Você está na página 1de 14

Aula 4 

Cadeia Simbólica dos Arcanos 


 
O tarô possui uma cadeia simbólica que deve ser observada de forma 
circular ou em espiral, onde o arcano O Louco, é o “elo” entre uma 
sequência e outra da espiral, ou seja, entre o arcano XXI - O Mundo e o 
arcanos I - O Mago. Entenda isso como se a sequência dos arcanos fossem 
como uma situação contendo início, desenvolvimento e conclusão e 
novamente iniciando através do “elo” o Louco. 
Observemos agora que os 22 arcanos maiores possuem 4 interpretações e o 
que dirá qual delas utilizar será a questão em si; dessa forma temos as 
seguintes interpretações: 
 
● Material. 
● Mental. 
● Sentimental. 
● Espiritual. 
 
 
Dessa forma em uma tiragem temos quatro interpretações que serão 
direcionadas de acordo com a questão, exemplo “Estou namorando alguém 
com um valor sentimental (afeto), material (posse) ou mental (ciúmes).  
 
Cada arcano possui uma mensagem diferente. 
 
Os 22 Arcanos Maiores ou Principais  
(​Tabela 1​) 
 
Nº Nome Atributo 
1  Mago  Aspirar 
2  Sacerdotisa  Analisar 
3 Imperatriz  Desenvolver 
4  Imperador  Controlar 
5  Sacerdote Disciplinar 
6  Enamorado Escolher 
7  Carro  Direcionar 
8  Justiça  Ajustar 
9  Eremita Pesquisar 
10  Roda da Fortuna  Alterar 
11  Força  Dominar 
12  Pendurado  Resignar 
13  Morte  Modificar 
14  Temperança  Reconciliar 
15  Diabo  Desejar 

Curso de Tarô - Jornada Iniciática - Ismael Karneios


18
16  Torre  Dissolver 
17  Estrela Harmonizar 
18  Lua  Expandir 
19  Sol  Triunfar 
20  Julgamento  Transcender 
21  Mundo Progredir 
Sem número  Louco Revolucionar 
 
 
 
56 ARCANOS MENORES (AUXILIARES) 
(Tabela 2) 
 
Naipe  Denominação Atributo 
OUROS 
Corte 
Pajem  Especulação 
Cavaleiro  Praticidade 
Rainha  Preservação 
Rei  Sucesso 
Numerados 
Ás  Realização 
2 Impasse 
3  Crescimento 
4  Retenção 
5  Prejuízo 
6  Opção 
7  Expansão 
8  Oportunidade 
9  Recompensa 
10  Êxito 
ESPADAS 
Corte 
Pajem  Intrigas 
Cavaleiro  Ímpeto 
Rainha  Obsessão 
Rei  Vitória 
Numerados 
Ás  Ação 
2  Discórdia 
3  Decepção 
4  Inércia 
5  Desperdício 
6  Negligência 
7  Cautela 
8  Perigo 
9  Sofrimento 
10  Finalização 
COPAS 
Corte 
Pajem  Confiança 

Curso de Tarô - Jornada Iniciática - Ismael Karneios


19
Cavaleiro  Volubilidade 
Rainha  Dissimulação 
Rei  Progresso 
Numerados 
Ás  Felicidade 
2  União 
3  Resolução 
4  Insatisfação 
5  Frustração 
6  Lamentação 
7  Devaneio 
8  Fracasso 
9  Soluções 
10  Plenitude 
PAUS 
Corte 
Pajem  Sinceridade 
Cavaleiro  Ousadia 
Rainha  Virtude 
Rei  Produtividade 
Numerados 
Ás  Fertilidade 
2  Reflexão 
3  Inovação 
4  Harmonia 
5  Recuperação 
6  Benefício 
7  Vantagem 
8  Término 
9  Obstáculo 
10  Recomeço 

Resumindo, as cartas do tarô obedecem a uma sequência simbólica 


que expressa o universo humano. Cada arcano contém em si um atributo 
essencial, uma chave que sintetiza todos os desdobramentos. Os arcanos 
principais contém quatro interpretações básicas que durante um jogo 
somente uma será observada​; os arcanos auxiliares, independentemente da 
questão, t​ erá apenas uma única interpretação​. 
 
 
Leitura Complementar 
 
Associações e simbologia. 
 
Em um vago estudo sobre tarô em livros ou até mesmo na 
internet, facilmente encontraremos uma associação a Kabbalah, Astrologia, 
Numerologia e muitos instrutores de tarô dizendo que para o estudo do tarô 
é necessário aprofundar-se na Kabbalah ou astrologia e etc. Porém o tarô é 
Curso de Tarô - Jornada Iniciática - Ismael Karneios
20
um sistema próprio e ao se debruçar na história vemos que essas 
associações nasceram de ordens esotéricas; não podemos dizer que tais 
interpretações estão todas erradas, mas que corroboraram para muitas 
deturpações, é fato.  
No período entre 1775-1850 os ocultistas perceberam a 
importância do oraculo e começaram a estudá-lo, porém como haviam 
pouquíssimas obras a respeito, somente cartilhas de cartomantes francesas, 
as Sibilas, e alguns escritos de cartomantes como Etteilla, Mlle Lenormand e 
Julia Orsini, os ocultistas do século XIX começaram a produzir material 
através dos estudos que ocorriam nos seios de suas ordens, entre eles 
Macgregor Mathers seguido por Crowley e Waite; dessa forma surgiram 
muitas das associações entre a astrologia, kabbalah e numerologia e os 
remanescentes se inspiraram muito nesses, para criação de novos decks. Um 
fato interessante ocorre no tarô Rider-Waite onde Waite trocou a posição 
dos arcanos VIII - A Justiça pelo XI - Força porém manteve os atributos 
originais do tarô de marselha. “Por que isto ocorreu?” Quando nos 
reportamos ao tarô de Waite ou ao de Crowley, não podemos nos esquecer de 
que os dois autores ocuparam os mais altos postos hierárquicos na ordem 
inglesa Golden Dawn e dela sorveram a base dos “conhecimentos ocultos” 
atribuídos ao tarô pelo magista inglês Macgregor Mathers, em 1888. Assim, 
se relacionar o tarô de Waite com o alfabeto hebraico e este aos caminhos da 
Árvore da Vida obteremos a fórmula doutrinária da referida ordem e a 
“troca” de posição entre os arcanos 8 e 11. Volto a insistir que isso não altera 
em absolutamente nada os valores tradicionais dos arcanos nem sua leitura. 
Na tabela a seguir veremos somente as relações necessárias. 
 
 

 
 

Curso de Tarô - Jornada Iniciática - Ismael Karneios


21
 
Lição 
 
1) Estude e pesquise os atributos de cada arcano tanto os maiores quanto 
os menores (tabela 1 e 2) e anote. O objetivo é a ampliação de conceitos 
através das palavras. 
 
 
 
 
Aula 5 
 
Estrutura Geral 
 
Vimos na lição anterior, que cada arcano maior contém quatro 
manifestações e cada arcano menor possui apenas uma — o que é isso? A 
interação dos quatro elementos: Terra, Ar, Água e Fogo — uma fórmula 
esotérica muito antiga que se reporta aos quatros planos do universo 
humano: material, mental, sentimental e espiritual; os elementos são como 
um alicerce no estudo e na aplicação do tarô. Você já deve ter ouvido falar 
nas palavras “holismo” e “holístico”; elas se referem à interação dos 
quatro mundos humanos. Nós analisaremos os elementos separadamente, 
mas na realidade eles estão interligados. Numa consulta de tarô, 
observamos qual mundo (elemento) está dissociado dos outros ou se estão 
todos em harmonia. É vital o entendimento dos quatro elementos (mundos, 
planos holísticos) tanto para o estudo dos arcanos nas próximas lições 
quanto para o momento de uma consulta. Observe e estude, 
cuidadosamente, a divisão da tabela a seguir: Cada um dos 22 arcanos 
MAIORES se manifesta nos quatro elementos. Cada naipe (14 cartas) dos 56 
arcanos MENORES se manifesta apenas em um elemento. 
 
 
QUATRO ELEMENTOS 
 
TERRA AR 
Material Mental 
 
Esse elemento se refere a tudo o que   
é tangível, sensível e obtido pelo  Esse elemento se refere a tudo o que 
físico.  é racionalizado, pensado e 
 

Curso de Tarô - Jornada Iniciática - Ismael Karneios


22
direcionado pela ação e pela 
expressão verbal. 
Verbo: TER  Verbo: SER 
 
 
Corpo  Alma/Psique 
Forma Ideia 
Realização  Planejamento 
Conclusão  Elaboração 
Dinheiro  Ambição 
Trabalho  Profissão 
Posse  Ciúme 
Limitação  Egoísmo 
Namoro Intenção 
Casamento  Relacionamento 
Saúde física  Saúde mental 
NAIPE DE OUROS  NAIPE DE ESPADAS 
 
 
 
Cada um dos 22 arcanos MAIORES se manifesta nos quatro elementos. 
Cada naipe (14 cartas) dos 56 arcanos MENORES se manifesta apenas em um 
elemento. 
 
 
QUATRO ELEMENTOS 
 
ÁGUA  FOGO 
Sentimental  Espiritual 
 
 
Esse elemento se refere a tudo o que  Esse elemento se refere a tudo o que 
é sonho, esperança e aspiração da  é compreendido e aceito pela 
alma.  transcendência e que evolui por meio 
  dela. 
   
   
Verbo: ESTAR  Verbo: FICAR 
Alma/Emoção  Espírito 
Sonho  Inspiração 
Desejo Aspiração 
Criatividade  Perfeição 

Curso de Tarô - Jornada Iniciática - Ismael Karneios


23
Vaidade  Filantropia 
Habilidade  Dom 
Paixão  Compaixão 
Orgulho Harmonia 
Sedução  Compreensão 
Amor Paz 
Saúde emocional  Saúde espiritual 
NAIPE DE COPAS  NAIPE DE PAUS 
 
 
 
É importante classificar cada significado em relação a cada elemento, 
pois no momento de uma consulta somente um dos elementos — material, 
mental, sentimental ou espiritual — irá se manifestar. Como vou descobrir 
o elemento? Através da pergunta ou do significado da casa do jogo. Como 
observamos na tabela anterior, toda situação humana pode ser classificada 
de acordo com os quatro elementos. Se pergunto sobre a compra do carro, 
qual é o elemento? Terra — material. Então, a resposta só deve expressar o 
significado material do arcano maior. Pergunto sobre o afeto do parceiro, 
qual é o elemento? Água — sentimental. Nesse caso, a resposta deve conter 
apenas o significado sentimental do arcano maior. Você perceberá nos 
estudos dos arcanos principais que uma mesma carta é muito favorável num 
determinado plano e desfavorável em outro. Nenhum arcano é bom ou mau, 
a pergunta ou situação é que o classificará. 
Já sabemos que é possível jogar o tarô somente com os arcanos 
maiores; para esse caso, você possui uma das chaves de interpretação que 
expliquei anteriormente — a escolha do elemento da carta em relação ao 
elemento da pergunta. Também vimos que quando jogamos com o tarô 
completo as respostas são mais rápidas e objetivas; contudo, isso requer 
maior grau de atenção e análise combinatória, pois estamos usando em 
conjunto uma carta do arcano maior e uma do menor. Estudamos que o 
arcano auxiliar é uma manifestação do arcano principal; Então, o arcano 
menor mostrará de que forma a situação principal (elemento do arcano 
maior) irá se manifestar (naipe do arcano menor). 

Curso de Tarô - Jornada Iniciática - Ismael Karneios


24
 
É importante entender que o arcano menor (auxiliar) apresentará, 
sempre, apenas uma manifestação, independentemente da pergunta — o 
próprio naipe é um elemento único: material, mental, sentimental ou 
espiritual. Assim, seja a pergunta de cunho material ou sentimental, o 
arcano menor será fixo em sua análise. Mas não se esqueça que no tarô 
completo sempre utilizamos duas cartas em conjunto, um arcano maior e 
um menor. 
Vejamos um exemplo: uma pergunta de ordem material deve ser 
associada com o plano material do arcano maior e relacionada com o naipe 
do arcano menor que, sob um plano geral, indicará o grau da questão 
analisada. No caso, a situação de ordem material, independentemente da 
realização, estaria bem equacionada com os naipes de ouros ou paus, mas 
em desarmonia com os naipes de espadas e copas. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Curso de Tarô - Jornada Iniciática - Ismael Karneios


25
Tabela de Combinações 
 
PLANO do Arcano MAIOR NAIPE Arcano MENOR  COMBINAÇÃO: 
 
Material 
Ouros — material  Perfeita 
Espadas — mental  Discordante 
Copas — sentimental  Dissonante 
Paus — espiritual  Excelente 
Mental 
Ouros — material  Adequada 
Espadas — mental  Desajustada 
Copas — sentimental  Desarmônica 
Paus — espiritual  Magistral 
Sentimental 
Ouros — material  Resoluta 
Espadas — mental  Sofrível 
Copas — sentimental  Harmônica 
Paus — espiritual  Auspiciosa 
Espiritual 
Ouros — material  Tolerável 
Espadas — mental  Inadequada 
Copas — sentimental  Benéfica 
Paus — espiritual  Magnífica 
 
Em resumo, os quatro elementos são as bases para classificar a 
questão consultada (pergunta) e o plano do arcano (resposta). Como regra 
geral, cada arcano principal se manifestará em quatro planos — material, 
mental, sentimental e espiritual; cada naipe do arcano auxiliar se 
manifestará em um único plano — material, mental, sentimental ou 
espiritual. 
 
 
1) Qual o significado de...? Pesquise e compare entre si as seguintes 
palavras: 
 
• Ter 
• Ser 
• Estar 
• Ficar 
 
 

Curso de Tarô - Jornada Iniciática - Ismael Karneios


26
Observação​: Estude bem os conceitos das lições 4 e 5, elas serão importantes 
para as lições 14, 15, 16, 23, 24 e 25 — todas relacionadas a métodos e 
interpretações. 
 
 
Leitura Complementar da Aula 5 
Os Quatro elementos 
 
Dentro da literatura ocultista encontramos o conceito dos quatro 
elementos (terra, água, ar, fogo) como sendo a base de toda construção do 
universo; é através da união e transmutação deles, que surgem as diferentes 
manifestações na matéria. Para que tenhamos uma visão mais abrangente é 
necessário estudarmos como estes elementos interagem com toda a cadeia 
espiritual e por fim a física e para isso entraremos em conceitos esotéricos 
da magia ocidental. 
A criação divina se divide em quatro vibrações do mais sutil ao mais 
denso que são dirigidos, por assim dizer, por uma quinta força ou 
quintessência que podemos ver esquematizado através do pentagrama: 
 

No topo do pentagrama temos o espírito, ele diz respeito a divindade 


criadora que no ocultismo chamamos de O TODO; aqui não se trata de 
qualquer divindade, mas sim da centelha primeira, o primeiro impulso na 
criação, que por falta de uma palavra que melhor o defina, chamamos de 
Deus1 porém, aqui, usaremos o termo O Todo. Do Todo desprende-se quatro 
forças sutis que são os princípios dos elementos e sobre estes podemos ver 

1
Aqui deve ficar claro que a palavra Deus não se restringe a figura cristã de Adonai, mas sim a
divindade suprema da criação e sendo assim podemos interpretar como o primeiro Deus de todas
religiões como Olorum dos yorubas, Brahma dos indus, Adonai dos judeus e aí segue-se uma lista.
Curso de Tarô - Jornada Iniciática - Ismael Karneios
27
no livro de Ezequiel como os quatros seres viventes, assim como os quatro 
querubins sobre a arca da aliança no livro do Êxodo. Estas quatros forças se 
projetam no abismo abaixo unindo-se e criando as diversas manifestações. 
Em Dogma e Ritual de Alta Magia2 lemos na página 242: 
“​As quatro formas elementares3 separam e especificam por uma espécie de 
esboço os espíritos criados que o movimento universal desprende do fogo central4. Em 
todas as partes o espírito trabalha e fecunda a matéria para a vida; toda a matéria é 
animada; todo pensamento e a alma estão espalhados por todas as partes…” 
 
Assim temos os quatro planos de existência, sendo eles: 
 
I. Mundo das emanações ( É a emanação da divindade) 
II. Mundo da criação. 
III. Mundo das formações. 
IV. Mundo da materialização. 
 
Sendo que, para cada uma dos mundos existe um elemento de maior 
afinidade. Aqui é preciso entender que os elementos atuam em maior ou 
menor proporção mas nunca sozinhos, apesar de termos em certos mundos 
a individualização dos elementos, porém ainda assim o fogo possui certa 
parte de cada elemento. Sendo assim temos que: 
 
I. Mundo da emanação - Elemento Fogo. É aqui o reino do Deus 
Pai e Deusa Mãe de tudo criado, este plano está em constante 
emanação das energias que compõem a construção dos 
elementos. 
II. Mundo da criação - Elemento Ar. É aqui o reino dos deuses 
menores, são eles que dão direcionamento as emanações que 
provêm do plano superior. Aqui a emanação é gerenciada, 
polarizada e individualizada. 
III. Mundo da Formação - Elemento Água. Aqui é o reino que dá 
forma a tudo que foi pensado e planejado pelo plano do 
elemento Ar. 
IV. Mundo da Materialização - Elemento Terra. Aqui é o reino da 
manifestação física de tudo que foi formado no plano da Água. 
 
Embora cada plano tenha um elemento regente isso não significa que 
não exista os outros elementos, eles estão em menor proporção dando aos 

2
Dogma e Ritual de Alta Magia - Eliphas Levi. Ed. Madras 2014.
3
Nos dias atuais a palavra Elementar faz referência a espíritos em decadência ou restos astrais dos
já falecidos. É um erro interpretativo de conceito e a palavra correta seria Elementais.
4
O fogo central é o que denominamos de reino das emanações.
Curso de Tarô - Jornada Iniciática - Ismael Karneios
28
planos as virtudes necessárias. Da mesma forma estes planos se manifestam 
no Homem da Seguinte forma: 
 
I. Fogo - O Espírito do Homem que traz consigo a natureza do 
primeiro plano. 
II. Ar - A mente, o reino dos pensamentos. 
III. Água - As emoções do Homem. 
IV. Terra - O corpo físico do Homem. 
 
Vimos até aqui como os quatro elementos interagem, porém se 
olharmos no pentagrama veremos que esta faltando uma quinta parte, a 
ponta superior. A ponta superior que é o reino do Todo, não faz parte dos 
reinos elementais, pois todos os elementos estão nele em estado de 
potencialidade, e quando são emanados passam de potencialidades para o 
estado de potências, gerando e fecundando tudo que existe de 
potencialidade no Todo, sendo assim o Todo não é nenhum dos elementos 
de forma individualizada, pois todos os elementos estão latentes em si, por 
isso está acima dos elementos representado pela ponta superior do 
pentagrama. 
 
Agora falta-nos saber o que isso tudo tem haver com o tarô!  
 
Como vimos em em nosso estudo do tarô, ele se divide em arcanos 
maiores e arcanos menores e ambos são divididos em quatro áreas da vida 
humana, sendo que os arcanos maiores representam unicamente apenas um 
elemento - espiritualidade (fogo), mente (Ar), emocional (água) e o corpo 
material (terra) 
 
Na tabela dos elementos da Aula 5 temos alguns exemplos que 
demonstram claramente como se processa esse movimento. De acordo com 
a tabela, sabemos que o Fogo rege em Dons, Água em Habilidade, Ar em 
profissão, Terra em trabalho. Assim entendemos que, o elemento mais 
sublime traz o dom sobre o ser sendo então uma manifestação do espírito do 
indivíduo, que ao se manifestar no campo mental (ar) se transforma na 
busca pela profissão referente a natureza do dom, logo a profissão possui 
natureza aérea, porém ao se projetar no reino da Água (emoções) traz a 
habilidade de se exercer tal profissão e ainda, ao se projetar na matéria 
(terra) produz o Trabalho, ou seja a execução da habilidade de executar uma 
profissão referente ou análoga ao dom. Outro exemplo diz respeito a 
Harmonia (fogo) que ao ser analisado como se processa no campo afetivo 
nos diz que entre os indivíduos existe enquanto campo espiritual, 
Harmonia, e dessa harmonia ao ser projetada no campo mental (ar) gera o 

Curso de Tarô - Jornada Iniciática - Ismael Karneios


29
relacionamento, que bem sabemos não significa apenas algo entre um casal 
mas sim, toda interação entre indivíduos e que quando este relacionamento 
(ar) se projeta nos campos das águas produz o Amor que ainda assim apenas 
diz respeito a interação entre os seres, pois amamos nossos pais, cônjuges, 
amigos e etc. Porém quando se projeta na matéria temos o Casamento 
(terra) que embora signifique a união amorosa de duas pessoas a nível 
social, tem-se também que se trata de um fechamento de contrato onde 
duas partes de comum acordo se unem em prol de algo. Logo, casamento 
não é amor, mas sim a materialização de algo que existe nas regiões 
superiores, ou seja, o produto da soma da harmonia + Relacionamento + 
Amor. Outro exemplo claro é a Inspiração (fogo) sendo o indivíduo inspirado 
pelo espírito, tem em sua mente uma ideia e como sabemos ideia é apenas 
um pensamento que pode ou não ser trazido a realidade, logo, para que isso 
ocorra essa ideia deve projetar-se no reino das Águas (emoções) e assim 
criar forma mesmo que imperfeita; pode-se então seguir em direção a 
materialização (terra) e aí temos a realização de um sonho, a Forma. Essa 
regra que não é absoluta, pode ser aplicado às todas as palavras da tabela, 
mas devemos tem em mente que tudo possui aspectos positivos e negativos 
e os arcanos menores evidenciam muito bem isso e mostra que certas coisas 
estão muito mais ligadas às virtudes (+) ou aos vícios (-) promovendo até 
certo ponto uma polarização como em Filantropia enquanto Fogo mas que 
tende a ser vaidade ao se projetar no reino das água. Isso se dá pelo 
dinamismo dos elementos e fatores ambientais, pois somos influenciados 
por diversas forças e como já diziam os magos medievais “​a realidade é um 
fruto dos movimentos celestes​". 
Vemos então que os quatro elementos não só esta ligados a matriz de 
construção do universo mas como na construção do Homem e estrutura o 
tarô de acordo com as questões, posições na mesa e plano de atuação. Sendo 
assim todas as questões humanas podem ser categorizadas nos quatro 
elementos, porém é necessário de saibamos diferenciar amor de paixão, 
vaidade de habilidade; de estar e de ficar; inspiração de ideia; casamento de 
amor, pois a fundo não são a mesma coisa e dizem respeito a etapas e 
processos e não ao objeto em si; pois bem sabemos que ter uma profissão 
não significa que tem-se o dom de executá-la. Tendo estas distinções em 
mente fica claro como o tarô interage com os elementos, exemplo: Digamos 
que em uma tiragem de tarô para Mateus com a duvidar sobre as intenções 
de sua namorada com ele; através da questão sabemos que se trata de uma 
questão sentimental, pois envolve um relacionamento (agua) logo usaremos 
a interpretação que o arcano maior possui no campo sentimental e veremos 
qual arcano menor sai mostrando as reais intenções da namorada que se sair 
naipes de ar por exemplo, sabemos que ela possui mais aspectos mentais em 

Curso de Tarô - Jornada Iniciática - Ismael Karneios


30
relação ao relacionamento, naipe de ouros mostrando possuir tendências a 
materializar algo, o que? a ação que o arcano menor mostrar, que é único. 
Digamos que nessa jogada, tiramos III - Imperatriz + III - Ouro e 
sabendo que a Imperatriz tem tendência ao desejo, entendemos que deseja 
algo? o que? o III de ouro, que significa rompimentos, desinteresse… logo 
entendemos que o desejo oculto da namorada é o fim do relacionamento. 
Obviamente que muitas outras jogadas e outros métodos de tiragem seriam 
utilizados para que mostrassem com maior detalhes todo o caso mas em 
suma, a interpretação ou melhor dizendo, a técnica de interpretação se daria 
da mesma forma. 

 
 
 
 

Curso de Tarô - Jornada Iniciática - Ismael Karneios


31