Você está na página 1de 3

Prof. Jeferson.

– Direito Penal 6) Ano: 2017 - Banca: IBADE - Órgão: PC-AC - “O suicídio é


um crime (assassínio) [...]. Aniquilar o sujeito da 1
Direito Penal e poder punitivo moralidade na própria pessoa é erradicar a existência da
1) Ano: 2016 - Banca: VUNESP - A corrente/teoria penal moralidade mesma do mundo, o máximo possível, ainda
que se funda na ideia de que as normas jurídicas devem que a moralidade seja um fim em si mesma.
ser protegidas por si mesmas, pouco importando o bem Consequentemente, dispor de si mesmo como um mero
jurídico por trás delas, é: meio para algum fim discricionário é rebaixar a
humanidade na própria pessoa (homo noumenon), à qual o
a) a teoria do garantismo penal, de Luigi Ferrajoli.
ser humano (homo phaenomenon) foi, todavia, confiado
b) o funcionalismo teleológico-racional, de Claus Roxin.
para preservação” (KANT, Immanuel, a Metafísica dos
c) o funcionalismo sistêmico, de Günther Jakobs. Costumes).
d) a teoria da tipicidade conglobante, de Eugenio Zaffaroni. A extinção da própria vida já foi objeto de sancionamento
e) a teoria constitucionalista do delito. penal em diversos países. Esclarece Galdino Siqueira
(Tratado, tomo III, p. 68) que o direito romano punia com
2) Ano: 2016 - Banca: FUNCAB - Assinale a alternativa que
confisco de bens o ato de suicidar-se para fugir a uma
corretamente indica uma das missões do direito penal.
acusação ou à pena por outro delito. A mesma pena foi
a) Aplicar a pena com o escopo único de retribuir ao criminoso aplicada em França. O confisco-segundo o autor-persistia
o mal causado, pois a pena é intrinsecamente justa. na Inglaterra no início do século XX, desde que o suicídio
b) Aplacar o clamor popular através de instrumentos simbólicos não fosse efeito de uma desordem mental provada. Tendo
de punição. por base o confisco de bens outrora pertencentes ao
c) Manter a ordem política através da seletividade nas suicida - que tem herdeiros - como forma de punição
incriminações. penal, é correto afirmar que responsabilização de terceiros
d) Estimar a vingança privada nas hipóteses previstas em lei, pela conduta de alguém viola o princípio penal,
como, por exemplo, na legítima defesa. denominado:
e) Servir como instrumento de garantias para o criminoso. a) individualização judicial da pena.
3) Ano: 2016 - Banca: FUNCAB - Órgão: PC-PA - b) taxatividade
Expressiva parcela da doutrina sustenta a inadequação do c) intranscendência.
crime de escrito ou objeto obsceno (art. 234 do CP) para d) ofensividade.
com os princípios que instruem o direito penal e) inderrogabilidade.
democrático. Um dos focos dessa inadequação reside na
indevida alocação do sentimento público de pudor como 7) Ano: 2016 - Banca: CESPE - Órgão: PC-PE - Acerca dos
objeto da tutela jurídica. Isso representa, em tese, violação princípios básicos do direito penal brasileiro, assinale a
ao princípio da: opção correta.
a) intranscendência. a) O princípio da fragmentariedade ou o caráter fragmentário
do direito penal quer dizer que a pessoa cometerá o crime se
b) culpabilidade.
sua conduta coincidir com qualquer verbo da descrição desse
c) taxatividade.
crime, ou seja, com qualquer fragmento de seu tipo penal.
d) ofensividade.
b) O princípio da anterioridade, no direito penal, informa que
e) insignificância. ninguém será punido sem lei anterior que defina a conduta
4) Ano: 2014 - Banca: VUNESP - Órgão: PC-SP - Assinale a como crime e que a pena também deve ser prevista
alternativa que apresenta o princípio que deve ser previamente, ou seja, a lei nunca poderá retroagir.
atribuído a Claus Roxin, defensor da tese de que a c) É possível que uma lei penal mais benigna alcance condutas
tipicidade penal exige uma ofensa de gravidade aos bens anteriores à sua vigência, seja para possibilitar a aplicação de
jurídicos protegidos. pena menos severa, seja para contemplar situação em que a
a) Insignificância. conduta tipificada passe a não mais ser crime.
b) Intervenção mínima. d) O princípio da insignificância no direito penal dispõe que
c) Fragmentariedade. nenhuma vida humana será considerada insignificante, sendo
que todas deverão ser protegidas.
d) Adequação social.
e) O princípio da ultima ratio ou da intervenção mínima do
e) Humanidade.
direito penal significa que a pessoa só cometerá um crime se a
Princípios aplicáveis ao Direito Penal pessoa a ser prejudicada por esse crime o permitir.

5) Ano: 2017 - Banca: FCC - O princípio da intervenção 8) Ano: 2016 - Banca: FUNCAB - O direito penal não admite
mínima no Direito Penal encontra reflexo analogias incriminadoras. Essa afirmativa é uma
a) no princípio da fragmentariedade e na teoria da imputação decorrência do princípio da:
objetiva. a) adequação social.
b) no princípio da subsidiariedade e na teoria da imputação b) responsabilidade penal pessoal.
objetiva. c) individualização das penas.
c) nos princípios da subsidiariedade e da fragmentariedade. d) legalidade.
d) no princípio da fragmentariedade e na proposta funcionalista e) responsabilidade penal subjetiva.
sistêmica.
9) Ano: 2016 - Banca: IBEG - O princípio da legalidade é
e) na teoria da imputação objetiva e na proposta funcionalista
uma garantia constitucional fundamental do homem: “não
sistêmica
há crime sem lei anterior que o defina, nem pena sem
prévia cominação legal” (CF/88, art. 5º, XXXIX e Código
Penal, art. 1º). Sobre esse princípio, analise as assertivas a) Considera-se o lugar do crime tanto aquele em que
abaixo e indique a incorreta. ocorreram os disparos de arma de fogo na cidade de Aquiraz – 2
a) De acordo com a maioria da doutrina, há no princÍpio da CE quanto o local em que a pessoa C faleceu na cidade de
legalidade embutidos dois princípios diferentes: o da reserva Fortaleza – CE; e o tempo do crime, tanto o dia 03 quanto o dia
legal, reservando para o estrito campo da lei a existência do 09 de outubro de 2014.
crime e sua correspondente pena e o da anterioridade, b) Considera-se o lugar do crime aquele em que a pessoa C
exigindo que a lei esteja em vigor no momento da prática da faleceu na cidade de Fortaleza – CE; e o tempo do crime o dia
infração penal. 09 de outubro de 2014
b) O princípio da legalidade veda o uso da analogia in malam c) Considera-se o lugar do crime tanto aquele em que
partem, e a criação de crimes e penas pelos costumes. ocorreram os disparos de arma de fogo na cidade de Aquiraz –
c) O Estado é a única fonte de produção do direito penal, já CE quanto o local em que a pessoa C faleceu na cidade de
que compete privativamente à União legislar sobre normas Fortaleza – CE; e o tempo do crime, o dia 09 de outubro de
gerais em matéria penal, ressaltando que, excepcionalmente, 2014.
lei estadual (ou distrital) poderá tratar sobre questões d) Considera-se o lugar do crime aquele em que ocorre- ram os
específicas de Direito Penal, desde que permitido pela União disparos de arma de fogo na cidade de Aquiraz – CE; e o
por meio de lei complementar. tempo do crime, o dia 09 de outubro de 2014.
d) O princípio da legalidade não se aplica às medidas de e) Considera-se o lugar do crime tanto aquele em que
segurança, pois não possuem natureza de pena e a parte geral ocorreram os disparos de arma de fogo na cidade de Aquiraz –
do Código Penal se refere apenas aos crimes e contravenções CE quanto o local em que a pessoa C faleceu na cidade de
penais. Fortaleza – CE; e o tempo do crime, o dia 03 de outubro de
e) Ninguém pode ser punido por fato que lei posterior deixa de 2014.
considerar crime, cessando em virtude dela a execução e os
efeitos penais da sentença condenatória. 12) Ano: 2016 - Banca: VUNESP - Um brasileiro, João, que
reside em Buenos Aires, Argentina, decide matar um
Interpretação e aplicação da lei desafeto, José, que reside na cidade de Alumínio, SP,
Brasil. João, em sua residência, fabrica uma “carta-
10) Ano: 2017 - Banca: FUNDEP (Gestão de Concursos) - bomba”, no dia 10, e, no mesmo dia, posta o objeto em
No direito brasileiro, adota-se, no âmbito espacial, como uma unidade dos correios de Buenos Aires, com destino a
regra, o princípio da territorialidade. Dada, porém, a Alumínio. O artefato é recebido por José, em Alumínio, no
relevância de certos bens, protege-os o direito até mesmo dia 20. No dia 25 é aberto, explode e mata José. Com
contra crimes praticados inteiramente fora do Brasil, em relação à aplicação da Lei Penal, e de acordo com os arts.
respeito a certos princípios. É o que chama a doutrina de 4º e 6º do CP, assinale a alternativa que traz,
aplicação extraterritorial condicionada ou incondicionada, respectivamente, o dia do crime e o local em que ele foi
conforme o caso, da lei penal brasileira. A esse respeito, praticado.
assinale a alternativa INCORRETA: a) 10; apenas Buenos Aires.
a) A lei brasileira é aplicável, por força do princípio da justiça b) 10; Buenos Aires ou Alumínio.
cosmopolita, ao crime contra a dignidade sexual de criança c) 20; apenas Alumínio.
praticado no estrangeiro, quando o agente ou vítima for d) 25; apenas Alumínio.
brasileiro ou pessoa domiciliada no Brasil, falando a doutrina, e) 25; Buenos Aires ou Alumínio.
nesse caso, de aplicação extraterritorial incondicionada.
b) A lei brasileira é aplicável, por força do princípio da 13) Ano: 2012 - Banca: FCC - NÃO se aplica, em regra, a lei
personalidade, ao crime praticado no estrangeiro por brasileiro, brasileira aos crimes praticados a bordo de
falando a doutrina, nesse caso, de extraterritorialidade a) barco mercante estrangeiro de propriedade privada em
condicionada. águas territoriais brasileiras.
c) A lei brasileira é aplicável, por força do princípio da proteção, b) navio de cruzeiro de propriedade de empresa estrangeira
ao crime praticado no estrangeiro contra a Administração em águas territoriais brasileiras.
Pública por quem está a seu serviço, falando a doutrina, nesse c) aeronave brasileira a serviço do governo brasileiro em
caso, de aplicação extraterritorial incondicionada. espaço aéreo estrangeiro.
d) A lei brasileira é aplicável, por força do princípio do pavilhão, d) barco pesqueiro brasileiro de propriedade particular em
ao crime praticado a bordo de embarcação mercante brasileira, águas territoriais estrangeiras.
quando em território estrangeiro e aí não seja julgado, falando e) aeronave comercial estrangeira em voo no espaço aéreo
a doutrina, nesse caso, de aplicação extraterritorial brasileiro.
condicionada.
14) Ano: 2015 - Banca: VUNESP - Órgão: PC-CE - Em
11) Ano: 2015 - Banca: VUNESP - Órgão: PC-CE - Na data virtude da seca que assola o país, considere a hipótese em
de 03 de outubro de 2014, na cidade de Aquiraz – CE, o que seja promulgada uma Lei Federal ordinária que
indivíduo B efetuou dois disparos de arma de fogo contra a estabeleça como crime o desperdício doloso ou culposo
pessoa C, que foi socorrida no Hospital mais próximo. A de água tratada, no período compreendido entre 01 de
pessoa C foi posteriormente transferida para um Hospital novembro de 2014 e 01 de março de 2015. Em virtude do
na cidade de Fortaleza – CE, local em que faleceu na data encerramento da estiagem e volta à normalidade, não
de 09 de outubro de 2014, em decorrência dos disparos de houve necessidade de edição de nova lei ou alteração no
arma de fogo efetuados pelo indivíduo B na cidade de prazo estabelecido na citada legislação. Nessa hipótese, o
Aquiraz – CE. Assinale a alternativa correta em relação ao indivíduo A que em 02 de março de 2015 estiver sendo
lugar e tempo do crime praticado pelo indivíduo B, acusado em um processo criminal por ter praticado o
segundo o previsto no Código Penal referido crime de “desperdício de água tratada”, durante o
período de vigência da lei,
a) poderá ser condenado pelo crime de “desperdício de água
tratada” ainda que o período indicado na lei que previu essa 3
conduta esteja encerrado.
b) não poderá ser punido pelo crime de “desperdício de água
tratada”
c) só poderá ser punido pelo crime de “desperdício de água
tratada” se houver nova edição da lei no próximo período de
seca.
d) só poderá ser punido pelo crime de “desobediência” em
virtude de não mais subsistir o crime de “desperdício de água
tratada”.
e) poderá ser condenado pelo crime de “desperdício de água
tratada”, no entanto esta condenação não poderá ser
executada.
15) Ano: 2015 - Banca: VUNESP - Órgão: PC-CE - Nos
termos do Código Penal e em relação à territorialidade, é
correto afirmar que, sem prejuízo de convenções, tratados
e regras de direito internacional, ao crime cometido a
bordo de aeronaves ou embarcações estrangeiras de
propriedade privada
a) é vedada a aplicação da lei brasileira se as aeronaves
estiverem em voo no espaço aéreo correspondente e se as
embarcações estiverem em mar territorial do Brasil.
b) não se aplica a lei brasileira ao crime cometido a bordo de
aeronaves ou embarcações estrangeiras de propriedade
privada, ainda que aquelas estejam em pouso no território
nacional ou em voo no espaço aéreo correspondente, e estas
em porto ou mar territorial do Brasil.
c) será aplicada a lei brasileira se as aeronaves estiverem em
pouso no território nacional ou em voo no espaço aéreo
correspondente, e as embarcações estiverem em porto ou mar
territorial do Brasil.
d) será aplicada a lei brasileira se as embarcações estiverem
em porto brasileiro, mas é vedada a aplicação da lei brasileira
se as embarcações estiverem em mar territorial do Brasil.
e) será aplicada a lei brasileira se as aeronaves estiverem em
pouso no território nacional, sendo vedada a aplicação da lei
brasileira se as aeronaves estiverem em voo no espaço aéreo
correspondente.