Você está na página 1de 7

Guilherme Castanheiro de Souza; Rodrigo Campare 133

Sistema de Gestão Ambiental (SGA) – uma abordagem sobre os aspectos desse


importante instrumento administrativo

Guilherme Castanheiro de Souza1


Rodrigo Campare2

RESUMO

O objetivo desse artigo é analisar e discutir a importância da gestão ambiental no ambiente


empresarial mediante apresentação de estudos sobre as diversas características e
conseqüências conseqüentes. Para este fim é relevante destacar que nos dias atuais é
imprescindível que empresas se preocupem e tomem providencias para a melhoria do meio
ambiente e na qualidade de vida da sociedade. O artigo demonstra também que as empresas
buscam se enquadrar em normas para obter melhor visibilidade junto a seus consumidores,
conseqüentemente prioriza meios benéficos e alternativos para a produção de seus produtos
ou serviços, conscientizando seus colaboradores quanto à importância dessa atitude sensata.
A pesquisa é de cunho bibliográfico e de buscas em sites relacionados ao assunto, e de acordo
com a pesquisa os principais resultados evidenciam a importância de atitudes assertivas
quanto ao meio ambiente, a conscientização das pessoas referente à preservação ambiental e
as normas reguladoras que criam diretrizes funcionais para as empresas agirem em
consonância com a preservação ou a diminuição dos estragos ambientais.

Palavras-chaves: Meio ambiente. Gestão ambiental. Empresas.

1 Introdução

A ameaça à sobrevivência humana em face da degradação dos recursos naturais, a


extinção das espécies da fauna e flora, o aquecimento da temperatura devido à emissão de
gases poluentes, fizeram a questão ambiental ocupar um lugar de destaque. O crescimento da
população humana exerce forte pressão sobre o meio ambiente. As mudanças das últimas
décadas vêm alterando o relacionamento das organizações enfocando os cuidados com o
capital natural, as gestões ambientais está se tornando uma tendência mundial, onde as
empresas buscam, além de trabalhar a questão ambiental, desenvolver também o lado da
responsabilidade social. O desafio hoje enfrentado pelas organizações é de alcançar soluções
capazes de harmonizar o plano econômico, ambiental e social.
O processo de globalização das relações econômicas impulsionou o
comprometimento das empresas com a questão ambiental, através da adoção de Sistemas de
Gestão Ambiental (SGA). Este Sistema vem ao encontro da necessidade das empresas em

1
Aluno do Curso de Pó-Graduação em Gestão de Pessoas e Finanças das Faculdades Integradas Rui Barbosa.
2
Professor das Faculdades Integradas Rui Barbosa

Revista InterAtividade, Andradina-SP, Edição Especial, 1º sem. 2014


Guilherme Castanheiro de Souza; Rodrigo Campare 134

adotarem práticas gerenciais adequadas às exigências da legislação e do mercado, a


incorporação da variável ambiental dentro da gestão empresarial se tem convertido em uma
necessidade inexplicável para aquelas empresas que não queriam atuar e cumprir com as
obrigações perante a sociedade que exige cada vez mais respeito e cuidado com o meio
ambiente. Exigência essa que conduz a uma maior preocupação ambiental, buscando a
melhoria da qualidade de vida da população atual sem comprometer as futuras gerações.

2 O que é um SGA - Sistema de Gestão Ambiental?

Gestão ambiental é um sistema de administração empresarial que dá ênfase na


sustentabilidade, visando o uso de práticas e métodos administrativos reduzindo ao máximo o
impacto ambiental das atividades econômicas nos recursos da natureza.
Segundo site da ambiente Brasil, sistema de gestão ambiental "é um instrumento
organizacional que possibilita às instituições alocação de recursos, definição e
responsabilidades; bem como também a avaliação contínua de práticas, procedimentos e
processos, buscando a melhoria permanente do seu desempenho ambiental". A gestão
ambiental integra o sistema de gestão global de uma organização, que inclui, entre outros,
estrutura organizacional, atividades de planejamento, responsabilidades, práticas,
procedimentos, processos e recursos para implementar e manter uma política ambiental.
Um Sistema de Gestão Ambiental corresponde a um conjunto inter-relacionado de
políticas, praticas e procedimentos organizacionais, técnicos e administrativos de uma
empresa que objetiva obter melhor desempenho ambiental, bem como, controle e redução dos
seus impactos ambientais. Desempenho Ambiental consiste em resultados mensuráveis da
gestão de aspectos ambientais das atividades, produtos e serviços de uma organização.

3 Sistema de Gestão Ambiental na empresas

Atualmente as empresas não são mais vistas somente como instituição econômica,
mas também são analisadas pela mudança no ambiente em que operam, hoje a população se
preocupa com o caráter político-social (Ex. proteção ao consumidor, controle de poluição,
segurança, etc.). Antigamente a empresa se preocupava com a maximização dos lucros e na
minimização dos custos e pouco, além disso, (Instituição Econômica). Hoje houve uma
mudança no estoque do pensamento de sociedade, o qual está mudando sua ênfase de
econômico para social. (Instituição Sócio-política). Ex. valorização dos aspectos sociais,

Revista InterAtividade, Andradina-SP, Edição Especial, 1º sem. 2014


Guilherme Castanheiro de Souza; Rodrigo Campare 135

distribuição mais justa de renda, qualidade de vida, relacionamento humano, realização


pessoal com isso a sociedade tem ficado mais atenta ao comportamento ético das empresas.
Os empresários acham que os veículos de comunicação são antiempresariais o
número de grupo pluralista que se formam para combater a poluição, existência de cartéis,
proteção ao consumidor, estão aumentando em nosso país a mais importante influência no
ambiente dos negócios é derivada do próprio governo, que muitas vezes tem provocado
pânico no ambiente empresarial, portanto a lucratividade e a rentabilidade são fortemente
influenciadas pela sua capacidade de antecipar e reagir frente as mudanças sociais e políticas
que ocorrem em seu ambiente de negócios (Globalização).
A gestão ambiental empresarial está essencialmente voltada para organizações, ou
seja, companhias, corporações, firmas, empresas ou instituições e pode ser definida como
sendo um conjunto de políticas, programas e práticas administrativas e operacionais que
levam em conta a saúde e a segurança das pessoas e a proteção do meio ambiente através da
eliminação ou minimização de impactos e danos ambientais decorrentes do planejamento,
implantação, ou desativação de empreendimentos ou atividades, incluindo-se todas as fases do
ciclo de vida de um produto.
O Sistema de Gestão Ambiental é importante para as empresas porque ela associa
sua imagem ao da preservação ambiental, melhorando no mercado as imagens das marcas de
seus produtos. Empresas que adotam este sistema conseguem reduzir seus custos, evitando
desperdícios e reutilizando materiais que antes eram descartados, empresas com gestão
ambiental melhoram suas relações comerciais com outras empresas que também seguem estes
princípios.
O setor empresarial, movido pela exigência de seus consumidores, percebeu que seus
clientes estavam dispostos a pagar mais por produtos ambientalmente corretos, e mais,
deixam de comprar aqueles que contribuem para a degradação ambiental.
Além disso, essa pressão popular atingiu também os governos, os quais passaram a
estabelecer legislações ambientais cada vez mais rígidas, fazendo com que as empresas
tivessem que adequar seus processos industriais, utilizando-se de tecnologias mais limpas.
Esta mudança na percepção da questão ambiental obrigou o setor industrial, a
desenvolver e implantar sistemas de gestão de seus processos de maneira que atendessem a
demanda vinda de seus clientes e cumprissem com a legislação ambiental vigente.
A estes sistemas denominaram Sistema de Gestão Ambiental (SGA). Com estes
sistemas, os empresários começaram a verificar que uma postura ambientalmente correta na

Revista InterAtividade, Andradina-SP, Edição Especial, 1º sem. 2014


Guilherme Castanheiro de Souza; Rodrigo Campare 136

gestão dos seus processos refletia diretamente em produtividade, qualidade e


conseqüentemente melhores resultados econômico-financeiros.
O objetivo maior da gestão ambiental deve ser a busca permanente de melhoria da
qualidade ambiental dos serviços, produtos e ambiente de trabalho de qualquer organização.

4 Quais os componentes básicos de um SGA?

 Reconhecer que a gestão ambiental se encontra entre as mais altas


prioridades da organização.
 Estabelecer e manter comunicação com as partes interessadas, internas
e externas.
 Determinar os requisitos legais aplicáveis e os aspectos ambientais
associados às atividades, produtos ou serviços da organização.
 Desenvolver o comprometimento da administração e dos empregados
no sentido da proteção ao meio ambiente, com uma clara definição de
responsabilidades e responsáveis.
 Estimular o planejamento ambiental ao longo do ciclo de vida do
produto ou do processo.
 Estabelecer um processo que permita atingir os níveis de desempenho
visados.
 Prover recursos apropriados e suficientes, incluindo o treinamento para
atingir, os níveis de desempenho visados, de forma contínua.
 Avaliar o desempenho ambiental com relação à política, objetivos e
metas ambientais da organização, buscando aprimoramentos, onde apropriado.
 Estabelecer um processo de gestão para auditar e analisar criticamente o
sistema de gerenciamento ambiental e para identificar oportunidades de melhoria do
sistema e do desempenho ambiental resultante.
 Estimular prestadores de serviços e fornecedores a estabelecer um
sistema de gerenciamento ambiental.

5 Quais os benefícios de um SGA?

 Garantir aos clientes o comprometimento com uma gestão ambiental;


 Manter boas e relações com o público e com a comunidade;
 Satisfazer os critérios dos investidores e melhorar o acesso ao capital;

Revista InterAtividade, Andradina-SP, Edição Especial, 1º sem. 2014


Guilherme Castanheiro de Souza; Rodrigo Campare 137

 Obter seguro a um custo razoável;


 Fortalecer a imagem e a competitividade no mercado;
 Aprimorar controle de custos;
 Demonstrar atuação cuidadosa;
 Conservar matérias-primas e energia;
 Facilitar a obtenção de licenças e autorizações; através da certeza do
cumprimento da legislação competente;
 Estimular o desenvolvimento e compartilhar soluções ambientais;
 Melhorar as relações entre indústria e o governo;
 Diminuir os riscos de poluição ambiental.

6 Diferença entre Gestão Ambiental e Sistema de Gestão Ambiental

A diferença entre Gestão Ambiental e Sistema de Gestão Ambiental está no modo


como a empresa opera suas ações em relação ao meio ambiente. Quando uma empresa opera
com um nível de Gestão Ambiental geralmente cria um departamento de meio ambiente para
atender às exigências legais e controlar seu potencial de impacto ambiental. Ou seja, a
empresa opera de forma reativa e procura evitar os riscos ambientais.

Por outro lado, com a implantação de um sistema de gestão ambiental a empresa


passa a operar de forma estratégica em relação ao meio ambiente. A ação da empresa não se
limita aos riscos, pois passa a perceber também as oportunidades. O diferencial do sistema é o
envolvimento da empresa como um todo e a responsabilidade ambiental é disseminada em
cada setor. Quando há integração das questões ambientais, entre os setores da empresa,
soluções criativas começam a surgir e a empresa começa a detectar e aproveitar as
oportunidades. Seja no reaproveitamento de rejeitos, substituição de insumos, eliminação de
perdas, reciclagem, economia de energia, mudanças tecnológicas, etc.

7 ISO 14000

O ISO 14000 é um conjunto de normas técnicas e administrativas que estabelece


parâmetros e diretrizes para a gestão ambiental para as empresas dos setores privado e
público. Estas normas foram criadas pela International Organization for Standardization - ISO
(Organização Internacional para Padronização).

Revista InterAtividade, Andradina-SP, Edição Especial, 1º sem. 2014


Guilherme Castanheiro de Souza; Rodrigo Campare 138

A ISO 14001 é a norma que estabelece os requisitos de implementação e operação do


sistema de gerenciamento ambiental. Sua utilização é um meio de garantir às empresas uma
administração eficaz e eficiente dos assuntos ambientais.
Um bom gerenciamento ambiental, além de diminuir riscos de acidentes ecológicos e
melhorar a administração de recursos energéticos, materiais e humanos, também fortalece
imagem da empresa junto à sua comunidade, fornecedores, clientes e autoridades, entre
outros.
Também são conhecidos casos em que a certificação ISO 14001 ocasionou
valorização dos preços das ações em empresas que estavam participando de processos de
fusão ou mesmo de venda.
A implantação de um sistema de gestão ambiental, por uma empresa, pressupõem e
exige um forte comprometimento de sua direção e colaboradores com o meio ambiente. Não
basta apenas anunciar que seus processos não causam danos ambientais, é preciso provar.
A implantação de um SGA e a obtenção de um certificado ISO 14001 jamais pode
ser simplesmente uma jogada de marketing ou o cumprimento de uma cláusula comercial,
pois mais cedo ou mais tarde, esta verdade será mostrada, com prejuízos ainda maiores para a
empresa.
Esta decisão deve ser baseada em uma análise criteriosa dos benefícios a serem
obtidos e dos recursos a serem utilizados. É fundamental lembrar que uma vez obtida a
certificação, este compromisso passa a ser permanente, exigindo uma mudança definitiva da
antiga cultura e das velhas práticas.
E o mais importante neste processo: o cliente passa a confiar muito mais na empresa
e em seus produtos.
Porém, em breve, este diferencial se transformará em um pré-requisito e quanto antes
as empresas perceberem esta nova realidade maior será a chance de se manterem no mercado.

Considerações finais

Inicialmente, a preocupação ambiental se confundia com a luta pela defesa de nossas


florestas, o desenvolvimento do País se fazia à custa da derrubada das florestas, durante e
após a Primeira Guerra Mundial, a indústria começou a se desenvolver, principalmente
através das atividades industriais. Hoje vivemos um clima de economia global, essas
características, de nossa evolução econômica, tiveram não apenas profundas conseqüências na
aceleração do desenvolvimento do País, mas também causaram grandes impactos

Revista InterAtividade, Andradina-SP, Edição Especial, 1º sem. 2014


Guilherme Castanheiro de Souza; Rodrigo Campare 139

ambientais,uma das conseqüências é o desmatamento a destruição da biodiversidade, as


mudanças climáticas, a extração predatória de recursos naturais e minerais, transformações no
uso de solos estão dizimando a fauna e a flora em diversas regiões do mundo. O crescimento
da população acompanhado de novos padrões de consumo e produção resulta em quantidades
de resíduos e substâncias tóxicas poluentes com efeitos desastrosos na biodiversidade.
A sociedade como um todo acaba por sofrer as conseqüências de um problema
nascido de sua relação com o meio ambiente. Os grandes problemas que emergem da relação
da sociedade com o meio ambiente são densos, e complexos.
Precisamos encontrar soluções para preservarmos o que ainda resta do meio
ambiente, a implantação de um sistema de gestão ambiental poderá ser soluções para uma
empresa que pretende melhorar a sua posição em relação ao meio ambiente, mas não somente
as empresas devem estar preocupadas com as questões ambientais, o ser humano também é
um dos maiores poluidores do planeta, o consumo exagerado de produtos, o uso de
combustível nos automóveis, o lixo, tudo são fatores que contribuem para a poluição do meio
ambiente.
Precisamos nos conscientizar de que nossa sobrevivência esta em nossas mãos e
grande parte das doenças que hoje existem já são conseqüências dos desastres causados à
natureza que sozinha não consegue se defender, mas que por sinal se vinga.
Lutar para sobreviver hoje é questão de preservar, lutar para sobreviver amanha
talvez seja tarde.

Referências bibliográficas

DONAIRE, Denis. Gestão Ambiental na Empresa. São Paulo: Atlas, 1999.

http://www.suapesquisa.com/ecologiasaude/gestao_ambiental.htm Data: 17/09/2013.

http://mundoambiente.eng.br/new/meio-ambiente/gestao-ambiental Data: 17/09/2013.

http://www.tremverde.com.br/gestaoambiental/sga Data: 17/09/2013.

Revista InterAtividade, Andradina-SP, Edição Especial, 1º sem. 2014