Você está na página 1de 2

1

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA “JÚLIO DE MESQUITA FILHO” –

FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS

DISCENTES: Guilherme Pinto (noturno), RA:171220374

DOCENTE: Prof. Marcelo Passini Mariano

DISCIPLINA: Metodologia em Relações Internacionais

CURSO: Relações Internacionais, 2° ano

Apontamento: ECO, Umberto. Que é uma tese e para que serve. IN: Como Se Faz
Uma Tese. São Paulo: Editora Perspectiva, 1989. p. 1-6

O texto se concentra em descrever o que é e como se faz uma tese


acadêmica. A tese , sucintamente, aborda uma “lacuna” teórica na área em que o
aluno virá a se formar. O estudante junto ao professor devem passar pela aprovação
de uma banca para examinação e contestação como possíveis problemas de nexo.
O aluno deve ser capaz de sustentar os seus argumentos defendido no trabalho
escrito. Após esse processo seu trabalho receberá uma nota variando de no mínimo
66 a no máximo 110, com louvor.

A tese é geralmente requerida para a qualificação de doutor. Várias


universidades no mundo enxergam o doutorado de forma diferente, isso quer dizer,
para se atingir esse nível de graduação o aspirante deve passar por diferentes
formas de qualificação dependendo aonde ele estiver. Mas em um termo geral a
tese para doutorado é chamada de PhD, que designa qualquer espécie de doutor
nas ciências humanas.

O autor difere PhD de licenciatura. A licenciatura é uma formação voltada


para o ensino da matéria, enquanto o PhD é voltado para uma especialização e
criação de um trabalho original dentro da sua área. A maioria das pessoas que
acabam adquirindo o título de PhD optam por seguir uma carreira acadêmica. O PhD
mostra um conhecimento mais profundo da área e demonstra a capacidade do
estudante de ter conhecido algo nunca antes visto, por isso a maioria dos
doutorados se dá em idade mais avançada, após os 30, devido ao tempo de
dedicação e estudos necessários.
2

O autor faz menção a tese de compilação ao invés de pesquisa. É uma tese


mais fácil que exige menos tempo, mas ainda exige dedicação. Ela serve para
compilar os termos e explicar os diversos assuntos já abordados sobre esse tema.
O autor empreende a identificar a elaboração de uma tese. Primeiramente deve-se
identificar o tema, segundo pesquisar uma documentação, terceiro, organizar todos
os documentos coletados, quarto, estudar novamente o tema com toda a nova
documentação, quinto, dar uma forma a todos os pensamentos adquiridos após o
estudo e por último, passar o seu conhecimento ao leitor de forma compreensível.

Por último o autor se refere um pouco a seleção do tema. Para ele os temas a
serem escolhidos devem seguir quatro regras básicas. A primeira que o tema seja
de interesse do candidato, a segunda que seja acessível, a terceira que o candidato
consiga entender as fontes de pesquisa, e a quarta que o aluno consiga usar um
quadro metodológico distinto.