Você está na página 1de 2

Ficha de trabalho de ___________________________ Classificação: _____________

Aluno nº ________ do ______º ano da turma _______


O professor: _____________
Nome: ______________________________________
Enc.º Educação ___________
___________, _____ de ______________ de 200____

Data _____/_____/______

1. Lê atentamente, as seguintes estrofes, retiradas do episódio de Inês de Castro

125 127
"Para o Céu cristalino alevantando
Com lágrimas os olhos piedosos, —"Ó tu, que tens de humano o gesto e o peito
Os olhos, porque as mãos lhe estava atando (Se de humano é matar uma donzela
Um dos duros ministros rigorosos; Fraca e sem força, só por ter sujeito
E depois nos meninos atentando, O coração a quem soube vencê-la)
Que tão queridos tinha, e tão mimosos, A estas criancinhas tem respeito,
Cuja orfandade como mãe temia, Pois o não tens à morte escura dela;
Para o avô cruel assim dizia: Mova-te a piedade sua e minha,
Pois te não move a culpa que não tinha.

126
128
— "Se já nas brutas feras, cuja mente
Natura fez cruel de nascimento, — "E se, vencendo a Maura resistência,
E nas aves agrestes, que somente A morte sabes dar com fogo e ferro,
Nas rapinas aéreas têm o intento, Sabe também dar vicia com clemência
Com pequenas crianças viu a gente A quem para perdê-la não fez erro.
Terem tão piedoso sentimento, Mas se to assim merece esta inocência,
Como coa mãe de Nino já mostraram, Põe-me em perpétuo e mísero desterro,
E colos irmãos que Roma edificaram; Na Cítia f ria, ou lá na Líbia ardente,
Onde em lágrimas viva eternamente.

129

"Põe-me onde se use toda a feridade,


Entre leões e tigres, e verei
Se neles achar posso a piedade
Que entre peitos humanos não achei:
Ali com o amor intrínseco e vontade
Naquele por quem morro, criarei
Estas relíquias suas que aqui viste,
Que refrigério sejam da mãe triste."

©Ao Encontro das Palavras - http://vanda51-emportugues.blogspot.com/


1.1. Retira do texto exemplos que comprovem as afirmações que se seguem.

Afirmações Passagens do texto


a. Antes de iniciar o seu discurso, D.
Inês de Castro está visivelmente
emocionada.
b. D. Inês temia pelo destino dos filhos.

c. As palavras de D. Inês são dirigidas a


D. Afonso IV, pai de D. Pedro.

d. A bondade de D. Afonso IV é posta


em causa.

e. Inês de Castro põe a hipótese de os


animais serem mais piedosos do que
os homens.

2. D. Afonso IV apresenta-se como oponente, adjuvante ou indiferente aos amores de D.


Pedro e D. Inês de Castro?
3. D. Afonso IV ordena a execução de D. Inês de Castro. Porque?
4. O que significa «Tirar Inês ao mundo determina»?
5. A decisão de D. Afonso IV deve-se:
a) ajudar o seu filho.
b) libertá-lo do amor que este sentia por D. Inês de Castro.
6. Que entrave surgiu para que D. Afonso IV agisse dessa forma?
7. Que figura de estilo está presente no verso: «Que de sepulcro os homens
desenterra»?
8. O verso «Que depois de morta foi rainha» refere-se a que personagem?
9. Em que plano se insere este episódio?
10. Situa este episódio no tempo e espaço.
11. Quais os argumentos utilizados por D. Inês de Castro para clamar a sua inocência?
12. Atenta numa das estâncias deste episódio e refere: tipo de estrofe; esquema rimático;
tipos de rima e número de sílabas métricas.

©Ao Encontro das Palavras - http://vanda51-emportugues.blogspot.com/