Você está na página 1de 3

DIREITO POSITIVO é o direito vigente de seu posicionamento a respeito de

aplicado coercitivamente pelas autoridades do determinada questão


Estado e pelas organizações internacionais, Complementares -
quando inobservado. Ordinárias - Complementa as normas
É obrigatório para todos; é o direito positivo constitucionais que não forem regulamentadas
que da certeza ao direito; é o direito que tem por lei complementar, decretos legislativos e
ou teve vigência; estabelece uma ordem ou resoluções. Deve ser aprovada por maioria
hierarquia de normas; são exemplos de direito simples, ou seja, pela maioria dos presentes à
objetivo. reunião ou sessão da Casa Legislativa
*é o conjunto de normas que regem a vida respectiva no dia da votação.
social de determinado povo em determinada Delegadas- É uma lei equiparada a lei
época ordinária. A competência para a sua elaboração
é do Presidente da República, desde que haja
DIREITO OBJETIVO é um conjunto de normas pedido e delegação expressa do Congresso
jurídicas obrigatórias, garantidas pelos Nacional.
aparelhos policiais e judiciais do Estado, e pelas Medidas-provisórias - ato normativo editado
organizações internacionais; [cod. Penal, cod. pelo presidente da republica que tem vigencia
De processo, cod. Civil] temporaria, não são leis.
Decretos-legislados – tem força de lei e vale
DAS FONTES DO DIREITO como lei, é dado com urgencia
Decretos executivos – regulamentam as leis,
FONTES MATERIAIS - São históricas, ou seja, organizam um orgão publico
econômicas e sociológicas que levam a
existência da norma. FORÇAS FUNDAMENTAIS VIGENCIA: No sentido de obrigatoriedade; é a
FORMATIVAS DO DIREITO dimenção temporal e espacial da
obrigatoriedade do direito, determinavel,
FONTES FORMAIS – Meios e formas [leis, começando da data em que for publicada a lei
costumes, decretos] pelos quais a matéria no diário oficial, ou da data prevista,
[econômica, moral, técnica] transforma-se em terminando na de sua revogação total ou
jurídica. SÃO AS NORMAS JURIDICAS PELOS parcial. - Validade formal da norma.
QUAIS O DIREITO É EXPRESSO A SOCIEDADE EFICÁCIA: é o direito efetivamente observado
e que atinge a sua finalidade; direito realmente
lei, jurisprudência (conjunto das decisões e aplicado e obedecido; - É a produção dos
interpretações das leis feitas pelos tribunais efeitos das normas no mundo externo.
superiores, adaptando as normas às situações JURISPRUDENCIA: decisões judiciais, sobre
de fato.) determinada questão juridica, das quais se
doutrina ( opnião comum dos jurisconsultos pode deduzir uma norma.
sobre determinada questão jurídica) Efetividade
analogia (relação de semelhança entre coisas - Observância da lei pelos seus destinatários.
ou fatos distintos.) e costumes. Legitimidade
- Estudo de onde emana a norma.
Fontes estatais - são escritas para serem
lidas, validas em território do Estado e EVOLUÇÃO CONSTITUCINAL BRASILEIRA:
garantidas pelo poder público; é aquilo que Promulgada- é democratico Outorgada- é
gera vinculo; decisões [lei, regulamento, imposta
decreto lei, medida provisória] 1ª CONSTITUIÇÃO 1824 – PROMULGADA
2 1891 REPUBLICANA - PROMULGADA
Fontes não estatais – costumes, contratos 3 – 1934 REPUBLICANA – PROMULGADA
coletivos, doutrinas, jurisprudência 4- 1937 ESTADO NOVO – OUTORGADA
5 – 1946 REPUBLICANA – PROMULGADA
NORMAS JURIDICAS - São normas sociais 6- 1967 REGIME MILITAR – 1964 A 1985 –
propriamente ditas, que tem a nota do PROMULGADA
comando ou ordem de poder objetivo definido 7- 1969 DITADURA – OUTORGADA
para um comportamento padrão socialmente 8- 1988 DEMOCRATICA – PROMULGADA
exigido, garantindo o cumprimento do dever
pela confiança reciprocidade e sendo o caso na Art. 1o Salvo disposição contrária, a lei
aplicação da reação penal. começa a vigorar em todo o país quarenta e
cinco dias depois de oficialmente publicada.
Hierarquia das normas (lei -> publicada no diário oficial da união
Constitucionais - leis supremas (D.O.U.) ou diário oficial do estado (D.O.E)
Emendas [tratados internacionais] - acordo Lei omissa – NÃO TEM clausula de
entre Estados [países] soberanos, contendo vigência 45 dias após a data da publicação,
regras gerais disciplinadoras de suas relações e
efeito da exequibilidade, não pode ser exigível,
obrigatória Ordenamento Jurídico: é um conjunto de
VACANCIA -> PERIODO COMPREENDIDO prescrições, ou proposições prescritivas, que
ENTRE A PUBLICAÇÃO E A VIGENCIA (SUPENSA podem ser entendidas como conjunto de
AGUARDANDO OS 45 DIAS) Nesse período palavras destinadas a prescrever certos
mantem-se vidente a lei anterior [VACATIO comportamentos.
LEGIS]
Características das normas:
A lei pode ser revogada? Não. Só pode ser Bilateralidade - é a reciprocidade de direitos.
revogada por outra lei. Uma lei deixa de ser Generalidade – a norma obriga da mesma
vigente e entra outra no lugar. forma todos que se acham em igual situação
LEI EXPRESSA – ESTABELECE UMA jurídica.
CLAUSULA DE REVOGAÇÃO, DIZ O QUE ESTA Abstratividade – a norma visa atingir o maior
SE REVOGANDO, QUAIS ARTIGOS E QUAIS número possível de situações.
LEIS Imperatividade – é a imposição de um
TÁCITA – DIZ QUE REVOGA O QUE VINHA comportamento.
ANTES, não especifica a revogação Coercitibilidade – é a possibilidade de uso da
POR COMPREENSÃO – A LEI QUE VEM É MAIOR coação.
DO QUE A LEI QUE ESTAVA – A LEI ANTIGA
ESTA EM VIGOR PODE SER APLICADA // SÓ É Classificação das normas:
ABRANGIDA PARTE DA LEI (EX. ANTIGA LEI Quanto ao sistema que pertencem
1521 -> 8197190) - Nacionais.- Estrangeiras.- De Direito
§ 3o Salvo disposição em contrário, a lei uniforme.
revogada não se restaura por ter a lei Quanto à fonte
revogadora perdido a vigência. - Legislativas.- Consuetudinárias.-
Jurisprudenciais.
EFEITO REPRISTINATÓRIO -> LEI “A” Quanto aos diversos âmbitos de validez
INSTITUI UM DIREITO “y” E A “b” Espacial
REVOGOU A “a” INSTITUINDO A LEI “x” à - Gerais: normas federais.- Locais: normas
A LEI “c” REVOGA A LEI “b” PARA federais, estaduais ou municipais.
RESTAURAR A original “a” a lei “C” diz que Temporal
a “B” morreu... - De vigência por prazo indeterminado.- De
NO DIREITO BRASILEIRO NÃO SE vigência por prazo determinado.
ADMITIDE O EFEITO REPRISTINATORIO. Salvo Material
se expressamente prevista na lei que é a - Direito Público.- Direito Privado.
revogadora C da revogante B da lei revogada A Quanto a hierarquia
- Constitucionais.
DIREITO PUBLICO [Direito constitucional, - Complementares. Art. 69 da CF.
direito penal, processual civil, processual - Ordinárias.
penal, tributário] O Direito Público é o ramo - Regulamentares - Decretos
do direito composto pelas normas que tem por - Individualizadas – Negócios jurídicos.
matéria interesse do Estado, tais como a função Quanto a sanção
e organização, a ordem e segurança, a paz - Perfeita. Prevê nulidade.
social, etc. DIREITO PRIVADO [Direito civil, - Mais do que perfeita. Prevê nulidade e uma
internacional e comercial] relativas à vida pena.
privada, e as relações patrimoniais ou extra - Menos do que prefeita. Prevê penalidade
patrimoniais. apenas.
- Imperfeita. Não há nulidade ou pena.
Regras, normas e leis: Quanto à qualidade
Regras são condutas prescritas de ordem social, - Positivas ou permissivas.- Negativas ou
moral ou religiosa e o seu descumprimento gera proibitivas.
desconforto de ordem íntima ou Quanto às relações de complementação
comportamental. - Primárias.- Secundárias.
Quanto a vontade das partes
Leis é a forma pela qual o ordenamento -Taxativas. Resguardam interesses
transmite suas normas. É portanto, um fundamentas da sociedade.- Dispositivas.
mandamento escrito que transmite e indica ao Resguardam interesses privados.
homem determinada conduta ou imposição. Quanto à flexibilização
- Rígidas. Ex.: Aposentadoria compulsória.-
Norma são regras decorrentes de uma Elásticas. Ex.: Guarda de menores.
imposição e o seu descumprimento gera uma Quanto a presença no Ordenamento
sanção imposta pelo Estado. Esta sanção pode - Implícitas.- Explícitas.
ser civil, penal ou administrativa.
Quanto à intelegibilidade / processo de - UTILITARISMO: diz que devemos definir a
compreensão justiça e determinar a coisa certa a fazer
- De percepção imediata.- De percepção perguntando-nos o que maximizará o bem-
reflexiva ou mediata.- De percepção complexa. estar ou a felicidade da sociedade como um
Retroatividade e Irretroatividade todo.
Regra geral a norma rege apenas fatos futuros;
Art. 5º, XXXVI.Exceção, a norma pode ter efeito - LIBERTARISMO: associa justiça à liberdade. O
retroativo para reger fatos pretéritos; pensamento defende que a distribuição justa de
Revogação e Conflitos de normas - Derrogação renda e riqueza é aquela que tem origem na
(parcial) x Ab-rog livre troca de bens e serviços, em um mercado
ação (total) sem restrições. A pessoa é livre para fazer as
Revogação. escolhas que bem entender. Ex: canibalismo e
Critérios: - Cronológico.- Hierárquico. homem que se ofereceu.

LIVRO JUSTIÇA: O QUE É FAZER A COISA - VALORIZAÇÃO DA VIRTUDE: justiça é das às


CERTA? pessoas o que elas moralmente merecem,
colocando bens para recompensar e promover
É um livro dinâmico de Filosofia, por apresentar equidade.
a cada argumento ou tese exemplos práticos Discussões sobre justiça e direito são, muitas
adequados aos dias atuais que promovem uma vezes, inevitavelmente, discussões sobre o
reflexão profunda sobre as questões e conceitos propósito das instituições sociais, sobre os bens
que envolvem a JUSTIÇA. por elas destinados e sobre as virtudes que elas
valorizam e recompensam.