Você está na página 1de 2

1a Questão (Ref.

:201403416424) Pontos: 0,1 / 0,1

(Prova: CESPE - 2012 - Instituto Rio Branco - Diplomata - 2ª Etapa ) Considerando as fontes de
direito internacional público previstas no Estatuto da Corte Internacional de Justiça (CIJ) e as
que se revelaram a posteriori, bem como a doutrina acerca das formas de expressão da
disciplina jurídica, assinale a opção correta.

e) Ainda que não prevista em tratado ou no Estatuto da CIJ, a invocação crescente de


normas imperativas confere ao jus cogens manifesta qualidade de fonte da disciplina, a
par de atos de organizações internacionais, como resoluções da ONU.
c) As convenções internacionais, que podem ser registradas ou não pela escrita, são
consideradas, independentemente de sua denominação, fontes por excelência, previstas
originariamente no Estatuto da CIJ.
a) De acordo com o Estatuto da Corte da Haia, a equidade constitui, apesar de seu
caráter impreciso, fonte recorrente e prevista como obrigatória na resolução judicial de
contenciosos internacionais.
b) A expressão não escrita do direito das gentes conforma o costume internacional como
prática reiterada e uniforme de conduta, que, incorporada com convicção jurídica,
distingue-se de meros usos ou mesmo de práticas de cortesia internacional.
d) Em face do caráter difuso da sociedade internacional, bem como da proliferação de
tribunais internacionais, verifica-se no direito internacional crescente invocação de
decisões judiciais antecedentes, arroladas como opinio juris, ainda que não previstas no
Estatuto da CIJ.

2a Questão (Ref.:201403416452) Pontos: 0,1 / 0,1

(34º Exame de Ordem) Em razão de sua natureza descentralizada, o direito internacional


público desenvolveu-se no sentido de admitir fontes de direito diferentes daquelas admitidas no
direito interno. Que fonte, entre as listadas a seguir, não pode ser considerada fonte de direito
internacional?

A) Tratado.
B) Decisões de tribunais constitucionais dos estados
C) Costume
D) Princípios gerais de direito.

3a Questão (Ref.:201403854418) Pontos: 0,1 / 0,1

A respeito do Direito Internacional Público, assinale a alternativa correta:

A ONU é o órgão de centralização das relações internacionais, capaz de impor-se até


mesmo para Estados, dotados de soberania, com superioridade.
No Direito Internacional Público os indivíduos, as empresas e as organizações da
sociedade civil possuem personalidade jurídica.
O Direito Internacional tem como premissa básica a soberania dos Estados, isto é, um
Estado não poderá impor-se sobre o outro.
Os membros da ONU, em regra, podem utilizar força militar para a resolução dos
conflitos internacionais.
Conforme a jurisprudência do STF, tratados de direitos humanos anteriores à Emenda
Constitucional n.º 45 possuem, no direito brasileiro, status hierárquico de norma
supraconstitucional.

4a Questão (Ref.:201404000803) Pontos: 0,1 / 0,1

Não é temática de Direito Internacional Privado

Conflito de jurisdições
Nacionalidade
Condição jurídica do nacional
Conflito de leis
Condição jurídica do estrangeiro

5a Questão (Ref.:201403416361) Pontos: 0,1 / 0,1

(CESPE/ PROC FED/ 2006) Acerca do costume internacional, julgue os itens subseqüentes.

__ Uma regra costumeira internacional pode ser criada por vontade unilateral de um
Estado.
__ Os Estados soberanos e as organizações internacionais são sujeitos de direito
internacional público reconhecidamente aptos a produzir regras de costume internacional.
__ Segundo precedente da Corte Internacional de Justiça, o transcurso de um período de
tempo reduzido não é necessariamente, ou não constitui em si mesmo, um impedimento
à formação de uma nova norma de direito internacional consuetudinário.
__ O elemento material do costume internacional revela-se exclusivamente por meio do
modo de proceder, necessariamente positivo, ante determinado contexto, ao longo do
tempo.