Você está na página 1de 200

Roberto Cardoso Ilacqua

Manual do QGis para Classificação Supervisionada de Áreas

Santo André

2017
Roberto Cardoso Ilacqua

Manual do QGis para Classificação Supervisionada de Áreas

Este manual foi idealizado para auxiliar os alunos do curso de

Gestão em Saúde Ambiental da Faculdade de Medicina do ABC

A fazer o sensoriamento remoto a partir de imagens de Satélites

Landsat, e a classificação e a quantificação do uso e ocupação do

Solo de áreas em estudo.

Santo André

2017
Sumário

Introdução ..........................................................................................................................5
Primeiros Passos para a Instalação .......................................................................................6
Passos do Protocolo da Dinâmica do Uso e Ocupação do Solo ...............................................9
Fluxograma do Protocolo ................................................................................................... 10
Entenda todos os passos do Processo ................................................................................. 11
1.Determinar a localidade em estudo em estudo. ........................................................... 11
2.Coletar dados como coordenadas e área da localidade em estudo. ............................... 11
3.Transformar os dados de coordenadas e área da localidade em um arquivo Shapefile. . 11
4.Gabarito de pastas (vide Figura -1). ............................................................................. 11
5.Download das cenas dos satélites Landsat. .................................................................. 11
6.Reflectância das bandas. ............................................................................................. 11
7.Georreferenciamento das bandas. ............................................................................... 11
8.RGB total da cena........................................................................................................ 11
9.Recortar as áreas em estudo. ...................................................................................... 12
10.RGB do recorte. ......................................................................................................... 12
11.Carregar o plugin SCP (Semi-Automatic Classification). ............................................... 12
12.Carregar o RGB do recorte no plugin SCP.................................................................... 12
13.Iniciar o treinamento. ................................................................................................ 12
Definir grupo e subgrupo das assinaturas. .................................................................. 12
Determinar as cores de cada grupo e subgrupo. .......................................................... 12
14.Iniciar e Salvar a classificação. ................................................................................... 13
15.Quantificar o uso e a ocupação do solo. ..................................................................... 13
16.Transformar o Raster da classificação em um Shapefile. ............................................. 13
17.Plugin estatística por zona. ........................................................................................ 13
18.O plugin Group Stats. ................................................................................................ 13
19.Sonar as assinaturas de acordo com a cor de cada uma. ............................................. 13
20.Calcular a porcentagem do uso e ocupação do solo. ................................................... 13
21.Compositor de impressão. ......................................................................................... 13
Passo a Passo do Protocolo ................................................................................................ 14
1. Determinar a localidade em estudo em estudo. .......................................................... 14
2. Coletar dados como coordenadas e área da localidade em estudo. .............................. 14
3. Transformar os dados de coordenadas e área da localidade em um arquivo Shapefile. 14
4. Gabarito de pastas (vide Figura-1). ............................................................................. 14
5. Download das cenas dos satélites Landsat pelo site www.landsatlook.usgs.gov. .......... 14
5. Gabarito de pastas (Figura-1). ..................................................................................... 23
6. Reflectância das bandas. ............................................................................................ 24
7. Georreferenciamento das bandas. .............................................................................. 29
8. RGB total da cena. ...................................................................................................... 44
9. Recortar as áreas em estudo. ...................................................................................... 59
10. RGB do recorte da área. ............................................................................................ 74
11. Carregar o plugin SCP (Semi-Automatic Classification). Para iniciar a classificação. ..... 85
12. Carregar o RGB do Recorte no plugin ........................................................................ 89
13. Iniciar o Treinamento (fazer as assinaturas dos pixels) ............................................... 94
Definir as cores de cada classe .................................................................................. 114
Definir as cores da Macro Classe. .............................................................................. 120
Definindo o algoritmo para a classificação ................................................................ 123
14. Iniciar e Salvar a classificação.................................................................................. 124
Salvar a classificação ................................................................................................ 129
15. Quantificar o uso e a ocupação do solo. .................................................................. 131
16. Transformar o Raster da classificação em um Shapefile. .......................................... 134
17. Carregando o Plugin Complemento Estatística por Zona .......................................... 152
18. Carregando o plugin Group Stats............................................................................. 153
19. Somar as assinaturas de acordo com a cor de cada uma .......................................... 158
20. Calcular a porcentagem do uso e ocupação do solo ................................................. 159
21. Compositor de Impressão ....................................................................................... 160
Manual para Classificação Supervisionada

Introdução
O protocolo descrito abaixo é um manual completo desde o download das cenas passando pelo
tratamento das mesmas, o recorte das áreas em estudo, a classificação e a quantificação do uso
e ocupação do solo.

Esse manual foi idealizado após um trabalho de Iniciação Cientifica da Faculdade de Medicina
do ABC, com o intuito de ajudar outros alunos da disciplina de geoprocessamento do curso de
Gestão em Saúde Ambiental, a realizar o processo de sensoriamento remoto, de classificação e
quantificação do uso e ocupação do solo, para futuras pesquisas.

O sensoriamento remoto hoje e um processo muito utilizado em pesquisas ao redor do mundo


para quem desejam classificar e quantificar o uso e a ocupação do solo ao longo do tempo, seja
em área urbana ou florestal.

Esse protocolo utiliza o software QGis que é de livre acesso, e os dados (imagens), de satélite
são obtidos através dos satélites Landsat por intermédio da plataforma LandsatLook.

Esse protocolo inicialmente foi desenvolvido para observar e quantificar a dinâmica temporal
da cobertura florestal, da floresta Amazônica e relacioná-la com a dinâmica da malária de
fronteira, para obter um paradigma mais solido em relação a malária de fronteira, no Brasil e no
Mundo.

Roberto Cardoso Ilacqua 5


Manual para Classificação Supervisionada

Primeiros Passos para a Instalação

Como primeiros passos vamos fazer a instalação do software e dos plugins.


Para fazer o download do software de livre acesso QGis acesse o site http://www.qgis.org, baixar
versão mais recente.

Após fazer o download do QGis (versão mais recente).

Abrir em Complemento o Gerenciar e Instalar Complementos.

Roberto Cardoso Ilacqua 6


Manual para Classificação Supervisionada

Para instalar o Plugin Complemento Estatística por Zonas.

Plugin Complemento Estatística por Zona instalado.

Instalando o Plugin Group Stats.

Roberto Cardoso Ilacqua 7


Manual para Classificação Supervisionada

Plugin Group Stats instalado .

Instalando o Plugin SCP (Semi-Automatic Classificatication).

Após a instalação do plugin SCP .

Agora após a instalação do software e dos Plugins, estamos prontos para executar o Protocolo
de classificação da dinâmica do uso e ocupação do solo.

Roberto Cardoso Ilacqua 8


Manual para Classificação Supervisionada

Passos do Protocolo da Dinâmica do Uso e Ocupação do Solo

1. Determinar a localidade em estudo em estudo.


2. Coletar dados como coordenadas e área da localidade em estudo.
3. Transformar os dados de coordenadas e área da localidade em um arquivo Shapefile.
*Dados acima disponibilizado pelo pesquisador responsável pela pesquisa.
4. Gabarito de pastas (vide Figura-1)
5. Download das cenas dos satélites Landsat.
6. Reflectância das bandas.
7. Georreferenciamento das bandas.
8. RGB total da cena.
9. Recortar as áreas em estudo.
10. RGB do recorte.
11. Carregar o plugin SCP (Semi-Automatic Classification).
12. Carregar o RGB do recorte no plugin SCP.
13. Iniciar o treinamento (fazer assinaturas dos pixels).
 Definir grupo e subgrupo das assinaturas.
 Determinar as cores de cada grupo e subgrupo.
14. Iniciar e Salvar a classificação.
15. Quantificar o uso e a ocupação do solo.
16. Transformar o Raster da classificação em um Shapefile.
17. Carregar o plugin Estatística por Zona.
18. Carregar o plugin Group Stats.
19. Somar as assinaturas de acordo com a cor de cada uma.
20. Calcular a porcentagem do uso e ocupação do solo.
21. Compositor de Imagens.

Roberto Cardoso Ilacqua 9


Manual para Classificação Supervisionada

Fluxograma do Protocolo

Localidade em
Estudo
Shapefile

Gabarito de Download das


Pastas Cenas

Carregar o Reflectância das


Plugin SCP Bandas

Carregar o RGB Georreferenciar RGB Total da


Cena

Iniciar o Recorte da
Treinamento Bandas
Assinaturas

Definir o Grupo RGB do Recorte


e Subgrupo e
suas cores

Quantificar Uso Carregar Plugin


e Ocupação do Group Stats
Solo

Transformar Somar as
Raster da assinaturas a
Classificação em partir da cor
Shapefile

Porcentagem do Repetir o
Carregar Plugin Uso e Ocupação Processo com
estatística por do Solo todas as Áreas
zona

Roberto Cardoso Ilacqua 10


Manual para Classificação Supervisionada

Entenda todos os passos do Processo

1. Determinar a localidade em estudo em estudo.


As localidades em estudo são escolhidas de acordo com o que deseja estudar (alto índice de
doenças zoonóticas em questão por exemplo).

2. Coletar dados como coordenadas e área da localidade em estudo.


Trabalho de campo feito nas áreas de estudo, utilizando equipamentos como GPS, para
coletar as coordenadas de cada área.

3. Transformar os dados de coordenadas e área da localidade em um arquivo


Shapefile.
*Dados acima disponibilizado pelo pesquisador responsável pela pesquisa.

4. Gabarito de pastas (vide Figura -1).


Essas pastas são muito importantes pois serão usadas para organizar todas as informações
obtidas no processo.

5. Download das cenas dos satélites Landsat.


Utilizar a plataforma LandsatLook no site www.landsatlook.usgs.gov., que é de fácil acesso
para fazer o download das cenas nas quais as áreas em estudo estão contidas.

6. Reflectância das bandas.


O processo de reflectância das bandas e um algoritmo que ajuda a melhorar a nitidez das
bandas melhorando assim o produto final do RGB.

7. Georreferenciamento das bandas.


O processo de Georreferenciamento das bandas e um processo que só e utilizado quando
as cenas estão fora de posição, estando fora de posição área de estudo fique fora da
localidade correta, mesmo estando na mesma projeção.

8. RGB total da cena.


O RGB total da cena é utilizado para fundir todas as bandas da cena, possibilitando a
manipulação dessas bandas podendo compor uma cena com a cor natural (Bandas 1-2-3),
ou cor falsa cor (Bandas 5-4-3), a que e utilizada nesse protocolo.
Para esse protocolo pode ser utilizada imagens de todos os satélites disponíveis na
plataforma LandsatLook, mas cada satélite tem equipamentos diferentes de interpretação
das imagens, isso faz com que cada um tenha quantidade de bandas, e sequências diferente
das bandas para fazer a fusão do RGB.
*Obs. Satélites disponíveis na plataforma LandsatLook, e suas sequencias de bandas para
formar os RGBs são:
Landsat 1-3; Bandas: 4-5-6-7; RGB: 4-5-6-7; RGB Falsa Cor: 6-5-4.

Roberto Cardoso Ilacqua 11


Manual para Classificação Supervisionada

Landsat 4-5; Bandas: 1-2-3-4-5-6-7; RGB: 1-2-3-4-5-7; RGB Falsa Cor: 5-4-3.
Landsat-7**
Landsat-8; Bandas: 1-2-3-4-5-6-7-8-9-10-11-BQA; RGB: 2-3-4-5-6-7; RGB Falsa Cor: 5-4-3.
** O satélite Landsat-6 o seu foguete explodiu ao ser lançado, o Landsat-7 a principal câmera
de imagens danificou-se quando o satélite já estava em orbita, único produto disponibilizado
pelo Landsat-7 são as camadas pancromáticas, não utilizadas nesse protocolo.

9. Recortar as áreas em estudo.


Essa técnica e utilizado para recortar a área de estudo da cena total, assim a área de estudo
fica em evidencia facilitando a sua classificação e quantificação.

10. RGB do recorte.


O RGB do recorte é utilizado para fundir todas as bandas do recorte, possibilitando a
manipulação dessas bandas podendo compor uma cena com a cor natural (Bandas 1-2-3),
ou falsa cor (Bandas 5-4-3), a que e utilizada nesse protocolo.

11. Carregar o plugin SCP (Semi-Automatic Classification).


Essa ferramenta e um algoritmo, o principal Plugin desse protocolo, ela e disponibilizado
pelo próprio software, e serve para fazer a classificação do uso e ocupação do solo.

12. Carregar o RGB do recorte no plugin SCP.


Para iniciar a classificação do uso e ocupação do solo e necessário carregar o RGB do recorte
da área de estudo no plugin SCP.

13. Iniciar o treinamento.


Após carregar o RGB do recorte da área em estudo no plugin SCP, deve iniciar o treinamento,
que e condicionar o plugin a classificar o uso e ocupação do solo de acordo com o valor de
cada pixel, que é determinada por cor.

Definir grupo e subgrupo das assinaturas.


O Treinamento se baseia em assinaturas, que são polígonos de cada tipo de uso e ocupação
do solo. Que se divide em grupos, como solo, agua, e em subgrupos, como solo exposto,
solo urbano, rio e lagos, esses grupos e subgrupos compõem o treinamento.

Determinar as cores de cada grupo e subgrupo.


Conforme as assinaturas dos grupos e dos subgrupos feitas, serão definidas as cores de cada
um, de uma forma sugestiva, para melhor contraste na visualização do o uso e ocupação do
solo.

Roberto Cardoso Ilacqua 12


Manual para Classificação Supervisionada

14. Iniciar e Salvar a classificação.


Após salvar o treinamento inicia-se a classificação da área, o algoritmo do plugin SCP
interpreta cada assinatura e classifica conforme uso e ocupação do solo de toda a área, ao
termino da classificação a mesma deve ser salva na pasta da classificação de cada área
individualmente.

15. Quantificar o uso e a ocupação do solo.


Com a classificação terminada e salva na pasta de forma corretamente, devemos quantificar
cada elemento do uso e ocupação do solo em porcentagens, para isso são necessários mais
dois plugins, também disponíveis no software QGis são eles: Complemento estatística por
zona e Stats Group.

16. Transformar o Raster da classificação em um Shapefile.


O produto final da classificação e um Raster, só que Raster não dá para quantificar pois é
uma foto, então deve transformar a foto em um vetor, só assim e possível quantificar o
número correto de pixels de todos os elementos do uso e a ocupação do solo, o Raster se
transforma em um Shapefile, que pode ser quantificado.

17. Plugin estatística por zona.


Esse plugin permite quantificar o número de pixel de cada assinatura, em zonas como
contagem, soma, media, máximo e mínimo.

18. O plugin Group Stats.


Esse plugin vai nos permitir trabalhar em cima das zonas determinadas no plugin estatística
por zona, podemos contar, somar tirar a média, máximo, e o mínimo, de cada área
classificada.

19. Sonar as assinaturas de acordo com a cor de cada uma.


Após rodar os dois plugins será fornecido o número de pixels por assinaturas equivalentes
por cor, somar as assinaturas de acordo com a cor, e calcular a porcentagem de cada uso e
ocupação do solo

20. Calcular a porcentagem do uso e ocupação do solo.


Esse cálculo fornecerá a quantidade de pixels de cada uso e ocupação do solo em
porcentagem, para facilitar a interpretação dos dados.

21. Compositor de impressão.


O compositor de impressão e uma ferramenta muito importante, pois e só por ele que pode
ser geradas as imagens para impressão ou para o arquivamento da classificação como
imagem uma vez que são informações em camadas vetoriais, e não podendo ser visualizadas
em outros softwares a não ser no QGis.

Roberto Cardoso Ilacqua 13


Manual para Classificação Supervisionada

Passo a Passo do Protocolo

1. Determinar a localidade em estudo em estudo.


2. Coletar dados como coordenadas e área da localidade em estudo.
3. Transformar os dados de coordenadas e área da localidade em um arquivo
Shapefile.
*Dados acima disponibilizado pelo pesquisador responsável pela pesquisa.

4. Gabarito de pastas (vide Figura-1).


5. Download das cenas dos satélites Landsat pelo site www.landsatlook.usgs.gov.
A Plataforma do site e de fácil acesso e auto explicativa, será demostrado aqui o passo a passo
para fazer o download das cenas.
Ao entrar na plataforma.

A imagem está com um filtro de topografia, deve ser mudado para imagem real, para isso clique
na tecla Basemap gallery.

Roberto Cardoso Ilacqua 14


Manual para Classificação Supervisionada

Escolha a opção imagem, primeira opção do lado esquerdo.

Agora vemos a imagem em uma cor natural, mais próxima a realidade.

Clique na tecla e coloque o nome da localidade, cidade, município ou bairro.

Roberto Cardoso Ilacqua 15


Manual para Classificação Supervisionada

Nesse exemplo foi usado o nome de uma cidade do estado do acre no Brasil, Mâncio Lima,
imediatamente a plataforma busca a localidade.

Clique na tecla Load Images para selecionar o satélite desejado e o máximo de cobertura de
nuvens, no exemplo foi escolhido o satélite Landsat 4-5, que abrange imagens de 1982 – 2011.

Roberto Cardoso Ilacqua 16


Manual para Classificação Supervisionada

Ao escolher o satélite clique em Show Images, e a plataforma irá encontrar imagens com o
perfil desejado.

A plataforma consultando o banco de dados, para a sua pesquisa.

Roberto Cardoso Ilacqua 17


Manual para Classificação Supervisionada

Resultados da pesquisa no banco de dados da plataforma, a onde pode ser observado o


intervalo de imagens disponíveis entre, 22 de abril 1984 a 08 de setembro 2011.

Para melhor compreensão da abrangência de cada cena, faz se necessário a utilização de uma
camada sobreposta ao mapa que delimita cada cena, clique na tecla Map Overlay e escolha
a opção WRS2 Path/Row Overlay (linhas azuis).

Roberto Cardoso Ilacqua 18


Manual para Classificação Supervisionada

Aparecerá linhas azuis sobre todo o mapa, essas linhas formam o perímetro de cada cena, e no
centro um número, nesse caso 5/65, que representa a posição da cena sobre o globo terrestre.

Ai assim que o zoom da imagem diminui, fica fácil visualizar a cena por inteira, ao pesquisar as
cenas no Display Image sempre procure colocar a opção Active Data Only e não Mosaic.

Roberto Cardoso Ilacqua 19


Manual para Classificação Supervisionada

Após escolher a cena que deseja fazer o download clique na tecla Export Images, e em
seguida clique em Export.

A plataforma ira exportar todas as imagens disponíveis.

Roberto Cardoso Ilacqua 20


Manual para Classificação Supervisionada

Exportação concluída clique em Hide Metadada, irá abrir uma janela onde aparecerá uma lista
de todas as imagens disponíveis dentro do intervalo de 22 de abril de 1984 a 08 de setembro
de 2011, escolha a cena de acordo com a data desejada do lado esquerdo da janela, seguindo
a tabela após a data ,terá informações importante como o número da cena em relação o globo
terrestre, e importante confirmar para não fazer o download da cena errada, e ao lado tem a
quantidade em porcentagem da nuvens sobre a cena, clique em Full Product Download.

A imagem seguinte e a interface para fazer o download da cena, clique na seta verde no lado
direito da tela ao lado do X vermelho.

Roberto Cardoso Ilacqua 21


Manual para Classificação Supervisionada

Terá a sua disposição vários produtos para fazer download, para esse protocolo e utilizado o
produto Level-1 Geo TIFF Data Product, ele e o produto mais completo de todos.

Iniciando o download.

Após o download da cena, salvar essas informações da pasta Dados Brutos, da seguinte forma
todas as informações devem ficar na pasta Dados Brutos e as Bandas devem ser colocadas na
pasta Bandas, para processos futuros.

Roberto Cardoso Ilacqua 22


Manual para Classificação Supervisionada

5. Gabarito de pastas (Figura-1).


E necessário fazer um gabarito de pastas para que possa organizar e salvar as informações
produzidas durante a aplicação do protocolo.

Local e Data
Área 1

Áreas Área
Classificadas

Classificação
Área
Separadas
Shapefile
Recorte

Área 1
RGB

Área 2
Shapefile

Área 3
Treinamento

Área 4

Área 5

Área 6

Dados
Brutos

Bandas

Georreferenciamento

Reflectância

RGB
Roberto Cardoso Ilacqua 23
Manual para Classificação Supervisionada

6. Reflectância das bandas.


Esse processo ajuda a melhorar a nitidez das bandas, clique em Semi-Automatic Classfication
(SCP), para iniciar o processo.

Nessa janela clique em Preprocessing que é pré-procedimento, quer dizer


antes da classificação.

Roberto Cardoso Ilacqua 24


Manual para Classificação Supervisionada

São várias abas de ferramentas à disposição, nesse momento será usada a aba Landsat que é a
d da reflectância.

Clique na tecla Select a directory, para carregar a pasta com as bandas da cena.

Selecione a pasta Dados Brutos.

Roberto Cardoso Ilacqua 25


Manual para Classificação Supervisionada

Selecione a pasta Bandas.

Após carregar a pasta das Bandas, deve carregar o arquivo MTL clicando na tecla Open a file.

O arquivo MTL deve estar salvo na pasta Dados Brutos.

Roberto Cardoso Ilacqua 26


Manual para Classificação Supervisionada

Todas as informações carregadas, e só clicar na tecla Run, no canto inferior direito.

Selecionar a pasta Reflectância, para que as novas bandas sejam salvas.

Salvando as novas bandas.

Roberto Cardoso Ilacqua 27


Manual para Classificação Supervisionada

Esse processo vela alguns segundos.

Ao termino do processo as novas bandas são carregadas automaticamente, agora as bandas


apresentam um prefixo RT.

Roberto Cardoso Ilacqua 28


Manual para Classificação Supervisionada

7. Georreferenciamento das bandas.


O Georreferenciamento só é utilizado quando as bandas ficam um pouco fora da posição correta
em relação ao Shapefile da área em estudo, no exemplo abaixo temos dois RGBs, um verde mais
escuro que está por baixo, e outro em tons de marrom que está com uma transparência de 20%,
podemos ver que o rio de um RGB não se encaixa com o outro.

Roberto Cardoso Ilacqua 29


Manual para Classificação Supervisionada

Primeiramente carregue um RGB que esteja correta em relação a área de estudo, clicando na
tecla Raster.

Carregando o RGB correto para o Georreferenciamento.

Roberto Cardoso Ilacqua 30


Manual para Classificação Supervisionada

RGB carregado o próximo passo a combinar as bandas 5-4-3 para obter um RGB de falsa cor.

O RGB falsa cor apresenta uma coloração em tons de rosa, amarelo, verde e azul, para melhor
observar o uso e ocupação do solo, com a aproximação da cena conseguimos visualizar alguns
pontos em comum entre o RGB correto e as bandas que estão fora da posição correta, como
por exemplo as curvas do rio, clique na tecla Georreferenciar.

Roberto Cardoso Ilacqua 31


Manual para Classificação Supervisionada

Ao abrir o painel do georreferenciador, clique na tecla Abrir Imagem.

Abra a pasta Reflectância para selecionar uma das Bandas.

Selecione uma das Bandas que estão fora da localização correta.

Roberto Cardoso Ilacqua 32


Manual para Classificação Supervisionada

A banda foi carregada no georreferenciador, clique na tecla Adicionar Pontos.

Aumentando a Banda, pode-se ver melhor a silhueta do rio assim fica mais fácil de localizar e
marcar pontos em comum com o RGB correto.

Roberto Cardoso Ilacqua 33


Manual para Classificação Supervisionada

Ao marcar um ponto o georreferenciador perguntará se você gostaria de entrar com as


coordenadas ou marcar um ponto a partir do mapa na tela.

Escolha marcar a partir do mapa na tela, marque o mesmo ponto que foi marcado na Banda.

Ao marcar o mesmo ponto no mapa da tela as coordenadas são salvas automaticamente.

Roberto Cardoso Ilacqua 34


Manual para Classificação Supervisionada

E o ponto fica marcado na Banda, e as coordenadas salvas.

Esse processo deve ser repetido pelo menos três vezes.

Marcar no RGB o mesmo ponto que foi marcado na Banda.

Roberto Cardoso Ilacqua 35


Manual para Classificação Supervisionada

Marcando o segundo ponto, na Banda.

Segundo ponto salvo.

Marcando o terceiro ponto, na banda.

Roberto Cardoso Ilacqua 36


Manual para Classificação Supervisionada

Marcando o terceiro ponto no RGB correto.

Salvando o terceiro ponto da banda.

Os três pontos marcados na banda errada e no RGB correto.

Roberto Cardoso Ilacqua 37


Manual para Classificação Supervisionada

Visualização dos três pontos marcados e salvos no georreferenciador.

Ao termino da marcação dos pontos, então clique na tecla Iniciar Georreferenciador.

O sistema pedirá. Defina o tipo de Transformação, clique em OK.

Roberto Cardoso Ilacqua 38


Manual para Classificação Supervisionada

Abrirá a Configuração de transformação, clique em Raster de Saída.

Vá até a pasta Georreferenciamento, para salvar a nova Banda.

A nova Banda terá o mesmo nome da banda anterior a única diferença que a nova banda
apresentará um sufixo modificado, clique em Salvar.

Roberto Cardoso Ilacqua 39


Manual para Classificação Supervisionada

A janela de configurações de transformação irá abrir novamente com o endereço a onde a nova
Banda modificada ira ser salva, clique em OK.

Após a modificação faça o RGB modificado e compare com um RGB correto, abaixo podemos
ver os dois RGBs o verde mais escuro o RGB correto, o azul com transparência, por cima o RGB
modificado, onde pode se observar que a silhueta do rio de ambos os RGBs estão sobrepostos
corretamente.

Roberto Cardoso Ilacqua 40


Manual para Classificação Supervisionada

Após marcar os três pontos, clique na tecla Salvar pontos GCP como.

Salve os pontos na pasta da imagem em estudo, junto com todas as pastas daquela cena.

Roberto Cardoso Ilacqua 41


Manual para Classificação Supervisionada

Os pontos salvos serão utilizados nas outras bandas, assim fica patronizando, e não corre o risco
das Bandas não se sobreporem de forma correta uma sobre a outra.
Para utilizar os pontos salvos nas outras Bandas basta clicar na tecla Carregar pontos GCP.

Abra a pasta onde está salvo o arquivo dos pontos, clique no arquivo e os pontos serão
carregados imediatamente.

Roberto Cardoso Ilacqua 42


Manual para Classificação Supervisionada

Logo após irá aparecer a mensagem arquivo GCP carregado com sucesso.

Roberto Cardoso Ilacqua 43


Manual para Classificação Supervisionada

8. RGB total da cena.


Antes de começar a fazer o RGB tem que saber qual foi o satélite que forneceu a cena, pois cada
satélite tem uma combinação própria para a fusão do RGB nesse protocolo está sendo utilizadas
imagens dos satélites Landsat 4-5, que para fazer a fusão do RGB são utilizadas as Bandas 1-2-3-
4-5-7.
Clique na tecla Raster, para carregar as Bandas.

Clique na pasta Reflectância.

Roberto Cardoso Ilacqua 44


Manual para Classificação Supervisionada

Selecione todas as Bandas da pasta.

Ao abrir, as Bandas aparecem abertas do lado esquerdo da tela na legenda, aparece também
uma tarja vermelha essa tarja e um aviso que alguns arquivos selecionados não podem ser
abertos como Raster, ela sumirá ou pode clicar no (x) do lado direito da tarja.

Roberto Cardoso Ilacqua 45


Manual para Classificação Supervisionada

Clique na tecla Fechar tudo, acima da legenda

As Bandas estão em ordem decrescente da Banda-7 para a Banda-1, a ordem deve ser crescente
da Banda-1 para a Banda-7, a ordem deve ser invertida.

Bandas na ordem crescente da Banda-1 para a Banda-7.

Roberto Cardoso Ilacqua 46


Manual para Classificação Supervisionada

Para o processo de fusão do RGB e preciso retirar a Banda-6, pois ela não faz parte do processo.

Para excluir a Banda-6, selecione a banda a ser excluída e clique na tecla Remover
camada/grupo.

O sistema irá perguntar Remover 1 entrada da legenda?

Roberto Cardoso Ilacqua 47


Manual para Classificação Supervisionada

Excluída a Banda-6 deve-se colocar as Bandas em uma ordem crescente da 1 a 7.

Clique na tecla do Semi-Automatic Classification.

A janela do plugin SCP abrirá, o RGB e um processo feito antes da classificação então clique na
aba Band set.

Roberto Cardoso Ilacqua 48


Manual para Classificação Supervisionada

Clique na tecla Refresh list a direita da janela.

Essa tecla irá carregar as bandas que estão na legenda, na mesma ordem.

Clique na tecla Select all, para que todas as bandas sejam selecionadas.

Roberto Cardoso Ilacqua 49


Manual para Classificação Supervisionada

Bandas selecionadas.

Agora clique na tecla Add band to Band set a direita da janela.

As bandas selecionadas, passam para a parte de baixo na mesma ordem,

Roberto Cardoso Ilacqua 50


Manual para Classificação Supervisionada

Selecione no canto esquerdo inferior da janela, marque a opção Create a Raster of band set
virtual, para criar o RGB.

Acima da opção Create a virtual Raster of band set, tem uma janela Quick wavelength settimgs,
configurações de comprimento de onda.

Roberto Cardoso Ilacqua 51


Manual para Classificação Supervisionada

Irá abrir uma janela com várias opções de satélites escolha a que estiver trabalhando no
momento, perceba que além do satélite tem o número das bandas e a sua ordem que elas
devem estar para a fusão do RGB, esse protocolo usa imagens do satélite Landsat 4-5.

Opção escolhida, Landsat 4-5 TM [bands 1, 2, 3, 4, 5, 7], caso a ordem das bandas não
estiverem corretas o RGB não sairá de forma correta.

Roberto Cardoso Ilacqua 52


Manual para Classificação Supervisionada

Agora as informações estão carregadas e só clicar na tecla Run no lado direito inferior, para
salvar e iniciar o processo de fusão do RGB.

Salve na pasta RGBs, e o processo iniciara automaticamente, após alguns segundos.

Roberto Cardoso Ilacqua 53


Manual para Classificação Supervisionada

RGB, pronto. Ele é apresentado em cor natural, composto pela combinação das bandas 1-2-3.

Esse protocolo utiliza a combinação de falsa cor, deve posicionar o cursor do mouse encima do
RGB e clicar o botão direito do mouse, aparecerá um menu de rápido acesso, clique em
propriedades.

Roberto Cardoso Ilacqua 54


Manual para Classificação Supervisionada

Aparecerá as propriedades do Raster que acabou de fundir, abra a aba Estilo do lado esquerdo
da janela, veja que aparece alguns campos Banda Vermelha, Banda Verde, e Banda Azul, que
estão preenchidas pelas Bandas 1-2-3, respectivamente.

Para a falsa cor o campo da Banda Vermelha deve se colocar a Banda-5.

Roberto Cardoso Ilacqua 55


Manual para Classificação Supervisionada

Na Banda Verde coloque a Banda-4.

Na Banda Azul coloque a Banda-3.

Abra a janela Carregar Valores de min/max, seleciona a opção Corte de contagem cumulativa.

Roberto Cardoso Ilacqua 56


Manual para Classificação Supervisionada

Carregar...

A informação do Min. e Max foram alteradas, e a imagem por ti traz da janela muda de cor.

Para finalizar clique em Aplicar no canto inferior direito da janela, e em seguida em Ok.

Roberto Cardoso Ilacqua 57


Manual para Classificação Supervisionada

Pronto o RGB está em falsa cor, com a combinação das Bandas 5-4-3 nessa ordem.

Aproximando um pouco a imagem, observa-se os elementos e uso e a ocupação do solo em


colorações e tons diferente para cada uso ou elemento.

Roberto Cardoso Ilacqua 58


Manual para Classificação Supervisionada

9. Recortar as áreas em estudo.


O recorte das áreas de estudo permite que se trabalhe com apenas as áreas de interesse, para
iniciar o processo, deve primeiro carregar as bandas que deseja recortar a área em estudo, para
isso clique na tecla Raster.

Abra a pasta Reflectância.

Roberto Cardoso Ilacqua 59


Manual para Classificação Supervisionada

Selecione todas as bandas disponíveis na pasta.

Ao carregar as bandas elas se apresentaram em uma ordem decrescente da Banda 7 para a 1,


deve se colocar as Bandas em ordem crescente da Banda 1 para a 7.

Roberto Cardoso Ilacqua 60


Manual para Classificação Supervisionada

Colocadas em ordem crescente da Banda 1 para a Banda 7, agora carregue os Shapefies das
áreas em estudo, que serão usados para recortar as áreas de interesse, clique em Vetorial.

Ira abrir uma janela, clique em Buscar.

Roberto Cardoso Ilacqua 61


Manual para Classificação Supervisionada

Abra a pasta das Áreas Separadas.

Selecione os arquivos com a extensão shp, de todas as áreas e abra-os.

Roberto Cardoso Ilacqua 62


Manual para Classificação Supervisionada

Os Shapefile foram carregados com sucesso.

Pode ser observado os Shapefile das áreas que serão recortadas, da cena.

Abra o plugin SCP, clicando na tecla Semi-Automatic Classification.

Roberto Cardoso Ilacqua 63


Manual para Classificação Supervisionada

Na janela do plugin clique na aba Clip muitiple rasters.

Clique na tecla Refresh list a direita da janela.

As bandas serão carregadas.

Roberto Cardoso Ilacqua 64


Manual para Classificação Supervisionada

Clique na tecla Select all.

Todas as Bandas serão selecionadas.

Selecione a opção Use Shapefile for clipping, para fazer o recorte utilizando os Shapefile.

Roberto Cardoso Ilacqua 65


Manual para Classificação Supervisionada

Clique na tecla Refresh list do lado inferior à direita da janela, para carregar os Shapefile.

Ira abrir uma lista com todos os Shapefile carregados, selecione a paisagem 1.

Clique na tecla Run no canto inferior direito, para iniciar o processo.

Roberto Cardoso Ilacqua 66


Manual para Classificação Supervisionada

Escolha a pasta Recorte dentro da pasta Área-1, e salve.

Clique novamente na tecla Refresh list do lado inferior à direita da janela, e selecione o
Shapefile-2.

Clique na tecla Run no canto inferior direito, para iniciar o processo.

Roberto Cardoso Ilacqua 67


Manual para Classificação Supervisionada

Escolha a pasta Recorte dentro da pasta Área-2, e salve.

Clique novamente na tecla Refresh list do lado inferior à direita da janela, e selecione o
Shapefile-3.

Clique na tecla Run no canto inferior direito, para iniciar o processo.

Roberto Cardoso Ilacqua 68


Manual para Classificação Supervisionada

Escolha a pasta Recorte dentro da pasta Área-3, e salve.

Clique novamente na tecla Refresh list do lado inferior à direita da janela, e selecione o
Shapefile-4.

Clique na tecla Run no canto inferior direito, para iniciar o processo.

Roberto Cardoso Ilacqua 69


Manual para Classificação Supervisionada

Escolha a pasta Recorte dentro da pasta Área-4, e salve.

Clique novamente na tecla Refresh list do lado inferior à direita da janela, e selecione o
Shapefile-5.

Clique na tecla Run no canto inferior direito, para iniciar o processo.

Roberto Cardoso Ilacqua 70


Manual para Classificação Supervisionada

Escolha a pasta Recorte dentro da pasta Área-5, e salve.

Clique novamente na tecla Refresh list do lado inferior à direita da janela, e selecione o
Shapefile-6.

Clique na tecla Run no canto inferior direito, para iniciar o processo.

Roberto Cardoso Ilacqua 71


Manual para Classificação Supervisionada

Escolha a pasta Recorte dentro da pasta Área-6, e salve.

Clique novamente na tecla Refresh list do lado inferior à direita da janela, e selecione o
Shapefile-7.

Clique na tecla Run no canto inferior direito, para iniciar o processo.

Roberto Cardoso Ilacqua 72


Manual para Classificação Supervisionada

Escolha a pasta Recorte dentro da pasta Área-7, e salve.

No exemplo assim foi feito 7 recortes poderia ser 1 ou 3 tanto faz o processo e o mesmo, e muito
importante o armazenamento correto das informações geradas no processo de classificação das
imagens.

Roberto Cardoso Ilacqua 73


Manual para Classificação Supervisionada

10. RGB do recorte da área.


Para iniciar carregue os recortes da área que deseja classificar, clique na tecla Raster.

Abra a pasta da área que deseja classificar.

Clique em na pasta Recorte.

Roberto Cardoso Ilacqua 74


Manual para Classificação Supervisionada

Selecione todas as Bandas da pasta.

Coloque as Bandas em ordem crescente e retire a Banda-6.

Para retirar a Banda-6, selecione a mesma e clique na tecla Remover camada/grupo.

Roberto Cardoso Ilacqua 75


Manual para Classificação Supervisionada

O sistema perguntará se deseja Remover 1 entrada da legenda, clique Ok.

Banda removida.

Abra o plugin SCP, para começar a fusão do RGB.

Roberto Cardoso Ilacqua 76


Manual para Classificação Supervisionada

Selecione a aba Band set.

Clique na tecla Refresh list do lado superior à direita da janela.

A Bandas serão carregadas.

Roberto Cardoso Ilacqua 77


Manual para Classificação Supervisionada

Clique na tecla Select all, as Bandas serão selecionadas.

Agora clique na tecla Add band to Band set, a direita da janela.

As Bandas são carregadas para a janela debaixo.

Roberto Cardoso Ilacqua 78


Manual para Classificação Supervisionada

Abra a janela Quick wavelength settings, e escolha o satélite de acordo com o qual que fez o
download da cena, para esse protocolo Landsat 4-5.

Perceba que os números dos comprimentos de ondas modificaram-se.

Selecione a opção no canto inferior esquerdo Create a virtual raster of band set, para criar o RGB

Roberto Cardoso Ilacqua 79


Manual para Classificação Supervisionada

Opção selecionada.

Clique na tecla Run no canto inferior direito, para iniciar o processo.

Selecione a pasta RGB, dentro da pasta da Área-1.

Roberto Cardoso Ilacqua 80


Manual para Classificação Supervisionada

Automaticamente o plugin faz a fusão das Bandas criando o RGB em cor natural, Bandas 1-2-3.

Selecione o RGB, clique em cima dele com o botão direito do mouse, abra as propriedades do
RGB.

Roberto Cardoso Ilacqua 81


Manual para Classificação Supervisionada

Nos campos Banda Vermelha, Banda Verde, Banda Azul, estão as Bandas 1-2-3 respectivamente,
essa combinação e de cor natural, deve se mudar as Bandas 1-2-3 pelas Bandas 5-4-3 para obter
a falsa cor, então.

Na Banda Vermelha coloque a Banda-5.

Roberto Cardoso Ilacqua 82


Manual para Classificação Supervisionada

Na Banda Verde coloque a Banda-4.

E na Banda Azul coloque a Banda-3

Abra a janela Carregar Valores de min/max, seleciona a opção Corte de contagem cumulativa, e
Carregar.

Roberto Cardoso Ilacqua 83


Manual para Classificação Supervisionada

Para finalizar clique em Aplicar no canto inferior direito da janela, e em seguida em Ok.

Pronto o RGB do recorte está em falsa cor, com a combinação das Bandas 5-4-3 nessa ordem.

Aqui finaliza a primeira parte do processo de classificação de imagens, que foi o download o
tratamento e recorte das áreas de estudo.

Roberto Cardoso Ilacqua 84


Manual para Classificação Supervisionada

11. Carregar o plugin SCP (Semi-Automatic Classification). Para iniciar a classificação.


O plugin SCP foi usado até o presente momento só para tratar e recortar as imagens a partir
daqui o plugin SCP será utilizada para que ele foi projetado que é a classificação do uso e
ocupação de solo e seus elementos.
Para iniciar carregue os recortes da área que deseja classificar, clique na tecla Raster.

Abra a pasta da Áreas-1.

Roberto Cardoso Ilacqua 85


Manual para Classificação Supervisionada

Abra a pasta RGB.

Selecione o arquivo, e Abrir.

Com o RGB carregado, clique com o botão direito do mouse em cima do RGB, para abrir as
propriedades.

Roberto Cardoso Ilacqua 86


Manual para Classificação Supervisionada

Abra as propriedades.

Com a configuração aberta, altere a Bandas Vermelha que está com a Banda-1 pela Banda-5, a
Banda Verde que está com a Banda-2 pela Banda-4, a Banda Azul que está com a Banda-3 deixe
com a Banda-3.

Roberto Cardoso Ilacqua 87


Manual para Classificação Supervisionada

Com as Bandas alteradas, abra a janela Carregar Valores de min/max, seleciona a opção Corte
de contagem cumulativa, clique em Carregar, Aplicar e Ok.

Roberto Cardoso Ilacqua 88


Manual para Classificação Supervisionada

12. Carregar o RGB do Recorte no plugin


Com o RGB em falsa cor, abra a aba do plugin SCP, no canto esquerdo inferior da tela.

Com o RGB carregado em falsa cor e o plugin aberto então.

Roberto Cardoso Ilacqua 89


Manual para Classificação Supervisionada

Clique na tecla Refresh list, no lado esquerdo superior no menu do plugin SCP, para carregar
o RGB.

Abra a janela ao lado esquerdo Select na image, para selecionar a imagem.

Roberto Cardoso Ilacqua 90


Manual para Classificação Supervisionada

Selecione o RGB, que deseja classificar.

RGB selecionado, falta criar um treinamento, para a classificação.

Para isso pode ser criado um novo treinamento clicando na tecla a esquerda do menu do plugin
a que tem um círculo amarelo no canto superior Create a new training input, para criar.

Roberto Cardoso Ilacqua 91


Manual para Classificação Supervisionada

Ou se já tiver um arquivo de treinamento clique na tecla a esquerda da tecla Create a new


training input na tecla Open a training input, para abrir o Treinamento.

Clique na tecla Create a new training input, para criar um novo treinamento, abra a pasta
Area-1.

Roberto Cardoso Ilacqua 92


Manual para Classificação Supervisionada

Em seguida abra a pasta Treinamento.

Na pasta Treinamento, coloque o nome do treinamento e Salvar.

Roberto Cardoso Ilacqua 93


Manual para Classificação Supervisionada

13. Iniciar o Treinamento (fazer as assinaturas dos pixels)


O RGB e o Treinamento carregados, abra a aba Classification dock, no canto inferior esquerdo.

A aba Subirá, MC Info é Macro Classe, MC ID é o número da Macro Classe, C Info é Classe, e C ID
é o número de classe.

Roberto Cardoso Ilacqua 94


Manual para Classificação Supervisionada

Coloque no campo MC Info o nome da Macro Classe.

A Macro Classe 1 é Vegetação.

A Classe é Mata Preservada.

Roberto Cardoso Ilacqua 95


Manual para Classificação Supervisionada

A tecla Activate ROI Pointer, serve para fazer um polígono de forma automática.

A tecla Create a ROI Polygon, serve para fazer um polígono de forma manualmente.

Clique na tecla em seguida clique em um lugar da área que corresponda a Mata Preservada,
um polígono se formará imediatamente.

Roberto Cardoso Ilacqua 96


Manual para Classificação Supervisionada

Clique na tecla Save temporary ROI to training input, para salvar a assinatura.

O processo leva apenas alguns segundos.

A assinatura foi salva e aparece no quadro do ROI Signature list.

Roberto Cardoso Ilacqua 97


Manual para Classificação Supervisionada

Clique em outro lugar da área que corresponda a Mata Preservada, e outra assinatura irá ser
gerada.

Clique na tecla Save temporary ROI to training input, para salvar a assinatura.

O processo leva apenas alguns segundos.

Roberto Cardoso Ilacqua 98


Manual para Classificação Supervisionada

A assinatura foi salva e aparece no quadro do ROI Signature list.

Clique em outro lugar da área que corresponda a Mata Preservada, e outra assinatura irá ser
gerada.

Clique na tecla Save temporary ROI to training input, para salvar a assinatura.

Roberto Cardoso Ilacqua 99


Manual para Classificação Supervisionada

O processo leva apenas alguns segundos.

A assinatura foi salva e aparece no quadro do ROI Signature list.

Altere o número da Macro Classe no campo MC ID, para uma outra classe.

Roberto Cardoso Ilacqua 100


Manual para Classificação Supervisionada

Coloque o número 2, para uma outra Macro Classe.

Altere a Macro Classe de Vegetação para Solo.

Altere a Classe de Mata Preservada para Solo Exposto.

Roberto Cardoso Ilacqua 101


Manual para Classificação Supervisionada

Macro Classe e Classe alteradas clique em uma área correspondente a Solo Exposto.

Clique na tecla Save temporary ROI to training input, para salvar a assinatura.

O processo leva apenas alguns segundos.

Roberto Cardoso Ilacqua 102


Manual para Classificação Supervisionada

A assinatura foi salva e aparece no quadro do ROI Signature list.

Clique em outro lugar da área que corresponda a Solo Exposto, e outra assinatura irá ser gerada.

Clique na tecla Save temporary ROI to training input, para salvar a assinatura.

Roberto Cardoso Ilacqua 103


Manual para Classificação Supervisionada

O processo leva apenas alguns segundos.

A assinatura foi salva e aparece no quadro do ROI Signature list.

Clique em outro lugar da área que corresponda a Solo Exposto, e outra assinatura irá ser gerada.

Roberto Cardoso Ilacqua 104


Manual para Classificação Supervisionada

Clique na tecla Save temporary ROI to training input, para salvar a assinatura.

O processo leva apenas alguns segundos.

A assinatura foi salva e aparece no quadro do ROI Signature list.

Roberto Cardoso Ilacqua 105


Manual para Classificação Supervisionada

Altere a classe de Solo Exposto por outra classe correspondente a Solo.

Classe alterada para Solo Urbano.

Clique em outro lugar da área que corresponda a Solo Urbano, e outra assinatura irá ser gerada.

Roberto Cardoso Ilacqua 106


Manual para Classificação Supervisionada

Clique na tecla Save temporary ROI to training input, para salvar a assinatura.

O processo leva apenas alguns segundos.

A assinatura foi salva e aparece no quadro do ROI Signature list.

Roberto Cardoso Ilacqua 107


Manual para Classificação Supervisionada

Clique em outro lugar da área que corresponda a Solo Urbano, e outra assinatura irá ser gerada.

Clique na tecla Save temporary ROI to training input, para salvar a assinatura.

O processo leva apenas alguns segundos.

Roberto Cardoso Ilacqua 108


Manual para Classificação Supervisionada

A assinatura foi salva e aparece no quadro do ROI Signature list.

Clique em outro lugar da área que corresponda a Solo Urbano, e outra assinatura irá ser gerada.

Clique na tecla Save temporary ROI to training input, para salvar a assinatura.

Roberto Cardoso Ilacqua 109


Manual para Classificação Supervisionada

O processo leva apenas alguns segundos.

A assinatura foi salva e aparece no quadro do ROI Signature list.

Altere o número da Macro Classe para dar entrada a outra Macro Classe.

Roberto Cardoso Ilacqua 110


Manual para Classificação Supervisionada

Coloque o número 3.

Altera a Macro Classe para Agua.

Altere a Classe.

Roberto Cardoso Ilacqua 111


Manual para Classificação Supervisionada

Classe alterada para Rio.

Clique em outro lugar da área que corresponda ao Rio, e outra assinatura irá ser gerada.

Clique na tecla Save temporary ROI to training input, para salvar a assinatura.

Roberto Cardoso Ilacqua 112


Manual para Classificação Supervisionada

O processo leva apenas alguns segundos.

A assinatura foi salva e aparece no quadro do ROI Signature list.

Roberto Cardoso Ilacqua 113


Manual para Classificação Supervisionada

Definir as cores de cada classe


Assinaturas feitas, clique duas vezes na cor de cada assinatura para poder altera-las, deixando
cada classe da mesma cor.

Ao clicar duas vezes irá abrir uma janela de core.

Roberto Cardoso Ilacqua 114


Manual para Classificação Supervisionada

Para Mata Preservada a cor é Verde.

Clique em Ok.

Repita o processo com todas as assinaturas de Mata Preservada.

Roberto Cardoso Ilacqua 115


Manual para Classificação Supervisionada

Todas as assinaturas de Mata Preservada na cor Verde.

Repita o processo com as assinaturas de Solo Exposto colocando para elas a cor Amarela.

Todas as assinaturas de Solo Exposto com a cor Amarela.

Roberto Cardoso Ilacqua 116


Manual para Classificação Supervisionada

Repita o processo com as assinaturas de Solo Urbano.

Selecione a cor Rosa, para Solo Urbano

Repita o processo com todas as outras assinaturas de Solo Urbano.

Roberto Cardoso Ilacqua 117


Manual para Classificação Supervisionada

Todas as assinaturas de Solo Urbano com a cor Rosa.

Selecione a cor da assinatura do Rio.

Escolha a cor Azul e clique e Ok.

Roberto Cardoso Ilacqua 118


Manual para Classificação Supervisionada

Todas as assinaturas devidamente coloridas de acordo com suas classes.

Roberto Cardoso Ilacqua 119


Manual para Classificação Supervisionada

Definir as cores da Macro Classe.


Clique na aba Macroclasses.

Altere as cores das macros classes de acordo com o que elas sugerem.

Roberto Cardoso Ilacqua 120


Manual para Classificação Supervisionada

Clique duas vezes na cor da macro classe para altera-la.

Vegetação cor Verde.

Clique duas vezes na cor da macro classe para altera-la.

Roberto Cardoso Ilacqua 121


Manual para Classificação Supervisionada

Solo cor Amarela.

Clique duas vezes na cor da Macro Classe para altera-la.

Agua cor Azul.

Roberto Cardoso Ilacqua 122


Manual para Classificação Supervisionada

Definindo o algoritmo para a classificação


Abra a aba Classification algorithm.

Selecione o tipo de algorítmico a ser usado na classificação, escolha a opção Minimum


Distance.

Algoritmo escolhido.

Roberto Cardoso Ilacqua 123


Manual para Classificação Supervisionada

14. Iniciar e Salvar a classificação


Abra a aba Classification output.

Selecione a opção Classification report.

Opção escolhida.

Roberto Cardoso Ilacqua 124


Manual para Classificação Supervisionada

Clique na tecla Run, para iniciar a classificação.

Selecione a pasta Classificação.

De um nome para a classificação dessa área, e Salvar.

Roberto Cardoso Ilacqua 125


Manual para Classificação Supervisionada

O Processo leva alguns segundos.

Pronto classificação concluída.

Clique na aba Camadas, do lado inferior esquerdo.

Roberto Cardoso Ilacqua 126


Manual para Classificação Supervisionada

Na aba das camadas terá o RGB o Treinamento e a Classificação.

Desabilitando a classificação pode se ver as assinaturas do treinamento, sobre o RGB.

Desabilitando o treinamento pode se ver o RGB.

Roberto Cardoso Ilacqua 127


Manual para Classificação Supervisionada

Clique no arquivo da classificação e ele abrirá, mostrando as assinaturas e suas cores.

Roberto Cardoso Ilacqua 128


Manual para Classificação Supervisionada

Salvar a classificação
Clique na tecla Salvar como, para salvar a classificação.

Localize a pasta QGis e abra.

Roberto Cardoso Ilacqua 129


Manual para Classificação Supervisionada

Selecione a pasta com o nome da localidade e data correta.

De um nome para a classificação que acabou de ser feita, e Salvar.

Classificação feita e devidamente salva em sua pasta.

Roberto Cardoso Ilacqua 130


Manual para Classificação Supervisionada

15. Quantificar o uso e a ocupação do solo.


Para iniciar a quantificação do uso e ocupação do solo abra a pasta Classificação, e selecione o
arquivo, com as extensões .qml e .Tif.

É necessário que o arquivo de classificação seja salvo na área de trabalho.

Roberto Cardoso Ilacqua 131


Manual para Classificação Supervisionada

Cole os arquivos da classificação na área de trabalho.

Com o arquivo salvo, faça a renomeação dos arquivos.

Coloque apenas uma letra ou número, com nomes muito grandes o sistema irá dar erro.

Roberto Cardoso Ilacqua 132


Manual para Classificação Supervisionada

O arquivo salvo e renomeado.

Roberto Cardoso Ilacqua 133


Manual para Classificação Supervisionada

16. Transformar o Raster da classificação em um Shapefile.


Clique na tecla Raster, para carregar o RGB a ser classificado.

Carregue os arquivos da classificação que foram salvos na área de trabalho.

Roberto Cardoso Ilacqua 134


Manual para Classificação Supervisionada

Selecione os arquivos, e clique em Abrir.

Classificação Carregada.

Clique em Raster, vai até Converter, Raster para Vetor (Poligonizar).

Roberto Cardoso Ilacqua 135


Manual para Classificação Supervisionada

Irá abrir uma janela, o arquivo de entrada o Raster será carregado automaticamente.

Clique na tecla selecionar do Arquivo de saída para polígonos (Shapefile).

Salve esses arquivos na área de trabalho.

Roberto Cardoso Ilacqua 136


Manual para Classificação Supervisionada

Clique em Ok.

Automaticamente o Raster se Transforma em um Shapefile (polígono), clique em Ok para


fechar as janelas.

Shapefile pronto.

Roberto Cardoso Ilacqua 137


Manual para Classificação Supervisionada

Clique na tecla Novo, para começar uma nova cessão.

O sistema perguntará se deseja salvar o projeto atual clique em Descartar.

Vá até a área de trabalho lá estará a pasta com o Shapefile.

Roberto Cardoso Ilacqua 138


Manual para Classificação Supervisionada

Clique na pasta Shapefile1, com o botão direto do mouse para recortá-lo.

Selecione a pasta da Área-1.

Roberto Cardoso Ilacqua 139


Manual para Classificação Supervisionada

Abra a pasta Shapefile.

Colo nesta pasta a pasta Shapefile1.

Pasta devidamente colada.

Roberto Cardoso Ilacqua 140


Manual para Classificação Supervisionada

Clique nela para verificar se todos os arquivos estão corretos, sempre deve conter 4 arquivo
das seguinte extensões .dbf, .prj, .shp, .shx.

Clique na tecla Abrir.

Escolha a pasta QGis.

Roberto Cardoso Ilacqua 141


Manual para Classificação Supervisionada

Abra a pasta da localidade e data em questão.

Clique e abra o arquivo que já tinha sido salvo anteriormente.

O arquivo da classificação completo, o Shapefile desta área que foi feito deve ser salvo junto
com esses arquivos, então clique na tecla Vetorial.

Roberto Cardoso Ilacqua 142


Manual para Classificação Supervisionada

A janela de busca de vetores se abrirá, clique em Buscar.

Abra a pasta Shapefile da Area-1.

Abra a pasta Shapefile1.

Roberto Cardoso Ilacqua 143


Manual para Classificação Supervisionada

Selecione o arquivo com a extensão .shp.

Clique em Abrir para carregar o Shapefile.

Shapefile carregado.

Roberto Cardoso Ilacqua 144


Manual para Classificação Supervisionada

Clique com o botão do lado direito do mouse para abrir as propriedades do Shapefile.

Na aba Estilo abra a primeira barra, onde está escrito Símbolo simples.

Abrirá uma janela com várias opções escolha a Categorizado.

Roberto Cardoso Ilacqua 145


Manual para Classificação Supervisionada

Clique no campo da Coluna abaixo da anterior.

Escolha a opção 123 DN.

Clique em Classificar.

Roberto Cardoso Ilacqua 146


Manual para Classificação Supervisionada

O sistema irá classificar de acordo com as informações contidas no Shapefile, essa classificação
e espelho das informações do Shapefile, repare que as colorações não batem, mas o número
de assinaturas sim.

Então as cores da classificação devem ser trocadas, para ficar igual as assinaturas do Shapefile,
clique duas vezes em cima da cor para ser alterada, a janela de configuração de cor abrirá.

Roberto Cardoso Ilacqua 147


Manual para Classificação Supervisionada

Escolha a coloração que bata com a assinatura do Shapefile.

No caso a cor é preta, clique em Ok.

Faça essa troca em todas as cores, Mata Preservada Verde.

Roberto Cardoso Ilacqua 148


Manual para Classificação Supervisionada

Faça essa troca em todas as cores, Solo Exposto Amarelo.

Faça essa troca em todas as cores, Solo Urbano Rosa.

Faça essa troca em todas as cores, Rio Azul.

Roberto Cardoso Ilacqua 149


Manual para Classificação Supervisionada

Elimine a última classificação pois não serve para nada, clique nela depois clique na tecla
Excluir.

Clique em Aplicar.

E em seguida clique em Ok, para finalizar.

Roberto Cardoso Ilacqua 150


Manual para Classificação Supervisionada

Pode se observar que as assinaturas tanto da classificação como a do Shapefile estão iguais.

Roberto Cardoso Ilacqua 151


Manual para Classificação Supervisionada

17. Carregando o Plugin Complemento Estatística por Zona


Clique na tecla Complemento Estatística por Zona.

Abrirá uma janela já com algumas opções selecionadas para o processo em questão pode
deixar as opções marcadas, certifique-se no campo Camada poligonal contendo as zonas, está
o Shapefile1, clique em Ok.

Roberto Cardoso Ilacqua 152


Manual para Classificação Supervisionada

18. Carregando o plugin Group Stats


O processo e muito rápido, clique na tecla GroupStats.

Abrirá a janela do GroupStats.

Roberto Cardoso Ilacqua 153


Manual para Classificação Supervisionada

Clique na opção com o botão esquerdo do mouse e segure e arraste até o segundo
quadrado do lado direito da janela Value.

Agora clique na opção com o botão esquerdo do mouse e segure e arraste até o segundo
quadrado do lado esquerdo da janela Rows.

Roberto Cardoso Ilacqua 154


Manual para Classificação Supervisionada

Opção DN na janela Rows.

Clique na opção com o botão esquerdo do mouse e segure e arraste até o segundo
quadrado do lado direito da janela Value.

Todas as opções carregadas.

Roberto Cardoso Ilacqua 155


Manual para Classificação Supervisionada

Clique em Calculate.

O Plugin calculará a quantidade de pixel de cada assinatura, que aparecerá do lado esquerdo
da janela.

Roberto Cardoso Ilacqua 156


Manual para Classificação Supervisionada

Agora e só somar as assinaturas de acordo com a classe e a cor.

Roberto Cardoso Ilacqua 157


Manual para Classificação Supervisionada

19. Somar as assinaturas de acordo com a cor de cada uma


Perceba que do resultado que o plugin Group Stats fornece está disposto com o número da
assinatura correspondente, as assinaturas 1-2-3 corresponde a Mata Preservada somar os
campos 1-2-3 do resultado do Group Stats fornecerá a quantidade pixel que foi classificada como
Mata Preservada, repita esse com todas as assinaturas correspondentes.

Para Solo Exposto some as assinaturas 4-5-9, para Solo Urbano some as assinaturas 6-7-8, o para
o Rio o valor é o da assinatura 10, e para Não Classificado o valor é o da assinatura 0.

Tendo esses valores em mãos, pode passar para o próximo passo que é quantificar em
porcentagem esses valores de pixels de cada classe.

Roberto Cardoso Ilacqua 158


Manual para Classificação Supervisionada

20. Calcular a porcentagem do uso e ocupação do solo


Então para saber quanto de Mata Preservada tem nesta área, basta somar as assinaturas de 1-
2-3, nesse caso irá dar 2040 pixels, para o Solo Exposto some as assinaturas 4-5-9, nesse caso irá
dar 2496 pixels, para o Solo Urbano some as assinaturas 6-7-8, nesse caso irá dar 749 pixels, e
para o Rio como e só uma assinatura que deu 265 pixels, em alguns casos pode aparecer uma
assinatura que não foi feita pelo o usuário, o próprio sistema classifica como área não
classificada que aparece como assinatura zero e o seu valor é de 75 pixels nesse caso, a soma de
todas as assinaturas tem que dar um total de 5625 pixels, para esse caso.

O valor total dos pixels de cada área irá variar conforme o seu tamanho e o satélite, para
transformar esses números de pixels em porcentagem basta primeiro subtrair do total de pixels
o valor da assinatura zero, e o valor da assinatura do Rio, nesse caso seria: 5625-75-265 = 5285
pixels.

Em seguida devida o número total de pixels da Mata Preservada pelo valor total dos pixels já
subtraído os valores das assinaturas da não classificada e do Rio e multiplique por 100 nesse
caso seria 2040/5285*100 = 38,60% de Mata Preservada.

Para saber a quantidade de Solo Exposto basta dividir o valor total de pixels das assinaturas do
Solo Exposto pelo valor total dos pixels já subtraído os valores das assinaturas da não classificada
e do Rio e multiplique por 100 nesse caso seria 2496/5285*100 = 47,23% de Solo Exposto.

Para saber a quantidade de Solo Urbano basta dividir o valor total de pixels das assinaturas do
Solo Urbano pelo valor total dos pixels já subtraído os valores das assinaturas da não classificada
e do Rio e multiplique por 100 nesse caso seria 749/5285*100 = 14,17% de Solo Urbano.

Dessa forma temos a porcentagem de cada uso e ocupação do solo.

Mata Preservada = 38,60%

Solo Exposto = 47,23%

Solo Urbano = 14,17%

Roberto Cardoso Ilacqua 159


Manual para Classificação Supervisionada

21. Compositor de Impressão


O compositor de impressão e uma ferramenta que serve para salvar em imagem e imprimir os
dados em camadas manipulados no QGis, carregue todas as informações (monte o mapa), as
imagens podem ser salvas nas extensões .png, ou em .pdf, nesse caso e de fundamental
importância o compositor de impressão, para poder gerar as imagens.

Na Barra Ferramentas clique em Projeto.

Selecione a opção Novo compositor de impressão.

Roberto Cardoso Ilacqua 160


Manual para Classificação Supervisionada

Quando Clicar em Novo compositor de Impressão, abrirá uma janela para nomear o nome do
novo compositor.

Nomeando o compositor.

Após o nomear abrirá o compositor.

Roberto Cardoso Ilacqua 161


Manual para Classificação Supervisionada

No compositor clique na tecla Adicionar novo mapa.

Posicione o cursor do mouse no canto superior esquerdo, clique e puxe até o canto inferior
direito, a área determinada pelo retângulo em vermelho e o tamanho da imagem que será
adicionada.

Roberto Cardoso Ilacqua 162


Manual para Classificação Supervisionada

Ao soltar o botão do mouse a imagem aparecerá imediatamente dentro do retângulo


determinado pelo o usuário.

Clique na imagem e segure o botão, verá que a imagem ira mexer quando ela estiver
centralizada aparecerá duas linhas em vermelho cruzando a imagem.

Roberto Cardoso Ilacqua 163


Manual para Classificação Supervisionada

Solte o botão e a imagem ficará centralizada, do lado direito da imagem clique em


Propriedades do item.

Na propriedade do item selecione a opção Moldura.

Selecionada a opção abrirá as propriedades da moldura.

Roberto Cardoso Ilacqua 164


Manual para Classificação Supervisionada

Altere a Espessura, Cor ou Estilo de união, da moldura.

Moldura aplicada.

Roberto Cardoso Ilacqua 165


Manual para Classificação Supervisionada

Para adicionar a escala do mapa clique na tecla Adicionar nova barra de escala.

Clique no mapa e automaticamente aparecerá a escala.

Abra a aba de Propriedades do item, selecione o estilo da escala.

Roberto Cardoso Ilacqua 166


Manual para Classificação Supervisionada

São várias opções de estilo de escalas, escolha uma.

Estilo de escala escolhida.

Na aba Propriedades do item, selecione Fonte e Cores, irá abrir as propriedades para a fonte e
a cor da escala.

Roberto Cardoso Ilacqua 167


Manual para Classificação Supervisionada

Clique na tecla Fonte.

Abrirá uma janela onde pode ser alterado o Tipo de Letra o Estilo de Letra e o Tamanho.

Altere o estilo de letra para Bold, e clique em Ok

Roberto Cardoso Ilacqua 168


Manual para Classificação Supervisionada

Altere o tamanho da letra, e clique em Ok.

Alterando as cores, no campo da Cor da fonte, clique na janela da cor a direita da tela.

Abrirá o painel de cores, escolha a melhor cor para cada elemento do mapa.

Roberto Cardoso Ilacqua 169


Manual para Classificação Supervisionada

Cor alterada de preto para branca.

Agora altere a cor do campo Cor da linha. Abrirá o painel de cores, escolha a melhor cor para a
linha.

Cor alterada de preto para branca.

Roberto Cardoso Ilacqua 170


Manual para Classificação Supervisionada

Clique em Posição e tamanho. Altere a posição da escala nos campos x, y e o tamanho nos
campos Largura e Altura.

Posição da escala alterada.

Para adicionar uma legenda clique na tecla Adicionar nova Legenda.

Roberto Cardoso Ilacqua 171


Manual para Classificação Supervisionada

Basta clicar em qualquer lugar do mapa que a legenda aparecera automaticamente.

Desabilite a opção Atualização Automática, para poder alterar as informações da legenda.

Selecione o Shapefile1, e clique na tecla Excluir.

Roberto Cardoso Ilacqua 172


Manual para Classificação Supervisionada

Item excluído.

Selecione os outros itens que não serão utilizados.

Itens excluídos.

Roberto Cardoso Ilacqua 173


Manual para Classificação Supervisionada

Selecione o item, a ser alterado.

Clique duas vezes no item selecionado para alterar o seu título, e clique em Ok.

Item alterado.

Roberto Cardoso Ilacqua 174


Manual para Classificação Supervisionada

Selecione o item, a ser alterado.

Clique duas vezes no item selecionado para alterar o seu título, e clique em Ok.

Item alterado.

Roberto Cardoso Ilacqua 175


Manual para Classificação Supervisionada

Selecione o item, a ser alterado.

Clique duas vezes no item selecionado para alterar o seu título, e clique em Ok.

Item alterado.

Roberto Cardoso Ilacqua 176


Manual para Classificação Supervisionada

Selecione os itens a serem excluídos.

Itens Excluídos.

Selecione o item, a ser alterado.

Roberto Cardoso Ilacqua 177


Manual para Classificação Supervisionada

Clique duas vezes no item selecionado para alterar o seu título, e clique em Ok.

Item alterado.

Selecione o item, a ser alterado.

Roberto Cardoso Ilacqua 178


Manual para Classificação Supervisionada

Clique duas vezes no item selecionado para alterar o seu título, e clique em Ok.

Alterando o item.

Selecione o item, a ser alterado.

Roberto Cardoso Ilacqua 179


Manual para Classificação Supervisionada

Clique duas vezes no item selecionado para alterar o seu título, e clique em Ok.

Alterando o item.

Item alterado.

Roberto Cardoso Ilacqua 180


Manual para Classificação Supervisionada

Organize os itens da legenda, selecione o item e clique na tecla para o item descer.

Utilize as teclas para deslocar os itens da legenda até posição desejada.

Itens organizados.

Roberto Cardoso Ilacqua 181


Manual para Classificação Supervisionada

Para alterar a fonte tamanho ou estilo da legenda, abra a aba Fontes.

Nessa aba as propriedades de cada item da legenda se disponibiliza em título, subgrupo, grupo
e item.

Clique em Fonte do título.

Roberto Cardoso Ilacqua 182


Manual para Classificação Supervisionada

Irá abrir uma janela com as propriedades, tipo, estilo, tamanho das letras.

Para esse protocolo será alterado apenas o estilo da letra, selecione a opção Bold (negrito).

Repita o processo em todos os itens, agora clique em Fonte do subgrupo.

Roberto Cardoso Ilacqua 183


Manual para Classificação Supervisionada

Irá abrir uma janela com as propriedades, tipo, estilo, tamanho das letras.

Selecione a opção Bold (negrito).

Repita o processo em todos os itens, agora clique em Fonte do Item, nesse protocolo não tem
o item grupo na legenda.

Roberto Cardoso Ilacqua 184


Manual para Classificação Supervisionada

Irá abrir uma janela com as propriedades, tipo, estilo, tamanho das letras.

Selecione a opção Bold (negrito).

A legenda está com todas as fontes em negrito.

Roberto Cardoso Ilacqua 185


Manual para Classificação Supervisionada

Para colocar a legenda no local correto clique em Posição e tamanho.

Abrirá a janela de configuração para alterar Posição e tamanho, para alterar a posição altere as
opções X, Y.

Roberto Cardoso Ilacqua 186


Manual para Classificação Supervisionada

X- 36,296 mm, para 7,00 mm, e Y- 26,718 mm, para 152 mm, a legenda será posicionada no
canto inferior esquerdo da imagem.

A legenda tem a opção Fundo, onde pode ser mudada a cor do fundo da legenda ou retira-lo.

Roberto Cardoso Ilacqua 187


Manual para Classificação Supervisionada

Para mudar a cor e só abrir a planilha de cores na janela de configuração da opção Fundo, e
mudar a cor do fundo da legenda, para a cor desejada.

Tem a opção de sem fundo, basta desabilitar a função Fundo.

A legenda fica com o fundo transparente.

Roberto Cardoso Ilacqua 188


Manual para Classificação Supervisionada

Para melhor contraste da legenda sem fundo, altere a cor da fonte, volte a opção Fontes.

Abra a planilha de cores, e selecione a cor desejada.

Cor da fonte da legenda alterada, legenda posicionada, o próximo passo e colocar uma
imagem se desejar.

Roberto Cardoso Ilacqua 189


Manual para Classificação Supervisionada

Para adicionar uma imagem clique na tecla Adicionar Imagem.

Clique no mapa com o botão esquerdo e arreste formando um perímetro onde a imagem será
incluída.

Roberto Cardoso Ilacqua 190


Manual para Classificação Supervisionada

Do lado direito da imagem abrirá as propriedades da imagem, clique na tecla para carregar
a imagem desejada.

Abrirá as pastas para localizar a imagem desejada, selecionada clique em Abrir.

Imagem carregada.

Roberto Cardoso Ilacqua 191


Manual para Classificação Supervisionada

Selecione a aba Posição e tamanho, para definir o tamanho e o posicionamento da imagem.

Para altera o tamanho basta mudar os campos da Largura e Altura.

Alterado a Largura e Altura, agora basta posicionar no local desejado.

Roberto Cardoso Ilacqua 192


Manual para Classificação Supervisionada

Para altera o posicionamento basta mudar os campos X e Y.

Imagem posicionada no local e com o tamanho correto.

Para adicionar um título ao mapa clique na tecla Adicionar novo rotúlo.

Roberto Cardoso Ilacqua 193


Manual para Classificação Supervisionada

Clique com o botão esquerdo mouse no mapa e arraste criando um retângulo, para inserir o
título.

Do lado direito abrirá as propriedades do título, para colocar o título desejado.

Título alterado. Mâncio Lima 1985 – Acre – Brasil.

Roberto Cardoso Ilacqua 194


Manual para Classificação Supervisionada

Na aba Aparência, selecione Fonte...

Em Estilo Tipo de Letra selecione a opção Bold.

Altere a opção Tamanho, alterando de 10 para 18, e clique em Ok.

Roberto Cardoso Ilacqua 195


Manual para Classificação Supervisionada

Para melhor contraste altere a cor da fonte na aba Aparência.

Irá abrir a planilha de cores, escolha a cor desejada.

Cor selecionada.

Roberto Cardoso Ilacqua 196


Manual para Classificação Supervisionada

Selecione a aba Posição e Tamanho, para posicionar o título.

Configuração da Posição e tamanho abertas, altere os campos X, e Y, para alterar a posição do


título.

Roberto Cardoso Ilacqua 197


Manual para Classificação Supervisionada

X- 13,611 mm para 8,000 mm e Y- 14,115 mm para 8,000 mm o Título será posicionada no


canto superior esquerdo da imagem.

Imagem pronta.

Para salvar clique na tecla Exportar como imagem.

Roberto Cardoso Ilacqua 198


Manual para Classificação Supervisionada

Escolha a pasta para salvar a imagem.

Abrirá uma janela para configura a resolução da imagem, recomenda-se deixar com 300 dpi.

Clique em Gravar.

Roberto Cardoso Ilacqua 199


Manual para Classificação Supervisionada

Para salvar em PDF clique na tecla Exportar como PDF.

Escolha a pasta para salvar a imagem.

Imagens salvas na pasta escolhida.

Roberto Cardoso Ilacqua 200