Você está na página 1de 7

Automação Telecomunicações e Informática

Unidade de Comunicação
Microprocessada

UCM2811
CARTÃO UCM-2811

Manual de Usuário

© A TI - A utomaçã o, Tel e comuni ca çõe s e I nf or máti ca.


Rua Mar ti m Fr anci s co 380 - Guti e r r e z
B el o Hor i zonte - MG - CEP 30. 430- 220
Te le f one ( 31) 2105- 3100 • F ax (31) 2105. 3111
e.mail : suporte@ati.com.br
Folha de Controle

Título do Documento: Manual de Usuário – UCM-2811

Campo de aprovação da primeira emissão


Doc: UCM-2811 Seções: 1 Seção Data: 16/05/2008
Elaboração: Análise Crítica: Autorização: Aprovação :

Nilson Antônio Campos Marcos Santos Marcos Santos Marcos Santos


Gerente de Produção Ger. Desenvolvimento Ger. Desenvolvimento Ger. Desenvolvimento

Revisão Data Seção Descrição Verif. Autori.


1.1 – Cartão CPU UCM-2811

Este cartão CPU baseia-se em um DSP de alta disponibilidade e concentra as tarefas


de controle, configuração e comunicação da UTR8000/S. O cartão disponibiliza duas portas
de comunicação (uma RS232 e uma V.23) para integração com centro de gerência e uso
com software de parametrização e testes locais, além de uma porta RS485 interna utilizada
para varredura dos diversos cartões de entrada e saída da UTR8000 (sendo os principais:
USC64, UEA08, UST128, UCT32 e outros).

Os módulos constituintes do cartão de comunicação UCM2811 são:

• Unidade de Processamento Central (CPU)


• Portas de Comunicação de dados
• Circuitos para modulação/demodulação no padrão v.23
• Circuitos para geração e monitoração da tensão de alimentação da CPU.

Características técnicas:
➢ 01 porta de Comunicação serial RS232, com protocolo ASR, para
comunicação local;
➢ 01 porta de comunicação serial RS-485 para comunicação com cartões de
E/S;
➢ 01 porta de comunicação V.23 (com suporte a controle de PTT para uso com
rádio);
➢ Memória não volátil E2PROM para armazenamento de dados de configuração;
➢ Chaves de controle, de fácil localização;
➢ Leds de sinalização de estado (comunicação, configuração, energia etc)
➢ Circuitos para geração e monitoração da tensão de alimentação da CPU.

1.1.1 – CPU de controle do cartão


A UCM2811 possui uma poderosa CPU DSP de 32 bits, baseada em arquitetura
Harvard de alta eficiência. Possui duplo sistema de alimentação de baixa tensão (3.3 VCC e
1.9 VCC), permitindo atingir alta velocidade de processamento, mantendo o consumo de
energia a níveis extremamente baixos. Algumas características da CPU são mostradas a
seguir:

➢ Microprocessador DSP com arquitetura “Harvard” modificada, com velocidade


de processamento de 150 MIPS (150 milhões de instruções por segundo);
➢ Sistema de Watch-Dog;
➢ Relógio de Tempo Real (RTC – Real Time Clock);
➢ Firmware residente:
• Controle da UTR;
• Módulo ASR (comunicação com centro de gerência);

Características técnicas:
➢ Microprocessador DSP Texas TMS320F2811, com clock de 30 Mhz;
➢ Memória FLASH (não-volátil): 256Kbytes;
➢ Memória SRAM interna: 36KBytes;
➢ WatchDog: Interno ao processador;
➢ RTC por software com resolução de 1ms, no formato <milisegundos desde
01/01/1970 00:00:00.000>;
➢ Sinalizações de operação, configuração e status através de sinalização visual
por leds.

1.1.2. Conversores DC-DC


A conexão de entrada de energia do cartão UCM2811 permite a conexão de
barramento DC com as tensões de 5VCC. Como a CPU necessita de tensões de 3.3VCC e
1.9VCC, essas tensões são geradas através de conversores/reguladores DC-DC situados no
cartão da UCM2811, a partir da tensão de 5VCC gerada pela fonte de alimentação.

Características técnicas:
➢ Tensões e correntes de saída: 3.3VCC@1A, 1.9VCC@1A;
➢ Proteção contra sobre-corrente: “shut-down” térmico;

1.1.3. Portas de Comunicação


A UCM2811 possui duas portas de comunicação, sendo uma padrão RS-232 e uma
padrão V.23, utilizadas para interligação com os equipamentos de comunicação e de
sinalização de eventos. Cada porta, embora com as mesmas configurações mecânicas,
possuem funcionalidades diferentes, explicadas abaixo:

Porta de comunicação local


Permite a conexão a equipamentos de comunicação. Utilizado principalmente para
conexão com um laptop com objetivo de testes locais ou atualização de firmware.

Características técnicas:
➢ Conector DB-9 padrão RS-232 IBM-PC;
➢ Velocidade de 1200 bps, formatos sem paridade, com 1 stop-bit, controle de
fluxo ausente (sinais RS-232 sempre ativos);
➢ Protocolo de comunicação disponível nesta porta: ASR;
➢ Sem suporte a modem;
➢ Utiliza cabo cruzado (null modem) para conexão com computador (tabela
abaixo).

Conector DB9 Fêmea Conector DB9 Fêmea


1 6
2 3
3 2
4 6
5 5
6 4e1
7 8
8 7
9 Não conectado
Porta de comunicação remota (padrão V.23)
Permite a conexão a equipamentos de comunicação como rádios analógicos ou
diretamente em um barramento analógico (canal de serviço). Esta porta utiliza um
conector DB-9 Fêmea com a pinagem ilustrada na Figura 1. Permite a conexão a
equipamentos de comunicação para interligação da UTR8000/S a um centro de
operação.

Características técnicas:
➢ Conector DB-9;
➢ Velocidade de 1200 bps, formatos sem paridade;
➢ Sinal balanceado, 600 ohms, 4 fios (par TX e par RX);
➢ Sensibilidade de recepção: até –40dB;
➢ Nível de transmissão: ajustável de 0 a –30 dB, via software;
➢ Sinal para controle de PTT de rádio, disponibilizado através de contato seco de
relé;
➢ Protocolo disponível nesta porta: ASR.

Pino Descrição

RX_A e RX_B Canal Recepção V.23

TX_A e TX_B Canal Transmissão V.23

PTT_A e PTT_B Contato seco para PTT

Figura 1. Pinagem do cabo de comunicação via modem

 Ajuste do nível de transmissão

O ajuste do nível de transmissão é feito somente através do software


msup8000. O nível de transmissão default é de -13dBm; para aumentar o
nível basta clicar em NívelTX+ e para abaixá-lo clique em NívelTX- no
software de configuração e testes MSUP8000.
1.1.4. Configurações

 Tabela de Jumpers

Numeração
Posição de Fábrica
do jumper Função
ST1,ST2 e ST3 Para gravação do firmware via bootloader Aberto
Inserção do resistor de 120R para casamento de
ST4 impedância do barramento RS485 2 fios não Fechado
isolado
Inserção do resistor de 120R para casamento de Aberto
ST5
impedância do barramento RS485 isolado
ST6 Alimentação do Codec Fixo em 2-3

 Procedimento para alteração de endereço

Para apagar ou alterar o endereço do cartão UCM-2811 basta pressionar a chave


UPT, disponível no painel frontal do cartão, por 3 segundos; logo após o LED CFG
ficará aceso sinalizando que o cartão está desconfigurado pronto para reconfiguração
do novo endereço.

 Identificação dos leds de sinalização

Item Descrição Identificação LED


01 Presença de tensão no módulo PWR amarelo
02 Indica a presença da portadora na recepção, quando ligado ONL vermelho
03 Indica UTR desconfigurada, quando ligado CFG verde
04 Indica UTR em operação normal, quando piscando rapidamente STT verde
05 Recepção de caracter pela linha serial COM1 ou COM2 RXD vermelho
06 Transmissão de caracter pela linha serial COM1 ou COM2 TXD vermelho