Você está na página 1de 29

Aula 00

Noções de Regimento Interno p/ ALERJ (Todos os Cargos) - Com videoaulas

Professor: Fabrício Rêgo

00000000000 - DEMO
TÉCNICA LEGISLATIVA E NOÇÕES DE REGIMENTO INTERNO - ALERJ - 2016
Aula 00 – Prof. Fabrício Rêgo

AULA 00
CONCEITOS INTRODUTÓRIOS

SUMÁRIO
SUMÁRIO ................................................................................................. 1

APRESENTAÇÃO ....................................................................................... 2

MÉTODO DA AULA .................................................................................... 5

CONCEITOS INTRODUTÓRIOS .................................................................... 8

QUORUM ............................................................................................... 14

DA SEDE ............................................................................................... 15

DAS SESSÕES PREPARATÓRIAS ............................................................... 16

QUESTÕES COMENTADAS ........................................................................ 20

LISTA DE QUESTÕES - SEM COMENTÁRIOS ............................................... 24

MAPAS MENTAIS .................................................................................... 26

00000000000

Prof. Fabrício Rêgo www.estrategiaconcursos.com.br 1 de 27


00000000000 - DEMO
TÉCNICA LEGISLATIVA E NOÇÕES DE REGIMENTO INTERNO - ALERJ - 2016
Aula 00 – Prof. Fabrício Rêgo

AULA 00 - CONCEITOS INTRODUTÓRIOS

Olá, estudioso do Estratégia Concursos! Como vai?

Seja muito bem-vindo ao curso de Técnica Legislativa e Noções

de Regimento Interno para o concurso da Assembleia


Legislativa do Estado do Rio de Janeiro - ALERJ.

Permita-me realizar a minha apresentação, bem como a apresentação do


método de trabalho que estamos propondo para sua aprovação.

Informação importante:

Este curso está de acordo com a retificação do edital em 5 de outubro!!


Nele, além do conteúdo de regimento interno, você estudará a LC 95/98 e a
Resolução nº 321/80, ambos incluídos nesta retificação!

APRESENTAÇÃO

Eu sou Fabrício Sousa Rêgo. Sou Bacharel em Direito, além de ter tido
00000000000

uma breve passagem pelo curso de Jornalismo. Profissionalmente, ocupo o


cargo de Oficial de Justiça Avaliador Federal no Tribunal de Justiça do
Distrito Federal e dos Territórios, em Brasília, certamente um dos melhores
tribunais do país para se trabalhar.

Minha carreira no serviço público começou aos 21 anos quando, então,


ingressei no cargo de Técnico em Regulação da Agência Nacional de Aviação
Civil. Antes disso, havia sido aprovado para o cargo de Oficial de Diligências do
Ministério Público do Tocantins, para o qual só fui nomeado mais tarde, mas

Prof. Fabrício Rêgo www.estrategiaconcursos.com.br 2 de 27


00000000000 - DEMO
TÉCNICA LEGISLATIVA E NOÇÕES DE REGIMENTO INTERNO - ALERJ - 2016
Aula 00 – Prof. Fabrício Rêgo

não assumi. Após a conclusão do meu curso superior, prestei alguns concursos
de tribunais e logrei êxito em três: Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região
e Supremo Tribunal Federal, ambos para o cargo de Analista Judiciário - Área
judiciária, bem como para o cargo que ocupo atualmente no TJDFT. Dentre eles,
fui nomeado e exerci o cargo no STF, tendo atuado em gabinete de Ministro
daquela Corte, passagem que rendeu muitos aprendizados. Em termos de pós-
graduação, meus estudos estão, hoje, no Direito Processual Civil.

Aqui no Estratégia Concursos sou professor das carreiras legislativas,


especialmente dos Regimentos Internos do Senado, Câmara e Comum do
Congresso Nacional e outras assembleias.

Tenho a honra de ser coautor do livro "Lei do Processo Administrativo


Federal Esquematizada", pela Editora Método, Grupo GEN, 2013.

Sempre estou publicando no Facebook algum conjunto de mapas mentais


gratuitos, ou outros materiais. Curta nossa página e acompanhe:

Professor Fabrício Rêgo

Gostaria de te convidar a ler o meu artigo no qual exponho a importância


de se estudar regimentos e leis especiais:

Sobre machados, regimentos e concursos

00000000000

Prof. Fabrício Rêgo www.estrategiaconcursos.com.br 3 de 27


00000000000 - DEMO
TÉCNICA LEGISLATIVA E NOÇÕES DE REGIMENTO INTERNO - ALERJ - 2016
Aula 00 – Prof. Fabrício Rêgo

Antes de falar sobre nossa aula, gostaria de te chamar pra uma reflexão
rápida que tem me tocado, como cidadão, nesse momento de
amadurecimento político e responsabilização de políticos corruptos pelo
qual passa a sociedade brasileira.

Para tanto, me valho das palavras de Leandro Karnal, filósofo e historiador


eminente:

00000000000

“Não existe país com governo corrupto e


população honesta!” – Leandro Karnal

Prof. Fabrício Rêgo www.estrategiaconcursos.com.br 4 de 27


00000000000 - DEMO
TÉCNICA LEGISLATIVA E NOÇÕES DE REGIMENTO INTERNO - ALERJ - 2016
Aula 00 – Prof. Fabrício Rêgo

Essa frase calou fundo em mim e tem gerado uma série de reflexões e
mudanças. Incomodou-me, como parte da população brasileira, ser obrigado a
concordar com esse pensamento.

Mas na sequência, recordei-me do pensamento de Mahatma Gandhi e,


também, concordei:

“Seja você a mudança que quer ver no mundo!”


– Mahatma Gandhi

Com isso, eu te pergunto:

Quer ser fazer parte dessa mudança de cultura?

Então comece por você: RATEIO DE MATERIAL É PIRATARIA, ele viola os


direitos autorais do trabalho feito por nós, professores, e por toda a equipe do
Estratégia.

MÉTODO DA AULA
00000000000

Minha breve palavra de incentivo a você, caro amigo, é que a estratégia


de estudo, associada à disciplina, são fundamentais para a aprovação. De
nada adianta estudar "de cabo a rabo" todo o edital, lendo todos os livros
possíveis e impossíveis, sem possuir uma tática, um foco, uma preparação
otimizada, direcionada para aquilo que de fato importa. E aqui está o pulo do

Prof. Fabrício Rêgo www.estrategiaconcursos.com.br 5 de 27


00000000000 - DEMO
TÉCNICA LEGISLATIVA E NOÇÕES DE REGIMENTO INTERNO - ALERJ - 2016
Aula 00 – Prof. Fabrício Rêgo

gato do nosso curso: tenho a missão de otimizar o seu aprendizado. O que


te proponho é um estudo sistematizado. Explico.

Em primeiro lugar, sempre tenho como estratégia dar um enfoque


diferenciado para o estudo dessas normas esparsas, tais como regimentos, Leis
Orgânicas, legislação especial, etc. Parto do pressuposto de que as matérias
"comuns" todos os demais concorrentes que estão aptos a serem aprovados
possuem o domínio. Por outro lado, feliz ou infelizmente, poucas pessoas dão
importância a esse estudo, mas depois se questionam por que não conseguem
a tão sonhada aprovação.

Pois bem, aqui já começa um diferencial, uma tática: dar muita


importância a esse requisito do edital, no nosso caso, o Regimento Interno. É
nessa disciplina que você irá tirar a diferença de pontuação em relação à
massa. Onde ninguém está dando tanta atenção, ou ao menos a atenção
devida, é onde você irá se diferenciar.

Veja bem: ainda que tenha apenas UMA questão dessas na prova inteira
(apenas a título de ilustração), se você quer ocupar o seu cargo público, JAMAIS
deve subestimar essa questão. Ela pode ser o seu diferencial entre estar ou não
aprovado. Se a matéria consta do edital, uma vírgula que seja, deve ser
estudada com todo carinho, atenção, disciplina, foco, enfim, SIMPLES ASSIM!!!

Calma, sei que já deve estar afoito para entrarmos no conhecimento


propriamente dito da matéria, mas essa introdução é importante para todo o
00000000000

desenvolvimento do nosso curso, para captar o "espírito da coisa". Continue


lendo!

Veja: você se prepara longamente, compra todos os cursos oferecidos pelo


Estratégia Concursos, investe muito dinheiro para correr o risco de no dia da
prova ficar pra trás por conta de algumas questões de LODF e RICLDF que o
examinador resolveu se aprofundar e exigir um conhecimento além?! Eu nunca
quis correr esse risco!

Prof. Fabrício Rêgo www.estrategiaconcursos.com.br 6 de 27


00000000000 - DEMO
TÉCNICA LEGISLATIVA E NOÇÕES DE REGIMENTO INTERNO - ALERJ - 2016
Aula 00 – Prof. Fabrício Rêgo

E aqui entra a tarefa do Estratégia Concursos e minha, pessoalmente.


Estou aqui para detalhar ao máximo o texto das normas. Para isso irei te passar
todo o conteúdo em suas mãos, pronto a ser absorvido por você.

Para tanto, claro, irei me valer de MAPAS MENTAIS INÉDITOS, gráficos


explicativos, questões inéditas e também as que já foram cobradas,
tudo com o propósito de tornar regimento algo mais palatável a você, amigo
estudioso. Os mapas mentais estarão ao final das aulas e, quando finalizado o
curso, você terá um arquivo completo com todos os mapas para revisar!

Nossas aulas serão repletas de questões inéditas mas, claro, permeadas


com as questões que tivermos de concurso anteriores.

Portanto, eis aqui minha proposta de tática para trabalharmos e, nessa


disciplina, te dar o melhor em termos de qualidade de conteúdo, marca
peculiar do Estratégia Concursos.

Além de tudo isso, claro, estou sempre à disposição no fórum de dúvidas


do nosso site, na área do aluno!

Segue, abaixo, o cronograma de nossas aulas:

AULA CONTEÚDO DATA

Aula 0 ok
Regimento Interno – Parte 1
Aula 1 Regimento Interno – Parte 2 ok
00000000000

Aula 2 ok
Regimento Interno – Parte 1
Aula 3 Regimento Interno – Parte 2 ok

Aula 4 Regimento Interno – Parte 3 13/10

Aula 5 Regimento Interno – Parte 4 21/10

Aula 6 Regimento Interno – Parte 5 28/10

Aula 7 Regimento Interno – Parte 6 8/11

Prof. Fabrício Rêgo www.estrategiaconcursos.com.br 7 de 27


00000000000 - DEMO
TÉCNICA LEGISLATIVA E NOÇÕES DE REGIMENTO INTERNO - ALERJ - 2016
Aula 00 – Prof. Fabrício Rêgo

Aula 8 Regimento Interno – Parte 7 14/11

Aula 9 Lei 95/98 16/11

Aula Resolução 321/81 18/11


10

Aula Mapas mentais e exercícios 18/11


11

Sem mais delongas, vamos ao que interessa.

CONCEITOS INTRODUTÓRIOS

Vamos, agora, conhecer e fixar alguns conceitos fundamentais para o início


do nosso estudo e com os quais estaremos sempre lidando durante o curso.

LEGISLATURA: é o tempo correspondente aos trabalhos legislativos,


que corresponde a 4 anos. Funciona como um marco de início e fim de
trabalhos. Observe que, no caso dos deputados estaduais, o tempo coincide
com os seus mandatos. No entanto, fique atento pois ao se falar em legislatura,
tecnicamente não se trata de mandatos dos parlamentares, mas sim de
trabalho legislativo.
00000000000

Quando se inicia uma legislatura? Com a posse dos deputados, em 1º de


fevereiro do ano subsequente às eleições, sendo marcada pela primeira reunião
preparatória.

As legislaturas são numeradas seguindo uma ordem. Atualmente estamos


na 11ª, que se iniciou em 1º de fevereiro de 2015 e se estende até o dia 31 de
janeiro de 2019.

MESA DIRETORA: o que vem a ser esse termo que tanto lemos por aí? A
Mesa (escrita com inicial maiúscula, caso contrário significará o objeto) é o

Prof. Fabrício Rêgo www.estrategiaconcursos.com.br 8 de 27


00000000000 - DEMO
TÉCNICA LEGISLATIVA E NOÇÕES DE REGIMENTO INTERNO - ALERJ - 2016
Aula 00 – Prof. Fabrício Rêgo

ÓRGÃO DIRETOR COLEGIADO, órgão máximo da ALERJ, tanto


administrativamente quanto nas atividades legislativas. Por ora, deixo
apenas esse esclarecimento para que saibam do que se trata este termo, já que
falaremos dele logo mais, sendo que a formação da Mesa e outros detalhes
serão trabalhados no decorrer do curso.

Vejamos o texto do RIALERJ:

Art. 17 - À Mesa Diretora, órgão colegiado, na qualidade de comissão diretora incumbe a


direção dos trabalhos legislativos e dos serviços administrativos da Assembléia 1, e decide
pela maioria de seus membros.

SESSÃO LEGISLATIVA ORDINÁRIA (SLO): corresponde, grosso modo,


a um ano de atividades legislativas. Esse ano é dividido em períodos
legislativos, os quais são: 1º de fevereiro a 30 de junho - RECESSO - 1º de
agosto a 31 de dezembro. Então, a sessão legislativa ordinária corresponde
aos dois períodos.

00000000000

1
O texto original do regimento não foi atualizado com o Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa.
Assim, o termo “assembleia” está grafado com acento, o que, atualmente, não é mais a forma correta.
Logo, ao se depararem com essa grafia nas transcrições do regimento durante o curso, saiba que
corresponde ao texto original.

Prof. Fabrício Rêgo www.estrategiaconcursos.com.br 9 de 27


00000000000 - DEMO
TÉCNICA LEGISLATIVA E NOÇÕES DE REGIMENTO INTERNO - ALERJ - 2016
Aula 00 – Prof. Fabrício Rêgo

Essas datas não são as mesmas do Legislativo Federal! Como você

está estudando Direito Constitucional, observe a diferença para fixar

bem os conceitos.

E se qualquer desses dias recair num sábado, domingo e feriados, em


determinado ano? Bem, nesse caso a reunião será transferida para o primeiro
dia útil subsequente.

Ademais, a Constituição Estadual do Rio de Janeiro (CERJ) traz uma diretriz


importante (em simetria com o estabelecido para âmbito federal): sem a
aprovação do projeto de lei de diretrizes orçamentárias (LDO), não haverá
interrupção da sessão legislativa em 30 de junho.

SESSÃO LEGISLATIVA EXTRAORDINÁRIA (SLE): é a que funciona no


período do recesso, sempre decorrente de uma convocação extraordinária.
As hipóteses estão previstas no art. 107 da Constituição Estadual.

Vamos relembrar?

Art. 107. [...]

§ 4º - A convocação extraordinária da Assembléia Legislativa será feita:

I - pelo seu Presidente, em caso de intervenção em Município, bem como para receber o
00000000000

compromisso e dar posse ao Governador e ao Vice-Governador do Estado;

II - pela Mesa Diretora ou a requerimento de um terço dos Deputados que compõem a


Assembléia Legislativa para apreciação de ato do Governador do Estado que importe em
crime de responsabilidade;

III - pelo Governador do Estado, pelo Presidente da Assembléia Legislativa ou a


requerimento da maioria dos seus membros, em caso de urgência ou interesse público
relevante.

Prof. Fabrício Rêgo www.estrategiaconcursos.com.br 10 de 27


00000000000 - DEMO
TÉCNICA LEGISLATIVA E NOÇÕES DE REGIMENTO INTERNO - ALERJ - 2016
Aula 00 – Prof. Fabrício Rêgo

Por fim, uma questão: os parlamentares receberão verbas indenizatórias


por participação nessa sessão legislativa extraordinária, não é? NÃO! A
Constituição Estadual em seu art. 107, §6º, proíbe o recebimento, estando em
simetria com a CF/88 no §7º do art. 57.

Pessoal, para prosseguir preciso de um reforço na ATENÇÃO de

vocês para evitar confusões durante o estudo do regimento. Venham

aqui comigo e fique tranquilo que logo mais terá um mapa mental

resumindo tudo!!

SESSÃO ORDINÁRIA: essa sessão é prevista no regimento e corresponde


a um dia legislativo, dia de atividades. Vejamos:

Art. 69. [...]


00000000000

§ 2º - As sessões ordinárias são diurnas, com início às quinze horas e término às dezoito
horas e trinta minutos, realizando-se de terça a quinta-feira.

Veja: antes estávamos nos referindo a sessão LEGISLATIVA ordinária,


que é algo maior, um ano legislativo. Aqui estamos vendo a sessão ordinária,
que é um dia de atividades. Não vamos entrar aqui nas minúcias da sessão
ordinária, mas é importante desde já conhecer as duas definições para se
familiarizar com os termos. Portanto, quando estivermos nos referindo à sessão

Prof. Fabrício Rêgo www.estrategiaconcursos.com.br 11 de 27


00000000000 - DEMO
TÉCNICA LEGISLATIVA E NOÇÕES DE REGIMENTO INTERNO - ALERJ - 2016
Aula 00 – Prof. Fabrício Rêgo

de trabalho, reuniões do dia, será apenas sessão ordinária. Por outro lado, para
falarmos do ano de trabalho, sempre utilizaremos sessão legislativa ordinária.

SESSÃO EXTRAORDINÁRIA: aqui nós temos uma sessão de atividades


fora do dia ou hora agendado para as sessões ordinárias. É muito
importante entender que em nada se assemelha com a sessão LEGISLATIVA
extraordinária, da qual já tratamos. Sobre a nomenclatura, repito o exposto
anteriormente: quando estivermos nos referindo à sessão de trabalho
extraordinária, fora do padrão das ordinárias, será apenas sessão
extraordinária. Por outro lado, para falarmos de convocação extra da ALERJ,
prevista na CERJ, sempre utilizaremos sessão legislativa extraordinária.

Art. 69. [...]

§ 3º - As sessões extraordinárias são diurnas ou noturnas, antes ou depois das sessões


ordinárias, ou aos sábados e feriados, e serão convocadas pelo Presidente ou por
deliberação da maioria absoluta da Assembléia, a requerimento de qualquer Deputado,
aplicando-se o que dispõe o art. 71 e seus parágrafos.

Assim como a sessão ordinária, trataremos dos detalhes da sessão


extraordinária em momento oportuno.

SESSÕES PREPARATÓRIAS: essas sessões antecedem a abertura


oficial dos trabalhos, da SLO, e servem para empossar os novos membros da
00000000000

ALERJ bem como proceder è eleição da Mesa da Casa. A data da reunião será
sempre dia 1º de fevereiro. Ademais, as preparatórias ocorrem sempre na 1ª e
na 3ª SLO.

Art. 69. [...]

§ 1º - As sessões preparatórias são as que precedem a inauguração dos trabalhos da


Assembléia Legislativa na primeira e na terceira sessões legislativas de cada legislatura.

Prof. Fabrício Rêgo www.estrategiaconcursos.com.br 12 de 27


00000000000 - DEMO
TÉCNICA LEGISLATIVA E NOÇÕES DE REGIMENTO INTERNO - ALERJ - 2016
Aula 00 – Prof. Fabrício Rêgo

Diante dessa sopa de letrinhas, uma pergunta: quando se inicia a


legislatura?

A legislatura começa com a posse dos deputados, a qual ocorre em

1º de fevereiro do ano subsequente às eleições.

Vejamos os artigos que conectam esse entendimento pra você não se perder
com os conceitos e datas (estão fora da ordem propositalmente):

Art. 2º - A Assembléia Legislativa se reunirá em sessões legislativas ::

I - ordinárias, de 1º de fevereiro a 30 de junho e de 1º de agosto a 31 de dezembro;


00000000000

II - extraordinárias, quando, com este caráter, forem convocadas na forma deste


Regimento.

§ 1º - A primeira e a terceira sessões legislativas ordinárias de cada legislatura serão


precedidas de sessões preparatórias

§ 2º - As reuniões marcadas para as datas a que se refere o inciso I serão transferidas


para o primeiro dia útil subseqüente, quando recaírem em sábados, domingos e feriados.

[...]

Prof. Fabrício Rêgo www.estrategiaconcursos.com.br 13 de 27


00000000000 - DEMO
TÉCNICA LEGISLATIVA E NOÇÕES DE REGIMENTO INTERNO - ALERJ - 2016
Aula 00 – Prof. Fabrício Rêgo

Art. 4º - Às quinze horas do dia 1º de fevereiro do primeiro ano de cada legislatura os


candidatos diplomados Deputados Estaduais se reunirão em sessão preparatória na sede
da Assembléia Legislativa.

QUORUM

Uma vez que já iniciaremos logo mais o estudo que demanda esse
conhecimento, falaremos agora sobre os quoruns, o que são, quais os tipos,
como funcionam.

O quorum é a exigência mínima de número de deputados que devem estar


presentes para deliberações, aprovação de matérias ou instalação de reunião.
Podem ser de maioria simples; maioria absoluta e quoruns qualificados.

A regra geral para as votações é de maioria simples de votos, o que


é previsto diretamente no art. 96 da LODF, a não ser que haja disposição em
contrário.

A maioria simples nada mais é do que o voto da maioria para


aprovação, desde que presentes na votação a maioria absoluta dos
membros.
00000000000

Abaixo segue a disposição da CERJ:

Art. 96 - Salvo disposição constitucional em contrário, as deliberações da Assembléia


Legislativa e de suas Comissões serão tomadas por maioria de votos, presente a maioria
absoluta de seus membros.

Agora, vejamos o RIALERJ:

Art. 174 - Na forma do art. 47 da Constituição Federal e do art. 96 da Constituição


Estadual, as deliberações da Assembléia Legislativa e de suas comissões serão tomadas
por maioria de votos, presente a maioria absoluta de seus membros, salvo as disposições
constitucionais em contrário.

Prof. Fabrício Rêgo www.estrategiaconcursos.com.br 14 de 27


00000000000 - DEMO
TÉCNICA LEGISLATIVA E NOÇÕES DE REGIMENTO INTERNO - ALERJ - 2016
Aula 00 – Prof. Fabrício Rêgo

Esse quorum de maioria simples, portanto, sempre irá variar de acordo


com o número de presentes, não sendo fixo.

O quorum de maioria absoluta é aquele que exige o voto da maioria


absoluta dos membros para a aprovação da deliberação,
independentemente do número de presentes. Esse quorum corresponde à
metade mais um do número de deputados. A ALERJ possui 70 deputados
estaduais, logo a maioria absoluta é 36 (35, que é a metade, +1 = 36).

Importante frisar que o quorum é exigido no RIALERJ não apenas para


deliberações ou aprovações, mas também para instalação de sessões, como
poderemos constatar no andamento do estudo.

O quorum qualificado ou especial é o que é indicado de forma fracionada


no texto, tal como 2/3, 3/5, etc.

DA SEDE

00000000000

A ALERJ tem sede no Palácio Tiradentes, na Capital do Estado. Em caso de


ocorrência que impossibilite o seu funcionamento na sede, a ALERJ poderá se
reunir, EVENTUALMENTE, em qualquer outro local.

Para tanto, faz-se necessária determinação da Mesa Diretora, a requerimento


da maioria dos deputados.

Trata-se do conteúdo do art. 1º do regimento:

Prof. Fabrício Rêgo www.estrategiaconcursos.com.br 15 de 27


00000000000 - DEMO
TÉCNICA LEGISLATIVA E NOÇÕES DE REGIMENTO INTERNO - ALERJ - 2016
Aula 00 – Prof. Fabrício Rêgo

Art. 1º - A Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro tem sede no Palácio


Tiradentes, na Capital do Estado.
§ 1º - Em caso de ocorrência que impossibilite o seu funcionamento na sede, a Assembléia
Legislativa poderá se reunir, eventualmente, em qualquer outro local, por determinação
da Mesa Diretora, a requerimento da maioria dos Deputados.
§ 2º - A Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, por deliberação da Mesa
Diretora, deverá criar espaços e estimular manifestações cívicas e culturais.
§ 3º - Os atos a que se refere o parágrafo anterior terão lugar no plenário, que será
utilizado no seu tempo livre, ou seja, às segundas-feiras a partir das quatorze horas e às
sextas-feiras a partir das dezesseis horas e trinta minutos, e no Salão Nobre.

DAS SESSÕES PREPARATÓRIAS

As sessões preparatórias ocorrem em dois momentos distintos da legislatura:

1ª SLO - 1º Posse dos deputados


Eleição e posse dos membros da
e 2 de Mesa Diretora
Nesta data se inicia a
fevereiro LEGISLATURA
00000000000

3ª SLO - 1ª Eleição e posse dos membros da


Mesa Diretora para o segundo
quinzena de biênio

fevereiro

Prof. Fabrício Rêgo www.estrategiaconcursos.com.br 16 de 27


00000000000 - DEMO
TÉCNICA LEGISLATIVA E NOÇÕES DE REGIMENTO INTERNO - ALERJ - 2016
Aula 00 – Prof. Fabrício Rêgo

As sessões preparatórias se dividem da seguinte forma:

1ª SLO:

1ª sessão preparatória: posse dos deputados, 1º de fevereiro

2ª sessão preparatória: eleição da Mesa - 2 de fevereiro

3ª SLO:

1ª sessão preparatória: eleição e posse da nova Mesa.

O candidato diplomado, ou seja, o deputado eleito e já com o diploma


expedido pela Justiça Eleitoral (o qual atesta o cumprimento de todos os
requisitos legais) deverá apresenta-lo à Mesa Diretora no dia 31 de janeiro,
pessoalmente ou por intermédio de seu partido.

Além disso, deve levar a comunicação do seu nome parlamentar (a forma com

a qual quer ser chamado), a legenda partidária e a declaração de bens.

00000000000

As declarações de bens dos deputados apresentadas no ato da

posse devem ser renovadas antes da 2ª e da 4ª sessões legislativas.

A Secretaria-Geral da Mesa Diretora deve organizar a relação dos deputados


diplomados para a sessão de posse.

Prof. Fabrício Rêgo www.estrategiaconcursos.com.br 17 de 27


00000000000 - DEMO
TÉCNICA LEGISLATIVA E NOÇÕES DE REGIMENTO INTERNO - ALERJ - 2016
Aula 00 – Prof. Fabrício Rêgo

No dia 1º de fevereiro, às 15h, do primeiro ano de cada legislatura, os


candidatos diplomados deputados se reunirão em sessão preparatória na sede
da Assembleia.

Veja que neste dia 1º de fevereiro já não haverá Mesa Diretora formada, vez
que estaremos com uma nova formação parlamentar. Nesse caso, deve assumir
a direção dos trabalhos:

 O último presidente da ALERJ, se reeleito deputado. Na sua falta:


 O deputado mais idoso dentre os de maior número de legislaturas

Aberta a sessão, o Presidente convidará dois deputados, de partidos


diferentes, para servirem de secretários.

Feito isso, serão proclamados os nomes dos diplomados constantes da relação


de diplomados. Vejamos, abaixo, os próximos passos da sessão no próprio
regimento:

Art. 4º. [...]

§ 3º - Examinadas e decididas pelo Presidente as dúvidas, se as houver, atinentes à


relação nominal de Deputados, será tomado o compromisso solene dos empossados. De
pé todos os presentes, o Presidente proferirá a seguinte declaração: “Prometo
00000000000

desempenhar fielmente o mandato que me foi confiado, dentro das normas constitucionais
e legais da República e do Estado, servindo com honra, lealdade e dedicação ao povo do
Estado do Rio de Janeiro”. Ato contínuo, feita a chamada, cada Deputado, de pé, ratificará
a declaração dizendo: “Assim o prometo”, permanecendo os demais parlamentares
sentados e em silêncio.
§ 4º - O conteúdo do compromisso e o ritual de sua prestação não poderão ser
modificados; o compromissando não poderá ser empossado através de procurador.

Prof. Fabrício Rêgo www.estrategiaconcursos.com.br 18 de 27


00000000000 - DEMO
TÉCNICA LEGISLATIVA E NOÇÕES DE REGIMENTO INTERNO - ALERJ - 2016
Aula 00 – Prof. Fabrício Rêgo

O deputado compromissando não poderá ser empossado por

procurador.

Salvo motivo de força maior ou enfermidade devidamente comprovada, a posse


se dará no prazo de 30 dias, prorrogado por igual período a requerimento do
interessado. A contagem do prazo será da seguinte forma:

 I - da primeira sessão preparatória para instalação da primeira sessão


legislativa da legislatura;
 II - da diplomação, se eleito Deputado durante a legislatura;
 III - da ocorrência do fato que a ensejar, por convocação do Presidente.

O deputado que precisar ser empossado posteriormente, ou seja, fora da


sessão solene, prestará o compromisso em sessão ou junto à Mesa. A exceção
00000000000

para isso é quando a posse ocorra em período de recesso parlamentar, ocasião


que será perante o Presidente.

Caso haja necessidade, em qualquer fase da legislatura, de convocar suplente


de deputado, este só precisará prestar compromisso de posse quando da
primeira convocação. Ou seja: nas convocações subsequentes, não precisará o
suplente prestar novo compromisso.

Por fim:

Prof. Fabrício Rêgo www.estrategiaconcursos.com.br 19 de 27


00000000000 - DEMO
TÉCNICA LEGISLATIVA E NOÇÕES DE REGIMENTO INTERNO - ALERJ - 2016
Aula 00 – Prof. Fabrício Rêgo

Art. 4º. [...]

§ 8º - O Presidente fará publicar no Diário Oficial do Poder Legislativo do dia seguinte a


relação dos Deputados investidos nos mandatos, que servirá para o registro de
comparecimento e verificação do quórum necessário à abertura da sessão, bem como
para as votações nominais e por escrutínio aberto.

O comum é que o deputado tome posse coletivamente. No entanto,

ele possui o prazo de 30 dias para tomar posse, se assim o quiser. Esse

prazo poderá ser estendido por mais 30, a requerimento dele.

00000000000

QUESTÕES COMENTADAS

1 - Em caso de ocorrência que impossibilite o seu funcionamento na sede, a


Assembleia Legislativa poderá se reunir, eventualmente, em qualquer outro
local, por determinação da Mesa Diretora, a requerimento da maioria dos
Deputados. ( )

Resposta: correto.

Prof. Fabrício Rêgo www.estrategiaconcursos.com.br 20 de 27


00000000000 - DEMO
TÉCNICA LEGISLATIVA E NOÇÕES DE REGIMENTO INTERNO - ALERJ - 2016
Aula 00 – Prof. Fabrício Rêgo

Art. 1º - A Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro tem sede no


Palácio Tiradentes, na Capital do Estado.
§ 1º - Em caso de ocorrência que impossibilite o seu funcionamento na sede, a
Assembléia Legislativa poderá se reunir, eventualmente, em qualquer outro
local, por determinação da Mesa Diretora, a requerimento da maioria dos
Deputados. [...]

2 - A legislatura inicia-se em 15 de fevereiro do primeiro ano subsequente às


eleições dos deputados. ( )

Resposta: errado. A legislatura se inicia em 1º de fevereiro com a sessão


preparatória para posse dos deputados.
Art. 2º - A Assembléia Legislativa se reunirá em sessões legislativas ::
I - ordinárias, de 1º de fevereiro a 30 de junho e de 1º de agosto a 31 de
dezembro; [...]
Art. 4º - Às quinze horas do dia 1º de fevereiro do primeiro ano de cada
legislatura os candidatos diplomados Deputados Estaduais se reunirão em
sessão preparatória na sede da Assembléia Legislativa.

3 - As sessões preparatórias destinam-se à instalação dos trabalhos legislativos


e início das sessões ordinárias. ( )

Resposta: errado. De fato, as sessões preparatórias destinam-se à instalação


dos trabalhos. Embora a SLO tenha início na mesma data, 1º de fevereiro,
tecnicamente as sessões preparatórias não marcam o início das sessões
ordinárias (que são diferentes da sessão legislativa ordinária). Lembrando que
teremos uma preparatória para posse e outra para a eleição da Mesa, de acordo
com o regimento. Se houvesse uma sessão ordinária ainda nesse dia, seria
00000000000

após o encerramento das sessões preparatórias, mas em nada se confunde com


elas.
Art. 69. [...]
§ 1º - As sessões preparatórias são as que precedem a inauguração dos
trabalhos da Assembléia Legislativa na primeira e na terceira sessões
legislativas de cada legislatura.
§ 2º - As sessões ordinárias são diurnas, com início às quinze horas e término
às dezoito horas e trinta minutos, realizando-se de terça a quinta-feira.

Prof. Fabrício Rêgo www.estrategiaconcursos.com.br 21 de 27


00000000000 - DEMO
TÉCNICA LEGISLATIVA E NOÇÕES DE REGIMENTO INTERNO - ALERJ - 2016
Aula 00 – Prof. Fabrício Rêgo

4 - As sessões extraordinárias são as realizadas em dia ou hora diversos dos


prefixados para as ordinárias. ( )

Resposta: correto.

Art. 69.[...]
§ 2º - As sessões ordinárias são diurnas, com início às quinze horas e término
às dezoito horas e trinta minutos, realizando-se de terça a quinta-feira.

5 - A sessão legislativa ordinária compreende os seguintes períodos: de 15 de


fevereiro a 30 de junho e de 1º agosto a 15 de dezembro. ( )

Resposta: errado.

Art. 2º - A Assembléia Legislativa se reunirá em sessões legislativas ::


I - ordinárias, de 1º de fevereiro a 30 de junho e de 1º de agosto a 31 de
dezembro; [...]

6 - A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, por deliberação da


Mesa Diretora, deverá criar espaços e estimular manifestações cívicas e
culturais. ( )

00000000000

Resposta: correto.

Art. 1º. [...]


§ 2º - A Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, por deliberação da
Mesa Diretora, deverá criar espaços e estimular manifestações cívicas e
culturais.

7 - Na cerimônia de posse dos deputados, apenas o deputado mais idoso será


escolhido para prestar compromisso da tributa, ao que os demais concordarão
com "Assim o prometo". ( )

Prof. Fabrício Rêgo www.estrategiaconcursos.com.br 22 de 27


00000000000 - DEMO
TÉCNICA LEGISLATIVA E NOÇÕES DE REGIMENTO INTERNO - ALERJ - 2016
Aula 00 – Prof. Fabrício Rêgo

Resposta: errado. O Presidente da ALERJ que fará a leitura do termo de


compromisso, ao passo que os demais deputados repetirão o termo “Assim o
prometo”.

Art. 4º [...]
§ 3º - Examinadas e decididas pelo Presidente as dúvidas, se as houver,
atinentes à relação nominal de Deputados, será tomado o compromisso solene
dos empossados. De pé todos os presentes, o Presidente proferirá a seguinte
declaração: “Prometo desempenhar fielmente o mandato que me foi
confiado, dentro das normas constitucionais e legais da República e do
Estado, servindo com honra, lealdade e dedicação ao povo do Estado do
Rio de Janeiro”. Ato contínuo, feita a chamada, cada Deputado, de pé,
ratificará a declaração dizendo: “Assim o prometo”, permanecendo os demais
parlamentares sentados e em silêncio.

8 - O prazo para o deputado diplomado tomar posse é de sessenta dias. ( )

Resposta: errado. O prazo é de trinta dias, podendo ser prorrogado por igual
período, a pedido do interessado.
Art. 4º. [...]
§ 6º - Salvo motivo de força maior ou enfermidade devidamente comprovada, a
posse se dará no prazo de trinta dias, prorrogado por igual período a
requerimento do interessado, contado:
I - da primeira sessão preparatória para instalação da primeira sessão
legislativa da legislatura;
II - da diplomação, se eleito Deputado durante a legislatura;
III - da ocorrência do fato que a ensejar, por convocação do Presidente.
00000000000

9 – O quorum de maioria simples é formado pela maioria dos deputados, desde


que presente a maioria absoluta do deputados. ( )

Resposta: correto. É isso que prevê o regimento, com base no que dispões a
Constituição Estadual e Federal. Vejamos:

Art. 174 - Na forma do art. 47 da Constituição Federal e do art. 96 da


Constituição Estadual, as deliberações da Assembléia Legislativa e de suas
comissões serão tomadas por maioria de votos, presente a maioria absoluta de
seus membros, salvo as disposições constitucionais em contrário.

Prof. Fabrício Rêgo www.estrategiaconcursos.com.br 23 de 27


00000000000 - DEMO
TÉCNICA LEGISLATIVA E NOÇÕES DE REGIMENTO INTERNO - ALERJ - 2016
Aula 00 – Prof. Fabrício Rêgo

10 – Caso eleito durante a legislatura, o deputado estadual terá o prazo de


trinta dias para tomar posse, contado da data de sua diplomação. ( )

Resposta: correto.
Art. 4º. [...]
§ 6º - Salvo motivo de força maior ou enfermidade devidamente comprovada, a
posse se dará no prazo de trinta dias, prorrogado por igual período a
requerimento do interessado, contado:
I - da primeira sessão preparatória para instalação da primeira sessão
legislativa da legislatura;
II - da diplomação, se eleito Deputado durante a legislatura;
III - da ocorrência do fato que a ensejar, por convocação do Presidente.

11 – O suplente de deputado prestará compromisso sempre que for convocado


para substituir o titular. ( )

Resposta: errado.

Art. 4º
§ 7º - Tendo prestado o compromisso uma vez, será o suplente de Deputado
dispensado de fazê-lo em convocações subseqüentes.

00000000000

LISTA DE QUESTÕES - SEM COMENTÁRIOS

1 - Em caso de ocorrência que impossibilite o seu funcionamento na sede, a


Assembleia Legislativa poderá se reunir, eventualmente, em qualquer outro

Prof. Fabrício Rêgo www.estrategiaconcursos.com.br 24 de 27


00000000000 - DEMO
TÉCNICA LEGISLATIVA E NOÇÕES DE REGIMENTO INTERNO - ALERJ - 2016
Aula 00 – Prof. Fabrício Rêgo

local, por determinação da Mesa Diretora, a requerimento da maioria dos


Deputados. ( )

2 - A legislatura inicia-se em 15 de fevereiro do primeiro ano subsequente às


eleições dos deputados. ( )

3 - As sessões preparatórias destinam-se à instalação dos trabalhos legislativos


e início das sessões ordinárias. ( )

4 - As sessões extraordinárias são as realizadas em dia ou hora diversos dos


prefixados para as ordinárias. ( )

5 - A sessão legislativa ordinária compreende os seguintes períodos: de 15 de


fevereiro a 30 de junho e de 1º agosto a 15 de dezembro. ( )

6 - A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, por deliberação da


Mesa Diretora, deverá criar espaços e estimular manifestações cívicas e
culturais. ( )

00000000000

7 - Na cerimônia de posse dos deputados, apenas o deputado mais idoso será


escolhido para prestar compromisso da tributa, ao que os demais concordarão
com "Assim o prometo". ( )

8 - O prazo para o deputado diplomado tomar posse é de sessenta dias. ( )

9 - O quorum de maioria simples é formado pela maioria dos deputados, desde


que presente a maioria absoluta do deputados. ( )

Prof. Fabrício Rêgo www.estrategiaconcursos.com.br 25 de 27


00000000000 - DEMO
TÉCNICA LEGISLATIVA E NOÇÕES DE REGIMENTO INTERNO - ALERJ - 2016
Aula 00 – Prof. Fabrício Rêgo

10 - Caso eleito durante a legislatura, o deputado estadual terá o prazo de


trinta dias para tomar posse, contado da data de sua diplomação. ( )

11 - O suplente de deputado prestará compromisso sempre que for convocado


para substituir o titular. ( )

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
C E E C E C E E C C
11
E

MAPAS MENTAIS
00000000000

Prof. Fabrício Rêgo www.estrategiaconcursos.com.br 26 de 27


00000000000 - DEMO
TÉCNICA LEGISLATIVA E NOÇÕES DE REGIMENTO INTERNO - ALERJ - 2016
Aula 00 – Prof. Fabrício Rêgo

00000000000

Prof. Fabrício Rêgo www.estrategiaconcursos.com.br 27 de 27


00000000000 - DEMO