Você está na página 1de 3

24/09/2018 EPS

CEL0242_EX_A2_201802022261_V4

HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO NO BRASIL


Lupa
2a aula
Vídeo PPT MP3

Exercício: CEL0242_EX_A2_201802022261_V4 14/09/2018 07:11:42 (Finalizada)


Aluno(a): DIEGO RICARDO VIEIRA DE SOUZA 2018.3 EAD

Disciplina: CEL0242 - HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO NO BRASIL 201802022261

1a Questão

(Uel, 1995) Durante o período colonial, havia atritos entre os padres jesuítas e os habitantes locais porque os

religiosos preocupavam-se com a integração dos indígenas no mercado de trabalho assalariado e os colonos queriam
escravizá-los.
colonos eram ateus belicosos, e os jesuítas, pacíficos católicos.
colonos pretendiam escravizar os indígenas e os padres eram contra, pois queriam aldeá-los em missões.
colonos desejavam escravizar o negro e os jesuítas se opunham.
religiosos pretendiam escravizar tanto o negro como o índio e os colonos lutavam para receber salários dos capitães
donatários.

2a Questão

"Foi ela, a educação dada pelos jesuítas, transformada em educação de classe, com as características que tão bem distinguiam a
aristocracia rural brasileira que atravessou todo o período colonial e imperial e atingiu o período republicano, sem ter sofrido, em
suas bases, qualquer modificação estrutural, mesmo quando a demanda social de educação começou a aumentar, atingindo as
camadas mais baixas da população."

Otaíza O. Romanelli,1997, p. 35.

A partir da leitura do fragmento acima, pode-se perceber que dentre as características da educação jesuítica do Brasil está a (o):

Valorização da razão e do progresso.


O seu caráter elitista e conservador.
Formação de um espírito crítico e experimentalista.
Inspiração para as demandas sociais por mudanças econômicas.
O incentivo para o surgimento de uma nova ordem social na colônia.

3a Questão

São características da ação expedicionária e colonizadora portuguesa, EXCETO:

http://simulado.estacio.br/alunos/ 1/3
24/09/2018 EPS
De acordo com orientações da Ratio Studiorum, o objetivo da educação jesuítica seria o de promover uma integração
harmoniosa dos súditos de Deus e do reino para com seus legítimos superiores.
Os representantes da Coroa portuguesa e os religiosos católicos elaboraram diversas estratégias de conquista e colonização,
que de maneira geral, integravam ao mesmo tempo almas, costumes, corpos e terra.
Outro fator decisivo nas conquistas portuguesas de além-mar foi o aperfeiçoamento da arte da navegação. A cartografia
tornou-se ciência portuguesa por excelência, sem falar da construção naval.
A intenção da ação civilizadora dos jesuítas era de conhecer o outro com o objetivo de converter a fé católica.
A ação expedicionária no período colonial no Brasil apresentava uma educação de caráter laico.

Explicação:

Como qualquer empreedimento relacionado à expansão marítima e à colonização de novas terras por Estados Absolutistas, não havia
possibilidade de separação entre o estatal e o religioso; ambas dimensões costituíam simultaneamente os projetos.

4a Questão

Sobre a companhia de Jesus do Brasil, marque a alternativa INCORRETA:

Tendo em vista a dificuldade que os jesuítas encontravam para realizar a sua obra evangelizadora nas tribos indígenas, eles
acabaram por criar as chamadas missões.
A educação letrada no Brasil Colonial era direcionada aos homens.
As mulheres não tinham acesso aos colégios e eram educadas para a vida doméstica e religiosa.
O índio era alvo da disputa entre os jesuítas, que queriam convertê-lo ao cristianismo.
A companhia foi expulsa do Brasil no século XIX por D. Pedro II.

5a Questão

No Brasil colonial, para os filhos da elite (fidalgos, colonizadores) era oferecida uma educação:

d) formal, longa e homogênea, preparatória para o poder e/ou para a vida eclesiástica ministrada nos colégios, nos
seminários.
e) formal, longa e homogênea, preparatória para o poder e/ou para a vida eclesiástica era oferecido rudimentos escolares,
isto é, ler, escrever e contar.
a) formal, longa e diversificada, preparatória para o poder e/ou para a vida eclesiástica ministrada nos colégios, nos
seminários, podendo o educando chegar à universidade, sendo esta cursada em Portugal.
b) formal, longa e diversificada, preparatória para o poder e/ou para a vida eclesiástica ministrada nos colégios, nos
seminários, podendo o educando chegar à universidade, sendo esta cursada na própria Colônia.
c) formal, longa e diversificada, preparatória para o poder e/ou para a vida no trabalho pesado ministrada nos colégios, nos
seminários.

6a Questão

: Marque V (verdadeiro) e F (falso):


 
( )A colonização portuguesa no Brasil teve como principais características submeter os indígenas ao domínio
português.
(        )Acostumados ao modo de vida dos europeus que baseava-se numa existência sedentária, os indígenas
compreendiam  a diferença entre a sua cultura e  a outra.
( )Pela abundância de alimentação existente em terras brasílicas, pela produção e coleta de alimentos e, pela
habilidade do indígena como caçador, pode-se considerar como um forte indicativo que a  antropofagia, arraigada
fortemente entre os costumes  de algumas tribos, tinha o objetivo apenas de matar a fome.
(     )No Brasil os jesuítas se dedicaram a pregação da fé católica e ao trabalho educativo. Perceberam que não
seria possível converter os índios à fé católica sem que soubessem ler e escrever.
( )As Missões acabaram por transformar os índios nômades em sedentários, o que contribuiu decisivamente
para facilitar a captura deles pelos colonos.

http://simulado.estacio.br/alunos/ 2/3
24/09/2018 EPS
F, F, F, V, V,
F, F, V, V, V
V, V, V, F, F
V, F, F, V, V

Explicação:

Nesse período esse era o foco dos jesuitas.

7a Questão

O MANIFESTO DOS PIONEIROS DA EDUCAÇÃO TEM UMA TESE IMPORTANTE QUE VINCULA DIALETICAMENTE A RELAÇÃO ENTRE
EDUCAÇÃO E DESENVOLVIMENTO. Neste processo caberia à sociedade colocar a educação como :

Situação de primazia no que respeita aos problemas nacionais.


Sem relações com o contexto filosófico da época e com o desenvolvimento econômico.
Aspectos secundário em relação aos interesses nacionais.
Desvinculada do processo de desenvolvimento nacional.
Menor destaque em relação ás questões do desenvolvimento.

Explicação:

Situação de primazia no que respeita aos problemas nacionais.

8a Questão

O Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova foi publicado em 1932 e assinado por 26 educadores brasileiros, entre eles Anísio
Teixeira, Fernando de Azevedo e Lourenço Filho. Nos trechos a seguir, aparecem algumas de suas principais idéias. Mas, do direito de
cada indivíduo à sua educação integral, decorre logicamente para o Estado que o reconhece e o proclama, o dever de considerar a
educação, na variedade de seus graus e manifestações, como uma função social e eminentemente pública, que ele é chamado a
realizar, com a cooperação de todas as instituições sociais. A consciência desses princípios fundamentais da laicidade, gratuidade e
obrigatoriedade, consagrados na legislação universal, já penetrou profundamente os espíritos, como condições essenciais à
organização de um regime escolar, lançado, em harmonia com os direitos do indivíduo, sobre as bases da unificação do ensino, com
todas as suas consequências Com base nesses trechos, conclui-se que, em seu contexto histórico, o Manifesto era:

autoritário, já que defendia a obrigatoriedade escolar.


libertário, pois pregava o fim do Estado.
conservador, na medida em que entendia a educação pública como privilégio.
elitista, porque pregava a dualidade do sistema de ensino.
inovador, pois compreendia a educação como um direito social.

Explicação:

Inovador, pois compreendia a educação como um direito social.

http://simulado.estacio.br/alunos/ 3/3