta e cinco) dias prorrogáveis
por igual período, (CPTS em anexo), para exercer a função de Vigia, com a
remuneração mensal última de R$ 1.220,00 (um mil e duzentos e vinte reais),
cumprindo jornada, das 08:00 horas a 18:00 horas, obedecendo a escala de
revezamento de 12 horas trabalhadas, por 36 horas de descanso. Porém, foi
desligado da empresa em 08 de Setembro de 2017, sem receber as devidas
verbas rescisórias e sem baixa na CPTS.

DA BAIXA NA CPTS E SEGURO DESEMPREGO INDENIZADO

Até o presente momento, a Reclamada não realizou o


registro de baixa em CTPS, não entregou TRCT e nenhuma guia rescisória, o
que impediu o Reclamante de solicitar o Seguro Desemprego, razão pela qual
deve a mesma, por sua conduta lesiva, indenizar o Reclamante sob este título,
em atenção à OJ do SDI-1, 211 do E. TST.

DO SALDO DE SALÁRIO

No decorrer do pacto laboral, o Reclamante não recebeu o


saldo salário do mês de Setembro/2017, razão pela qual faz jus ao seu
recebimento, qual seja R$ 325,33 (trezentos e vinte e cinco reais e trinta e três
centavos).

DAS VERBAS RESCISÓRIAS

No momento da rescisão contratual, o Reclamante não


recebeu as verbas rescisórias, fazendo jus, portanto, ao pagamento de aviso
prévio, férias proporcionais acrescidas de 1/3, 13º salário proporcional (6/12
avos), FGTS e multa rescisória (FGTS 40%), salário do mês de Setembro/2017 e

Rua São Luís, nº 139-A, Centro, Açailândia-Maranhão, CEP: 65930-000.


Fones: (99) 3538-1439 / (99) 99167-1202
E-mail: dr.glenes@hotmail.com
demais verbas rescisórias.

DA MULTA DO ARTIGO 477 DA CLT.

Não havendo a quitação das verbas salariais, rescisórias e


indenizatórias no prazo legal, a Reclamada deverá ser condenada ao pagamento
da multa estabelecida no parágrafo 8º do artigo 477 da CLT.

EX POSITIS, RECLAMA:

1 - Anotação de baixa na CTPS do Reclamante, conforme o exposto acima;


2 - Pagamento dos 13º salários atrasados e proporcionais relativo ao trabalhado
com seus respectivos reflexos, conforme o exposto acima;
4 - Pagamento de todas as verbas rescisórias inerentes à rescisão do contrato de
trabalho, conforme o exposto acima;
5 - Pagamento da multa prevista no artigo 477 da CLT, conforme o exposto
acima;
6 - Pagamento do saldo salário do mês de Setembro/2017;
7 – Pagamento de Seguro desemprego indenizado a apurar;

Outrossim, REQUER:

I – A concessão da GRATUIDADE DE JUSTIÇA em favor do Reclamante;


II - Seja notificada a Reclamada, para, se quiser, apresente defesa, sob pena de
revelia;
III – Seja determinado o recolhimento da contribuição previdenciária de toda a
contratualidade;
IV – Requer a aplicação de juros e correção monetária até o efetivo pagamento
de verbas requeridas;
V – Seja determinado o pagamento imediato das verbas incontroversas sob
pena de aplicação da multa do artigo 467 da CLT;
VI - Protesta por todos os meios de provas admitidos em direito, e em especial,
pelo depoimento pessoal do representante da reclamada, sob pena de confissão,
oitiva de testemunhas, perícia médica, juntada de documentos novos e demais
provas necessárias.

Requer também, que a Reclamada junte aos autos os documentos de posse e


guarda obrigatória da mesma, como: ficha de registro de empregados, registro
de ponto, guias de recolhimento de FGTS e encargos sociais e todos os demais

Rua São Luís, nº 139-A, Centro, Açailândia-Maranhão, CEP: 65930-000.


Fones: (99) 3538-1439 / (99) 99167-1202
E-mail: dr.glenes@hotmail.com
documentos necessários ao desfeche da demanda, sob pena de ser considerado
confesso, quanto à matéria de fato.

Para fins de alçada e efeitos fiscais, tão somente, dá à ação


o valor de R$ 18.275,44 (dezoito mil e duzentos e setenta e cincos reis e
quarenta e quatro centavos).

Nestes termos, pede deferimento.

Açailândia- MA, 20 de Dezembro de 2017.

Wingridy Helen de Sousa Reis


OAB/MA 15.598

Raimundo Glenes Sousa Assunção


OAB/MA 13.202

Cálculo da rescisão do contrato de trabalho do funcionário

Rua São Luís, nº 139-A, Centro, Açailândia-Maranhão, CEP: 65930-000.


Fones: (99) 3538-1439 / (99) 99167-1202
E-mail: dr.glenes@hotmail.com
Dados iniciais para o cálculo:

Data de admissão: 01/09/2014


Data de demissão: 08/09/2017
Último salário: 1.220,00
Motivo da rescisão: Dispensa sem justa causa

Descrição das verbas Valor FGTS


Saldo de salário: 325,33 26,03
Multa atraso pagto rescisão: 1.220,00
13º salário de 01/09/2014 a 31/12/2014 (4/12 avos) 406,67 32,53
13º salário de 01/01/2015 a 31/12/2015 (12/12 avos) 1.220,00 97,60
13º salário de 01/01/2016 a 31/12/2016 (12/12 avos) 1.220,00 97,60
13º salário de 01/01/2017 a 08/09/2017 (8/12 avos) 813,33 65,07
Férias de 01/09/2014 a 31/08/2015 (12/12 avos) 2.440,00
1/3 férias de 01/09/2014 a 31/08/2015 813,33
Férias de 01/09/2015 a 31/08/2016 (12/12 avos) 2.440,00
1/3 férias de 01/09/2015 a 31/08/2016 813,33
Férias de 01/09/2016 a 31/08/2017 (12/12 avos) 1.220,00
1/3 férias de 01/09/2016 a 31/08/2017 406,67
Total 13.338,67 318,83
Estimativa do FGTS não depositado (sobre salários) 3.513,60
Multa 40% sobre FGTS 1.532,97
Total 13.338,67 5.365,40

Deduções
INSS (325,33 X 8,00 %) - 26,03
INSS 13º salário (3.660,00 X 11,00 %) - 402,60
Total deduções - 428,63

Rua São Luís, nº 139-A, Centro, Açailândia-Maranhão, CEP: 65930-000.


Fones: (99) 3538-1439 / (99) 99167-1202
E-mail: dr.glenes@hotmail.com
Resumo geral
Verbas rescisórias 13.338,67
FGTS + multa 40% 5.365,40
Deduções - 428,63
Total líquido 18.275,44

http://www.calculorescisao.com.br/calculo-rescisao-gratis.php

Rua São Luís, nº 139-A, Centro, Açailândia-Maranhão, CEP: 65930-000.


Fones: (99) 3538-1439 / (99) 99167-1202
E-mail: dr.glenes@hotmail.com