Você está na página 1de 2

08/05/2018 01.EAD.

0001_100-051: Avaliação Discursiva Online (A1C)

Língua Portuguesa e as Novas Tecnologias da Informação e da


Comunicação
Painel / Minhas disciplinas
/ Língua Portuguesa e as Novas Tecnologias da Informação e da Comunicação / Avaliações
/ Avaliação Discursiva Online (A1C)

Atividade anterior Próxima atividade

Avaliação Discursiva Online (A1C)


Para saber mais clique em Nova Avaliação Discursiva.

Questão A

Especialistas indicam desa os para a prática da leitura no Brasil

Publicado em Educação, USP Online Destaque por Redação em 6 de fevereiro de 2015

William Nunes / Revista Espaço Aberto

Mais de 60% da população brasileira considera a leitura uma fonte de conhecimento para a vida. É o
que diz a pesquisa “Retratos da Leitura no Brasil 3”, realizada em 2011 pelo Instituto Pró-Livro (IPL) e
divulgada pela Imprensa O cial do Estado de São Paulo. Porém, a mesma investigação chegou à
conclusão de que o índice de penetração de leitores pelo País caiu em 5% desde o último levantamento,
em 2007. Além disso, dados do Ministério da Educação de dezembro de 2014 mostram que um em
cada quatro estudantes das redes públicas estaduais e municipais se encontra no nível mais baixo de
avaliação do português.

Sabemos que ler traz muitos benefícios a quem o pratica de modo correto. A leitura desenvolve e
aumenta o repertório geral, auxilia para que o indivíduo tenha senso crítico, amplia o vocabulário,
estimula a criatividade e, nalmente, facilita a escrita. Mas ainda que carregue consigo um lado bom, é
preciso tomar cuidado e selecionar bem o que se lê. Segundo Valdir Heitor Barzotto, professor da
Faculdade de Educação (FE) da USP, vivemos em um momento em que há excesso de material
disponível. “O que também pode ser prejudicial, pois uma pessoa pode ler coisas que não são,
necessariamente, de uma fonte con ável. É uma novidade do tempo contemporâneo. Existe muito
acesso ao texto, mas não ao conhecimento”, explica ele.

Além disso, outro grande problema do panorama da leitura e da escrita no País é a questão da
interpretação. Alunos com 14 anos ainda têm di culdades em identi car informações que estão tanto
explícitas quanto implícitas em um texto. Este dé cit transcende a disciplina de português e atinge
matérias como matemática, no momento de interpretar enunciados-problema, e história, para
compreender as relações entre os fatos.

https://saladeaula.fael.edu.br/mod/quiz/view.php?id=288098 1/3
08/05/2018 Na busca pela melhoria do incentivo à leitura e escritaAvaliação
01.EAD.0001_100-051: no País, Discursiva
há três perspectivas
Online (A1C) para as quais
devemos tornar os nossos olhares: o governo, a escola e o próprio lar. Esses três constituem os
principais pilares e não acontecem separadamente.

De acordo com a professora Fraulein Vidigal de Paula, do Instituto de Psicologia (IP), a de ciência na
alfabetização e no desenvolvimento da escrita e leitura pode acarretar consequências futuras, tanto no
campo cognitivo quanto no campo social. Pessoas que, por algum motivo, foram privadas da leitura
podem apresentar maiores di culdades em situações que exijam maior deslocamento da sua realidade
comum, como em momentos de resolução de problemas. Quem não teve acesso pleno ao ensino da
leitura e da escrita também pode apresentar desvantagens no campo da memória de retenção e de
recuperação. (Texto adaptado)

Fonte: http://www5.usp.br/84357/especialistas-comentam-desa os-para-a-pratica-da-leitura-no-brasil

Muitos são os desa os em relação à leitura no Brasil. 44% da população, segundo a pesquisa Retratos
da Leitura no Brasil, não são leitores ativos. Segundo Bloom, o desenvolvimento do leitor depende de
cinco capacidades cognitivas: compreensão, análise, síntese, avaliação e aplicação. Disserte sobre a
importância da leitura para o desenvolvimento pessoal do indivíduo e as estratégias para seu
desenvolvimento à luz das três perspectivas apresentadas por Willian Nunes: o governo, a escola
e o lar. Para responder a questão, você deve produzir um texto entre 10 e 15 linhas (entre 800 e 1200
caracteres). O texto escrito deve ser construído com base em suas ideias acerca do assunto estudado,
fundamentado corretamente com o conteúdo abordado no material e videoaulas da disciplina.

Questão B

As Redes Sociais assumiram tal importância na primeira década deste século que há estudos sobre sua
in uência na comunicação organizacional. No gerenciamento de uma crise, o “saber lidar” com esta
ferramenta comunicacional ganhou extrema relevância. Certa empresa do setor gastronômico possui
uma página numa rede social. Os posts são sempre muito bem pensados, linguagem correta e visual
bem trabalhado. A página é sempre bem avaliada com 3,5 estrelas. Contudo, um escândalo de assédio
sexual em uma de suas unidades gera queixas e “reviews” negativos. Aparentemente, num primeiro
momento, a empresa não prestou apoio à vítima. A primeira nota que a empresa solta em sua página não é
bem recebida gerando mais de 600 comentários negativos. Sua avaliação em uma semana cai para 1,5
estrelas. Outra nota o cial, igualmente desastrosa, faz com que o fato chegue às páginas de jornais. A
empresa buscar responder a cada comentário negativo o que gera mais e mais revolta. O movimento
de mulheres da cidade promove um “vomitaço” na página.

Na condição de gestor como você lidaria com esta crise? Qual medida poderia ser adotada para
minimizar o impacto na imagem? Você bloquearia temporariamente a página? Por quê? Para
responder a questão, você deve produzir um texto entre 10 e 15 linhas (entre 800 e 1200 caracteres). O
texto escrito deve ser construído com base em suas ideias acerca do assunto estudado, fundamentado
corretamente com o conteúdo abordado no material e videoaulas da disciplina.

Tentativas permitidas: 2

Este questionário foi encerrado em segunda, 30 Abr 2018, 23:59

Duração máxima: 2 horas


https://saladeaula.fael.edu.br/mod/quiz/view.php?id=288098 2/3