Você está na página 1de 25

Perito Judicial

A atrativa função
desconhecida
e de fácil acesso
Autor: Rui Juliano
e-Book
O AUTOR
Rui Juliano é perito judicial a 35 anos, nomeado Dados da publicação
constantemente, é autor do livro Manual de Perícias, Revisão: Fabiane Rezende
obra de referência com seis edições, a última Editoração gráfica: Rafael Posada
atualizada pelo novo CPC, ministrante do curso Mídia: formato PDF com distribuição
presencial Perícias Judiciais, com edições periódicas gratuita @ Rui Juliano 2017 – Permitida
em vinte capitais e nas principais cidades do país, transmissão do arquivo PDF em qualquer
ministrante do curso a distância de mesmo tema, rede, entre particulares, em instituições
ministrante do curso Perícia Judicial Online, de ensino superior, associações profissionais
desenvolvedor e proprietário do curso a distância e conselhos de classe
Perícias de Cálculos Financeiros e Trabalhistas, 1ª Edição – Rio Grande-RS – Brasil –
organizador e fornecedor de conteúdo permanente setembro de 2017
do acesso restrito e pago do site Roteiro de Perícias,
proprietário do Cadastro Nacional de Peritos e site
www.manualdepericias.com.br a mais de 20 anos,
autor de conteúdo rico gratuito sobre perícia judicial
disponível no site www.ruijuliano.com, proprietário da

"
empresa Rui Juliano-Perícias.
Nota do Autor
ESCRITÓRIO Este e-book tem a
RUI JULIANO - PERÍCIAS intenção de homenagear
nosso cliente com o
e-mail: ruijuliano@manualdepericias.com.br
entretenimento da leitura
- ligação gratuita a partir de linha convencional e dar informações básicas
( ) sobre perícias judiciais a
Rua Zalony, , conj. – Centro aquele que tenha potencial
CEP: - - Rio Grande-RS - Brasil de se tornar um.
Su
1. Mercado de trabalho na perícia judicial
2. Laudo
3. Quem pode ser perito judicial
4. Conteúdo fácil


5. Perito e assistente técnico
6. Independência do perito
7. Flexibilidade de horários
8. Sem escritório
9. Profissionais liberais

rio
10. Quem já está empregado
11. Aposentados
12. Honorários depositados antes de começar a perícia
13. Processo eletrônico
14. Insegurança para começar a atividade
15. É fácil trabalhar na área
Sumário interativo, clique no
16. Consultoria
tópico e vá direto ao assunto de
interesse 17. Mercado de trabalho extrajudicial
COMPARTILHE EM SUA REDE SOCIAL

. MERCADO DE TRABALHO
NA PERÍCIA JUDICIAL
Este e-book tem a finalidade de mostrar a atratividade de
uma fatia do mercado de trabalho que passa desapercebida
por grande parte das pessoas que possuem habilitação legal
em sua profissão. O mercado que trataremos é o de perito
judicial, em processos que correm nas justiças Estadual,
Federal e do Trabalho.

Profissionais que dispõem de alguma disponibilidade de


tempo para desempenhar um trabalho em paralelo aos que
eventualmente já realize ou aqueles que estão por começar
uma vida nova, a partir de seu curso superior, podem conhecer
aqui a atividade de perito e pensar na possibilidade de
desempenhá-la.

Na sequência, falaremos muito em perito; entretanto, existe


uma outra função muito importante na perícia judicial: a de
assistente técnico da parte envolvida no processo, a qual
pode ser explorada a partir de quando nos tornamos
conhecidos como perito, já que é permitido exercer a função
deste, em um processo, e de assistente técnico, em outro.

MERCADO DE TRABALHO DUPLO: PERITO E ASSISTENTE TÉCNICO


COMPARTILHE EM SUA REDE SOCIAL

O campo de perito judicial é pouco ou nada visto


nas faculdades, embora seja razoavelmente
grande, oferecendo sempre oportunidade em
todas as localidades do país. É uma área em
constante ebulição.

As características da atividade, regulamentada A perícia judicial é um rentável


pelo Código de Processo Civil, nas justiças campo de ação, de fácil acesso
Estadual e Federal, e Consolidação das Leis do para contadores, engenheiros,
Trabalho, na Justiça do Trabalho, fazem com que arquitetos, administradores,
seja suficientemente desconhecida. economistas, profissionais da
área de segurança e de medicina
do trabalho, médicos, odontólogos,
fisioterapeutas, fonoaudiólogos,
além de profissionais da área de
meio ambiente e de informática.
COMPARTILHE EM SUA REDE SOCIAL

. LAUDO
O laudo pericial é redigido pelo perito e
será uma prova contida no processo,
quando este carece de esclarecimentos
técnicos e científicos. Basicamente leem
o laudo, no processo, o juiz e os advogados
das partes nele envolvidos. Daí resulta,
então, que poucos ficam sabendo dos
laudos realizados para a justiça em uma
cidade, quem os realizaram e quanto
renderam de honorários aos seus autores.
Não há estatística para tanto. É comum
serem encontrados dois profissionais que
se conhecem e um deles não saber que o
outro é costumeiro perito judicial na
localidade onde residem.
COMPARTILHE EM SUA REDE SOCIAL

. QUEM PODE SER PERITO JUDICIAL


O perito judicial é um cidadão comum que é chamado O trabalho consiste em realizar laudos que serão
pela justiça para esclarecer questões técnicas e provas em demandas forenses. Por exemplo,
científicas que um processo contenha. É um auxiliar quando o juiz profere a sentença no final de um
da justiça, juntamente com o escrivão, o diretor de processo, ele poderá utilizar o laudo que o expert
secretaria e o oficial de justiça. A atividade de perito redigiu como prova.
judicial é pouco conhecida, mas muito interessante
de ser desempenhada, em virtude da facilidade de Normalmente, será um profissional com curso
acesso e dos atrativos que possui. Pode ser exercida superior na área em que a perícia irá transcorrer.
em paralelo às outras atividades do profissional e Corretores de imóveis e técnicos em agrimensura
não, necessariamente, em dedicação integral.
são os únicos de nível técnico que podem ser
peritos. Dessa forma: médicos farão perícias de
medicina; engenheiros, de engenharia;
Basta ter curso superior e registro no
administradores, contadores e economistas farão
conselho de classe (CREA, CRC, CRA,
perícias de cálculos financeiros, cálculos trabalhistas
CORECON, CAU, CRM, CRECI etc.)
e de suas áreas específicas; e assim por diante.
para ser perito
COMPARTILHE EM SUA REDE SOCIAL

O perito judicial funciona como se fosse um


profissional liberal, embora não seja exatamente
essa a denominação adequada. Na verdade, ele é
um servidor público do tipo ad hoc, ou seja, uma
pessoa designada pela justiça, em caráter Grande volume de perícias
momentâneo, para fornecer um laudo. para administradores,
contadores, economistas,
Não é funcionário público. Podemos ser peritos
engenheiros, arquitetos,
nas justiças Estadual, Federal ou do Trabalho ou,
ao mesmo tempo, nas três. Aliás, aquele que dedica médicos, profissionais
um largo tempo à perícia acaba sendo nomeado da área de meio ambiente
em pelo menos duas delas. Além disso, o perito e segurança do trabalho
pode atuar em diversos processos a um só tempo,
na mesma justiça, em sua cidade ou em cidades
vizinhas. Não há limite de número de processos
para trabalhar concomitantemente.
COMPARTILHE EM SUA REDE SOCIAL

. CONTEÚDO FÁCIL
O competente exercício da função de
perito tem rotina acessível e de fácil
assimilação para aqueles que não
dispõem de qualquer experiência na
área.

Todavia, procurando-se por bibliografia


que instrua a respeito da rotina e da
prática dos atos do encargo em questão
e as mais variadas influências a que ele
está sujeito, veremos que há uma deter
minada escassez.

Maiores obstáculos são enfrentados


para encontrar livros e cursos que
particularizem, claramente, como o
interessado deve proceder para
ingressar na atividade ou para penetrar
nesse mercado de pouca divulgação.
COMPARTILHE EM SUA REDE SOCIAL

. PERITO E ASSISTENTE TÉCNICO


São atores da perícia judicial, o perito e o assistente Destarte, o apoio de bibliografia e de cursos, a ser
técnico. O perito é um auxiliar da justiça, enquanto o procurado pelo interessado em ser perito, deve ter
assistente técnico é de confiança da parte envolvida como escopo tudo o que cerca a perícia, da maneira
no processo, sendo indicado e pago diretamente por
mais clara possível ao profissional leigo ao Direito,
ela. A parte não é obrigada a ter assistente técnico na
utilizando-se, para tanto, de uma linguagem simples,
perícia. O perito escreve o laudo e o assistente técnico,
o parecer. Assim como o laudo é uma prova, o parecer sem os requintes de manifestações formais próprias
é outra, igualmente. A função de perito é a em que do Direito, que venham a embaraçar a transmissão
mais facilmente atingimos o sucesso, devido à ampla de conhecimento.
oferta desse encargo.

O perito deve preencher dois espaços para ser


bem-sucedido. O primeiro é referente ao conhecimento
de tudo o que faz parte da perícia judicial, devendo
estar bastante instruído quanto à burocracia, à prática
forense, ao trato com os assistentes das partes, aos
procedimentos nos exames ou nas vistorias, à
apresentação de laudo e aos modos de peticionar.
O segundo espaço a ser preenchido é o do
conhecimento técnico pessoal, específico da área
profissional do indivíduo, adquirido a partir da
faculdade.
COMPARTILHE EM SUA REDE SOCIAL

. INDEPENDÊNCIA
DO PERITO
O perito é nomeado pela justiça e goza de independência
total em sua atuação: não possui chefe e, portanto, ninguém
manda nele. Nem uma nem ambas as partes envolvidas no
processo judicial têm o direito de dizer ao perito como querem
o laudo que escreverá; tampouco pressioná-lo quanto aos
resultados. Nem mesmo ao juiz é permitido interferir nas tarefas
do perito, prescrevendo o que deve ser apresentado no laudo.
Quando muito, os juízes determinam quais indicadores
econômicos e juros devem ser utilizados em determinado
cálculo financeiro ou trabalhista, propriamente em liquidação
de sentença* (processo secundário ou uma das fases finais
do processo).

Ninguém manda no perito


COMPARTILHE EM SUA REDE SOCIAL

O perito tem total liberdade de autoria em seu


relatório. As conclusões a que chega não estão
sujeitas a interferências externas voluntárias.
Em razão disso, a obrigação a cumprir é solitária,
diferentemente da maioria dos serviços que
realizamos fora da justiça, nos quais nosso cliente
ou chefe normalmente influencia no resultado final
daquilo que fazemos. Quase sempre há pressão
externa sobre o nosso trabalho. Mas na justiça é
diferente, o perito desfruta de autonomia nas A rara ocasião em que o perito se sente pressionado
diligências que promove e no laudo a que chega. é quando há prazo de entrega do laudo, e o mesmo
E deve ser assim mesmo, pois as partes, quando é curto. Entretanto, o caso é plenamente resolvido
entram em juízo, desejam que o magistrado seja sem qualquer estresse: basta requerer uma
imparcial e aplique as leis o mais corretamente prorrogação. Realmente, é ótimo trabalharmos sem
possível; já do perito, as partes esperam que ele que ninguém nos pressione e ser recompensador
exercite o melhor de sua profissão e que trabalhe interpretarmos a técnica e a ciência através do que
na mais ampla liberdade. escrevemos livremente.
COMPARTILHE EM SUA REDE SOCIAL

. FLEXIBILIDADE DE HORÁRIOS
Outra vantagem é que temos oportunidade de
prestar o serviço a qualquer hora. Podemos
trabalhar à noite, durante o dia, em dias úteis,
aos sábados ou domingos. A não ser no início
da perícia (início de produção de prova) e,
mesmo assim, ainda há a possibilidade de ela
ser marcada pelo perito na data e horário em
que desejar. Dessa forma, se o profissional tiver
outras atividades, poderá se dedicar à perícia
nos horários vagos.

No início de perícia, os peritos engenheiros,


profissionais da área ambiental e corretores de
imóveis farão vistorias de imóveis, objetos ou
ambientes, antes de redigir o laudo.
Os administradores, os contadores e os
economistas farão exames de documentos ou
livros contábeis. Os médicos, psicólogos e Horário livre
fisioterapeutas, exames de pessoas.
Essas tarefas e as pesquisas necessárias à
Exceto início de perícia
perícia são denominadas diligências.
COMPARTILHE EM SUA REDE SOCIAL

. SEM ESCRITÓRIO
Não é necessário se ter um escritório montado ou O perito pode solicitar informalmente à administração
a estrutura de uma empresa para atuar como perito; do foro, o uso de uma de suas salas, localizada no
consequentemente, não é preciso arcarmos com prédio do próprio foro, quando precisar e não dispuser
todos os custos inerentes, tais como aluguel, luz, de um local para se reunir, bastando que se apresente
água, internet, secretária etc. como perito nomeado.

O perito não dá atendimento ao público nos seus De um escritório normal, necessitaria basicamente de
afazeres, à exceção de quando atende advogados, computador, telefone e internet. Ou seja, atualmente,
as partes envolvidas no processo e as pessoas que tudo o que ele costuma carregar para qualquer lugar.
possuem informações acerca do objeto da perícia.
Normalmente, não precisamos ter qualquer registro
Porém, todos esses encontros têm oportunidade de na prefeitura ou alvará para trabalhar; a função é
serem mantidos nas diligências que o perito realiza, encarada como um dever de cidadão, pois o perito é
por exemplo, em vistorias dos objetos das perícias, um auxiliar da justiça, trazido especialmente para
em locais de exames de documentos e livros junto dela a fim de resolver as dúvidas técnicas e
contábeis ou em outros ambientes. científicas que o processo possui.

Sem registro na prefeitura


COMPARTILHE EM SUA REDE SOCIAL

. PROFISSIONAIS Quando somos profissionais liberais,


estamos continuamente atentos às

LIBERAIS oportunidades à nossa volta, a fim de


melhor nos lançarmos ou de marcarmos
presença mais efetiva em nossa região.
Essa harmonia com as oportunidades nos
leva a aumentar a nossa receita e a propiciar
uma solidez maior ao nosso nome. Estamos
nos referindo aqui ao fato de aumentar o
leque de serviços que o profissional liberal
já vem realizando.

A perícia judicial cai como uma luva para o


autônomo, à medida que aumenta o rol de
serviços que ele realiza, sem impedir ou
atrapalhar o trabalho de profissional liberal.
COMPARTILHE EM SUA REDE SOCIAL

Como perito judicial, a flexibilidade de


horários e a elasticidade dos prazos
proporcionam facilitada acomodação
do serviço. Já ao contrário, como
profissional liberal, quase sempre
estamos pressionados pelo prazo de
entrega do que é contratado.

Quando atuamos em nossa comunidade


como perito, ficamos em uma espécie de
vitrine. Invariavelmente, as pessoas nos
conhecem através da justiça e acabam
nos contratando para serviços extrajudiciais,
já na condição de profissional liberal.

O fato do perito deter fé pública, em parte,


é uma recomendação. Não somente como
profissional liberal o perito pode conseguir
novos trabalhos, ele pode também amealhar
serviços para a sua empresa, no caso de
possuir uma.
COMPARTILHE EM SUA REDE SOCIAL

. QUEM JÁ ESTÁ EMPREGADO


Aqueles que estão empregados podem ser peritos
judiciais. Não importa que sejam funcionários de
uma empresa, a função pode ser exercida de
forma concomitante. Por certo, o nomeado haverá
de realizar todos os seus serviços relacionados com
a perícia nos horários em que não estiver na empresa.
Aliás, antigamente era apenas assim, antes de os
peritos se profissionalizarem.

Por que muitos têm emprego fixo e fazem perícias


de maneira eventual ou continuada? Temos observado
que alguns profissionais já empregados realizam curso
de perícia por determinados motivos. Um deles é em
razão de estarem inseguros no emprego e frequentar
o curso para aprender, logo começando a realizar
perícias – o que constituiria uma garantia no futuro,
em caso, por exemplo, de perder o emprego.
COMPARTILHE EM SUA REDE SOCIAL

Outro motivo, dá-se porque o


profissional pretende se aposentar
em breve e deseja estar familiarizado
com as perícias. No caso, pode
realizá-las nos horários em que não
estiver no emprego, com a intenção
de assegurar o desempenho regular
no futuro, quando de sua
aposentadoria.

Incluem-se nessa lista de motivos,


também, a situação de um profissional
estar empregado e querer ter um
rendimento suplementar, advindo
de sedutores honorários periciais.
COMPARTILHE EM SUA REDE SOCIAL

. APOSENTADOS
Não é só para os profissionais liberais que o trabalho Para o aposentado entrar novamente no campo
com perícia judicial “cai como uma luva”, também para de trabalho, que não seja a perícia judicial, não
os aposentados é uma ótima maneira de levar a vida, é nada fácil. Ao contrário de outros serviços
conservando a autoestima dos bons tempos em que onde o empregador deseja pessoas mais jovens
estava empregado. O recomeço de uma nova vida para compor a equipe de trabalho, o aposentado
torna-se ainda mais encorajador para o indivíduo na perícia judicial vem a recomendá-lo bem,
quando este deseja produzir novamente através da considerando-se que se trata de alguém que
perícia judicial, pois ela é uma atividade que projeta já mostrou por que veio.
uma respeitável condição na comunidade.
Evitar ficar à toa em casa, que não faz
bem ao corpo nem à mente, complementar
os rendimentos com os honorários de perícias
e o regressar ao exercício do poder,
por meio do trabalho, estimulam aposentados
que procuram frequentar nossos cursos e
adquirirem o livro Manual da Perícias e o
Roteiro de Perícias.
COMPARTILHE EM SUA REDE SOCIAL

. HONORÁRIOS DEPOSITADOS
Perito não dá recibo nem nota fiscal, porém
ANTES DE COMEÇAR A PERÍCIA declara rendimentos. Recebe honorários através
de um alvará, liberado pelo juiz, em dinheiro, na
Nas justiças Estadual e Federal, o perito pode ter
agência bancária do foro. O perito e o assistente
seus honorários depositados antes de começar a
técnico são sempre pessoa física.
perícia, de acordo com a proposta que realizar.
Inclusive tem a opção de receber um adiantamento
O leitor, porém, não vá pensar que na perícia judicial
de cinquenta por cento do valor antes de iniciar a
é tudo um mar de rosas: existem dificuldades, sendo
trabalhar.
uma das maiores o recebimento de honorários pela
Assistência Judiciária Gratuita - AJG. Aquele,
Na Justiça do Trabalho, o perito recebe honorários
entretanto, que possuir bom treinamento, poderá tirar
no final do processo, que serão pagos pela parte
os melhores dividendos da AJG, especialmente
perdedora. Pode parecer que nessa justiça não seja
proporcionados pelo novo Código de Processo Civil.
interessante atuar como perito; não, muitos profissionais
estão satisfeitos em trabalhar lá, pois a simplicidade
Ao oferecer os conhecimentos básicos, o presente
das perícias, o grande número de laudos a ser realizado
e-book não deixa de ser uma maneira de incentivar
e a facilidade proporcionada pelo advento do processo
o leitor a acessar o mercado de perito judicial. De
eletrônico, totalmente pela internet, garantem a
nossa parte, desde já, deixamos espaços abertos
atratividade do mercado de trabalho.
para o leitor tirar as suas dúvidas conosco: o e-mail
ruijuliano@manualdepericias.com.br, o atendimento
É vantajoso, SIM, online do site www.manualdepericias.com.br ou os
ser perito na telefones , a partir de linha fixa,
Justiça do Trabalho ou ( ) .
COMPARTILHE EM SUA REDE SOCIAL

. PROCESSO ELETRÔNICO
O mais recente atrativo para o perito judicial
é o processo eletrônico, implantado com
força no país, permitindo que o trabalho
burocrático fique bastante diminuído.
Com o processo eletrônico, o perito utiliza
seu tempo para se envolver nas diligências
e na redação do laudo, sem idas-e-vindas
ao cartório, a fim de buscar e levar
processos em papel, petições e laudos.

Outra imediata vantagem do processo


eletrônico: é exequível o perito ser
nomeado em localidades mais distantes
da sua residência, já que basicamente
viajará até elas uma única vez, no início de
perícia.

Embora o processo eletrônico seja uma


realidade, muitas varas ainda possuem
processos em papel.
COMPARTILHE EM SUA REDE SOCIAL

Parece que, ao entrarmos no campo da perícia


judicial, estamos nos deslocando para dentro
. INSEGURANÇA PARA de um mundo totalmente estranho e, desse modo,
nos sentimos inseguros. Os cursos que tratam da
COMEÇAR A ATIVIDADE rotina e burocracia forense que envolvem o perito
são feitos para transmitir as informações sobre a
Seguidamente, algumas pessoas nos procuram área e, a partir daí, com a absorção do conhecimento,
para realizar um de nossos cursos, sentindo-se consequentemente, venham a transmitir a necessária
inseguras em relação ao futuro. Elas dizem não segurança ao profissional. Normalmente não há o
saber coisa alguma sobre perícias judiciais em que fazer, além disso, antes da primeira
sua área e que apenas um curso genérico a perícia que iremos realizar.
todas as profissões poderia ser insuficiente.
Outros, na mesma linha, de tempos em tempos,
Então, respondemos exatamente como aqui já enviam-nos e-mail, perguntando como conseguir
foi referido: que, para ser perito judicial, é necessário estágio com peritos experientes, para os quais temos
apenas conhecer a rotina e a burocracia em que uma resposta clássica: é difícil encontrar um que
este se envolve, o que é exatamente tratado por ofereça estágio, talvez porque se sintam temerosos
nós em livros e cursos, aliado ao conhecimento de que novatos conhecedores do assunto possam,
técnico e científico que o interessado adquiriu lá adiante, transformarem-se em concorrentes.
Conforme já sabemos, esse mercado de trabalho fica
na faculdade.
um tanto escondido devido às suas características,
e alguns peritos desejam que assim continue.
COMPARTILHE EM SUA REDE SOCIAL

. É FÁCIL TRABALHAR
NA ÁREA
No início, podemos nos sentir um pouco inseguros, mas o tempo
aplacará essa sensação. Se formos novo na profissão ou um
recém-formado, até vem a representar pior. Essa situação é
aparentemente adversa, tendo em vista que, além de
recém-chegados à atividade de perito judicial, estamos
recém-chegados à profissão de nosso curso superior. Porém tudo
se resolverá – os prazos elásticos e a possibilidade de utilizarmos
consultores nos ajudarão.

Muitos já passaram por casos idênticos, recém-formados


ingressando na perícia judicial, e eu próprio sou exemplo disso. Fui nomeado pela primeira vez sem experiência
profissional e, sobretudo, em perícias. Citando um outro exemplo: quando escrevi o livro Manual de Perícias,
contei com a colaboração de peritos experientes de diversas áreas; um deles, o economista Ricardo Susini,
que foi trabalhar nesta função após a formatura, sendo, da mesma forma como eu, nomeado até hoje
initerruptamente. Não há o que temer, se quisermos conquistar algo, alguma coisa iremos enfrentar. A fim de
que o interessado em ser perito tenha a melhor autoconfiança, adquirido um de nossos cursos ou o livro Manual
de Perícias, damos suporte gratuito por até um ano após a aquisição.
COMPARTILHE EM SUA REDE SOCIAL

. CONSULTORIA
Em caso de o perito ter habilitação na área da perícia, porém ter desconhecimento dela, parcial ou total, ele poderá
contratar um consultor para auxiliá-lo. Assim, disporá de ajuda, inclusive, para responder algum ou alguns quesitos
(perguntas) que as partes ou o juiz tenham realizado. Todavia, quem assina o laudo é apenas o perito.
No momento em que o perito estuda os quesitos para quantificar sua proposta de honorários, ele pode pedir
orçamento para um consultor na área que não domina. O valor dado seria embutido na proposta.

Os honorários do consultor fazem


parte do custo de perícia
COMPARTILHE EM SUA REDE SOCIAL

. MERCADO DE TRABALHO O trabalho de perícia judicial é uma espécie de


consultoria, realizada especialmente para as justiças
EXTRAJUDICIAL Estadual, Federal do Trabalho. Ao recebermos as
primeiras perícias, já podemos vislumbrar o mercado
Os engenheiros civis, agrônomos e arquitetos que são de consultoria extrajudicial, cujo enfoque, muitas vezes,
profissionais liberais ou donos de pequenas empresas, é idêntico ao de uma perícia judicial. É o caso das
são sérios candidatos a desempenhar o ofício de perito perícias de avaliação de imóveis que os engenheiros
judicial. A flexibilidade de horários, independência e civis, agrônomos e arquitetos fazem para a justiça, em
livre arbítrio no exercício do encargo, sem as que o trabalho técnico é o mesmo dos laudos de
costumeiras pressões do ambiente de trabalho, levam avaliação realizados para bancos, empresas, governos
esses profissionais e os de outras áreas, como os e, até mesmo, para particulares.
administradores, contadores e economistas, a buscarem
na perícia judicial a complementação do leque de Da mesma forma, administradores, contadores e
serviços que já prestam em suas comunidades. economistas fazem laudos extrajudiciais de cálculos
O sabor de opinar livremente em laudo sobre um para advogados juntarem às suas petições em
determinado fato estimula, ainda mais, o profissional a processos, semelhantes aos laudos que fazem como
procurar tal ocupação. perito da justiça.

A perícia judicial é um trampolim R R

para o plano de serviços oferecidos


Livro
MANUAL
DE PERÍCIAS

ao profissional fora da justiça


Segundo o NOVO
Curso Código de Processo Civil
R

PERÍCIA Judicial
online R