Você está na página 1de 4

Técnicas elaboradas: com mais de 10 cartas

Apresentação das técnicas

Nesta seção reunimos descrições de tiragens com a utilização de 10 ou mais cartas.


No bloco inicial relacionamos artigos e comentários sobre as duas tiragens mais
conhecidas: Cruz Celta e Mandala Astrológica. O bloco seguinte apresenta modelos de
leitura adaptados ou criados pelos próprios tarólogos autores dos textos.

-----------

• CRUZ CELTA. Modelo bastante difundido que utiliza 10 cartas.

– A Cruz Celta do Encantamento. Jaime E. Cannes considera a perspectiva mitológica


do sistema de leitura da Cruz Celta

– A Cruz Celta e o Petit Lenormand: possibilidades de interpretação. Fabrício Prado


apresenta quatro exemplos de tiragens.

– Por trás da Cruz Celta. Jaime E. Cannes comenta o símbolo e a técnica de tiragem.

– As muitas faces da Cruz Celta comentadas por Jaime E. Cannes.

– A Cruz Celta e o simbolismo da cruz, um estudo de Rogério Novo.

– O Tarô terapêutico. Jaime E. Cannes adapta a Cruz Celta para novas leituras.

– Mensagem da Primavera. Izabel Donalízio relata uma aplicação prática da Cruz Celta.

• MANDALA ASTROLÓGICA, modelo apoiado no sistema de casas da Astrologia.

– A descrição das doze casas astrológicas por Constantino K. Riemma

– Desvendando a “Mandala Astrológica” por Jaime E. Cannes

– Reflexões sobre a tiragem “Mandala Astrológica” por Geraldo Spacassassi

– Etteilla e seu método divinatório por Elizabeth Hazel e James W. Revak. Um estudo
didático e bem elaborado contendo: 1. Histórico , 2. O Método de Etteilla e 3. Exemplo

– Exemplos práticos: 1. José Roberval: Brasil 2010. 2. Flávia Castelar: Brasil 2009

-----------

• Método de tiragem do Legramonte. Evandro partilha sua técnica com treze cartas.

• O Tarot de Marselha e os Pilares do Destino. Cláudia Ferrari aproxima fontes do


esosterismo chines ao Taro e propõe uma nova tiragem.

• Método da Mesa Real. Dênis Maapelli apresenta sua alternativa de leitura das 36 cartas do
Petit Lenormand pela tiragem também conhecida por Grand Tableau.

• Os animais do Inconsciente. André Francioli relata suas tiragens inspiradas nas indicações
de Alejandro Jodorowsky.

• Resposta ao Tempo. Ricardo Pereira comenta os desafios para a definição de prazos dos
acontecimentos e explica o método que elaborou para a contagem do tempo com tarô.

• Método dos Relacionamentos. Alexsander Lepletier oferece uma técnica de tiragem


adaptável ao trabalho do próprio tarólogo. Acompanha um exemplo prático de leitura.
• O Jogo do Louco ou do Bobo. Jaime E. Cannes mostra como utilizar esse sistema proposto
por Hajo Banzhaf.
– Era uma vez... O caminho do Louco contando uma história. Titi Vidal apresenta um exemplo
de tiragem com as treze cartas do "Jogo do Louco"

• Ut Universi. Ricardo Pereira apresenta uma técnica de tiragem criada por ele e que é
exemplificada com as Previsões para 2010.

• Tabuleiro ou Labirinto ou Pirâmide Tarológica. Marcelo Bueno apresenta esse método e suas
variações, que utiliza os 22 arcanos maiores ao mesmo tempo.

• Oitavas superiores, técnica desenvolvida por Stephan Milanez com a utilização 9 cartas.

• Cruz Solar, por Joana Trautvetter, modelo apoiado no Tetragrama (IHVH).

• Leitura do coração. Teca Mendonça elucida os dois lados de uma questão afetiva.

• O Mundo Pessoal, técnica de Anamaria Traldi com três rodadas de sete cartas.

• O Jogo da Ferradura. Margareth Procópio explica como utilizar 56 cartas em um esquema


montado com três ferraduras, cobrindo doze diferentes setores da vida.

Cruz celta

A tiragem com dez arcanos do Tarô, chamada Cruz Celta (ou


Cruz Céltica), é útil quando se quer examinar uma questão mais a
fundo. Ela permite considerar dez diferentes ângulos de um
assunto e, com isso, ampliar a nossa compreensão do tema.
As lâminas, poderão ser colocadas como no esquema ao lado,
com a segunda carta cruzando a primeira.
Com a prática, aprendemos a variar e a fazer adaptações nesse
esquema. No entanto, tal como ocorre nas demais formas de
tiragem, é muito importante definir com clareza a função que cada
arcano vai desempenhar na leitura.
Algumas sugestões de diferentes aspectos que podem ser
exploradas com cada carta são dadas a seguir.
1 - A situação. A questão essencial. A atmosfera que o consulente
está vivendo.
2 - Os obstáculos. As influências imediatas. As dificuldades da situação.
3 - As metas. As aspirações e ideais do consulente. O seu destino ou o que ele poderá
realizar de melhor dentro das circunstâncias.
4 - As raízes. As bases do passado distante. As causas remotas que determinaram a
condição presente.
5 - O passado recente. Acontecimentos que acabaram de ocorrer ou estão ainda
ocorrendo.
6 - O futuro. As influências que tendem a se manifestar no futuro imediato.
7 - O consulente. A condição atual do consulente. O retrato fiel do consulente.
8 - A influência do ambiente. A influência do consulente sobre os outros, ou como ele está
reagindo à atuação dos outros. A imagem que o consulente está passando.
9 - O conselho. O melhor caminho a ser adotado pelo consulente. O que lhe corresponde
realizar ou tentar.
10 - O resultado final. A síntese. O desfecho. O que se pode esperar se o consulente fizer
o que foi aconselhado.

• Acesse, no alto da página, links para estudos e variações sobre a Cruz Céltica e seus símbolos.
Leitura do Coração – Teca Mendonça

A professora de Mitologia e taróloga, Teca


Mendonça, entre outras alternativas utiliza uma
tiragem que serve para compreender como uma
pessoa é, qual a sua personalidade, ou como ela
se encontra no momento.
O propósito é responder às perguntas que
ajudam a situar a pessoa. Como ela é? Como
está? Como ela me vê?
A peculiaridade técnica desse modelo de
tiragem é a utilização de arcanos maiores e
menores em maços separados.
As posições de 1 a 5 (com números em branco
no esquema acima) são preenchidas
com Arcanos Maiores e indicam:
1. como vê com a razão; lado consciente;
2. como vê com o coração; é a carta mais importante, mostra como é realmente, sem
manipulação.
3. como age;
4. como era anteriormente;
5. como será no futuro.
Para detalhar e complementar essas informações, são retiradas mais 10 cartas
dos Arcanos Menores:
– as cartas 6, 8, 10, 12 e 14 (números em azul), à direita dos arcanos maiores, significam
o que é mais positivo;
– as cartas 7, 9, 11, 13, e 15 (números em vermelho), à esquerda, indicam o que é mais
negativo.
Contato com a autora: tecamendonca@uol.com.br

O Mundo Pessoal – Anamaria Traldi

O sistema de tiragem do Tarô, desenvolvido por Anamaria Traldi, utiliza


o conjunto completo dos 78 arcanos. Sua preferência é pelo The Rider
Tarot Deck, também conhecido por Tarô de Waite.
Sete cartas são retiradas do maço, pelo tarólogo, e colocadas na mesa
de acordo com o esquema ao lado. Elas são lidas, inicialmente, na
seqüência numérica. A seguir, são interpretadas em suas múltiplas
combinações, como é o caso das diagonais 3-1-2, 6-1-4, 7-1-5 e vice-
versa, bem como das linhas 6-5, 7-4 e vice-versa.
Com essas primeiras cartas obtém-se uma visão do cliente e de seu
mundo pessoal.
Mais 7 cartas podem ser retiradas pelo próprio consulente, sempre
com a mão esquerda, para indicar como ele vê a si mesmo no seu mundo
particular. Essas cartas são colocadas ao lado das anteriores.
Mais uma terceira rodada de sete cartas, retiradas pelo consulente, darão as previsões
(possibilidades e probabilidades) referentes aos assuntos específicos de cada posição.
A essa altura, 90% das questões estarão atendidas. No caso de perguntas adicionais, uma
nova série de 7 lâminas poderá ser virada. Para encerrar, o consulente retirará uma carta
para ser colocada na posição central, como mensagem ou conselho do Senhor do Tarô para
o momento.
A leitura interativa é possível em todas as direções e amplia os dados para leitura. Por
exemplo, na seqüência 6-7 a carta na posição 6 indica a bagagem da infância e, na posição
7, como essa estrutura foi trabalhada até o momento presente.
São as seguintes as principais atribuições de cada posição:
1 - o consulente, seu momento atual e aquilo que está buscando elucidar na leitura do Tarô
(embora nem sempre tenha plena consciência do que seja).
2 - o passado recente, acontecimentos ou pessoas que vêm afetando o consulente e
influenciando o momento presente.
3 - o futuro próximo, as possibilidades e probabilidades de ocorrências no futuro imediato,
planejadas ou não pelo consulente.
4 - as relações íntimas, o casamento, cônjuge, filhos, parentes e amigos próximos.
5 - o plano material, o trabalho, negócios, dinheiro, propriedades, sociedades profissionais,
finanças.
6 - a infância, a figura parental forte, os irmãos, o ambiente de criação, as influências que
marcaram o processo de amadurecimento. É a carta que faz o verdadeiro contato com o
cliente. Fala das fundações da sua personalidade e do seu mundo secreto.
7 - o psiquismo, as emoções e sentimentos presentes, as condições atuais do inconsciente,
o grau de espiritualidade. Também indica a saúde do consulente.