Você está na página 1de 40

UNIVERDADE FEDERAL DO CARIRI  UFCA

CENRO DE CINCIA E ECNOLOIA CC


CURO DE ENENHARIA CIVIL

INRUENO DE DEENHO CNICO E


NORA DA ABN
D D 
 . y Ngu
2

DESENHO BÁSICO 05/12/2017

Nm
• O desenho técnico está subordinado a regras, que são as
“Normas Técnicas”;
• As normas são guias para a padronização de procedimentos;
• Dependendo do âmbito de seu projeto, você pode encontrar
normas internacionais, nacionais e internas de sua empresa,
que buscam padronizar os desenhos.

.
3

DESENHO BÁSICO 05/12/2017

Nm
• No Brasil, as normas são editadas pela ABNT (Associação
Brasileira de Normas Técnicas) e denominadas NBR’s
(Normas Brasileiras Registradas).

• Para favorecer a padronização internacional foi criado a


Organização Internacional de Normatização (International
Organization for Standardization – ISO).

• As normas NBR’s de desenho técnico estão em consonância


com as normas internacionais aprovadas pela ISO.

.
4

DESENHO BÁSICO 05/12/2017

Nm
5

DESENHO BÁSICO 05/12/2017

Nm
• Principais Normas do Desenho Técnico:

▫ ABNT NBR 10647 (1989) - Desenho Técnico;


▫ ABNT NBR 8402 (1994) – Execução de caracteres para escrita
em desenho técnico;
▫ ABNT NBR 8403 (1984) – Aplicação de linhas em desenhos –
Tipos de linhas – Larguras das linhas;
▫ ABNT NBR 10068 (1987) – Folha de desenho – Leiaute e
dimensões;
▫ ABNT NBR 10067 (1995) – Princípios gerais de representação
em desenho técnico;
▫ ABNT NBR 8196 (1999) – Desenho técnico – Emprego de
escalas;
▫ ABNT NBR 10126 (1987) – Cotagem em desenho técnico;
▫ ABNT NBR 10582 (1988) – Apresentação da folha para
desenho técnico;
▫ ABNT NBR 13142 (1999) – Desenho técnico – Dobramento de
cópias.
6

DESENHO BÁSICO 05/12/2017

Nm
• Principais Normas do Desenho Técnico:

▫ ABNT NBR 10647 (1989) - Desenho Técnico;


▫ ABNT NBR 8402 (1994) – Execução de caracteres para
escrita em desenho técnico;
▫ ABNT NBR 8403 (1984) – Aplicação de linhas em desenhos –
Tipos de linhas – Larguras das linhas;
▫ ABNT NBR 10068 (1987) – Folha de desenho – Leiaute e
dimensões;
▫ ABNT NBR 10067 (1995) – Princípios gerais de representação
em desenho técnico;
▫ ABNT NBR 8196 (1999) – Desenho técnico – Emprego de
escalas;
▫ ABNT NBR 10126 (1987) – Cotagem em desenho técnico;
▫ ABNT NBR 10582 (1988) – Apresentação da folha para
desenho técnico;
▫ ABNT NBR 13142 (1999) – Desenho técnico – Dobramento de
cópias.
7

DESENHO BÁSICO 05/12/2017

Nm
• Principais Normas do Desenho Técnico:

▫ ABNT NBR 10647 (1989) - Desenho Técnico → TERMINOLOGIA

QUANDO AO ASPECTO GEOMÉTRICO

.
8

DESENHO BÁSICO 05/12/2017

Nm
• Principais Normas do Desenho Técnico:

▫ ABNT NBR 10647 (1989) - Desenho Técnico → TERMINOLOGIA

QUANDO AO ASPECTO GEOMÉTRICO

.
9

DESENHO BÁSICO 05/12/2017

Nm
• Principais Normas do Desenho Técnico:

▫ ABNT NBR 10647 (1989) - Desenho Técnico → TERMINOLOGIA


QUANDO AO GRAU DE ELABORAÇÃO

.
10

DESENHO BÁSICO 05/12/2017

Nm
• Principais Normas do Desenho Técnico:

▫ ABNT NBR 10647 (1989) - Desenho Técnico → TERMINOLOGIA


QUANDO AO GRAU DE PORMENORIZAÇÃO

.
11

DESENHO BÁSICO 05/12/2017

Nm
• Principais Normas do Desenho Técnico:

▫ ABNT NBR 10647 (1989) - Desenho Técnico → TERMINOLOGIA


QUANDO AO MATERIAL EMPREGADO

.
12

DESENHO BÁSICO 05/12/2017

Nm
• Principais Normas do Desenho Técnico:

▫ ABNT NBR 10647 (1989) - Desenho Técnico → TERMINOLOGIA


QUANDO A TÉCNICA UTILIZADA

.
13

DESENHO BÁSICO 05/12/2017

Nm
• Principais Normas do Desenho Técnico:

▫ ABNT NBR 10647 (1989) - Desenho Técnico → TERMINOLOGIA


QUANDO AO MODO DE OBTENÇÃO

.
14

DESENHO BÁSICO 05/12/2017

Nm
• Principais Normas do Desenho Técnico:

▫ ABNT NBR 8402 (1994) – Execução de caracteres para escrita em


desenho técnico → PROCEDIMENTO

• As letras devem comunicar e não distrair ou prejudicar o


desenho em si;
• As principais exigências na escrita em desenhos técnicos
são: LEGIBILIDADE UNIFORMIDADE

. ADEQUAÇÃO A OUTROS
PROCESSOS DE
REPRODUÇÃO
15

DESENHO BÁSICO 05/12/2017

Nm
• Principais Normas do Desenho Técnico:

▫ ABNT NBR 8402 (1994) – Execução de caracteres para escrita em


desenho técnico → PROCEDIMENTO

• Deve-se usar “linhas guia” para que as letras sejam


consistentes na altura.

São representadas sempre com letras maiúsculas.


16

DESENHO BÁSICO 05/12/2017

Nm
• Principais Normas do Desenho Técnico:
▫ ABNT NBR 8402 (1994) – Execução de caracteres para escrita em
desenho técnico → PROCEDIMENTO
17

DESENHO BÁSICO 05/12/2017

Nm
• Principais Normas do Desenho Técnico:
▫ ABNT NBR 8402 (1994) – Execução de caracteres para escrita em
desenho técnico → PROCEDIMENTO
18

DESENHO BÁSICO 05/12/2017

Nm
• Principais Normas do Desenho Técnico:

▫ ABNT NBR 8403 (1984) – Aplicação de linhas em desenhos – Tipos de


linhas – Larguras das linhas → PROCEDIMENTO
19
Nm
• Todas as linhas devem começar e terminar de forma
definida. O encontro de duas linhas devem ser sempre
tocando nos seus extremos, mantendo uma relação lógica
do início ao fim.
20

DESENHO BÁSICO 05/12/2017

Nm
• Principais Normas do Desenho Técnico:

▫ ABNT NBR 8403 (1984) – Aplicação de linhas em desenhos – Tipos de


linhas – Larguras das linhas → PROCEDIMENTO
21

DESENHO BÁSICO 05/12/2017

Nm
• Principais Normas do Desenho Técnico:

▫ ABNT NBR 8403 (1984) – Aplicação de linhas em desenhos – Tipos de


linhas – Larguras das linhas → PROCEDIMENTO
22

DESENHO BÁSICO 05/12/2017

Nm
Emg d tumt
• Usar os instrumentos de desenho, e aprender a manejá-los
corretamente.

• A habilidade virá com a prática contínua, mas é fundamental


desde o começo trabalhar de forma adequada.

• Para aumentar-se a vida útil dos instrumentos devemos


manuseá-los com o máximo cuidado possível e armazená-los
sempre em seus estojos.

23
Cd m u  d d
• A mesa de desenho deve ser colocada de tal modo que a luz
a ilumine pela esquerda, e deve ser ajustada na altura
conveniente para que se possa usar sentada ou em pé.

24
Cd m u  d d
• Veja como não se sentar:

25
Cd m u  d d
• Veja como não se sentar:

26
Cd m u  d d
• Maneira correta de sentar:

Corpo
apoiado nos
antebraços 27
U d  u 
• Puxar o lápis e nunca empurrar.
• Colocar o lápis encostado no esquadro ou na régua-tê em
posição quase perpendicular, com pequena inclinação no
sentido do movimento.

28
U d  u 
• Traços grossos devem ser obtidos a partir de múltiplas
passadas sobre uma mesma linha, e nunca aumentando a
força aplicada ao instrumento.

29
U d ud
• Usa-se os esquadros apoiando-se
na régua-tê, paralela ou em seu
par, para o traçado de retas
paralelas e/ou perpendiculares.

• As linhas verticais são traçadas


com esquadro, que é apoiado na
régua “T” com a borda
perpendicular mais perto da cabeça
da régua. Estas linhas são sempre
traçadas para cima, da parte
inferior para a superior.

30
U d ud

Para traçar uma linha


perpendicular a uma outra
(quando esta é horizontal),
colocar o esquadro sobre a
régua “T” e traçar a linha
desejada

31
U d ud
• Para traçar linha perpendicular a outra (posição geral), alinhar
o esquadro com a reta dada como mostra na figura, deslizá-lo
(tendo outro esquadro como base até a posição correta
perpendicular e traçar a linha desejada

32
U d ud
• Para traçar uma linha paralela a outra, primeiro alinhar o
esquadro com a linha “AB “usando uma base como mostra a
figura; movê-la em posição através do ponto dado “P” e traçar
a linha desejada.

33
USO DOS ESQUADROS

34
U d m
• Dobrar as articulações para
tornar as pernas
perpendiculares ao papel.

• Para usá-lo deve-se marcar o


centro no papel, colocar a
ponta seca neste centro e girá-
lo no sentido horário,
segurando com os dedos no
pino e inclinando-o um pouco.

35
U d m
• Para ajustar o compasso a um
tamanho de raio, utiliza-se o
escalímetro, com mostra a
figura.

36
Cudd m  tumt d
d
• Nunca começar a trabalhar sem antes limpar os materiais de
desenho e a mesa;
• Nunca guardar os instrumentos sem limpá-los. Para a
limpeza nunca utilizar substâncias corrosivas ou derivados
de petróleo.
• Evitar choques ou queda dos instrumentos;

37
Cudd m  tumt d
d
• Nunca usar o escalímetro como régua para traçar linha;
• Nunca cortar papel com a borda dos esquadros ou
escalímetro;

38
39

DESENHO BÁSICO 05/12/2017

Ex
→ A letra do cabeçalho é de 5,0 mm

Universidade Federal do Ceará – Campus Cariri


. Curso de Engenharia de Materiais
Disciplina: Desenho Técnico Turma: 1 ou 2
Nome: Seu nome completo Matrícula: Sua Matrícula

ESCREVER ALFABETO (INCLUIDO KYW) – nos tamanhos de


3,5 e 4,5 mm
ESCREVER NUMERAIS DE 0 A 9 – nos tamanhos de 3,5 e
4,5mm.
40

DESENHO BÁSICO 05/12/2017

Ex

Interesses relacionados