Você está na página 1de 14

www.grancursosonline.com.

br
Prof. URANI
www.multirio.rj.gov.br
www.grancursosonline.com.br
Prof. URANI
www.apaerj.org.br
www.grancursosonline.com.br
Prof. URANI
www.grancursosonline.com.br Imagem www.culturamix.com
Prof. URANI
www.grancursosonline.com.br
Prof. URANI
Professor Urani
www.bloginforma.com.br
www.grancursosonline.com.br
Prof. URANI
www.grancursosonline.com.br
Prof. URANI
redacaoruynavega.blogspot.com

www.grancursosonline.com.br
Prof. URANI
Lei

12.711/12
www.grancursosonline.com.br
Prof. URANI
1) O que é a lei de cotas social?
A Lei nº 12.711/2012, garante a reserva de 50% das matrículas por curso e turno
nas 59 universidades federais e 38 institutos federais de educação, ciência e
tecnologia a alunos oriundos integralmente do ensino médio público, em cursos
regulares ou da educação de jovens e adultos. Os demais 50% das vagas
permanecem para ampla concorrência.
às vagas reservadas e estabelece a sistemática de preenchimento das vagas
reservadas.
2) Como é feita a distribuição das cotas?
As vagas reservadas às cotas (50% do total de vagas da instituição) serão
subdivididas — metade para estudantes de escolas públicas com renda familiar
bruta igual ou inferior a um salário mínimo e meio per capita e metade para
estudantes de escolas públicas com renda familiar superior a um salário mínimo e
meio. Em ambos os casos, também será levado em conta percentual mínimo
correspondente ao da soma de pretos, pardos e indígenas no estado, de acordo
com o último censo demográfico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística
(IBGE).
www.grancursosonline.com.br http://portal.mec.gov.br/cotas/
Prof. URANI
3) Quem concorrer pelas cotas também poderá entrar pela ampla
concorrência?
Nos primeiros quatro anos de implementação da lei, os estudantes cotistas
devem disputar vagas tanto pelo critério de cotas quanto pelo de ampla
concorrência, já que as vagas serão oferecidas gradativamente. A partir de
quatro anos, a permanência desse modelo ficará a critério de cada instituição de
ensino.
4) As cotas valerão para vestibulares tradicionais e para o Sisu?
Sim, a lei já valerá para os próximos vestibulares das instituições e também na
próxima edição do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do Ministério da
Educação. As instituições federais de ensino que adotarem diferentes processos
seletivos precisam observar as reservas de vagas em cada um destes processos.
5) Como será comprovada cor e renda declarados pelos candidatos?
O critério da raça será autodeclaratório, como ocorre no censo demográfico e em
toda política de afirmação no Brasil. Já a renda familiar per capita terá de ser
comprovada por documentação, com regras estabelecidas pela instituição e
recomendação de documentos mínimos pelo MEC.

www.grancursosonline.com.br http://portal.mec.gov.br/cotas/
Prof. URANI
6) No critério racial, haverá separação entre pretos, pardos e índios?
Não. No entanto, o MEC incentiva que universidades e institutos
federais localizados em estados com grande concentração de
indígenas adotem critérios adicionais específicos para esses povos,
dentro do critério da raça, no âmbito da autonomia das instituições.
7) Como o governo federal vai garantir a permanência dos
estudantes cotistas na universidade?
A política de assistência estudantil será reforçada. No orçamento de
2013 já está previsto um aumento para o Programa Nacional de
Assistência Estudantil (Pnaes). Serão investidos pelo menos R$ 600
milhões em assistência estudantil em 2013. O MEC está articulando
com os reitores a política de acolhimento dos alunos cotistas, que
também gira em torno da política de tutoria e nivelamento.

www.grancursosonline.com.br http://portal.mec.gov.br/cotas/
Prof. URANI
Imagem : vamosmudarestemundo.blogspot.com
www.grancursosonline.com.br
Prof. URANI