Você está na página 1de 46

TAREFA

USO DO MATLAB NA SOLUÇÃO DE PROBLEMAS

ORIENTAÇÃO GERAL
Desenvolva um arquivo *.m (SCRIPT) para cada exercício proposto com os
dados de entrada e os comandos do MATLAB necessários. Os arquivos de saída
devem ser gerados para cada exercício cuja resposta numérica seja solicitada
com todos os dados de entrada, variáveis calculadas e resultados requeridos.
Envie os arquivos *.m para exercício a seguir de acordo com o padrão de
exercícios que está no site da disciplina. No caso dos exercícios que solicitam
gráficos envie junto com o arquivo *,m a figura ou o arquivo word com a figura
copiada.

1. Calcule os seguintes valores no MATLAB


a) cos(700) + sen(2π/3)
b) arcseno(0,7)+arctang(1)+tgh(34)
c) log(20) + ln(19) + log2(44)
d) 2526 + e-24 + 34x1034
e) Log2(45)
2. Resolva a seguinte expressão:

3. O que significa o comando format short?

4. O que significa o comando format long?

1
Tarefa 0 – MATLAB

5. Explique a diferença entre os comandos clear, clear all e clc. Mostre exem-
plos de cada um deles.
6. Reproduza os comandos do MATLAB que permitem obter os gráficos da Fi-
gura 1 adicionando título e rótulono eixo Y.

Figura 1 – Gráfico
7. Explique o que cada uma destas funções elementares do MATLAB faz calcu-
lando os seguintes valores numéricos:
a) round(35.34) e round(46.38)
b) floor(27.3) e floor(8.8)
c) ceil(2.3) e ceil(6.8)
d) fix(42.3) e fix(32.8)
e) rem(59,4) e rem(14,3)
f) abs(-26)
g) angle(2-3i)
h) real(2-4i)
i) log(10)
j) exp(pi)
8. Obtenha os comandos do MATLAB, assumindo que:

2
Tarefa 0 – MATLAB

2 -1 1 
A   0 3 4  B  12 3 5
 3 5 12 

 2 1 -3 4
C   1  D   - 2 4 0 
 4   3 0 7 
a) Para obter o determinante de A
b) Para obter a transposta de A
c) Para obter o elemento da linha 2 e coluna 3 de A
d) Para obter a inversa de A
e) Para obter a soma entre a transposta de B e C
f) Para obter a diferença entre a transposta de B e C
g) Para obter o produto AxD
h) Para obter a linha 2 de D
i) Para obter a coluna 3 de D
j) Para obter A/D
k) Para obter o vetor X tal que AX=B
l) O número de elementos de A
m) O posto da matriz A
n) A diagonal principal da matriz A
o) A ordem da matriz A
p) A ordem da matriz B
q) A transposta da matriz A
r) O elemento (1,2) da matriz A e o elemento (2,1) da matriz B
s) Determine os resultados e explique o que estes comandos fazem:

9. Determine os resultados e explique o que estes comandos fazem:

3
Tarefa 0 – MATLAB

10. Resolva o seguinte exercício:

11. Se definido o número complexo a como sendo 11200, pede-se obter


usando o MATLAB:

a) 1 a  a2 b) 1 a
c) a*  a12 d) a  e
2 *

1 1 1
e)T  1 a 2 a  f) T -1  T 3
1 a a 2 
g)T 3  T -1 h)T -1 .T

i) T t .T -1 j) primeira linha de T

k) primeira coluna de T j)diagonal principal de T

l)T(2,3) m) T(3,1

12. Plote os gráficos das seguintes funções isoladamente no MATLAB e depois


num mesmo gráfico.
a)y  2.sen(3t  450 ) b)w  5e 3t c)z  ln(3t)

13. Plote os gráficos das seguintes funções no MATLAB num mesmo gráfico o
primeiro com a cor azul, o segundo com a cor vermelha e o terceiro preto.

a)y  2.cos(3t  25 0 ) b)w  5sen(e  3t ) c)z  log(3t)


14. Resolva o seguinte sistema de equações no MATLAB.

4
Tarefa 0 – MATLAB

1  2 j 0  5 j   I1   1  3 j 
 0 2j  2 .I2    0 

 2 j  2 3  5 j I3  245 0 

15. Apresente a equação do polinômio de segundo grau e de terceiro grau que


mais se aproxima do seguinte conjunto de pontos e plote os pontos e as cur-
vas que mais se aproximam de um conjunto de pontos.

X 0.90 0.93 0,95 1,02 1,05

Y 0,456 0,654 0,804 0,904 0,966

16. Resolva o seguinte exercício:

17. Resolva o seguinte exercício:

18. Resolva o seguinte exercício:

19. Use o MATLAB para obter a corrente num circuito RLC série com R igual a 4
ohms, C igual a 1/4F e L = 2 H quando a fonte de tensão aplicada é 10.sen(2t-
450). Plote num gráfico único as tensões em cada elemento.
20. Resolva o seguinte exercício:

5
Tarefa 0 – MATLAB

21. Resolva o seguinte exercício:

22. Resolva o seguinte exercício:

23. Resolva o seguinte exercício:

24. Resolva o seguinte exercício:

25. Obtenha as raízes do seguinte polinômio: 2X5+8X4-5X3+4X2+3X-1.


26. Obtenha o gráfico do polinômio: X7+12X4-5X3-6X2+3X-1 de 0 a 20.
27. Obtenha as raízes do seguinte polinômio: 2X5+3X4-12X3+4X2-7X-1.

6
Tarefa 0 – MATLAB

28. Obtenha o gráfico da seguinte equação: 10.e-5x.sen(5x)+3. e-5x.cos(5x)


29. Obtenha o gráfico da seguinte equação: 10.e-5x.sen(2x)+3+3x3
30. Obtenha o gráfico do senh(2x), cosh(4x) e tgh(2x).
31. Obtenha o gráfico do senh(2+j3x) e cosh(3+j4x)
32. Resolva o seguinte exercício:

33. Resolva o seguinte exercício:

34. Execute as seguintes operações no MATLAB. Represente graficamente no


plano complexo os seguintes números complexos usando o comando “com-
pass”.

a) a 5 b) j c) 1  j4 d) 2 - 23 0

7
Tarefa 0 – MATLAB

35. Execute as seguintes operações no MATLAB. Obtenha o resultado das se-


guintes expressões e represente graficamente os números complexos envol-
vidos e o complexo resultante no plano complexo usando o comando “com-
pass”.
2  7j 2  4 j 1,414  60 0
a) b) 
5  2j  7  3j  1  5j
36. Plote os gráficos das seguintes funções:

a)y  2.sen(3t  450 )


b)w  5e 3t
c)z  ln(3t)
d)t  2.sec(3t  450 )  cotg(4t)
e)r  x 7  6x 5  sen(x)
f)q  2.sen(3t  450 )  1,3.sen(240t  20 0 )
37. Execute os seguintes comandos no MATLAB e explique a função de cada um
dos comandos e do vetor explode. Altere o último algarismo do comando le-
gend e explique sua função.

38. Execute os seguintes comandos no MATLAB e explique a função de cada um


deles.

8
Tarefa 0 – MATLAB

39. Execute os seguintes comandos no MATLAB e explique a função de cada um


deles.

40. Execute os seguintes comandos no MATLAB e explique a função de cada um


deles.

41. Resolva a seguinte questão:

9
Tarefa 0 – MATLAB

42. Resolva a seguinte questão:

43. Responda a seguinte questão:

44. Responda a seguinte questão:

10
Tarefa 0 – MATLAB

45. Resolva a seguinte questão:

46. Para a rede da Figura 2 onde as resistências são todas expressas em ohms
(Ω), obter as correntes em cada ramo.
2 5

DC 6V 8 DC 10 V

8 1
Figura 2 – Rede resistiva
47. Resolva a seguinte questão:

11
Tarefa 0 – MATLAB

48. Resolva a seguinte questão:

49. Resolva a seguinte questão:

50. Resolva a seguinte questão:

12
Tarefa 0 – MATLAB

51. Resolva a seguinte questão:

52. Use o MATLAB para obter a corrente num circuito RL série com R igual a 4
ohms e L = 2 H quando a fonte de tensão aplicada é 20.sen(4t-450). Plote
num gráfico único as tensões em cada elemento.
53. Use o MATLAB para obter a corrente num circuito RC série com R igual a 2
ohms e C = ½ F quando a fonte de tensão aplicada é 12.sen(3t-450). Plote
num gráfico único as tensões em cada elemento.
54. Use o MATLAB para obter a corrente num circuito RLC série com R igual a 2
ohms, L = 4 H e C = ½ F quando a fonte de tensão aplicada é 6.sen(2t-450).
Plote num gráfico único as tensões em cada elemento.
55. Para o sistema elétrico da Figura 3, cujos dados estão apresentados na
mesma figura, obtenha o diagrama de impedâncias com todas as impedân-
cias em pu na base comum de 50 kVA e 2,5 kV no gerador.

13
Tarefa 0 – MATLAB

Figura 3 – Sistema elétrico


56. Para o sistema elétrico da Figura 4, cujos dados estão apresentados na
mesma figura, obtenha o diagrama de impedâncias com todas as impedân-
cias em pu na base comum de 20 MVA e 69 kV na LT1 O transformador de
15 MVA é 13,8 KV/69 kV e a tensão nominal nos geradores G1 e G2 é de
13,8 KV.

Figura 4 – Sistema elétrico


57. Para o sistema elétrico da Figura 5, cujos dados estão apresentados na
mesma figura, obtenha o diagrama de impedâncias com todas as impedân-
cias em pu na base comum de 30 MVA e 66 kV na linha de transmissão LT1.

Figura 5 – Sistema elétrico

14
Tarefa 0 – MATLAB

58. Para o sistema elétrico da Figura 7, cujos dados estão apresentados na Ta-
bela 1, obtenha o diagrama de impedâncias com todas as impedâncias em
pu na base comum de 100 MVA e 230 kV na LT1 e a corrente em cada trecho
do sistema elétrico sabendo-se que cada motor absorve 8 MW, ambos ope-
ram na tensão terminal de 9,8 kV com fator de potência 0,84 indutivo para M1
e 0,91 capacitivo para M2.
T1 M1

G1

LT1 T3

J200
G2
T2 LT2 M2
J300
G3

Figura 6 – Sistema elétrico


Tabela 1 - Dados
N0 COMPONENTE PARÂMETROS
1 GERADORES SÍNCRONOS G1 E G2 40 MVA, 13,8, XS = 0.95 PU
2 GERADOR SÍNCRONO G3 20 MVA 13,8 KV, XS = 0.90 PU
3 TRANSFORMADOR TRIFÁSICO -T1 60 MVA, 235 KV / 14 KV, 5% YND1
4 TRANSFORMADOR TRIFÁSICO –T2 40 MVA, 235 KV / 14 KV, 5% YND1
5 LINHA DE TRANSMISSÃO LT1 J200 OHMS
6 LINHA DE TRANSMISSÃO LT2 J300 OHMS
7 TRANSFORMADOR TRIFÁSICO –T3 100 MVA, 230 KV / 10 KV, 8% YND1
10 MW, 10 KV, FATOR DE POT. NOMINAL DE 0,82
8 MOTORES SÍNCRONOS M1 E M2
(INDUT.) ,REND. NOMINAL DE 92%, XS = 1.0 PU

59. Para o sistema elétrico da Figura 7, cujos dados estão expressos na Tabela
2, obtenha o diagrama de impedâncias com todas as impedâncias em pu na
base comum de 100 MVA e 13,8 kV no gerador e a corrente em cada trecho
do sistema elétrico.

Figura 7 – Sistema elétrico da questão 0

15
Tarefa 0 – MATLAB

Tabela 2 - Dados da questão 0


N0 COMPONENTE PARÂMETROS
1 GERADOR SÍNCRONO - G1 40 MVA, 13,8, XS = 0.9 PU
2 TRANSFORMADOR TRIFÁSICO -T1 50 MVA, 230 KV / 14 KV, 5% YND1
3 LINHA DE TRANSMISSÃO LT1 J300 OHMS
4 TRANSFORMADOR TRIFÁSICO -T2 40 MVA, 235 KV / 69 KV, 6% YND1
30 MVA EM 68 KV COM FATOR DE
5 CARGA
POTÊNCIA NOMINAL DE 0,82 INDUTIVO

60. Resolva a seguinte questão: (Análise de Sistemas de Potência – Stevenson)

61. Resolva a seguinte questão: : (Análise de Sistemas de Potência – Stevenson)

62. Resolva a seguinte questão: : (Análise de Sistemas de Potência – Stevenson)

63. Resolva a seguinte questão: : (Análise de Sistemas de Potência – Stevenson)

64. Resolva a seguinte questão: : (Análise de Sistemas de Potência – Stevenson)

16
Tarefa 0 – MATLAB

65. Resolva a seguinte questão: : (Análise de Sistemas de Potência – Stevenson)

66. Resolva a seguinte questão:

67. Resolva a seguinte questão:

68. Resolva a seguinte questão: : (Análise de Sistemas de Potência – Stevenson)

17
Tarefa 0 – MATLAB

69. Resolva a seguinte questão:

70. Resolva a seguinte questão:

71. Resolva a seguinte questão:

72. Considere uma impedância Z (0,002+j0,14) interligando duas barras, a barra


2 que é o terminal receptor é mantida em 1 pu com fase 00, pede-se desen-
volver um SCRIPT para plotar os gráficos dos módulos da tensão na barra 1
em função da potência aparente da carga que varia de 0 a 1 pu para os fato-
res de potência 0,6, 0,8 e 0,9 indutivo.
73. Considere uma impedância Z (0,002+j0,14) interligando duas barras, a barra
2 que é o terminal receptor é mantida em 1 pu com fase 00, pede-se desen-
volver um SCRIPT para plotar os gráficos dos módulos da tensão na barra 1
em função da potência aparente da carga que varia de 0 a 1 pu para os fato-
res de potência 0,6, 0,8 e 0,9 capacitivo.

18
Tarefa 0 – MATLAB

74. Resolver o seguinte exercício num SCRIPT no MATLAB seguindo o padrão


definido:

75. Resolver o seguinte exercício num SCRIPT no MATLAB seguindo o padrão


definido:

76. Resolver o exercício num SCRIPT no MATLAB seguindo o padrão definido:

77. Resolver o exercício num SCRIPT no MATLAB seguindo o padrão definido:

78. Resolver o exercício num SCRIPT no MATLAB seguindo o padrão definido:

79. Resolver o exercício num SCRIPT no MATLAB seguindo o padrão definido:

19
Tarefa 0 – MATLAB

80. Resolver o seguinte exercício num SCRIPT no MATLAB seguindo o padrão


definido:

81. Resolver o seguinte exercício num SCRIPT no MATLAB seguindo o padrão


definido:

82. Resolver o seguinte exercício num SCRIPT no MATLAB seguindo o padrão


definido:

83. Resolver o seguinte exercício num SCRIPT no MATLAB seguindo o padrão


definido:

20
Tarefa 0 – MATLAB

84. Resolver o seguinte exercício num SCRIPT no MATLAB seguindo o padrão


definido:

85. Resolver o seguinte exercício num SCRIPT no MATLAB seguindo o padrão


definido:

86. Resolver o seguinte exercício num SCRIPT no MATLAB seguindo o padrão


definido:

87. Resolver o seguinte exercício num SCRIPT no MATLAB seguindo o padrão


definido:

88. Resolver o seguinte exercício num SCRIPT no MATLAB seguindo o padrão


definido:

21
Tarefa 0 – MATLAB

89. Resolver o seguinte exercício num SCRIPT no MATLAB seguindo o padrão


definido:

90. Resolver o seguinte exercício num SCRIPT no MATLAB seguindo o padrão


definido:

91. Resolver o seguinte exercício num SCRIPT no MATLAB seguindo o padrão


definido:

22
Tarefa 0 – MATLAB

92. Resolver o seguinte exercício num SCRIPT no MATLAB seguindo o padrão


definido:

93. Resolver o seguinte exercício num SCRIPT no MATLAB seguindo o padrão


definido:

94. Resolver o seguinte exercício num SCRIPT no MATLAB seguindo o padrão


definido:

95. Resolver o seguinte exercício num SCRIPT no MATLAB seguindo o padrão


definido:

23
Tarefa 0 – MATLAB

96. Resolver o seguinte exercício num SCRIPT no MATLAB seguindo o padrão


definido:

97. Resolver o seguinte exercício num SCRIPT no MATLAB seguindo o padrão


definido:

98. Resolver o seguinte exercício num SCRIPT no MATLAB seguindo o padrão


definido:

24
Tarefa 0 – MATLAB

99. Resolver o seguinte exercício num SCRIPT no MATLAB seguindo o padrão


definido:

100. Resolver o seguinte exercício num SCRIPT no MATLAB seguindo o padrão


definido:

a) Find the complex powers S1, S2 for the two impedances, and S3 for the motor.
b) Determine the total power taken from the supply, the supply current, and the overall power
factor.
c) A capacitor is connected in parallel with the loads. Find the kvar and the capacitance in µF to
improve the overall power factor to unity. What is the new linecurrent?

101. Resolver o seguinte exercício num SCRIPT no MATLAB seguindo o padrão


definido:

25
Tarefa 0 – MATLAB

102. Execute no MATLAB os comandos a seguir e explique o que cada um


deles é responsável em fazer.

103. Execute no MATLAB os comandos a seguir e explique o que cada um deles


é responsável em fazer.

104. Execute no MATLAB os comandos a seguir e explique o que cada um deles


é responsável em fazer.

105. Execute no MATLAB os comandos a seguir e explique o que cada um deles


é responsável em fazer.

106. Execute no MATLAB os comandos a seguir e explique o que cada um deles


é responsável em fazer.

107. Execute no MATLAB os comandos a seguir e explique o que cada um deles


é responsável em fazer.

26
Tarefa 0 – MATLAB

108. Execute no MATLAB os comandos a seguir e explique o que cada um deles


é responsável em fazer.

109. Resolver o seguinte exercício num SCRIPT no MATLAB seguindo o padrão


definido:

110. Resolver o seguinte exercício num SCRIPT no MATLAB seguindo o padrão


definido:

111. Resolver o seguinte exercício num SCRIPT no MATLAB seguindo o padrão


definido:

27
Tarefa 0 – MATLAB

Figura 8 – Temperatura de regime de condutor quando circula uma


corrente I expressa em percentual da corrente nominal

112. Usando o MATLAB obtenha usando o método dos mínimos quadrados o


polinômio que permite modelar a curva vermelha da Figura 8 que fornece
a temperatura de regime de um condutor de cobre com isolação em
XLPE/EPR em percentual da corrente nominal. Plote o gráfico obtido e
compare.
113. Usando o MATLAB obtenha usando o método dos mínimos quadrados o
polinômio que permite modelar a curva verde da Figura 8 que fornece a
temperatura de regime de um condutor de cobre com isolação em PVC em
percentual da corrente nominal. Plote o gráfico obtido e compare.
114. Usando o MATLAB obtenha os gráficos do relé de sobrecorrente de tempo
inverso e reproduza a curva da Figura 9. A equação geral desta curva é:

28
Tarefa 0 – MATLAB

Figura 9
115. Usando o MATLAB obtenha os gráficos do relé de sobrecorrente de tempo
muito inverso e reproduza a curva da Figura 9 adaptada. A equação geral
desta curva é:

116. Usando o MATLAB obtenha os gráficos do relé de sobrecorrente de tempo


inverso e reproduza a curva da Figura 9 adaptada. A equação geral desta
curva é:

29
Tarefa 0 – MATLAB

117. Desenvolver uma FUNCTION Y = ESTRELA_DELTA (za, zb,zc, nomearq,


saida) que tenha por objetivo obter as impedâncias de um circuito em tri-
ângulo ou delta (zab, zbc e zca) equivalente a um circuito em estrela (za,
zb e zc). A variável Y é [ za zb zc zab zbc zca] pode ser apresentada na
janela de comandos ou via arquivo. A variável nomearq é o nome do ar-
quivo tipo texto onde devem ser apresentados todos os dados de entrada
e saída. A variável saída caso seja “SIM”, “sim” ou “S” ele apresenta na
Janela de Comandos os dados de entrada e as impedâncias em estrela
equivalente. Apresente um exemplo com as seguintes impedâncias da es-
trela: 2+3j; 5-3j e 6-2j.
118. Desenvolver uma FUNCTION Y = DELTA_ESTRELA ( zab, zbc, zca, za,
zb,zc, nomearq, saida) que tem por objetivo obter as impedâncias de um
circuito em estrela (za, zb e zc) equivalente a um circuito em triângulo ou
delta (zab, zbc e zca). A variável Y é [ za zb zc] pode ser apresentada na
janela de comandos ou via arquivo. A variável nomearq é o nome do ar-
quivo tipo texto onde devem ser apresentados todos os dados de entrada
e a impedância equivalente. A variável saída caso seja “SIM”, “sim” ou “S”
ele apresenta na Janela de Comandos os dados de entrada e as impedân-
cias em estrela equivalente. Apresente um exemplo com as seguintes im-
pedâncias do triângulo: 2+3j; 5-3j e 6-2j.

Figura 10 – Exercícios 1 e 2

30
Tarefa 0 – MATLAB

119. Desenvolver uma FUNCTION Y = QUADCASC( a1, b1, c1, d1, a2, b2, c2,
d2, nomearq, saida) para obter os parâmetros do quadripolo equivalente Y
= [aeq, beq, ceq e deq] resultante da associação em cascata de dois qua-
dripolos de conhecidos parâmetros. A entrada de dados pode ser feita na
janela de comandos de forma interativa com o usuário ou via arquivo e a
saída na janela de comandos e em arquivo texto. A variável nomearq é o
nome do arquivo tipo texto onde devem ser apresentados todos os dados
de entrada e saída. A variável saída caso seja “SIM”, “sim” ou “S” ele apre-
senta na Janela de Comandos os dados de entrada e os de saída. Apre-
sente um exemplo com as constantes a, b, c e d são números complexos.
Envie o arquivo exemplo.
120. Desenvolver uma FUNCTION QUADPAR( a1, b1, c1, d1, a2, b2, c2, d2,
nomearq, saida) para obter os parâmetros do quadripolo equivalente Y
=[aeq, beq, ceq e deq] resultante da associação em paralelo de dois qua-
dripolos de conhecidos parâmetros. A variável nomearq é o nome do ar-
quivo tipo texto onde devem ser apresentados todos os dados de entrada
e saída. A variável saída caso seja “SIM”, “sim” ou “S” ele apresenta na
Janela de Comandos os dados de entrada e os de saída. Apresente um
exemplo com as constantes a, b, c e d são números complexos. Envie o
arquivo exemplo.
121. Desenvolver uma FUNCTION Y = CORFP (n , PC, QC, FPD, nomearq,
saida) que conhecendo a demanda ativa (PC) e reativa (QC) de uma quan-
tidade de cargas (n) e o fator de potência desejado (FPD) pede-se obter os
kVAR (Y = QBC) de capacitor para corrigir o fator de potência global para
o valor desejado. A variável nomearq é o nome do arquivo tipo texto onde
devem ser apre-sentados todos os dados de entrada e saída. A variável
saída caso seja “SIM”, “sim” ou “S” ele apresenta na Janela de Comandos
os dados de entrada e os de saída. Apresente um exemplo e envie o ar-
quivo exemplo.

31
Tarefa 0 – MATLAB

122. Desenvolver uma FUNCTION CORFPCAR (CA,CR, FPD) que conhe-


cendo os consumos ativos (CA) e reativos (CR) de quinze em quinze mi-
nutos ao longo de um dia, pede-se obter a correção de capacitor requerida
para corrigir o fator de potência para o valor desejado (FPD) para cada
hora. Atentar para as diferenças entre os horários de ponta e fora de ponta
além período capacitivo de 0 as 6 horas da manhã. Obter a demanda mé-
dia a cada quinze minutos e a demanda máxima e mínima registrada no
dia. Apresente um exemplo e envie o arquivo exemplo.
123. Desenvolver uma FUNCTION Y = ZSERIE(Desenvolver uma FUNCTION
Y = ZSERIE(n, Z, nomearq, saída) onde n é o número de impedâncias em
série, Z é p vetor onde cada elemento é uma impedância Z que se deseja
calcular a impedância equivalente. O vetor de saída Y é a impedância
equivalente obtida para as n impedâncias conectadas em série. A variável
nomearq é o nome do arquivo tipo texto onde devem ser apresentados
todos os dados de entrada e a impedância equivalente. A variável saída
caso seja “SIM”, “sim” ou “S” ele apresenta na Janela de Comandos os
dados de entrada e a impedância equivalente. Apresente um exemplo
com as seguintes impedâncias: 2+3j; 5-3j e 6-2j.
124. Desenvolver uma FUNCTION Y = ZPARALELO(n, Z, nomearq, saída)
onde n é o número de impedâncias em paralelo, Z é p vetor onde cada
elemento é uma impedância Z que se deseja calcular a impedância equi-
valente. O vetor de saída Y é a impedância equivalente obtida para as n
impedâncias conectadas em paralelo. A variável nomearq é o nome do
arquivo tipo texto onde devem ser apresentados todos os dados de en-
trada e a impedância equivalente. A variável saída caso seja “SIM”, “sim”
ou “S” ele apresenta na Janela de Comandos os dados de entrada e a
impedância equivalente. Apresente um exemplo com as seguintes impe-
dâncias: 2+3j; 5-3j e 6-2j.
125. Desenvolver uma FUNCTION DIVCOR2 (Itotal, Z1, Z2, nomearq, saída) no
MATLAB onde uma corrente Itotal se divide entre duas impedâncias Z1 e

32
Tarefa 0 – MATLAB

Z2. A variável Y = [ I1 I2 ] apresenta as duas correntes I1 e I2 obtidas. A


variável nomearq é o nome do arquivo tipo texto onde devem ser apresen-
tados todos os dados de entrada e a impedância equivalente. A variável
saída caso seja “SIM”, “sim” ou “S” ele apresenta na Janela de Comandos
os dados de entrada e a impedância equivalente. Apresente um exemplo
126. Desenvolver uma FUNCTION DIVCOR3 (Itotal, Z1, Z2, Z3, nomearq, sa-
ída) no MATLAB onde uma corrente Itotal se divide entre três impedâncias
Z1, Z2 e Z3. A variável Y = [ I1 I2 I3 ] apresenta as duas correntes I1. I2 e
I3 obtidas. A variável nomearq é o nome do arquivo tipo texto onde devem
ser apresentados todos os dados de entrada e a impedância equivalente.
A variável saída caso seja “SIM”, “sim” ou “S” ele apresenta na Janela de
Comandos os dados de entrada e a impedância equivalente. Apresente um
exemplo
127. Desenvolva uma FUNCTION no MATLAB para especificar qual deve ser a
bitola mínima em mm2 de um cabo de baixa tensão de condutores que
podem ser de cobre ou de alumínio com isolação que pode ser em PVC,
XLPE ou EPR para suportar um dado valor eficaz de corrente de curto cir-
cuito ( em módulo e fase) por um dado tempo eliminação da falta. O valor
eficaz da corrente de curto circuito leva em conta a componente AC e a
componente DC. As temperaturas máximas limites para curto circuito as-
sociada a um dado tipo de isolação são mostradas na Figura 11. A equação
geral para a obtenção da seção mínima do cabo para suportar uma dada
corrente de curto circuito está apresentada na Figura 12. A FUNCTION
deve obter além da seção mínima deve também apresentar a seção comer-
cialmente fabricada mais adequada. O valor eficaz da corrente de curto a
ser adotado deve levar em conta a componente DC. Explique. FUNCTION
DIMCABOCC(Icc, tempo, Temp1, temp2, nome_arq, saída). A variável no-
mearq é o nome do arquivo tipo texto onde devem ser apresentados todos
os dados de entrada e a impedância equivalente. A variável saída caso seja

33
Tarefa 0 – MATLAB

“SIM”, “sim” ou “S” ele apresenta na Janela de Comandos os dados de en-


trada e a impedância equivalente. Apresente um exemplo

Figura 11 – Temperaturas limites da isolação dos cabos

Figura 12 – Suportabilidade a curto circuito

128. Desenvolva um SCRIPT no MATLAB para esboçar as curvas mostradas na


Figura 13 encontrada nos catálogos de cabos de baixa tensão que fornece
a bitola mínima em mm2 de um cabo de baixa tensão de condutores de um
dado material condutor com uma dada isolação para suportar um dado va-
lor eficaz de corrente de curto circuito ( em módulo e fase) por um dado
tempo eliminação da falta. As temperaturas máximas limites para curto cir-
cuito associada a um dado tipo de isolação é mostrada na Figura 11. A
equação geral para a obtenção da seção mínima do cabo para suportar

34
Tarefa 0 – MATLAB

uma dada corrente de curto circuito está apresentada na Figura 12. Verifi-
que que na Figura 13 as escalas dos eixos x e y estão em escalas logarít-
micas em ambos os eixos. O valor eficaz da corrente de curto a ser adotado
deve levar em conta a componente DC? Explique.

Figura 13 – Cabo de Cobre com isolação em PVC

129. Desenvolva uma FUNCTION SECCOBRE(s_fase, s_neutro, s_terra, no-


mearq,saida) no MATLAB cujo objetivo é apresentar as seções dos condu-
tores de neutro (s_neutro) e terra (s_terra) de cobre a partir da seção do
condutor de fase de cobre todos com isolação em PVC. A variável nomearq
é o nome do arquivo tipo texto onde devem ser apresentados todos os da-
dos de entrada e saída. A variável saída caso seja “SIM”, “sim” ou “S” ele
apresenta na Janela de Comandos os dados de entrada e os de saída.
Apresente um exemplo e envie o arquivo exemplo.

35
Tarefa 0 – MATLAB

Figura 14 – Ar condicionado

130. Desenvolva uma FUNCTION ARCOND(BTU, vnom, nomearq,saida) no


MATLAB cujo objetivo é apresentar para um ar condicionado em BTU numa
dada tensão nominal, a potência em W, a corrente I em A, o fator de potên-
cia e a curva do mini-disjuntor a ser adotado para alimentar o circuito. A
variável nomearq é o nome do arquivo tipo texto onde devem ser apresen-
tados todos os dados de entrada e saída. A variável saída caso seja “SIM”,
“sim” ou “S” ele apresenta na Janela de Comandos os dados de entrada e
os de saída. Apresente um exemplo e envie o arquivo exemplo.

36
Tarefa 0 – MATLAB

Figura 15 – Impedância de cabo de baixa tensão

131. Desenvolva uma FUNCTION IMPCABO(secao_bt, nomearq,saida) no MA-


TLAB cujo objetivo é apresentar a impedância de um cabo de cobre com
isolação em PVC. A variável nomearq é o nome do arquivo tipo texto onde
devem ser apresentados todos os dados de entrada e saída. A variável
saída caso seja “SIM”, “sim” ou “S” ele apresenta na Janela de Comandos
os dados de entrada e os de saída. Apresente um exemplo e envie o ar-
quivo exemplo.

37
Tarefa 0 – MATLAB

132. Desenvolva uma FUNCTION FDEM_TUG_ILU(pot, nomearq,saida) no


MATLAB cujo objetivo é apresentar o fator de demanda para circuitos de
iluminação e tomadas de uso geral a partir de uma dada pot. A variável
nomearq é o nome do arquivo tipo texto onde devem ser apresentados to-
dos os dados de entrada e saída. A variável saída caso seja “SIM”, “sim”
ou “S” ele apresenta na Janela de Comandos os dados de entrada e os de
saída. Apresente um exemplo e envie o arquivo exemplo.

133. Desenvolva uma FUNCTION FDEM_TUE_ILU(pot, nomearq,saida) no MA-


TLAB cujo objetivo é apresentar o fator de demanda para tomadas de uso
específico a partir de uma dada pot. A variável nomearq é o nome do ar-
quivo tipo texto onde devem ser apresentados todos os dados de entrada
e saída. A variável saída caso seja “SIM”, “sim” ou “S” ele apresenta na
Janela de Comandos os dados de entrada e os de saída. Apresente um
exemplo e envie o arquivo exemplo.

38
Tarefa 0 – MATLAB

Figura 16 – Ampacidade de número de cond. em eletroduto embutido

134. Desenvolva uma FUNCTION AMPACIDADE(secao, ncond, nome-


arq,saida) no MATLAB cujo objetivo é apresentar a ampacidade de um
condutor de cobre com isolação em PVC de seção secao instalado num
eletroduto embutido com ncond condutores no eletroduto. A variável no-
mearq é o nome do arquivo tipo texto onde devem ser apresentados todos
os dados de entrada e saída. A variável saída caso seja “SIM”, “sim” ou
“S” ele apresenta na Janela de Comandos os dados de entrada e os de
saída. Apresente um exemplo e envie o arquivo exemplo.
135. Elabore usando o MATLAB uma FUNCTION TUG_SOCIAL(nome_ambi-
ente,lado 1, lado2, nomearq,saida) que determina o número mínimo de
pontos de tomada de um dado ambiente (com identificação ‘nome_ambi-
ente’) não úmidos de acordo com a NBR 5410/2004 com lados conheci-
dos (lado1, lado2) e a carga mínima. A variável nomearq é o nome do
arquivo tipo texto onde devem ser apresentados todos os dados de en-
trada e saída. A variável saída caso seja “SIM”, “sim” ou “S” ele apresenta

39
Tarefa 0 – MATLAB

na Janela de Comandos os dados de entrada e os de saída. Apresente


um exemplo e envie o arquivo exemplo.
136. Desenvolver uma FUNCTION CIRCUITO_CA (Z,V) cujo objetivo é obter a
partir dos fasores impedância (Z) e tensão (V) obter os gráficos da tensão,
corrente, potência, potência ativa instantânea, potência reativa instantânea
e energia.
137. Desenvolver uma FUNCTION CURVA_CARGA (DEMANDA) com o obje-
tivo de plotar a curva de carga de um dado consumidor a partir dos dados
supridos na matriz DEMANDA e ainda obter a demanda média, a demanda
máxima e o fator de carga do consumidor deixando disponíveis essas in-
formações num vetor de saída e na janela de comandos.
Tabela 3 – Curva de carga diária
HORA INICIAL HORA FINAL CARGA (MW)
0 2 6
2 6 5
6 9 10
9 12 15
12 14 12
14 16 14
16 18 16
18 20 18
20 22 16
22 23 12
23 24 6

138. Desenvolver uma FUNCTION CARGA(CONSUMO,DEMANDA) com o ob-


jetivo de estimar o crescimento do consumo médio de uma concessionária
num dado ano (2010 por exemplo) e a taxa de crescimento do consumo a
partir de um ajuste de curva ou regressão exponencial, deixando disponí-
veis essas informações num vetor de saída e na janela de comandos. Plotar
o gráfico da demanda e da curva ajustada.
Tabela 4 – Evolução do consumo
ANO 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005
CONSUMO (GWH) 169 153 192 214 232 224 245 256

40
Tarefa 0 – MATLAB

139. Desenvolver uma FUNCTION CABOMIT (pnomcv, vnom, fpnom, ren-


dnom, ip_in, fserv, formainst, ncond, tamb, icurto, tecc, comp, tipocond,
tipoisol, nomearq, saida) com o objetivo de dimensionar o cabo de cobre
ou alumínio (tipocond), com isolação em PVC, XLPE ou EPR (tipoisol) a
ser instalado num determinadoi tipo de linha elétrica (formainst), num am-
biente com uma dada temperatura ambiente (tamb), a percorrer uma dada
distância (comp) para alimentar um motor de indução com os dados no-
minais (pnomcv, vnom, fpnom, rendnom, ip_in, fserv) num ponto onde a
corrente de curto circuito é de icurto e o tempo máximo de eliminação do
curto é tecc. A variável nomearq é o nome do arquivo tipo texto onde de-
vem ser apresentados todos os dados de entrada e saída. A variável saída
caso seja “SIM”, “sim” ou “S” ele apresenta na Janela de Comandos os
dados de entrada e os de saída. Apresente um exemplo e envie o arquivo
exemplo.
140. Elabore usando o MATLAB uma FUNCTION TUG_UMIDO(nome_ambi-
ente,lado 1, lado2, nomearq,saida) que determina o número mínimo de
pontos de tomada de um dado ambiente (com identificação ‘nome_ambi-
ente’) úmido de acordo com a NBR 5410/2004 com lados conhecidos
(lado1, lado2) e a carga mínima. A variável nomearq é o nome do arquivo
tipo texto onde devem ser apresentados todos os dados de entrada e sa-
ída. A variável saída caso seja “SIM”, “sim” ou “S” ele apresenta na Janela
de Comandos os dados de entrada e os de saída. Apresente um exemplo
e envie o arquivo exemplo.

41
Tarefa 0 – MATLAB

141. Elabore usando o MATLAB uma FUNCTION FD_MOT(nmotor, nome-


arq,saida) que determina o fator de demanda de uma planta industrial em
função da quantidade de motores em operação. A variável nomearq é o
nome do arquivo tipo texto onde devem ser apresentados todos os dados
de entrada e saída. A variável saída caso seja “SIM”, “sim” ou “S” ele apre-
senta na Janela de Comandos os dados de entrada e os de saída. Apre-
sente um exemplo e envie o arquivo exemplo.
142. Elabore uma FUNCTION QUEDA_1F(Ic, DVc, Lc,Vfn, nomearq,saida) que
determina a seção de um circuito monofásico em cobre para um condutor
por onde circula uma corrente Ic, submetido a uma queda de tensão DVc
em % num condutor de cobre de comprimento Lc em metros num circuito
cuja tensão fase-neutro é Vfn. A variável nomearq é o nome do arquivo tipo
texto onde devem ser apresentados todos os dados de entrada e saída. A
variável saída caso seja “SIM”, “sim” ou “S” ele apresenta na Janela de
Comandos os dados de entrada e os de saída. Apresente um exemplo e
envie o arquivo exemplo.

143. Elabore uma FUNCTION QUEDA_3F(Ic, DVc, Lc, Vff, nomearq,saida)


que determina a seção de um circuito trifásico em cobre para um condutor
por onde circula uma corrente Ic, submetido a uma queda de tensão DVc
em % num condutor de cobre de comprimento Lc em metros num circuito
cuja tensão fase-fase é Vff. A variável nomearq é o nome do arquivo tipo
texto onde devem ser apresentados todos os dados de entrada e saída.
A variável saída caso seja “SIM”, “sim” ou “S” ele apresenta na Janela de

42
Tarefa 0 – MATLAB

Comandos os dados de entrada e os de saída. Apresente um exemplo e


envie o arquivo exemplo.

144. Elabore usando o MATLAB uma FUNCTION IMPSEQ( secao,nome_arq,


saída) que para um condutor de cobre com isolação em PVC de seção
dada (secao) informa as impedâncias de sequência positiva, negativa e
zero. A variável nomearq é o nome do arquivo tipo texto onde devem ser
apresentados todos os dados de entrada e saída. A variável saída caso
seja “SIM”, “sim” ou “S” ele apresenta na Janela de Comandos os dados de
entrada e os de saída. Apresente um exemplo e envie o arquivo exemplo.

Figura 17 – Impedâncias de sequência de cabo

43
Tarefa 0 – MATLAB

145. Elabore usando o MATLAB uma FUNCTION FASS( X_R,nome_arq, saída)


que informa o valor do fator de assimetria da corrente de curto-circuito de
uma instalação a partir da relação X/R (X_R) visto do ponto de falta. A va-
riável nomearq é o nome do arquivo tipo texto onde devem ser apresenta-
dos todos os dados de entrada e saída. A variável saída caso seja “SIM”,
“sim” ou “S” ele apresenta na Janela de Comandos os dados de entrada e
os de saída. Apresente um exemplo e envie o arquivo exemplo.

146. Explique cada um dos comandos das linhas de programação em MATLAB


a seguir.

147. Calcule Rat1 e Rat2.

44
Tarefa 0 – MATLAB

148. Explique cada um dos comandos das linhas de programação em MATLAB


a seguir.

149. Explique cada um dos comandos das linhas de programação em MATLAB


a seguir.

150. Explique cada um dos comandos das linhas de programação em MATLAB


a seguir.

45
Tarefa 0 – MATLAB

46