Você está na página 1de 4

Universidade Federal de São João del-Rei

Lista 1- Conversão de Energia

1- O núcleo a seguir é composto de chapas de um dado aço elétrico. As dimensões


do núcleo são dadas em centímetros. Uma densidade de fluxo magnético é produzida
a partir de uma excitação de tensão que se dá a uma frequência de 60 Hz, onde:

𝐵 = 1,5 𝑠𝑒𝑛𝜔𝑡 T
O aço elétrico que compõe as chapas, ocupa cerca de 0,96 da área da seção reta
desse núcleo. O número de espiras é igual a 200 e a densidade de massa do aço
elétrico é 7,65/cm3.
Calcular:

a) Tensão aplicada.
b) Corrente de pico. Dado: Hmax = 36 A.e/m.
c) Corrente eficaz (RMS) de excitação.
d) Perdas totais no núcleo, dado que para essa situação a densidade de perdas
Pc= 1,2W/kg

 O produto Ac*lc, como dado em aula, representa o volume do núcleo.


 Para um material, cuja densidade de massa dada por ρ (densidade= massa/volume),
a massa do núcleo Ac*lc*ρ e os valores volt-amperes expressos em RMS por massa,
Pa, são definidos por:
𝐸𝑒𝑓 𝐼𝑒𝑓 √2𝜋𝑓
𝑃𝑎 = = 𝐵𝑚𝑎𝑥 𝐻𝑒𝑓
𝑚𝑎𝑠𝑠𝑎 𝜌𝑐

Nesse exercício em questão, para o valor de pico de densidade de fluxo magnético, o


valor de Pa=1,5VA/kg.
20

+ N 5

25
5
i

5
2- O núcleo a seguir tem profundidade 10 cm, é percorrido por uma corrente i=1,5 A.
O caminho percorrido pelo fluxo magnético, é dado por A-B-C-D. Tem-se ainda:

 µr=2500
 N=320 espiras

Calcular:

a) O fluxo que percorre o núcleo.


b) A densidade de fluxo magnético em cada segmento do núcleo
c) Para um fluxo Ф=0,04 Wb, encontrar o valor de corrente i.

15 25

A B
+ N 10

i 25

D C

3- Considere duas bobinas N1 e N2, envolvendo um núcleo magnético. O núcleo, em


forma de toróide é composto de aço silício, e sua seção é quadrada. Como mostrado
abaixo:

r1
N1, i1 N2,i2
r2

A corrente que circula a nas bobinas são i1=0,45A e i2=0,67A. O número de espiras
de cada uma delas, é dado por N1 e N2, sendo N1=2000 espiras e N2= 120 espiras.
Os valores referentes a geometria do toroide, dados por r1 e r2 (raio menor e maior)
são 12 e 15 cm respectivamente. Determinar para esse circuito magnético:

a) A intensidade do campo magnético no raio médio do núcleo.


b) O fluxo no núcleo, considerando a densidade de fluxo magnético 1,4 T.
c) A permeabilidade relativa do núcleo.
4- Seja incialmente um núcleo de material ferromagnético (a), cujo comprimento médio
é 35 cm. A área da seção reta Ac = (a*b)= 3cmx2cm. A bobina é composta por 300
espiras. Calcule a corrente necessária para que seja estabelecido os seguintes fluxos
magnéticos:

 Ф=3,2x10-4 Wb
 Ф=5,4x10-4 Wb
 Ф=8,3x10-4 Wb

Inserindo um entreferro na estrutura, cujo comprimento é 0,85mm, encontre o valor


de corrente necessário para que os fluxos acima sejam estabelecidos.
Sabe-se que quando o comprimento do entreferro for muito menor que o comprimento
do núcleo Ac=Ag. Nesse exercício, considere a Área do entreferro diferente da área
do núcleo. O cálculo da área será efetuado por:

𝐴𝑔= (𝑎 ∗ 𝑙𝑔 ) ∗ (𝑏 ∗ 𝑙𝑔 )[𝑚2 ]
(a) (b)

Ф
entreferro
Ac

Comente os efeitos trazidos pela inserção do entreferro no núcleo.


5- Seja a tabela abaixo:
Espessura da chapa (mm) Ke
0,0127 0,50
0,0258 0,75
0,0508 0,85
0,10 a 0,25 0,90
0,27 a 0,36 0,95
As dimensões do corte transversal de uma certa estrutura magnética são:

 a= 4cm
 b=6cm

Ac
b
a
O caminho percorrido pelo fluxo magnético mede 1,5 m. Essa estrutura possui um
entreferro de ar e é construída a partir de laminas de silício cujo fator de
empacotamento é 0,85.
Calcular FMM para que seja fornecido um fluxo magnético de 12x10 -4 Wb;

 Considerando o comprimento do entreferro lg=0,5cm, e Ag=Ac.


 Com o mesmo valor de comprimento do entreferro, considere a área do
entreferro a ser calculada pela equação do exercício anterior.

6- A figura a seguir representa um núcleo magnético toroidal, de permeabilidade


relativa igual a 7000:

7cm
N= 80espiras
12cm

Para que seja produzido uma densidade de fluxo de 1,6 Determinar:

a) A corrente necessária.
b) O fluxo que percorre o núcleo.
c) Inserindo um entreferro de 1mm na estrutura, qual o valor de corrente
necessário para que o fluxo seja mantido.

7-Um núcleo ferromagnético de comprimento médio 60cm, possui um entreferro


compondo sua estrutura. O comprimento desse entreferro é de 0,07cm. A
permeabilidade relativa do núcleo é de 2500 e a área da seção (Ac) é equivalente a
14cm². Enrolada ao núcleo, há uma bobina de 430 espiras.
Considerando o efeito de espraiamento no núcleo, ou seja, a área percorrida pelo
fluxo será maior que a área geométrica. Observa-se que o entreferro provoca o
espraiamento do fluxo, elevando em 7% a área da seção do entreferro. Partindo disso,
calcule:
(a) a relutância total do caminho percorrido pelo fluxo (ferro mais entreferro)
(b) a corrente necessária para produzir uma densidade de fluxo magnético de 0,6 T
no entreferro.